Monteiro luta, mas argentino Olivo é campeão do Challenger de Santos

monteiro-santos-4-peqO campeão da sexta edição do Campeonato Internacional de Tênis de Santos, apresentado por Itaú por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, é o argentino Renzo Olivo. O tenista de 24 anos venceu duas partidas neste domingo, incluindo a final contra o cearense Thiago Monteiro, por 6/4 e 7/6(5), e levantou seu primeiro troféu no circuito ATP Challenger.

Monteiro entrará no grupo dos 90 melhores do ranking da ATP, garantindo a melhor colocação de sua carreira. Ele deixa Santos com 48 pontos a mais e US$ 3.390 de premiação. Já o campeão Olivo recebe US$ 5.750 e 80 pontos na lista da ATP, aproximando-se dos 100 melhores do mundo.

“Foi uma excelente semana. Consegui jogar bem, fui evoluindo a cada dia. Esta final foi mérito total do Olivo. Hoje foi um dia bem longo, dois jogos no mesmo dia para nós dois. Acabou sendo decidido por detalhes. Senti um pouco fisicamente e ele conseguiu ser mais agressivo e conquistou a vitória merecidamente, mas fico feliz de poder fazer minha primeira final no Brasil e poder jogar com o apoio da torcida, que foi fantástico”, comentou Monteiro.

Devido à chuva que caiu em Santos durante todo o final de semana, as semifinais e a final tiveram que ser disputadas no domingo, em quadras cobertas. Monteiro passou por Máximo González, campeão em Santos em 2014, por 7/6(7) e 7/5 na semifinal. No mesmo horário, Olivo superava o compatriota Agustin Velotti por 6/4, 5/7 e 6/1.

Pouco mais de três horas após o término das semifinais, Monteiro e Olivo retornaram para a quadra. Houve três quebras de saque no primeiro game, a última delas a favor do argentino, que fechou a parcial por 6/4. Após o terceiro game do segundo set, o cearense recebeu atendimento médico na panturrilha da perna esquerda. “Senti um pouco nos outros jogos também, mas não é nada grave. Só pedi para o fisioterapeuta dar uma olhada, porque era o segundo jogo do dia e poderia dar uma agravada”, explicou o cearense.

Cometendo poucos erros de fundo de quadra, Olivo quebrou o serviço do brasileiro no 11º game e sacou para o título, mas Monteiro lutou e quebrou de volta para levar a parcial ao tiebreak. O argentino não se abalou, abriu uma boa vantagem no desempate e evitou o terceiro set. Ao converter seu segundo match-point, Olivo se jogou na quadra de felicidade.

“Estou muito contente por ter vencido meu primeiro título, porque já havia perdido três finais. Fiz bons resultados em nível ATP (semifinal no 500 de Hamburgo), mas nunca havia conseguido quebrar esta barreira”, comemorou Olivo.

Monteiro terá uma semana de descanso e parte para o Campeonato Internacional de Tênis de Campinas, também um ATP Challenger com premiação de US$ 40 mil e hospedagem. O cearense será um dos favoritos do torneio, ao lado do dominicano Victor Estrella Burgos, do paulista Rogério Dutra Silva, e dos argentinos Carlos Berlocq e Leonardo Mayer, o herói da classificação da Argentina para a final da Copa Davis deste ano.

Campeões de simples do Campeonato Internacional de Tênis de Santos:

2011: João Souza (BRA)
2012: Ivo Minar (TCH)
2013: Gastão Elias (POR)
2014: Máximo González (ARG)
2015: Blaz Rola (ESV)
2016: Renzo Olivo (ARG)

Foto: João Pires/Fotojump

Monteiro vira contra argentino e representa o Brasil nas semifinais do Challenger de Santos

monteiro-santos-3-peqO cearense Thiago Monteiro será o representante brasileiro nas semifinais do Campeonato Internacional de Tênis de Santos, apresentado por Itaú por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte. O canhoto de 22 anos virou um jogo bastante disputado contra o argentino Nicolas Kicker nesta sexta-feira, com parciais de 4/6, 6/3 e 7/6(4), após 2h36 de jogo, no Tênis Clube de Santos.

Os outros semifinalistas do torneio são da Argentina: Renzo Olivo e Agustin Velotti se enfrentam às 14h deste sábado, com entrada gratuita, e Monteiro joga na sequência contra Máximo González. Não antes das 17h, acontece a final de duplas do ATP Challenger em Santos.

Cabeça de chave 2 em Santos, Monteiro chegou a ter uma quebra de vantagem no terceiro set e sacou em 5/4, mas Kicker salvou dois match-points e igualou em 5/5. No entanto, o cearense prevaleceu no tiebreak decisivo e se garantiu em sua sexta semifinal na temporada.

“O Kicker jogou muito bem hoje. O começo do jogo foi bem parelho. Acabei que perdi um saque, voltei depois e ele quebrou novamente. Ele foi bem agressivo, encurtei um pouco as bolas e ele aproveitou para mudar as direções e dominar os pontos. No segundo set, eu busquei sacar mais com o primeiro, tentar dominar com o meu forehand e atacar o backhand dele. Isso funcionou, até que saquei para o jogo no terceiro. Tive match-point, ele acabou acertando uma direita na fita que passou e os games estavam bem duros. Tive que me manter forte mentalmente e competitivo o tempo todo. Acreditei até o final”, analisou Monteiro, que deve subir pelo menos para a 93ª posição do ranking.

Monteiro tentará sua segunda vitória em cinco confrontos diante de González na semifinal. “É um jogador bem experiente, joguei com ele algumas vezes e sempre foi duro. Ele é muito inteligente, muda bastante o ritmo do jogo, às vezes vem bem mais agressivo. Acho que o importante vai ser começar bem amanhã, com uma boa energia e tentar dominar os pontos novamente com o meu saque e forehand, ser mais agressivo que ele”, disse o número 2 do Brasil.

Campeão em Santos há dois anos, González teve uma vitória tranquila contra o paulista Rogério Dutra Silva, por duplo 6/2. O resultado foi uma revanche na semifinal entre os dois em Barranquilla, na Colômbia, há duas semanas, quando Rogerinho havia levado a melhor.

Velotti conquista torcida brasileira

A outra semifinal foi definida com duas batalhas de três sets entre compatriotas. Agustin Velotti superou o principal favorito, Facundo Bagnis, por 6/1, 4/6 e 6/4, enquanto Renzo Olivo tirou Guido Andreozzi da disputa, com uma virada por 2/6, 7/6(3) e 6/3.

“Muito feliz pela vitória. Agradeço as pessoas, que hoje torceram para mim. Foi um jogo muito difícil, os dois estavam muito nervosos”, comentou Velotti, que teve torcida contra na estreia diante de João “Feijão” Souza. O paulista chegou a ter dois match-points no confronto, mas o argentino avançou e agora está na semifinal.

“O tênis é assim. Em outros momentos eu perdi jogos como aquele. Graças a Deus consegui aproveitar, pude vencer o jogo contra João. Foi uma partida que me desgastou muito fisicamente, mas venho bem, tranquilo, com confiança e espero seguir desta forma”, completou Velotti, campeão de um Challenger em Curitiba no início do mês.

Já Olivo está em busca de seu primeiro título de Challenger. Apesar de ter conquistado um excelente resultado no ATP 500 de Hamburgo, alcançando a semifinal, o jogador de Rosario atingirá seu melhor ranking na próxima semana, graças aos pontos já somados em Santos. Ele é atualmente o 120º da lista da ATP.

Resultados de sexta-feira (23/9):
Agustin Velotti (ARG) v. [1]Facundo Bagnis (ARG), 6/1 4/6 6/4
[4]Renzo Olivo (ARG) v. [6]Guido Andreozzi (ARG), 2/6 7/6(3) 6/3
[8]Máximo González (ARG) v. [3]Rogério Dutra Silva (BRA), 6/2 6/2
[2]Thiago Monteiro (BRA) v. Nicolas Kicker (ARG), 4/6 6/3 7/6(4)

Programação de sábado (24/9):

Quadra central -14h
A. Velotti (ARG) vs [4] R. Olivo (ARG)
A seguir
[8] M. Gonzalez (ARG) vs [2] T. Monteiro (BRA)
Não antes das 17 horas
Final de duplas: [1] S. Galdos (PER) / M. Gonzalez (ARG) OU F. De Paula (BRA) / R. Olivo (ARG) vs F. Brandao (BRA) / O. Gutierrez (BRA) OU [2] R. Dutra Silva (BRA) / F. Neis (BRA)

Confira a galeria completa de fotos do torneio no site: www.institutosports.com.br.

Foto: Nelson Toledo/Fotojump

Monteiro se garante nas 4ªs em Santos e encara argentino nesta 6ª. Rogerinho também joga

monteiro-santos-2-peqO número 2 do Brasil, Thiago Monteiro, atingiu as quartas de final do Campeonato Internacional de Tênis de Santos, apresentado por Itaú por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, sem perder sets. O canhoto de 22 anos venceu o paulista Pedro Sakamoto na noite desta quinta-feira, por duplo 6/3, no Tênis Clube de Santos.

Grandes amigos e parceiros de treinos na academia carioca Tennis Route, Monteiro e Sakamoto chegaram a aquecer juntos antes do jogo. “Foi uma boa partida, acho que joguei bem, consegui me impor, jogar bem melhor do que na estreia. Fico feliz por ele ter feito uma boa partida também, ele ficou um tempo lesionado do punho e agora está se recuperando. Torço muito por ele, porque é um grande amigo e uma pessoa muito boa”, comentou o cearense, que já garantiu pelo menos a 96ª posição do ranking na próxima semana, a melhor da carreira.

Monteiro volta a jogar não antes das 17h30 desta sexta-feira, em duelo inédito contra o argentino Nicolas Kicker, por vaga na semifinal, e conta com o grande apoio da torcida que tem recebido em Santos. “Tem bastante gente que vem me reconhecendo aos poucos. Fico feliz por isso também, pelo pessoal estar me apoiando, amanhã vai ser importante, vou jogar contra um argentino (risos). Faz parte do reconhecimento e procuro dar o meu melhor em quadra por eles”, acrescentou.

Outro brasileiro que busca a semifinal é Rogério Dutra Silva, que fará um esperado duelo com Máximo González, campeão há dois anos em Santos. Os dois já estiveram frente a frente 10 vezes no circuito, com seis triunfos do paulista. Eles fazem o terceiro jogo da Quadra Central, cuja rodada será iniciada às 11h30.

Os primeiros confrontos de quartas de final, ambos envolvendo apenas argentinos, terão Renzo Olivo contra Guido Andreozzi e, em seguida, Facundo Bagnis diante de Agustin Velotti, que salvou dois match-points para derrotar João “Feijão” Souza na estreia.

A programação também terá as duas semifinais de duplas, envolvendo cinco brasileiros. Filipe Brandão e Oscar Gutierrez jogam contra Rogério Dutra Silva e Fabrício Neis não antes de 19h. O carioca Fabiano de Paula e o argentino Renzo Olivo encara o peruano Sergio Galdos e o argentino Máximo González não antes das 18h na Quadra 1.

Resultados de quinta-feira (22/9):

Simples – Segunda rodada:
[1]Facundo Bagnis (ARG) v. André Ghem (BRA), 6/2 2/6 6/4
Agustin Velotti (ARG) v. Gonzalo Escobar (EQU), 7/6(6) 6/2
[7]Nicolas Kicker (ARG) v. Fabrício Neis (BRA), 6/3 6/4
[2]Thiago Monteiro (BRA) v. Pedro Sakamoto (BRA), 6/3 6/3

Duplas – quartas de final:
[1]Sergio Galdos (PER)/Maximo Gonzalez (ARG) v. Christian Lindell (SUE)/Carlos Eduardo Severino (BRA), 6/2 6/2
Filipe Brandão (BRA)/Oscar José Gutierrez (BRA) v. [3]Marcel Felder (URU)/Nicolas Kicker (ARG), 7/5 7/6(4)
[2]Rogério Dutra Silva (BRA)/Fabrício Neis (BRA) v. Bastian Malla (CHI)/Caio Silva (BRA), 6/0 6/3
Fabiano de Paula (BRA)/Renzo Olivo (ARG) v. André Ghem (BRA)/Eduardo Russi (BRA), 6/4 1/6 10-4

Programação de sexta-feira (23/9):

Quadra Central – 11h30
[4] Renzo Olivo (ARG) vs [6] Guido Andreozzi (ARG)
[1] Facundo Bagnis (ARG) vs Agustin Velotti (ARG)
[8] Maximo Gonzalez (ARG) vs [3] Rogério Dutra Silva (BRA)
Não antes das 17h30
[7] Nicolas Kicker (ARG) vs [2] Thiago Monteiro (BRA)
Não antes de 19h
Filipe Brandão (BRA) / Oscar Gutierrez (BRA) vs [2] Rogério Dutra Silva (BRA) / Fabrício Neis (BRA)

Quadra 1 – Não antes de 18h
[1] Sergio Galdos (PER) / Maximo Gonzalez (ARG) vs Fabiano De Paula (BRA) / Renzo Olivo (ARG)

Foto: João Pires/Fotojump

Felipe Meligeni, Rogerinho e Feijão estreiam nesta terça e Monteiro já treina em Santos

rogerinho-santos-peqA rodada de terça-feira do Campeonato Internacional de Tênis de Santos, apresentado por Itaú por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, terá as estreias de Felipe Meligeni Alves, Rogério Dutra Silva e João “Feijão” Souza. Os jogos do ATP Challenger começam às 11h no Tênis Clube de Santos, com entrada gratuita para o público.

A primeira partida da Quadra Central será entre o gaúcho André Ghem e o carioca Wilson Leite. Em seguida, o campeão juvenil de duplas do US Open, Felipe Meligeni Alves, encara o argentino Nicolas Kicker. Não antes de 15h, o cabeça de chave 3, Rogério Dutra Silva, terá pela frente o chileno Bastian Malla.

“Estreia sempre é difícil, ainda estou acostumando com as condições. Espero me impor, colocar intensidade e energia para sair com a vitória”, afirmou Rogerinho, que estreou nas duplas com vitória por 6/2 e 6/1 ao lado de Fabrício Neis, contra o chileno Gonzalo Lama e o argentino Juan Ignacio Londero. “Meu objetivo é tentar voltar ao top 100”, acrescentou o paulista, finalista em Barranquilla, na Colômbia, no início do mês.

Não antes de 19h, João “Feijão” Souza joga contra o argentino Agustin Velotti. “Ele foi campeão em Curitiba há pouco tempo. Jogo duro, ainda mais por ser primeira rodada, ele poderia estar entre os cabeças de chave. Mas estou me adaptando, cheguei aqui no sábado, já tenho três dias de treino. Vai ser um jogo duro para ele e para mim. Venho jogando bem também. Mas é um jogador novo, lutador, como todo argentino”, declarou Feijão.

No meio da temporada, Feijão engatou a melhor sequência de sua carreira, com títulos nos Challengers de Cortina e Fano, ambos na Itália. “Nunca tinha ganhado dois torneios seguidos, dez jogos seguidos. Foi muito bom para mim. Antes de ganhar eu também tinha feito semifinal na França, outra na Itália. Foi uma boa gira. No US Open, acabou escapando no quali, jogo estava na minha mão, mas estou vindo com muitos jogos na bagagem nos últimos dois meses. Agora é outro torneio, mas estou confiante. O principal objetivo neste final de ano é, se não conseguir entrar entre os 100, ficar perto disso para garantir a vaga no Australian Open”, afirmou.

Após estreia na Copa Davis, Monteiro chega como cabeça 2

O cearense Thiago Monteiro desembarcou no Brasil nesta segunda-feira, depois de estrear pela equipe brasileira da Copa Davis, na Bélgica, e veio diretamente para o litoral paulista iniciar sua preparação para o Campeonato Internacional de Tênis de Santos. Atual número 2 do país, o cabeça de chave 2 do Challenger falou sobre a sensação de representar o país na Davis.

“Foi uma experiência fantástica. Fiquei muito feliz de estar perto dos principais nomes do tênis brasileiro. Treinei muito com o Bruno (Soares), Marcelo (Melo), Thomaz (Bellucci), João (Zwetsch) e toda a equipe. Tentei dar o meu melhor, mas infelizmente não deu, o (David) Goffin é um cara que está há muito tempo em alto nível, lá mostrou isso. De qualquer forma acho que consegui jogar bem, não aproveitei algumas chances que tive no começo e ele se soltou e dominou a partida. Mas espero poder retornar”, disse Monteiro, que estreia contra Osni Júnior na quarta-feira.

Resultados de simples de segunda-feira 19/9:

[4]Renzo Olivo (ARG) v. [Q]Caio Silva (BRA), 6/1 5/7 6/2
[8]Maximo Gonzalez (ARG) v. [Q]Oscar Gutierrez (BRA), 6/1 6/3
João Pedro Sorgi (BRA) v. [WC]Thiago Wild (BRA), 6/2 7/5
Juan Ignacio Londero (ARG) v. Christian Lindell (SUE), 6/1 4/6 6/2
Fabiano de Paula (BRA) v. Eduardo Dischinger (BRA), 6/0 6/2
Facundo Mena (ARG) v. Facundo Arguello (ARG), 2/6 6/3 6/3
[6]Guido Andreozzi (ARG) v. Carlos Eduardo Severino (BRA), 6/2 6/1

Programação de terça-feira 20/9:

Quadra central – 11h
Wilson Leite(BRA) vs. André Ghem(BRA)
Nicolas Kicker(ARG) vs. Felipe Meligeni Alves(BRA)
Não antes das 15h
Bastian Malla(CHI) vs. Rogerio Dutra Silva(BRA)
Não antes das 17h30
Sergio Galdos(PER)/Maximo Gonzalez(ARG) vs. Andre Miele(BRA)/João Pedro Sorgi(BRA)
Não antes das 19h
Agustin Velotti(ARG) vs. João Souza(BRA)

Quadra 1 – 11h
Gonzalo Escobar(EQU) vs. Marvin Spiering(BRA)
Facundo Bagnis(ARG) vs. Maximiliano Estevez(ARG)
Não antes das 15h
Filipe Brandão(BRA)/Oscar Gutierrez(BRA) vs. Eduardo Dischinger(BRA)/Wilson Leite(BRA)
Não antes das 16h
Andre Ghem(BRA)/Eduardo Assumpção(BRA) vs. Pedro Bernardi(BRA)/Pedro Sakamoto(BRA)

Quadra 2 – 11h
Andre Miele(BRA) vs. Fabrício Neis(BRA)
Rafael Matos(BRA) x Padro Sakamoto(BRA)

Foto: João Pires/Fotojump

Osni Jr ganha terceiro convite na chave principal do Challenger de Santos. Feijão e Monteiro também jogam

osni-jr-peqJá está tudo pronto para o início do Campeonato Internacional de Tênis de Santos, apresentado pelo Itaú por Meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte.O ATP Challenger com premiação total de US$ 50 mil, acontece de 17 a 25 de setembro, no Tênis Clube de Santos, com entrada gratuita.

A programação de amanhã tem início marcado para às 10 horas, com a disputa do qualifying. Serão mais quatro vagas na chave principal, que ganhou hoje mais um brasileiro. A organização deu o terceiro convite para o paulistano Osni Jr. Desta forma, já são três wild cards em Santos, já que os dois primeiros foram dados para Felipe Meligeni Alves e Rafael Matos.

Osni estava fazendo universidade nos Estados Unidos, mas voltou em julho e decidiu ficar no Brasil e tentar a sorte no profissionalismo.

“Primeiro, quero dizer que estou surpreso com o convite, não esperava, estou até sem palavras. Eu estava nos EUA fazendo Universidade, voltei ha pouco tempo e estava querendo um Wild Card no quali e agora essa notícia que consegui na chave, é bom demais. Agradeço muito os organizadores por essa oportunidade de jogar um torneio grande como esse, no meio de jogadores muito bons, agradeço a todas as pessoas envolvidas nesse convite e prometo fazer o meu melhor e estar pronto para jogar”, falou Osni Jr.

A programação deste sábado será divulgada após as 21h, quando termina o prazo para que os jogadores assinem a lista do quali. Os dois últimos convites para o quali, seguindo a filosofia do Instituto Sports, de premiar atletas mais jovens, foram dados para dois juvenis do Tênis Clube de Santos, João Pedro Ferreira Alcântara e Luiz Eduardo de Oliveira Santos.

A chave principal do Campeonato Internacional de Tênis de Santos terá a participação de tenistas como Facundo Bagnis, top 100, Thiago Monteiro, que neste final de semana defende o Brasil na Copa Davis, João Olavo Souza, o Feijão, que vem de dois títulos de Challengers na Itália e foi o primeiro campeão do #SantosATPChallenger, do argentino Máximo Gonzalez, campeão de simples e duplas em 2014, entre muitos outros. João Feijão Souza chega em Santos amanhã.

“Estou em uma boa fase e espero que ela continue em Santos, um torneio que gosto de jogar e onde fui campeão da primeira edição. Chego na cidade no sábado e estou com boas perspectivas para o challenger”, contou Feijão.

Foto: João Pires/ Fotojump

Fabiano De Paula volta a jogar no Brasil no Challenger de Santos

fabiano-de-paula-2-peqO carioca Fabiano De Paula é um dos tenistas brasileiros na chave principal do Campeonato Internacional de Tênis de Santos, apresentado pelo Itaú, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte. O Challenger acontece de 17 a 25 de setembro no Tênis Clube de Santos, com entrada gratuita para o público.

Depois de ficar fora das quadras por um ano, Fabiano De Paula voltou ao circuito em maio, quando jogou torneios da série Future na Turquia, para ganhar ritmo novamente. Saiu de lá com um vice-campeonato e no último mês, passou para os Challengers na Itália, usando o ranking protegido (276o), mesmo processo que o garantiu na chave principal de Santos. E no Torneio Citta Di Como, De Paula derrotou o vice-campeão do #SantosATPChallenger de 2015, o belga Germain Gigounon.

Toda volta é difícil, mas o carioca da Rocinha está pronto para encarar mais este desafio.

“Minhas expectativas para Santos são muito boas, venho evoluindo bem em cada torneio, sei que agora tenho que ter paciência, voltar a trabalhar cada dia dando o máximo, sem me preocupar muito no que vai acontecer no futuro, sem expectativa muito grande. Agora é um dia de cada vez porque fiquei um ano parado, isso perde ritmo, mas estou treinando bem, com a cabeça boa e espero chegar dentro da quadra e fazer o meu melhor. Se eu vou ganhar ou perder, não sei, mas que eu tenha satisfação e a sensação de dever cumprido, de entrar dentro de quadra e dar o meu melhor, tentar de tudo, e é isso que tenho feito em meus jogos e está dando certo, independente de vitória ou derrota,” explicou de Paula.

O Campeonato Internacional de Tênis de Santos contará ainda com a presença de outros cinco brasileiros já confirmados na chave principal : Thiago Monteiro, João Souza, Rogerio Dutra Silva, André Ghem e Caio Zampieri. No qualifying, que distribui mais quatro vagas, outros nove tenistas do Brasil têm chance de entrar na disputa que distribui US$ 40 mil em prêmios e pontuação de US% 50 mil, por oferecer hospedagem aos jogadores.

O qualifying será jogado no próximo final de semana, a partir das 10 horas, no Tênis Clube de Santos. A entrada é gratuita.

Foto: João Pires/ Fotojump

Depois do título juvenil de duplas do US Open, Felipe Meligeni ganha convite para o Challenger de Santos

felipe-meligeni-2-peqFelipe Meligeni Alves, campeão de duplas da chave juvenil do US Open ganha primeiro convite para a chave principal do Campeonato Internacional de Tênis de Santos, apresentado pelo Itaú por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte. O ATP Challenger distribui US$ 40 mil em prêmios e conta pontos como torneio de US$ 50 mil por oferecer hospedagem aos jogadores.

O sobrinho de Fernando Meligeni se despediu do juvenil com o troféu de duplas do último Grand Slam do ano. Daqui para frente, ele vai se dedicar somente ao profissionalismo e nada melhor do que assumir esta condição disputando a sexta edição do #SantosATPChallenger.

“É muito importante para mim, fico muito feliz que o Instituto Sports tenha reconhecido o meu resultado, o tanto que eu venho trabalhando e ganhar um Wild Card em um challenger de US$ 50 mil é muito legal, só tenho a agradecer a oportunidade, agora que saí do juvenil, nem eu achei que sairia com um resultado tão bom, então muito obrigado pelo convite e vou fazer o meu melhor em Santos”, disse Meligeni Alves.

Leandro Afini, técnico de Felipe, atual 1985o do ranking ATP, lembra que agora o tenista que disputou apenas nove torneios profissionais até o momento, entre eles dois challengers, tem que tentar somar pontos para melhorar o ranking.
“Vai ser muito importante para o Felipe jogar em Santos.O torneio já stava em nosso calendário, mas o convite facilita bastante o trabalho e o objetivo dele, de seguir em frente e somar pontos para subir no ranking”.

A chave do Campeonato Internacional de Santos terá a presença de um top 100, Facundo Bagnis, 87o da lista e oito top 150, entre eles o brasileiro Thiago Monteiro, 101 da ATP. Uma boa experiência para os jogadores da nova geração que estão dando os primeiros passos no profissionalismo.

Lista de jogadores do Campeonato Internacional de Tênis de Santos

Facundo Bagnis(ARG) – 87o
Thiago Monteiro(BRA) – 101o
Rogério Dutra Silva(BRA) – 111o
Renzo Olivo(ARG) – 116o
João Souza(BRA) – 125o
Guido Andreozzi(ARG) – 131o
Nicolas Kicker(ARG) – 135o
Máximo Gonzalez(ARG) 144o
Agustin Velotti(ARG) – 185o
Facundo Arguello(ARG) – 205o
André Ghem(BRA) – 210o
José Hernandez-Fernandez(DOM) – 215o
Fabiano De Paula(BRA) – 276o PR
Maximiliano Esteve(ARG) – 278o
Juan Ignácio Londero(ARG) – 288o
Christian Lindell(SUE) – 348o
Caio Zampieri (BRA) – 353o
Maxime Janvier(FRA) 354o
Gonzalo Escobar(EQU) 363o
Mats Moraing(ALE) – 368o
Facundo Mena(ARG) – 391o
Bastian Malla(CHI) 407o

Foto: João Pires/ Fotojump

Santos sedia 5ª edição do Campeonato Internacional de Tênis, com Monteiro, Feijão e Rogerinho

Monteiro - Santos peqPelo 5o ano consecutivo, a cidade de Santos recebe o Campeonato Internacional de Tênis, ATP Challenger com premiação total de US$ 50 mil. O evento acontece de 17 a 25 de setembro no Tênis Clube de Santos, com entrada gratuita para o público.

São esperados tenistas de 15 países, incluindo a disputa do qualifying que será disputado entre nos dias 17 e 18 , a partir das 10 horas. O público fã de tênis terá a oportunidade de ver grandes nomes do tênis internacional e, entre os brasileiros, o principal destaque será Thiago Monteiro, que em 2016 surpreendeu o circuito internacional vencendo jogadores como o francês Jo-Wilfried Tsonga, então 9o colocado no ranking da ATP, o top 50 Nicolás Almagro(ESP) e mais recentemente, no Masters 1000 de Cincinnati, eliminou Ivan Dodig, croata 76o do ranking.
“Optei por jogar challengers na América do Sul, porque essa gira me dá a oportunidade de somar pontos e garantir um bom ranking para jogar o Australian Open e os ATPs do começo do ano que vem. As opções de jogar ATPs agora eram na maioria na Ásia, e alguns para jogar qualy no piso duro, longe, então a melhor opções pra mim seria por aqui mesmo. Já joguei umas duas ou três vezes em Santos, gosto de jogar lá, nível do mar, praia, similar ao Rio de Janeiro onde vivo e treino. Grande chance de fazer uma boa campanha”, disse Monteiro que ontem foi convocado para integrar pela primeira vez a equipe brasileira da Copa Davis.

Outros brasileiros na chave principal são João Olavo Souza, o Feijão, campeão da 1a edição em 2011, Rogério Dutra Silva, André Ghem e Fabiano de Paula.

O principal favorito é o argentino Facundo Bagnis, 90o do ranking mundial. Mas também teremos a presença de outro tenista da Argentina, Máximo González, atual campeão do Santos ATP Challenger.

O torneio integra o circuito Challenger da ATP, que até o momento já realizou 121 torneios em 45 países.

Foto: João Pires/ Fotojump

Orlando Luz busca 2ª vitória da carreira em Challengers, nesta quinta, em Santos

Orlandinho - Santos peqNúmero 2 do mundo no ranking juvenil e principal promessa do tênis brasileiro na atualidade, Orlando Luz entra em quadra nesta quinta-feira, às 10 horas, na quadra central do Tênis Clube de Santos, em duelo contra o também juvenil Marcelo Zormann. A partida vale vaga nas quartas de final do Campeonato Internacional de Tênis, apresentado pela Santos Brasil, por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte. Mais que isso, será o melhor resultado da carreira profissional dos dois jogadores.

Orlandinho já alcançou um feito inédito ao vencer na terça o 199o da ATP Guido Andreozzi(ARG) na primeira rodada do Santos ATP Challenger. O tenista de Carazinho, campeão de duplas na chave Jr de Wimbledon em 2014, bateu o maior brasileiro de todos os tempos, Gustavo Kuerten, ao ganhar um jogo no primeiro challenger da carreira, com apenas 17 anos. Guga fez o mesmo, mas cinco dias antes de completar 18 anos.

Luz e Zormann foram campeões juntos em Wimbledon e medalha de ouro nas duplas nos Jogos Mundiais da Juventude, no ano passado, na China, e se conhecem muito bem, tanto que o placar entre os dois está 2×2 em confrontos juvenis. No profissional será o primeiro.

Ao todo, 11 jogos compõem a rodada desta quinta. Outro duelo brasileiro merece destaque: o cabeça 3 André Ghem e Ricardo Hocevar, na quadra central, não antes das 14 horas. José Pereira e o belga Germain Gigounon entram na sequência.

Pedro Sakamoto enfrenta o argentino Nicolas Kicker na quadra 1, por volta das 13 horas.

O Campeonato Internacional de Tênis de Santos distribui um total de US$ 50 mil em premiação e 80 pontos no ranking para o campeão. O principal favorito e defensor do título, Máximo Gonzalez(ARG), eliminou hoje o brasileiro vice-campeão de 2013 Rogério Dutra Silva, por 6/3 7/6(6) e também volta para a quadra amanhã, contra Agustin Velotti, às 12 horas.

A entrada para as partidas é gratuita no Tênis Clube de Santos.

CAMPEONATO INTERNACIONAL DE TÊNIS DE SANTOS
ATP Challenger – Premiação de US$ 50 mil
Período: de 18 a 26 de abril de 2015
Local: Rua Minas Gerais, 37 – Boqueirão, Santos
Entrada gratuita

TRANSMISSÃO DAS PARTIDAS – A entrada no Tênis Clube de Santos é gratuita, porém todos os jogos podem ser acompanhados ponto a ponto pelo Live Score do site da ATP (www.atpworldtour.com). Imagens dos confrontos da chave principal, disputados nas quadras central e 1, têm transmissão pelo LiveStream da ATP (new.livestream.com/atp).

SITE, TWITTER, FACEBOOK e INSTAGRAM – Informações sobre o evento também podem ser acompanhadas pelo site (www.institutosports.com.br), twitter (@institutosports) e facebook (/institutosports). Imagens serão postadas no Instagram “Instituto Sports”. A hashtag oficial do evento é: #santosatpchallenger

O Campeonato Internacional de Tênis de Santos é apresentado pela Santos Brasil por meio da Lei Federal de Incentivo ao Esporte, com copatrocínio de Itaú, Alupar, Taesa, Teleperformance, Azul – a transportadora oficial e Stella Artois- e apoio de Sonne, Prefeitura de Santos, Tênis Clube de Santos, A Tribuna e ATP Challenger Tour. A realização é do Instituto Sports.

Foto: João Pires/Fotojump