Nadal leva pneu, mas vira sobre Thiem em partida memorável e vai à semi do US Open

Épico. Histórico. Sensacional! O US Open proporcionou aos fãs de tênis, entre a noite de terça e a madrugada de quarta um dos maiores jogos dessa edição do quarto e último Grand Slam da temporada.

Rafael Nadal e Dominic Thiem entraram em quadra para mais um aguardado confronto entre eles e fizeram jus à expectativa, com um excelente jogo entre eles, que acabou com a classificação do espanhol para a semifinal.

O austríaco começou muito bem a partida, agressivo, acertando quase tudo, e obteve um raro pneu sobre o nº 1 do mundo, que se manteve no jogo, equilibrou as ações, se defendeu e contra atacou muito muito pra fechar a partida somente no tiebreak do 5º set. No fim, vitória de Nadal com parciais de 0/6 6/4 7/5 6/7(4) e 7/6(5).

Agora, na semifinal, o espanhol terá pela frente o argentino Juan Martin Del Potro, que venceu de virada o norte-americano John Isner, com parciais de 6/7(5) 6/3 7/6(4) e 6/2.

Nadal e Del Potro já se enfrentaram 16 vezes, com vantagem do espanhol no confronto direto, que saiu com a vitória em 11 oportunidades.

Nesta quarta-feira, os outros semifinalistas serão definidos, começando pela partida entre o croata Marin Cilic e o japonês Kei Nishikori. Depois, na rodada noturna, Novak Djokovic tem o favoritismo diante do surpreendente australiano John Millman.

Federer leva virada de australiano Millman e está fora do US Open. Nadal x Thiem é destaque da 3ª feira

Um dos jogos que muita gente esperava, não vai acontecer, já que Roger Federer foi eliminado nas oitavas de final do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada.

Na noite desta segunda-feira, já na madrugada do horário de Brasília, o suíço foi surpreendido pelo australiano John Millman, que trinfou de virada, com parciais de 3/6 7/5 7/6(7) e 7/6(3).

Vale destacar que Federer chegou a sacar pra fechar o 2º set, quando abriria 2×0, mas teve o saque quebrado e viu o adversário crescer no jogo e aproveitar pra conquistar sua primeira vitória sobre um top-10 na carreira.

Agora, Millman será o adversário de Novak Djokovic nas quartas de final, depois da tranquila vitória do sérvio sobre o português João Sousa, com parciais de 6/3 6/4 e 6/3.

Quem também venceu por 3×0 foi o japonês Kei Nishikori, que bateu o alemão Philipp Kolschreiber, assim como o croata Marin Cilic, que passou pelo belga David Goffin.

Os dois primeiros jogos das quartas de final serão disputados nesta terça-feira, com o jogo principal sendo o confronto entre Rafael Nadal e Dominic Thiem.

Mais cedo, Juan Martin Del Potro tem o favoritismo na partida diante do local John Isner.

Foto: USTA/Brad Penner

Depois de mais de 4hs de jogo, Nadal vira sobre russo em Nova York. Anderson vence em 5 sets

Começou nesta sexta-feira a terceira rodada do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova York, na primeira rodada.

Em uma grande partida, talvez na melhor até o momento no torneio, Rafael Nadal conseguiu uma dura e importante vitória de virada sobre o russo Karen Khachanov, depois de mais de 4h30min de jogo, com parciais de 5/7 7/5 7/6(7) e 7/6(3), garantindo vaga nas oitavas de final para enfrentar o georgiano Nikoloz Basilashvilli, que venceu o argentino Guido Pella em quatro sets.

Outro que precisou de longa batalha foi o sul-africano Kevin Anderson, vice-campeão do torneio no ano passado, que teve que jogar cinco sets pela segunda vez no torneio, superando o jovem canadense Denis Shapovalov, de virada.

Nas oitavas, Anderson terá pela frente o austríaco Dominic Thiem, que bateu o local Taylor Fritz por 3×1. No confronto direto entre eles, a vantagem de Anderson é muito grande, com oito vitórias em oito jogos.

Já na rodada noturna, Milos Raonic conseguiu uma supreendente vitória sobre Stan Wawrinka, principalmente pelo placar de 3×0, enquanto Juan Martin Del Potro chega às oitavas depois de vencer Fernando Verdasco por 3×0.

Foto: USTA/Garrett Ellwood

Kyrgios e Federer marcam encontro para a 3ª rodada do US Open. Nadal e Del Potro jogam na 6ª

A quinta-feira foi mais um dia com vitória dos principais favoritos na chave masculina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova York, nos Estados Unidos.

O australiano Nick Kyrgios deu mostras de que teria muitas dificuldades diante do francês Pierre-Hugues Herbert, perdeu o primeiro set, ficou atrás no segundo, mas se recuperou e conseguiu sua vaga na 3ª rodada com uma vitória de 3×1.

Seu adversário por uma vaga nas oitavas de final será simplesmente Roger Federer, que não teve uma atuação de gala, mas foi o suficiente pra bater o francês Benoit Paire por 3×0.

David Goffin bateu o holandês Robin Haase por 3×1, enquanto o sempre valente argentino Diego Schwartzman teve o mesmo placar diante do espanhol Jaume Munar.

Na rodada noturna, quem garantiu sua vaga na terceira rodada foi Novak Djokovic, que também precisou quatro sets pra passar pelo local Tennys Sandgren, enquanto o croata Marin Cilic bateu o polonês Hubert Hurkacz muito tranquilamente, com parciais de 6/2 6/0 e 6/0.

Nesta sexta-feira, no 5º dia do US Open, começa a terceira rodada, com destaque para o jogo de Rafael Nadal contra o russo Karen Khachanov, no segundo jogo do Arthur Ashe Stadium.

Na mesma quadra, Juan Martin Del Potro deve fazer um bom jogo contra o espanhol Fernando Verdasco, enquanto o jovem Denis Shapovalov encara o atual vice-campeão Kevin Anderson no Louis Armstrong Stadium, mesmo local da partida entre Stan Wawrinka e Milos Raonic.

Foto: USTA/Garrett Ellwood

Wawrinka x Dimitrov é o jogão de 2ª feira no US Open. Nadal e Murray também estreiam

Começa nesta segunda-feira a chave principal masculina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, que é disputado no piso duro.

Abrindo a programação do Arthur Ashe Stadium, logo aquele que deve ser o jogo mais aguardado da primeira rodada, entre o suíço Stan Wawrinka e o búlgaro Grigor Dimitrov, em um aguardado confronto de belos backhand’s de uma mão.

Encerrando a programação da principal quadra do complexo, Rafael Nadal, atual campeão, joga contra o compatriota David Ferrer.

No Louis Armstrong, o britânico Andy Murray, que ainda busca seu melhor ritmo, enfrenta o australiano James Duckworth, enquanto Juan Martin Del Potro terá pela frente o qualifier norte-americano Donald Young.

Vale destacar também dois jogos na Grandstand. O primeiro entre os norte-americanos John Isner e Bradley Klahn. E o segundo entre dois jovens e talentosos canadenses: Denis Shapovalov e Felix Auger-Aliassime.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Principais favoritos, Nadal, Federer e Djokovic conhecem primeiros adversários no US Open

Definidos os primeiros adversários dos principais favoritos da chave masculina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova York, nos Estados Unidos.

Rafael Nadal, nº 1 do mundo e um dos grandes candidatos ao título, terá o compatriota David Ferrer logo na primeira rodada.

Roger Federer não deve ter grandes dificuldades diante do japonês Yoshihito Nishioka, assim como Novak Djokovic diante do húngaro Marton Fucsovics.

O argentino Juan Martin Del Potro, cabeça 3, e o alemão Alexander Zverev, cabeça 4, aguardam um adversário que sairá do qualifying, enquanto o sul-africano Kevin Anderson, vice campeão no ano passado, joga contra o local Ryan Harrisson.

Destaque para o bom confronto de primeira rodada entre Stan Wawrinka e Grigor Dimitrov, reeditando a primeira rodada de Wimbledon deste ano, em partida vencida pelo suíço.

Para conferir a chave completa, clique aqui.

Nadal conquista seu 33º título de Masters 1000 ao vencer Tsitsipas na final em Toronto

Rafael Nadal não cansa de fazer História e escreveu mais um capítulo no Masters 1000 de Toronto, no Canadá, que é disputado no piso duro.

Neste domingo, o espanhol conquistou o título do torneio canadense, ao bater o grego Stefanos Tsitsipas, em sets diretos, com parciais de 6/2 e 7/6(4).

“Se você me dissesse isso há duas semanas, eu não teria acreditado. É uma ótima maneira de começar a temporada difícil. Vencer em Toronto é muito importante. Você não vence o Masters 1000 com muita frequência. É uma vitória muito importante para mim e estou muito feliz.”

Com o triunfo, o espanhol, mesmo afirmando que não se vence um Masters 1000 com muita frequência, conquistou um torneio deste nível pela 33ª vez na carreira.

Na temporada, Nadal tem um incrível retrospecto de 41 vitórias e 5 derrotas, acumulando os títulos do Masters 1000 de Monte Carlo, Barcelona, Roma, Roland Garros e Wimbledon, além de Toronto.

Nadal vira sobre Cilic e encara jovem russo na semi em Toronto. Anderson enfrenta Tsitsipas

Com uma vitória na raça, Rafael Nadal conseguiu uma grande virada pra ir à semifinal do Masters 1000 de Toronto, no Canadá, que é disputado no piso duro.

Na noite desta sexta-feira, o espanhol viu o croata Marin Cilic começar muito bem a partida, agressivo, conseguindo duas quebras de saque e fechando o 1º set por 6/2.

Depois, o espanhol elevou o nível, viu o seu adversário cometer mais erros e virou o jogo, vencendo com parciais de 2/6 6/4 e 6/4.

Agora, por uma vaga na final, o nº 1 do mundo terá pela frente o russo Karen Khachanov, que surpreende com sua melhor campanha em um Masters 1000, depois de bater o holandês Robin Haase por 6/3 e 6/1.

Na outra semi deste sábado, o sul-africano Kevin Anderson, que vem de boa vitória sobre o búlgaro Grigor Dimitrov por duplo 6/2, enfrenta o grego Stefanos Tsitsipas, que salvou match points na virada sobre o alemão Alexander Zverev, com parciais de 3/6 7/6(11) e 6/4.

Djokovic e Nadal confirmam o favoritismo e chegam às oitavas do Masters 1000 de Toronto

Embalado depois do título de Wimbledon, Novak Djokovic confirmou seu favoritismo e chegou à segunda vitória no Masters 1000 de Toronto, no Canadá, que é disputado no piso duro.

Nesta quarta-feira, o sérvio confirmou seu favoritismo e não teve grandes dificuldades pra bater o local Peter Polansky, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4, garantindo vaga nas oitavas de final para enfrentar o grego Stefanos Tsitsipas, que bateu o austríaco Dominic Thiem por 6/3 e 7/6(6).

Rafael Nadal também confirmou o favoritismo e venceu o francês Benoit Paire por 6/2 e 6/3, enquanto o alemão Alexander Zverev anotou duplo 6/4 sobre o norte-americano Bradley Klahn.

O jovem local Denis Shapovalov também venceu, superando o italiano Fabio Fognini por 6/3 e 7/5, e o outro jogador da casa, Milos Raonic, foi superado pelo francês Francis Tiafoe por 7/6(4) 4/6 e 6/1.

Foto: Peter Staples/ATP World Tour

Anderson vira sobre Federer e encara Isner na semi de Wimbledon. Nadal x Djokovic

O que quase ninguém esperava, aconteceu. Roger Federer levou uma incrível virada e foi eliminado nas quartas de final de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Depois de abrir dois sets a zero, o suíço viu o sul-africano Kevin Anderson impor seu forte saque e virar uma partida que parecia quase perdida. No fim, vitória do jogador africano por 2/6 6/7(5) 7/5 6/4 e 13/11.

O adversário de Anderson será outro grande sacador, o norte-americano John Isner, que venceu confronto de estilos semelhantes contra o canadense Milos Raonic, de virada, com parciais de 6/7(5) 7/6(7) 6/4 e 6/3.

Quem conseguiu a vitória mais tranquila do dia foi Novak Djokovic, que bateu o japonês Kei Nishikori em quatro sets, com parciais de 6/3 3/6 6/2 e 6/2.

No último jogo do dia, Rafael Nadal também precisou ir ao quinto set pra bater o argentino Juan Martin Del Potro, com parciais de 7/5 6/7(7) 4/6 6/4 e 6/3 . O espanhol será o adversário do sérvio em uma das semis do sábado.

Foto: AELTC/Joel Marklund