Pouille vence Raonic, faz sua melhor campanha em Slam e desafia Djokovic

Foi definida nesta quarta-feira a segunda semifinal masculina do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Na primeira partida do dia, Milos Raonic tinha todo favoritismo diante de Lucas Pouille. A atuação anterior, contra Alexander Zverev, e o histórico favorável ao canadense deixava esse favoritismo mais evidente.

Porém, isso ficou fora da quadra. O francês dominou a partida e teve até chances de encerrar a disputa em sets diretos, mas triunfou por 3×1, com parciais de 7/6(4) 6/3 6/7(2) e 6/4.

Pouille faz sua melhor campanha da carreira em um Slam e terá um dos maiores desafios ao enfrentar Novak Djokovic.

O sérvio praticamente não teve dificuldade diante do Kei Nishikori, que não tinha condições físicas de competir e abandonou a partida quando perdia por 6/1 4/1. Vale lembrar, o japonês vinha de um jogo de mais de cinco horas de duração nas quartas de final.

Djokovic e Pouille farão um confronto inédito na semi.

Foto: Ben Solomon/Tennis Australia

Nishikori luta por mais de 5hs e vira sobre Carreno Busta. Raonic supera Zverev

Em uma grande atuação, Milos Raonic garantiu sua vaga nas quartas de final do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Na madrugada desta segunda-feira, no horário de Brasília, o canadense simplesmente não tomou conhecimento do alemão Alexander Zverev nos dois primeiros sets e só teve trabalho na terceira parcial.

No fim, uma grande vitória por 6/1 6/1 e 7/6(5) e vaga para encarar nas quartas o francês Lucas Pouille, que anotou uma bela virada sobre o croata Borna Coric, com parciais de 6/7(4) 6/4 7/5 e 7/6(2).

Na rodada noturna, Kei Nishikori e Pablo Carreno Busta fizeram um incrível jogo de mais de 5hs de duração, que acabou com uma grande virada do japonês, por 3×2, depois de ficar dois sets abaixo.

O adversário de Nishikori foi definido na última partida do dia, entre Novak Djokovic e Daniil Medvedev, um jogo com muitas trocas de bola do fundo de quadra, no qual prevaleceu a consistência e o físico do sérvio, que levou a melhor com parciais de 6/4 6/7(5) 6/2 6/3.

As duas primeiras partidas das quartas de final serão disputadas a partir da noite desta segunda-feira, horário de Brasília, com a partida do grego Stefanos Tsitsipas, embalado pela vitória sobre Roger Federer, contra o espanhol Roberto Bautista-Agut, que vem de 9 vitórias seguidas.

Já na manhã de terça-feira, Rafael Nadal tem todo o favoritismo diante do norte-americano Francis Tiafoe, que vai fazer sua primeira semi de Grand Slam.

Foto: Luke Hemer/Tennis Australia

Djokovic perde set, mas vence Zverev e se garante como nº 1 até o fim do Australian Open

Mais um dia sem grandes surpresas na chave masculina do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

O sérvio Novak Djokovic  enfrentou mais um adversário duro e pela primeira vez no torneio perdeu um set e quem teve essa chance foi o canadense Denis Shapovalov.

Mesmo assim, o Djokovic se impôs, inclusive com um pneu no quarto set. Com isso, ele se garantiu como nº 1 ATP ao final do torneio, independente do campeão.

Kei Nishikori teve trabalho apenas no 1º set, quando precisou de um tiebreak contra o português João Sousa. Depois, deslanchou e fechou sua vitória por 3×0.

Fabio Fognini e Pablo Carreno Busta fizeram um típico confronto de saibristas, com muitas quebras de saque, com o espanhol levando a melhor por 3×1, enquanto o russo Daniil Medvedev manteve seu ótimo ritmo ao vencer o belga David Goffin por 3×0.

Já na manhã deste sábado, Alexander Zverev conseguiu vencer uma partida com tranquilidade, ao anotar 6/3 6/3 e sobre o local Alex Bolt.

O 7º dia do torneio, na noite deste sábado, horário de Brasília, marca o início das oitavas de final, com um bom confronto entre Rafael Nadal e Tomas Berdych, no 3º jogo da Rod Laver Arena.

Na rodada noturna, Roger Federer deve encontrar mais resistência, mas é amplo favorito diante do jovem grego Stefanos Tsitsipas.

Na Margaret Court, o croata Marin Cilic, que vem de ótima virada sobre o espanhol Fernando Verdasco, encara outro espanhol, Roberto Bautista-Agut, enquanto Grigor Dimitrov enfrenta o embalado norte-americano Francis Tiafoe.

Djokovic enfrenta qualifier na estreia em Melbourne. Zverev encara Bedene

Será na noite desta terça-feira, em Melbourne, manhã no horário de Brasília, a estreia de Novak Djokovic no Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada.

Na Rod Laver Arena, o sérvio faz o primeiro jogo da rodada noturna, encarando o qualifier norte-americano Mitchell Krueger, enquanto alemão Alexander Zverev, que busca uma grande campanha em um Slam, enfrenta o esloveno Aljaz Bedene.

Na noite de segunda-feira, Kei Nishikori joga na Margaret Court contra o polonês Kamil Majchrzak, com Dominic Thiem fechando a programação da mesma quadra no que promete ser um bom jogo contra o francês Benoit Paire.

Na Melbourne Arena, o destaque fica para a partida do australiano Nick Kyrgios, que terá um grande desafio contra o canadense Milos Raonic, cabeça de chave nº 16.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Federer começa a defesa do título em Melbourne diante de Istomin. Djokovic aguarda quali

Assim como a feminina, também foi sorteada, na manhã desta quinta-feira, horário de Brasília, a chave masculina do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Alguns jogos bem interessantes marcam a primeira rodada, com grandes jogadores que estão soltos na chave, principalmente se recuperando de lesão.

Esse é o caso de Andy Murray, que terá um desafio na primeira rodada, diante do espanhol Roberto Bautista-Agut, cabeça de chave nº 22. Assim como Tomas Berdych, que vai enfrentar em sua estreia logo do britânico Kyle Edmund, 13º favorito da chave.

Vale destacar também dois bons confrontos envolvendo australianos na primeira rodada, começando por Nick Kyrgios, que joga diante do canadense Milos Raonic, cabeça de chave nº 16. O outro é Bernard Tomic, que faz um confronto interessante contra o croata Marin Cilic, cabeça 6.

Entre os favoritos, Roger Federer, que defende o título do torneio, começa diante do uzbeque Denis Istomin, enquanto o nº 1 do mundo Novak Djokovic aguarda um qualifier, mas pode enfrentar o francês Jo-Wilfried Tsonga já na segunda rodada.

Cabeça de chave nº 2, Rafael Nadal encara o local James Duckworth, enquanto o alemão Alexander Zverev, 4º cabeça de chave, joga contra o esloveno Aljaz Bedene.

Destaque também para a partida do austríaco Dominic Thiem contra o francês Benoit Paire, outro bom jogo de primeira rodada.

Zverev elimina Federer e decide o ATP Finals contra Djokovic, que bateu Anderson

Alexander Zverev frustou os planos da maior parte da torcida e garantiu sua vaga na decisão do ATP Finals, torneio que reúne na O2 Arena, em Londres, na Inglaterra, os oito melhores tenistas da temporada.

Na primeira semifinal deste sábado, o alemão se impôs diante de Roger Federer, venceu em sets diretos, com parciais de 7/5 e 7/6(5), e garantiu sua vaga.

No tiebreak, Zverev pediu a repetição de um ponto no meio da troca de bola depois de ver uma bola cair das mãos de um boleiro – legítimo pelas regras – e acabou ganhando uma grande vaia do público, que torcia pelo suíço.

Na grande final deste domingo, seu adversário será Novak Djokovic, que não deu muitas chances ao não tomar conhecimento do saque do sul-africano Kevin Anderson, vencendo por duplo 6/2.

Djokovic e Zverev já se enfrentaram quatro vezes ao longo da carreira, com duas vitórias pra cada lado, sendo o mais recente justamente na primeira fase deste Finals, com triunfo do sérvio por 6/4 e 6/1.

Djokovic controla o saque de Isner e vence a 1ª no Finals. Zverev bate Cilic

Foi finalizada nesta segunda-feira a primeira rodada do ATP Finals, torneio que reúne na

O2 Arena, em Londres, os oito melhores jogadores da temporada.

No domingo, os primeiros jogos marcaram a vitória de Kevin Anderson sobre Dominic Thiem, com parciais de 6/3 e 7/6(10), enquanto o japonês Kei Nishikori surpreendeu o suíço Roger Federer anotar 7/6(4) e 6/3.

Nesta segunda, no primeiro jogo do dia, o alemão Alexander Zverev também precisou de apenas dois sets pra vencer na estreia a partida contra o croata Marin Cilic, com parciais de 7/6(5) e 7/6(1).

No último jogo do dia, Novak Djokovic controlou bem o forte saque do norte-americano John Isner e venceu também em dois sets, com parciais de 6/4 e 6/3.

“Estou me sentindo fisicamente e mentalmente. Obviamente, o bom deste torneio é que você tem dia de folga entre as partidas, e é garantido que você jogará três partidas no grupo” disse o sérvio, já expondo sua expectativa para a partida contra Zverev, na quarta-feira:

“Jogar contra Zverev, que também teve uma vitória em sets diretos hoje, me faz ficar ansioso para isso. Deve ser um ótimo jogo” completou.

Na terça-feira, será disputada a segunda rodada do grupo Lleyton Hewitt, com Anderson enfrentando Nishikori e Federer encarando o austríaco Thiem.

Foto: Peter Staples/ATP World Tour

Novamente nº 1 do mundo, Djokovic lidera o Grupo Guga Kuerten no ATP Finals, que não terá Nadal

Foram sorteados nesta segunda-feira os grupos do ATP Finals, torneio que reúne na O2 Arena, em Londres, os oito melhores tenistas da temporada.

Também durante a segunda, pouco antes do sorteio, Rafael Nadal anunciou que não jogaria o torneio londrino, depois de não se recuperar de uma lesão abdominal, que o deixou de fora do Masters 1000 de Paris.

Com isso, o norte-americano John Isner garantiu sua primeira participação no Finals e ele ficará no grupo 1, que se chamará Grupo Guga Kuerten, em homenagem ao grande tenista brasileiro. Como favorito, esse grupo terá Novak Djokovic, que reassumiu o topo do ranking, além de Alexander Zverev e Marin Cilic.

No Grupo 2, que se chamará Grupo Lleyton Hewitt, o favorito é Roger Federer, que terá a companhia de Kevin Anderson, que o venceu nas quartas de final de Wimbledon, neste ano, Dominic Thiem e Kei Nishikori.

Vale lembrar que no ATP Finals, os tenistas se enfrentam dentro de cada grupo, com os dois melhores se classificando para as semifinais.

Khachanov encerra sua bela semana com vitória sobre Djokovic e o título do Masters 1000 de Paris

Pra corar sua ótima semana, Karen Khachanov surpreendeu mais uma vez e ficou com o título do Masters 1000 de Paris, na França, último da temporada, disputado no piso duro coberto.

Na final deste domingo, o jovem russo coroou sua excelente campanha com triunfo sobre o sérvio Novak Djokovic, em sets diretos, com parciais de 7/5 e 6/4, garantindo o seu primeiro troféu em um Masters 1000.

“Isso significa o mundo para mim. Eu não poderia estar mais feliz em terminar a temporada assim” disse Kachanov que, ao longo da semana, passou por John Isner, Alexander Zverev e Dominic Thiem.

Além disso, o sérvio, que vai retornar ao nº 1 do mundo nesta segunda-feira, reconheceu a superioridade e o merecimento do russo:

“Eu quero falar sobre o quão bem ele jogou durante toda a semana”, disse Djokovic. “Merecia vencer o jogo hoje. Então, todo o crédito para ele. Merece. Ele é um jovem jogador em ascensão, mas já é um jogador estabelecido, um jogador de topo. E ele mostrou grande qualidade hoje e mostrou por que vão ver muito dele no futuro.” afirmou.

Djokovic bate Del Potro, é tri em Nova York e conquista seu 14º título de Slam

Novak Djokovic é o grande campeão do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova York, nos Estados Unidos.

Na final deste domingo, o sérvio conquistou pela terceira vez na carreira o título do torneio norte-americano, batendo na decisão o argentino Juan Martin Del Potro, em sets diretos, com parciais de 6/3 7/6(4) e 6/3.

Enquanto o sérvio conquistou o tri, o argentino buscava seu segundo título em Nova York, depois de levantar o troféu em 2009.

Vale destacar que esse foi o 14° título Slam de Djokovic, que se torna o 3º jogador que mais venceu torneios deste nível, igualando-se ao norte-americano Pete Sampras, ficando atrás apenas de Rafael Nadal, com 17, e Roger Federer, maior vencedor, com 20.

Com o resultado, ele também vai aparecer, nesta segunda-feira, como número 3 do ranking da ATP, subindo..postos e ultrapassando justamente o seu adversário deste domingo.

Foto: USTA/Garrett Ellwood