Bellucci supera Rogerinho e vai às quartas em Santiago. Monteiro bate eslovaco

Thiago Monteiro foi o primeiro brasileiro garantido nas quartas de final do Challenger de Santiago, no Chile, que é disputado no saibro.

Nesta quinta-feira, o tenista nº 1 do Brasil precisou de três sets pra bater o eslovaco Andrej Martin, com parciais de 7/6(3) 2/6 e 6/3.

Agora, por uma vaga na semifinal, ele terá pela frente, nº 363 do mundo, que eliminou o taiwanês Tung-lin Wu, que eliminou o argentino Facundo Bagnis. O confronto será inédito.

Depois, Thomaz Bellucci voltou a jogar muito bem e venceu o confronto nacional contra Rogério Dutra Silva.

Com golpes potentes e sem dar muitas chances ao compatriota, Bellucci anotou duplo 6/2 e agora terá pela frente o italiano Alessandro Giannessi, nº 169 da ATP, em outro confronto que será inédito.

Foto: Fotojump

Bellucci e Rogerinho vencem e se enfrentam nas 8ªs em Santiago. Monteiro também avança

Nesta terça-feira, três brasileiros garantiram vaga nas oitavas de final do Challenger de Santiago, n Chile, oque é disputado no saibro.

Thomaz Bellucci conseguiu uma boa vitória em sets diretos sobre argentino Renzo Olivo, com parciais de 7/5 6/4 e agora encara o compatriota Rogério Dutra Silva, que precisou de três sets pra bater o também argentino Camilo Ugo Carabelli, com parciais de 6/3 3/6 e 6/2.

Bellucci e Rogerinho só se enfrentaram uma vez ao longo da carreira, em 2004, com vitória de Rogerinho.

O outro brasileiro nas oitavas é Thiago Monteiro, que bateu o peruano Juan Pablo Varillas Samudio por 6/4 e 6/3.

Agora, Monteiro fará um confronto inédito com o eslovaco Andrej Martin.

Quem perdeu na terça foi João Souza, o Feijão, superado pelo argentino Facundo Arguello, de virada, com parciais de 4/6 6/3 e 6/4.

Nesta quarta-feira, João Menezes vai em busca de uma vaga nas oitavas e terá um desafio pela frente, já que encara o embalado boliviano Hugo Dellien.

Quem também entra em quadra, fazendo o último jogo da programação, é Thiago Wild, que joga contra o experiente espanhol Pablo Andujar.

Bellucci e Rogerinho vencem a 2ª de virada e estão na semi de duplas do Brasil Open

Depois da bela campanha no Rio Open, Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva engrenaram mais uma boa campanha em um torneio brasileiro, agora no Brasil Open, em São Paulo.

Os brasileiros viraram mais uma partida, assim como na estreia, e superaram a parceria formada pelo salvadorenho Marcelo Arevalo  e o norte-americano James Cerretani, com parciais de 4/6 6/4 e 10/6.

Agora, por vaga na grande final, eles terão pela frente os britânicos Luke Bambridge e Johnny O’Mara, que venceram os belgas Sander Gille e Joran Vliegen por duplo 6/4.

Foto: Marcello Zambrana/DGW Comunicação

Bellucci e Rogerinho eliminam Marcelo e Bruno e disputam vaga na final de duplas

Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva surpreenderam Marcelo Melo e Bruno Soares, dupla cabeça-de-chave número 1, nesta quinta-feira, e garantiram vaga na semifinal do Rio Open. Bellucci e Rogerinho venceram Marcelo e Bruno por 6/2, 6/7 (6) e 10/5, e enfrentarão na semifinal, nesta sexta, no segundo jogo da quadra 1, o argentino Andres Molteni e o tcheco Roman Jebavy. Eles derrotaram o brasileiro Marcelo Demoliner e o dinamarquês Frederik Nielsen por 3/6, 6/4 e 10/3.

“Estamos bem contentes com a vitória, temos menos responsabilidade por sermos jogadores de simples e hoje deu tudo certo, fomos superiores a maior parte do jogo”, disse Bellucci.

Marcelo e Bruno, campeões de Grand Slam e que ainda não venceram no Rio, reconheceram a superioridade de Bellucci e Rogerinho. “Parece o fim do mundo quando perdemos, mas jogo de duplas é decidido em detalhes, e eles foram melhor hoje. Temos que olhar as coisas positivas, o momento especial de jogarmos juntos aqui, termos contato com a torcida, ver a quadra cheia”, disse Marcelo.

Na outra semifinal, os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, campeões em 2014 e 2016, enfrentarão, às 15h, na quadra 1, a parceria formada pelo chileno Nicolas Jarry e pelo argentino Maximo Gonzalez. Cabal e Farah venceram os britânicos Luke Bambridge e Jonny O’Mara por 6/2 e 6/3. Jarry e Gonzalez derrotaram o croata Nikola Mektic e o argentino Horacio Zeballos por 4/6, 7/6 (5) e 12/10.

Foto: Fotojump

Rogerinho é superado por embalado Londero na final do quali do Rio Open

Foi disputada neste domingo a rodada final do qualifying do Rio Open, ATP 500 disputado nas quadras de saibro do Jockey Club Brasileiro, na capital carioca.

Esperança da torcida da casa no dia, Rogério Dutra Silva não resistiu ao bom momento do argentino Juan Ignacio Londero, que recentemente conquistou o título do ATP de Cordoba e que anotou 7/6(5) e 6/2.

O boliviano Hugo Dellien também garantiu sua vaga na chave ao bater o experiente Carlos Berlocq por 6/3 e 7/6. Será a primeira vez dele em uma chave principal de ATP.

O norueguês Casper Ruud foi outro que furou o quali ao bater o argentino Facundo Bagnis por 7/5 e 6/4, enquanto o sueco Elias Ymer venceu o espanhol Pedro Martinez por 6/4 1/6 e 6/4.

Foto: Fotojump

Rogerinho passa por italiano e vai à rodada final do quali do Rio Open. Alves luta muito e perde longa batalha

Rogério Dutra é o Brasil na rodada final do quali do Rio Open, ATP 500 disputado no saibro do Jockey Club Brasileiro, na capital carioca.

Neste sábado, o brasileiro não teve facilidade diante do italiano Matteo Donati, que chegou a levar um set, mas foi buscar o triunfo com parciais de 6/2 3/6 e 6/1.

Neste domingo, valendo vaga na chave principal, Rogerinho terá pela frente o argentino Juan Ignacio Londero, que recentemente foi campeão do ATP 500 de Córdoba e que passou na primeira rodada pelo italiano Alessandro Giannessi, com parciais de 7/6 e 6/1.

Rogerinho e Londero já se enfrentaram três vezes, com três vitórias do brasileiro.

Quem também teve uma boa apresentação, mas sem vencer, foi Mateus Alves, que ganhou um convite para o quali e foi superado pelo espanhol Pedro Martinez em mais de duas horas de jogo, com parciais de 6/4 3/6 e 7/5.

No fim do jogo, o jovem brasileiro foi muito aplaudido pela torcida que compareceu em bom número à quadra 1.

Foto: Fotojump

Quali do Rio Open começa neste sábado, com Rogerinho e Bellucci em ação

A disputa pelas últimas quatro vagas na chave principal do Rio Open apresentado pela Claro começa neste sábado, às 16h, nas quadras do Jockey Club Brasileiro. O torneio qualifying tem entrada gratuita para o público e terá nomes como dos brasileiros Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva, e jovens como o norueguês Casper Ruud e o sueco Elias Ymer. Os ingressos para assistir aos jogos da chave principal do maior torneio de tênis da América do Sul podem ser adquiridos em tudus.com.br/rioopen com preços a partir de R$ 30.

O Brasil já tem dois representantes na chave principal: Thiago Monteiro, número um do Brasil, e Thiago Wild, campeão da Maria Esther Bueno Cup. A sexta edição do Rio Open terá um line-up com quatro tenistas top 25 do mundo: o austríaco Dominic Thiem (8º no ranking da ATP), os italianos Fabio Fognini (15º) e Marco Cecchinato (18º), e o argentino Diego Schwartzman (19º). A chave de duplas tem confirmada as presenças de Marcelo Melo e Bruno Soares, que jogarão juntos em busca do inédito título no ATP 500 brasileiro.

Bellucci terá pela frente na primeira rodada o norueguês Casper Rudd, enquanto Rogerinho enfrenta o italiano Matteo Donati.

Além de Bellucci e Rogerinho, mais três brasileiros terão a chance de buscar vaga no Rio Open. Os jovens Rafael Matos, 23 anos, que enfrenta o boliviano Hugo Dellien, Mateus Alves, de 18, que joga contra o espanhol Pedro Martinez, e Natan Rodrigues, de 17, que encara o experiente Carlos Berlocq. Os tenistas nacionais receberam convite da organização para jogar o quali. Mateus e Natan são do Time Guga, equipe de tenistas promissores apoiada pelo ex-número 1 do mundo. O brasiliense Gilbert Klier Jr. tinha ganho convite também, mas sentiu uma lesão e não poderá disputar a competição.

Para avançar à chave principal, o jogador precisa vencer duas partidas. No domingo, além da definição dos classificados, o público que for ao Jockey terá a oportunidade de acompanhar uma partida de exibição de duplas mistas brasileiras, entre Beatriz Haddad Maia/ Marcelo Melo e Teliana Pereira/Bruno Soares. O jogo será o primeiro da última rodada do qualifying, na quadra 1.

 

VENDA DE INGRESSOS

As vendas de ingressos são feitas pelo site tudus.com.br/rioopen. O pagamento poderá ser feito com cartões de crédito Visa, Mastercard, Elo e Diners, com parcelamento em até 4 vezes sem juros. Não haverá cobrança de taxa de conveniência.

Os valores variam entre R$ 30 e R$ 490.

Rio Open define convites das chaves de duplas

Nesta quarta-feira (13), a organização do Rio Open apresentado pela Claro anunciou os convites para as chaves de duplas do torneio, que acontece entre 16 e 24 de fevereiro no Jockey Club Brasileiro. Os paulistas Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva e a dupla formada por Thiago Monteiro e Fernando Romboli foram premiados com os wild cards da chave principal, enquanto os jovens Gilbert Klier Jr. e Thiago Wild disputarão o qualifying. Com valores a partir de R$ 30, os ingressos da competição estão à venda pelo site tudus.com.br/rioopen.

Além dos mineiros Bruno Soares e Marcelo Melo, que disputarão o torneio juntos pela primeira vez desde 2016, e o gaúcho Marcelo Demoliner, que se unirá ao dinamarquês Frederik Nielsen, o Rio Open contará com mais representantes do país na busca pelo primeiro título do Brasil na competição.

Bellucci e Rogerinho são companheiros de longa data, tendo disputado torneios desde 2006. A dupla paulista, que competiu pela última vez em Wimbledon 2017, volta a jogar junta no Rio de Janeiro.

Já Monteiro, que derrubou Tsonga na edição de 2016 do Rio Open, unirá forças com o carioca Romboli, em ascensão no circuito de duplas e atual 123ª do ranking. É a primeira vez que o cearense e o carioca disputam um torneio juntos.

Entre os destaques, a lista dos times confirmados também conta com os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, bicampeões do Rio Open (2014 e 2016), vices do Australian Open em 2018 e a segunda melhor parceria da última temporada, o espanhol Marc Lopez, campeão de Roland Garros em 2016, e Pablo Cuevas, campeão de Roland Garros em 2008.

“É importante valorizarmos que mais uma vez o Rio Open atrai diversos campeões e finalistas de Grand Slam em sua chave de duplas, o que engrandece a competição e faz com que os fãs acompanhem um altíssimo nível técnico de tênis”, disse Luiz Carvalho, Diretor do Torneio.

O qualifying de duplas, que acontecerá nos dias 16 e 17 de fevereiro e tem entrada franca, reúne quatro times em busca da última vaga na chave principal. Os jovens Gilbert Klier Jr. e Thiago Wild, companheiros de treino no Rio de Janeiro e grandes promessas do tênis brasileiro, completam os convites dados pela organização.

DUPLAS

Marcelo Melo e Bruno Soares (BRA/BRA)

Juan Sebastian Cabal e Robert Farah (COL/COL)

Nikola Mektic e Horacio Zeballos (CRO/ARG)

Pablo Carreno Busta e João Sousa (ESP/POR)

Marco Cecchinato e Dusan Lajovic (ITA/SRB)

Austin Krajicek e Artem Sitak (EUA/NZL)

Pablo Cuevas e Marc Lopez (URU/ESP)

Maximo Gonzalez e Nicolas Jarry (ARG/CHI)

Malek Jaziri e Leonardo Mayer (TUN/ARG)

Luke Bambridge e Jonny O’Mara (GBR/GBR)

Marcelo Demoliner e Frederik Nielsen (BRA/DIN)

Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva (BRA/BRA)

Thiago Monteiro e Fernando Romboli (BRA/BRA)

QUALIFYING

Gilbert Klier Jr. e Thiago Wild

Rogerinho perde para Ramos em Buenos Aires e segue para o Rio Open

Depois de furar o qualifying, com duas vitórias, Rogério Dutra Silva perdeu na primeira rodada do ATP 250 de Buenos Aires, na Argentina, que é disputado no saibro.

Nesta segunda-feira, o brasileiro foi superado pelo espanhol Abert Ramos, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4, no que foi a 4ª vitória do jogador europeu em confrontos contra Rogerinho.

Com a campanha, Rogerinho não deve mudar muito no ranking da ATP, ficando próximo do nº 135. Agora, ele segue para o Rio de Janeiro, para o jogar o quali do Rio Open, a partir do próximo sábado.

Rogerinho e Monteiro estreiam neste sábado no quali do ATP de Buenos Aires

Dois brasileiros estão no qualifying do ATP 250 de Buenos Aires, na Argentina, que é disputado no saibro e que começa nesta sábado.

Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, terá pela frente o norueguês Casper Ruud, nº 126 do mundo. Os dois já se enfrentaram duas vezes, com o jogador europeu levando a melhor na primeira rodada do Rio Open de 2017, enquanto o brasileiro venceu neste ano, no piso duro do Challenger de Playford City.

Thiago Monteiro também não deve ter facilidade, já que encara o local Facundo Bagnis. Os dois já se enfrentaram seis vezes, com cinco triunfos do argentino.