Djokovic vence Nadal de virada e decide Roland Garros contra Tsitsipas

Foi incrível! Aquilo que todo mundo esperava e talvez um pouco mais. Foi absolutamente gigante a partida que Novak Djokovic e Rafael Nadal fizeram na semifinal de Roland Garros.

Nesta sexta-feira, os dois entraram em quadra para o 58º confronto entre eles, recheado de expectativas. Nadal em busca de uma vaga na decisão para buscar seu 14º título em Paris. Djokovic querendo seguir para buscar seu segundo. Fora o desafio que é vencer o espanhol na terra batida em um confronto de cinco sets.

Porém, é o número 1 do mundo. Não é qualquer um e de fato esse feito não é pra qualquer um. Somente os gigantes conseguem isso. E ele conseguiu. Depois de sair atrás, Djokovic não esmureceu. Pelo contrário, cresceu. E cresceu muito.

Venceu o segundo set e chegou a sacar pra fechar o terceiro. Aí Nadal mostrou toda sua força pra devolver a quebra e levar pro tiebreak. Djokovic não bobeou. Fechou o 3º set e o jogo na quarta parcial. No fim, vitória com parciais de 3/6 6/3 7/6(4) e 6/2.

O jogo foi tão grande que quase ofuscou o duelo anterior, aquele que definiu o primeiro finalista. E será o grego Stefanos Tsitsipas, que caminhava pra uma vitória tranquila diante de Alexander Zverev depois de abrir dois sets de vantagem, mas viu o alemão reagir e levar a partida pra parcial decisiva. No fim, vitória do grego por 6/3 6/3 4/6 4/6 e 6/3.

Djokovic e Tsitsipas se enfrentarão pela 9ª vez no circuito e a vantagem no retrospecto é do sérvio, que venceu 5 dos 8 confrontos até o momento, incluindo uma bela semifinal em Roland Garros, em 2020, decidida em 5 sets.

Djokovic entra em quadra pra buscar seu 19º título de Grand Slam e colar de vez em Federer e Nadal, com 20, enquanto Tsitsipas tenta entrar no hall dos vencedores de um dos quatro maiores torneios da temporada.