Thiago Wild levanta a torcida com vitória em jogo mais longo do Rio Open

O Brasil garantiu um representante na segunda rodada do Rio Open apresentado pela Claro. Em jogo emocionante na quadra central, na noite desta segunda-feira, Thiago Wild salvou três match points para vencer o espanhol Alejandro Davidovich Fokina, de virada, por 5/7, 7/6 (3) e 7/5, em 3h50, no jogo mais longo da história do torneio. Foi a primeira vitória do brasileiro de 19 anos em um torneio ATP 500. Ele comemorou com a torcida, que encheu as arquibancadas, em uma partida que teve clima quente.

O Rio Open segue nesta terça, com a esperada estreia do favorito ao título, o austríaco Dominic Thiem, contra o brasileiro Felipe Meligeni, às 19h, na quadra Guga Kuerten. A torcida brasileira também verá a estreia do tenista da casa Thiago Monteiro, que pega o argentino Guido Pella, após a partida de Thiem. Pela chave de duplas, Marcelo Melo e seu parceiro, o polonês Lukasz Kubot, estreiam contra o uruguaio Pablo Cuevas e o espanhol Fernando Verdasco, no último jogo da quadra 1. Os ingressos podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen. Restam poucas unidades.

Na partida de Wild, depois de perder o primeiro set, o brasileiro viu o rival ter três match points no segundo. O paranaense se recuperou e levou a série para o tiebreak. Fokina ficou nervoso com o barulho da  torcida, reclamou com o juiz, e Wild acabou levando por 7 a 3. No set decisivo, o jogo continuou equilibrado, com quebras dos dois lados, mas Wild foi firme para fechar no saque do espanhol. O antigo recorde de partida mais longa no torneio era do ano passado: 3h19, no jogo entre o espanhol Jaume Munar contra o britânico Cameron Norrie.

“Foi minha maior vitória da carreira, por ser em um ATP 500, fiquei muito feliz e vou levar para meus próximos dias de trabalho. Independentemente do que acontecer na próxima rodada, é algo que ficará guardado, que me mostrou que estou no caminho certo”, disse o 206º do ranking.

Na próxima rodada, Wild, que recebeu convite da organização, enfrentará o vencedor da partida entre o croata Borna Coric e o argentino Juan Ignacio Londero, que jogam nesta terça, na abertura da quadra central, às 16h30.

Thiem é atração principal nesta terça-feira

Grande atração da sétima edição do maior torneio de tênis da América do Sul, Thiem fará seu retorno às quadras após o vice-campeonato do Australian Open. Uma boa campanha no ATP 500 do Rio pode levá-lo a ultrapassar o suíço Roger Federer no ranking mundial. Thiem, duas vezes vice em Roland Garros, é o quatro colocado na lista e joga no piso onde obteve suas maiores conquistas.  “É um grande objetivo e, se for bem aqui, vai me ajudar a ir atrás do terceiro lugar no ranking”, disse o jogador de 26 anos. Meligeni, adversário da estreia, recebeu convite da organização.

Felipe Meligeni terá dura estreia contra Dominic Thiem no Rio Open. Monteiro encara argentino Pella

Foi sorteada a chave principal do Rio Open, ATP 500 disputado no saibro do Jockey Club Brasileiro e maior torneio de tênis da América do Sul.

Neste sábado, Felipe Meligeni estava presente ao sorteio e não escondeu sua reação ao ver que seu nome foi o primeiro sorteado depois dos cabeças de chave. O brasileiro vai enfrentar nada mais, nada menos, que Dominic Thiem, principal cabeça de chave do evento e nº 4 do mundo, que já foi campeão do torneio e que foi eliminado na primeira rodada no ano passado.

Depois, perguntado sobre o que sentiu ao perceber sua estreia, ele não escondeu que não é o que sonhava, mas vai tentar tirar o melhor da ocasião:

“Foi o primeiro nome tirado no sorteio. Não é uma rodada que todo mundo deseja, mas estreia é sempre um jogo nervoso. Pode ser um jogo nervoso pra mim e pra ele. É o cabeça 1 do torneio, muita expectativa nele. Vou tentar entrar, fazer meu melhor. Óbvio que vou ficar um pouco nervoso, quadra central provavelmente, vai ser um jogo bem grande, minha primeira vez jogando contra um top-10. To bem ansioso. Quero entrar na quadra, dar meu melhor, aproveitar a atmosfera.”

Outro primeiro jogo interessante de primeira rodada será entre Thiago Monteiro e o argentino Guido Pella, enquanto Thiago Wild fará um confronto de jovens talentos diante do espanhol Alejandro Davidovich Fokina.

 

 

Dominic Thiem chega animado no Rio Open em busca de conquistas maiores na carreira

O campeão do Rio Open 2017, o austríaco Dominic Thiem, chega para sua quinta participação no maior torneio de tênis da América do Sul animado. Vice-campeão do Australian Open, em janeiro, o número 4 do mundo pode sair do Rio na terceira colocação, desbancando o suíço Roger Federer. A chave principal do Rio Open começa na segunda-feira, no Jockey Club Brasileiro. Os ingressos podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen com preços a partir de R$ 30.

Com três vice-campeonatos em Grand Slams – além do AUS Open, perdeu a final de Roland Garros duas vezes para Nadal – Thiem acredita que pode cada vez mais se aproximar dos tops Djokovic, Nadal e Federer. “É um grande objetivo e, se for bem aqui, vai me ajudar a ir atrás do terceiro lugar no ranking”, disse o jogador de 26 anos.

Acostumado com o torneio e ambientado na cidade, Thiem espera ter uma boa semana no Jockey. “Adoro jogar aqui, a energia da cidade é especial, e tem muito a oferecer. Gosto muito da América no Sul e é a única semana que venho ao Brasil no ano. Saibro é o piso que mais gosto, me sinto como se estivesse em casa”, disse o jogador,  que visitou o Arpoador no final da tarde de sexta, na hora do pôr do sol. “Acho bonito as praias daqui, por ficarem próximas dos prédios, da cidade o que não é muito comum na Europa”.

O austríaco caiu na primeira rodada do Rio Open no ano passado. Nesse período fez mudanças na sua equipe. Trouxe o ex-jogador chileno Nicolas Massu para ser seu treinador, e terminou a temporada com cinco títulos. “Foi uma grande mudança e foi acertada. Massu trouxe coisas novas para meu jogo, me deixando mais agressivo, mas também tendo liberdade para definir algumas jogadas em quadra”.

Além de Thiem, o croata Borna Coric, um dos grandes nomes da nova geração da ATP, também concedeu entrevista coletiva. Aos 23 anos, Coric já foi o 12º do ranking, em 2018, mas sofreu com uma série de lesões nos últimos anos. Atual 31º, espera fazer uma boa campanha em sua primeira participação no Rio Open. “Estou adorando a cidade, viver essa nova experiência no circuito. Me programei para jogar aqui desde outubro. Não gosto de jogar indoor e optei pelo saibro, no Rio. Não joguei tão bem nos últimos torneios, por isso chego aqui sem expectativas. Quero pensar jogo a jogo e tentar fazer o melhor”, disse.

Schwartzman sente lesão e desiste do Rio Open

O argentino Diego Schwartzman sofreu uma lesão na perna esquerda, em sua partida no ATP de Buenos Aires, na noite de sexta-feira, e precisou desistir do Rio Open.

O sorteio da chave principal será realizado neste sábado às 18h.

Definida a chave principal de duplas do Rio Open, com Marcelo Melo e Bruno Soares como destaques

A sétima edição do Rio Open apresentado pela Claro terá uma chave de duplas fortíssima. Com cinco jogadores top 10 do ranking mundial, o ATP 500 disputado no Jockey Club Brasileiro promete boas partidas e muita emoção. Os ingressos podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen com preços a partir de R$ 30.

Os brasileiros Bruno Soares e Marcelo Melo vieram ao Rio com seus parceiros do circuito. Bruno e o croata Mate Pavic enfrentarão na estreia, em data a ser definida, o argentino Andres Molteni e o italiano Lorenzo Sonego. Campeão do US Open e do Australian Open 2016, Bruno se juntou a Pavic no meio da temporada passada e eles já somam um título, do Masters 1000 de Xangai.

Melo e o polonês Lukasz Kobut, cabeças de chave número 2, estreiam contra a parceria formada pelo uruguaio Pablo Cuevas e pelo espanhol Fernando Verdasco. Cuevas foi campeão de duplas em 2017 com o espanhol Pablo Carreno Busta. E Verdasco também venceu o Rio Open, com o compatriota David Marrero, em 2018. Kubot é o atual número 8 do mundo, seguido por Melo.

Os colombianos Robert Farah e Juan Sebastian Cabal, respectivamente números 1 e 2 do ranking mundial, encaram na primeira rodada os brasileiros Orlando Luz e Rafael Matos, que receberam convite da organização. Farah e Cabal já venceram o Rio Open duas vezes – 2016 e 2014 – e viveram a melhor temporada no ano passado, com a conquista de Wimbledon e do US Open.

Outra forte dupla é formada pelo espanhol Marcel Granollers e pelo argentino Horacio Zeballos, este número 4 do mundo. Na estreia eles pegam o argentino Juan Ignacio Londero e o espanhol Albert Ramos Vinolas.

Campeões do ATP de Córdoba há uma semana, Marcelo Demoliner e o holandês Matwe Middelkoop encaram na estreia o tcheco Roman Jebavy e o eslovaco Igor Zelenay. Outros jogos: Sander Gille (BEL)/Joran Vliegen (BEL) X Felipe Meligeni (BRA)/Thiago Monteiro (BRA), Maximo Gonzalez (ARG)/Fabrice Martin (FRA) x Pablo Andujar (ESP)/Roberto Carballes Baena (ESP), e Qualifier x Ariel Behar (URU)/Gonzalo Escobar (ECU).

Bellucci vence a 4ª serguida e decide vaga na final em Cleveland, nos EUA

O tenista brasileiro Thomaz Bellucci decide neste sábado uma vaga na final do Challenger de Cleveland, nos Estados Unidos, que está sendo disputado na quadra rápida coberta, diante do dinamarquês Mikael Torpegaard.

Na noite de sexta-feira ele venceu o francês Geoffrey Blancaneux, de virada, por 4/6 6/3 6/4 e volta a disputar uma semifinal depois de 10 meses.

“Estou muito feliz com esse resultado. Eu já vinha sentindo que estava evoluindo bem nas últimas semanas, mas precisava de vitórias para ter confiança e assim elevar o meu nível de jogo,” disse o brasileiro. “Estou muito motivado e sei o que significa esse jogo de hoje, com a chance de voltar a fazer uma final.”

Rio Open divulga convites para chave de duplas

A nova geração do tênis brasileiro continua sendo privilegiada no Rio Open, maior torneio de tênis da América do Sul.  Foram divulgados hoje os últimos convites que completam as chaves principal e qualifying de duplas do maior torneio de tênis da América do Sul.

O qualifying acontece nos dias 15 e 16 de fevereiro, com entrada gratuita no Jockey Club. Para a chave, entre 17 e 23, os ingressos estão à venda em www.tudus.com.br/rioopen

Receberam Wild Card para a chave principal as parcerias de Thiago Monteiro e Felipe Meligeni Alves e Orlando Luz e Rafael Matos. No quali completam a lista, João Menezes e Thiago Wild.

“A disputa de duplas tem cada vez mais importância, principalmente entre os brasileiros, que se destacam na modalidade. É mais uma chance que damos a nova geração brasileira de estar no Rio Open, conviver com grandes jogadores e viver a experiência de um ATP 500,” disse Luiz Carvalho, diretor do torneio.

A disputa de duplas reúne alguns dos melhores tenistas em atividade  no circuito mundial, como o brasileiro Marcelo Melo e Lukasz Kubot(POL), Bruno Soares e Mate Pavic(CRO) , Marcelo Demoliner atual 40 da lista, campeão do ATP de Córdoba na última semana ao lado de Matwe Middelkoop(NED). A parceria número 1 do mundo de 2019, Robert Farah e Juan Sebastian Cabal, confirmou a vinda na última hora.

Maior torneio de tênis da América do Sul e único da ATP no Brasil, o Rio Open apresentado pela Claro acontece entre os dias 15 e 23 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro. A edição de 2020 já tem grandes nomes garantidos na chave. O austríaco Dominic Thiem, número 4 do mundo, e o italiano Matteo Berretini, o oitavo do ranking, lideram a lista, que também conta com o argentino Diego Schwartzman, o croata Borna Coric, o espanhol Fernando Verdasco, o brasileiro número um do país Thiago Monteiro e os convidados Felipe Meligeni e Carlos Alcaraz.

Beatriz Haddad Maia volta a competir em maio, depois de 10 meses longe das quadras

A tenista brasileira Beatriz Haddad Maia voltará a competir a partir do dia 22 de maio, em torneios europeus, logo após o término da sua suspensão pela ITF (Federação Internacional de Tênis). Haddad Maia foi suspensa por ter ingerido de forma não intencional duas substâncias proibidas pela entidade, SARM S-22 (enobosarm) e SARM LGD4033 (ligandrol), encontradas em um multivitamínico com contaminação cruzada.

Bia foi submetida ao exame anti-doping no dia 4 de junho de 2019, durante o torneio de Bol, na Croácia, em que foi eliminada na estreia. Recomendado por médicos, a atleta tomava o multivamínico, com diversas vitaminas e minerais, para complementar sua dieta e exercícios.

“Tênis faz parte da minha vida, é a minha maior paixão. Nunca colocaria em risco algo tão importante para mim, que é responsável pela pessoa que sou hoje e que envolve não só a mim, mas também a minha família. Sempre joguei limpo e foi com o tênis que aprendi os valores que fazem parte do meu dia a dia: respeito, honestidade e trabalho duro”, disse Bia.

A tenista, que já foi 58ª no ranking mundial, recebeu a notificação da ITF informando a presença dos metabólitos em sua amostra no dia 12 de julho de 2019. Todos os frascos do multivitamínico que estavam em posse de Haddad Maia foram enviados para análise em um renomado laboratório em Montreal, no Canadá, credenciado pela WADA, que comprovou a contaminação em diversos frascos.

“A atleta Bia Haddad foi autorizada pela ITF a retornar às quadras no dia 22/5. Após análise das vitaminas ingeridas pela atleta em laboratório credenciado pela Agência Mundial Antidopagem, a Federação Internacional de Tênis aceitou que as substâncias proibidas encontradas nas amostras de Bia surgiram de forma não intencional, em decorrência de contaminação cruzada em farmácia de manipulação. Bia é uma atleta extremamente diligente, que utilizava vitaminas prescritas por um médico e que foram compradas de farmácia que assegura vender produtos sem substâncias proibidas e em observância às regras antidopagem”, explicou o advogado Bichara Neto, especialista em doping e sócio do Bichara e Motta Advogados.

A suspensão de 10 meses teve início no dia 22 de julho de 2019 e o término da suspensão se dá no dia 21 de maio de 2020. Haddad Maia perdeu os pontos ganhos nos torneios de Bol, Ilkley e Wimbledon, em simples e duplas, e a premiação em dinheiro.

 

Thiago Monteiro estreia com vitória no ATP de Buenos Aires e agora enfrenta croata Coric

O tenista brasileiro Thiago Monteiro estreou com vitória nesta segunda-feira, na abertura do ATP 250 de Buenos Aires. Ele derrotou o espanhol Jaume Munar (95) por duplo 6/3, em 1h41min de jogo e enfrentará na próxima rodada o croata Borna Coric, cabeça de 4 da competição.

“Fiz um jogo muito bom e sólido hoje. Entrei muito paciente, sabendo que ele luta muito e defende bem. Agora tenho que me preparar mentalmente para o próximo jogo, acreditando que é possível vencer e seguir fazendo o que venho fazendo,” disse o tenista número um do Brasil e 92 na ATP e que enfrentará Coric, 31o colocado no ranking mundial, pela primeira vez na carreira.

Na semana que vem o cearense estará em terras brasileiras disputando o Rio Open.

Monteiro estreia contra o espanhol Munar no ATP 250 de Buenos Aires

Thiago Monteiro conheceu seu adversário de estreia no ATP 250 de Buenos Aires, na Argentina, que é disputado no saibro.

O brasileiro, que vem da primeira rodada do ATP de Córdoba, também na Argentina, terá pela frente na primeira rodada o espanhol Jaume Munar, nº 87 do mundo.

O confronto entre eles será inédito.

O torneio argentino tem como principal cabeça de chave o local Diego Schwartzman, enquanto Guido Pella, outro tenista da casa, é o cabeça 2.

 

Rio Open oferece experiência gastronômica para todos os gostos

Se as quadras do Rio Open apresentado pela Claro recebem nomes consagrados do tênis mundial, grandes marcas da gastronomia se reúnem no Leblon Boulevard do maior torneio de tênis da América do Sul e único da ATP no Brasil. Famoso por toda estrutura, comparável à dos principais torneios do circuito mundial, neste ano o espaço interativo aumenta mais de 70% em relação a 2019, com uma cobertura total da sua área, oferecendo mais conforto para o público. Chef renomado, restaurantes premiados, bares e foodtrucks estarão no espaço, que contará com a estreia do restaurante Lasai e produtos específicos de marcas já consagradas no torneio, como Greenpeople e Las Empanadas. O Rio Open apresentado pela Claro acontece de 15 a 23 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro. Os ingressos estão à venda pelo site tudus.com.br/rioopen, com valores a partir de R$30.

Top 100 do mundo e dono de uma estrela Michelin, o premiado Lasai traz pratos elaborados pelo chef Rafa Costa e Silva especialmente para sua estreia no Rio Open. O público poderá conferir um menu com salada de quinoa, sanduíche de peixe frito, porco assado lentamente e bolo de cacau morno, cada um combinando outros ingredientes frescos que são uma característica do restaurante. Além de vários combos de bebidas e comidas com preços atrativos.

“Nossa expectativa em participar do Rio Open é enorme. Sempre queremos estar ao lado dos melhores e o Rio Open é o melhor e maior evento de tênis da América Latina. Faremos uma gastronomia que segue a nossa linha, cheia de sabor e com ingredientes locais e super frescos”, afirma Rafa Costa e Silva, chef e proprietário do Lasai.

Já a Greenpeople terá um produto de edição limitada para o Rio Open, chamado Match Point. O suco misto de maçã, açaí, morango, tâmara, beterraba e pimenta caiena também estará disponível em pontos de venda da cidade durante o torneio e uma porcentagem da venda será revertida para os projetos sociais apoiados pelo evento. Os fãs de tênis também poderão encontrar desde sabores tradicionais ao misto de cenoura, laranja e beterraba.

A Las Empanadas apresenta receitas sem gordura hidrogenada e com ingredientes 100% naturais. Como a Empanada Rio Open, de cordeiro, elaborada pela chef Katia Barbosa do Aconchego Carioca. Sabores como carne, carne picante, calabresa com catupiry, queijo com cebola, queijo com presunto, frango com catupiry, chocolate e integral de espinafre também fazem parte do cardápio.

O espaço gastronômico oferece opções para todo público, como o famoso sanduíche de costela da Vulcano, o cachorro quente Geneal e os açaís da Oakberry, que combinam perfeitamente com o verão carioca. Os Queijos Scala venderão pizzas assadas na hora com a mussarela Scala, conhecida no segmento de food service como a queridinha dos pizzaiolos. Além de espetos de queijo coalho grelhado com o complemento de melaço e goiabada.

Seu Vidal leva seus petiscos e sanduiches gourmet, assim como os brigadeiros da Fabiana D’agenlo, eleito três vezes o melhor da cidade pela Veja Rio Comer & Beber. O café da Melitta, os sorvetes do Momo, as pipocas da Cinemark e as tapiocas da Tapí também estarão no Rio Open.

Três bares oferecerão bebidas para todos os gostos durante o evento. O Bar Petra com cervejas geladas na Praça Rio Open, o Bar Salton com seus famosos espumantes no Espaço Arte e o Bar Grey Goose com drinks a base de vodka no espaço Pedra da Gávea.

“O Rio Open é para ser aproveitado em todos os momentos e isso inclui a experiência gastronômica. Neste ano todo o espaço do Leblon Boulevard será coberto, o que permite que o torcedor curta o evento em todos os momentos. O painel de LED com informações e a transmissão dos jogos também fará com que o fã de tênis não perca um minuto sequer da partida enquanto ele confere as nossas saborosas e diversas opções de gastronomia“, afirma Marcia Casz, diretora geral do Rio Open.

Maior torneio de tênis da América do Sul e único da ATP no Brasil, o Rio Open apresentado pela Claro acontece entre os dias 15 e 23 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro. A edição de 2020 já tem grandes nomes garantidos na chave. O austríaco Dominic Thiem, número 5 do mundo, e o italiano Matteo Berretini, o oitavo do ranking, lideram a lista, que também conta com o argentino Diego Schwartzman, o croata Borna Coric, o espanhol Fernando Verdasco e os convidados Thiago Monteiro, Felipe Meligeni e Carlos Alcaraz.