Nadal, Thiem e Serena estreiam nesta 2a. Feira em Roland Garros

A rodada desta segunda-feira de Roland Garros está de gala. A quadra Philippe-Chatrier, com seu novo teto retrátil, mais útil do que o imaginado neste Grand Slam de outono frio e chuvoso parisiense, começará o dia com Petra Kvitova e Oceane Dodin, seguida de Dominic Thiem e Marin Cilic, depois tem Serena Williams e Kirstie Ahn e para terminar, o rei de Roland Garros, Rafael Nadal contra Egor Gerasimov.

Nas outras quadras, teremos as estreias de Gael Monfils contra Alexander Bublik, Danil Medvedev diante de Marton Fucsovics, Fabio Fognini x Mikhail Kukushkin e Felix Auger Aliassime enfrentando Yoshihito Nishioka, entre os principais destaques.

Entre as mulheres, além da Serena, destaque para Garbine Muguruza e Tamara Zidansek, Elina Svitolina contra Vera Gracheva e Angelique Kerber diante de Kaja Juvan.

Veja a programação completa neste link
https://www.rolandgarros.com/en-us/order-of-play?date=2020-09-28

Você pode acompanhar tudo sobre Roland Garros ao vivo no BandSports, Sportv e no aplicativo do torneio que tem todas as quadras ao vivo e custa R$ 29,99.

Diana Gabanyi

Foto FFT

Daniel Dutra Silva vence a Brasil Tennis Cup

O canhoto paulista Daniel Dutra da Silva, cabeça um da etapa Recife da Brasil Tennis Cup, venceu João Pedro Sorgi (SP), por 6/3  6/4, em 1h30, tornando-se campeão do torneio. Sorgi sentiu o desgaste dos jogos longos que teve durante a semana, o que facilitou o trabalho do Dutra da Silva.

“Foi muito bom voltar depois de seis meses sem torneios. Apesar do Sorgi está um pouco mais cansado conseguimos fazer um bom jogo”, afirmou Dutra da Silva.

Ao decorrer do torneio, Dutra da Silva teve uma atuação positiva durante a semana sem perder sets e cedendo poucos games aos adversários.

Foto de João Pires

Bia Maia vence Ingrid Martins na final no Porto e conquista 3o. título

A tenista brasileira Beatriz Haddad Maia conquistou neste domingo o 3o. título em Portugal, desde que voltou a compeitr após 13 meses afastada do circuito. Ela derrotou, na final do W15 da cidade do Porto, a também brasileira Ingrid Martins, por 6/3 6/2, depois de ter sido campeã na semana passada em Santarém, vice na anterior em Figueira da Foz e campeã em Montemor-o-Novo.

“Eu estou muito feliz. Nunca tinha passado por isso de fazer 4 semanas seguidas de final. Acho que todo esse tempo que eu passei fora das quadras, eu amadureci. Isso me deu força para seguir atrás de cada ponto perdido e sempre ter forças para buscar,” contou a paulista. “Na 3a. feira começamos de novo. Eu ganhei mais um convite e estou tendo um pouco de sorte neste sentido, em Portugual. Mas acho que a sorte vem quando estamos preparados e prontos. Estou muito, muito feliz com isso.”

Nesta semana ela joga outro torneio no Porto, mas na categoria W25.

Beatriz Haddad Maia que já chegou a ser a 58a colocada no ranking mundial, está começando esta nova fase na carreira com o agenciamento da Linkinfirm, do ex-tenista profissional Marcio Torres e com os patrocínios da Angá Asset Management, Wilson e da Joma.

Beatriz Haddad Maia que já chegou a ser a 58a colocada no ranking mundial, está começando esta nova fase na carreira com o agenciamento da Linkinfirm, do ex-tenista profissional Marcio Torres e com os patrocínios da Angá Asset Management, Wilson e da Joma.

 

 

Sorgi e Dutra Silva decidem título da Brasil Tennis Cup

Daniel Dutra da Silva e João Pedro Sorgi se enfrentam em busca do título da Brasil Tennis Cup, neste domingo, em Recife.

Para chegar à final Daniel Dutra da Silva venceu Eduardo Ribeiro por 6/2  6/3 e João Pedro Sorgi venceu Gabriel Ciro da Silva por 5/7  6/3  6/3, em uma partida de 2h40.

Nas duplas, Gabriel Ciro da Silva (SP) e Eduardo Ribeiro (SC), venceram por 3/6  7/5  10-5 Daniel Dutra da Silva (SP) e João Pedro Sorgi (SP) na final de duplas da Brasil Tennis Cup – Recife.

Os campeões, vão dividir o prêmio de 2mil reais.

Seguindo os protocolos de segurança em prevenção a COVID-19, todas as medidas estão sendo tomadas. Por isso, o jogo não vai contar com a presença do público e todos que estão participando do torneio estão usando máscaras, álcool em gel e mantendo o distanciamento adequado.

Foto de João Pires

Murray e Wawrinka são o destaque do 1o. dia de Roland Garros

Começa neste domingo o último Grand Slam desta temporada e não é o US Open, é Roland Garros.
Um Roland Garros diferente, disputado no outono parisiense, com temperaturas bem mais amenas, para não dizer geladas, praticamente sem público (serão permitidos até 750 espectadores por dia) e no meio da pandemia do COVID em alta na França novamente.

Se por um lado é estranho, por outro é a maneira que foi encontrada para que o esporte voltasse a acontecer. Jogadores que fazem apenas o trajeto hotel – Roland Garros – hotel, alternando com dias de treino no anexo de Jean Bouin – sem desfrutar da beleza da cidade luz e com um certo temor de ser diagnosticado com essa misteriosa doença.

Com prós e contras avaliados, o fato é que o Grand Slam do saibro começa neste domingo e terá como principal destaque o duelo entre dois campeões de Slam, o escocês Andy Murray e o suíço Stan Wawrinka, no último jogo da rodada da Philippe Chatrier.

A quadra central, agora com teto retrátil, será oficialmente aberta com o primeiro jogo do campeonato Janik Sinner e David Goffin. Depois, seguem Simona Halep e Sara Sorribes Tormo e antes do duelo entre Murray e Wawrinka, jogam Caroline Garcia e Annet Kontaveit.

Normalmente com uma disputa mais tímida no domingo inicial, Roland Garros fez uma programação cheia, talvez para deixar mais espalhados a quantidade de jogadores em Porte DÁuteil, nos primeiros dias do evento.

Também jogam em destaque neste domingo Azarenka x Kovinic; Gauff x Konta; V.Williams x Schmiedlova; Zverev x Novak; Schwartzman x Kecmanovic; e Nishikori x Evans.

A primeira rodada será disputada também na 2a. e na 3a. feira.

Diana Gabanyi

Foto: Divulgação FFT

 

Bia Maia e Ingrid Martins se enfrentam na final no Porto

A tenista brasileira Beatriz Haddad Maia decide neste domingo a sua 4a. final consecutiva, em busca do terceiro título, desde que voltou a competir, depois de 13 meses afastada do circuito. Neste sábado ela venceu a espanhola Marina Ribero Bassols, por 6/3 7/6(5) e enfrentará a amiga Ingrid Martins, na decisão do W15 da cidade do Porto.

“Estou muito feliz por estar em mais uma final. Vai ser histórico e especial enfrentar a Ingrid na final. Nós somos praticamente irmãs e nos ajudamos muito nesta semana e na gira toda em Portugal,” disse Bia, que há duas semanas foi campeã de duplas com Ingrid, em Figueira da Foz.

“Estou super motivada para jogar essa decisão e tranquila para a próxima semana. Ganhei um convite na chave do W25 aqui do Porto também e só jogo na 3a ou na 4a. feira.”

Campeã em Montemor-O-Novo, vice em Figueira da Foz e campeã em Santarém, Bia tenta neste domingo o terceiro título da gira portuguesa.

Diana Gabanyi

Foto – Gaspar Ribeiro

Thiago Monteiro é vice na Itália

O tenista número um do Brasil e 89o. Colocado no ranking mundial, Thiago Monteiro ficou com o vice-campeonato do Challenger de Forli, na Itália. Neste sábado, na final, ele foi superado em uma disputada final pelo jovem italiano Lorenzo Musetti, por 7/6(2) 7/6(5) e parte agora para Paris, para disputar o torneio de Roland Garros.

“Foi um jogo duro. Estava com muito vento e meio difícil de jogar. O Musetti é muito habilidoso e jogou melhor nos momentos importantes. Ele é um cara novo e tem um grande futuro pela frente. Eu não comecei tão bem no jogo. Foi uma final dura, com dois sets no tie-break e 2hs de jogo. Mas o que vale foi essa boa semana e a confiança de vários jogos seguidos, que era o meu principal objetivo,” afirmou o cearense.

Thiago já está a caminho de Paris para disputar o torneio de Roland Garros que começa amanhã. Ele enfrenta o georgiano Nikoloz Basilashvili, cabeça de chave 31 e o 33º do ranking, em um confronto inédito.

“Disputei mais uma final, o que é sempre bom para a confiança, mas agora já estou focado em Roland Garros, indo para Paris e é concentrar para fazer uma boa estreia.”

Esta foi a oitava final de Challenger de Monteiro, que já foi campeão neste nível em cinco oportunidades: Aix en Provence (2016), Braunschweig (2019), Lima (2019) e Punta del Este (2019 e 2020).

Diana Gabanyi

Foto – Divulgação

Roland Garros: Sorteada a chave. Veja os confrontos masculinos

A chave principal de Roland Garros foi sorteada nesta quinta-feira. Em vez da cerimônia cheia de pompas e circunstâncias que os franceses costumam fazer, o sorteio das chaves teve vídeo e tecnologia.

Cabeça-de-chave número um, Novak Djokovic enfrentará o sueco Mikael Ymer. Doze vezes campeão de Roland Garros, Rafael Nadal pegará o bielorrusso Egor Gerasimo.

Atual campeão do US Open, Dominic Thiem, que foi vice em Roland Garros na última edição, terá uma daquelas primeiras rodadas blockbuster. Enfrentará o croata Marin Cilic.

Roland Garros chave definida

Outra primeira rodada que já está dando o que falar é o desafio entre Andy Murray e Stan Wawrinka. A semifinal que eles disputaram em 2017, com Wawrinka vencedor, dizem ter sido o estopim para o quadril de Murray chegar ao limite e também para o joelho de Wawrinka ter que encarar uma cirurgia depois.

Único brasileiro na chave principal, Thiago Monteiro enfrentará Nikoloz Basilashvili na estreia.

Veja a chave completa neste link

https://www.rolandgarros.com/en-us/results/SM?round=1

 

Thiago Monteiro vai à semifinal na Itália

Thiago Monteiro continua vencendo no Challenger de Forli, na Itália. O tenista número um do Brasil superou o norte-americano Alexander Ritschard por 7/6(4) 6/3, e segue avançando no torneio preparatório para Roland Garros. Na semifinal, Monteiro enfrentará o anfitrião Andrea Pellegrino, 343º do mundo.

“Estou fazendo um bom torneio, já fiz cinco jogos aqui. Estou me sentindo bem e melhorando a cada jogo. O objetivo aqui era fazer o máximo de jogos, buscar uma final e um título, e estou cada vez mais perto disso. Amanhã é entrar focado no que estou trabalhando e no que tenho que fazer”, disse o cearense, contente com o desempenho no torneio.

Foi também nesta quinta-feira que Monteiro, atual 89º do ranking, conheceu o seu adversário na estreia em Roland Garros, o último Grand Slam desta temporada atípica. O brasileiro enfrentará o georgiano Nikoloz Basilashvili, cabeça de chave 31 e o 33º do ranking, num confronto inédito.

Esta será a terceira vez que Thiago Monteiro disputará a chave principal de Roland Garros. Em 2017, o cearense caiu na segunda rodada para o francês Gael Monfils, 16 do mundo na época. Já no ano passado, Monteiro furou o quali e foi superado pelo sérvio Dusan Lajovic na primeira rodada. Ao todo, será a quinta participação de Thiago no torneio parisiense, contando com duas disputas no qualifying.

Diana Gabanyi

Bia Haddad Maia vence e disputa 3a final seguida em Portugal

A tenista brasileira Beatriz Haddad Maia está em mais uma final, em Portugal. Neste sábado ela venceu rodada dupla para avançar à decisão do W15 de Santarém, na quadra rápida. Depois de acabar a partida contra Justina Mikulskyte (6/2 3/6/ 6/1) (LTU), ela voltou à quadra para vencer a francesa Oceane Babel por 6/0 6/2 e avançar à terceira final seguida em Portugal.

Campeã em Montemor-o-Novo (W25), vice em Figueira da Foz (W25), onde também foi campeã de duplas e agora finalista em Santarém, a brasileira se diz confiante para a decisão. “Ainda não sei contra quem vou jogar, mas estou confiante e me sentindo muito bem. Estou sendo muito bem recebida em Portugal e os torneios, apesar de pequenos, estão com estrutura boa. Estou conseguindo cuidar do meu físico e jogar muito tênis,” disse ela que aguarda a vencedora da partida entre Martynka Kubka (POL) e Barbara Gatica (CHI). A decisão acontece neste domingo.

Primeira gira que Bia disputa desde que voltou ao circuito, ela se diz surpresa com os resultados. “É claro que eu não esperava fazer 4 finais em 3 torneios, mas estou emocionalmente muito feliz. Não esperava tanto.”

Beatriz Haddad Maia que já chegou a ser a 58a colocada no ranking mundial, está começando esta nova fase na carreira com o agenciamento da Linkinfirm, do ex-tenista profissional Marcio Torres e com os patrocínios da Angá Asset Management, Wilson e da Joma.

Diana Gabanyi