Público já pode adquirir ingressos para 7ª edição do Rio Open, maior torneio da América do Sul

O primeiro saque do Rio Open apresentado pela Claro começou para o público geral nesta segunda-feira, dia 2, com a abertura oficial da venda de ingressos para o maior torneio de tênis da América do Sul e único da ATP no Brasil. Com valores a partir de R$ 30, os ingressos podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen a partir das 12h, no horário de Brasília. A sétima edição do Rio Open apresentado pela Claro acontece de 15 e 23 de fevereiro de 2020, no Jockey Club Brasileiro.

“A relação da Claro com o Rio Open consolida uma história de sucesso, de resultados e de grandes expectativas. É um orgulho para a Claro renovar a parceria por mais dois anos, com a certeza de que iremos apresentar o próximo novo nas edições que estão por vir, e nesta sétima edição, fãs do tênis contarão mais uma vez com a nossa infraestrutura de telecomunicações de última geração”, comemora Paulo Cesar Teixeira, CEO da Claro.

O tênis é a atração principal, mas também há muitas outras opções de entretenimento, numa estrutura comparável à de grandes eventos do circuito mundial. O Rio Open conta com uma área interativa de aproximadamente 10 mil m², o Leblon Boulevard, que oferece opções de stands, lojas, entretenimento e gastronomia, além das ativações dos patrocinadores com opções para torcedores de todas as idades.

Na Praça Rio Open os fãs podem assistir aos jogos em um telão gigante para não perder um ponto sequer. E, seguindo a tendência dos grandes torneios do circuito, o Rio Open tem uma loja de produtos oficiais — a La Boutique. O evento terá ainda um Espaço Arte e performances musicais nos intervalos das partidas.

“O Rio Open entrou definitivamente para o calendário dos grandes eventos do Rio de Janeiro. A cada edição, além de trazer alguns dos principais tenistas do mundo, incorporamos novas experiências para o público. Queremos superar expectativas e surpreender sempre. Quem vier aa próxima edição do Rio Open pode ter a certeza de que vai viver momentos inesquecíveis com tênis de alto nível, gastronomia de qualidade, música boa e arte para encantar o olhar”, adianta Marcia Casz, diretora geral do Rio Open.

A edição de 2020 terá três tipos de pacotes comercializados: Primeira Rodada (segunda e terça) por R$ 173, Segunda Rodada (quarta e quinta) por R$ 263 e Finals (sábado e domingo) por R$ 668. Eles contemplam os ingressos do setor lateral e são limitados.

Para marcar a data, a organização do torneio promoveu na manhã desta segunda-feira, no Rio de Janeiro, o primeiro evento aberto ao público, o Momento Inesquecível Rio Open. Os tenistas Bruno Soares e Thiago Monteiro participaram de uma interação com o público e crianças de projetos sociais apoiados pelo torneio e do Núcleo Esportivo Rio Open (NERO). A ação aconteceu nas quadras da Lagoa Rodrigo de Freitas, um verdadeiro cartão postal da cidade.

“O Rio Open é um dos mais belos torneios do circuito e é um prazer jogar nessa Cidade Maravilhosa, já no aquecimento para o ATP 500. É um privilégio a gente poder jogar um torneio desses em casa e um objetivo passar dessa semi,” disse Bruno Soares, que disputou a semifinal de todas as edições do torneio.

Para Thiago Monteiro, atual 89º. no ranking mundial, o Rio Open é um marco na carreira. “Foi aqui no Rio que eu consegui um dos maiores resultados da minha carreira, ganhando do Tsonga e com certeza ter jogado em casa fez uma diferença enorme. Agora, mais experiente, espero poder voltar a ter um bom resultado e vou levar comigo a inspiração desse dia para a quadra em fevereiro.”

Esportivamente o torneio também é conhecido pelo seu alto nível. É o primeiro ATP World Tour 500 da história do Brasil e integra o seleto grupo de 13 torneios denominados ATP 500, sendo um dos 22 mais importantes do calendário da ATP e único que ocorre no país. Isso o credencia como o maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro e um dos únicos torneios ATP 500 de saibro no mundo. Para a edição de 2020 já estão confirmados o austríaco Dominic Thiem, quarto colocado do ranking mundial; o italiano Matteo Berrettini, Top 10 no ranking; o croata Borna Coric, grande nome da nova geração da ATP e o argentino Diego Schwartzman, 14o. colocado na ATP e campeão do Rio Open em 2018. Os brasileiros campeões de Grand Slam, Marcelo Melo e Bruno Soares e Thiago Monteiro, número um do Brasil, também já garantiram a participação. Promessa de belas disputas na Cidade Maravilhosa.

“O Rio Open está para o tênis do Rio assim como o Rock in Rio está para a música. É o maior evento de tênis da América Latina. O impacto no desenvolvimento do esporte no nosso estado é incomensurável. Os apaixonados pelo tênis vivem dias de euforia vendo de perto grandes nomes do tênis. Estimula atletas e outros profissionais. As crianças podem ver, se espelhar em seus ídolos e sonhar um dia estar ali também.  O Rio Open é parte importante da história do tênis no Brasil”, diz Mauro Farias, presidente do ICT.

Secretário de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, Felipe Bornier, também comentou sobre a importância do evento.

“O Rio Open é um evento extraordinário que já entrou no calendário de Esportes do Estado do Rio de Janeiro. Conhecido por trazer grandes atletas do mundo inteiro para a nossa cidade, o maior torneio de tênis da América do Sul é, também, mais uma grande oportunidade de mostrar para o mundo o que nós temos de melhor, atraindo investimento, desenvolvendo capital humano e gerando renda. Trazer grandes eventos para o Rio é a meta do Governo”,

PROGRAMAÇÃO RIO OPEN 2020

O Rio Open começa no dia 15 com o qualifying e no dia 17 tem início a chave principal, com a Grande Final acontecendo no dia 25 de fevereiro.

A programação para a chave principal contará com duas sessões de segunda-feira a quinta-feira: Sessão 1, com início às 16h30; e Sessão Noite, a partir de 19h. Já de sexta-feira a domingo, o torneio terá sessão única. A sessão 1 será composta pelo 1º jogo da Quadra Central e mais todos os jogos das quadras externas. A sessão noite será formada pelos jogos que começam a partir de 19h na Quadra Central, além dos jogos nas quadras externas. Vale destacar que qualquer ingresso dá acesso ao complexo que será montado no Jockey Club Brasileiro, não importa a sessão.

Foto: Divulgação Peter Wrede

 

Thiago Monteiro vence argentino e conquista terceiro título da temporada

Tenista número um do Brasil, Thiago Monteiro (97o.) ratificou a sua condição de top 100 neste domingo ao conquistar o título do Challenger de Lima, no Peru. Ele derrotou, em 2h29min de jogo, o argentino Federico Coria (131o), por 6/2 6/7(7) 6/4 para erguer o terceiro trofeu da temporada e aparecerá na 89a. colocação na 2a. feira.

” Essa final foi uma batalha. Estou muito feliz com o meu jogo da semana toda e cada vez mais vou me solidificando,” comemorou o brasileiro. “Estou cumprindo o objetivo que era de chegar no top 100, agora entrando no top 90 e quero aproveitar as últimos duas semanas para somar ainda mais para conseguir entrar direto não só no Australian Open, mas também nos ATPs.”

Campeão em Punta del Este e em Braunschweig alguns meses atrás, o brasileiro soma agora quatro trofeus de torneios Challenger na carreira, tendo sido campeão em Aix en Provence em 2016.

O próximo desafio do cearense é o Challenger de Guaiaquil, em que aguarda o vencedor do jogo entre os também brasileiros Thiago Wild e Wilson Leite. Depois, o último torneio do ano é o Challenger de Montevideu.

Foto: Gino Salinas (Tenis al Máximo)

Thiago Monteiro vence peruano, em Lima, e joga pelo terceiro título do ano

O tenista brasileiro Thiago Monteiro está na final do Challenger de Lima, no saibro e jogará neste domingo pelo terceiro título da categoria na temporada. Número um do Brasil e 97o. na ATP ele derrotou o peruano Juan Pablo Varillas (161o) por 6/4 6/2 e enfrenta o argentino Federico Coria (131o) na decisão.

“Estou tendo uma semana boa. Cheguei bem antes aqui e ficamos treinando em Lima, então já me senti muito adaptado quando o torneio começou. Tive uma vitória de virada muito dura na segunda rodada que acabou me dando muita confiança. Ganhar do Varillas hoje também aumenta a confiança – ele vem de dois títulos seguidos – mas sei que vou enfrentar o Coria que tem jogado muito também nesse fim de ano,” analisou o brasileiro. “Vou entrar em quadra focado no meu jogo e de olho nesse terceiro título da temporada.”

O cearense foi campeão dos Challengers de Punta del Este e Braunschweig neste ano. Na carreira são três trofeus no total (foi campeão do Challenger de Aix En Provence há três anos).

Torneio de tênis em Xangai tem nomes brasileiros em destaque

O brasileiro Marcelo Pinheiro Davi de Melo, está presente no ranking dos 100 maiores tenistas do país. Nascido em Belo Horizonte o tenista se destaca na categoria de duplas, onde alcançou o posto de número 1 pela primeira vez em 2015.

A história desse tenista não começou agora,hoje Marcelo é conhecido como um dos maiores tenistas do mundo na categoria duplista e já coleciona mais de trinta títulos.

Em 02 de novembro de 2015 o tenista entrou definitivamente para a história do tênis. Foi em Paris que o brasileiro brilhou vencendo o torneio de duplas sobre os, então melhores, Bob e Mike Bryan. Foi também nessa data que Marcelo Melo se transformou oficialmente no numero 1 do ranking de duplas ATP.

Melo participa do torneio de tênis em Xangai e junto com sua dupla, o polonês Lukasz Kubot, os dois deram mais um importante passo na luta por mais um titulo mundial.

Em entrevista Melo demonstra alegria e declara que apesar de um inicio considerado bom, eles cresceram ao longo da partida e acabaram definindo a vitória no match tie-break. Agora é montar uma estratégia para a próxima disputa. códigos promocionais.

Após mais uma boa apresentação no Masters 1000 Xangai, a dupla chegou às quartas de final e sua próxima disputa será contra seu ex parceiro, o croata Ivan Dodig, que joga ao lado do eslovaco Filip Polasek, lembrando que a dupla vem de uma vitória em cima de Rojer e Tecau por 7/6(6) 6/7(4) 10-7.

Uma derrota que surpreendeu a todos foi a do Novak Djokovic e do seu compatriota Filip Krajinovic por 6/3 6/2. A derrota foi diante da dupla britânica Jamie Murray e Neal Skupski em 58 minutos pelas oitavas de final.

Outro brasileiro que merece destaque é o cearense Thiago Monteiro, que disputa o torneio pela série Challenger de Santo Domingo, na República Dominicana. O Atleta que é um dos principais favoritos ao titulo, é também o centésimo sexto no ranking. O tenista teve um duelo contra outro brasileiro, o gaúcho Oscar Gutierrez, sendo preciso 1h42 em quadra para triunfar na partida por 6/3 7/5, tendo ainda que salvar três set points no 5/4 do segundo set.

Agora resta aguardar pela definição do duelo entre o favorito espanhol Mario Martinez e o chileno Alejandro Tabillo.

Alguns dos tenistas esperam ganhar destaque em Xangai para adquirir pontos e disputar o ATP Finals. Cinco nomes já estão confirmados: Federer, Nadal, Djokovic, Medvedev e Thiem. Alexander Zverev, Tsitsipas são postulantes para preencher as vagas, no caso, faltam três.

O número 1 do mundo, Novak Djokovic, atual campeão dos Masters 1000 Chinês, precisou de 1h14 para fazer 7/5 e 6/3 em uma vitória em cima do norte americano John Isner.

Masters 1000 de Xangai

Data: segunda-feira até domingo, 06 a 13 de outubro de 2019

Horário: madrugada e período da manhã

Local: Xangai, China

Thiago Monteiro estreia na rodada noturna; Guilherme Clezar encara favorito nesta quarta em Campinas

Principal tenista do Brasil no ranking mundial, Thiago Monteiro inicia campanha no Campeonato Internacional de Tênis na rodada noturna desta quarta-feira. O cearense espera casa cheia na Sociedade Hípica de Campinas para enfrentar o francês Maxime Hamou. A entrada do público é gratuita.

“Eu gosto muito de jogar aqui em Campinas, é um torneio muito legal, com boas condições de jogo e um pouco rápido por conta da altitude. A torcida sempre aparece em peso, acho que eu vou conseguir aproveitar bem essa energia positiva e estou motivado para a estreia”, afirmou o número 105 da ATP.

Monteiro foi semifinalista em Campinas no ano passado e é o cabeça de chave 3 nesta edição. Ele vem de semifinal em Buenos Aires na última semana e nunca enfrentou Hamou, 385º. “É sempre bom vir com ritmo, uma semifinal é importante e pretendo jogar ainda melhor esta semana. Meu treinador viu um pouco do jogo (de Hamou) hoje, então a gente vai traçar a tática para fazer uma boa estreia”.

A partida acontece por volta das 20h na Quadra Central João Lima. Antes, a rodada noturna tem início às 18h30 com o jogo de duplas entre os convidados brasileiros Matheus Pucinelli e João Lucas Reis contra o peruano Sergio Galdos e o argentino Leonardo Mayer.

CLEZAR, MELIGENI, SAKAMOTO E MATOS TAMBÉM JOGAM

A quarta-feira ainda terá outros quatro brasileiros em ação na segunda rodada. Na Quadra Central, o campineiro Felipe Meligeni encara o argentino Federico Coria, cabeça 5. O jogo acontece não antes das 14h. Às 16h30, o gaúcho Guilherme Clezar desafia o boliviano Hugo Dellien, principal favorito ao título e 85º do mundo.

Outros destaques da tarde são os jogos do paulista Pedro Sakamoto e do gaúcho Rafael Matos, na Quadra 3, e a estreia do carioca Fernando Romboli nas duplas, ao lado do mexicano Miguel Angel Reyes-Varela, na Quadra 4.

 

PROGRAMAÇÃO DE QUARTA-FEIRA

QUADRA CENTRAL – 10h
G. Elias (POR) vs S. Nagal (IND)
F. Bagnis (ARG) vs J. P. Varillas (PER)

Não antes de 14h
F. Coria (ARG) vs F. Meligeni (BRA)

Não antes de 16h30
H. Dellien (BOL) vs G. Clezar (BRA)

Não antes de 18h30
[WC] M. Pucinelli (BRA)/J. L. Reis (BRA) vs S. Galdos (PER)/L. Mayer (ARG)
M. Hamou (FRA) vs T. Monteiro (BRA)

 

QUADRA 3 – 10h
T. M. Etcheverry (ARG) vs A. Collarini (ARG)
[WC] R. Matos (BRA) vs F. Cerundolo (ARG)

Não antes de 13h
G. Andreozzi (ARG) vs P. Sakamoto (BRA)
J. Hernandez-Fernandez (DOM)/D. Hidalgo (EQU) vs O. Luz (BRA)/R. Matos (BRA)

 

QUADRA 4 – 10h
R. Olivo (ARG) vs D. Hidalgo (EQU)
G. Villanueva (ARG) vs A. Tabilo (CHI)

Não antes de 13h
M. A. Reyes-Varela (MEX)/F. Romboli (BRA) vs R. Olivo (ARG)/M. Zukas (ARG)
N. Alvarez (PER)/F. Bagnis (ARG) vs M. Cuevas (URU)/F. Mena (ARG)

Sorteio define confronto entre brasileiros e possíveis adversários de Monteiro, Menezes e Bellucci no Challenger de Campinas

Os confrontos entre brasileiros marcarão o início do Campeonato Internacional de Tênis, que começa nesta segunda-feira, a partir das 10h, nas quadras de saibro da Sociedade Hípica de Campinas. O sorteio da chave principal, realizado na tarde deste sábado, colocou tenistas da casa frente a frente em três jogos da primeira rodada, além de garantir outro confronto nacional na segunda fase.

Principais nomes do país inscritos no torneio de acordo com o ranking da ATP, Thiago Monteiro, João Menezes e Thomaz Bellucci são cabeças de chave. Assim, farão suas estreias já na segunda rodada e ainda não conhecem seus adversários. O que está garantido é que Menezes, cabeça 9, enfrentará outro brasileiro, visto que aguarda o vencedor do jogo entre o gaúcho Orlando Luz e o catarinense Pedro Boscardin Dias.

Luz aparece nesta semana em sua melhor colocação no ranking mundial, 322º, e é o 5º entre os brasileiros. Mesmo com 21 anos de idade, o gaúcho será o mais experiente em quadra na estreia. Boscardin, de apenas 16 anos, ainda disputa o circuito juvenil e recebeu um convite – wild card – para jogar um Challenger pela primeira vez.

A nova geração do tênis brasileiro também medirá forças na partida entre o paranaense Thiago Seyboth Wild, de 19 anos, e o campineiro Felipe Meligeni, 21. Por fim, o gaúcho Guilherme Clezar enfrentará o capixaba Jordan Correia, que treina na Espanha e jogará um torneio profissional no Brasil pela primeira vez. O vencedor terá pela frente na segunda rodada o boliviano Hugo Dellien, 82º do mundo e cabeça de chave 1.

Completam a lista de brasileiros na 9ª edição do Campeonato Internacional de Tênis: Oscar Gutierrez, Pedro Sakamoto, Matheus Pucinelli, Gilbert Klier Junior, João Lucas Reis e Rafael Matos. A programação dos jogos de segunda-feira será divulgada neste domingo, bem como as chaves de duplas e qualifying. O 3º maior torneio do Brasil distribui US$ 54 mil em premiação e tem entrada gratuita do público.

CONVITES DÃO ESPAÇO PARA A NOVA GERAÇÃO

O ATP Challenger de Campinas será uma boa oportunidade para novos nomes do Brasil buscarem pontos preciosos no ranking e experiência  na transição para o circuito profissional. Entre os contemplados com convites da organização, o brasiliense Glibert Klier Junior e o pernambucano João Lucas Reis, ambos de 19 anos, disputarão um Challenger pela primeira vez – assim como Pedro Boscardin.

Aos 18 anos, o campineiro Matheus Pucinelli jogará em casa em busca da maior vitória no circuito profissional. O mesmo vale para o gaúcho Rafael Matos, de 23 anos, que nesta temporada soma um título em três finais em Futures. O número de brasileiros na chave principal ainda pode aumentar. O baiano Natan Rodrigues, de apenas 17 anos, recebeu um convite para o qualifying e, na segunda-feira, tentará uma vaga em seu segundo torneio como profissional.

“Como único ATP Challenger do País nesta temporada, temos uma grande responsabilidade na seleção dos convites. Como em todas as oito edições do torneio, buscamos diversificar os wild cards e priorizar os jovens tenistas que tenham alcançado boas campanhas ao longo desta temporada. Este evento proporcionará grandes desafios aos mais jovens, um aprendizado que independentemente do resultado somente tem a agregar na carreira do jogador em transição”, analisa Danilo Marcelino, diretor do Campeonato Internacional de Tênis.

PRIMEIRA RODADA – ATP CHALLENGER DE CAMPINAS
[1] H. Dellien (BOL) – Bye
J. Correia (BRA) vs. G. Clezar (BRA)
B. Malla (CHI) vs. [WC] R. Matos (BRA)
[13] F. Cerundolo (ARG) – Bye
[9] J. Menezes (BRA) – Bye
O. Luz (BRA) vs. [WC] P. Boscardin Dias (BRA)
G. Elias (POR) vs. M. Cuevas (URU)
[6] S. Nagal (IND) – Bye
[4] G. Andreozzi (ARG) – Bye
P. Sakamoto (BRA) vs. P. Toledo Bague (ESP)
[WC] G. Klier Junior (BRA) vs. N. Alvarez (PER)
[15] J. Jahn (GER) – Bye
[12] J. Hernandez-Fernandez (DOM) – Bye
A. Gonzalez (COL) vs. [WC] J. Reis Da Silva (BRA)
M. Zukas (ARG) vs. J. Ficovich (ARG)
[8] F. Mena (ARG) – Bye
[7] F. Bagnis (ARG) – Bye
O. Gutierrez (BRA) vs. J. Varillas (PER)
[WC] M. Pucinelli De Almeida (BRA) vs. T. Etcheverry (ARG)
[10] A. Collarini (ARG) – Bye
[14] R. Olivo (ARG) – Bye
D. Hidalgo (ECU) vs. Qualifier
M. Hamou (FRA) vs. N. Mejia (COL)
[3] T. Monteiro (BRA) – Bye
[5] F. Coria (ARG) – Bye
F. Meligeni Rodrigues Alves (BRA) vs. T. Seyboth Wild (BRA)
G. Villanueva (ARG) vs. Qualifier
[11] A. Tabilo (CHI) – Bye
[16] T. Bellucci (BRA) – Bye
G. Olivieri (ARG) vs. C. Lindell (SWE)
C. Ugo Carabelli (ARG) vs. A. Velotti (ARG)
[2] L. Mayer (ARG) – Bye

Thiago Monteiro avança à semifinal em Buenos Aires

O tenista brasileiro Thiago Monteiro está na semifinal do Challenger de Buenos Aires. Número um do Brasil (108. na ATP) e cabeça de chave 4 ele venceu o argentino Andrea Collarini (215o.), de virada, por 3/6 6/1 7/5 e neste sábado encara o indiano Sumit Nagal (161o.) em busca de vaga na final do torneio que distribui U$ 54 mil em prêmios e pontos no ranking mundial.

“Está sendo um bom começo de gira, especialmente com o nível alto não só do torneio mas de toda a turnê da América Latina. Estou muito feliz com essa semi, mas preciso estar bem preparado para enfrentar o Nagal na semi. Ele vem jogando muito bem e não vai ser fácil,” antecipou o brasileiro.

Neste ano o cearense que treina na Argentina, conquistou o título dos Challengers de Braunschweig e Punta del Este.

Com vitória dos mineiros e de Thiago Monteiro, Brasil vence Barbados na Copa Davis em Criciúma

A festa foi brasileira neste fim de semana de Copa Davis. Em Criciúma, na Sociedade Recreativa Mampituba, os donos da casa comemoram a vitória por 3 a 1 no confronto contra Barbados. O encontro entre as duas equipes terminou neste sábado com as vitórias de Marcelo Melo/Bruno Soares nas duplas e de Thiago Monteiro no jogo de simples. O triunfo leva o Brasil ao próximo degrau da Copa Davis, em março do ano que vem, quando jogará o Qualifiers em busca de um lugar no Madrid Finals, em novembro.

Na partida de duplas, os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares fizeram valer toda a experiência de Copa Davis e de circuito internacional para superar o duelo contra os barbadianos Darian King e Haydn Lewis. A parceria brasileira contou com a força da torcida para ganhar o primeiro jogo do dia por 7/6(4) e 7/5, em 1h43min de duelo.

“É sempre um sentimento especial defender as cores do país, jogar a Copa Davis é sempre uma grande honra, ainda mais dentro de casa. Toda vez que jogamos no Brasil, a torcida sempre lotou e para nós essa energia faz toda a diferença”, destacou Bruno Soares. “Nós sabemos da importância do jogo de duplas, sabemos o valor que tem. Entramos bem preparados para este jogo e, nos momentos cruciais, a gente conseguiu sobressair por toda essa experiência que a gente tem de anos no circuito”, completou Melo.

Depois de 30 minutos de descanso, Darian King voltou à quadra central do Mampituba para enfrentar Thiago Monteiro. O número 1 do Brasil dominou o primeiro set e fechou a parcial por 6/4. Apesar da melhora de Darian no set seguinte, o cearense foi preciso nos momentos cruciais e levou a parcial no tie-break, fechando em 7/6(4).

“Eu sabia que seria um jogo duro. O King é um atleta com experiência em Copa Davis. Aproveitei bastante o apoio da torcida, que compareceu em peso hoje, para contornar a situação adversa no segundo set. Conquistar a vitória foi uma felicidade muito grande. A gente trabalhou bem duro durante toda a semana e merecia essa vitória”, afirmou Thiago Monteiro.

A primeira participação de Jaime Oncins como capitão do time brasileiro terminou com vitória. O atual treinador da equipe defendeu o país na competição por 11 anos, chegando às semifinais do Grupo Mundial em duas ocasiões, 1992 e 2000, e começou com o pé direito o trabalho como líder do grupo.

“Desde o dia que chegamos aqui, todo mundo entendeu o que precisava ser feito nos treinamentos até o dia dos jogos. Ontem, o dia foi como esperado, com partidas duras. Copa Davis é assim mesmo, jogos decididos em cima de detalhes. A avaliação é a melhor possível. Todo mundo cumpriu com seu papel e estão todos de parabéns”, avaliou Jaime Oncins.

Os confrontos da Copa Davis começaram na sexta-feira, com duas partidas de simples. No jogo de estreia, Darian King superou João Menezes por 2 sets a 1: 3/6, 6/4 e 6/2. Depois, Thiago Monteiro deixou tudo igual com o triunfo sobre Haydn Lewis por duplo 6/2.

RESULTADOS DOS JOGOS
Sexta-feira
Darian King d. João Menezes por 3/6, 6/4 e 6/2
Thiago Monteiro d. Haydn Lewis por 6/2 e 6/2
Sábado
Marcelo Melo/Bruno Soares d. Darian King/Haydn Lewis por 7/6(4) e 7/5
Thiago Monteiro d. Darian King por 6/4 e 7/6 (6)

Menezes leva virada, Monteiro vence e Brasil e Barbados empatam confronto no 1º dia da Copa Davis

Terminou tudo igual no primeiro dia de Copa Davis. Nesta sexta-feira, no confronto entre Brasil e Barbados, cada equipe venceu uma partida na Sociedade Recreativa Mampituba, em Criciúma (SC). No jogo que abriu a rodada, o barbadiano Darian King venceu João Menezes por 2 sets a 1 em uma partida bastante equilibrada, depois Thiago Monteiro superou Hayden Lewis por 2 sets a 0.

A decisão do confronto ficou para este sábado, a partir das 11h com os jogos de duplas. Marcelo Melo e Bruno Soares entram em quadra para enfrentar Darian King/Haydn Lewis. Quem vencer esta partida terá a chance de fechar o encontro se vencer o próximo jogo, entre Monteiro e King. Havendo necessidade, a quinta partida será entre João Menezes e Haydn Lewis.

O duelo entre João Menezes e Darian King, que teve 2h37min de duração, começou com um excelente primeiro set do brasileiro. Com quebras no quarto e no sexto game, o mineiro confirmou a vitória parcial por 6/3. A partir do segundo set, o tenista do país caribenho conseguiu equilibrar a partida e venceu a parcial por 6/4. O último set também foi de King, que venceu por 6/2.

“Eu saquei muito bem no primeiro e no segundo sets, conseguindo variar o saque e usando a segunda bola mais agressiva. Fui sólido, principalmente no primeiro set. A lição que levo é que tenho que tentar jogar mandando mais no ponto. O Darian tem uma característica diferente, gosta de pontos mais longos, troca bastante bola e não erra muito. Quando consegui ser mais ofensivo, levei vantagem”, analisou João Menezes.

No segundo confronto do dia, Thiago Monteiro dominou a partida contra Haydn Lewis e aproveitou quatro quebras do serviço adversário para vencer por duplo 6/2, em apenas 1h05min. O brasileiro voltará à quadra para o segundo jogo deste sábado para encarar Darian King.

“O Darian King é um cara que é bem consistente, bem sólido. Ele gosta de se fortalecer no erro do adversário, não é de dar bola fácil, nem de errar muito. Vai ser preciso ter muita paciência e constuir bem os pontos, aproveitando as oportunidades que aparecerem”, frisou Monteiro.

O capitão Jaime Oncins, que estreou no comando da equipe nesta sexta-feira, elogiou a postura dos dois brasileiros. “O dia foi produtivo. O Thiago jogou bem, assim como o João, mas o King fez por merecer a vitória. O João estava estreando e fez o que a gente pediu: lutou o tempo todo, deu 100%”, destacou o treinador.

O vencedor do duelo entre Brasil e Barbados irá avançar para o World Qualifiers, que será disputado em março do próximo ano. O vencedor deste confronto tem a chance de chegar ao Grupo Mundial da Copa Davis, em novembro, em Madrid.

Foto: Luiz Candido/CBT

João Menezes abre o confronto da Davis contra Barbados. Monteiro joga na sequência

A estreia da Copa Davis está marcada para esta sexta-feira em Criciúma (SC). A partir das 12h, na Sociedade Recreativa Mampituba, Brasil e Barbados dão início ao duelo válido pelo Zonal Americano I da competição. Número 2 do Brasil, João Menezes abre o confronto diante de Darian King, principal tenista do país caribenho. Na sequência, Thiago Monteiro, número 1 do Brasil, duela contra Haydn Lewis.

A ordem dos confrontos foi definida nesta quinta-feira, durante o sorteio promovido pela Federação Internacional de Tênis (ITF). O duelo tem sequência no sábado, a partir das 11h. A ordem é a seguinte: Marcelo Melo/Bruno Soares x Darian King/Haydn Lewis; Thiago Monteiro x Darian King; e João Menezes x Haydn Lewis.

“Sempre existe o frio na barriga de jogar pela primeira vez alguma coisa, mas é aquele frio na barriga gostoso, que todo atleta anseia por isso. Tem que tirar proveito e fazer isso virar motivação. Jogando em casa, com apoio da torcida, temos tudo para desempenhar bem”, destaca o mineiro João Menezes, estreante em duelos na Copa Davis.

O frio na barriga não é exclusividade de quem vai encarar a competição pela primeira vez. Mais experiente, o cearense Thiago Monteiro é membro da equipe desde 2016 e fará sua 12ª partida pelo torneio. “Jogar a Copa Davis é a realização de um sonho. Todo atleta quando começa quer chegar aqui, quer jogar um Grand Slam, representar o país. Então, tento fazer valer o máximo possível essa oportunidade, desde a semana de treinamentos até os jogos”, afirma.

Nas duplas, o Brasil contará mais uma vez com a parceria Melo/Soares. Juntos, eles atuaram em 16 partidas na Copa Davis, com um histórico de 12 vitórias e quatro derrotas. No sábado, eles irão colocar a experiência dentro de quadra para tentar ajudar o país mais uma vez.

“Estamos jogando em casa, nas condições que a gente escolheu e quer jogar. Chegamos com antecedência para nos adaptar ao que vamos encontrar no fim de semana. A gente vem treinando super bem, toda a equipe está fazendo um grande trabalho e a expectativa é muito positiva”, diz Bruno Soares. “Jogar a Copa Davis é muito importante, é algo que sempre colocamos como prioridade no calendário. Fico feliz, tenho aquele frio na barriga, ao mesmo tempo fico muito contente porque não temos muitas oportunidades de jogar no Brasil”, completa Marcelo Melo.

O vencedor do duelo entre Brasil e Barbados irá avançar para o World Qualifiers, que será disputado em março do próximo ano. O vencedor deste confronto tem a chance de chegar ao Grupo Mundial da Copa Davis, em novembro, em Madrid.