Jovem espanhol de 16 anos é o 2o. convidado para a chave do Rio Open

Destaque mundial entre os juvenis e apontado como uma das grandes promessas da NextGen, o espanhol Carlos Alcaraz foi contemplado nesta quarta-feira (11) com o segundo wild card para a chave principal do Rio Open apresentado pela Claro. Com apenas 16 anos, o tenista mais jovem do top 500 da ATP e treinado pelo ex-número um do mundo, Juan Carlos Ferrero, estará presente no maior torneio de tênis da América do Sul, que acontecerá entre 15 e 23 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro, no Rio de Janeiro. Os ingressos já estão à venda pelo site tudus.com.br/rioopen com valores a partir de R$30 e já estão confirmados dois top 10 – Dominic Thiem (4) e Matteo Berrettini (8), além do campeão de 2018, Diego Schwartzman (14), do jovem Borna Coric (28o.) e Felipe Meligeni.


O prodígio impressionou o mundo do tênis pelos resultados atingidos com a pouca idade. O espanhol conseguiu seu primeiro ponto no ranking da ATP aos 14 anos e 9 meses e já conquistou um título de Future neste ano, além do campeonato europeu sub-16 e da Copa Davis Junior. 491 do mundo, Alcaraz é o tenista mais jovem a figurar no top 500 e atraiu a atenção da imprensa internacional ao vencer partidas contra tenistas do top 200 em torneios do nível Challenger, impressionando com o seu estilo de jogo inteligente.
“Quero agradecer a IMG e o Rio Open por esta oportunidade incrível, estou animado para disputar o meu primeiro ATP da carreira. Os espanhois têm um histórico fantástico no Rio, com títulos de Rafael Nadal e David Ferrer, e eu espero, um dia, também poder ser campeão e ter o meu nome no troféu ao lado deles”, disse o espanhol, que foi contemplado com o convite pela IMG através do programa de apoio de jovens tenistas.
Alcaraz se junta a Felipe Meligeni, que foi premiado com o primeiro convite do Rio Open após a vitória na Maria Esther Bueno Cup, torneio NextGen brasileiro que reúne as maiores promessas do país em São Paulo para a disputa de uma vaga no ATP 500 carioca. O line-up completo do Rio Open será revelado no dia 8 de janeiro.

“No ano passado trouxemos um jogador da NextGen que deu o grande impulso da temporada dele no Rio Open. Foi um momento inesquecível da carreira dele e da nossa história. O Alcaraz é muito jovem mas vem surpreendendo pela maturidade dentro de quadra. Será uma grande oportunidade de vê-lo em uma grande arena pela primeira vez na carreira,” disse Luiz Carvalho, Diretor do Rio Open.

Diana Gabanyi

Foto de Laurence Griffiths/Getty Images

Público já pode adquirir ingressos para 7ª edição do Rio Open, maior torneio da América do Sul

O primeiro saque do Rio Open apresentado pela Claro começou para o público geral nesta segunda-feira, dia 2, com a abertura oficial da venda de ingressos para o maior torneio de tênis da América do Sul e único da ATP no Brasil. Com valores a partir de R$ 30, os ingressos podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen a partir das 12h, no horário de Brasília. A sétima edição do Rio Open apresentado pela Claro acontece de 15 e 23 de fevereiro de 2020, no Jockey Club Brasileiro.

“A relação da Claro com o Rio Open consolida uma história de sucesso, de resultados e de grandes expectativas. É um orgulho para a Claro renovar a parceria por mais dois anos, com a certeza de que iremos apresentar o próximo novo nas edições que estão por vir, e nesta sétima edição, fãs do tênis contarão mais uma vez com a nossa infraestrutura de telecomunicações de última geração”, comemora Paulo Cesar Teixeira, CEO da Claro.

O tênis é a atração principal, mas também há muitas outras opções de entretenimento, numa estrutura comparável à de grandes eventos do circuito mundial. O Rio Open conta com uma área interativa de aproximadamente 10 mil m², o Leblon Boulevard, que oferece opções de stands, lojas, entretenimento e gastronomia, além das ativações dos patrocinadores com opções para torcedores de todas as idades.

Na Praça Rio Open os fãs podem assistir aos jogos em um telão gigante para não perder um ponto sequer. E, seguindo a tendência dos grandes torneios do circuito, o Rio Open tem uma loja de produtos oficiais — a La Boutique. O evento terá ainda um Espaço Arte e performances musicais nos intervalos das partidas.

“O Rio Open entrou definitivamente para o calendário dos grandes eventos do Rio de Janeiro. A cada edição, além de trazer alguns dos principais tenistas do mundo, incorporamos novas experiências para o público. Queremos superar expectativas e surpreender sempre. Quem vier aa próxima edição do Rio Open pode ter a certeza de que vai viver momentos inesquecíveis com tênis de alto nível, gastronomia de qualidade, música boa e arte para encantar o olhar”, adianta Marcia Casz, diretora geral do Rio Open.

A edição de 2020 terá três tipos de pacotes comercializados: Primeira Rodada (segunda e terça) por R$ 173, Segunda Rodada (quarta e quinta) por R$ 263 e Finals (sábado e domingo) por R$ 668. Eles contemplam os ingressos do setor lateral e são limitados.

Para marcar a data, a organização do torneio promoveu na manhã desta segunda-feira, no Rio de Janeiro, o primeiro evento aberto ao público, o Momento Inesquecível Rio Open. Os tenistas Bruno Soares e Thiago Monteiro participaram de uma interação com o público e crianças de projetos sociais apoiados pelo torneio e do Núcleo Esportivo Rio Open (NERO). A ação aconteceu nas quadras da Lagoa Rodrigo de Freitas, um verdadeiro cartão postal da cidade.

“O Rio Open é um dos mais belos torneios do circuito e é um prazer jogar nessa Cidade Maravilhosa, já no aquecimento para o ATP 500. É um privilégio a gente poder jogar um torneio desses em casa e um objetivo passar dessa semi,” disse Bruno Soares, que disputou a semifinal de todas as edições do torneio.

Para Thiago Monteiro, atual 89º. no ranking mundial, o Rio Open é um marco na carreira. “Foi aqui no Rio que eu consegui um dos maiores resultados da minha carreira, ganhando do Tsonga e com certeza ter jogado em casa fez uma diferença enorme. Agora, mais experiente, espero poder voltar a ter um bom resultado e vou levar comigo a inspiração desse dia para a quadra em fevereiro.”

Esportivamente o torneio também é conhecido pelo seu alto nível. É o primeiro ATP World Tour 500 da história do Brasil e integra o seleto grupo de 13 torneios denominados ATP 500, sendo um dos 22 mais importantes do calendário da ATP e único que ocorre no país. Isso o credencia como o maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro e um dos únicos torneios ATP 500 de saibro no mundo. Para a edição de 2020 já estão confirmados o austríaco Dominic Thiem, quarto colocado do ranking mundial; o italiano Matteo Berrettini, Top 10 no ranking; o croata Borna Coric, grande nome da nova geração da ATP e o argentino Diego Schwartzman, 14o. colocado na ATP e campeão do Rio Open em 2018. Os brasileiros campeões de Grand Slam, Marcelo Melo e Bruno Soares e Thiago Monteiro, número um do Brasil, também já garantiram a participação. Promessa de belas disputas na Cidade Maravilhosa.

“O Rio Open está para o tênis do Rio assim como o Rock in Rio está para a música. É o maior evento de tênis da América Latina. O impacto no desenvolvimento do esporte no nosso estado é incomensurável. Os apaixonados pelo tênis vivem dias de euforia vendo de perto grandes nomes do tênis. Estimula atletas e outros profissionais. As crianças podem ver, se espelhar em seus ídolos e sonhar um dia estar ali também.  O Rio Open é parte importante da história do tênis no Brasil”, diz Mauro Farias, presidente do ICT.

Secretário de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, Felipe Bornier, também comentou sobre a importância do evento.

“O Rio Open é um evento extraordinário que já entrou no calendário de Esportes do Estado do Rio de Janeiro. Conhecido por trazer grandes atletas do mundo inteiro para a nossa cidade, o maior torneio de tênis da América do Sul é, também, mais uma grande oportunidade de mostrar para o mundo o que nós temos de melhor, atraindo investimento, desenvolvendo capital humano e gerando renda. Trazer grandes eventos para o Rio é a meta do Governo”,

PROGRAMAÇÃO RIO OPEN 2020

O Rio Open começa no dia 15 com o qualifying e no dia 17 tem início a chave principal, com a Grande Final acontecendo no dia 25 de fevereiro.

A programação para a chave principal contará com duas sessões de segunda-feira a quinta-feira: Sessão 1, com início às 16h30; e Sessão Noite, a partir de 19h. Já de sexta-feira a domingo, o torneio terá sessão única. A sessão 1 será composta pelo 1º jogo da Quadra Central e mais todos os jogos das quadras externas. A sessão noite será formada pelos jogos que começam a partir de 19h na Quadra Central, além dos jogos nas quadras externas. Vale destacar que qualquer ingresso dá acesso ao complexo que será montado no Jockey Club Brasileiro, não importa a sessão.

Foto: Divulgação Peter Wrede

 

Meligeni derrota Wild na Maria Esther Bueno Cup e ganha convite para chave principal do Rio Open

Um grande jogo marcou o encerramento da 2a edição da Maria Esther Bueno Cup, na Sociedade Harmonia de Tênis, neste domingo. Felipe Meligeni Alves venceu de virada Thiago Wild e conquistou o título da competição, que ainda dá ao campeão, wild card (convite) para a vaga principal do Rio Open, o maior torneio da América do Sul. O vice-campeão, Thiago Wild, ganhou convite para o qualifying do ATP 500. Este será o primeiro ATP na carreira de Meligeni que atualmente mora e treina na Espanha e no último ano subiu mais de 700 posições no ranking, onde atualmente é o 393o.

Com um convite para um ATP 500 em jogo, Meligeni entrou nervoso em quadra e perdeu o primeiro set por 6/2. Precisou virar, o que não foi fácil diante da confiança do 213o do mundo. Venceu o segundo no tie break por 7/4 e neste momento entrou definitivamente no jogo para emplacar 6/3 no terceiro e finalmente comemorar o prêmio com a família- incluindo o tio, Fernando Meligeni.

“Vai ser muito especial jogar um ATP 500 no Brasil, e acho que esse convite agora foi muito merecido, porque venho batalhando o ano inteiro. Comecei nos Futures, subi para os Challengers e agora estar na chave do Rio Open, é incrível, é muito especial”, contou Meligeni. “Vou me preparar bem, fazer a pré-temporada e treinar muito para chegar da melhor maneira possível no Rio.”

VENDA DE INGRESSOS – O Rio Open acontece de 15 a 23 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro. Já estão confirmados em seu line up, além de Felipe Meligeni,  nomes como o quarto melhor tenista do mundo, Dominic Thiem, o oitavo Matteo Berrettini, e a sensação da nova geração, Borna Coric, além do campeão de 2018, Diego Schwartzman. Os ingressos para o torneio começam a ser vendidos amanhã em www.tudus.com.br/rioopen.

A pré-venda, com desconto para clientes Claro e Santander, termina às 10hs da 2a. feira.

Nesta segunda-feira, o Rio de Janeiro vai respirar Tênis. No mesmo dia em que a venda de ingressos começa, o Rio Open apresentado pela Claro promove o primeiro evento aberto ao público na cidade : Momento inesquecível Rio Open. Os tenistas Bruno Soares e Thiago Monteiro participam de uma interação com o público e crianças de projetos sociais apoiados pelo torneio e do Núcleo Esportivo Rio Open (NERO). A ação acontece entre 10h30 e 12h30, na quadra de tênis da Lagoa Rodrigo de Freitas, em frente ao Clube Monte Líbano.

Entre 10h30 e 11h30, o público presente poderá desafiar e bater uma bola com o número um do Brasil, Thiago Monteiro e com o cinco vezes campeão de Grand Slam, Bruno Soares. Caso algum torcedor não tenha raquete, o Rio Open irá emprestar uma. E das 11h30 às 12h30 é a vez das crianças dos projetos sociais atendidos pelo torneio entrarem na quadra e testarem suas habilidades diante de Bruno e Thiago.

 

MARIA ESTHER BUENO CUP – campeões

2019 -Felipe Meligeni

2018 – Thiago Wild

Foto: João Pires/FotoJump

Meligeni e Wild decidem título da MEB Cup, valendo vaga na chave do Rio Open

Thiago Wild e Felipe Meligeni avançam para a final da Maria Esther Bueno Cup e garantem vaga para disputar o Rio Open 2020. Resta definir quem joga a chave principal ao lado de Dominic Thiem, 4 do mundo, Matteo Berrettini, 8o e Borna Coric, jovem promessa croata; e quem vai para o qualifying. O ATP 500 acontece de 15 a 23 de fevereiro, no Jockey Clube Brasileiro.

A decisão da Maria Esther Bueno Cup acontece neste domingo às 12h, na Sociedade Harmonia de Tênis (Rua Argentina 903) e o público poderá acompanhar o jogo no clube (foram liberados mais ingressos – basta acessar https://checkout.tudus.com.br/maria-esther-bueno-cup/selecione-seus-ingressos e se cadastrar) ou online, ao vivo, no portal globoesporte.com.

Wild, 19 anos, campeão do US Open juvenil no ano passado e que recentemente levantou o troféu do Challenger de Guayaquil, atingindo pela primeira vez o 213o. lugar no ranking, vai jogar a decisão da MEB Cup pela segunda vez. Ele garantiu presença na final do evento que reune os oitos melhores tenistas do Brasil até 23 anos ao ganhar de Orlando Luz por 7/5 6/3. Neste doming Wild vai tentar o bicampeonato e a vaga na chave principal do Rio Open.

“Juntar todos os melhores jogadores até 23 anos para jogar esse torneio classificatório para o Rio Open, é uma iniciativa  muito boa e o resultado- a vaga no Rio Open, é melhor ainda. Jogar um ATP 500 e de repente ir bem, é um ótimo começo de carreira para qualquer um”, falou Wild.

O adversário, Felipe Meligeni, estava ansioso para disputar essa final e garantir presença no ATP 500. A vaga no qualifying já está garantida para os dois, mas o 393o da ATP está de olho na chave principal. Com a vitória sobre Rafael Matos, o atual vice-campeão por 7/6 6/2, amanhã, vai disputar contra Wild a vaga na chave principal.

“Nossa, estou sem palavras, muito contente. Já joguei o Rio Open (quali) uma vez, mas foi convite, agora vai ser merecido por que venho jogando bem, evoluindo. Amanhã é preciso controlar os nervos. Vou entrar intenso, fazer minha tática, me preparar bem. Tem tudo para ser um grande jogo”, replicou Meligeni.

 

Diana Gabanyi

Foto – Joao Pires / JUMP

Rio Open confirma o 2º top 10 para a edição 2020

O Rio Open apresentado pela Claro contará mais uma vez com dois top 10 em seu line-up. Na edição de 2020, além do austríaco Dominic Thiem, atual número 4, o torneio carioca terá a estreia do oitavo melhor tenista do mundo, o italiano Matteo Berrettini. Um dos fenômenos desta temporada, Berrettini também se junta a Diego Schwartzman e Borna Coric na sétima edição do maior torneio de tênis da América do Sul, que acontecerá entre 15 e 23 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro. A pré-venda de ingressos para clientes Claro e Santander vai até 2 de dezembro, dia em que começa a venda geral.

Aos 23 anos, Berrettini começou o ano na 54ª colocação do ranking. Campeão dos ATP 250 de Budapeste e Stuttgart, o italiano viu a guinada de sua carreira acontecer na histórica campanha no US Open, chegando na semifinal ao derrotar nomes como Gael Monfils e Andrey Rublev no caminho e se tornando o primeiro italiano em 40 anos a chegar neste estágio do Grand Slam norte-americano. O grande ano também resultou na estreia de Berrettini no ATP Finals, torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada em Londres, na Inglaterra, e na melhor colocação de sua carreira, figurando na oitava posição do ranking da ATP.

Neto de brasileira, será a primeira vez que Berrettini disputará um torneio como profissional no país. Dono de um jogo poderoso e em sua superfície favorita, o italiano espera ter um bom resultado no Rio de Janeiro. “Estou super feliz de jogar no Brasil pela primeira vez. Ouvi muitas coisas boas sobre o Rio e não posso esperar para ter a experiência de jogar aí. Eu tenho uma avó que nasceu no Brasil e isso me torna um pouco brasileiro. Espero poder contar com o apoio da torcida e ir longe no torneio,” disse o top 10.

O line-up completo do Rio Open será revelado em janeiro, após o término das inscrições na ATP. “Lutamos muito para conseguir trazer mais um Top 10 para a edição de 2020. O Matteo é um dos jogadores da nova geração que vem desafiando o Big 3. Vi ele jogar ao vivo pela primeira vez em Londres no ATP Finals e fiquei impressionado com a potência dele. Ele teve um ano muito consistente, começando 2019 em 54o. lugar no Ranking da ATP e terminando em oitavo. Espero que o público goste de mais essa novidade,” disse Luiz Carvalho, Diretor do Rio Open.

Rio Open confirma Diego Schwartzman, campeão de 2018, na edição 2020

Nesta quinta-feira, o Rio Open apresentado pela Claro confirmou mais um top 20 para a edição de 2020. O argentino Diego Schwartzman, número 14 do mundo e campeão do torneio em 2018, retorna ao Rio de Janeiro e se junta ao austríaco Dominic Thiem, quarto melhor tenista da atualidade e ao jovem croata Borna Coric na sétima edição do maior torneio de tênis da América do Sul, que acontecerá entre 15 e 23 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro. A pré-venda de ingressos para clientes Claro e Santander já está aberta e a venda para o público geral começa no dia 02 de dezembro.
O argentino teve uma temporada marcante em 2019, consolidando o seu lugar entre os melhores tenistas do mundo. Sensação no US Open, Diego foi às quartas de final do torneio após derrotar o alemão Alexander Zverev, além de conquistar seu terceiro título da carreira no ATP 250 de Los Cabos, no México, e atingir a sua primeira semifinal de Masters 1000 em Roma, batendo novos recordes em sua carreira. Schwartzman também foi vice-campeão no ATP 250 de Buenos Aires e no ATP 500 de Viena, terminando uma temporada como o melhor tenista sul-americano e no top 15 pela primeira vez

A história de Schwartzman com o Rio Open vem desde a primeira edição, disputando o maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro em todas as temporadas. A conquista do maior título de sua carreira veio no torneio, em 2018, derrotando grandes nomes como Gael Monfils e Fernando Verdasco no caminho. Poucos meses depois viria a alcançar o melhor ranking da carreira, a posição de número 11. “Estou muito feliz em voltar ao Rio de Janeiro, o Rio Open é um torneio muito especial para mim, onde sempre me sinto bem e jogo o meu melhor. O título em 2018 me deu a confiança para alavancar a minha carreira, tive duas grandes temporadas desde então. Espero poder repetir a conquista e retribuir o carinho dos brasileiros”, afirmou o argentino.O line-up completo do Rio Open será revelado em janeiro, após o término das inscrições na ATP. “É um privilégio para o Rio Open contar com mais um nome de peso para 2020. O Schwartzman fez uma grande temporada, foi um dos destaques do US Open e se consolidou entre os 15 melhores do mundo, além de ser um dos favoritos do público carioca”, disse Luiz Carvalho, Diretor do Torneio.

Venda de ingressos para Rio Open 2020 começa no dia 2 de dezembro

A venda de ingresso para a sétima edição do Rio Open apresentado pela Claro já tem data para começar. Será na segunda-feira, dia 2 de dezembro, com ingressos a partir de R$ 30. O maior torneio de tênis da América do Sul e único da ATP no Brasil acontece de 15 e 23 de fevereiro de 2020, no Jockey Club Brasileiro. Os clientes Claro e Santander já podem adquirir os ingressos a partir desta sexta-feira, dia 22.

O tênis é a atração principal, mas também há muitas outras opções de entretenimento, numa estrutura comparável à de grandes eventos do circuito mundial. O Rio Open conta com uma área interativa de aproximadamente 10 mil m², o Leblon Boulevard, que oferece opções de stands, lojas, entretenimento e gastronomia, além das ativações dos patrocinadores com opções para torcedores de todas as idades.

Na Praça Rio Open os fãs podem assistir aos jogos em um telão gigante para não perder um ponto sequer. E, seguindo a tendência dos grandes torneios do circuito, o Rio Open tem uma loja de produtos oficiais — a La Boutique. O evento terá ainda um Espaço Arte e performances musicais nos intervalos das partidas.

Esportivamente o torneio também é conhecido pelo seu alto nível. É o primeiro ATP World Tour 500 da história do Brasil e integra o seleto grupo de 13 torneios denominados ATP 500, sendo um dos 22 mais importantes do calendário da ATP e único que ocorre no país. Isso o credencia como o maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro e um dos únicos torneios ATP 500 de saibro no mundo. Para a edição de 2020 já estão confirmados o austríaco Dominic Thiem, quarto colocado do ranking mundial, e o croata Borna Coric, grande nome da nova geração da ATP. Promessa de belas disputas na Cidade Maravilhosa.

“Estamos orgulhosos da nossa trajetória com o Rio Open, evento que já se tornou um marco no calendário da cidade. A cada ano buscamos trazer novidades e tornar a experiência do público ainda melhor. Estamos em permanente evolução e aperfeiçoamento e isso será visível na edição de 2020’, afirma Márcia Casz, diretora geral do Rio Open.

Além de um tênis de altíssimo nível, o Rio Open movimenta economicamente a cidade, gera empregos e atrai turistas do Brasil todo e de fora. O maior torneio de tênis da América do Sul é nosso e temos muito orgulho disso”, completa.

Como na edição deste ano, a Grande Final será uma atração à parte. Quem garantir o ingresso para a decisão do título de 2020 encontrará ativações únicas e terá o nome gravado no mural do maior torneio de tênis da América do Sul.

A novidade para a edição de 2020 é a comercialização de pacotes: Primeira Rodada (segunda e terça) por R$ 173 reais, Segunda Rodada (quarta e quinta) por R$ 263 e Finals (sábado e domingo) por R$ 668. Eles contemplam os ingressos do setor lateral e são limitados.

Pré-venda de ingressos:

Clientes Claro e Santander terão uma pré-venda exclusiva começando nesta sexta-feira, dia 22, 12h, até as 10h do dia 2 (horário de Brasília).

CLARO

A pré-venda da Claro dará 35% de desconto para todos os clientes. Cada CPF pode adquirir até quatro ingressos por sessão e, no máximo, 22 para todo o evento. Para comprar, é necessário acessar www.tudus.com.br/rioopenclaro e usar o código promocional fornecido pela operadora. Os clientes também poderão comprar entradas com o mesmo desconto após o período de pré-venda, mediante disponibilidade.

SANTANDER

O Cliente Santander terá desconto de 30% e poderá parcelar a compra em até seis vezes no cartão de crédito. Cada CPF também pode adquirir até quatro ingressos por sessão e, no máximo, 22 para todo o evento. Para adquirir é necessário acessar o site www.tudus.com.br/rioopensantander.

Todos os ingressos da pré-venda são limitados e os descontos não são cumulativos com meia-entrada.

Rio Open confirma Borna Coric para 2020

O Rio Open apresentado pela Claro tem seu segundo jogador confirmado para a edição de 2020: o croata Borna Coric, um dos grandes nomes da nova geração da ATP. O maior torneio de tênis da América do Sul será disputado entre 15 e 23 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro. Além de Coric, o torneio já tem a presença garantida de Dominic Thiem, número 5 do ranking mundial.

Atual número 25 da lista da ATP, Coric recentemente ocupou a 12ª colocação, em agosto de 2019. O croata tem dois títulos de ATP na carreira, no saibro de Marrakech (2017), na grama de Halle (2018), onde derrotou Roger Federer na decisão, além de um título de Copa Davis.

Além de dois triunfos diante da lenda suíça, Coric também já derrotou Rafael Nadal duas vezes. Destaque desde o juvenil, época em que foi líder do ranking mundial e campeão do US Open (2013), Coric lidou com lesões séries no joelho e nas costas nos momentos em que estava se aproximando do top 10.

“Vai ser muito especial poder estrear no Rio Open. Já disputei confronto de Copa Davis e a Olimpíada no Brasil e queria voltar. Será um bom teste no saibro para mim, contra jogadores que estão acostumados com a gira sul-americana. Estou ansioso para enfrentar esse desafio”, afirmou Coric.

O line-up completo do Rio Open será revelado em janeiro, após o término das inscrições. “É sempre bom ter uma novidade no torneio e este ano contaremos com o Coric, um jogador que vem conquistando seu espaço no circuito e que é um guerreiro dentro de quadra. É mais uma ótima oportunidade do publico poder ver de perto mais um dos tenistas da nova geração”, disse Luiz Carvalho, Diretor do Torneio.

 

Foto – DENIS CHARLET/AFP/Getty Images

Rio Open apresenta nova marca

O Rio Open, maior torneio da América do Sul, chega a sua sétima edição (de 15 a 23 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro) com uma marca renovada. O novo desenho realça ainda mais a integração do “Pão de Açúcar com a praia”, dois cartões postais do Rio.

A proposta foi redesenhar sem perder a identidade já reconhecida pelo público. Os novos traços são mais simples, de modo a melhorar a leitura dos elementos, principalmente no mundo digital, uma vez que as comunicações sao cada vez mais direcionadas para telas de celulares, computadores e tablets.

“ A marca Rio Open deve sempre refletir o crescimento e a evolucao do evento. E o resultado disso ‘e uma marca mais moderna, que transmite energia e movimento, e adequada para o ambiente digital”, diz Márcia Casz, Diretora Geral do Torneio.

O novo desenho incluiu também o alinhamento do sentido da bolinha (selo Rio Open) com o logo da ATP, em um movimento para frente, que denota crescimento e superação.

Relato: A incrível experiência de participar de um curso de arbitragem com Ricardo Reis

No último final de semana, o Rio Open realizou no Clube Marapendi, no Rio de Janeiro, o Festival Winners 2019, que celebrou o Dia das Crianças com torneios, clínicas e outras atividades, como curso de encordoamento, voltadas para a nova geração do tênis brasileiro.

Entre as atividades da programação, foi oferecido um curso de arbitragem, no sábado, dia 12, com teoria e prática, com o árbitro Ricardo Reis, reconhecido como um dois maiores expoentes brasileiros nesta área, sendo Gold Badge, com uma carreira internacional de sucesso também e supervisor do Rio Open.

Com a curiosidade e o interesse em fazer um curso de arbitragem há algum tempo (e o quase “esquecimento” do Rio de Janeiro no calendário de cursos oferecidos pela CBT), resolvi me inscrever e participar. E posso garantir que foi uma experiência incrível!

O conhecimento e educação o Ricardo Reis são dignos de nota, mas o caráter mais intimista dessa experiência, que contou com aproximadamente 15 participantes, deu um destaque a mais para quem estava ali pra aprender mais sobre as técnicas e o ofício de um juiz de linha.

Desde o início, todos os participantes  foram muito bem recepcionados pelo Ricardo e toda equipe do Rio Open, inicialmente em um salão com recursos multimídias que focou na parte teórica da função, com toda a explicação técnica de alta qualidade.

Além disso, o material didático oferecido a cada aluno – uma apostila de mais de 40 páginas – e toda a atenção do Ricardo, pronto para sanar qualquer dúvida, deixaram a experiência muito mais leve e, digamos, fácil de ser absorvida.

Nesta parte, foi ótima a idéia de exibir alguns vídeos que exemplificam as experiências – e perrengues – enfrentados pelos juízes de linha mundo afora. E claro que casos conhecidos de reclamações efusivas de jogadores e jogadoras (sim, Serena serviu de exemplo. Ou mau exemplo rs) também foram mostrados. Sem dúvida, arrancou boas risadas dos alunos.

Depois, era hora de testar em quadra aquilo que aprendemos em sala. Aproveitando vários jovens tenistas que estavam participando do evento, nos posicionamos em quadra (e pode acreditar, essa é uma parte que gera muita confusão) com toda a orientação do Ricardo. E olha, o início não é fácil. Até acostumar, é um show de marcações atrapalhadas, de gritar “out” e marcar bola boa. E vice versa. Foi até engraçado.

Tudo na arbitragem é muito técnico. Começando pelo posicionamento, de pé ou sentado, a posição dos braços, o time entre a chamada e o movimento do braço. Tudo é ou deve ser bem sincronizado, dentro de um padrão.

Minha primeira experiência em quadra foi ficar sentado, marcando a linha de base. Eu estava nervoso, não posso negar. Atenção (ou tensão) total! Primeira bola longa e…”OUT”. Convicto! Movimento certinho (pelo menos na minha cabeça), chamada perfeita, mas será que foi mesmo? Modéstia a parte, a confirmação veio com um: “Isso, convicto. Muito legal!”e um sinal de positivo do próprio Ricardo Reis. Ufa…é um alívio e uma moral tão grande que até deu vontade de tomar conta da linha de saque de um jogo da Serena no US Open! Rs.

Brincadeiras à parte, o evento foi incrível! Muitas crianças, muitas famílias, diversão, comida boa e de qualidade oferecida pelo próprio Rio Open, muito tênis e, principalmente, muito aprendizado!

E pra quem tiver o interesse e a oportunidade de participar de um curso como esse com o Ricardo, vale muito a pena! O conhecimento é imenso e, sem dúvida, a visão passa a ser outra, especialmente dos detalhes que acontecem em uma partida de tênis. Só posso agradecer ao Rio Open e ao grande Ricardo Reis!

Por Filipe Alves