Nadal bate Djokovic, conquista seu 10º título em Roma e iguala recorde de Masters 1000

Rafael Nadal segue dando seu recado como o maior nome do saibro e, neste domingo, deu mais uma prova disso ao conquistar o título do Masters 1000 de Roma, na Itália.

Em um jogo equilibrado contra Novak Djokovic, o espanhol saiu atrás na primeira parcial, se recuperou, viu o sérvio crescer em seguida, mas se manteve firme pra fechar a partida com parciais de 7/5 1/6 e 6/3.

Com isso, Nadal chega ao seu 10º título em Roma, sendo seu 36º de Masters 1000, igualando o recorde justamente do se adversário deste domingo.

Além disso, ele encosta no confronto direto diante de Djokovic, que agora tem 29 vitórias, enquanto o espanhol tem 28. Nos últimos 15 anos, os dois se enfrentaram pelo menos uma vez na temporada.

Vale destacar que a semana de Nadal não foi das mais fáceis, especialmente nas oitavas de final, quando ele teve que salvar match-points antes de virar a partida contra o canadense Denis Shapovalov.

Luisa Stefani e Marcelo Melo estreiam nesta 3ª feira em Roma

Depois do vice-campeonato no torneio WTA 125 de St. Malo, na França, a paulistana Luisa Stefani, baseada na Saddlebrook Academy, na Flórida (EUA), estreia nesta terça-feira (11) no WTA 1000 de Roma, na Itália, torneio no saibro com premiação de 1,5 milhão de euros. Luisa, 26ª do mundo, e a norte-americana Hayley Carter enfrentam a dupla da argentina Nadia Podoroska e da francesa Caroline Garcia, no quarto jogo da quadra 6 do Foro Itálico de Roma, por volta das 10h (horário de Brasília).

“Chegamos em Roma hoje (segunda-feira) de manhã e conseguimos treinar à tarde. Condições mais rápidas que St. Malo, menos vento. Gostamos de jogar aqui no ano passado, boas memórias desse torneio, da quadra, do ambiente, o clube é muito lindo, a energia do lugar é muito boa”, afirma Luisa. Ela e Hayley foram semifinalistas em 2020.   

“Teremos jogo duro contra duas simplistas que batem forte na bola, já jogaram duplas algumas vezes juntas e vai ser mais uma questão da gente se impor e fazer o jogo ser mais de dupla possível. Isso ajudará bastante. Estamos prontas, tivemos vários jogos e bons dias de treinos na França. Esse torneio aqui na Itália é dos meus favoritos”, completa Luisa.

Marcelo Melo joga o Masters 1000 de Roma com o croata Marin Cilic. A dupla, formada para a disputa do torneio, estreia nesta terça-feira (11), por volta das 9h30 (horário de Brasília). Os adversários, na primeira rodada na Itália, serão o alemão Kevin Krawietz e o romeno Horia Tecau – cabeças de chave 8. O Masters 1000 dá sequência à temporada europeia no saibro, que segue até Roland Garros, Grand Slam com início programado para o dia 30 deste mês.

Na semana passada, no Masters 1000 de Madri, na Espanha, Melo encerrou a parceria com o holandês Jean-Julien Rojer. Assim, em Roma, estará ao lado de Cilic, enquanto define o novo parceiro. Melo e Cilic jogaram torneios juntos nas temporadas de 2012 e 2013.

“Será muito legal voltar a jogar com o Cilic depois de tanto tempo”, afirma Marcelo.

Bruno Soares e Mate Pavic seguem vencendo e estão nas 4as em Roma

Embalados, Bruno Soares e Mate Pavic continuam vencendo. Em partida válida pelas oitavas do Masters 1000 de Roma, na Itália, os campeões do US Open superaram os belgas Sander Gillé e Joran Vliegen por 6/3  6/2, aumentando a sequência de vitórias do time para sete.

Soares e Pavic continuam a sua ótima forma derrotando mais um grande time e se garantindo nas quartas de final do torneio que inicia a gira de saibro europeia. “Foi mais um jogão aqui. Foi duro, mas jogamos super bem hoje. Estamos com a energia alta e mantendo o ritmo, a confiança e o embalo”, disse Bruno.

“Ainda não sabemos os adversários de amanhã, mas será pedreira de qualquer jeito, é quartas de um Masters 1000. Vamos com tudo em busca dessa semifinal”, completou o brasileiro, que já fez duas semis, em 2009 e 2018, no torneio italiano.

Na próxima rodada, o mineiro e o croata enfrentarão os vencedores do duelo entre os cabeças de chave 4 Granollers/Zeballos e os canadenses Auger-Aliassime/Raonic.

Nadal aplica pneu, bate Djokovic em Roma e volta a ser recordista de títulos de Slam

Depois das campanhas decepcionantes no saibro ao longo das últimas semanas, Rafael Nadal mostrou toda sua força no piso ao conquistar neste domingo o título do Masters 1000 de Roma, na Itália.

Em um primeiro set incrível, o espanhol não deu chances para Novak Djokovic, que pela primeira vez em todos os confrontos entre eles, levou um pneu: 6/0.

A segunda parcial começou até mais equilibrada. O espanhol teve a chance de quebrar o saque do sérvio no 7º game, mas viu o adversário sair de um 0/40 pra confirmar e conseguir a quebra definitiva na parcial no 10º game.

No 3º set, Nadal não deu chances. Quebrou o saque do adversário em duas oportunidades e fechou a partida com parciais de 6/0 4/6 e 6/1.

Essa é a 9ª conquista do espanhol em Roma, que de quebra se estabalece novamente como o maior vencedor de Masters 1000, com 34 títulos, deixando Djokovic com 33.

Djokovic salva match-point e vai à semi em Roma. Federer desiste e não entra em quadra

Depois da chuva da quarta-feira e da intensa rodada da quinta, o Masters 1000 de Roma conheceu nesta sexta-feira os seus semifinalistas.

Uma frustração do dia foi a desistência de Roger Federer, que nem chegou a entrar em quadra contra o grego Stefanos Tsitsipas, que garantiu sua vaga na semi.

Seu avdersário será o espanhol Rafael Nadal, que teve mais uma atuação muito sólida na semana, dessa vez contra o compatriota Fernando Verdasco, vencendo por 6/4 e 6/0.

Na grande partida do dia, Novak Djokovic chegou a salvar match-points diante do argentino Juan Martin Del Potro, mas foi buscar a virada com parciais de 4/6 7/6(6) e 6/4, e agora terá pela frente o argentino Diego Schwartzman, que eliminou o japonês Kei Nishikori por 6/4 e 6/2.

Melo e Kubot buscam vaga na decisão do Masters 1000 de Roma neste sábado

Um jogo difícil, definido apenas em um disputado match tie-break. Foi assim a vitória desta sexta-feira (17), que garantiu a vaga na semifinal do Masters 1000 de Roma para o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot. Cabeças de chave número 1, Melo e Kubot derrotaram o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers (cabeças 8) por 2 sets a 1, parciais de 6/2, 6/7 (1-7) e 10-6, em 1h33min, para avançar no torneio. Neste sábado (18), em busca da vaga na decisão, enfrentam os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah (3), que derrotaram os irmãos norte-americanos Bob e Mike Bryan (7) também por 2 a 1 – 7/6 (7-2), 4/6 e 16/14. O jogo será por volta das 17h30 (horário de Brasília), na quadra central do Foro Itálico.

“Mais uma vez muito feliz com a maneira como jogamos. Foi um belo jogo de duplas. Os quatro estiveram muito bem. Conseguimos atuar no mais alto nível durante a partida inteira e imprimir um ritmo melhor da metade do match tie-break para o final. Dá mais confiança ainda sabendo que podemos recuperar, caso não comece bem um match tie-break. Ficamos contentes de ter lutado até o fim e vencido o jogo de hoje, que era importante para nós. Agora é ir com tudo amanhã (sábado) na semifinal, contra a dupla Cabal e Farah”, disse Melo.
Kontinen e Peers chegaram às quartas de final nesta sexta sem precisar entrar na quadra – ganharam por wo da dupla formada pelos argentinos Guido Pella e Diego Schwartzman – e foram dominados no primeiro set por Melo e Kubot, que aproveitaram as chances de break e, com duas quebras, no quinto e no sétimo games, venceram por 6/2.

O segundo set foi bem mais equilibrado. No oitavo game, Kontinen e Peers conseguiram o break e, com isso, abriram 5/3, sacando na sequência para o set. Mas, Melo e Kubot devolveram a quebra. Com o jogo igual, a decisão ficou para o tie-break, quando foi a vez dos adversários dominarem, ganharem a série por 7/6 (7-1) e levarem a decisão para o match tie-break.

Kontinen e Peers mantiveram o ritmo e começaram o match tie-break na frente, abrindo 3/0. Melo e Kubot reagiram, 3-3. A partir daí, com perdas de serviço das duas duplas, equilíbrio até o 7-6, quando os cabeças de chave número 1 fizeram três pontos seguidos para confirmar seu favoritismo e fechar em 10-6.

Melo e Kubot estão disputando quatro torneios antes de Roland Garros, o segundo Grand Slam do ano, marcado para o dia 26 deste mês, em Paris, na França, e que encerra a gira no saibro europeu: Masters 1000 de Monte Carlo, ATP 500 de Barcelona, Masters 1000 de Madri e Masters 1000 de Roma. Nos três primeiros chegaram até as quartas de final, mesmo resultado do ano passado na Itália.

Melo e Kubot sobem no ranking e avançam para as oitavas de final do Masters 1000 de Roma

O dia foi de subida no ranking e vitória para o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot. Marcelo ganhou três posições e aparece agora em quarto lugar no ranking mundial individual de duplas divulgado nesta segunda-feira (13) pela ATP, com 5.890 pontos. Lukasz avançou uma colocação e é o terceiro, com 6.160. Juntos, na Corrida para Londres, que define as oito melhores parcerias para a disputa do ATP Finals, no encerramento da temporada, em novembro, mantiveram o sexto lugar, somando 1.410 pontos.

Melo e Kubot entraram na quadra nesta segunda na Itália para a estreia no Masters 1000 de Roma. Sem dar chances de reação aos adversários, os italianos Simone Bolelli e Andreas Seppi, confirmaram seu favoritismo para avançar às oitavas de final: 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/4, em 1h11min. Cabeças de chave número 1, aguardam agora a definição dos vencedores do jogo entre os italianos Filippo Baldi / Andrea Pellegrino – wild card – e os austríacos Jurgen Melzer / Dominic Thiem, para saber quem enfrentarão na segunda rodada.

“Hoje conseguimos fazer uma bela estreia. Tínhamos um jogo bem duro, contra dois italianos, o Seppi e o Bolelli, que têm o costume de jogar dupla. Montamos uma boa estratégia e fomos bem nessa primeira rodada. Agora temos amanhã (terça) para treinar mais um pouco. Ainda não sabemos quais serão os adversários, mas ficamos felizes em começar o torneio assim. Não tendo jogado tão bem a última partida, em Madri, mas jogando bem melhor aqui. Isso é muito bom para nós. Vamos seguir firme”, analisou Melo.

Nesta primeira rodada, Melo e Kubot dominaram a partida diante de Bolelli e Seppi, que tinham recebido wild card para disputar o torneio. No set inicial, quebraram no sexto game para abrir 4/2 e administrar a vantagem, fechando em 6/3, após 29 minutos. Mais uma quebra, desta vez no segundo set, colocou a dupla novamente em vantagem. O break veio no quinto game, 3/2. Na sequência, Melo e Kubot fizeram 4/2, para vencer por 6/4 e chegar às oitavas de final em Roma.

Melo e Kubot estão disputando quatro torneios antes de Roland Garros, o segundo Grand Slam do ano, marcado para o dia 26 deste mês, em Paris, na França, e que encerra a gira no saibro europeu: Masters 1000 de Monte Carlo, ATP 500 de Barcelona, Masters 1000 de Madri e Masters 1000 de Roma. Nos três primeiros chegaram até as quartas de final, mesmo resultado do ano passado na Itália.

Melo e Kubot estreiam nesta segunda-feira no Masters 1000 de Roma

Marcelo Melo e Lukasz Kubot começam nesta segunda-feira (13) a disputa do Masters 1000 de Roma, na Itália.

A estreia será diante de uma dupla italiana, que recebeu wild card para jogar o torneio. Por volta das 9h (horário de Brasília), os cabeças de chave número 1 na Itália enfrentam Simone Bolelli e Andreas Seppi. Roma encerra a sequência de quatro torneios da dupla na gira no saibro europeu, antes de Roland Garros, segundo Grand Slam do ano que tem início no dia 26, em Paris, na França.

“Preparados para a estreia, vamos com tudo aqui em Roma para buscar um bom resultado”, afirmou Marcelo.

Antes de Roma, Melo e Kubot disputaram o Masters 1000 de Monte Carlo, o ATP 500 de Barcelona e o Masters 1000 de Madri. Nos três chegaram até as quartas de final, mesmo resultado da edição do ano passado na Itália.

Nadal bate Zverev na final em Roma e volta a ser o nº 1 do mundo antes de Roland Garros

Rafael Nadal confirmou o favoritismo e conquistou o seu oitavo título do Masters 1000 de Roma, na Itália, que é disputado no saibro.

Neste domingo, o espanhol triunfou sobre o alemão Alexander Zverev, com parciais de 6/1 1/6 e 6/3, em jogo que ficou longo tempo interrompido pela chuva.

Com o resultado, ele garantiu o seu retorno ao topo do ranking, logo depois de ter sido ultrapassado pelo suíço Roger Federer.

“Foi uma semana incrível. Uma semana muito importante para ter esse troféu comigo, depois de perder nas quartas em Madri. É inesquecível e emocionante pra mim. É incrível ganhar oito títulos em Roma. É um evento difícil e ter a chance de ganhar novamente significa muito. Este é o momento de aproveitar aqui novamente.” Disse Nadal.

O espanhol chega bem favorito ao Grand Slam francês, depois de ter sido campeão dos Masters 1000 de Monte Carlo e Roma, além de ter vencido Novak Djokovic no torneio italiano.

Nadal encara Fognini nas 4ªs do Masters 1000 de Roma. Djokovic enfrenta Nishikori

Quartas de final definidas no Masters 1000 de Roma, na Itália, que é disputado no saibro e último torneio Masters 1000 antes de Roland Garros.

Nesta quinta-feira, o dia começou com uma boa vitória do italiano Fabio Fognini sobre o alemão Peter Gojowczky, por duplo 6/4. Porém, agora ele terá um jogo muito duro nas quartas, já que terá pela frente Rafael Nadal, que não teve grandes dificuldades pra vencer o canadense Denis Shapovalov por 6/4 e 6/1.

Outro confronto definido será entre o croata Marin Cilic, que venceu Benoit Paire por 2×0, e o espanhol Pablo Carreno Busta, que passou pelo esloveno Aljaz Bedene por 2×1.

Novak Djokovic teve uma boa atuação diante do espanhol Albert Ramos, venceu por 6/1 7/5 e agora vai tentar fazer o histórico de 12×2 contra o japonês Kei Nishikori, que que perdeu apenas três games diante do alemão Philipp Kohlschreiber, vencendo por 6/1 e 6/2.

O último confronto das quartas será entre o embalado Alexander Zverev, que precisou de dois sets pra eliminar o britânico Kyle Edmund, e o belga David Goffin, que contou com o abandono do argentino Juan Martin Del Potro.