Teliana estreia com vitória no ITF de Cagnes sur Mer, na França

Teliana - Bogotá peqA tenista brasileira Teliana Pereira estreou com vitória no ITF de Cagnes sur Mer, disputado no saibro e com premiação de U$ 100 mil.

Nesta segunda-feira ela derrotou a americana Nicole Gibbs, 119a. na WTA, por 2 sets a 0, parciais de 6/4 7/5 e enfrenta Danka Kovinic, de Montenegro, 106a. na listagem, na próxima rodada, em busca de vagas nas quartas-de-final do torneio.

Teliana também está disputando a competição de duplas, ao lado da paraguaia Montserrat Gonzalez. Elas jogam contra a americana Nicole Melichar e a britânica Anna Smith, na primeira rodada, nesta terça-feira.

Bia Haddad está na final do quali do WTA de Praga. Teliana perde no Marrocos

Bia Haddad - Bogotá peqBia Haddad está na rodada final do qualifying do WTA de Praga, na República Tcheca, que é disputado no saibro.

Neste domingo, a brasileira bateu a eslovaca Rebecca Sramkova em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/0. Neste segunda, sua adversária por vaga na chave principal será a croata Donna Vekic, nº 84 do mundo, em confronto que será inédito.

Teliana Pereira perdeu na segunda rodada do quali do WTA de Rabat, no Marrocos, perdendo neste domingo para  a argentina Nadia Podoroska, com parciais de 6/3 e 6/0.

Bia e Teliana vencem nos qualis de Praga e Rabat

A tenista brasileira Teliana Pereira estreou com vitória no qualifying do WTA 250 de Rabat, no Marrocos, que está sendo disputado no saibro. Ela derrotou a holandesa Lesley Kerkhova, por 6/0 6/04, em 1h10min de jogo, para avançar à segunda rodada da fase classificatória.

Na próxima rodada, no domingo, ela enfrenta a vencedora do jogo entre a argentina Nadia Podoroska ou a russa Alla Kudryavtseva.

” Eu estou jogando bem. A diferença tem sido nos detalhes,” disse Teliana, 195a. na WTA.

Teliana e Bia estreiam com vitória em Rabat e Praga

Ja em Praga…

A paulista Beatriz Haddad Maia começou com pé direito sua participação no qualifying do WTA.

Na estreia, neste sábado, Bia eliminou a cabeça de chave 5 do qualificatório, a russa Ekateina Alexandrova, 88o. do mundo, por 6/3 7/5, em 1h52min de partida.

Em busca da segunda vitória no quali, a tenista número 1 do Brasil e 146o. do mundo encara, neste domingo, a eslovaca Rebecca Sramkova, 123o., que derrotou a norte-americana Asia Muhammad, por 6/0 6/3.

Teliana vence britânica na 1ª rodada do quali do WTA de Istambul

Teliana - Bogotá peqA tenista brasileira Teliana Pereira estreou com vitória no qualifying do WTA de Istambul, na Turquia, que é disputado no saibro.

Teliana superou a britânica Tara Moore (153a), por 2 sets a 1, parciais de 6/0 4/6 7/6(1), em 2h41min de jogo e enfrenta agora a russa Elizaveta Kulichkova (224a) por vaga na chave principal.

“Foi um jogo de altos e baixos, mas foi importante ter saído com a vitória. Fui mais agressiva no tie-break, mesmo em condições difíceis de jogar, com muito vento e frio,” contou Teliana, 195a. no ranking mundial, que joga o WTA 250 turco pela primeira vez na carreira. “Agora é descansar e focar para amanhã.”

Bia Maia passa o qualifying do WTA de Bogotá

A brasileira Beatriz Haddad Maia entrou na chave principal do WTA de Bogotá. Neste domingo, na rodada classificatória em um jogo disputadíssimo, com quase 3 horas de duração (2h57min), ela venceu Teliana Pereira, por 7/6(4) 64/6 6/4.

Bia Maia passa o quali e entra na chave do WTA de Bogotá

Outra brasileira no qualifying, Paula Gonçalves, foi eliminada na primeira rodada.

Bia Maia aguarda agora o sorteio para saber contra quem jogará na estreia da chave do WTA International, disputado no saibro e onde Teliana foi campeã há 2 anos.

 

Foto: Divulgacao Copa Colsanitas WTA Bogotá

Bia, Teliana e Paula jogam neste sábado no quali do WTA de Bogotá

Bia Haddad peqTrês brasileiras estreiam neste sábado no qualifying do WTA de Bogotá, na Colômbia, que é disputado no saibro.

Bia Haddad terá pela frente a polonesa Paula Kania, nº 272 do mundo. As duas já se enfrentaram uma vez, no saibro do ITF de Darmstadt, no ano passado, com vitória tranquila da brasileira.

Teliana Pereira enfrenta a argentina Catalina Pella, contra quem já jogou quatro vezes, vencendo três delas, sendo a mais recente na Fed Cup deste ano.

A outra brasileira na chave do quali é Paula Gonçalves, que encara a chinesa Jia-Jing Lu, em confronto que será inédito.

Bia Haddad estreia bem no quali do WTA de Monterrey. Teliana perde em Charleston

Bia Haddad peqBia Haddad começou bem no quali do WTA de Monterrey, no México, que é disputado no piso duro.

Neste sábado, a brasileira superou a norte-americano Jacqueline Cako, em sets diretos, com parciais de 6/2 e 6/1.

Bia precisa de mais duas vitórias para chegar à chave principal e sua próxima adversária será a norte-americana Caitlin Whoriskey, nº 319 do mundo. As duas já se enfrentaram uma vez, no ITF de Antalya, em 2013, com vitória de virada da brasileira.

No quali do WTA de Charleston, nos Estados Unidos, disputado no saibro, Teliana Pereira perdeu na primeira rodada para a húngara Fanny Stollar, com parciais de 6/1 e 6/0.

Teliana e Pedretti vencem na estreia em São Paulo

Teliana - Fed Cup peqA brasileira Teliana Pereira estreou com vitória no Circuito de Tênis Feminino que está sendo disputado em São Paulo, distribuindo U$ 25 mil em prêmios e pontos no ranking da WTA. Teliana venceu a equatoriana Mariana Correa, por duplo 6/2 e enfrenta nas oitavas-de-final a húngara Vanda Lukacs.

“O importante é a vitória, para ter a segunda oportunidade de fazer outro bom jogo. Estou recuperando a minha confiança e isso leva um tempo. Estou feliz por ter vencido. Fisicamente estou muito bem. Comecei o ano bem na Austrália, depois tive alguns tropeço contra meninas que jogavam bem, mas estou treinando bem e jogando bem. É questão de ganhar mais jogos e ter mais confiança,” disse Teliana, cabeça-de-chave 2 do Circuito Future de Tênis Feminino, que vai até domingo nas quadras de saibro do Club Athletico Paulistano.

A grande surpresa do dia foi a vitória da ainda juvenil Thaisa Pedretti. Convidada da organização, a tenista do Instituto Tênis derrotou a argentina Guillermina Naya, por duplo 6/2. Sua adversária será um verdadeiro desafio: a canhota Irina Khromacheva, número 89 do ranking.

Número 40 do ranking juvenil aos 17 anos, Pedretti dá os primeiros passos no circuito profissional. “Meu primeiro objetivo do ano era baixar meu ranking para entrar nos Grand Slam juvenis. A transição para o profissional não é fácil. Preciso trabalhar tudo, incluindo o físico e o mental. Hoje consegui impor meu ritmo e não fiquei só esperando o erro da adversária”, comemorou.

Outras três brasileiras garantiram vaga nas oitavas de final. A gaúcha Gabriela Cé levou a melhor no duelo 100% nacional com a paulista Carolina Alves, com placar final de 6/3 e 6/4; a paulista Laura Pigossi superou a argentina Martina Capurro, por 6/4, 4/6 e 6/3; e a paulista Nathaly Kurata surpreendeu a chilena e cabeça 7 Daniela Seguel, por 3/6, 6/3 e 6/3.

Favorita ao título, a canhota Khromacheva atropelou a juvenil australiana Laura Ashley, por 6/1 e 6/0. A espanhola Maria Teresa Torro tirou a cabeça 3 Montserrat Gonzalez, 6/3 e  6/4; e a russa Anastasia Potapova, campeã em Curitiba no domingo, manteve o embalo e passou pela paulista Nathalia Rossi, 6/1 e 6/1.

A rodada desta quarta-feira começa às 11 horas no Paulistano. No estádio principal, jogam Kurata contra a espanhola Paula Badosa e em seguida Potapova frente a Torro. Na quadra 1, também às 11h, entram Cé contra a mexicana Ana Sanchez e a seguir Pedretti encara Khromacheva. A programação tem ainda todos os oito jogos da primeira rodada de duplas.

Brasil é superado pela Argentina na Fed Cup e fica sem chances de classificação

Teliana - Fed Cup peqO Brasil foi superado nesta quinta-feira pela Argentina em disputa definida apenas no terceiro set do jogo decisivo em Metepec, no México, e ficou sem chances de classificação para os Playoffs do Grupo Mundial II na Copa do Mundo do Tênis.

Com as duas equipes precisando vencer para seguir com chances de classificação, o confronto começou com vitória da argentina Nadia Podoroska por 2 sets a 0, com parciais de 6/3 6/4, em 1h18min.

Teliana Pereira conseguiu igualar o confronto para o Brasil mesmo depois de sair atrás na partida contra a argentina Catalina Pella. A número 1 da equipe brasileira venceu o duelo por 2 sets a 1, com parciais de 3/6 6/4 6/2, em 1h58min.

Nas duplas, Gabriela e Teliana foram novamente escaladas pelo capitão Fernando Roese para encarar Maria Irigoyen e Catalina Pella. As brasileiras acabaram derrotadas por 2 sets a 1, com parciais de 6/2 3/6 6/3, em 1h51min de jogo.

O Brasil volta a jogar nesta sexta-feira, às 10h locais (14h de Brasília), diante do Chile pela última rodada da fase de classificação e busca uma vitória para encerrar sua participação em quinto lugar no Zonal Americano da Fed Cup.

A equipe do Brasil é formado pelas tenistas Teliana Pereira, Carolina Meligeni Alves, Gabriela Cé e Luisa Stefani. A comissão técnica é formada pelo capitão Fernando Roeese, a fisioterapeuta Claudia Tamachiro e o chefe da delegação Paulo Moriguti.

Foto: JAM Media/ITF

Brasil vence o México, se recupera na Fed Cup e enfrenta Argentina nesta quarta-feira

Fed Cup peq

O Brasil venceu nesta terça-feira o confronto com o México pela segunda rodada do Grupo B da Fed Cup, a Copa do Mundo do Tênis, em Metepec, no México, e se manteve na briga pela classificação para os Playoffs do Grupo Mundial II.

Depois de um início com derrota diante da Colômbia na segunda-feira, as brasileiras bateram as mexicanas por 3 a 0 em partidas que foram todas decididas apenas no terceiro set.

A primeira partida no Club Deportivo la Asunción teve a gaúcha Gabriela Cé enfrentando a mexicana Marcela Zacarias. Após um início melhor da adversária, a brasileira conseguiu se recuperar, salvou match points e venceu de virada, com parciais de 5/7 6/1 7/6(7), após 2h27min de jogo, para dar o primeiro ponto para o país.

Depois de vencer tendo conseguido salvar alguns match points para se recuperar da estreia, quando teve  chances de vencer e acabou derrotada, Gabriela Cé creditou à mudança de postura o resultado alcançado nesta terça-feira no México.

“Acho que ontem eu não consegui administrar as coisas da melhor maneira possível, estava bastante nervosa. Desde ontem a noite a gente converseou e é uma coisa que muda do dia para a noite, hoje tive uma postura totalmente diferente. Durante o jogo não passou pela minha cabeça nem 30 milésimos da partida de ontem, acho que pra mim o que mais fez a diferença foi que eu estava com a cabeça totalmente diferente, era outra Gabriela”, comemorou a gaúcha.

“Eu entrei hoje na quadra, tive chance no 5/3 mas estava com outra postura, tive uma queda, não consegui fechar, voltou um pouco a postura de ontem e no segundo eu falei que era aquela postura que eu tinha que ter ganhando ou perdendo, no segundo joguei muito bem e no terceiro foi pegado, ela teve alguns match points e eu consegui salvar”, completou Cé.

Teliana Pereira também precisou se superar após um início de partida melhor da adversária Renata Zarazua no segundo jogo de simples e venceu por 2 sets a 1, com parciais de 4/6 6/3 6/3, em 2h12min, garantindo assim a vitória ao Brasil no confronto.

Nas duplas, Teliana e Gabriela enfrentaram as mexicanas Giuliana Olmos e Renata Zarazua. As brasileiras conseguiram a vitória por 2 sets a 1, com parciais de 6/4 3/6 6/3, em 1h53min.

Com a vitória o Brasil se iguala a Argentina, Chile e Colômbia, todos com uma vitória, enquanto o México teve apenas um confronto com derrota. O time brasileiro folga nesta quarta-feira, quando a Argentina enfrenta o México e a Colômbia encara o Chile, pelo Grupo B.

As brasileiras voltam a jogar na quinta-feira contra a Argentina, equipe que foi a vencedora do Zonal Americano I no ano passado e tem campanha igual à do Brasil neste ano, com uma derrota para o Chile e vitória sobre a Colômbia.

A equipe do Brasil é formada pelas tenistas Teliana Pereira, Carolina Meligeni Alves, Gabriela Cé e Luisa Stefani. A comissão técnica é formada pelo capitão Fernando Roeese, a fisioterapeuta Claudia Tamachiro e o chefe da delegação Paulo Moriguti

Foto: JAM Media/ITF