Djokovic vai ao 5º set pra bater Thiem, conquista o octa em Melbourne, seu 17º Slam, e coroa retorno ao topo do ranking

Dominic Thiem ensaiou, ficou relativamente, mas não foi neste domingo que ele conquistou seu primeiro título de Grand Slam, em Melbourne.

Novak Djokovic, mais uma vez, ratificou sua sede implacável de aproveitar oportunidades e conquistou seu oitavo título do Australian Open, em incríveis oito finais disputadas. Aproveitamento absurdo de 100%.

Depois de começar a todo vapor a partida, o sérvio viu Thiem dar mostras, ainda no primeiro set, que não seria uma facilidade, ao sair de 1/4 pra 4/4. Depois, com uma dupla falta, Thiem entregou o set.

Porém, não se deu por vencido. Elevou seu nível, viu o sérvio errar mais do que de costume, sacar menos e, com isso, o jogo virou. Literalmente. No quarto set, um game mal jogado de Thiem foi suficiente pra decisão ir ao 5º.

Na parcial decisiva, Djokovic começou melhor mais uma vez, abriu 2/0 e viu o adversário perder chances de devolver a quebra, especialmente no 4º game, quando viu uma bola flutuando na sua direita acertar em cheio no meio da rede, em um break point. Depois disso, Djokovic dominou e fechou a partida com parciais de 6/4 4/6 2/6 6/3 e 6/4.

Com o triunfo, o sérvio chegou ao seu 17º título de Grand Slam. Além dos 8 em Melbourne, foram 5 em Wimbledon, 3 no US Open e 1 em Roland Garros.

Além disso, ele volta ao topo do ranking da ATP, ultrapassando Rafael Nadal. O espanhol tem 19 títulos de Grand Slam. Federer, 20. O sérvio está cada vez mais perto.

 

Djokovic busca o octa do Australian Open, enquanto Thiem quer seu primeiro título de Grand Slam

Está definida a grande final masculina do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

O primeiro a se garantir na grande decisão deste domingo foi Novak Djokovic, que viu Roger Federer fora das suas condições físicas ideais, mas que endureceu o jogo, especialmente o primeiro set, quando chegou a sacar pra fechar.

Depois disso, o sérvio elevou seu nível, principalmente nas trocas de bola do fundo de quadra, virou o set, o que parece ter sido decisivo e venceu por por 7/6(1) 6/4 e 6/3.

Djokovic chega a final com apenas um set perdido, logo na primeira rodada, diante do alemão Jan-Lennard Struff.

Seu adversário no domingo será o austríaco Dominic Thiem, que fez uma grande partida e virou sobre o Alexander Zverev por 3/6 6/4 7/6(3) e 7/6(4).

Será a primeira final de Grand Slam do austríaco, que já foi vice-campeão de Roland Garros nos últimos dois anos.

Thiem e Djokovic já se enfrentaram 11 vezes, com 7 vitórias do sérvio. Em Grand Slam, foram três confrontos, todos em Roland Garros, com duas vitórias de Thiem. No confronto mais recente entre eles, mais uma vitória do austríaco, no ATP Finals do ano passado.

 

Federer salva 7 match-points, bate Sandgren e faz semi do Australian Open contra Djokovic

Mais uma vez, Roger Federer fez História! Nas quartas de final do Australian Open, não esteve nos seus melhores dias, tecnicamente e fisicamente, mas foi buscar forças pra virar um jogo praticamente perdido.

O suíço perdia o jogo para o norte-americano Tennys Sandgren por dois sets a um e teve que salvar 7 match-points antes de conseguir levar pro set decisivo. Neste, viu o adversário também ter dificuldades físicas e se impôs. No fim gigante vitória por 6/3 2/6 2/6 7/6(8) e 6/3.

Agora na semifinal, Federer esperou a definição do seu adversário, que saiu da partida entre Novak Djokovic e Milos Raonic.

O saque do canadense não fez muito estrago e encontrou como antídoto a excelente devolução do sérvio. Sem o seu saque ganhando muitos pontos fáceis, Raonic encontrou dificuldades e acabou sendo superado por 3×0, com parciais de 6/4,6/4 e 7/6(1).

Os dois outros semifinalistas serão definidos nesta quarta-feira, com os dois jogos sendo disputados na Rod Laver Arena.

Primeiro, Stan Wawrinka, que vem de grande vitória sobre Daniil Medvedev, enfrenta o alemão Alexander Zverev. Depois, Rafael Nadal encara o austríaco Dominic Thiem.

 

 

 

Federer tem estreia tranquila em Melbourne e Djokovic perde set para Struff. Nadal joga na madrugada de terça-feira, dia de Medvedev x Tiafoe

Atual campeão, Novak Djokovic estreou com uma vitória mais difícil que o esperado no Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Em um primeiro dia de chave principal que teve sua programação impactada pela chuva, o sérvio jogou com o teto retrátil fechado contra o alemão Jan-Lennard Struff, que equilibrou duas parciais, inclusive levando uma. No fim, o sérvio se impôs e venceu com parciais de 7/6(5) 6/2 2/6 e 6/1.

Na madrugada do Brasil, quem teve uma primeira rodada bem mais tranquila foi Roger Federer, que anotou  6/3 6/2 e 6/2 sobre o norte-americano Steve Johnson.

Dos cabeças de chave, o croata Borna Coric, 25º favorito, perdeu logo na estreia e de forma incontestável pelo norte-americano Sam Querrey, por 3×0.

Já o grego Stefanos Tsitsipas foi outro que nadou em águas tranquilas ao perder apenas cinco games diante do italiano Stefano Caruso.

A terça-feira será o dia de estreia de Rafael Nadal, que tem um grande favoritismo diante do boliviano Hugo Dellien, encerrando a programação diurna da Rod Laver Arena.

Abrindo a rodada noturna na mesma quadra, o destaque e um dos jogos mais aguardados da primeira rodada, entre o russo Daniil Medvedev e o norte-americano Francis Tiafoe.

A Margaret Court será o local da estreia de Alexander Zverev contra o italiano Marco Cecchinato, enquanto a Melbourne Arena terá os jogos de dois tenistas da casa. Primeiro, Alexey Popyrin enfrenta Jo-Wilfried Tsonga. Depois, Nick Kyrgios encara o italiano Lorenzo Sonego.

 

 

Nadal, Djokovic e Federer não devem ter dificuldade na estreia do Australian Open. Medvedev enfrenta Tiafoe

Começa na próxima segunda-feira o Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Rafael Nadal aparece como cabeça de chave nº 1, apesar de não ser o favorito nas casas de apostas, e não deve dificuldade na sua estreia diante do boliviano Hugo Dellien.

Novak Djokovic também tem amplo favoritismo contra o alemão Jan-Lennard Struff, assim como Roger Federer na partida diante do norte-americano Steve Johnson.

Talvez o russo Daniil Medvedev tenha a estreia mais complicada entre os principais favoritos, já que joga contra o norte-americano Francis Tiafoe.

Como jogos interessantes na primeira rodada, destaque para o confronto entre o norte-americano Reilly Opelka e o italiano Fabio Fognini, além da partida entre os espanhóis Feliciano Lopez e Roberto Bautista Agut.

 

Retrospectiva 2019: Melbourne viu o hepta de Djokovic e a confirmação da japonesa Osaka

Como quase todos os anos na última década, Novak Djokovic chegou ao primeiro Grand Slam da temporada, o Australian Open, como um dos principais favoritos. E não deu muitas chances pra ninguém!

Depois da surpreendente eliminação na semifinal do ATP de Doha, na primeira semana do ano, diante do espanhol Roberto Bautista-Agut, o sérvio caminhou firme rumo ao seu 7º troféu em Melbourne, sendo seus principais obstáculos os sets perdidos para Denis Shapovalov e Daniil Medvedev.

Na grande final, cercada de expectativa, um sonoro 6/3 6/2 e 6/3 sobre Rafael Nadal e heptacampeonato garantido.

Já na chave feminina, a japonesa Naomi Osaka se consagrou na elite do tênis feminino. Depois da decisão polêmica contra Serena Williams no US Open 2018, no que foi seu primeiro título de Slam, ela entrou no torneio australiano pronta pra afastar qualquer possibilidade de acaso com a conquista anterior.

Caminhou na chave precisando virar algumas partidas e fez uma final muito equilibrada diante da tcheca Petra Kvitova, vencendo por 7/6 5/7 e 6/4. No fim, o 2º Slam da carreira e a confirmação de ser a primeira asiática líder do ranking da WTA.

Na chave de duplas, que não contou com o brasileiro Marcelo Melo, lesionado, e viu Bruno Soares perder nas quartas de final, ao lado do britânico Jamie Murray, para Kontinen/Peers, o título ficou com os Frances Nicolas Mahut e Pierre-Hugues Herbert.

Entre as mulheres, Samantha Stosur fez a festa da torcida da casa ao lado da chinesa Zhang Shuai.

No mais, Bia Haddad chegou a furar e entrar na chave principal, venceu um jogo, mas foi superada na segunda rodada pela alemã Angelique Kerber.

No mais, Thomaz Bellucci perdeu na primeira rodada do qualifying e Thiago Monteiro na terceira e última, também do quali.

 

Djokovic não dá chances, vence Berrettini com tranquilidade e começa bem no ATP Finals

Foram disputados neste domingo os primeiros jogos do ATP Finals, torneio que reúne na O2 Arena, em Londres, os melhores tenistas da temporada.

Abrindo o torneio, nas duplas e inaugurando o grupo Jonas Bjorkman, o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michel Venus venceram os norte-americanos Rajeev Ram e Joe Salisbury, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4.

Depois, pela primeira rodada do grupo Bjorn Borg, que ainda conta com Roger Federer e Dominic Thiem, Novak Djokovic não tomou conhecimento do italiano Matteo Berrettini, venceu por 6/2 e 6/1 e largou muito bem no torneio.

Federer e Thiem ainda se enfrentam neste domingo.

Djokovic vence Shapovalov com tranquilidade e conquista em Paris seu 34º título de Masters 1000

Novak Djokovic fez neste domingo uma das coisas que mais sabe fazer: ganhar título de Masters 1000!

Em Paris, no Masters 1000 local, o sérvio triunfou pela 34ª vez em um torneio deste nível, vencendo na final o canadense Denis Shapovalov, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4.

“Acho que joguei a melhor partida do torneio, por isso o jogo foi curto. Coloquei-o sobre pressão no segundo saque, fui sólido no fundo de quadra e não lhe dei muitas oportunidades.” disse Djokovic.

Agora, Djokovic tem no seu currículo 34 títulos de Masters, ficando a apenas um do recordista Rafael Nadal, além de chegar à marca de 77 conquistas de ATP, igualando-se ao norte-americano John McEnroe.

 

Tsitsipas vira sobre Djokovic e Zverev bate Federer nas quartas do Masters 1000 de Shangai

Os dois principais favoritos foram superados pela nova geração na fase de quartas de final do Masters 1000 de Shangai, na China, que é disputado no piso duro.

Primeiro, o grego Stefanos Tsitsipas conseguiu uma bela virada sobre o sérvio Novak Djokovic, nº 1 do mundo, vencendo com parciais de 3/6 7/5 e 6/3.

Depois foi a vez de Alexander Zverev, que chegou a perder chances antes de eliminar o suíço Roger Federer por 6/3 6/7(7) e 6/3.

O adversário do alemão será o italiano Matteo Berrettini, que bateu o austríaco Dominic Thiem por 7/6(8) e 6/4.

Já o grego terá pela frente o russo Daniil Medvedev, que segue em boa fase depois do vice do US Open e que passou pelo italiano Fabio Fognini por 6/3 e 7/6(4).

 

Torneio de tênis em Xangai tem nomes brasileiros em destaque

O brasileiro Marcelo Pinheiro Davi de Melo, está presente no ranking dos 100 maiores tenistas do país. Nascido em Belo Horizonte o tenista se destaca na categoria de duplas, onde alcançou o posto de número 1 pela primeira vez em 2015.

A história desse tenista não começou agora,hoje Marcelo é conhecido como um dos maiores tenistas do mundo na categoria duplista e já coleciona mais de trinta títulos.

Em 02 de novembro de 2015 o tenista entrou definitivamente para a história do tênis. Foi em Paris que o brasileiro brilhou vencendo o torneio de duplas sobre os, então melhores, Bob e Mike Bryan. Foi também nessa data que Marcelo Melo se transformou oficialmente no numero 1 do ranking de duplas ATP.

Melo participa do torneio de tênis em Xangai e junto com sua dupla, o polonês Lukasz Kubot, os dois deram mais um importante passo na luta por mais um titulo mundial.

Em entrevista Melo demonstra alegria e declara que apesar de um inicio considerado bom, eles cresceram ao longo da partida e acabaram definindo a vitória no match tie-break. Agora é montar uma estratégia para a próxima disputa. códigos promocionais.

Após mais uma boa apresentação no Masters 1000 Xangai, a dupla chegou às quartas de final e sua próxima disputa será contra seu ex parceiro, o croata Ivan Dodig, que joga ao lado do eslovaco Filip Polasek, lembrando que a dupla vem de uma vitória em cima de Rojer e Tecau por 7/6(6) 6/7(4) 10-7.

Uma derrota que surpreendeu a todos foi a do Novak Djokovic e do seu compatriota Filip Krajinovic por 6/3 6/2. A derrota foi diante da dupla britânica Jamie Murray e Neal Skupski em 58 minutos pelas oitavas de final.

Outro brasileiro que merece destaque é o cearense Thiago Monteiro, que disputa o torneio pela série Challenger de Santo Domingo, na República Dominicana. O Atleta que é um dos principais favoritos ao titulo, é também o centésimo sexto no ranking. O tenista teve um duelo contra outro brasileiro, o gaúcho Oscar Gutierrez, sendo preciso 1h42 em quadra para triunfar na partida por 6/3 7/5, tendo ainda que salvar três set points no 5/4 do segundo set.

Agora resta aguardar pela definição do duelo entre o favorito espanhol Mario Martinez e o chileno Alejandro Tabillo.

Alguns dos tenistas esperam ganhar destaque em Xangai para adquirir pontos e disputar o ATP Finals. Cinco nomes já estão confirmados: Federer, Nadal, Djokovic, Medvedev e Thiem. Alexander Zverev, Tsitsipas são postulantes para preencher as vagas, no caso, faltam três.

O número 1 do mundo, Novak Djokovic, atual campeão dos Masters 1000 Chinês, precisou de 1h14 para fazer 7/5 e 6/3 em uma vitória em cima do norte americano John Isner.

Masters 1000 de Xangai

Data: segunda-feira até domingo, 06 a 13 de outubro de 2019

Horário: madrugada e período da manhã

Local: Xangai, China