Larri Passos será homenageado no Rio Open

O Rio Open apresentado pela Claro, maior torneio da América do Sul, receberá entre os dias 16 e 24 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro, inúmeras personalidades do esporte nacional e mundial. Assim como nas edições anteriores, quando foram homenageados grandes nomes do esporte,  neste ano outro grande nome da nossa história  será celebrado na quadra central do torneio, a quadra Guga Kuerten: Larri Passos. Os ingressos estão à venda no site tudus.com.br/rioopen.

Maior treinador da história do tênis brasileiro, tendo levado Gustavo Kuerten ao topo do ranking mundial por 43 semanas, a três títulos de Roland Garros e também ao da Masters Cup de Lisboa, Larri Antônio dos Passos nasceu em 1957 em Rolante, no Rio Grande do Sul, e começou a jogar tênis em Nova Hamburgo. Formou-se em Educação Física e começou a ensinar o esporte em Camboriú, em Santa Catarina. Em 1990, tornou-se treinador de Gustavo Kuerten, na época com 14 anos. Larri esteve ao lado de Guga durante praticamente toda a carreira e se tornou um segundo pai para o catarinense, que o reverencia por onde quer que vá.

No entanto, a carreira de Larri não se resume ao trabalho com Guga. Antes de embarcar na missão de treinar o jovem catarinense, a pedido do pai de Guga, Aldo, falecido quando o tenista tinha 8 anos, ele treinou Marcus Vinícius Barbosa e Dadá Vieira. Passaram por suas mãos no Brasil,  na época, Marcio Carlsson, Otávio Della, Ricardo Schlachter, entre muitos outros. Ele teve também grande atuação no tênis feminino internacional, trabalhando com a ex-número 5 do mundo Daniela Hantuchova, com austríaca Tamira Paszek, que chegou a 26a. colocada na WTA e com a brasileira Beatriz Haddad Maia. Ele também foi treinador de Tiago Fernandes, que venceu o Australian Open juvenil em 2010, e de Thomaz Bellucci. Atualmente, continua formando talentos no Instituto Larri Passos em Camboriú, onde construiu a própria academia, em 1997.

Em 1997 foi escolhido o melhor treinador de tênis do mundo, em votação da imprensa italiana e em 2001 chegou a receber o prêmio de melhor técnico do Brasil pelo COB.

Casado com Carla e pai de Bettina e Sofia, divide seu tempo entre os Estados Unidos e o Brasil.

“A trajetória vitoriosa do Larri é uma inspiração pra todos nós. Apesar de se consagrar ao lado do Guga, ele identificou e lapidou vários outros talentos e espero que ele e o público presente curtam muito essa homenagem a esse gênio do nosso esporte,” disse Luiz Carvalho, Diretor do Torneio.

O Rio Open 2019 divulgou sua lista de inscritos com quatro tenistas do top 20: o austríaco Dominic Thiem, vice-campeão de Roland Garros e número 8 do mundo; os italianos Fabio Fognini e Marco Cecchinato; e o argentino Diego Schwartzman, atual campeão.

Rio Open lança parceria com Raul Mourão para o pôster de 2019

Nascido no Rio de Janeiro, Raul Mourão é conhecido por suas esculturas cinéticas, que podem ser acionadas pelo toque do espectador. Convidado pelo Rio Open apresentado pela Claro, o artista desenvolveu a arte do pôster oficial, que dará vida também a produtos personalizados como camisas, blocos e canecas, à venda na La Boutique, loja do evento. A sexta edição do maior torneio de tênis da América do Sul acontece de 16 a 24 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro, e os ingressos estão à venda pelo site tudus.com.br/rioopen.

“O ponto de partida foi pensar os elementos básicos do jogo. Onde o jogo de tênis começa, a regra número um: a quadra. Pensei na geometria da quadra e como aquilo poderia indicar um caminho. Pensei nela e seus elementos, a rede, a raquete e a bola. São os elementos do tênis sem a vida. É o jogo sem o movimento. Sem o humano. O abstrato. Daí segui fazendo experiências escultóricas com a raquete. Como trabalho com esculturas cinéticas, comecei a experimentar a raquete em um movimento pendular sobre uma estrutura geométrica. A ideia do pôster foi “congelar” uma imagem dessa experiência escultórica”, afirma o artista.

É um encontro da arte com o esporte, por isso o projeto de criar o pôster não o levou a fazer uma ilustração. “Eu trouxe o desafio para dentro do ateliê, para dentro do meu trabalho, da minha pesquisa; criei essa escultura que tem o tênis como tema e depois fui para o estúdio do fotógrafo Pepê Schettino criar uma imagem dessa escultura. A arte e o esporte são como irmãos. São expressões/invenções do homem que entregam beleza, capacidade de arrebatamento, de emocionar, de transformar. Há quem goste de arte e esporte na mesma intensidade, é o meu caso”, completa.

Raul, que já fez diversas obras sobre futebol, pensa em continuar por um tempo com o tênis em seu ateliê. “Já tinha vontade de fazer uma pintura da quadra de tênis no tamanho real e agora estou colocando esse projeto para frente. Estou testando várias formas e tamanhos e pintando com o próprio saibro além de uma série nova de esculturas também. ”, finaliza o artista.

O maior torneio de tênis da América do Sul, o Rio Open é um dos 13 campeonatos de nível ATP 500, uma das categorias mais importantes do tênis. É um dos três eventos desse porte disputados no saibro, junto com Hamburgo e Barcelona. Mantendo a tradição, jogadores da elite do tênis mundial estarão na chave principal. Vice-campeão de Roland Garros, o número 8 do mundo Dominic Thiem, da Áustria, marca presença de novo, assim como o italiano Fabio Fognini e o atual campeão Diego Schwartzman, da Argentina, formando a trinca do top 20.

Grande revelação brasileira, Thiago Wild disputará seu primeiro ATP 500 após conquistar a vaga na Maria Esther Bueno Cup. Uma das melhores duplas do mundo, formada pelo brasileiro Bruno Soares e pelo escocês Jamie Murray, também está garantida na competição.

O torneio começa no dia 16 com o qualifying e no dia 18 tem início a chave principal, com a Grande Final acontecendo no dia 24 de fevereiro.

A programação para a chave principal contará com duas sessões de segunda-feira a quinta-feira: Sessão 1, com início às 16h30; e Sessão Noite, a partir de 19h. Já de sexta-feira a domingo, o torneio terá sessão única. A sessão 1 será composta pelo 1º jogo da Quadra Central e mais todos os jogos das quadras externas. A sessão noite será formada pelos jogos que começam a partir de 19h na Quadra Central, além dos jogos nas quadras externas. Vale destacar que qualquer ingresso dá acesso ao complexo que será montado no Jockey Club Brasileiro, não importa a sessão.

ATP divulga lista completa do Rio Open 2019

A lista completa de jogadores garantidos na chave de simples do Rio Open apresentado pela Claro foi divulgada nesta terça-feira (8) pela ATP. O maior torneio de tênis da América do Sul terá quatro tenistas do top 20 do ranking mundial: o austríaco Dominic Thiem (8º), os italianos Fabio Fognini (13º) e Marco Cecchinato (18º) e o argentino Diego Schwartzman (19º), atual campeão. Os ingressos para o evento, que acontece entre 16 e 24 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro, estão à venda pelo site tudus.com.br/rioopen, com preços a partir de R$ 30.

A chave será liderada pelo vice-campeão de Roland Garros, Thiem, que tentará o bicampeonato no Rio Open, assim como Schwartzman. Vice em 2015, Fognini é um dos grandes nomes da história do torneio carioca, e Cecchinato retorna após o melhor ano de sua carreira, em que derrotou Novak Djokovic nas quartas de final de Roland Garros e alcançou sua primeira semifinal de Grand Slam. Na última semana, ele alcançou as semifinais do torneio de Doha.

Finalistas da edição de 2016, o uruguaio Pablo Cuevas e o argentino Guido Pella retornam em 2019, assim como outros tenistas que já fizeram boas campanhas no Rio Open, como o espanhol Pablo Carreño Busta, o chileno Nicolas Jarry e o norueguês Casper Ruud.

Com nove jogadores entre os 50 melhores do mundo, o line-up conta com alguns estreantes no Rio Open. Por exemplo, o espanhol Jaume Munar, de 21 anos, que treina na academia de Rafael Nadal, em Mallorca, e já ocupa a 74ª colocação do ranking, meses após alcançar as semifinais do NextGen Finals. Outros jovens que farão sua primeira participação no torneio são o alemão Maximilian Marterer, 70º, e sérvio Laslo Djere, 91º, ambos com 23 anos. O veterano tunisiano Malek Jaziri, de 34 anos, também debuta na competição.

Caso alguns dos jogadores inscritos tenham que desistir do torneio, os cinco primeiros na lista de “alternates” são Cameron Norrie (GBR), Pedro Sousa (POR), Lorenzo Sonego (ITA), Felix Auger-Aliassime (CAN) e Paolo Lorenzi (ITA). Norrie e Auger-Aliassime são grandes esperanças para 2019. O britânico de 23 anos estreou na Copa Davis em 2018 com vitória sobre o número 23 do mundo Roberto Bautista Agut. Já o canadense foi o tenista mais jovem a vencer um jogo de Challenger da história, aos 14 anos, e venceu o US Open juvenil em 2016. Atualmente, ele tem 18 anos e se aproxima do top 100.

Além dos 23 que têm entrada garantida pelo ranking, o brasileiro Thiago Wild tem seu lugar garantido na chave principal. O paranaense de 18 anos conquistou a vaga ao vencer a Maria Esther Bueno Cup, torneio “next gen” entre tenistas brasileiros. Ainda há oito posições a serem preenchidas: quatro pelo qualifying (realizado nos dias 16 e 17 de fevereiro), mais três convidados e um special exempt (para tenistas que não puderem disputar o qualifying por estarem em ação em outro torneio). Um dos três convites é reservado para solicitação de tenistas da lista A+ da ATP.

“Já tínhamos garantidos três dos melhores jogadores de saibro do mundo (Thiem, Fognini e Schwartzman) e teremos também o Cecchinato, que fez uma ótima temporada em 2018, com uma vitória sobre o Djokovic e uma semifinal de Grand Slam. Além deles teremos nomes da nova geração como o Munar, Garín, Jarry, Marterer, Norrie e o Auger-Aliassime. Tem tudo pra ser umas das edições mais disputadas com 7 dos 10 tenistas com mais vitórias no saibro em 2018 no circuito da ATP”, disse Luiz Carvalho, Diretor do Torneio.

Veja a lista de inscritos no Rio Open:

Dominic Thiem (AUT) – 8º

Fabio Fognini (ITA) – 13º

Marco Cecchinato (ITA) – 18º

Diego Schwartzman (ARG) – 19º

Pablo Carreño Busta (ESP) – 24º

Malek Jaziri (TUN) – 42º

Nicolas Jarry (CHI) – 43º

João Sousa (POR) – 44º

Dusan Lajovic (SER) – 45º

Leonardo Mayer (ARG) – 54º

Albert Ramos-Viñolas (ESP) – 65º

Guido Pella (ARG) – 66º

Aljaz Bedene (ESV) – 67º

Maximilian Marterer (ALE) – 70º

Roberto Carballes Baena (ESP) – 73º

Jaume Munar (ESP) – 74º

Federico Delbonis (ARG) – 77º

Taro Daniel (JAP) – 78º

Guido Andreozzi (ARG) – 80º

Pablo Andujar (ESP) – 82º

Christian Garin (CHI) – 86º

Pablo Cuevas (URU) – 90º

Laslo Djere (SER) – 91º

(WC) Thiago Wild (BRA) – 447º

Alternates

Cameron Norrie (GBR) – 93º

Pedro Sousa (POR) – 103º

Lorenzo Sonego (ITA) – 104º

Felix Auger Aliassime (CAN) – 106º

Paolo Lorenzi (ITA) – 109º

Marcelo Melo confirma presença e busca título inédito no Rio Open em 2019

Grande ídolo do tênis brasileiro, Marcelo Melo buscará seu primeiro título no Rio Open apresentado pela Claro em 2019. O mineiro se junta ao conterrâneo Bruno Soares e ao escocês Jamie Murray na chave de duplas do maior torneio de tênis da América do Sul, a ser realizado entre 16 e 24 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro. Os ingressos estão à venda pelo site tudus.com.br/rioopen.

Campeão de Roland Garros em 2015 e de Wimbledon em 2017, Melo foi eleito nesta semana o melhor tenista brasileiro de 2018 no Prêmio Brasil Olímpico, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), pelo segundo ano consecutivo. Na última temporada, ele venceu quatro títulos: o Masters 1000 de Xangai, os ATPs 500 de Pequim e de Halle e o ATP 250 de Sydney ao lado do polonês Lukasz Kubot. A dupla também foi vice-campeã do US Open. Aos 35 anos, Melo já soma incríveis 32 troféus ATP.

Assim como Soares, Melo tentará ser o primeiro brasileiro a levantar o troféu do Rio Open. O mineiro foi vice-campeão em 2014, ao lado do espanhol David Marrero. “Vai ser um prazer jogar novamente o Rio Open, um torneio tão importante no calendário mundial e especialmente por ser no Brasil. É uma oportunidade de jogar diante da torcida que apóia a gente o ano todo, mas nem sempre tem a oportunidade de ir para fora. Fico muito feliz com essa chance de jogar mais uma vez no Rio, espero todo mundo lá, não só para apoiar a nossa dupla, seja com quem for, mas todos os brasileiros que jogarão o torneio”, disse Melo. O parceiro habitual, Lukasz Kubot ainda está decidindo se virá ou não ao Brasil em fevereiro.

Com a confirmação de três dos 10 melhores tenistas de duplas do mundo, o Rio Open continua oferecendo tênis da maior qualidade nas duas chaves da competição. A Quadra 1 é o caldeirão em que o público brasileiro incentiva nossos jogadores e cria um clima de Copa Davis em momentos decisivos, como o match-tiebreak.

“É sempre um prazer receber dois dos grandes nomes do tênis brasileiro na última década. O Marcelo é um campeão de dois Grand Slams, já chegou ao topo do ranking mundial, um exemplo para os nossos jovens tenistas e uma presença muito importante no nosso evento. Quem sabe esse não seja o ano de termos um brasileiro campeão? “, afirmou Luiz Carvalho, Diretor do Torneio.

Além dos duplistas já estão confirmados Dominic Thiem, Diego Schwartzman, Fabio Fognini e o brasileiro Thiago Wild que venceu a Maria Esther Bueno Cup e ganhou wild card para a chave principal.

PROGRAMAÇÃO RIO OPEN 2019

O Rio Open começa no dia 16 com o qualifying e no dia 18 tem início a chave principal, com a Grande Final acontecendo no dia 24 de fevereiro.

Rio Open incentiva a prática do tênis como ferramenta de inclusão social

Desde a primeira edição do Rio Open, em 2014, o maior torneio de tênis da América do Sul tem o conceito de apoiar iniciativas sociais e acreditar no poder transformador através do esporte. Atualmente, cinco projetos sociais no Estado do Rio de Janeiro que usam o tênis como ferramenta de desenvolvimento humano e inclusão social (Tênis Solidário, Tênis na Lagoa, Instituto Futuro Bom, Arremessar Para o Futuro e Escolinha de Tênis Fabiano de Paula) são apoiados pelo evento. Além de todas ações realizadas na semana do evento, o Rio Open desenvolveu seu próprio projeto social, o NERO, e um torneio entre jovens de projetos sociais com um premiação especial.

“Ao longo dos últimos anos, novas iniciativas foram sendo criadas para que a experiência desses jovens fosse ampliada e eles pudessem ter a real dimensão de como o esporte pode mudar suas vidas, não só pelo esporte em si, mas por todo aprendizado sociocultural. Conseguimos integrá-los a grandes experiências como o Torneio Winners, treinamento na IMG Academy, participação na Copa Guga Kuerten, além de oportunidade de ser um Ball Kid no ATP Finals, em Londres ”, afirma Marcia Casz, diretora geral do Rio Open.

O NERO, Núcleo Esportivo Rio Open, tem como missão a iniciação esportiva, a inclusão social por meio do esporte e o desenvolvimento de habilidades físicas, motoras e mentais, além da ativação de um legado olímpico. Nas quadras do Parque Olímpico, com crianças entre 6 e 11 anos da escola pública Burle Marx, na zona oeste do Rio, têm aulas gratuitas de tênis com profissionais capacitados, e são submetidas a exames médicos. Elas também recebem alimentação e todo o material necessário para os treinos.

TORNEIO WINNERS

 

O Torneio Winners, que começou a ser realizado em 2017 e esse ano chegou a 80 inscritos, oferece a oportunidade para que jovens dos cinco projetos sociais apoiados pelo Rio Open, compitam nas quadras de saibro do complexo do Jockey Club Brasileiro, onde atletas de ponta também disputam o ATP 500.  Uma forma de incentivar ainda mais a dedicação ao esporte e com uma premiação única: uma semana de treinamento na IMG ACADEMY (EUA) para um aluno de cada projeto. Além de ingressos para assistir às partidas, anuidades e inscrições em torneios da CBT, e o direito de indicar três alunos para a Semana Guga Kuerten.

Um dos campeões foi Valter Albuquerque, morador da Rocinha, de 11 anos, que voltou este ano com força total. “Ano passado eu perdi a final, mas todo mundo tem a sua hora e a minha chegou. Estou muito feliz”.

Entre as meninas, destaque para Tamara Mariano, de 16 anos, moradora da Cruzada São Sebastião. A aluna do Projeto Tênis na Lagoa, deu a volta por cima depois de ser derrotada na semifinal no ano passado. “Vencer o Winners é um grande passo para seguir minha vida no tênis”, disse Tamara.

IMG ACADEMY

A IMG Academy é a primeira academia a aliar treinamento de alto rendimento com estrutura acadêmica e se transformou em um complexo multi esportivo de referência mundial.

Participantes do Torneio Winners tiveram a oportunidade de passar uma semana lá, fazendo parte do programa Youth Sport Camps, com treinadores focados nas habilidades, técnicas e táticas de cada jogador, dando feedbacks eficazes e estruturados. Uma experiência única para nossos Winners.

“Gostei muito da IMG Academy, o lugar é lindo! Fizemos o programa Camps, de apenas uma semana que, por isso, é muito mais intenso. E meu encontro com o Nick Bollettieri foi espetacular, eu adorei. Ele ficou impressionado com a minha batida e pediu para que todos me aplaudissem. Isso me incentivou demais porque me fez sentir que eu estava no caminho certo. Voltei de lá com mais foco, muito mais técnica e mais visão de jogo. Participei de alguns torneios depois e consegui ótimos resultados. Aí percebi a diferença que fez a semana que passei na IMG Academy”, afirma Vitinho (Antonio Vitor Gomes de Oliveira Monteiro) – Projeto Tênis na Lagoa.

PARTICIPAÇÃO NA COPA GUGA KUERTEN

 

O Rio Open levou 14 jovens para a Copa Guga Kuerten 2018, um dos torneios mais importantes da América Latina, que reúne a elite do circuito juvenil. Os jovens foram escolhidos de acordo com seus méritos esportivos e sua dedicação nos projetos sociais que fazem parte. Todos ficaram uma semana em Florianópolis imersos no mundo do tênis e ganharam ainda mais experiência.

 

“A experiência foi demais. A gente aprendeu, tanto com as pessoas que conhecemos, como com o ‘mestre’ Guga, que deu palestra e conversou com a gente”, afirma Gabriel Paiva – Escolinha de Tênis Fabiano de Paula.

 

“Foi uma oportunidade muito grande e eu aproveitei bem. Eu costumo observar muito em todos os torneios que vou e aprender com os outros jogadores, e na Copa Guga o nível era alto, foi bom demais”, completou Helio Sampaio – Tênis na Lagoa.

BALL KIDS NO ATP FINALS

Em 2018, a Fedex e o Rio Open levaram dois jovens para serem boleiros no ATP Finals de Londres, o torneio que reúne os melhores tenistas do mundo para encerrar a temporada.

Guilherme Rodrigues Fernandes, 14 anos, do projeto Futuro Bom e Vitória Almeida, também de 14 anos, do projeto Tênis na Lagoa, se juntaram a uma seleta equipe de 26 boleiros, que tiveram a chance de pegar bolas em jogos de lendas do tênis, como Roger Federer, Alexander Zverev e Novak Djokovic e ainda fazer um tour pela Arena 02 com Bruno Soares.

“Foi muito bom ver os jogadores todos de perto, são os oito melhores do ranking, alto nível. O momento mais marcante para mim foi ver o Federer jogar ao vivo pela primeira vez. Impressionante”, disse Vitória Almeida – Projeto Tênis na Lagoa.

“Achei incrível, todo mundo acolheu a gente bem, e estávamos lá com os melhores do mundo, cara a cara com eles. E a despedida do grupo de boleiros, no último dia, ficará para sempre na minha memória. Emocionante”, completa Guilherme Rodrigues Fernandes – Projeto Futuro Bom.

 

INCLUSÃO

 

Mais de 600 alunos de escolas da rede pública estadual das cidades de Japeri, Duque de Caxias, São João de Meriti, Cordeiro e de vários bairros do Rio de Janeiro como Campo Grande e Copacabana e de comunidades como Rocinha e Complexo do Alemão tiveram a oportunidade de conhecer o Rio Open em 2018. A ação foi resultado de uma parceria do evento com a Secretaria Estadual de Educação que incluiu 150 ingressos por dia, de segunda a quinta, além de transporte para as crianças. Além dos estudantes, 70 crianças do projeto de tênis do Parque Leopoldina, em Bangu, também ganharam convites para ver os ídolos do esporte de perto.

Pessoas portadoras de deficiência também foram convidadas a conhecer o torneio e algumas tiveram contato com o esporte pela primeira vez, através de uma clínica especial. Foram 19 alunos, sendo nove cadeirantes, seis pessoas com Síndrome de Down e outros quatro com diferentes deficiências intelectuais leves, de duas instituições: Escola de Tênis Cadeiras na Quadra e do Núcleo Avançado de Esportes, Cultura e Lazer (NAVES), ambas de Niterói.

O Rio Open também tem um programa de jovens aprendizes em que 16 participantes maiores de idade dos projetos sociais apoiados pelo Rio Open trabalham na equipe de produção no torneio, em oito áreas operacionais do evento. Em 2018, também doamos 32 raquetes, 1000 bolas usadas e 1008 bolas novas para cada escola.

“O apoio que o Rio Open nos dá é completo. Temos um torneio para nossos alunos, recebemos material para treinos, ingressos e oportunidades inestimáveis como a semana de treinamento na IMG Academy e a participação na Copa Guga Kuerten. Toda essa ajuda nos dá forças para continuar lutando pelo esporte no país”, disse Fabiano de Paula, tenista profissional e dono da Escolinha de Tênis Fabiano de Paula, na Rocinha.

“O Rio Open sempre teve um forte engajamento social e temos orgulho em poder proporcionar atividades esportivas para crianças durante o ano inteiro.  Esse ano começamos a trabalhar a inclusão, abrindo as portas para jovens de vários projetos e escolas do Rio de Janeiro e criando clínicas para portadores de deficiência. O que manteremos em 2019. Queremos ampliar nosso alcance social e contribuir, de forma efetiva, para o desenvolvimento do esporte no Brasil, transformando o futuro de muitos jovens em situação de vulnerabilidade social”, finaliza Luiz Carvalho, Diretor do Rio Open.

PROGRAMAÇÃO RIO OPEN 2019

O Rio Open começa no dia 16 com o qualifying e no dia 18 tem início a chave principal, com a Grande Final acontecendo no dia 24 de fevereiro.

A programação para a chave principal contará com duas sessões de segunda-feira a quinta-feira: Sessão 1, com início às 16h30; e Sessão Noite, a partir de 19h. Já de sexta-feira a domingo, o torneio terá sessão única. A sessão 1 será composta pelo 1º jogo da Quadra Central e mais todos os jogos das quadras externas. A sessão noite será formada pelos jogos que começam a partir de 19h na Quadra Central, além dos jogos nas quadras externas. Vale destacar que qualquer ingresso dá acesso ao complexo que será montado no Jockey Club Brasileiro, não importa a sessão.

VENDA DE INGRESSOS

As vendas de ingressos são online através do site tudus.com.br/rioopen. O pagamento pode ser feito com cartões de crédito Visa, Mastercard, Elo e Diners, com parcelamento em até 4 vezes sem juros. Não há cobrança de taxa de conveniência. Os valores variam entre R$ 30 e R$ 490.

Em 2019, para maior facilidade do público, será possível a utilização do ingresso via QR Code.

 

Serviço:

Rio Open 2019

Quando: 16 a 24 de fevereiro

16 e 17 – Qualifying

18 a 24 – Chave Principal

Onde: Jockey Club Brasileiro – Rua Mario Ribeiro, 410 – Leblon, Rio de Janeiro – RJ, 22430-160

A partir de R$ 30

 

Mais informações:

www.rioopen.com

www.facebook.com/rioopenoficial

www.twitter.com/RioOpenOficial

www.instagram.com/rioopenoficial

Abertas as vendas de ingressos para o Rio Open, com tickets a partir de R$ 30,00

O Rio Open apresentado pela Claro abriu a venda de ingressos nesta sexta-feira, dia 07, pelo site tudus.com.br/rioopen, com valores a partir de R$30. O maior torneio de tênis da América do Sul será disputado de 16 e 24 de fevereiro de 2019, no Jockey Club Brasileiro, e a expectativa é de que 50 mil pessoas acompanhem os jogos e a programação ao longo do evento.

No Rio Open, o tênis é a atração principal, mas também há muitas outras opções de entretenimento, numa estrutura comparável à de grandes eventos do circuito mundial. O evento conta com uma área interativa de aproximadamente 10 mil m², o Leblon Boulevard, que oferece opções de stands, lojas, entretenimento e gastronomia. Na Praça Rio Open fica o palco, com uma programação de shows e um telão gigante para não perder um ponto dos jogos. E, seguindo a tendência dos grandes torneios do circuito, o Rio Open tem uma loja de produtos oficias — a La Boutique.

Esportivamente, a qualidade técnica do torneio já é conhecida. O Rio Open é um dos 13 campeonatos de nível ATP 500, uma das categorias mais importantes do tênis. É um dos três eventos desse porte disputados no saibro, junto com Hamburgo e Barcelona.

Mantendo a tradição, jogadores da elite do tênis mundial estarão na chave principal. Vice-campeão de Roland Garros, o número 8 do mundo Dominic Thiem, da Áustria, marca presença de novo, assim como o italiano Fabio Fognini e o atual campeão Diego Schwartzman, da Argentina, formando a trinca do top 20.

Grande revelação brasileira, Thiago Wild disputará seu primeiro ATP 500 após conquistar a vaga na Maria Esther Bueno Cup. Uma das melhores duplas do mundo, formada pelo brasileiro Bruno Soares e pelo escocês Jamie Murray, também está garantida na competição.

Thiem joga o Rio Open em 2019

“A briga pelo título do Rio Open 2019 promete ser acirrada com vários dos melhores tenistas do saibro. O Thiem é atualmente o segundo melhor tenista do mundo nessa superfície; Fognini teve o melhor ano da carreira vencendo 3 torneios ATP; e  Schwartzman fez uma excelente temporada e alcançou o melhor ranking da carreira, No.11. Além deles teremos os tenistas brasileiros que sempre levantam a torcida no Jockey Club,”  diz, Luiz Carvalho, diretor do torneio. 

Em sua sexta edição, o torneio é o principal evento esportivo anual da Cidade Maravilhosa e tem grande impacto econômico, injetando mais de 100 milhões de reais na economia do Estado e gerando 1.300 empregos diretos e indiretos. Com atrações de alto nível dentro e fora de quadra, o Rio Open atrai turistas do mundo inteiro. A expectativa é de que 30% do público presente em 2019 seja de fora do Rio.

“A cada ano temos um crescimento expressivo em visitantes de fora do Rio e do Brasil, mostrando que o evento é um sucesso  O Rio Open gera centenas de empregos e injeta dinheiro na economia do estado anualmente. O torneio chega ainda mais consolidado a esta edição, que espera receber cerca de 50 mil pessoas”, afirma Marcia Casz, diretora geral do Rio Open.

Thiago Wild é o primeiro brasileiro na chave

Para além dos números impressionantes do evento, o Rio Open apoia, desde sua primeira edição, iniciativas que usam o tênis como ferramenta de desenvolvimento humano e inclusão social. Os cinco projetos apoiados pelo torneio são Instituto Futuro Bom, Tênis na Lagoa, Tênis Solidário, Escolinha de Tênis Fabiano de Paula e Arremessar para o Futuro. Em 2017, foi inaugurado o Núcleo Esportivo Rio Open, projeto em parceria com a AGLO que tem como base as instalações de tênis do Parque Olímpico da Barra. Ao todo, mais de 500 crianças são beneficiadas.

“Para o Santander o tênis, além da sua projeção, representa como poucos atributos que nos são caros, como a técnica, determinação, estratégia e busca da melhora contínua. São por esses valores que nos associamos ao Rio Open, o maior torneio da América do Sul que vem revelando grandes talentos”, afirma Marcos Madureira vice-presidente executivo de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander.

 

PROGRAMAÇÃO RIO OPEN 2019

O Rio Open começa no dia 16 com o qualifying e no dia 18 tem início a chave principal, com a Grande Final acontecendo no dia 24 de fevereiro.

A programação para a chave principal contará com duas sessões de segunda-feira a quinta-feira: Sessão 1, com início às 16h30; e Sessão Noite, a partir de 19h. Já de sexta-feira a domingo, o torneio terá sessão única. A sessão 1 será composta pelo 1º jogo da Quadra Central e mais todos os jogos das quadras externas. A sessão noite será formada pelos jogos que começam a partir de 19h na Quadra Central, além dos jogos nas quadras externas. Vale destacar que qualquer ingresso dá acesso ao complexo que será montado no Jockey Club Brasileiro, não importa a sessão.

 

VENDA DE INGRESSOS

As vendas de ingressos serão feitas online através do site   tudus.com.br/rioopen, a partir das 12h, desta sexta-feira (7/12) . O pagamento poderá ser feito com cartões de crédito Visa, Mastercard, Elo e Diners, com parcelamento em até 4 vezes sem juros. Não haverá cobrança de taxa de conveniência.

Os valores variam entre R$ 30 e R$ 490.

Em 2019,  para maior facilidade do público, será possível a utilização do ingresso via QR Code.

 

Sobre o Rio Open:

O Rio Open 2019 conta com patrocínio máster da Claro, patrocínio do Santander, Peugeot, Mubadala , Fedex, Emirates. Também com as empresas , Rolex, Tokio Marine Seguradora, Shell e ainda com, RedeDor, Booking,Localiza, Dasa, Café Melitta,Estácio, SegurPro Prosegur, Shopping Leblon,Focus e Sextante. A Fila será a responsável pelo material esportivo e a Head, fornecedora da bola oficial do evento. Lídio Carraro – a vinícola boutique brasileira-, oferecerá o espumante e vinho oficiais do Rio Open. Conta ainda com parceria de Antonio Bernardo, Raul Mourão, Jockey Club Brasileiro Prefeitura do Rio e Riotur.

O Sportv é a emissora oficial do Rio Open e transmite em HD todos jogos da quadra central para o Brasil e mais de 130 países através da ATP Media.

O evento é incentivado pelo Ministério do Esporte – Governo Federal Brasil, através da Lei Federal de Incentivo ao Esporte  O Rio Open é uma promoção da IMM com realização do ICT.

 

Fotos: João Pires/JUMP

Bruno Soares e Jamie Murray confirmam participação no Rio Open em 2019

O Rio Open apresentado pela Claro já tem a sua primeira dupla confirmada: a quarta melhor parceria de 2018, formada pelo mineiro Bruno Soares e pelo escocês Jamie Murray. Campeão de dois Grand Slams, Soares tenta ser o primeiro brasileiro a vencer o maior torneio de tênis da América do Sul. A sexta edição do Rio Open será disputada entre 16 e 24 de fevereiro de 2019, no Jockey Club Brasileiro. A pré-venda para clientes NET, Claro e Santander vai até 7/12, dia em que começa a venda geral de ingressos.

Soares e Murray são uma das principais duplas do circuito nos últimos anos. Logo no primeiro ano da parceria, em 2016, eles venceram dois Slams, o Australian Open e o US Open. Os dois já somam nove troféus juntos e, em 2018, alcançaram as semifinais do ATP Finals de Londres, torneio que reúne as oito melhores duplas do mundo.

“Foi uma temporada bem positiva. Terminamos mais uma vez entre os 10 melhores, fomos a quarta melhor dupla da temporada. Após Roland Garros, foi espetacular. Mais um título de Masters 1000 (Cincinnati), mais um ATP 500, final no Masters de Xangai, e no Finals passamos em primeiro no grupo, com três vitórias. Estou feliz com os resultados e podemos melhorar ainda mais ano que vem”, comentou Soares.

“O Brasil é muito bem representado no circuito pelos duplistas e o Bruno tem grande parcela de todo esse sucesso. No Rio o público ele tem muito apoio e esperamos quem em 2019 um tenista do Brasil possa sair campeão em uma Quadra Guga Kuerten lotada de torcedores brasileiros,” disse Luiz Carvalho, Diretor do Rio Open.

No Rio Open, Soares tentará quebrar um tabu: o mineiro parou nas semifinais nas cinco edições do torneio, com três parceiros diferentes. Duas com o austríaco Alexander Peya, uma com o conterrâneo Marcelo Melo e outras duas com Murray.

“O jogo de duplas geralmente é decidido nos detalhes, e infelizmente ainda não tive a chance de disputar uma final no Rio. Mas eu e o Jamie gostamos muito de jogar no caldeirão da Quadra 1 e estamos confiantes de que esse será o ano”, afirmou o mineiro.

O Rio Open é o único torneio de saibro da primeira parte da temporada 2019 de Soares e Murray. A dupla começa o ano em Doha e depois vai a Sydney, antes do Australian Open. O próximo torneio já será o ATP 500 carioca, e depois eles partem para as quadras duras de Acapulco, Indian Wells e Miami.

Na chave de simples, o Rio Open já tem quatro nomes garantidos: o número 8 do mundo Dominic Thiem, vice-campeão de Roland Garros, o italiano Fabio Fognini, 13º do ranking, o argentino Diego Schwartzman, atual campeão do Rio Open e 17º do mundo, e a sensação brasileira Thiago Wild, de 18 anos, que conquistou a vaga ao vencer a Maria Esther Bueno Cup.

Rio Open anuncia venda de ingressos para edição de 2019

A sexta edição do Rio Open apresentado pela Claro, que acontece de 18 e 24 de fevereiro de 2019, no Jockey Club Brasileiro, inicia a venda de ingressos no dia 7 de dezembro, com valores que variam entre R$ 30 e R$ 490, através do site  www.tudus.com.br/rioopen. O maior evento de tênis da América do Sul já confirmou nomes como o austríaco Dominic Thiem, número 8 do mundo, o atual campeão Diego Schwartzman e o italiano Fabio Fognini, um dos favoritos do público brasileiro. Clientes NET, Claro e Santander já podem garantir os ingressos na pré-venda, a partir desta quarta-feira (28).

“É uma enorme satisfação e orgulho poder anunciar que o Rio Open chega à sua sexta edição. Com ela se inicia um novo capítulo da história do evento.  Depois de cinco anos, o torneio firmou-se como o maior evento do calendário do esporte olímpico no Brasil, fora o futebol. Graças ao prestígio imediato do público, à confiança dos parceiros e o reconhecimento de sua contribuição por parte do poder público.O segredo do sucesso, neste caso, é nunca nos conformarmos  com o que alcançamos. Queremos sempre fazer um evento  melhor e estamos preparando com muito empenho e  dedicação a edição o de 2019 do torneio, diz Márcia Casz, diretora geral do Rio Open.

A chave principal de simples contará com três jogadores top 20, todos craques do saibro, o piso do Rio Open. Dominic Thiem foi vice-campeão de Roland Garros em 2018 e foi o tenista que mais ganhou jogos na terra batida neste ano (30). O austríaco de 25 anos tem três vitórias contra Rafael Nadal na superfície, um feito raro compartilhado apenas com Gaston Gaudio e Novak Djokovic. Em 2017, ele ganhou o Rio Open sem perder sets. Thiem fará sua quarta participação seguida no torneio.

Irreverente, Fabio Fognini é um dos queridos da torcida carioca. Aos 31 anos, o italiano vive um dos melhores momentos da sua carreira. É o atual número 13 do mundo, seu melhor ranking, após vencer três títulos em 2018. No Rio Open, Fognini também tem história. Ele é o jogador com mais vitórias no torneio (11) e foi vice-campeão em 2015 após derrotar Nadal na semifinal.

Grande destaque do tênis sul-americano, Diego Schwartzman também conquistou fãs no Rio de Janeiro. Com apenas 1,70m de altura, o “Peque” impressiona pela garra e pela técnica. O argentino ganhou a última edição do Rio Open e depois fez quartas de final de Roland Garros.

“É muito importante para o Rio Open ter grandes nomes do circuito marcando presença no torneio, e a edição de 2019 não será diferenteÉ um privilégio ter três dos melhores jogadores do mundo no saibro como Thiem, Schwartzman e Fognini, retornando ao Jockey Club Brasileiro. Mostra que estamos no caminho certo e é garantia de espetáculo para todos os gostos”, afirma Luiz Carvalho, diretor do torneio.

Por fim, o Rio Open já tem um brasileiro confirmado na chave: o paranaense Thiago Wild, de 18 anos. Campeão do US Open juvenil de 2018, ele venceu a Maria Esther Bueno Cup, torneio realizado pelo Rio Open em São Paulo entre os oito melhores brasileiros com até 23 anos. Wild não perdeu jogos na competição e se garantiu em seu primeiro ATP 500.

Vale ressaltar que o Rio Open é o primeiro ATP World Tour 500 da história do Brasil e integra o seleto grupo de 13 torneios denominados ATP 500, sendo um dos 22 mais importantes do calendário da ATP . Isso o credencia como o maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro e um dos únicos torneios ATP 500 de saibro no mundo.

“O Rio Open é uma ferramenta de grande transformação para o tênis brasileiro e um divisor de águas em todos os sentidos. Ter a garantia de ver um tênis do mais alto nível ano após ano motivou toda a comunidade tenística e fez com que a modalidade subisse de patamar no cenário esportivo brasileiro. No caso do Rio de Janeiro é nítido que a cidade maravilhosa abraçou o evento e a todos que vem nos prestigiar das várias partes do país e do exterior,” disse Ricardo Acioly, Diretor de Relações do Rio Open.

“O Rio Open e a Claro construíram uma história de sucesso ao longo dos últimos cinco anos. São muitas as características em comum. Assim como a operadora, o torneio está sempre inovando e hoje é um dos maiores do Brasil. Para esta edição, teremos o 4.5G da Claro, com velocidades até dez vezes mais rápidas que o 4G convencional. Quem estiver no Rio Open, que contará novamente com a infraestrutura de serviços de telecomunicações e TI Claro,  vai experimentar toda nossa tecnologia. Este será nosso sexto ano juntos. Temos certeza de que teremos uma edição ainda mais emocionante. E a Claro está orgulhosa por continuar fazendo parte desse momento, pois acredita que o esporte é protagonista na transformação da sociedade”, afirma Paulo César Teixeira, CEO da Claro.

“Para o Santander o tênis, além da sua projeção, representa como poucos atributos que nos são caros, como a técnica, determinação, estratégia e busca da melhora contínua. São por esses valores que nos associamos ao Rio Open, o maior torneio da América do Sul que vem revelando grandes talentos”, afirma Marcos Madureira vice-presidente executivo de Comunicação, Marketing, Relações Institucionais e Sustentabilidade do Santander.

 

Emoção além do saibro

Oferecer o que há de melhor dentro e fora das quadras. Essa é a proposta da organização do Rio Open apresentado pela Claro. Além dos grandes jogos e treinos que acontecem nas nove quadras de saibro− sendo uma delas a arena central, com capacidade para 6.200 pessoas − há uma área interativa de aproximadamente 10 mil m², o Leblon Boulevard. O espaço oferece atrações para o público que for ao Jockey, com stands, lojas e opções entretenimento e gastronomia. A Praça Rio Open conta com shows e um telão gigante.  O torneio promove diversas atrações cuidadosamente elaboradas. Tudo para uma experiência ainda mais exclusiva e memorável.

Seguindo a tendência dos grandes torneios, o Rio Open também conta com a loja com produtos oficias – a La Boutique.

Ao todo, cerca de 50 mil pessoas são esperadas no complexo em 2018. O evento conta com transmissão em HD de todos jogos da quadra central pelo Canal SporTV, além de transmissão internacional para mais de 130 países.

 

Assista o Vídeo do Rio Open 

https://we.tl/t-iKNkLdOJRD

 

 VENDA DE INGRESSOS COMEÇA DIA 7/12 ÀS 12H

O Rio Open apresentado pela Claro terá ingressos à venda a partir do dia 7 de dezembro, às 12h, pelo site www.tudus.com.br/rioopen. As vendas serão feitas online e não haverá cobrança de taxa de conveniência. O pagamento poderá ser feito com cartões de crédito Visa, Mastercard, Elo e Diners com parcelamento em até 4 vezes sem juros.

 

PRÉ-VENDA

Clientes NET, Claro e Santander poderão comprar ingressos na pré-venda, que terá início nesta quarta-feira, dia 28 de novembro, e se encerrará às 10h do dia 7 de dezembro.

 

NET e CLARO
Clientes da NET e Claro, de forma exclusiva, terão 35% de desconto em até 4 ingressos por CPF, para conferir de perto o maior torneio de tênis da América do Sul.  Para efetivar a compra, de 28/11 a 7/12, basta acessar a página www.tudus.com.br/rioopenclaro. Os clientes também poderão comprar entradas com o mesmo desconto após o período de pré-venda, mediante disponibilidade.
 

SANTANDER

 Clientes Santander terão, também de forma exclusiva, 30% de desconto em até 4 ingressos por CPF, para conferir de perto o maior torneio de tênis da América do Sul.  Para efetivar a compra, de 28/11 a 7/12, basta acessar a  página www.tudus.com.br/rioopensantander.  A validação do desconto será feita através do BIN do cartão. Os clientes também poderão compras entradas com o mesmo desconto após o período de pré-venda, mediante disponibilidade.

HORÁRIOS DAS PARTIDAS

De segunda-feira a quinta-feira, serão duas sessões: Sessão 1 com início às 16h30, e Sessão Noite, 19h. Já de sexta-feira a domingo, o torneio terá sessão única. A sessão 1 será composta pelo 1º jogo da Quadra Central e mais todos os jogos das quadras externas. A sessão noite será formada pelos jogos que começam a partir de 19h na Quadra Central, além dos jogos nas quadras externas. Vale destacar que qualquer ingresso dá acesso ao complexo que será montado no Jockey Club Brasileiro, não importa a sessão.

Maria Esther Bueno ganha estátua de bailarina na Sociedade Harmonia de Tênis

Paixão, perseverança e humildade. Foi com essas armas que Maria Esther Bueno alcançou o sucesso no tênis, conquistando 19 Grand Slams, 584 títulos, e se tornou a maior tenista brasileira de todos os tempos.

A bailarina, como ficou conhecida em decorrência de seu estilo gracioso e eficiente, foi homenageada mais uma vez neste sábado, na Sociedade Harmonia de Tênis, durante a disputa do torneio que leva seu nome e reúne os melhores jogadores brasileiros até 23 anos.

Sobrinhos de Esther Bueno inauguraram uma estátua nos gramados do Harmonia, segunda casa da eterna rainha do tênis. O evento se deu no intervalo dos jogos da Maria Esther Bueno Cup, que vai dar ao campeão uma vaga na chave principal do Rio Open, ATP 500 realizado no Rio de Janeiro em fevereiro. Também teve exposição de troféus e roupa da tenista.

Foto: Luiz Pires – FotoJump

Rio Open e Fedex levam jovens de projetos sociais cariocas para serem boleiros no ATP Finals

O Rio Open apresentado pela Claro dará mais uma oportunidade única para alunos de projetos sociais de tênis no Rio de Janeiro. A Fedex levará dois jovens das iniciativas apoiadas pelo maior torneio de tênis da América do Sul para serem boleiros no ATP Finals de Londres, o torneio que reúne os melhores tenistas do mundo para encerrar a temporada.

Guilherme Rodrigues Fernandes, 14 anos, do projeto Futuro Bom e Vitória Almeida, também de 14 anos, do projeto Tênis na Lagoa, se juntam a uma seleta equipe de 26 boleiros, que terão a chance de pegar bolas em jogos de lendas do tênis, como Rafael Nadal, Roger Federer e Novak Djokovic.

A adolescente que participa do projeto às margens da Lagoa Rodrigo de Freitas, vizinha ao Jockey Clube, onde acontece o Rio Open, revela o momento em que soube do convite. “Eu estava voltando da IMG Academy e soube pelo meu pai que tinha sido escolhida para boleirar no ATP Finals. Fiquei em choque, mal tinha acabado de viver algo tão incrível nos EUA e já tinha outra grande oportunidade na minha vida, graças ao Rio Open. Mas, apesar da felicidade, eu sei do peso desta função. O boleiro tem que ser muito comprometido, não pode se deixar abalar pelo calor do jogo e tem que se manter concentrado 100% do tempo. Vai ser uma experiência inesquecível. Algo que nunca sonhei na minha vida”, comenta Vitória, campeã da categoria 16 anos do Winners deste ano.

Guilherme, morador do Vidigal, na zona sul carioca, se disse surpreso pelo convite. “No início eu não sabia que iria boleirar, mesmo assim fiquei todo bobo porque assistir de perto um torneio tão importante quanto o ATP Finals é demais. Daí, quando soube que iria boleirar, senti uma emoção que não cabia em mim. Ainda não tenho a dimensão do que vai ser estar lá. O Rio Open já é sempre a melhor semana do meu ano, estar no Finals então, vai ser mais do que um sonho”, comentou o jovem carioca que já boleirou para o Fognini no Rio Open e sonha boleirar um jogo com algum top 10.

Além do Rio Open, somente o Masters 1000 de Xangai também indicará dois boleiros. Esta não é a primeira vez que o maior torneio de tênis da América do Sul é reconhecido por seus esforços sociais. A ATP já deu ao Rio Open o prêmio Aces for Charity, que destinou US$ 10 mil aos projetos parceiros.

Nos dois últimos anos, o Rio Open promoveu o Winners, torneio com alunos desses projetos, com premiações como uma semana de treinamento na IMG Academy, na Flórida, e participação na Copa Guga Kuerten, em Florianópolis. O torneio também mantém o NERO (Núcleo Esportivo Rio Open), que oferece aulas grátis para alunos de escola pública no Parque Olímpico, em parceria com a AGLO, Autoridade de Governança do Legado Olímpico.