Melo e Kubot buscam vaga na decisão do ATP Finals neste sábado

O ATP Finals dá início a sua etapa decisiva. Após a realização, desde o dia 10, da fase de grupos, as quatro duplas classificadas disputam neste sábado (16) as semifinais do torneio, na O2 Arena, em Londres, na Inglaterra. O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot vão em busca da vaga na final às 15h (horário de Brasília), enfrentando os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut (7), com transmissão do SporTV3.  No outro jogo, às 9h (horário de Brasília), estarão na quadra o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus (5) diante dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah (1). A decisão do título será neste domingo às 12h30 (horário de Brasília).

Marcelo busca a terceira final no torneio e a conquista do primeiro título: foi vice-campeão em 2017, com Kubot, e em 2015, com o croata Ivan Dodig. Esta é sua sétima participação seguida no Finals – desde 2013 -, recordista entre os brasileiros -, a terceira ao lado do parceiro polonês (2017, 2018 e 2019).

“Vamos com tudo nesta semifinal, depois de um jogo duríssimo para garantir a classificação. Tivemos um dia para recuperar. Agora, mais uma partida que deve ser decidida nos detalhes, contando novamente com o apoio da torcida, que foi impressionante no jogo anterior, bastante brasileiros, uma energia muito boa”, afirma Melo.

Melo e Kubot garantiram lugar na semifinal na quinta-feira (14) ao vencer o norte-americano Rajeev Ram (EUA) e o britânico Joe Salisbury (4), somando duas vitórias – ambas de virada – nos três jogos e ficando com a segunda colocação do Grupo Jonas Bjorkman – Klaasen e Venus terminaram em primeiro. No Grupo Max Mirnyi, Herbert e Mahut em primeiro, com Cabal e Farah em segundo. Na rodada desta sexta-feira (15), os franceses venceram o holandês Jean-Julian Rojer e o romeno Horia Tecau (6) por 2 sets a 0 – 6/3 e 7/6 (7-4). Os colombianos derrotaram os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies (3) também por 2 a 0 – 7/6 (9-7) e 6/2.

Melo e Kubot estreiam com vitória de virada no ATP Finals, em Londres

Com uma vitória de virada, neste domingo (10), o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot deram o primeiro passo na edição 2019 do ATP Finals, em Londres, na Inglaterra. Na rodada inicial do Grupo Jonas Bjorkman, Melo e Kubot – que jogam como segunda melhor dupla classificada do torneio – estrearam derrotando o croata Ivan Dodig e o eslovaco Filip Polasek (8) por 2 sets a 1, parciais de 4/6, 6/4 e 10-5, em 1h40min. A segunda rodada do grupo está marcada para esta terça-feira (12).

“Foi um belo jogo de tênis. Muito alto nível desde o início. Começamos com break na frente, aí eles aproveitaram dois ou três vacilos para quebrar de volta e depois jogaram muito bem até o final do primeiro set. O importante para nós foi começar muito bem o segundo, mostrando que estávamos firmes no jogo ainda, iniciando com a quebra no primeiro game. E especialmente, também, o final do segundo set. Fechamos muito bem, muito sólidos e aí acabou dando mais confiança para jogar o match tie-break. Foi um jogo realmente muito bom, uma bela estreia contra um time que vem jogando muito bem”, explicou Melo.

No primeiro set, Melo e Kubot quebraram no sétimo game, 4/3, mas os adversários devolveram e igualaram em 4/4. Com novo break, no décimo game, Dodig e Polasek ganharam a série por 6/4. Melo e Kubot iniciaram o segundo set com tudo para empatar o jogo. E quebraram logo no game inicial, abrindo na sequência 2/0 e administrando a vantagem. No nono game, tiveram a chance de quebrar novamente e fechar, mas os adversários salvaram o break. Em seguida, devolveram o 6/4, levando a decisão para o match tie-break. Com domínio desde o começo, Melo e Kubot marcaram 10-5 para comemorar a primeira vitória no ATP Finals.

Na outra partida deste domingo, o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus (5) ganharam do norte-americano Rajeev Ram (EUA) e do britânico Joe Salisbury (4) por 2 a 0 (6/3 e 6/4).

O ATP Finals reúne as oito melhores duplas da temporada. Na primeira fase, elas são divididas em dois grupos, jogando todas contra todos dentro dele. As duas melhores de cada um disputam as semifinais, no sábado (16). A decisão do título será no domingo (17).

Marcelo faz a sua sétima participação seguida (desde 2013) no Finals, recordista entre os brasileiros, a terceira ao lado do parceiro polonês (2017, 2018 e 2019). Foi duas vezes vice-campeão: com Kubot em 2017 e com Dodig – adversário nesta estreia – em 2015.

Foto: Peter Staples / ATP Tour

Soares e Pavic vencem colombianos e vão à semi em Shangai. Melo e Kubot triunfam e garantem vaga no ATP Finals

O brasileiro Bruno Soares e o croata Mate Pavic avançaram às semifinais do Masters 1000 de Xangai, na China, nesta sexta-feira. A dupla derrotou os líderes do ranking e campeões de Wimbledon e do US Open, os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, por 6/4 6/2.

 

Soares tentará sua quarta final em 2019, primeira com Pavic. “Foi um jogaço da nossa parte, atuamos super bem. Foi uma vitória que veio em boa hora para ajudar a consolidar o que eu vinha falando, que a gente estava jogando em um nível alto”, afirmou o mineiro.

 

Em busca da final, Soares enfrenta seu ex-parceiro Jamie Murray, que joga ao lado do também britânico Neal Skupski. “Essa é minha segunda semifinal de Masters 1000 com o Pavic, fizemos também em Cincinnati. Tomara que a gente consiga ir ainda mais longe dessa vez”, completou.

A vaga na semifinal foi de muita comemoração para o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot na China. Com a vitória diante do croata Ivan Dodig e do eslovaco Filip Polasek, nas quartas de final, os atuais campeões deram mais um passo na defesa do título conquistado no ano passado. E o resultado classificou a dupla para o torneio que encerra a temporada, entre os dias 10 e 17 de novembro, em Londres, na Inglaterra, reunindo as oito melhores parcerias de 2019. Marcelo estará no Finals pela sétima vez seguida (desde 2013), recordista entre os brasileiros – a terceira ao lado de Kubot (2017, 2018 e 2019).

Melo e Kubot são a segunda dupla a se classificar para esta edição do ATP Finals, na O2 Arena, na capital inglesa. Até então tinham garantido vaga apenas os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah. Marcelo foi duas vezes vice-campeão no Finals, com Kubot em 2017 e com Ivan Dodig em 2014. O polonês estará em sua sexta participação (2009, 2010, 2014, 2017, 2018 e 2019).

Na decisão do ATP 500 de Beijing, Melo e Kubot já tinham enfrentado Dodig e Polasek na China, quando foram vice-campeões. Em Xangai, a chance do novo confronto. Desta vez, vencendo. Cabeças de chave número 2, ganharam por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/6 (7-2), em 1h39min, a sétima vitória seguida no torneio – quatro no ano passado e três em 2019 – e a 40ª nesta temporada.

Na madrugada deste sábado (12), valendo vaga na terceira final seguida em Xangai (além do título em 2018, foram vice-campeões em 2017), Melo e Kubot enfrentarão os franceses Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin – cabeças seis -, que venceram nas quartas de final o norte-americano Rajeev Ram e o britânico Joe Salisbury por 2 a 1 – 6/3, 3/6 e 18-16. O jogo será às 2h30 (horário de Brasília), abrindo a programação da quadra central.

“Hoje fizemos mais um belo jogo. Acho que foi bem diferente de Beijing. Conseguimos colocar nosso jogo em prática desde o começo. Estávamos nos sentindo muito bem. As condições mais rápidas aqui também ajudaram bastante. Fizemos alguns ajustes, comparado à final, e acabou dando muito certo”, explicou Melo.

“Estamos muito felizes de passar à semifinal e também com essa vitória ficamos sabendo que classificamos para o Finals. Então, duplamente feliz hoje e vamos com tudo amanhã (sábado) na semi”, comemorou Marcelo.

Torneio de tênis em Xangai tem nomes brasileiros em destaque

O brasileiro Marcelo Pinheiro Davi de Melo, está presente no ranking dos 100 maiores tenistas do país. Nascido em Belo Horizonte o tenista se destaca na categoria de duplas, onde alcançou o posto de número 1 pela primeira vez em 2015.

A história desse tenista não começou agora,hoje Marcelo é conhecido como um dos maiores tenistas do mundo na categoria duplista e já coleciona mais de trinta títulos.

Em 02 de novembro de 2015 o tenista entrou definitivamente para a história do tênis. Foi em Paris que o brasileiro brilhou vencendo o torneio de duplas sobre os, então melhores, Bob e Mike Bryan. Foi também nessa data que Marcelo Melo se transformou oficialmente no numero 1 do ranking de duplas ATP.

Melo participa do torneio de tênis em Xangai e junto com sua dupla, o polonês Lukasz Kubot, os dois deram mais um importante passo na luta por mais um titulo mundial.

Em entrevista Melo demonstra alegria e declara que apesar de um inicio considerado bom, eles cresceram ao longo da partida e acabaram definindo a vitória no match tie-break. Agora é montar uma estratégia para a próxima disputa. códigos promocionais.

Após mais uma boa apresentação no Masters 1000 Xangai, a dupla chegou às quartas de final e sua próxima disputa será contra seu ex parceiro, o croata Ivan Dodig, que joga ao lado do eslovaco Filip Polasek, lembrando que a dupla vem de uma vitória em cima de Rojer e Tecau por 7/6(6) 6/7(4) 10-7.

Uma derrota que surpreendeu a todos foi a do Novak Djokovic e do seu compatriota Filip Krajinovic por 6/3 6/2. A derrota foi diante da dupla britânica Jamie Murray e Neal Skupski em 58 minutos pelas oitavas de final.

Outro brasileiro que merece destaque é o cearense Thiago Monteiro, que disputa o torneio pela série Challenger de Santo Domingo, na República Dominicana. O Atleta que é um dos principais favoritos ao titulo, é também o centésimo sexto no ranking. O tenista teve um duelo contra outro brasileiro, o gaúcho Oscar Gutierrez, sendo preciso 1h42 em quadra para triunfar na partida por 6/3 7/5, tendo ainda que salvar três set points no 5/4 do segundo set.

Agora resta aguardar pela definição do duelo entre o favorito espanhol Mario Martinez e o chileno Alejandro Tabillo.

Alguns dos tenistas esperam ganhar destaque em Xangai para adquirir pontos e disputar o ATP Finals. Cinco nomes já estão confirmados: Federer, Nadal, Djokovic, Medvedev e Thiem. Alexander Zverev, Tsitsipas são postulantes para preencher as vagas, no caso, faltam três.

O número 1 do mundo, Novak Djokovic, atual campeão dos Masters 1000 Chinês, precisou de 1h14 para fazer 7/5 e 6/3 em uma vitória em cima do norte americano John Isner.

Masters 1000 de Xangai

Data: segunda-feira até domingo, 06 a 13 de outubro de 2019

Horário: madrugada e período da manhã

Local: Xangai, China

Bruno Soares e Marcelo Melo buscam quartas do Masters 1000 de Shangai, nesta sexta-feira.

Marcelo Melo e Lukasz Kubot conquistaram nesta quinta-feira (10) a segunda vitória no Masters 1000 de Xangai e estão nas quartas de final na China. Os atuais campeões derrotaram o indiano Rohan Bopanna e o canadense Denis Shapovalov por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 3/6 e 10-7, em 1h27min. A dupla – que joga como cabeça de chave número 2 – já ganhou desde 2018 seis vezes seguidas em Xangai – quatro com o título no ano passado e duas nesta edição 2019.

Em busca de um lugar na semifinal, Melo e Kubot enfrentam na madrugada desta sexta-feira (11), por volta das 4h30 (horário de Brasília), o croata Ivan Dodig e o eslovaco Filip Polasek, na repetição da final do ATP 500 de Beijing, no dia 6, quando foram vice-campeões. Dodig e Polasek venceram nas oitavas de final de Xangai, nesta quinta-feira, o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau (cabeças 7) também por 2 a 1 – 7/6 (7-3), 6/7 (4-7) e 10-7. Jogando juntos, Melo e Dodig conquistaram o título do Masters 1000 em 2013.

“Hoje foi mais um jogão. Nós fizemos um excelente primeiro set. Conseguimos abrir um break no segundo. Eles recuperaram, passaram a jogar muito bem também. E aí no match tie-break fomos superiores. Quase todos os pontos foram de alto nível”, analisou Melo.

“Ficamos felizes. Tivemos um começo muito bom, depois eles passaram a jogar muito bem e acabamos definindo no match tie-break. Agora jogamos novamente contra o Dodig e o Polasek. Vamos montar a estratégia de novo, ir para cima, para ver se desta vez conseguimos a vitória”, completou Marcelo.

Já Bruno Soares e o croata Mate Pavic terão pela frente a forte dupla colombiana formada por Sebastian Cabal e Robert Farah.

 

Melo e Kubot avançam para as oitavas de final do Masters 1000 de Shangai. Soares e Pavic garantem vaga nas quartas

Marcelo Melo e Lukasz Kubot estrearam com vitória nesta quarta-feira (9) no Masters 1000 de Xangai, garantindo vaga nas oitavas de final. A dupla, atual campeã e que joga como cabeça de chave número 2 na China, confirmou seu favoritismo e derrotou o croata Borna Coric e o chinês Runhao Hua – que receberam wild card – marcando 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em 1h16min.

Na próxima rodada, em busca de um lugar nas quartas de final, Melo e Kubot enfrentarão o indiano Rohan Bopanna e o canadense Denis Shapovalov. O jogo será na madrugada desta quinta-feira (10), às 3h (horário de Brasília).

“Jogamos bem. Foi um jogo muito estranho, pois estávamos ganhando de 5 a 1 no segundo set e eles acabaram buscando dois breaks. Conseguimos quebrar depois e fechar no meu saque. Estava tudo sob controle, eles começaram de repente a jogar muito bem. Mas, como sempre falamos, é uma estreia, chegamos de última hora. Pelas condições foi muito bom. E agora é melhorar para a próxima rodada. Temos um jogo duro diante do Bopanna e do Shapovalov”, explicou Melo.

No primeiro set, Melo e Kubot conseguiram a quebra no terceiro game, 2/1, abrindo depois 3/1 e administrando a vantagem para sair na frente no jogo, ao marcar 6/4. A segunda série começou e continuou com ainda mais domínio da dupla. Com um break logo no game inicial e mais um no quinto, os cabeças de chave número 2 chegaram a 5/1. Quando tudo parecia caminhar para o final do jogo, os adversários reagiram e, com duas quebras, empataram em 5/5. Aí Melo e Kubot recuperaram o controle da partida: quebraram mais uma vez, 6/5, e fecharam em 7/5 para seguir na defesa do título em Xangai.

Foi o primeiro passo em busca do bicampeonato da dupla em Xangai e do quarto título de Marcelo no torneio. Com Kubot, foi campeão em 2018 e vice em 2017, conquistando o Masters 1000 mais duas vezes: em 2013 (com o croata Ivan Dodig) e em 2015 (com o sul-africano Raven Klaasen).

Melo e Kubot estreiam na madrugada de 4ª feira no Masters 1000 de Shangai. Soares e Pavic buscam vaga nas quartas

A edição 2019 do Masters 1000 de Xangai começa na madrugada desta quarta-feira (9), à 1h30 (horário de Brasília), para Marcelo Melo e Lukasz Kubot. A dupla, que joga como cabeça de chave número 2 na China, estreia diante do croata Borna Coric e do chinês Runhao Hua – que receberam wild card -, iniciando a defesa do título comemorado no ano passado. Xangai, aliás, é um torneio muito especial para Marcelo. Com Kubot, foi campeão em 2018 e vice em 2017, conquistando o Masters 1000 mais duas vezes: em 2013 (com o croata Ivan Dodig) e em 2015 (com o sul-africano Raven Klaasen). Um histórico de três títulos, um vice e momentos que marcaram a carreira.

“É um torneio mais que especial para mim. Aqui conquistei o meu primeiro Masters Series, em 2013 e, em 2017, o vice me ajudou a chegar a número 1 do mundo”, afirma Melo.

No domingo (6), Melo e Kubot foram vice-campeões do ATP 500 de Beijing, o primeiro dos dois torneios na China, seguindo então para Xangai, treinando para essa estreia. “Foi uma bela semana em Beijing, ganhamos bons jogos, jogamos bem e agora é ir com tudo aqui em Xangai, tentando defender o título”, completa Marcelo.

O ATP 500 de Beijing foi o primeiro de quatro torneios da dupla nessa etapa final da temporada: jogarão agora o Masters 1000 de Xangai e depois, até o final do mês, o ATP 500 de Viena, na Áustria, e o Masters 1000 de Paris.

Entre os objetivos, a busca pela classificação para o ATP Finals, que pode vir já em Xangai. O torneio reúne as oito melhores parcerias de 2019, em novembro, no encerramento do ano, em Londres, na Inglaterra.

Melo e Kubot estão em segundo lugar na Corrida para Londres, com 3.745 pontos, atrás apenas dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, com 8.030 – única parceria já classificada. No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa a sexta colocação, com 5.170 pontos. Kubot é o quinto, com 5.350.

Já na manhã de quarta-feira, no horário de Brasília, Bruno Soares jogará as oitavss de final do torneio, ao lado do croata Mate Pavic.

Os dois terão pela frente a parceria formada pelo polonês Hurbert Hurkacz e o francês Benoit Paire.

Marcelo Melo e Lukasz Kubot são vice-campeões do ATP 500 de Pequim

Marcelo Melo e Lukasz Kubot são vice-campeões do ATP 500 de Pequim, na China. A final, neste domingo (6), foi diante do croata Ivan Dodig e do eslovaco Filip Polasek, que marcaram 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 7/6 (7-4), em 1h30min. Campeões de 2018, o mineiro Melo e o polonês Kubot – cabeças de chave número 2 – encerram uma semana em que fizeram bons jogos, chegando à decisão sem ter perdido nenhum set. Agora, seguem para a disputa do Masters 1000 de Xangai, onde também defendem o título conquistado no ano passado.

“Hoje acho que ele foram superiores. Nós não estávamos tão afinados como nos jogos anteriores. Mesmo assim tivemos uma bela chance no segundo set, que foi sacar para o set e não conseguimos aproveitar o set point. E dupla de alto nível é assim mesmo. Na semi, recuperamos um jogo perdido. Agora tivemos a oportunidade de levar para o match tie-break, mas não deu. Faz parte. Eles vêm jogando muito bem também. Jogo decidido nos detalhes. Realmente tiveram o mérito da vitória, aproveitaram que não estávamos tão bem para levar o título”, analisou Melo.

“Agora é seguir firme para Xangai. De qualquer maneira foi uma bela semana, ganhamos bons jogos, jogamos bem. Hoje mesmo estamos indo para Xangai, para treinar lá e tentar defender o título”, completou. Jogando também como cabeças de chave número 2 no Masters 1000, a estreia será diante do croata Borna Coric e do chinês Runhao Hua, que receberam wild card, em dia e horário a serem definidos.

Soares estreia em Tóquio vencendo dupla de Djokovic. Melo joga nesta terça em Pequim

Bruno Soares estreou com vitória no ATP 500 de Tóquio, no Japão, que é disputado no piso duro e que abre a temporada asiática.

Na madrugada nesta segunda-feira, horário de Brasília, o mineiro e o croata Mate Pavic superaram a parceria formada pelos sérvios Novak Djokovic e Filip Krajinovic, em jogo equilibrado e que foi definido com parciais de 6/2 4/6 e 10/4.

Agora, nas quartas de final, os dois terão pela frente o britânico Dominic Inglot e o norte-americano Austin Krajicek.

Nesta terça-feira, Marcelo Melo fará sua estreia no ATP 500 de Pequim, na China, também disputado no saibro, ao lado do polonês Lukasz Kubot. Os dois enfrentarão os britânicos Kyle Edmund e Daniel Evans.

Com vitória dos mineiros e de Thiago Monteiro, Brasil vence Barbados na Copa Davis em Criciúma

A festa foi brasileira neste fim de semana de Copa Davis. Em Criciúma, na Sociedade Recreativa Mampituba, os donos da casa comemoram a vitória por 3 a 1 no confronto contra Barbados. O encontro entre as duas equipes terminou neste sábado com as vitórias de Marcelo Melo/Bruno Soares nas duplas e de Thiago Monteiro no jogo de simples. O triunfo leva o Brasil ao próximo degrau da Copa Davis, em março do ano que vem, quando jogará o Qualifiers em busca de um lugar no Madrid Finals, em novembro.

Na partida de duplas, os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares fizeram valer toda a experiência de Copa Davis e de circuito internacional para superar o duelo contra os barbadianos Darian King e Haydn Lewis. A parceria brasileira contou com a força da torcida para ganhar o primeiro jogo do dia por 7/6(4) e 7/5, em 1h43min de duelo.

“É sempre um sentimento especial defender as cores do país, jogar a Copa Davis é sempre uma grande honra, ainda mais dentro de casa. Toda vez que jogamos no Brasil, a torcida sempre lotou e para nós essa energia faz toda a diferença”, destacou Bruno Soares. “Nós sabemos da importância do jogo de duplas, sabemos o valor que tem. Entramos bem preparados para este jogo e, nos momentos cruciais, a gente conseguiu sobressair por toda essa experiência que a gente tem de anos no circuito”, completou Melo.

Depois de 30 minutos de descanso, Darian King voltou à quadra central do Mampituba para enfrentar Thiago Monteiro. O número 1 do Brasil dominou o primeiro set e fechou a parcial por 6/4. Apesar da melhora de Darian no set seguinte, o cearense foi preciso nos momentos cruciais e levou a parcial no tie-break, fechando em 7/6(4).

“Eu sabia que seria um jogo duro. O King é um atleta com experiência em Copa Davis. Aproveitei bastante o apoio da torcida, que compareceu em peso hoje, para contornar a situação adversa no segundo set. Conquistar a vitória foi uma felicidade muito grande. A gente trabalhou bem duro durante toda a semana e merecia essa vitória”, afirmou Thiago Monteiro.

A primeira participação de Jaime Oncins como capitão do time brasileiro terminou com vitória. O atual treinador da equipe defendeu o país na competição por 11 anos, chegando às semifinais do Grupo Mundial em duas ocasiões, 1992 e 2000, e começou com o pé direito o trabalho como líder do grupo.

“Desde o dia que chegamos aqui, todo mundo entendeu o que precisava ser feito nos treinamentos até o dia dos jogos. Ontem, o dia foi como esperado, com partidas duras. Copa Davis é assim mesmo, jogos decididos em cima de detalhes. A avaliação é a melhor possível. Todo mundo cumpriu com seu papel e estão todos de parabéns”, avaliou Jaime Oncins.

Os confrontos da Copa Davis começaram na sexta-feira, com duas partidas de simples. No jogo de estreia, Darian King superou João Menezes por 2 sets a 1: 3/6, 6/4 e 6/2. Depois, Thiago Monteiro deixou tudo igual com o triunfo sobre Haydn Lewis por duplo 6/2.

RESULTADOS DOS JOGOS
Sexta-feira
Darian King d. João Menezes por 3/6, 6/4 e 6/2
Thiago Monteiro d. Haydn Lewis por 6/2 e 6/2
Sábado
Marcelo Melo/Bruno Soares d. Darian King/Haydn Lewis por 7/6(4) e 7/5
Thiago Monteiro d. Darian King por 6/4 e 7/6 (6)