Diretor do Australian Open admite a possibilidade de torneio, se for realizado, ter apenas torcedores australianos em 2021

O diretor do Australian Open, Craig Tiley, deu uma entrevista para a a Associeted Press Australia e detalhou o que o torneio vem pensando como possibilidade para a edição de 2021 do primeiro Grand Slam da temporada.

Inclusive, fica clara em sua fala a chance de o torneio não ser disputado ou que tenha apenas a presença de público australiano.

“O tênis australiano está comprometido com a questão da Covid-19. Na pior das hipóteses, não teríamos a realização do torneio. Na melhor, teríamos apenas público australiano e com jogadores que poderiam chegar aqui seguindo as recomendações de quarentena. Não descartamos a presença de torcedores de outros países, mas é um cenário que requer planejamento.”

“Temos que analisar todos os cenários possíveis, pois muitas de nossas decisões ficarão fora do nosso controle, sendo relacionadas às medidas adotadas por governos. Precisamos ter todos os protocolos possíveis.” concluiu.

Djokovic vai ao 5º set pra bater Thiem, conquista o octa em Melbourne, seu 17º Slam, e coroa retorno ao topo do ranking

Dominic Thiem ensaiou, ficou relativamente, mas não foi neste domingo que ele conquistou seu primeiro título de Grand Slam, em Melbourne.

Novak Djokovic, mais uma vez, ratificou sua sede implacável de aproveitar oportunidades e conquistou seu oitavo título do Australian Open, em incríveis oito finais disputadas. Aproveitamento absurdo de 100%.

Depois de começar a todo vapor a partida, o sérvio viu Thiem dar mostras, ainda no primeiro set, que não seria uma facilidade, ao sair de 1/4 pra 4/4. Depois, com uma dupla falta, Thiem entregou o set.

Porém, não se deu por vencido. Elevou seu nível, viu o sérvio errar mais do que de costume, sacar menos e, com isso, o jogo virou. Literalmente. No quarto set, um game mal jogado de Thiem foi suficiente pra decisão ir ao 5º.

Na parcial decisiva, Djokovic começou melhor mais uma vez, abriu 2/0 e viu o adversário perder chances de devolver a quebra, especialmente no 4º game, quando viu uma bola flutuando na sua direita acertar em cheio no meio da rede, em um break point. Depois disso, Djokovic dominou e fechou a partida com parciais de 6/4 4/6 2/6 6/3 e 6/4.

Com o triunfo, o sérvio chegou ao seu 17º título de Grand Slam. Além dos 8 em Melbourne, foram 5 em Wimbledon, 3 no US Open e 1 em Roland Garros.

Além disso, ele volta ao topo do ranking da ATP, ultrapassando Rafael Nadal. O espanhol tem 19 títulos de Grand Slam. Federer, 20. O sérvio está cada vez mais perto.

 

Kenin vira sobre Muguruza em Melbourne e conquista seu 1º Slam: “Meu sonho se tornou oficialmente realidade”

A norte-americana Sofia Kenin surpreendeu e conquistou o Australian Open, em Melbourne, o seu primeiro título de Grand Slam.

Neste sábado, a jovem de 21 anos, como ela mesmo disse, realizou seu sonho ao bater de virada a experiente espanhola e ex-nº 1 do mundo Garbine Muguruza, com parciais de 4/6 6/2 e 6/2.

Mesmo sendo a atual nº 15 do mundo, ela estava longe de figurar na lista das principais favoritas antes do torneio. Porém, jogo a jogo, foi construindo sua semana, perdendo apenas um set antes da final, com muita solidez e confiança, até conquistar o título:

“Meu sonho se tornou oficialmente realidade. Se você tem um sonho, vá em frente, pois pode se tornar realidade.” disse Kenin.

“Estou tão orgulhosa de mim mesma, meu pai, minha equipe e todos que estão ao meu redor. Todos nós trabalhamos duro. Passamos por tempos difíceis. Conseguimos. Lutamos. Estou apenas nas nuvens” completou.

Com o título, Kenin vai subir no ranking e chegar ao melhor posto da carreira, ocupando um lugar no top-7.

 

Djokovic busca o octa do Australian Open, enquanto Thiem quer seu primeiro título de Grand Slam

Está definida a grande final masculina do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

O primeiro a se garantir na grande decisão deste domingo foi Novak Djokovic, que viu Roger Federer fora das suas condições físicas ideais, mas que endureceu o jogo, especialmente o primeiro set, quando chegou a sacar pra fechar.

Depois disso, o sérvio elevou seu nível, principalmente nas trocas de bola do fundo de quadra, virou o set, o que parece ter sido decisivo e venceu por por 7/6(1) 6/4 e 6/3.

Djokovic chega a final com apenas um set perdido, logo na primeira rodada, diante do alemão Jan-Lennard Struff.

Seu adversário no domingo será o austríaco Dominic Thiem, que fez uma grande partida e virou sobre o Alexander Zverev por 3/6 6/4 7/6(3) e 7/6(4).

Será a primeira final de Grand Slam do austríaco, que já foi vice-campeão de Roland Garros nos últimos dois anos.

Thiem e Djokovic já se enfrentaram 11 vezes, com 7 vitórias do sérvio. Em Grand Slam, foram três confrontos, todos em Roland Garros, com duas vitórias de Thiem. No confronto mais recente entre eles, mais uma vitória do austríaco, no ATP Finals do ano passado.

 

Kenin surpreende Barty e faz a final do Australian Open contra Muguruza

Mais uma fez, uma tenista da casa não fez jus às expectativas da torcida. Assim como Samantha Stosur, em algumas oportunidades, Ashleigh Barty, atual nº 1 do mundo, era favorita, mas não chegou à final do Australian Open.

Nesta quinta-feira, a jogadora da casa entrou em quadra com todo favoritismo diante da norte-americana Sofia Kenin, de apenas 21 anos de idade e nº 15 do mundo, que não sentiu a pressão e, depois de dois sets equilibrados, anotou uma bela vitória por 7/6(6) e 7/5 sobre Barty.

Em sua primeira final de Grand Slam, Kenin terá pela frente a espanhol Garbine Muguruza, ex-nº 1 do mundo e atual nº 32, que também não era favorita diante de Simona Halep, mas conseguiu vencer depois de dois sets muitos parelhos. No fim, vitória da espanhola por 7/6(8) 7/5 e vaga garantida na final.

Kenin e Barty já se enfrentaram uma vez no circuito, no ano passado, em Pequim, em partida que acabou com vitória da norte-americana por 2×1.

 

Thiem joga muito, vence Nadal em jogo muito equilibrado e enfrenta Zverev na semi em Melbourne

Foi mesmo o grande jogo que todos esperavam. Rafael Nadal e Dominic Thiem fizeram uma grande partida, que acabou com vitória do austríaco em quatro equilibrados sets, e sua vaga garantida na semifinal do Australian Open.

O nº 1 do mundo até lutou muito, como sempre, mas viu o austríaco segurar a pressão, jogar bem os pontos mais importantes e, principalmente, romper uma barreira mental, que o fez vencer três tiebreaks e o jogo por 7/6(3) 7/6(4) 4/6 e 7/6(6).

É a primeira vez que Thiem, vice em Roland Garros em 2018 e 2019, chega à semi do Slam disputado em Melbourne.

Seu adversário será o alemão Alexander Zverev, que mais cedo virou sobre o suíço Stan Wawrinka que teve uma ótima atuação no primeiro set, mas não segurou a onda e viu o adversário anotar 1/6 6/3 6/4 e 6/2.

A primeira semifinal será disputada na manhã desta quinta-feira, no horário de Brasília, entre o suíço Roger Federer, que vem de grande virada nas quartas, e o sérvio Novak Djokovic.

 

 

Halep se impõe sobre Kontaveit e, ainda sem perder set em Melbourne, encara Muguruza em uma das semis

A romena Simona Halep garantiu com tranquilidade sua vaga na semifinal do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Na noite desta terça-feira, no horário de Brasília, Halep confirmou todo seu favoritismo diante da surpreendente estoniana Anett Kontaveit, anotou um duplo 6/1 e está na semifinal do torneio pela segunda vez na carreira.

Vale destacar que, na única vez que chegou à essa fase em Melbourne, ela foi à final e ficou com o vice. Foi em 2018, quando bateu a alemã Angelique Kerber na semi para perder para Caroline Wozniacki na grande decisão, no único título de Grand Slam da dinamarquesa, que encerrou sua carreira na edição deste ano do torneio.

A adversária de Halep por uma vaga na final será a espanhol Garbine Muguruza, que logo em seguida fez um jogo bem mais equilibrado para bater a russa Anastasia Pavlyuchenkova por 7/5 e 6/3.

As duas já se enfrentaram cinco vezes ao longo da carreira, com três vitórias da espanhola.

 

Federer salva 7 match-points, bate Sandgren e faz semi do Australian Open contra Djokovic

Mais uma vez, Roger Federer fez História! Nas quartas de final do Australian Open, não esteve nos seus melhores dias, tecnicamente e fisicamente, mas foi buscar forças pra virar um jogo praticamente perdido.

O suíço perdia o jogo para o norte-americano Tennys Sandgren por dois sets a um e teve que salvar 7 match-points antes de conseguir levar pro set decisivo. Neste, viu o adversário também ter dificuldades físicas e se impôs. No fim gigante vitória por 6/3 2/6 2/6 7/6(8) e 6/3.

Agora na semifinal, Federer esperou a definição do seu adversário, que saiu da partida entre Novak Djokovic e Milos Raonic.

O saque do canadense não fez muito estrago e encontrou como antídoto a excelente devolução do sérvio. Sem o seu saque ganhando muitos pontos fáceis, Raonic encontrou dificuldades e acabou sendo superado por 3×0, com parciais de 6/4,6/4 e 7/6(1).

Os dois outros semifinalistas serão definidos nesta quarta-feira, com os dois jogos sendo disputados na Rod Laver Arena.

Primeiro, Stan Wawrinka, que vem de grande vitória sobre Daniil Medvedev, enfrenta o alemão Alexander Zverev. Depois, Rafael Nadal encara o austríaco Dominic Thiem.

 

 

 

Pavlyuckenkova vira sobre Kerber e será a adversária de Muguruza nas quartas do Australian Open

Estão definidas as quartas de final da chave feminina do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

A romena Simona Halep garantiu sua vaga depois de uma boa vitória sobre a belga Elise Mertens, em sets diretos, com um duplo 6/4. Sua adversária agora será a estoniana Anett Kontaveit, que precisou virar a partida diante da jovem polonesa Iga Switek.

Outro jogo definido foi o confronto entre a espanhola Garbine Muguruza, que bateu a holandesa Kiki Bertens por 2×0, contra a russa Anastasia Pavlyuchenkova, que anotou uma bela virada sobre a alemã Angelique Kerber.

Os dois primeiros jogos das quartas serão realizados nesta terça-feira, começando com a partida entra a norte-americana Sofia Kenin e a surpreendente tunisiana Ons Jabeur.

Depois, a local Ashleigh Barty entra em quadra para uma partida que promete ser equilibrada diante a tcheca Petra Kvitova.

 

Wawrinka joga muito pra vencer Medvedev em 5 sets, chegar às quartas do Australian Open e encara Zverev

Em um grande jogo de cinco sets, Stan Wawrinka bateu o então favorito russo Daniil Medvedev e chegou às quartas de final do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada.

Na madrugada desta segunda-feira, no horário de Brasília, o suíço mostrou alguns de seus momentos de genialidade, agressivo, intenso, que deixaram o consistente adversário desnorteado.

Depois de um primeiro set de nível elevadíssimo, Wawrinka viu Medvedev crescer, virar a partida e ficar próximo da virada. Porém, voltou a jogar seu melhor tênis pra levar o 4º set no tiebrak e se impôs na parcial decisiva pra vencer por 6/2 2/6 4/6 7/6(2) e 6/2.

Agora, por uma vaga na semifinal em Melbourne, o suíço terá pela frente o alemão Alexander Zverev, que bateu o russo Andrey Rublev com mais facilidade que o esperado, por 3×0.