Feijão supera jovem Reis e chega à semi em Ribeirão Preto. Dutra da Silva enfrenta Lindell

João Souza, o Feijão, e Alex Blumenberg alcançaram as semifinais da quarta etapa do Circuito Internacional de Tênis, apresentada pelo Santander e Ministério do Esporte, nesta sexta-feira (16/11).  Em busca de uma vaga na final, os paulistas se enfrentam neste sábado, em horário a definir, no Ipê Golf Club. A revelação local de 16 anos, Gustavo Heide, vindo do qualifying, finalizou a campanha em Ribeirão Preto nas oitavas de final. A entrada é gratuita.

Feijão, principal favorito, conquistou sua 13ª vitória consecutiva depois de vencer uma batalha de 3h23 contra João Lucas Reis, de 18 anos, por 6/4 5/7 6/4, e sob um calor de 33 graus. “Acho que a minha experiência foi fundamental hoje. Senti um pouco o cansaço, depois de tantos jogos e também com o calor. Foi o jogo mais duro que fiz até agora dessa gira. Estou me elevando mentalmente nos momentos chaves do jogo e isso está fazendo a diferença”, afirma o paulista de 30 anos.

Feijão e Blumenberg se enfrentaram na semana passada em São Paulo, com vitória para o ex-top 70 por 7/6(4) 7/6(4). “O Blumenberg está jogando bem e está confiante, mas eu também estou confiante, depois de tantas vitórias. Espero poder tirar vantagem da minha experiência”, conta o paulista, 366º.

O qualifier Alex Blumenberg foi o primeiro tenista a garantir vaga na semifinal no Ipê Golf Club. O paulista de 26 anos superou o carioca Carlos Eduardo Severino, com duplo 6/4. Esta é sua primeira semifinal desde setembro de 2016 e ele enfrenta Feijão em busca de uma final inédita na carreira.  O paulista Daniel Dutra da Silva e o sueco Christian Lindell se enfrentam na semifinal.

Segundo favorito, Dutra da Silva derrotou nas quartas de final o paulista Fernando Yamacita, por 6/0 6/2. “Entrei bem firme, taticamente joguei muito bem e aproveitei minhas chances. Estou me sentindo bem para jogar aqui, apesar do calor”, conta Dutra da Silva, 499º, que tenta sua segunda final da temporada. Recordista brasileiro em Futures, com 23 troféus, Dutra da Silva venceu o único confronto com Lindell, em 2013.

No último duelo de quartas de final da programação, o cabeça de chave 3, Christian Lindell ganhou rodada dupla, após passar pelo suíço Aaron Schmid por 6/2 7/6(3). Mais cedo, o sueco havia vencido Gustavo Heide, na partida adiada pela chuva.

Foto: João Pires/Fotojump

Matos, Zé Pereira e Dutra da Silva conhecem adversários de estreia no Future de Curitiba

Foram conhecidos neste sábado (20/10) os confrontos de primeira rodada da chave principal da terceira etapa do Circuito Internacional de Tênis, apresentado pelo Santander e Ministério do Esporte, com início a partir de segunda-feira (22), no Graciosa Country Club. O torneio da série Future distribui US$ 15 mil em prêmios. A entrada é gratuita.

Terceiro favorito, José Pereira, pernambucano radicado em Curitiba, inicia campanha contra um qualifier. O tenista de Mogi das Cruzes, João Souza, o Feijão, cabeça de chave 2, contemplado com wild card, estreia contra o paulista André Miele.  Principal favorito, o gaúcho Oscar Gutierrez enfrenta o argentino Federico Monzon.

Cabeça de chave 4, o paulista Daniel Dutra da Silva estreia contra Gabriel Ciro, que ganhou um wild card. “Quero me sentir bem em quadra, estou evoluindo a cada jogo. Pretendo somar o maior número de pontos possíveis neste final de ano para tentar terminar no top 300”, disse Dutra da Silva, 556º, que disputará as finais de simples e duplas do Future de Mogi das Cruzes neste domingo.

O sorteio também colocou Rafael Matos, cabeça de chave 6, diante do argentino Ignacio Carou. O pernambucano João Lucas Reis, cabeça 7, enfrenta o argentino Maximiliano Estevez na primeira rodada. Quinto favorito, o sueco Chistian Lindell fica frente a frente com o paulista Alexandre Tsuchiya. Os jogadores que receberam wild card, Felipe Meligeni Alves e Guilherme Toresan se enfrentam na estreia.

Foto: João Pires/Fotojump

Clezar estreia com vitória no Challenger de Cordenons. Daniel Dutra fura o quali e joga na 3ª

Nesta segunda-feira, Guilherme Clezar conseguiu uma boa vitória na estreia do Challenger de Cordenos, na Itália, que é disputado no saibro.

O brasileiro superou em sets diretos o jovem italiano Riccardo Belzerani, com parciais de 6/2 e 7/5. Nas oitavas de final, o adversário de Clezar será o vencedor da partida entre o argentino Pedro Cachin e o italiano Jacobo Berrettini.

Quem estreia na chave principal nesta terça, depois de furar o qualifying, é Daniel Dutra da Silva, enfrentando o convidado local Francesco Forti.

Foto: Ricardo Moreira/DGW Comunicação

Daniel Dutra Silva conquista 20º título de Future da carreira, em Piracicaba, e já pensa nos Challengers

Future de Piracicaba peqDaniel Dutra da Silva conquistou neste sábado o 20º título de Future da carreira ao derrotar Bruno Sant’Anna por 7/5 6/3 na final do Future São Paulo 2016, realizado desde o último dia 25 de junho nas quadras de saibro no Clube de Campo de Piracicaba.
Aos 27 anos, Daniel é o brasileiro que mais Futures venceu no Circuito Internacional, motivo para almejar novos desafios.
“Muito feliz, contente por estar jogando bem de novo. Estou muito feliz em vencer aqui, gosto muito desse clube e conquistar o 20o título é legal, mas não quero parar por aqui, vamos melhorar, vamos tentar agora esse número nos Challengers”, falou Daniel que venceu em Piracicaba 10 anos depois do irmão Rogério Dutra Silva. Ele foi campeão em 2006.
“Acho que a gente tem mesmo alguma coisa com essa cidade, com esse clube. Agradeço à torcida que veio essa semana toda. Isso é muito importante para nós jogadores e estou feliz em vencer aqui”, completou.

Em partida muito equilibrada, o que fez a diferença foi uma lesão no braço direito de Sant’Anna, sentida no início da partida. Atual 685o do ranking e retornando de uma série de lesões e cirurgia, Bruno vai ganhar US$848,00 e somar 10 pontos no ranking.

Melhor para Daniel, 386O da ATP, que ganha US$1440,00 e 18 pontos, o que deve coloca-lo mais perto do objetivo que é recuperar o melhor ranking da carreira, 231 em 2009. Na próxima lista mundial, deve aparecer por volta de 352o.

Rafael Matos e Igor Marcondes ganham nas duplas

Igor Marcondes e Rafael Mattos são campeões de duplas do Future São Paulo. A final foi na noite desta sexta-feira contra Daniel Dutra Silva e Eduardo Russi. Marcondes e Matos venceram por 7/5 2/6 10/6. Esse foi o segundo título deles. O primeiro foi em março na Argentina. Jovens de idade- Rafael tem 20 e Igor tem 19- e com a parceria montada no início do ano, os dois comemoram o título e a realização dos Futures no Brasil.

“Esse título fortalece ainda mais a parceria dentro e fora de quadra. De três torneios ganhamos dois, um eu abandonei, então precisamos continuar jogando juntos.”, contou Rafael Matos.
Atingir um bom ranking e começar a ganhar na simples também é uma barreira dura de passar e quanto mais torneios no Brasil melhor, vai incentivando a garotada a jogar. Depois desses (4 futures) no Brasil não tem mais nada, precisa ir para a Europa ou Estados Unidos, e lá é difícil entrar e é caro”, completou.

“Muita experiência que a gente vai pegar nesses torneios aqui, temos que jogar e tentar somar ranking, fazer uma boa base para poder entrar nos challengers do segundo semestre no Brasil”, disse Igor Marcondes.

Com esse título, Marcondes e Matos ganham 18 pontos no ranking e US$ 620,00 em prêmios.

O Future São Paulo é uma realização do Cades, por meio da Lei Paulista de Incentivo ao Esporte do Governo do Estado de São Paulo e da Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude. O patrocínio é da Aché, mais vida para você, Profuse, Biofenac, Raizen e Comgás. O Future São Paulo tem apoio do Clube de Campo de Piracicaba.

Future São Paulo – US$ 10 mil
Clube de Campo de Piracicaba
Rua Torquato Silva Leitão, 292
Piracicaba/SP – Brasil
25 junho a 02 de julho

Foto: João Pires/Fotojump

Daniel Dutra alcança 6ª semifinal consecutiva na temporada no Future de Piracicaba

Daniel Dutra da Silva peqO Future São Paulo conheceu hoje pela manhã os primeiros semifinalistas do torneio com premiação total de US$ 10 mil, realizado no Clube de Campo de Piracicaba e com finais marcadas para sexta-feira a de duplas, e sábado, a de simples. As duas com entrada gratuita para os fãs de tênis na Avenida Torquato da Silva Leitão, 292.

O catarinense Thales Turini foi o primeiro a se garantir na semifinal ao derrotar Oscar Gutierrez(BRA) em dois sets, parciais de 7/5 6/1. Turini enfrentará em sua primeira semifinal nesta temporada, Daniel Dutra da Silva que vai jogar a sexta semifinal consecutiva em 2016, além de vir de dois títulos de Futures na Argentina.
Os dois querem voltar ao melhor ranking da carreira: 283o para Turini e 231o para Dutra Silva.

“Semifinal de um torneio como esse, os quatro estão jogando bem, mereceram estar alí, então vai ser mais um jogo duro”, disse Turini.

“Amanhã é outra pedreira, principalmente mentalmente, mas é entrar focado e tentar aproveitar ao máximo. Estou feliz com o que estou jogando. As vezes não é só a vitória, mas também como você está jogando e estou contente com isso”, explicou Silva, cabeça de chave 2 e atualmente na 386o posição.

Ricardo Hocevar eliminou o último estrangeiro na chave, o argentino Gabriel Alejandro Hidalgo por 6/4 6/2 e agora aguarda o adversário desta sexta-feira, que sai da partida entre o principal favorito Carlos Severino e Bruno SantAnna.

“Estou muito feliz com a semifinal e porque fiz uma sequencia boa de jogos, venho de uma semi no México também, perdi no detalhe e agora mais uma oportunidade de ir para a final. Estou trabalhando duro, mas o Cadu e o Bruno eu conheço bem, são bons competidores, experientes, já tiveram bons resultados, mas quem sabe, dá para ir para uma final”, falou Hocevar.

Resultados
Thales Turini(BRA) d. Oscar Gutierrez(BRA) 7/5 6/1
Ricardo Hocevar(BRA) d. Gabriel Hidalgo(CHI)6/4 6/2
Daniel Dutra da Silva(BRA) d. Wilson Leite(BRA)6/2 6/3
em andamento
Dutra Silva/E.Russi(BRA/BRA) G.Hidalgo/F.Martinez(ARG/ARG)
A.Laranja/T.Turini (BRA/BRA) I.Marcondes/R.Matos(BRA/BRA)
Carlos Severino(BRA) x Bruno SantAnna(BRA

Henrique Cunha bate Bruno Sant’anna e encara chileno na final do ITF de São José do Rio Preto

Henrique Cunha 2 peq 2O brasileiro Henrique Cunha, que consolida cada vez mais a sua boa fase, chegou neste sábado à final do ITF de São José do Rio Preto, que é disputado no saibro e tem uma premiação de US$ 15 mil.

Cunha venceu o compatriota Bruno Sant’anna em sets diretos, com parciais de 6/2 e 7/6(6) e neste domingo vai lutar pelo título contra o chileno Jorge Aguilar, que bateu o brasileiro Daniel Dutra da Silva de virada, com parciais de 4/6 7/6(2) e 6/1.

A final será um confronto inédito e o brasileiro vai em busca do seu terceiro troféu na temporada.