Monteiro leva virada de Popyrin na estreia em Winston-Salem e segue para o Us Open

Thiago Monteiro levou uma virada na primeira rodada do ATP 250 de Winston-Salem, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Diante do jovem e talentoso australiano Alexei Popyrin, nº 106 do mundo, o brasileiro fez um jogo equilibrado, saiu na frente, mas acabou levando a virada, com parciais de 5/7 6/4 e 7/6(7).

Agora, Popyrin terá pela frente o sérvio Miomir Kecmanovic, nº 49 do mundo e cabeça de chave nº 13.

Vale destacar que o brasileiro já tem vaga garantida na chave principal do US Open e agora já segue para a disputa do quarto e último Grand Slam da temporada, que começa na próxima semana.

 

Monteiro bate holandês e encara Soeda nas oitavas em Vancouver. Clezar e Orlandinho vencem na Itália

Thiago Monteiro conseguiu uma boa vitória na estreia do Challenger de Vancouver, no Canadá, que é disputado no piso duro e que serve como preparação para o US Open.

Nesta terça-feira, em partida válida pela segunda rodada, o brasileiro superou o holandês Tim Van Rijthoven, em sets diretos, com um duplo 6/4.

Nas oitavas de final, Monteiro terá pela frente o japonês Go Soeda, nº 170 do mundo, que o venceu no único confronto disputado entre eles até o momento, em confronto pela Copa Davis, em 2017.

No Challenger de Cordenons, na Itália, disputado no saibro, Guilherme Clezar garantiu vaga na segunda rodada ao vencer o francês Fabien Reboul por duplo 6/2. Orlando Luz foi para as oitavas ao anotar 7/5 e 6/3 sobre o cazaque Dmitry Popko.

Já Felipe Meligeni perdeu na primeira rodada para o italiano Andrea Basso, com parciais de 7/6(3) 3/6 e 6/2.

Thiago Monteiro embarca neste sábado para Vancouver e se prepara para o US Open

O tenista número um do Brasil, Thiago Monteiro, embarca neste sábado para o Canadá, onde disputará o Challenger de Vancouver, na quadra rápida, como preparação para o US Open, o último Grand Slam da temporada que começa no dia 26 de agosto. Direto na chave principal em Nova York, o brasileiro jogará também o ATP 250 de Winston Salem.

Depois de uma semana de treinos na Argentina, na quadra rápida, Thiago viaja motivado e preparado para a série de eventos na quadra rápida. “Eu venho de uma gira muito boa na Europa. Consegui boas vitórias em diferentes torneios e vou muito motivado, com o principal objetivo de jogar bem no US Open. Esses dois torneios vão servir para eu pegar ritmo de jogo.”

O brasileiro viaja com motivação extra por já estar direto na chave principal em Nova York. Ele jogará sem precisar passar o qualifying, como fez em Roland Garros e Wimbledon. “Era um dos grandes objetivos para este ano. Sem dúvida, fazia muito tempo que eu não entrava direto em um Grand Slam. É sempre bom voltar ao mais alto nível e estar entre os grandes jogadores. Eu perdi alguns pontos recentemente, mas não me abala em nada. Eu estou me sentindo bem e trabalhando duro para subir cada vez mais.”

Monteiro perde na primeira rodada do ATP 500 de Hamburgo

Thiago Monteiro foi eliminado na primeira rodada do ATP 500 de Hamburgo, na Alemanha., que é disputado no saibro.

Depois de furar o qualifying do torneio, Monteiro perdeu para o alemão Jan-Lennard Struff, em sets diretos, com parciais de 6/1 e 6/3.

Depois, ele entrou em quadra novamente para jogar a chave de duplas ao lado do boliviano Hugo Dellien, perdendo para os holandeses Robin Haase e Wesley Koolhof, com parciais de 3/6 6/3 e 10/5.

Monteiro segue agora para a disputa do ATP de Kitzbuhel, na Áustria.

Monteiro é superado na estreia do ATP 250 de Bastad

Depois de voltar ao top-100 da ATP, Thiago Monteiro não começou bem e foi eliminado logo na estreia do ATP 250 de Bastad, na Suécia, que é disputado no saibro.

Nesta terça-feira, o brasileiro fez um jogo duro, mas foi superado em três parciais pelo sueco Elias Ymer, com parciais de 6/3 2/6 e 7/5.

Por enquanto, o resultado vai fazendo Monteiro cair duas posições no ranking da ATP, indo para o 90º lugar.

Thiago Monteiro vence norueguês Ruud e vai à semi do Challenger de Braunschweig, na Alemanha

O tenista número um do Brasil, Thiago Monteiro está na semifinal do Challenger de Braunschweig, na Alemanha. Nesta quinta-feira ele derrotou o norueguês Casper Ruud, cabeça-de-chave 1 e 62o colocado no ranking mundial, por 6/4 6/7(7) 6/3, em 2h52min de jogo para avançar no torneio com premiação de 70 mil Euros. Nesta sexta o desafio será contra o suíço Henri Laaksonen (97o), valendo vaga na final do Challenger.

“Foi um jogo bem duro. Estou muito feliz com a capacidade mental que mostrei no jogo. O Ruud vem num ano muito bom e já tinha me vencido outras vezes. Tive chance de fechar o jogo no 6/5 do 2o. set, mas ele teve seus méritos e acabou levando para o 3o. A chave foi me manter forte e acreditando no que estava fazendo,” analisou o brasileiro, que fez uma rápida transição, depois de ter jogado o torneio de Wimbledon, da grama para o saibro.

“Vai ser um jogo diferente contra o Laaksonen. Ele tem um estilo mais reto de jogar e o que eu preciso é me recuperar bem e estar pronto para dar tudo novamente em quadra, por mais um bom dia.”

Depois do Challenger alemão, Thiago (113o), permanece na Europa para jogar os ATPs de Bastad, Hamburgo e Kitzbuhel, também no saibro.

Depois de mais de 2 meses, Bellucci volta às quadras com vitória em Challenger italiano

O tenista brasileiro Thomaz Bellucci voltou às quadras, depois de mais de dois meses de ausência, devido a uma lesão no tornozelo esquerdo, com vitória. Nesta segunda-feira ele derrotou o francês Kenny De Schepper por 7/5 3/6 6/2 para avançar no Challenger de Perugia, no saibro.

“Eu ainda não estou 100% mas já posso jogar e ser competitivo. Acho que é um processo. Não é de um dia para o outro que você volta jogando como antes. Hoje foi um bom começo. Consegui jogar em um bom nível e estou feliz com esse retorno,” disse o brasileiro, que enfrenta na próxima rodada o italiano Federico Gaio.

“Fiquei muito satisfeito de ter conseguido aguentar o jogo todo muito bem fisicamente. Foram semanas e semanas de trabalho com a minha equipe. Todo mundo – técnico, fisioterapeuta – preparador físico – trabalhou duríssimo nesses meses para me deixar pronto para voltar a jogar. Eles foram muito importantes.”

Bellucci, atual 258o colocado no ranking mundial, sofreu a lesão no tornozelo esquerdo no Challenger de Francaville, no dia 25 de abril. Na segunda rodada, ele terá pela frente o local Federico Gaio, que o venceu no único entre os dois até o momento, no Challenger de Biella, em 2016.

Também em Perugia, Rogério Dutra Silva passu pela primeira rodada ao bater o croata Viktor Galovic por duplo 6/4. O próximo adversário de Rogerinho será o argentino Federico Coria. No único confronto entre eles, no quali do ATP de Buenos Aires, em 2017, vitória tranquila do brasileiro.

Já Guilherme Clezar conseguiu uma boa virada sobre o lituano Ricardas Berankis, vencendo com parciais de 4/6 7/6(2) e 6/1. Agora ele enfrenta o russo Pavel Kotov, em confronto que será inédito.

No Challenger de Braunschweig, na Alemanha, também disputado no saibro, Thiago Monteiro já garantiu vaga nas oitavas ao bater nas oitavas de final o canadense Steven Diez, com parciais de 6/3 e 6/4.

Por vaga nas quartas de final, Monteiro encara o italiano Gianluca Mager.

 

 

Nishikori vence Thiago Monteiro na estreia em Wimbledon

O tenista brasileiro Thiago Monteiro foi superado nesta terça-feira, pelo japonês Kei Nishikori, 7o. colocado no ranking mundial, na estreia de Wimbledon, o torneio mais tradicional do tênis mundial. Depois de passar o qualifying ele perdeu por 6/4 7/6(3) 6/4 e voltará a jogar os torneios de saibro na Europa.

“Foi sem dúvida um jogo duro. Tive algumas chances. No 1o. set foi um break só e no segundo set ele sacou para o set e eu quebrei e cheguei a fazer 3/1 no tie break. Mas neste instante ele subiu o nível e não errou. Essa consistência é que faz ele ser o jogador que  é. No 3o. set foi um break e no geral foram detalhes em cada set. Foi uma boa campanha passar o qualifying de Wimbledon. Claro que a gente sempre quer ir mais longe, mas estou me sentindo bem em quadra e vamos seguir firme.”

O tenista número um do Brasil e 113o. colocado no ranking mundial, fica na Europa para jogar o Challenger de Braunschweig e depois os ATPs de Bastad, Hamburgo e Kitzbuhel.

Thiago Monteiro estreia nesta 3ª feira em Wimbledon, diante de Nishikori

O tenista número um do Brasil, Thiago Monteiro, estreia nesta 3a. feira em Wimbledon, o mais tradicional torneio de tênis do mundo. Depois de passar o qualifying ele enfrenta o japonês Kei Nishikori, 7o. colocado no ranking mundial, na primeira rodada da quadra 12 do  do All England Club.

Atual 113o na ATP, Thiago aproveitou os últimos 4 dias para se preparar da melhor maneira possível para encarar Nishikori.

“O Nishikori é um jogador extramemente consistente. Sempre foi muito sólido. Não é um grande sacador e não varia tanto, mas se mexe bem e é consistente, o que difere ele de muitos jogadores. Por isso ele está há tanto tempo no top,” disse o cearense que já enfrentou o japonês há dois anos, no Masters 1000 de Roma, com vitória de Nishikori.

“Eu venho de bom ritmo do quali e tenho que acreditar que posso fazer um bom resultado. No outro ano (2017) que joguei a chave tive condições de avançar à 3a. rodada e ganhar de um cabeça de chave (parou na 2a). Neste ano com mais maturidade, acreditando mais e com boa sequência de jogos do quali, posso ter um diferencial.”

Thiago aproveitou os últimos dias para treinar no All England Club, já que o qualifying é disputado em outro clube e se adaptar. “Foram quase 5 dias de treinos aqui, com diferentes jogadores (Tipsarevic, Istomin…) e agora já estou no modo competição, completamente focado para a estreia.”

Esta é a segunda vez que o brasileiro disputa a chave principal de Wimbledon, tendo entrado direto em 2017 e perdido na 2a. rodada. É a primeira vez que ele passa o qualifying.

Thiago Monteiro vira sobre japonês e entra na chave principal de Wimbledon

O tenista número um do Brasil, Thiago Monteiro garantiu, nesta quinta-feira em Londres, vaga na chave principal do torneio de tênis mais tradicional do mundo, o de Wimbledon, ao derrotar o japonês Yosuke Watanuki na última rodada do qualifying, por 3/6 7/6(3) 6/3 6/3. Este é o segundo Grand Slam seguido que o brasileiro, 115o colocado no ranking mundial, passa a fase classificatória.

“Estou muito contente de poder voltar a essa chave principal. Para mim Wimbledon é o Grand Slam mais difícil de passar o quali. Sempre tem aqueles especialistas nesse tipo de superfície e aqui é o único torneio que se joga o qualifying em outro lugar – Roehampton. Agora que vamos para a chave principal que é em Wimbledon mesmo, no complexo, dá para sentir que estamos de fato no Grand Slam. O complexo para mim é o mais bonito do ano e era um objetivo desde o ano passado de voltar a jogar a chave principal aqui. Indepdente do piso é o Grand Slam mais bonito e o que mais gostei de ter jogado,” comemorou o brasileiro.

Para Thiago, a grande mudança no jogo veio no tie-break do segundo set. “Foi um jogo muito duro. Comecei mais nervoso e o meu adversário saiu muito bem. Estava ventando mais e o segundo set estava disputadíssimo, com todos os games decididos no detalhe. No tie break eu comecei a jogar muito bem, aproveitei bem as oportunidade que apareceram, comecei a jogar bem melhor de fundo e a sacar mais, dominando a partida até o final, mantendo muito bem a minha consistência.”

Este é o segundo Grand Slam seguido que o brasileiro consegue passar o qualifying (o outro foi Roland Garros), além de ter passado também os qualies do Masters 1000 de Miami e do ATP 500 de Munique. “Passei a acreditar mais, a acreditar que posso ter condições de voltar a competir contra os grandes nos torneios maiores e estou trabalhando para me ver nestes grandes palcos e buscar a voltar a atingir o meu melhor ranking e seguir subindo para conquistar esses objetivos. Estou muito feliz de estar jogando bem nos torneios grandes. Agora é descansar e voltar ao foco para fazer uma boa semana na chave”

O brasileiro aguarda a definicação do adversário de estreia em Wimbledon, que começa em Londres, na 2a. feira.