João Lucas Reis e Thiago Wild são selecionados para bolsa do Grand Slam Development Fund

Destaques em 2018, os brasileiros Thiago Wild e João Lucas Reis foram selecionados para receber uma bolsa de $ 25 mil dólares do Grand Slam Development Fund da ITF, através do Programa Grand Slam Player Grants Program, no ano que vem. A Confederação Brasileira de Tênis indicou ambos os atletas, que atendiam a todos os pré-requisitos do regulamento, e trabalhou junto à entidade máxima do tênis para que os dois jovens fossem contemplados.

“Fico feliz que, através dos movimentos políticos e a ótima relação institucional entre CBT e ITF, possamos trazer oportunidades para os nossos jogadores. Ano passado conseguimos um suporte importante para a Bia, e agora conseguimos para o João e Thiago. Logicamente eles fizeram por merecer, em vários aspectos, e estão de parabéns pelo ano de 2018. Torcemos para que este recurso os incentivem ainda mais em 2019”, afirmou o presidente da CBT, Rafael Westrupp.

O paranaense Thiago Wild finalizou 2018 no top 10 do ranking mundial juvenil e fez história no país ao tornar-se o primeiro brasileiro a conquistar a chave juvenil do US Open, em setembro. O atleta da Tennis Route também foi campeão do Future de São José do Rio Preto, vice no Future de Curitiba e fez quartas de final no challenger de Campinas. Em novembro, ainda faturou a Maria Esther Bueno Cup, que reuniu os oito principais tenistas sub 23 do país e garantiu vaga na chave principal do Rio Open 2019.

Já o pernambucano João Lucas Reis conquistou seu primeiro título como profissional no Future de Curitiba, justamente sobre Thiago Wild, fez semi em outros dois Futures, foi campeão de duplas em outros dois e fez quartas do Banana Bowl, o mais tradicional torneio juvenil da América Latina. Em abril, o atleta do Instituto Tênis integrou a equipe brasileira da Copa Davis, através do programa Juniors/Pro da CBT, e acompanhou de perto a rotina dos profissionais durante a competição entre países, além de treinar com os principais tenistas do país.

Feijão vence mais uma e encara João Lucas Reis por vaga na semi em Ribeirão Preto

João Souza, o Fejão, avançou às quartas de final do Circuito Internacional de Tênis. O principal favorito conquistou sua 12ª vitória consecutiva nesta quinta-feira (15/11) e agora enfrenta pela primeira vez João Lucas Reis, cabeça de chave 5, de 18 anos, por vaga na semifinal, amanhã por volta das 12h30. A quarta etapa do Future é apresentada pelo Santander e Ministério do Esporte. A entrada é gratuita no Ipê Golf Club.

Feijão superou João Okano, que ganhou um wild card e marcou seu primeiro ponto em Ribeirão Preto, por 6/2 6/1. “Joguei bem e sólido, tentando encurtar os pontos. Agora, é me hidratar bem para amanhã. Jogo contra o Reis, um garoto bem promissor e profissional. Temos bons nomes de jogadores da nova geração, além do João (Reis), principalmente o Thiago Wild. Tem também o (Matheus) Pucinelli, entre outros. É difícil falar até onde eles vão chegar, mas eles têm nível para ir longe. Precisamos de nomes fortes para substituir a minha geração de tenistas”, conta o paulista de 30 anos.

A chuva atrapalhou o andamento da última rodada desta quinta-feira. Cabeça de chave 3, o sueco Lindell havia vencido o primeiro set, por 7/5. Mas, no tiebreak da segunda parcial, quando o tenista de Ribeirão Preto, de 16 anos, liderava por 2-0, o mau tempo atrapalhou a partida. Lindell e Heide retomam o duelo nesta sexta-feira, por volta das 12h30. O vencedor do confronto entrará em quadra novamente não antes das 17h30.

A programação de amanhã foi reajustada por conta da chuva. Alex Blumenberg e Carlos Eduardo Severino abrem a rodada às 11h. A seguir, acontece o término do duelo de Lindell e Heide. João Souza, o Feijão, e João Lucas Reis se enfrentam não antes das 13h30. Fernando Yamacita e Daniel Dutra da Silva duelam não antes das 15h30.

Programação de 16/11 – Sexta-feira – Revisada

Quadra Central

11h

Alex Blumenberg (BRA) vs. Carlos Eduardo Severino (BRA)

A seguir

A terminar 7/5 6/6 0/-2 Lindell

Gustavo Heide (BRA) [Q] vs. Christian Lindell (SUE) [3]

Não antes das 13h30

João Souza (BRA) [1] vs. João Lucas Reis (BRA) [5]

Não antes das 15h30

Fernando Yamacita (BRA) [8] vs. Daniel Dutra da Silva (BRA) [2]

Não antes das 17h30

Aaron Schmid (SUI) [7] vs. Christian Lindell (SUE) ou Gustavo Heide (BRA)

Não antes das 19h

Bernardo Oliveira (BRA)/Eduardo Ribeiro (BRA) vs. João Lucas Reis (BRA)/Fernando Yamacita (BRA) [4]

 

Quadra 3

Não antes das 16h30

Mateus Alves (BRA)/Augusto Laranja (BRA) vs. Rafael Matos (BRA)/ André Miele (BRA)

Reis e Matos confirmam favoritismo e vão às quartas de final do IS Open

Dois importantes nomes da nova geração brasileira, Rafael Matos e João Lucas Reis, avançaram nesta quinta-feira para a fase de quartas de final do IS Open São Paulo Ano VI. O gaúcho derrotou com tranquilidade o paulista Luís Britto, enquanto o pernambucano, 18, passou pelo chileno e qualifier Javier Nasser.

Entre as partidas mais rápidas do torneio está a última vitória de Matos no Paineiras. O tenista de 22 anos precisou de apenas 55 minutos para passar por Britto com 6/0 6/1. Esta foi a 45ª partida de Matos na temporada com retrospecto de 27 vitórias.

“Desde que saí do juvenil, venho a cada ano evoluindo o meu ranking, às vezes não tanto, mas o importante é não ficar estagnado ou acabar regredindo. Isso mostra que o trabalho está sendo bem feito e quero seguir melhorando”, analisa, Matos, que enfrenta nesta sexta-feira o cabeça 1 Oscar Gutierrez, seu parceiro na chave de duplas.

Reis tentará sua quarta semifinal na temporada, sendo a última alcançada em São Carlos, na semana passada. Nesta quinta-feira, o pernambucano venceu por 6/3 6/4 e agora trava duelo com o sueco Christian Lindell, cabeça 4 da competição e quem Reis já derrotou neste ano, em Curitiba.

Desistência

O público do Clube Paineiras compareceu em bom número para torcer por Gabriel Ciro, atleta da casa. O jovem tenista esteve a um set de passar por Nicolas Santos e alcançar a inédita fase de quartas na carreira, mas as cãimbras, no terceiro set, o impediram de continuar o confronto, frustrando a torcida e o atleta, superado por Nicolas Santos com 4/6 7/5 3-2 (ret.).

João Reis e Felipe Meligeni Alves estreiam nesta segunda-feira no Future de Curitiba

Os brasileiros João Lucas Reis e Felipe Meligeni Alves estreiam nesta segunda-feira (22/10) no Circuito Internacional de Tênis, apresentado pelo Santander e Ministério do Esporte. A rodada terá 16 jogos, com as últimas partidas do qualifying, a partir das 10h, e duelos da chave principal do Future de US$ 15 mil. A entrada é gratuita no Graciosa Country Club.

Sétimo favorito, Reis enfrenta o argentino Maximiliano Estevez, não antes das 13h. Em duelo de convidados, Felipe Meligeni Alves, cabeça 8, fica frente a frente com Guilherme Toresan.

O suíço Aaron Schmid enfrenta o ucraniano Daniil Zarichanskyy, não antes das 13h. O brasileiro Fernando Yamacita desafia o chileno Alejandro Tabilo, não antes das 15h.

Chave de duplas

Os campeões da primeira edição do Campeonato Internacional de Tênis em Mogi das Cruzes, Rafael Matos e Facundo Mena estreiam contra os principais favoritos Caio Silva e Thales Turini, em Curitiba. Felipe Meligeni Alves e José Pereira encaram Luis Britto e Nicolas Santos na primeira rodada.

Qualifying termina nesta segunda

Rai Araujo avançou para a rodada final do qualifying neste domingo, após passar por Renan Perdigão com duplo 6/2. Amanhã, ele enfrenta Pedro Gabriel Rogrigues, cabeça 3 do quali, por vaga na chave principal, por volta das 11h30. O catarinense João Hinsching também está na rodada final do quali.

Resultados parciais de 21/10 – Domingo

Igor Gimenez (BRA) [1] d. Lucas Crichigno (PAR): 7/6 (5) 6/2

Pedro Rodrigues (BRA) [3] d. Hugo Moura (BRA): 6/3 6/2

Enrique Bogo (BRA) d. Laelson Rodrigues (BRA): 6/4 6/0

Matheus Rezende(BRA) d. Felipe Flach (BRA): 2/6 6/4 6/3

Rai Vicente Araujo (BRA) d. Renan Perdigão (BRA): 6/2 6/2

Francisco Comesana (ARG) [2] d. João Gianella (BRA): 7/6(5) 6/3

Felipe Garla (BRA) [4] d. Hernando Isnardi (PAR): 6/0 6/1

Eduardo Ribeiro (BRA) [6] d. Gabriel Bendazoli (BRA): 7/6(1) 6/3

Luiz Santos (BRA) d. Pedro Ortega (BRA): 1/6 6/3 6/2

João Nusdeo (BRA) d. Lucas Lima (BRA): 6/3 6/2

João Hinsching (BRA) [9]d. Vinicius Saleme (BRA) : 6/1 7/5

Programação de 22/10 – Segunda-feira

Quadra Central

10h

Quali

Igor Gomenez (BRA) vs. Matheus Rezende (BRA)

A seguir

Enrique Bogo (BRA) vs. Karl Wurth Mac-Leay (CHI) ou Javier Naser (CHI)

Não antes das 13h

Chave Principal

João Lucas Reis (BRA) [7] vs. Maximiliano Estevez (ARG)

Não antes das 15h

Alejandro Tabilo (CHI) vs. Fernando Yamacita (BRA)

Não antes das 18h

André Miele (BRA)/ Alexandre Tsuchiya (BRA) vs. Juan Manuel Cerundolo (ARG)/Daniil Zarichanskyy (UKR)

A seguir

Felipe Meligeni Alves (BRA) vs. Guilherme Toresan (BRA)

Foto: João Pires/Fotojump

Cinco brasileiros estreiam neste domingo na chave juvenil de Roland Garros

Cinco brasileiros estão na chave masculina juvenil de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada, que terá a categoria iniciada neste domingo, já com quatro deles em ação.

Principal esperança do Brasil na chave, Thiago Wild é o cabeça de chave nº 8 e vai fazer sua estreia contra o argentino Thiago Agustin Tirante.

João Lucas Reis da Silva não deve ter uma estreia fácil diante do argentino Juan Manuel Cerundolo, cabeça de chave nº 14, enquanto Mateus Alves também está garantido na chave e sua primeira partida será contra o sul-africano Philip Henning

Mateo Reyes, que ganhou sua vaga na chave depois de vencer uma competição contra tenistas da Índia e da China, enfrenta  cazaque Timofei Skatov, 6º favorito da chave, e Gilbert Klier Junior enfrenta o norte-americano Tyler Zink, sendo este o único brasileiro que não tem estreia marcada para este domingo.

Na chave feminina, apenas uma brasileira, Ana Paula Melilo, que também ganhou sua vaga no torneio contra Índia e China, e também fará sua estreia no domingo.

Pucinelli e Gimenez estreiam com vitória na chave juvenil em Melbourne. Wild joga no domingo

Dos três brasileiros que entraram em quadra na chave juvenil, dois conseguiram chegar à 2ª rodada do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Matheus Pucinelli conseguiu uma boa vitória sobre um cabeça de chave, o colombiano Nicolas Mejia, 8º favorito da chave, com parciais de 7/5 e 7/6(7). Agora, seu adversário será o convidado local Rinky Hijikata.

Quem também estreou com vitória foi Igor Gimenez, que bateu o lucky-loser holandês Lodewijk Weststrate, também em sets diretos, com parciais de 7/6(3) e 6/1. Na segunda rodada, terá pela frente o uzbeque Sergey Formin.

O único brasileiro que perdeu no dia foi João Lucas Reis, que equilibrou o confronto contra o sérvio Marko Miladinovic, cabeça de chave nº 2, chegando a tirar um set, mas perdendo por 6/3 6/7(9) e 6/3.

Pucinelli e Reis estreiam na chave de duplas, formando parceria, na madrugada deste domingo, contra o romeno Cristian Filip Jianu e o argentino Thiago Agustin Tirante

Na rodada que começa na noite deste sábado, horário de Brasília, Thiago Wild faz sua estreia no torneio, como cabeça de chave nº 9, enfrentando o australiano Dane Sweeny. Nas duplas, ele entra em quadra ao lado do argentino Sebastian Baez, enfrentando o britânico Jack Draper e o francês Titouan Droguet.