Melo e Kubot estreiam na madrugada de 4ª feira no Masters 1000 de Shangai. Soares e Pavic buscam vaga nas quartas

A edição 2019 do Masters 1000 de Xangai começa na madrugada desta quarta-feira (9), à 1h30 (horário de Brasília), para Marcelo Melo e Lukasz Kubot. A dupla, que joga como cabeça de chave número 2 na China, estreia diante do croata Borna Coric e do chinês Runhao Hua – que receberam wild card -, iniciando a defesa do título comemorado no ano passado. Xangai, aliás, é um torneio muito especial para Marcelo. Com Kubot, foi campeão em 2018 e vice em 2017, conquistando o Masters 1000 mais duas vezes: em 2013 (com o croata Ivan Dodig) e em 2015 (com o sul-africano Raven Klaasen). Um histórico de três títulos, um vice e momentos que marcaram a carreira.

“É um torneio mais que especial para mim. Aqui conquistei o meu primeiro Masters Series, em 2013 e, em 2017, o vice me ajudou a chegar a número 1 do mundo”, afirma Melo.

No domingo (6), Melo e Kubot foram vice-campeões do ATP 500 de Beijing, o primeiro dos dois torneios na China, seguindo então para Xangai, treinando para essa estreia. “Foi uma bela semana em Beijing, ganhamos bons jogos, jogamos bem e agora é ir com tudo aqui em Xangai, tentando defender o título”, completa Marcelo.

O ATP 500 de Beijing foi o primeiro de quatro torneios da dupla nessa etapa final da temporada: jogarão agora o Masters 1000 de Xangai e depois, até o final do mês, o ATP 500 de Viena, na Áustria, e o Masters 1000 de Paris.

Entre os objetivos, a busca pela classificação para o ATP Finals, que pode vir já em Xangai. O torneio reúne as oito melhores parcerias de 2019, em novembro, no encerramento do ano, em Londres, na Inglaterra.

Melo e Kubot estão em segundo lugar na Corrida para Londres, com 3.745 pontos, atrás apenas dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, com 8.030 – única parceria já classificada. No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa a sexta colocação, com 5.170 pontos. Kubot é o quinto, com 5.350.

Já na manhã de quarta-feira, no horário de Brasília, Bruno Soares jogará as oitavss de final do torneio, ao lado do croata Mate Pavic.

Os dois terão pela frente a parceria formada pelo polonês Hurbert Hurkacz e o francês Benoit Paire.

Guga entrega os primeiros troféus da Semana Guga Kuerten

A 9ª edição do Torneio Profissional de Tênis em Cadeira de Rodas terminou nesse domingo (06), em Florianópolis, revelando uma tricampeã. A colombiana Angélica Bernal (10ª) venceu a britânica Lucy Schuker (13ª) por 4/6, 6/3 e 6/1. “Sofri no primeiro set, mas consegui me recuperar e no terceiro set tive a certeza que venceria”, explicou Bernal que destacou a competição como muito importante para o tênis sulamericano.

Quem teve direito à dupla celebração foi o japonês Takashi Sanada. Número 10 no ranking da ITF, Sanada que participou da competição pela primeira vez, não precisou entrar em quadra para comemorar o título em simples, já que o holandês Maikel Scheffers (13º na ITF) não jogou a final por conta de uma lesão. O japonês volta para casa também com o troféu conquistado, no dia anterior, nas duplas. Já na Quad, o brasileiro Ymanitu Silva (10º) perdeu a final para o canadense Robert Shaw (9º) por 6/2 e 6/3.

Durante a solenidade de premiação do torneio que distribuiu R$ 97 mil, e garantiu pontos no ranking da ITF, Gustavo Kuerten fez questão de agradecer os paratletas. “Vocês são a motivação e a energia desse evento”, declarou Guga que manifestou a vontade de realizar a competição em outra cidade no próximo ano.

Na Copa das Federações de Beach Tennis o Estado do Rio Grande do Sul foi o grande vencedor. A disputa nas quadras de areia do Jurerê Sports Center (JUSC) que aconteceu simultaneamente ao Torneio Profissional de Tênis em Cadeira de Roldas contou com a participação de 14 Estados, totalizando 470 atletas e 70 treinadores.

O domingo em Jurerê Internacional também foi marcado pela realização de 64 jogos válidos pelo qualifying da Copa Guga Kuerten de Tênis Infantojuvenil, nas quadras do JUSC e Clube Doze de Agosto. A partir de amanhã, a Copa começa com as disputas nas categorias 12, 14, 16 e 18 anos. Além de somar pontos no ranking da CBT (12 anos), ITF (18 anos) e COSAT (14 e 16 anos), na categoria 14 anos a disputa vale vaga para participar do Le Mondial Lacoste, torneio que é realizado no mesmo período do ATP Finals em Londres com todas as despesas pagas para o atleta e acompanhante.

A Semana Guga Kuerten 2019 é realizada pela Escola Guga com a parceria da Genial Investimentos, Caixa Econômica Federal, Aurora Alimentos, Lacoste, CPB, Jurerê Il Campanario, e o apoio do Clube Doze de Agosto, Jurerê Internacional, Daikin, Lougge, Espaço Laser, Kona, RGK Investimentos Imobiliários, Butik, Sinergy, Elemídia, Publicar, Exclusive, ITF, CBT e FCT.

LISTA DE CAMPEÕES DO TORNEIO PROFISSIONAL DE TÊNIS EM CADEIRA DE RODAS

Quad Simples
Campeão: Robert Shaw (Canadá)
Vice: Ymanitu Silva (Brasil)

Quad Duplas
Campeões: Ymanitu Silva (BRA)/Robert Shaw (CAN)
Vices: Augusto Fernandes (BRA)/Julio Rueda (GUA)

Open Masculino Simples
Campeão: Takashi Sanada (Japão)
Vice: Maikel Scheffers (Holanda)

Open Masculino Duplas
Campeões: Takashi Sanada (JPN)/Maikel Scheffers (HOL)
Vices: Agustin Ledesma (ARG)/Jose Pablo Gil (CRC)

Open Feminino Simples
Campeã: Angelica Bernal (COL)
Vice: Lucy Shuker (GBR)

Open Feminino Duplas
Campeãs: Momoko Ohtani(JPN)/Lucy Shuker(GBR)
Vices: Macarena Cabrillana(CHI)/Saki Takamuro (JPN)

Junior
Campeão: Cesar Silva (BRA)
Vice: Breno Grigório (BRA)

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA SEMANA GUGA KUERTEN 2019

07 a/ 13/10 – Copa Guga Kuerten de Tênis Infantojuvenil (JUSC e Clube Doze de Agosto)

07 a 11/10 –  Visita educandos do IGK (JUSC)

08/10 – Palestra Eduardo Frick (CBT) para técnicos – 16h (JUSC)

09/10 – Visita das escolas no evento  (JUSC)

09 a 13/10 – Tennis Kids (torneio para crianças de 8 a 11 anos)

11 a 13/10 –  Copa Guga Kuerten de Beach Tennis (JUSC)

13/10 – Finais da Copa Guga Kuerten – 9h (JUSC)

13/10 – Solenidade de Premiação – 13h (JUSC)

Mais informações em semanagugakuerten.com.br

Foto: Erick Gianezzi

Orlandinho e Matos conquistam o maior título juntos no Challenger de Campinas

A jovem parceria gaúcha formada por Orlando Luz e Rafael Matos conquistou neste domingo o maior título no circuito no Campeonato Internacional de Tênis, na Sociedade Hípica de Campinas. Os cabeças-de-chave 4 buscaram a virada diante dos favoritos, o carioca Fernando Romboli e o mexicano Miguel Angel Reyes-Varela, com parciais de 6/7(2) 6/4 10-8.

“O jogo inteiro foi bem duro, eles jogaram muito bem e a gente estava desconfortável (no começo). Mas a gente ficou sempre junto e se apoiando até que no final do segundo set e no tiebreak conseguimos jogar bem”, avaliou Matos após a partida.

Orlandinho, de 21 anos, e Matos, 23, já haviam conquistado sete ITFs nesta temporada e disputaram em Campinas apenas o segundo Challenger juntos. A conquista é inédita para o canhoto, enquanto Orlandinho levanta o segundo troféu de Challenger em três finais. Com os 80 pontos somados em Campinas, ambos terão as melhores marcas pessoais no ranking de duplas da ATP nesta segunda-feira – Orlandinho aparecerá perto dos 170 do mundo e Matos deve surgir em 231º.

As duplas trocaram quebras no início e o confronto seguiu equilibrado até o tiebreak, em que os cabeças 1 levaram vantagem. Na segunda parcial, apenas a parceria brasileira teve break points e a única quebra veio no terceiro set point, no saque de Reyes-Varela.

No match-tiebreak, Orlandinho/Matos abriu 5-2, mas Romboli e Reyes-Varela buscaram a virada com quatro pontos seguidos. Os jovens gaúchos se recuperaram, não sentiram a pressão e saíram vitoriosos após 1h56.

“Foi no detalhe. No primeiro set eu não estava sentindo a bola e ele (Matos) jogou muito bem. Eu melhorei no segundo set, a quebra saiu no 5/4 e o super tiebreak foi um sobe e desce. Título é sempre muito bom. É só o segundo Challenger que a gente joga junto, então é uma bela conquista. A gente está fazendo um ano muito bom”, comemorou Orlandinho.

Os gaúchos voltarão a jogar juntos nos Challengers de Lima, Guayaquil e Montevidéu. “Estou com ranking bom de duplas para entrar nos Challengers, vou focar nesse nível e aproveitar para soltar um pouco a pressão de simples”, acrescentou Matos.

Varillas conquista o maior título e faz história para o Peru

O peruano Juan Pablo Varillas coroou a melhor semana da carreira conquistando seu título mais importante no dia em que completou 24 anos, neste domingo. De virada, ele se tornou apenas o quinto peruano a levantar um troféu de Challenger ao superar o argentino Juan Pablo Ficovich, com parciais de 2/6 7/6(4) 6/2.

“É o nível de tênis mais alto que joguei, espero seguir crescendo e jogando finais desse tipo”, comemorou o primeiro peruano a decidir um Challenger desde 2008. “Antes da partida conversei com o meu treinador e lembrei que a primeira vez que vim ao Brasil foi para dois qualifyings de Challengers. Eu vi partidas duríssimas, não me via jogando naquele nível nunca. Quatro anos depois, ganhar um Challenger aqui é fruto de muito trabalho e de seguir lutando mesmo quando as coisas não saem bem. Estou muito feliz”.

Com o título, Varillas soma 80 pontos no ranking mundial e fatura US$ 7,2 mil em premiação. Atual 332º na ATP, ele irá subir mais de 90 colocações na lista que será atualizada nesta segunda-feira. Assim, vai estabelecer o recorde pessoal, figurando entre os 240 do mundo. Até esta semana, os maiores títulos de Varillas haviam sido cinco ITFs.

Foto: João Pires/Fotojump

Teliana Pereira encerra bela semana com o vice em ITF italiano

A tenista brasileira Teliana Pereira foi vice-campeã do ITF US$ 25 mil de Santa Margherita di Pula, na Itália, neste domingo. A ex-número 1 do mundo foi superada na final pela croata Tena Lukas com parciais de 6/4 6/3.
Apesar da derrota, Teliana comemora a sua primeira final após quatro anos lutando com problemas físicos. “Estou super feliz, foi uma semana muito positiva. Fiz vários jogos, fisicamente estou muito bem. Eu percebi que meu trabalho na parte física deu resultado. Fazer uma final depois de tanto tempo é muito importante”, disse.
O próximo torneio de Teliana começa já na segunda, no ITF Riba Roja de Tubia, na Espanha. “Hoje não consegui jogar meu melhor tênis, oscilei bastante, mas sabemos que isso faz parte do dia a dia do tenista. Agora é focar para a próxima semana. Sempre há expectativa, mas estou confiante que eu estou no caminho certo e fazendo um bom trabalho”, acrescentou.

Marcelo Melo e Lukasz Kubot são vice-campeões do ATP 500 de Pequim

Marcelo Melo e Lukasz Kubot são vice-campeões do ATP 500 de Pequim, na China. A final, neste domingo (6), foi diante do croata Ivan Dodig e do eslovaco Filip Polasek, que marcaram 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 7/6 (7-4), em 1h30min. Campeões de 2018, o mineiro Melo e o polonês Kubot – cabeças de chave número 2 – encerram uma semana em que fizeram bons jogos, chegando à decisão sem ter perdido nenhum set. Agora, seguem para a disputa do Masters 1000 de Xangai, onde também defendem o título conquistado no ano passado.

“Hoje acho que ele foram superiores. Nós não estávamos tão afinados como nos jogos anteriores. Mesmo assim tivemos uma bela chance no segundo set, que foi sacar para o set e não conseguimos aproveitar o set point. E dupla de alto nível é assim mesmo. Na semi, recuperamos um jogo perdido. Agora tivemos a oportunidade de levar para o match tie-break, mas não deu. Faz parte. Eles vêm jogando muito bem também. Jogo decidido nos detalhes. Realmente tiveram o mérito da vitória, aproveitaram que não estávamos tão bem para levar o título”, analisou Melo.

“Agora é seguir firme para Xangai. De qualquer maneira foi uma bela semana, ganhamos bons jogos, jogamos bem. Hoje mesmo estamos indo para Xangai, para treinar lá e tentar defender o título”, completou. Jogando também como cabeças de chave número 2 no Masters 1000, a estreia será diante do croata Borna Coric e do chinês Runhao Hua, que receberam wild card, em dia e horário a serem definidos.

Djokovic vence Millman e conquista o ATP 500 de Tóquio sem perder um único set

Novak Djokovic não teve grandes problemas pra começar muito bem sua temporada asiática, com o título do ATP 500 de Tóquio, no Japão, que é disputado no piso duro.

Depois de um US Open frustrante, abreviado por uma lesão, o sérvio voltou bem às quadras, em ótima forma e não perdeu um único set ao longo da semana, culminando com o triunfo sobre o australiano John Millman na grande final, com parciais de 6/3 e 6/2.

“Foi uma semana fantástica, em todos os sentidos. Eu me senti muito bem na quadra, me senti muito bem vindo pelo povo japonês, também fora da quadra. Eles me fizeram sentir em casa. Não perdi um set, joguei muito bem, saquei muito bem. No geral, foi uma ótima experiência.” disse o nº 1 do mundo.

Djokovic segue agora para o Masters 1000 de Shangai, na China, e estreia contra o vencedor da partida entre o norte-americano Francis Tiafoe e o canadense Denis Shapovalov.

Argentino Ficovich e peruano Varillas disputam maior final da carreira neste domingo, no Challenger de Campinas

O Campeonato Internacional de Tênis coroará neste domingo o nono campeão diferente em nove edições do torneio na Sociedade Hípica de Campinas. Sem perder sets em cinco rodadas, o argentino Juan Pablo Ficovich e o peruano Juan Pablo Varillas vivem a melhor semana no circuito e jogarão por 80 pontos no ranking mundial e premiação de US$ 7,2 mil.

A decisão acontece a partir das 11h e será transmitida ao vivo pelo SporTV 3. A final de duplas será disputada na sequência, com a parceria gaúcha Orlando Luz/Rafael Matos diante do carioca Fernando Romboli e do mexicano Miguel Angel Reyes-Varela. A entrada do público é gratuita.

Em sua primeira semifinal de Challenger, Ficovich esteve sempre à frente no placar e impediu a 9ª vitória consecutiva do indiano Sumit Nagal, cabeça-de-chave 6, marcando 6/4 6/1. O 325º do ranking mundial vai saltar ao menos 60 posições e marcar novo recorde pessoal na lista da ATP. Se for campeão, chegará a 232º.

Ficovich conquistou dois Futures no Brasil em junho e com a campanha em Campinas venceu os últimos 30 sets que disputou no país. “Não sei o que acontece (no Brasil), me sinto muito bem aqui e é um número muito bom. Espero que sejam 32 amanhã. Minha mãe é brasileira, então um pouco de sangue brasileiro eu tenho”, brinca o argentino. “Estou na primeira final (de Challenger), muito bem de cabeça e também batendo mais forte na bola”.

Assim como Ficovich, Varillas entrará no top 300 de maneira inédita com os 48 pontos garantidos pela decisão em Campinas. O peruano de 23 anos, 332º do mundo, não enfrentou nenhum break point neste sábado e eliminou o argentino Federico Coria, cabeça 5, com parciais de 6/0 6/4.

“Vai ser uma partida dura, treinamos muitas semanas juntos. Ele é muito agressivo, saca muito forte, também devolve muito bem. Nós dois estamos muito felizes pela primeira final de Challenger. É sempre muito bom jogar com um grande público e temos que aproveitar essas oportunidades que não temos sempre”, afirmou Varillas.

 

PROGRAMAÇÃO DE DOMINGO

QUADRA CENTRAL – 11h00
J. P. Ficovich (ARG) vs J. P. Varillas (PER)
[1] M. A. Reyes-Varela (MEX) / F. Romboli (BRA) vs [4] O. Luz (BRA) / R. Matos (BRA)

RESULTADOS DE SÁBADO

Semifinal

J. P. Ficovich (ARG) d. [6] S. Nagal (IND) 64 61

J. P. Varillas (PER) d. [5] F. Coria (ARG) 60 64

Foto: João Pires/Fotojump

Teliana disputa neste sábado, na Itália, sua primeira semifinal do ano

A tenista brasileira Teliana Pereira alcançou as semifinais do ITF com premiação de U$ 25 mil de Santa Margherita Di Pula, na Itália. Vinda do qualifying, a pernambucana passou pela italiana Angelica Moratelli de virada, com parciais de 3/6 6/1 6/3. Esta é a melhor campanha de Teliana desde a semifinal em Biarritz, na França, em setembro de 2015. Desde então, a atleta passou boa parte das temporadas se recuperando de lesões, até conseguir retomar o ritmo em 2019.

“Primeira semi depois de um bom tempo. Não comecei muito bem o jogo, mas fiquei feliz com a vitória. Consegui dar a volta por cima e me impor muito mais. Fui muito sólida nas trocas de bolas e agressiva quando tive oportunidade”, comentou Teliana.

A adversária de Teliana na semifinal será a búlgara Elitsa Kostova, cabeça de chave 3 da competição, que passou por Carolina Meligeni Alves nas quartas. “A Kostova vem jogando bem, ela é bem agressiva. Importante fazer o meu jogo, variando bem as alturas e tomando a iniciativa. Mas o foco principal e seguir ganhando ritmo e curtindo ao máximo o tempo que passo na quadra.”

Também nesta sexta-feira, Carolina Meligeni foi superadas nas quartas de final pela búlgara Elisa Kostova, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4.

Definidos os semifinalistas do Torneio Profissional de Tênis em Cadeira de Rodas da Semana Guga Kuerten

Com um total de 39 jogos válidos na disputa do Torneio Profissional de Tênis em Cadeira de Rodas a sexta-feira termina com a definição dos semifinalistas que entram em quadra amanhã (05/10), a partir das 9h, no Jurerê Sports Center (JUSC), em Florianópolis.

Na categoria masculina a primeira semifinal reunirá em quadra o japonês Takashi Sanada (10º no ranking da ITF enfrenta o número 15, Augustin Ledesma. Na outra semi, Daniel Rodrigues, medalhista no Parapan, tem como adversário o atleta da Holanda No. 12 na ITF, Maikel Sheffers.

No naipe feminino o Torneio que distribui R$ 92 mil em premiação, conta com um confronto sulamericano. Ocupando a 10ª. posição no ranking, a colombiana Angélica Bernal encara a chilena Macarena Cabrillana.  Já Lucy Shuker, Número 3, vai disputar a vaga para a final com a japonesa Momoko Ohtani.

Já na categoria Quad, Robert Shaw que ocupa a nona posição no ranking enfrenta o No. 22 na ITF, Pablo Araya. Na outra semi, o Ymanitu Silva, tetracampeão da competição, precisará confirmar o favoritismo na partida com o No. 12, Bryan Bartin.

Além das competições o dia no clube contou com uma ação de educação ambiental. Os educandos que frequentam os Núcleos de Esporte e Educação do Instituto Guga Kuerten participaram do plantio simbólico de mudas de árvores nativas no Jurerê Sports Center.

O sábado será marcado por diversas atividades no JUSC. Amanhã serão disputadas também as semifinais da Copa das Federações de Beach Tennis que conta com a participação de 472 atletas, representando 14 Estados. Na programação da Semana Guga Kuerten ainda está planejada um evento especial para as crianças de 4 a 10 anos. O Festival de Tênis Escolinha Guga deve atrair mais de 200 atletas mirins. Amanhã também é dia dos primeiros jogos do qualifying da Copa Guga Kuerten de Tênis Infantojuvenil que começa na próxima segunda, dia 7.

A Semana Guga Kuerten 2019 é realizada pela Escola Guga com a parceria da Genial Investimentos, Caixa Econômica Federal, Aurora Alimentos, Lacoste, CPB, Jurerê Il Campanario, e o apoio do Clube Doze de Agosto, Jurerê Internacional, Daikin, Lougge, Espaço Laser, Kona, RGK Investimentos Imobiliários, Butik, Sinergy, Elemídia, Publicar, Exclusive, ITF, CBT e FCT.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA DA SEMANA GUGA KUERTEN 2019

05 a 06/10 – Torneio Profissional de Tênis em Cadeira de Rodas – a partir das 8h (JUSC)

05/ a 06/10 – Copa das Federações de Beach Tennis – a partir das 8h (JUSC)

05 a 06/10 – Qualifying Copa Guga Kuerten de Tênis Infantojuvenil (12, 14,16 e 18 anos – JUSC e Clube Doze de Agosto)

05/10 – Festival de Tênis Escolinha Guga (4 a 10 anos – JUSC)

07 a 11/10 –  Visita educandos do IGK (JUSC)

07 a/ 13/10 – Copa Guga Kuerten de Tênis Infantojuvenil (JUSC e Clube Doze de Agosto)

08/10 – Palestra Eduardo Frick (CBT) para técnicos – 16h (JUSC)5 (4

09/10 – Visita das escolas no evento  (JUSC)

09 a 13/10 – Tennis Kids (torneio para crianças de 8 a 11 anos)

11 a 13/10 –  Copa Guga Kuerten de Beach Tennis (JUSC)

13/10 – Finais da Copa Guga Kuerten – 9h (JUSC)

13/10 – Solenidade de Premiação – 13h (JUSC)

Mais informações em semanagugakuerten.com.br

Foto: Erick Gianezzi

Bellucci é superado por argentino Coria nas quartas do Challenger de Campinas

Pelo segundo ano consecutivo, a caminhada do paulista Thomaz Bellucci no Campeonato Internacional de Tênis chegou ao fim nas quartas de final. No encerramento da rodada desta sexta-feira, o número 4 do Brasil conseguiu boa reação no segundo set, mas acabou superado pelo argentino Federico Coria, cabeça-de-chave 5, com parciais de 6/4 7/6(1), em 1h51.

“Comecei o jogo muito tenso, cometendo muito erros”, lamentou Bellucci. “Ele cobre bem a quadra, tem uma bola lenta que por mais que eu atacasse, talvez eu devesse ter entrado um pouco mais na quadra, subido mais à rede. Mas ao mesmo tempo ele é muito rápido de fundo de quadra, praticamente chegava em todas as bolas. Talvez tenha faltado um pouco de convicção nas bolas de dentro de quadra”.

As semifinais na Sociedade Hípica de Campinas têm início às 13h neste sábado, com o duelo inédito entre o indiano Sumit Nagal e o argentino Juan Pablo Ficovich. Em seguida, Coria enfrenta o peruano Juan Pablo Varillas pela terceira vez na carreira – o histórico entre eles está empatado. O torneio oferece US$ 54 mil em premiação e o campeão será conhecido no domingo, a partir das 11h, com transmissão ao vivo do SporTV 3.

Bellucci sofreu duas quebras de saque rapidamente, aos poucos equilibrou as ações, mas só venceu um game no saque de Coria no primeiro set. A segunda parcial caminhava no mesmo ritmo quando o argentino chegou a sacar em 4/1 e 40-15. Porém, o paulista devolveu as duas quebras e levantou a torcida ao liderar pela primeira vez, por 6/5. Coria diminuiu os erros e barrou a reação de Bellucci para avançar no tiebreak.

“Acho que também tem coisas positivas, de ter conseguido administrar situações difíceis do jogo e quase ganhado o segundo set. Baixei um pouco a intensidade, cansei um pouco nos últimos games. Estava muito tenso o jogo inteiro, gastei muita energia e acabei errando muitas bolas no final. Várias bolas saíram por pouco, você perde confiança e é meio uma bola de neve”, acrescentou o paulista.

No segundo jogo desta sexta, Varillas eliminou o equatoriano Diego Hidalgo, por 6/1 6/2, e tentará alcançar a primeira final de Challenger da carreira. “Venho de três semanas muito boas e este torneio está coroando o trabalho árduo que tenho feito. É a minha primeira vez aqui e gostei muito, é um torneio de primeira categoria. Aqui faz calor, mas é seco. Eu não sinto tanto e acho que é um ponto a meu favor”, analisou o peruano. O 332º colocado já garantiu a entrada no top 300 com a campanha em Campinas.

A rodada tem início às 11h com a segunda semifinal de duplas. O carioca Fernando Romboli e o mexicano Miguel Angel Reyes Varela, cabeças 1, enfrentam o campineiro Felipe Meligeni e o venezuelano Luis Davis Martinez. Cabeças 4, Orlando Luz e Rafael Matos aguardam na decisão, que acontece domingo.

 

PROGRAMAÇÃO DE SÁBADO

QUADRA CENTRAL – 11h00
M. A. Reyes-Varela (MEX)/F. Romboli (BRA) vs L. D. Martinez (VEN)/F. Meligeni (BRA)

Não antes de 13h
S. Nagal (IND) vs J. P. Ficovich (ARG)
J. P. Varillas (PER) vs F. Coria (ARG)

Foto: João Pires/Fotojump