Fognini fecha semana incrível com o título em Monte Carlo, seu 1º Masters 1000

Fabio Fognini conquistou neste domingo o maior título da sua carreira até o momento, ao triunfar no Masters 1000 de Monte Carlo, que é disputado no saibro.

Neste domingo, o italiano, nº 18 do mundo,  confirmou sua incrível semana ao se tornar campeão do primeiro Masters 1000 no saibro da temporada, superando o também surpreendente sérvio Dusan Lajovic, em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/3.

Durante a semana, Fognini, que ainda não havia vencido no saibro durante o ano, conseguiu vitórias excelentes sobre jogadores como Alexander Zverev e Rafael Nadal, na semifinal, em uma atuação memorável.

Com o título, o italiano ainda deve ganhar 6 posições no ranking da ATP, indo ao 12º lugar, superando sua melhor marca, que é o 13º posto.

Lajovic, atual 48º, também vai pra sua melhor posição em toda carreira, 24º, passando o antigo recorde, que é o 42º.

Fognini joga muito, bate Nadal em Monte Carlo e faz final de debutantes diante de Lajovic

Em forma e jogando seu melhor tênis, Fabio Fognini mostrou neste sábado o motivo de ser considerado um dos jogadores mais talentosos da sua geração e um dos melhores saibristas.

Em grande atuação, o italiano conquistou uma grande vitória diante do espanhol Rafael Nadal, em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/2, se classificando pra final do Masters 1000 de Monte Carlo.

O italiano chegou a ter match-points sacando em 5/0 no 2º set, o que significaria um pneu, algo absolutamente incomum na carreira do espanhol, que acabou se safando.

Nadal ainda teve interrompida uma incrível sequência de três títulos seguidos no saibro de Monte Carlo.

Seu adversário será o sérvio Dusan Lajovic, nº 48 do mundo, que conseguiu o maior resultado da sua carreira com uma uma grande vitória sobre o russo Daniil Medvedev, garantindo sua vaga na grande decisão deste domingo.

Medvedev começou muito bem no jogo e não deu chances ao sérvio, abrindo vantagem de 5/1 e saque. Porém, Lajovic reagiu ainda na primeira parcial, venceu 10 games seguidos e fechou a partida com parciais de 7/5 e 6/1.

Neste domingo, em confronto que será inédito no circuito, os dois tentarão prosseguir em uma semana mágica, em busca do maior título da carreira.

Soares e Murray perdem para holandeses na semi em Monte Carlo e seguem para Barcelona

Bruno Soares e Jamie Murray encerraram sua campanha no Masters 1000 de Monte Carlo, primeiro Masters 1000 da temporada disputado no saibro.

Neste sábado, o mineiro e o britânico fizeram uma partida muito instável diante dos holandeses Robin Haase e Wesley Koolhof, sendo superados em sets diretos, com parciais de 7/6(4) e 6/4, em jogo que teve 13 quebras de saque no total.

Agora, os dois seguem para o ATP 500 de Barcelona, na Espanha, também disputado no saibro, como cabeças de chave nº 2. Na estreiam, enfrentam o croata Ivan Dodig e o francês Edouard Roger-Vasselin.

No torneio espanhol, Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot serão os principais cabeças de chave e farão a primeira partida contra o austríaco Dominic Thiem e o português João Sousa.

Medvedev elimina Djokovic nas 4ªs de Monte Carlo. Nadal vira set contra Pella e chega à semi

Novak Djokovic segue sem apresentar seu melhor tênis e, nesta sexta-feira, foi eliminado ainda nas quartas de final do Masters 1000 de Monte Carlo.

O sérvio, que vinha de campanhas abaixo do esperado em Indian Wells e Miami, parou no bom tênis do russo Daniil Medvedev, que triunfou com parciais de 6/3 4/6 e 6/2.

Com isso, Medvedev fará uma surpreendente semifinal diante do sérvio Dusan Lajovic, que bateu o italiano Lorenzo Sonego por 6/4 e 7/5.

O argentino Guido Pella teve tudo pra tirar um set de Rafael Nadal. Liderou a primeira parcial com duas quebras de vantagem, sacou pra fechar, mas viu o espanhol levar a melhor por 7/6(1). Depois, o nº 2 do mundo se impôs e fechou o 2º set por 6/3.

Soares e Murray jogam bem e chegam à semi em Monte Carlo. Melo perde e Demoliner é obrigado a desistir

O tenista brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray estão na semifinal de duplas do Masters 1000 de Monte Carlo.

Nesta sexta-feira, no Principado, eles derrotaram o argentino Diego Schwartzman e o português João Sousa por 7/5 6/2. No sábado eles voltam a jogar por uma vaga na decisão do Masters 1000, contra os holandeses Robin Haase e Wesley Koolhof.

“Está sendo uma semana boa até agora, depois de termos sobrevivido ao domingo da primeira rodada, salvando três match points e com outro jogo duríssimo na segunda rodada. Foi muito no detalhe e a cada rodada a gente vem jogando melhor. Hoje conseguimos jogar super bem. Foi muito importante sacar bem diante de dois devolvedores do saibro. Fomos bem ofensivos, não cedemos nenhum break point e pressionamos bem. Estou super feliz e vamos jogar em busca de mais uma final em Monte Carlo,” analisou Bruno.

O brasileiro foi vice-campeão em Mônaco, em 2016 com Murray e em 2011 com Juan Ignacio Chela.

Quem também entrou em quadra, mas perdeu, foi Marcelo Melo, ao lado do polonês Lukasz Kubot. Os dois foram superados pelos croatas Nikola Mektic e Franko Sugor, com parciais de 6/3 e 7/5.

Marcelo Demoliner, que entraria em quadra nas quartas contra os argentinos Maximo Gonzalez e Horacio Zeballos, acabou sendo obrigado a desistir da chave, já que seu parceiro, o russo Daniil Medvedev, resolveu focar apenas na chave de simples depois de eliminar Novak Djokovic e chegar à semifinal.

Bellucci vence a 4ª seguida e vai à semi do Challenger de Tunis. Sakamoto joga 4ªs no México

Thomaz Bellucci segue em grande semana e já está na semifinal do Challenger de Tunis, na Tunísia, que é disputado no saibro.

Nesta sexta-feira, o brasileiro teve uma grande atuação diante do búlgaro Atila Balazs, venceu com autoridade, com um duplo 6/2, garantindo sua quarta vitória na semana.

Por uma vaga na final, Bellucci terá pela frente o português João Domingues, nº 221 do mundo. Os dois já se enfrentaram uma vez, na primeira rodada do Challenger de Murcia, há poucos dias, com vitória de Bellucci.

Quem entra em quadra nesta é Pedro Sakamoto, que joga pelas quartas do Challenger de San Luis Potosi, no México.

Nesta quinta, ele bateu o cazaque Alexander Bublik, cabeça de chave nº 1 do mundo, com parciais de 6/3 e 7/5.

Seu próximo adversário será o chileno Marcelo Tomas Barrios Vera, que enfrentaria o brasileiro João Souza, o Feijão, que voltou a ser suspenso preventivamente pela Unidade de Integridade do Tênis.

Soares e Murray vencem mais uma em Monte Carlo e chegam às quartas de final

Bruno Soares e Jamie Murray já estão nas quartas de final do Masters  1000 de Monte Carlo, primeiro Masters 1000 da temporada disputado no saibro.

Nesta quarta-feira, o mineiro e o britânico conseguiram uma dura vitória contra o croata Ivan Dodig e o francês Edouard Roger-Vasselin, com parciais 7/6(5) 6/7(4) e 10/8, conquistando a segunda vitória no torneio.

Com isso, os dois, cabeças de chave nº3, aguardam o confronto entre Diego Schartzman/João Sousa e Henri Kontinen/John Peers, que definem a dupla adversária por uma vaga na semifinal.

Marcelo Melo e Lukasz Kubot fizeram sua estreia no torneio e com boa vitória. Cabeça de chave número 2, a dupla repetiu a confiança e as ótimas atuações nos Estados Unidos, em março, para avançar no Principado, superando os momentos difíceis do jogo e garantindo a vitória sobre os espanhóis Marcel Granollers e Marc Lopez, com parciais de 7/6(8) e 6/4.

“Hoje (quarta) conseguimos fazer uma bela estreia aqui. Uma dupla que joga muito bem no saibro, que tem vários resultados já faz tempo. Foi um jogaço. Pontos para todos os lados. Break prá lá, break prá cá. Ficamos muito felizes em conseguir manejar e ganhar. Foi realmente muito duro. Ao mesmo tempo foi um belo jogo. Eu e o Lukasz conseguimos jogar muito bem nessa primeira partida no saibro. Muito contente com isso. Agora é seguir firme para a próxima rodada”, disse Melo.

Agora, eles enfrentam os austríacos Jurgen Melzer e Dominic Thiem, nesta quinta-feira, mesmo dia da partida de Marcelo Demoliner, ao lado do russo Daniil Medvedev, contra os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah.

Nadal estreia cedendo apenas 2 games e encara Dimitrov nas oitavas em Monte Carlo

Aconteceu nesta quarta-feira a estreia de Rafael Nadal no Masters  1000 de Monte Carlo, primeiro Masters 1000 da temporada disputado no saibro.

Sem grandes surpresas ou mesmo dificuldade, o espanhol se impôs diante do compatriota Roberto Bautista-Agut, cedeu apenas dois games e venceu por duplo 6/1, garantindo sua vaga para encarar o búlgaro Grigor Dimitrov nas oitavas de final, já nesta quinta-feira.

Quem também entra em quadra nesta quinta, depois de uma estreia difícil contra o alemão Philipp Kolschreiber, é Novak Djokovic, que tem todo favoritismo diante do jovem norte-americano Talor Fritz, no que será o primeiro confronto entre eles.

Cabeça de chave nº 4, Dominic Thiem encara o sérvio Dusan Lajovic, enquanto o alemão Alexander Zverev deve fazer um bom jogo contra o italiano Fabio Fognini.

Melo e Kubot estreiam nesta quarta-feira em Monte Carlo. Demoliner vence ao lado de Medvedev

Marcelo Melo e Lukasz Kubot estreiam nesta quarta-feira (17) em Monte Carlo, no terceiro Masters 1000 da temporada 2019. Às 7h (horário de Brasília), dupla cabeça de chave número 2 enfrenta os espanhóis Marcel Granollers e Marc Lopez, na quadra 11 do Monte-Carlo Country Club, no Principado de Mônaco. O torneio dá início à sequência no saibro europeu, até chegar a Roland-Garros, o segundo Grand Slam do ano, no final de maio, em Paris, na França.

“Foram bons treinos aqui, na adaptação para o saibro, com foco nesta estreia em Monte Carlo, que dá início à gira”, disse Melo.

Em março, nos Estados Unidos, nos dois primeiros Masters 1000 do ano, Melo e Kubot foram  finalistas em Indian Wells e semifinalistas em Miami. Depois de Monte Carlo, dupla segue para o ATP 500 de Barcelona, a partir do dia 22 deste mês, e depois joga os Masters 1000 de Madri e Roma, respectivamente nos dias 5 e 12 de maio, até o Grand Slam na capital francesa, com início no dia 26.

Depois de Bruno Soares ter vencido na estreia ao lado de Jamie Murray, em entrou em quadra nesta terça-feira e também saiu vitorioso foi Marcelo Demoliner, jogando ao lado do russo Daniil Medvedev.

Os dois passaram pela parceria formada pelo belga David Goffin e o francês Lucas Pouille, em sets diretos, com parciais de 7/5 e 6/3. Nas oitavas, os dois terão pela frente os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah.

Djokovic e Wawrinka estreiam nesta 3ª feira em Monte Carlo. Sérvio vai em busca do tri

Amanhã é dia de muito tênis e de favoritos em quadra no Masters 1000 de Monte Carlo, primeiro Masters 1000 disputado no saibro na temporada.

Abrindo a programação, logo às 6hs, de Brasília,  Jo-Wilfried Tsonga terá pela frente o norte-americano Taylor Fritz, no mesmo horário da partida entre a jovem estrela canadense Felix Auger-Aliassime contra o argentino Juan Ignacio Londero.

Cabeça de chave nº 7 do torneio, o croata Marin Cilic terá pela frente o argentino Guido Pella, enquanto Stan Wawrinka deve fazer um bom jogo contra o saibrista italiano Marco Cecchinato.

Também nesta terça-feira, Novak Djokovic começa sua campanha  logo diante de Philipp Kolschreiber, responsável pela sua eliminação no Masters 1000 de Indian Wells, há poucos dias. Vale lembrar que o sérvio já foi campeão do torneio em 2013 e 2015.

O nº 1 do mundo entrou em quadra nesta segunda-feira, pela chave de duplas, ao lado do seu irmão Marko. Os dois foram eliminados pelos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, com parciais de 6/1 e 6/3.