Soares e Murray vencem mais uma e estão na final do ATP 500 de Washington

Bruno Soares e Jamie Murray decidem neste domingo, o título do ATP 500 de Washington. Depois de derrotarem Raven Klaasen e Michael Venus, neste sábado, por 7/5 7/6(2), eles tentam o segundo trofeu da temporada 2018, contra o vencedor do confronto entre Mike Bryan/Edouard Roger Vasselin x o ganhador do jogo entre Dodig/McLachlan e Kudla/Tiafoe. Esta será a 55a. final da carreira de Bruno Soares, que tem 27 títulos e 27 vice-campeonatos.

Campeões no início do ano em Acapulco (500) e vice em Queen’s (500) e Doha (250), com Murray, Bruno espera sair de Washington com o trofeu desta vez e aproveitar o embalo que começou na temporada de grama. “A temporada de saibro foi muito difícil pra gente. Depois que terminou o saibro veio muita coisa que a gente gosta de jogar. Jogamos super bem Queen’s (vice) e Wimbledon (quartas) e conseguimos voltar já com esse ritmo, em mais uma final de ATP 500. Vamos ver se a gente consegue ganhar agora, ao contrário de Queen’s.”

Esta também é a segunda vez que Bruno decide o título em Washington, tendo sido vice em 2008, com Kevin Ullyett.

O ATP 500 de Washington é o primeiro que Bruno e Murray disputam na temporada norte-americana, que culmina com o US Open, no fim de agosto. Há dois anos, em Nova York, Bruno e Murray conquistaram o segundo Grand Slam de duplas da carreira, depois de terem sido campeões do Australian Open, no início daquele mesmo 2016. De Washington eles seguem para Toronto e Cincinnati, antes de chegarem ao último Grand Slam do ano.

Bruno Soares e Jamie Murray jogam neste sábado a semifinal do ATP 500 de Washington

Bruno Soares e Jamie Murray disputam neste sábado, em Washington, uma vaga na final do ATP 500 local. Depois de derrotarem Divij Sharan e Artem Sitak, de virada, por 4/6 6/1 10-5, eles enfrentam Raven Klaasen e Michael Venus, de olho na decisão do primeiro torneio que disputam na temporada da América do Norte, que culminará com a disputa do US Open, no fim de agosto.

Em um torneio marcado pela chuva e atrasos, para Bruno Soares o que importa, apesar das diversas interrupções e incertezas nos horários de treinos e jogos é que estão jogando bem. “É uma semana em que o torneio está sofrendo bastante com a chuva. Tivemos paralisação de 5 horas no primeiro jogo, outra paralização agora, mas é algo que acontece com todos os jogadores e temos que estar preparados. O principal é que estamos jogando bem, ganhando as partidas no super tie-break. Amanhã temos uma semifinal de ATP 500 e vamos ver se conseguimos buscar uma final para iniciar com tudo essa gira do verão americano.”

Dez anos atrás, Bruno Soares foi vice-campeão do ATP de Washington, ao lado do parceiro sul-africano Kevin Ullyett. No ano passado ele e Murray foram semifinalistas do torneio.

Bruno e Jaime lutam muito, mas levam virada nas 4ªs de final de Wimbledon

O tenista brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray foram eliminados nesta terça-feira, em uma batalha de 4h15min, nas quartas-de-final do torneio de Wimbledon. Cabeças-de-chave 5 eles perderam na quadra central do All England Club, para a dupla do o sul-africano Raven Klaasen e do neozelandês Michael Venus, por 6/7(5) 7/6(5) 5/7 7/6(4) 6/4.

“Foi mais umas quartas de cortar o coração aqui,” lamentou o Bruno. “Estava um dia de gala, num cenário perfeito na quadra central. A gente estava jogando super bem e acho que o jogo modificou a dinâmica quando sacamos para o segundo set e perdemos o saque. Se a gente fizesse dois sets a zero era muito difícil a gente perder. No fim das contas foi um bom torneio chegar às quartas, mas com gosto extremamente amargo. Assim é o esporte. Não dá para se lamentar muito. Tenho que descansar o que der e ficar pronto para a dupla mista amanhã.”

Esta foi a quinta vez que Bruno alcançou as quartas-de-final em Wimbledon. A primeira vez foi em 2009, com Kevin Ullyett; depois com Alexander Peya em 2014 e 2015 e novamente em 2016 com o atual parceiro, Jamie Murray.

Bruno joga nesta terça as oitavas-de-final da competição de duplas mistas. Cabeças-de-chave 2, ele e a russa Ekaterina Makarova, enfrentam os americanos Jack Soch e Sloane Stephens.

Soares e Murray vencem mais uma e estão nas 4ªs de Wimbledon. Mineiro avança nas mistas

O tenista brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray avançaram nesta segunda-feira às quartas-de-final do torneio de Wimbledon. Cabeças-de-chave 5 eles derrotaram a dupla dos ingleses Neal Skupski e Ken Skupski por 6/3 6/4 6/4 e jogam agora por uma inédita semifinal no Grand Slam inglês.

“Foi mais um grande jogo. A gente esperava uma partida bem complicada e conseguimos resolver em três sets, sem passar tanto aperto e jogando bem de novo. Fomos super agressivos no saque e botamos muita bola em jogo na devolução,” analisou Bruno, que tentará avançar à semifinal de Wimbledon pela primeira vez na carreira.

“Eu tenho um histórico de muitas quartas aqui em Wimbledon e quem sabe esse é o ano de pegar essa semifinal. Estamos jogando bem, estamos confiantes e precisamos seguir desta maneira.”

Bruno Soares disputou as quartas-de-final em Wimbledon em quatro ocasiões. A primeira vez foi em 2009, com Kevin Ullyett; depois com Alexander Peya em 2014 e 2015 e novamente em 2016 com o atual parceiro, Jamie Murray.

A dupla adversária do confronto que vale a vaga na semi, sairá do confronto entre o português João Sousa e o argentino Leonardo Mayer e o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus.

Na chave de duplas mistas, o mineiro estreou com vitória nesta segunda-feira, ao lado da russa Ekaterina Makarova.

Cabeças de chave nº 2, eles venceram a chinesa Shuai Zhang e o australiano John Peers, com parciais de 7/6(4) e 6/3. Agora, nas oitavas de final, eles terão pela frente os norte-americano Sloane Stephens e Jack Sock.

Bruno Soares e Jaime Murray chegam às 8ªs de Wimbledon e encaram britânicos

O tenista brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray avançaram neste sábado às oitavas-de-final do tradicional torneio de Wimbledon, o terceiro Grand Slam da temporada.

Eles derrotaram a dupla do americano Taylor Fritz e do australiano Matthew Ebden, por 3 sets a 0, parciais de 7/5 6/3 6/1, em 1h40min de jogo, e agora enfrentam os irmãos ingleses Neal Skupski e Ken Skupski, na segunda-feira.

“Foi mais um grande jogo aqui. Nós jogamos super bem de novo e estamos bem felizes com esse resultado, em três sets novamente. Sacamos muito bem e não cedemos nenhum break point, aproveitando para guardar o máximo de energia possível para a próxima rodada,” disse Bruno, lembrando do fato de Wimbledon ser o único dos Grand Slams em que a disputa de duplas é em melhor cinco sets.

“Não é surpresa alguma enfrentar os Skupskis nas oitavas. A dupla joga super bem na grama e vem evoluindo a cada ano. Os dois juntos fizeram quartas no ano passado, perdendo um jogo duríssimo para o Marcelo e o Kubot. Eles vem se firmando. São muito bons e agressivos na grama. Temos outro jogo complicado, mas vamos seguir a nossa estratégia. As coisas que a gente vem fazendo tem dado certo e vamos aproveitar para descansar no domingo e estudar bem as jogadas deles e entrar com tudo na segunda.”

Nas duplas mistas, Bruno e a russa Ekaterina Makarova enfrentam John Peers, da Austrália e Shuai Zhang, da China.

Também neste sábado, na duplas mistas, Marcelo Demoliner e a espanhola Maria Martinez Sanchez foram superados na segunda rodada pelos norte-americanos Sloane Stephens e Jack Sock, com parciais de 7/5 e 6/2.

Foto: AELTC/Simon Bruty

Bruno Soares e Jamie Murray também vencem na estreia de Wimbledon

O tenista brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray estrearam com vitória em Wimbledon, o terceiro e mais tradicional Grand Slam da temporada. Eles derrotaram a dupla do italiano Paolo Lorenzi e do espanhol Albert Ramos Vinolas, por 3 sets a 0, parciais de 7/5 6/2 6/1 e voltam a jogar, provavelmente neste sábado, contra o australiano Matthew Ebden e o americano Taylor Fritz.

“Foi uma estreia muito boa. Nós jogamos super bem. O primeiro set foi mais complicado. A gente demorou um pouco para pegar a mão na devolução, mas o importante é que sacamos bem e a partir do 5 a 5 conseguimos jogar super bem. A estreia foi mais tranquila do que imaginávamos,” analisou Bruno.

Para a segunda rodada, o brasileiro espera um jogo mais complicado. “A dupla é diferente. Eles jogam mais agressivo e sacam melhor e também gostam de jogar na grama. Na grama é preciso sacar bem e continuar neste ritmo, mantendo o embalo.”

Na dupla mista, em que compete com a parceria russa Ekaterina Makarova, Bruno ainda espera os adversários.

Soares e Murray vencem mais uma e chegam à semi do ATP 500 de Quenn’s

Bruno Soares e Jamie Murray avançaram, nesta quinta-feira, à semifinal do ATP 500 de Queen’s, em Londres.

Eles derrotaram a dupla de Marcus Daniell, da Nova Zelândia e Wesley Koolhof, da Holanda, por 6/3 6/7(2) 10-7, em 1h34 min de jogo. Em busca de vaga na final eles enfrentam os favoritos ao título, o austríaaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic.

“Foi outro bom jogo, que complicou no final. Era para ter sido mais fácil. Tivemos set e break na frente, jogando super bem e acabamos complicando um pouco. Ainda bem que ganhamos. Jogamos na quadra central, com muita gente assistindo, em um dia de muito sol em Londres, perfeito para jogar. Estou muito feliz de estar na semi e agora vamos enfrentar os cabeças 1, que vai ser um ótimo desafio pra gente, em um torneio grande e na preparação para um Grand Slam,” analisou Bruno, campeão com Murray em Queen’s no ano passado e em 2014, com Alexander Peya.

Soares e Melo são eliminados de Roland Garros. Demoliner segue nas duplas mistas

Os dois duplistas brasileiros que seguiam na chave foram eliminados, neste sábado, em Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada, disputado no saibro.

Primeiro, Bruno Soares e o britânico Jaime Murray fizeram um jogo muito equilibrado, mas perderam em três parciais para o argentino Maximo Gonzalez e o chileno Nicolas Jarry, com parciais de 6/4 5/7 e 6/4, em partida válida pela segunda rodada.

“Foi mais um jogo que deixamos escapar. A gente teve mais chances e jogou melhor. No terceiro set a gente estava em um momento muito bom e acabaram escapando alguns break points. O jogo de hoje resume mais uma vez a nossa temporade saibro: frustrante,” analisou Bruno. “Agora é esfriar a cabeça, encerrar o ciclo do saibro e voltar com tudo para a grama, com outro estilo, outra gira e vir de cabeça fresca e preparado.”

Depois, Marcelo Melo e Lukasz Kubot entraram em quadra já pelas oitavas, mas não tiveram muitas chances diante do indiano Rohan Bopanna e o francês Edouard Roger-Vasselin, que triunfaram por 6/4 e 7/6(1).

O Brasil segue no torneio nas duplas mistas, com Marcelo Demoliner, que forma parceria com a espanhola Maria José Martina Sanchez.

Na primeira rodada, eles passaram pelo britânico Jamie Murray e a tcheca Katerina Siniakova, com parciais de 6/2 4/6 e 10/5. Nas oitavas, ainda em data indefinida, eles terão pela frente os britânicos Dominic Inglot e Johanna Konta.

Melo e Kubot vencem a 2ª em Paris e chegam às oitavas de final. Soares completa jogo no sábado

Marcelo Melo e Lukasz Kubot garantiram nesta sexta-feira (1) a segunda vitória no torneio de Roland Garros, em Paris, na França. Repetindo as mesmas parciais da estreia, a dupla cabeça de chave número 1 do Grand Slam derrotou os espanhóis Roberto Carballes Baena e Guillermo Garcia-Lopez por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em 1h39min, avançando para as oitavas de final.

Melo e Kubot voltam a jogar neste sábado (2), em busca de uma vaga nas quartas de final, enfrentando o indiano Rohan Bopanna e o francês Edouard Roger-Vasselin, cabeças 13. Será a quarta partida da programação da quadra 7, com início por volta das 11h (horário de Brasília). Nesta temporada, eles jogaram uma vez contra Bopanna e Roger-Vasselin, vencendo na semifinal do ATP 250 de Sidney, na Austrália, torneio em que foram campeões.

“Muito feliz, de novo, com a vitória de hoje. E especialmente pelo segundo set, no qual tivemos match point e não conseguimos fechar. Mas ficamos firmes. Eles saíram com vantagem no outro game, para quebrar. Recuperamos e, depois, quebramos já direto. Isso mostra que estamos jogando bem, voltamos a encontrar o caminho em momentos difíceis e conseguindo colocar isso em prática. Então vamos com tudo para o próximo jogo, amanhã (sábado), tentando manter da mesmo forma, que aí temos boa chance”, disse Melo.

Quem também entrou em quadra nesta sexta, mas teve seu jogo interrompido pela chuva foi Bruno Soares. O mineiro e o britânico Jamie Murray perdiam o 1º set para o argentino Maximo Gonzalez e o chileno Nicolas Jarry por 3/2, e completam a partida neste sábado.

Soares estreia com vitória em Roland Garros e, assim como Melo, joga 2ª rodada na 6ª

O brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray estrearam com vitória em Roland Garros, o segundo Grand Slam da temporada, nesta quinta, em Paris. Eles venceram a dupla de Dusan Lajovic, da Sérvia e Florian Mayer, da Alemanha, por 6/1 7/5 e voltam a jogar nesta sexta contra a parceria de Maximo Gonzalez, da Argentina e de Nicolas Jarry, do Chile.

“Foi uma boa estreia. Começamos muito bem o primeiro set, que foi quase perfeito. No segundo, obviamente sabíamos que eles iam ajustar alguma coisa e melhorar. Mas a gente manteve o nosso nível e conseguiu fechar em dois sets,” disse Bruno que espera um jogo duro na segunda rodada.

“Será um estilo parecido, com dois caras que jogam de fundo e pegando forte na bola. A gente jogou contra o Jarry em Barcelona, e é um cara que saca muito bem e bate muito forte. O Maxi Gonzalez é habilidoso e joga muito bem dupla. Vai ser um jogo duro, como todos aqui.”

A favor, Bruno e Murray tem a torcida brasileira sempre presente em Paris. “A torcida está fazendo barulho e o clima da quadra fica muito legal.”

Quem também joga na sexta-feira pela segunda rodada é Marcelo Melo  e o polonês Lukasz Kubot, que são os cabeças de chave número 1 do Grand Slam, e enfrentam os espanhóis Roberto Carballes Baena e Guillermo Garcia-Lopez. O jogo será nesta sexta-feira (1), por volta das 10h30 (horário de Brasília).

“Será, com certeza, mais um jogo duro. Mas estamos bem preparados e, depois da estreia, buscamos aprimorar algumas pequenas coisas para esta próxima rodada”, disse Melo, que participou no início da tarde desta quinta-feira da premiação dos juvenis do Brasil que venceram o Roland-Garros Junior Wild Card Competition by Longines e conquistaram vaga na chave juvenil do Grand Slam francês. Ana Paula Melilo e Mateo Reyes disputam a competição a partir deste domingo (3).

Quem também entrou em quadra nesta quinta, sendo eliminado na segunda rodada, foi Marcelo Demoliner, ao lado do mexicano Santiago Gonzalez. Os dois foram superados pelos espanhóis Marc e Feliciano Lopez, com parciais de 6/3 e 6/4.