Sorteio em Brasília define os confrontos da primeira rodada da Brasil Tennis Cup

Depois de percorrer as cidades de Recife/PE e Curitiba/PR, o circuito profissional de tênis desembarca em Brasília para a realização da Brasil Tennis Cup, competição organizada pelo Instituto Sports com premiação de R$ 20 mil e que começa nesta terça-feira com oito jogos no Clube do Exército. A sede do evento estará fechada para o público geral, seguindo todos os protocolos de responsabilidade sanitária e social da região.

A programação terá início às 11h com destaque para a estreia de Lucas Obeid. O tenista de 19 anos, federado em Brasília, duela contra Enrique Bogo, cabeça 3. “Tenho me preparado muito bem, mas o objetivo principal é recuperar o ritmo de competição, já que estou sem jogar torneios há mais de 5 meses por conta da pandemia. Quero fazer uma sequência de bons resultados para que a partir de janeiro de 2021 eu possa jogar os ITFs”, planeja Obeid.

O desejo do jovem jogador em trilhar uma carreira sólida no tênis exigiu que trancasse a faculdade de medicina logo após ser aprovado no vestibular. Obeid explica que precisou chegar a um acordo com a sua família para que pudesse viver o circuito como gostaria.

“Eu sempre quis ser tenista, mas os meus pais estabeleceram que iriam me apoiar nessa escolha desde que eu passasse no vestibular e tivesse uma segunda opção de carreira para seguir, caso os resultados no tênis não venham a acontecer futuramente”, revelou o jogador, nascido em Goiânia.

Obeid tem buscado a sua evolução técnica em academias no exterior. Há pouco tempo esteve Argentina, onde passou um período de 3 semanas de treinamento na El Abierto, localizada em Buenos Aires, e que pertence ao ex-top 40 Hernan Gumy.

Brasilienses estreiam na Brasil Tennis Cup 

Quatro tenistas de Brasília começam suas campanhas no saibro indoor do Clube do Exército. Luis Fernando Reis abre a rodada às 11h diante do paranaense Enzo Scorteganha. No mesmo horário, Pedro Henrique Garcia fica frente a frente com Rafael Costa, enquanto Davi Silva enfrentará, não antes das 15h, a principal promessa do tênis paranaense na atualidade, Marcio Silva. Antes desta partida, programada para a quadra central, o local Bernardo Costa joga contra Caio Gruber, que alcançou as quartas de final da etapa de Curitiba.

PROGRAMAÇÃO – TERÇA-FEIRA (20 DE OUTUBRO)

Quadra Central

11h – Lucas Obeid vs. Enrique Bogo

Não antes das 13h – Caio Gruber vs. Bernardo Costa

Não antes das 15h – Marcio Silva vs. Davi Silva

Não antes das 17h30 – Marcelo Romboli Filho vs. Daniel Dutra da Silva

 

Quadra 1

11h – Enzo Scorteganha vs. Luis Fernando dos Reis

13h – João Anotnio Borges vs. Luca Almeida

 

Quadra 2

11h – Rafael Costa vs. Pedro Henrique Garcia

Não antes das 13h – Fabio Varella vs. Matheus Gelbcke

Serviços – Brasil Tennis Cup

Circuito Brasileiro de Profissionais da CBT

Cidade: Brasília

Data: 20 a 25 de outubro

Premiação: R$ 20 mil

Sede: Clube do Exército / Portões fechados para o público

Curta e compartilhe o IS – Todas as informações sobre o evento, como notícias, resultados e chaves serão diariamente atualizados na página www.institutosports.com.br. Você pode acompanhar os bastidores e curiosidades de tudo que acontece no torneio por meio do Instagram (@institutosports) e Facebook (facebook.com/institutosports).

A etapa de Brasília do Brasil Tennis Cup é apresentada pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania e Santander Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte e conta com o copatrocínio de Getnet, Zurich Santander, Santander Seguros e Previdência, ALL – Accor Live Limitless, Azul Linhas Aéreas – Transportadora Oficial, Vivara, Alupar, Taesa e Aberje. Conta também com o apoio do Clube do Exército de Brasília – Sede da Competição. O evento integra o calendário do Circuito Brasileiro de Profissionais da CBT. A realização é do Instituto Sports.

Foto: João Pires/Fotojump

Daniel Dutra Silva vence a Brasil Tennis Cup

O canhoto paulista Daniel Dutra da Silva, cabeça um da etapa Recife da Brasil Tennis Cup, venceu João Pedro Sorgi (SP), por 6/3  6/4, em 1h30, tornando-se campeão do torneio. Sorgi sentiu o desgaste dos jogos longos que teve durante a semana, o que facilitou o trabalho do Dutra da Silva.

“Foi muito bom voltar depois de seis meses sem torneios. Apesar do Sorgi está um pouco mais cansado conseguimos fazer um bom jogo”, afirmou Dutra da Silva.

Ao decorrer do torneio, Dutra da Silva teve uma atuação positiva durante a semana sem perder sets e cedendo poucos games aos adversários.

Foto de João Pires

Sorgi e Dutra Silva decidem título da Brasil Tennis Cup

Daniel Dutra da Silva e João Pedro Sorgi se enfrentam em busca do título da Brasil Tennis Cup, neste domingo, em Recife.

Para chegar à final Daniel Dutra da Silva venceu Eduardo Ribeiro por 6/2  6/3 e João Pedro Sorgi venceu Gabriel Ciro da Silva por 5/7  6/3  6/3, em uma partida de 2h40.

Nas duplas, Gabriel Ciro da Silva (SP) e Eduardo Ribeiro (SC), venceram por 3/6  7/5  10-5 Daniel Dutra da Silva (SP) e João Pedro Sorgi (SP) na final de duplas da Brasil Tennis Cup – Recife.

Os campeões, vão dividir o prêmio de 2mil reais.

Seguindo os protocolos de segurança em prevenção a COVID-19, todas as medidas estão sendo tomadas. Por isso, o jogo não vai contar com a presença do público e todos que estão participando do torneio estão usando máscaras, álcool em gel e mantendo o distanciamento adequado.

Foto de João Pires

Quarto dia de jogos do Brasil Tennis Cup Recife conta com surpresa

Nesta quinta-feira (24), as quadras do Recife Tênis Clube contaram com 12 jogos. O Brasil Tennis Cup, que distribui $20mil em prêmios e soma pontos no ranking da CBT, chega nas quartas de final. Daniel Dutra Silva (SP), principal nome do torneio, e João Pedro Sorgi (SP), cabeça número dois, já garantiram espaço na próxima fase, que começa nesta sexta-feira (24), a partir das 11h.

A maior surpresa do dia foi a vitória de Eduardo Taiguara, de Curitiba. Com 1m70, venceu o último jogo simples do dia, de 6/3 6/1 6/3 do também paranaense Márcio Silva, de 1m96cm.

“Foi um jogo bem difícil, visto que ele tem uma estatura bem maior que a minha. Por isso tive que compensar na velocidade, consistência de troca de bola e foi assim que acabei me sobressaindo e ganhando esta partida”, comentou Eduardo após o jogo.

Para que o evento seja realizado da forma mais segura possível, o protocolo de higienização e distanciamento está sendo tomado. Vários totens de álcool em gel estão distribuídos pelo clube e todos os jogadores e equipes estão comparecendo de máscara e mantendo o distanciamento necessário.

Sem a presença do público, todos os amantes de tênis podem acompanhar a cobertura completa nas redes sociais do Instituto Sports.

Foto: João Pires/Fotojump

Brasil Tennis Cup tem três top 50 nas semifinais em Florianópolis

Babos peqO WTA Brasil Tennis Cup teve a definição nesta quarta-feira das semifinalistas de simples, com a presença de três cabeças de chave em busca de vaga na decisão. A definição das classificadas para a final acontece nesta quinta-feira, às 10h30, na Federação Catarinense de Tênis (FCT), e terá duelos entre a romena Ana Bogdan (127ª do mundo) e a húngara Timea Babos (44ª), cabeça 6, e entre a romena Irina-Camelia Begu (31ª), cabeça 2, e a porto-riquenha Monica Puig (37ª), terceira favorita.

A entrada para conferir as semifinais e a final de duplas será novamente mediante doação de 2 kg de alimentos não-perecíveis no portão de entrada do torneio, na Avenida Beira-Mar.

A húngara Timea Babos foi a primeira a garantir sua vaga nas semifinais ao vencer de virada a letã Jelena Ostapenko, quarta pré-classificada do torneio, com parciais de 4/6 6/3 6/2, em 1h48min. “Foi um primeiro set muito difícil. Nós duas estávamos perdendo nossos serviços e, honestamente, não estou acostumada com isso. Eu tenho por característica ser uma jogadora que tem uma estatística muito boa no meu serviço, então foi realmente difícil voltar após perder o primeiro set, mas voltei no segundo set mais agressiva e efetiva na minha tática”, analisou.

Além de jogar a semifinal de simples, Babos decidirá nesta quinta-feira o título de duplas ao lado da também húngara Reka-Luca Jani contra as gêmeas ucranianas Lyudmyla e Nadiia Kichenok, confronto entre duas duplas que estarão nos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Na semifinal, a adversária de Babos será a romena Ana Bogdan, de 23 anos. Depois de eliminar a principal favorita Jelena Jankovic na noite de terça-feira, Bogdan derrotou nesta quarta-feira a lucky loser ucraniana Lyudmyla Kichenok, com duplo 6/3, em 1h21min, para garantir sua primeira semifinal de WTA na carreira.

“Estou muito feliz de estar na minha primeira semifinal de WTA. Então, não quero pensar em nada mais neste momento, mas viver o momento. Eu vim trabalhando muito pesado nos últimos meses, e foi muito difícil para mim. Você sabe que é muito difícil para qualquer atleta que quer atingir seus sonhos”, afirmou Bogdan, que já está bem familiarizada com o torneio e a cidade de Florianópolis. “Gosto muito do tempo que passo com as pessoas aqui, a maneira com que agem, a maneira com que falam, muito amigáveis, muito sociais, muito abertas. Isso é o que você espera deles, e o que você precisa, e isso me faz sentir muito bem. Todos vocês são tão legais”, completou a romena.

Cabeça de chave número 2 do torneio, a romena Irina-Camelia Begu não cedeu sets na partida de quartas de final contra a japonesa Nao Hibino e venceu com parciais de 6/2 6/4, em 1h23min. Begu comemorou por ter duas romenas nas semifinais do Brasil Tennis Cup, que teve como primeira campeã, em 2013, a romena Monica Niculescu. “Talvez seja uma tradição uma romena se tornar campeã”, brincou. “Provavelmente porque somos latinas, nos sentimos bem aqui”, completou.

A última classificada para as semifinais nesta quarta-feira foi a porto-riquenha Monica Puig, que eliminou a japonesa Naomi Osaka por 2 sets a 0, com 6/3 6/4, em 1h14min de jogo. Ela enfrentará Begu em busca de sua terceira final de WTA na carreira.

“Ela (Osaka) começou muito forte, mas eu tentei jogar o meu melhor. Estou muito feliz com o resultado e chegar às semifinais obviamente é importante”, analisou Puig, que aguarda um duelo complicado nas semifinais. “Será uma partida muito difícil, mas venho jogando um tênis muito bom e me sinto muito bem na quadra, de uma maneira mais sólida que nos outros dias. Tenho que implementar meu jogo e sair com a vitória”, afirmou a porto-riquenha.

Confira abaixo a programação desta quinta-feira

QUADRA CENTRAL – a partir das 10h30

Ana Bogdan (ROU) vs [6] Timea Babos (HUN)

[3] Monica Puig (PUR) vs [2] Irina-Camelia Begu (ROU)

Final de Duplas – Após descanso – [1] Lyudmyla Kichenok (UKR) / Nadiia Kichenok (UKR) vs [3] Timea Babos (HUN) / Reka-Luca Jani (HUN)

Confira abaixo os resultados desta quarta-feira:

Simples – Quartas de final

[2] Irina-Camelia Begu (ROU) d. [7] Nao Hibino (JPN) – 6/2 6/4

[3] Monica Puig (PUR) d. [8] Naomi Osaka (JPN) – 6/3 6/4

[6] Timea Babos (HUN) d. [4] Jelena Ostapenko (LAT) – 4/6 6/3 6/2

Ana Bogdan (ROU) d. [LL] Lyudmyla Kichenok (UKR) – 6/3 6/3
Duplas – Semifinais

[1] Lyudmyla Kichenok (UKR) / Nadiia Kichenok (UKR) d. Alizé Lim (FRA) / Valeriya Solovyeva (RUS) – 6/0 7/5

[3] Timea Babos (HUN) / Reka-Luca Jani (HUN) d. Montserrat Gonzalez (PAR) / Ana Sofia Sánchez (MEX) – 6/2 6/1

 

Brasil Tennis Cup inicia qualifying neste sábado em Florianópolis

Carolina Meligeni peqO WTA Brasil Tennis Cup inicia a sua quarta edição neste sábado, a partir das 10h, com a disputa de dez partidas do qualifying, que tem nove tenistas brasileiras entrando em quadra na busca por vaga na chave principal do torneio que acontece até a próxima sexta-feira, 5 de agosto, na sede da Federação Catarinense de Tênis, na Beira-Mar Norte, em Florianópolis.

As brasileiras Carolina Alves, Flávia Guimarães Bueno, Ingrid Gamarra Martins, Lara Teodoro de Oliveira, Laura Pigossi, Luisa Stefani, Marcela Bueno, Nathalia Rossi e Nathaly Kurata jogam a primeira rodada do qualifying.

Depois de ter jogado a chave principal em 2015, Carolina Alves busca seu lugar pelo qualifying e joga a partida que abre a programação da Quadra Central contra a argentina Nadia Podoroska, cabeça de chave 3 do quali. Em seguida, Nathalia Rossi encara a ucraniana Nadiia Kichenok.

Outras duas brasileiras entram na Quadra Central da FCT pelo quali. Convidada da organização, Luisa Stefani enfrenta a ucraniana Lyudmyla Kichenok. Em seguida, Laura Pigossi, que vem embalada pelo título de duplas no ITF US$ 25 mil de Campos do Jordão, duela com a russa Nika Kukharchuk, com quem leva vantagem no histórico, tendo vencido no ano passado em Charlottesville, nos Estados Unidos.

Ingrid Gamarra Martins, que atualmente compete no circuito universitário americano, joga a terceira partida da Quadra 1 em Florianópolis contra a argentina Guadalupe Perez Rojas. Outras quatro brasileiras jogam na Quadra 2. A partir das 10h, Marcela Bueno encara a russa Valeryia Solovyeva. Em seguida, acontece um duelo brasileiro entre Lara Teodoro de Oliveira e Nathaly Kurata. A programação fecha com a partida entre a brasileira Flavia Guimarães Bueno e  a britânica Emily Webley-Smith.

O sorteio da chave principal acontece também neste sábado, a partir das 14h30, na sala de imprensa do WTA Brasil Tennis Cup, com a presença da sérvia Jelena Jankovic, ex-número 1 do mundo.

A quarta edição do torneio WTA brasileiro conta ao todo com seis tenistas top 50: a sérvia Jelena Jankovic, a romena Irina Camelia Begu, a porto-riquenha Monica Puig, a letã Jelena Ostapenko, a cazaque Yulia Putintseva e a húngara Timea Babos. As representantes brasileiras garantidas na chave principal são Teliana Pereira, Paula Gonçalves, Gabriela Cé, Beatriz Haddad Maia e a catarinense Maria Fernanda Alves.

Confira abaixo a programação de jogos deste sábado:

QUADRA CENTRAL – a partir das 10h

Qualifying – [3] Nadia Podoroska (ARG) vs Carolina Alves (BRA)

Qualifying – [WC] Nathalia Rossi (BRA) vs [8] Nadiia Kichenok (UKR)

Não antes de 13h30

Qualifying – [5] Lyudmyla Kichenok (UKR) vs [WC] Luisa Stefani (BRA)

Qualifying – Nika Kukharchuk (RUS) vs [7] Laura Pigossi (BRA)

 

QUADRA 1 – a partir das 10h

Qualifying – Martina Capurro Taborda (ARG) vs [9] Harmony Tan (FRA)

Qualifying – [6] Renata Zarazua (MEX) vs Fiona Codino (FRA)

Qualifying – [WC] Ingrid Gamarra Martins (BRA) vs [11] Guadalupe Perez Rojas (ARG)

 

QUADRA 2 – a partir das 10h

Qualifying – [4] Valeriya Solovyeva (RUS) vs [WC] Marcela Bueno (BRA)

Qualifying – [WC] Lara Teodoro de Oliveira (BRA) vs [12] Nathaly Kurata (BRA)

Qualifying – [WC] Flavia Guimaraes Bueno (BRA) vs [10] Emily Webley-Smith (GBR)

Foto: Cristiano Andujar/Brasil Tennis Cup

Teliana derrota alemã e avança à semi do WTA de Florianópolis

Teliana - Brasil Tennis Cup 2 peqA tenista brasileira Teliana Pereira está na semifinal do WTA International de Florianópolis. Nesta quinta-feira, na quadra central do Costão do Santinho, Teliana derrotou a alemã Laura Siegemund, 128a. na WTA, por 6/3 7/5 e enfrenta na sexta, em busca da vaga na segunda decisão de um WTA na carreira, Anastasja Sevastova, da Letônia, 188a. na classificação mundial.

“Eu já esperava um jogo duro. A Siegemund não começou bem, mas depois passou a vir mais para cima e até abriu 3/1 no segundo set. Mas eu sabia que se continuasse firme mentalmente e sendo agressiva poderia dar a volta por cima. O bom foi que consegui retomar controle do jogo,” analisou Teliana, feliz com a evolução mental. “Eu estava um pouco irritada no primeiro jogo, especialmente quando perdia oportunidades. Ontem foi melhor e hoje foi melhor ainda.”

Mas, Teliana sabe que para avançar na competição, precisará ser ainda mais forte mentalmente e terá que manter a agressividade diante de Sevastova. “Ela vem tendo bons resultados, está com confiança também e fez um jogo duríssimo contra a Stosur na semana passada. Quero desfrutar muito deste momento, de estar na semifinal de um WTA no Brasil novamente, entrar tranquila e fazendo o meu jogo.”

Campeã do WTA de Bogotá em abril, o primeiro da carreira e que encerrou um jejum de 27 anos do Brasil sem conquistar torneios no circuito, Teliana está prestes a voltar a disputar a sua segunda decisão.

Com os 110 pontos já garantidos no ranking mundial, em que é a 78a. colocada, Teliana também aparecerá na listagem da semana que vem na sua melhor posição até hoje (foi a 74a.), já garantida entre as 70 mais bem classificadas. Se avançar à final ficará com 180 pontos.

Mattek-Sands e Beck duelam na outra semifinal em Florianópolis

Após sofrer com lesões no ano passado, Bethanie Mattek-Sands faz grande temporada. Campeã do Australian Open e Roland Garros em duplas, a americana volta a uma semifinal em simples desde 2013, em Stuttgart.

Para isso, a cabeça de chave 5 precisou derrotar a tcheca Tereza Martincova por 7/6(2) 4/6 6/1 e continuar viva na competição.

“É uma sensação muito boa. Estou muito feliz por me sentir bem fisicamente, saudável. Foi mais uma batalha hoje. Ela jogou muito bem, eu nunca tinha jogado contra ela, é uma grande jogadora. Tive que cavar fundo e lutar, estou muito feliz por vencer”, afirmou.

Por uma vaga na decisão, Mattek-Sands desafiará a alemã Annika Beck, que freou a boa campanha da brasileira Gabriela Cé com duplo 6/3.

“Eu nunca joguei contra Annika, mas eu a conheço bem. Ela está em um bom ano, conseguiu boas vitórias. Amanhã vou tentar meu melhor novamente”, finalizou a americana.

Final de duplas definida

O WTA Brasil Tennis Cup conheceu na tarde desta quinta-feira as duplas finalistas da terceira edição do torneio. As alemãs Annika Beck e Laura Siegemund decidirão o título contra a argentina María Irigoyen e a polonesa Paula Kania, no encerramento da programação desta sexta-feira, com transmissão ao vivo do Bandsports.

Cabeças de chave 2, Irigoyen e Kania derrotaram a dupla formada pela russa Marina Melnikova e a espanhola Laura Pous-Tio, com 6/4 6/2.

Na outra semifinal, Beck e Siegemund superaram as principais favoritas, a luxemburguesa Mandy Minella e a espanhola Maria-Teresa Torró-Flor, também por 2 sets a 0, com 6/2 6/4.

“É minha segunda final de duplas de WTA e é muito legal ter uma amiga alemã ao seu lado. A gente se diverte e tenta jogar o nosso melhor tênis. Nós jogamos bem hoje e espero que a gente consiga ganhar amanhã novamente”, comemorou Beck.

Confira abaixo a programação desta sexta-feira:

Quadra central

10h30

Anastasija Sevastova (LAT) vs Teliana Pereira (BRA) [4]

A seguir

Annika Beck (GER) [3] vs Bethanie Mattek-Sands (USA) [5]

A seguir

Annika Beck (GER)/Laura Siegemund (GER) [4] vs María Irigoyen (ARG)/Paula Kania (POL) [2]

 

Gabriela Cé e Teliana vencem e Brasil tem 2 tenistas nas quartas no WTA de Florianópolis

O Brasil tem duas tenistas nas quartas-de-final do WTA de Florianópolis: Gabriela Cé e Teliana Pereira.

TEliana Pereira WTA

Cé foi a primeira a garantir a inédita vaga, derrotando a polonesa Paula Kania, cabeça de chave 8, por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 7/6(7), em um pouco mais de duas horas de partida.

“No primeiro set, fiquei bem firme e sabia que, a qualquer momento, ela poderia começar a errar, tentar coisas diferentes. Consegui ficar firme com ela e vencer o primeiro set. No segundo set, na verdade, quando ela teve 5/6, pensei em ficar no jogo, dei sorte em um pouco e consegui voltar para o jogo”, analisou.

“Foi a questão de acreditar. Hoje estava com problemas no saque, mas consegui administrar relativamente bem para que não me custasse a vitória”, acrescentou a gaúcha.

Este é o melhor resultado da carreira de Gabriela Cé em torneios WTA. Por uma vaga na semifinal, a atleta de 22 anos encara a alemã Annika Beck, cabeça de chave 3, que derrotou a francesa Alizé Lim por 6/1 6/2.

“É como falei ontem, o torneio está bem parelho. Acho que a jogadora que que conseguir manter uma estabilidade mental por mais tempo, tem grandes chances de sair coma vitória. Eu, felizmente, consegui sair. Me superei bastante. Estou super contente, é muita coisa positiva. Amanhã vamos de novo, é jogo por jogo, sempre querendo mais”, afirmou.

Bastante aguerrida e vibrante em quadra, Cé comentou sobre sua principal característica, que tem conquistado os torcedores brasileiros presentes nas arquibancadas.

“Eu me defino bem como guerreira, mas nem sempre dá certo. É o grande lema do tênis, da vida, não desistir nunca. Esta semana estou conseguindo lidar com isso, superar várias adversidades e estou super contente com isso”, finalizou.

Gabriela CE WTA

Depois, foi a vez de Teliana, que ganhou da japonesa Risa Ozaki, 135a, por 6/4 6/1 para alcançar esta fase em um WTA, pela segunda vez na temporada. Campeã do WTA de Bogotá em abril, ela enfrentará nesta quinta, a alemã Laura Siegemund, 128a. na WTA para avançar à semi na capital catarinense, no torneio que está sendo disputado nas quadras de saibro do Costão do Santinho.

” Eu estava me sentindo melhor em quadra hoje, com outra postura. Aproveitei mais o jogo, desfrutei e consegui construir melhor os pontos, sendo bem mais agressiva,” disse Teliana, comparando esta rodada com o jogo de estreia, em que precisou de três longos sets e 5 match points para vencer.

“Estou muito feliz e como eu venho dizendo, quero continuar melhorando a cada dia,” comemorou a brasileira, que para avançar à quarta semifinal de WTA da carreira, precisará passar pela alemã Siegemund. As duas já se enfrentaram, há 8 anos, com vitória de Siegemund, em um torneio em Portugal.

“Ela é uma ótima jogadora. A gente se conhece faz tempo. Ela é muito determinada, raçuda e preciso elevar o meu nível de jogo para vencer. Vou descansar para estar bem amanhã e entrar em quadra aproveitando e dando o meu máximo,” antecipou Teliana, 4a. cabeça-de-chave na Brasil Tennis Cup e 78a. colocada no ranking mundial.

Por já estar nas quartas em Florianópolis, Teliana marcou 60 pontos na WTA. Se avançar à semi, garante 110.

 

Mattek-Sands joga bem e garante vaga nas quartas

A americana Bethanie Mattek-Sands teve grande atuação para avançar às quartas de final do WTA Brasil Tennis Cup. Cabeça de chave 5, ela derrotou a romena Ana Bogdan por 6/2 6/3, em um pouco mais de uma hora de partida.

“Eu joguei muito bem hoje. Minha adversária jogou bem, estava jogando bem forte do fundo de quadra, mas eu sabia teria que estar prepara para isso. Mas, assim como ontem, eu consegui fazer meu jogo. Eu jogo agressiva e hoje consegui ser de novo. Eu realmente joguei bem”, analisou Mattek-Sands.

“Tem sido bom ter o apoio de alguns torcedores por aqui. Tiveram alguns ontem, outros hoje. Espero que amanhã venham mais. Com certeza será mais um bom jogo”, acrescentou sobre os fãs brasileiros.

Na próxima rodada, Bethanie Mattek-Sands encara a tcheca Tereza Martincova, que desbancou a cabeça de chave 2, a croata Ajla Tomljanovic pelo placar de 6/1 4/6 6/1. O confronto é inédito.

Outra tenista que surpreendeu nesta quarta-feira foi Maria-Teresa Torró-Flor. A espanhola teve grande atuação para superar a alemã Tatjana Maria, principal favorita ao título, pelo placar de 6/3 6/1.

Nas quartas, Torró-Flor enfrenta a vencedora do duelo entre a letã Anasatsija Sevastova e a paraguaia Veronica Cepeda Royg, algoz da brasileira Paula Gonçalves.

 

 

 

Teliana vence de virada na estreia do WTA de Florianópolis

Teliana - Brasil Tennis Cup peqTeliana Pereira passou por um verdadeiro teste nesta terça-feira, na estreia do WTA Internacional de Florianópolis. Ela derrotou a argentina Maria Irigoyen, por 6/7(3) 6/3 7/5 em 3h04min de jogo, no Costão do Santinho, para avançar às oitavas-de-final da competição. Teliana, cabeça-de-chave 4, volta a jogar nesta quarta, contra a japonesa Risa Ozaki, 135a. na WTA.

“Foi na raça mesmo,” contou Teliana após a partida, em que precisou de 5 match points para confirmar a vitória diante de Irigoyen, 147a. A brasileira teve 4/1 na frente no terceiro set, até o jogo ser mudado de quadra, por falta de luz natrual, na quadra central. “Não gostei da mudança de quadra. Foi ruim para mim, eu estava embalada.” Após a mudança de quadra, Teliana chegou a fazer 5/2, mas viu o jogo empatar em 5 e só então quebrou a argentina novamente e fechou a vitória em 7/5.

“Não fiz um bom jogo. Mas o importante foi que consegui ganhar e passar. Amanhã tenho uma nova oportunidade de fazer melhor.”

Nesta quarta, Teliana enfrentará uma adversária desconhecida, a quem nunca enfrentou. “Quero desfrutar do jogo e de jogar em casa. Em vários momentos a torcida me ajudou.”

Teliana também aproveitou a partida para testar o joelho. Com dores na semana passada ela desistiu de jogar o WTA de Bad Gastein, no meio da primeira rodada, mas intensificou os tratamentos de fisioterapeuta nos últimos dias para conseguir jogar em Florianópolis “O joelho foi bem e teve uma melhora grande. Não me incomodou muito, mas por eu ter desistido de jogar no último torneio, estava um pouco insegura,” afirmou a brasileira, 78a. colocada no ranking mundial.

Por já estar nas oitavas-de-final do WTA de Florianópolis, Teliana já garante 30 pontos no ranking mundial. Se avançar às 4as de final fica com 60.

Foto: Divulgação – CBT Cristiano Andujar

Favoritas ao título estreiam nesta 2a. no WTA de Florianópolis. Nanda Alves encara a cabeça 1.

A brasileira Nanda Alves e as principais cabeças de chave estreiam nesta segunda-feira, no WTA de Florianópolis, a Brasil Tennis Cup 2015, realizado nas quadras de saibro do Costão do Santinho Resort.Com entrada grauita para o público, o primeiro dia de chave principal da competição terá a catarinense Nanda Alves em ação. A tenista local terá pela frente a alemã Tatjana Maria, cabeça de chave 1 e  número 64 do ranking mundial. O confronto acontece na quadra central.

Nanda Alves WTA

“É um jogo duro. A Tatjana é a cabeça 1 aqui, é uma jogadora experiente, mas o jogo é na quadra. Eu acredito que posso ganhar, vou focar no meu jogo, no momento, cada ponto buscando a vitória, afirmou a atleta natural de Florianópolis.

Segunda principal favorita, a croata Ajla Tomljanovic faz a sua estreia no Brasil Tennis Cup, às 10h30. Ela terá pela frente a espanhola Laura Pous-Tio, que furou o qualifying após derrotar a compatriota Blanca Caballero com parciais de 6/0 6/2.

Oito brasileiras estreiam na chave de duplas

A segunda-feira reserva também o começo da chave de duplas com a participação de oitos brasileiras. As jovens Luisa Stefani e Carolina Alves encaram a luxemburguesa Mandy Minella e a espanhola Maria-Teresa Torro Flor, cabeças de chave 1.

Convidadas da organização, Ingrid Martins e Erika Pereira enfrentam a parceria formada pela argentina Maria Irigoyen e a polonesa Paula Kania. Paula Gonçalves joga ao lado da americana Louisa Chirico e duela contra a holandesa Cindy Burger e a búlgara Elitsa Kostova.

Nanda Alves e Laura Pigossi encaram a romena Elena Bogdan e Nicole Melichar, dos Estados Unidos. A gaúcha Gabriela Cé e a venezuelana Andrea Gamiz enfrentam a dupla composta pelas jogadoras Susanne Celik, da Suécia, e Quirine Lemoine, da Holanda.

“Jogamos contra duas meninas que são duplistas. Temos que tentar dominar a rede o tempo todo e ir para cima delas. É um jogo duro, mas como qualquer um, é totalmente ganhável e sei que podemos sair com um resultado positivo”, afirma Pigossi

Qualifying definiu últimas vagas na chave principal

O domingo ensolarado reservou bons jogos na última rodada do qualifying. Após 2h26 de partida, a russa Anastasia Pivovarova, que já esteve entre as 100 melhores do mundo, bateu a paulista Laura Pigossi, por 6/2 2/6 7/6(4).

Após vencer com autoridade na primeira rodada, a carioca Ingrid Guimarães lutou por mais de duas horas, mas foi superada pela venezuelana Andrea Gamiz com o placar de 6/1 1/6 6/3.

Outro jogo disputado foi entre Susanne Celik, da Suécia, e Nicole Melichar, dos Estados Unidos. A sueca precisou de 1h40 para anotar 6/4 7/6(3) e se garantir na chave principal do Brasil Tennis Cup.

Duas holandesas saíram vitoriosas de quadra. Cindy Burger derrotou a romena Elena Bogdan por 6/1 7/5 e Quirine Lemoine venceu a italiana Gaia Sanesi por 6/1 6/2. Na quadra 3, no duelo de espanholas, Laura Pous-Tio passou fácil por Blanca Caballeo por 6/0 6/2.

Confira a programação completa desta segunda-feira:

10h30

Quadra Central

Tatjana Maria (GER) x Maria Fernanda Alves (BRA)

A seguir

Paula Ormaechea (ARG) x Alizé Lim (FRA)

A seguir

Maria Fernanda Alves (BRA)/Laura Pigossi (BRA) x Elena Bougdan (ROU)/Nicole Melichar (USA) [3]

A seguir

[WC] Erika Pereira (BRA)/Ingrid Martins (BRA) x Maria Irigoyen (ARG)/Paula Kania (POL) [2]

10h30

Quadra 2

Ajla Tomljanovic (CRO) [2] x Laura Pous-Tio (ESP) [Q]

A seguir

Paula Kania (POL) [8] x Susanne Celik (SWE) [Q]

A seguir

Mandy Minella (LUX)/Maria-Teresa Torro-Flor (ESP) [1] x [WC] Carolina Alves (BRA)/Luisa Stefani (BRA)

A seguir

Susanne Celik (SWE)/Quirine Lemoine (NED) x Gabriela Cé (BRA)/Andrea Gamiz (VEN)

11h

Quadra 3

Annika Beck (GER)/Laura Siegemund (GER) [4] x Ana Bogdan (ROU)/Tereza Martincova (CZE)

A seguir

Cindy Burger (NED)/Elitsa Kostova (BUL) x Louisa Chirico (USA)/Paula Gonçalves (BRA)

Foto Divulgação CBT