Bruno Soares é superado nas 4as das duplas masculinas, mas vai à semifinal nas mistas na Austrália

A dupla formada pelo brasileiro Bruno Soares e pelo britânico Jamie Murray parou nas quartas de final do Australian Open nesta quarta-feira (23). Eles foram superados pela forte dupla do finlandês Henri Kontinen com o australiano John Peers, por 6/3 6/4.

“O jogo foi complicado. Eles sacaram bem, não tivemos nenhuma chance de quebrar o saque deles durante o jogo. Não tivemos o que fazer. Eles dominaram e não encontramos a solução na devolução”, afirmou Soares.
Kontinen e Peers foram campeões do Australian Open em 2017 e também já conquistaram o ATP Finals. “Obviamente sempre queremos ir mais longe, mas o importante é que estamos jogando firme no começo de ano”, acrescentou o mineiro, que ao lado de Jamie Murray foi campeão já nesta temporada do ATP de Sidney.
Fora das duplas, Soares continua vivo nas duplas mistas em Melbourne. A parceria com a americana Nicole Melichar venceu mais uma partida, contra a americana Abigail Spears e o colombiano Juan Sebastian Cabal, por 6/1 7/6(3), e está na semifinal, a um jogo da decisão de um Grand Slam.
A vaga na final será disputada nesta quinta (24) na Rod Laver Arena contra os australianos Astra Sharma e John Patrick Smith, após o duelo entre Rafael Nadal e Stefanos Tsitsipas, que começa às 6h30 (horário de Brasília).
“Foi mais um grande jogo, estou bem entrosado com a Nicky. Amanhã tem semifinal, vamos jogar na Rod Laver à noite. Estou empolgado para tentar mais uma final de Grand Slam”, comentou Soares, que foi campeão no Australian Open em 2016 com a russa Elena Vesnina.

Com norte-americana Melichar, Bruno Soares vai às 4ªs de duplas mistas do Australian Open

Depois de chegar às quartas de duplas masculinas, Bruno Soares também se classificou para as quartas de duplas mistas do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Na madrugada desta terça-feira, no horário de Brasília, o brasileiro e a norte-americana Nicole Melichar passaram bem pela parceria húngara formada por Timea Babos e Marton Fucsovics, com parciais de 6/3 e 6/2.

Agora, por vaga na semifinal, eles terão pela frente a dupla formada pelo colombiano uan Sebastian Cabal e a norte-americana Abigail Spears, já na madrugada de quarta-feira.

Um pouco antes, por volta das 23:30hs desta terça, no horário de Brasília, Bruno entra em quadra ao lado do britânico Jamie Murray, para o confronto das quartas de duplas masculinas. Os dois terão pela frente o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers.

Foto: Darrian Traynor

Soares e Murray salvam match points e chegam às 4ªs de final do Australian Open

Bruno Soares e Jamie Murray estão nas quartas de final do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Não foi uma partida fácil, é verdade, mas o brasileiro e o britânico usaram toda experiência e conseguiram superar a parceria formada pelo croata Nikola Mektic e o alemão Kevin Krawietz, de virada, com parciais de 6/7(3) 6/2 e 7/5.

Vale destacar que no terceiro set, quando Bruno sacavam em 4/5, eles salvaram 3 match points e, logo no game seguinte, conseguiram a quebra decisiva da partida.

Nas quartas, eles terão pela frente o finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers. As duas duplas já se enfrentaram nove vezes, com seis vitórias de Kontinen e Peers, mas Bruno e Jamie venceram o confronto mais recente, no ATP Finals de 2018.

Nesta terça-feira, Bruno ainda joga nas quartas de final de duplas mistas, ao lado da norte-americana Nicole Melichar. Os dois enfrentam os húngaros Marton Fucsovics e Timea Babos.

Foto: Luke Hemer/Tennis Australia

Soares e Demoliner já estão nas oitavas de final em Melbourne

Os dois brasileiros na chave de duplas estão nas oitavas de final do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

O primeiro a garantir sua vaga foi Bruno Soares, ao lado do seu parceiro, o britânico Jamie Murray, mas depois de uma partida difícil.

Os dois tiveram pela frente os britânicos Luke Bambridge e Jonny O’Mara, que começaram bem e levaram a melhor no 1º set. Depois, Bruno e Jamie dominaram o 2º set e conseguiram a quebra decisiva no 3º depois de um lindo lob do tenista brasileiro.

No fim, vitória por 3/6 6/2 7/5 e vaga nas oitavas pra enfrentar a parceria formada pelo alemão Kevin Krawietz e o croata Nikola Mektic.

“Foi bastante duro. O Jamie já conhecia bem essa dupla por eles serem britânicos. São novos no circuito e jogam super bem. Conquistaram dois ATPs ano passado e fizeram final esse ano. Foi um jogo de altíssimo nível. Não jogamos tão bem o primeiro set, mas depois melhoramos bastante. Estou bem feliz de ter ganhado esse jogo porque foi pedreira”, afirmou Soares. “Nós estamos jogando bem, se mantivermos esse nível temos muita chance de passar para as quartas”, acrescentou o mineiro

Depois, foi a ver do aniversariante Marcelo Demoliner garantir sua vaga, jogando ao lado do dinamarquês Frederik Nielsen.

Os dois passaram pela dupla cabeça de chave nº 10, formada pelo britânico Dominic Inglot e o croata Franco Skugor, com parciais de 6/3 e 6/2.

Agora, por vaga nas quartas, eles não devem ter facilidade novamente, já que encaram o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus, cabeças de chave nº 6.

Foto: Luke Hemer/Tennis Australia

Bruno Soares e Marcelo Demoliner buscam vaga nas 8ªs do Australian Open

 

Depois da estreia vitoriosa, Bruno Soares e Marcelo Demoliner voltam à quadra do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, em busca de vaga nas oitavas de final do torneio de dupla.

Os adversários de Bruno Soares e Jamie Murray na segunda rodada serão os britânicos Jonny O’Mara e Luke Bambridge e a partida será a primeira da programação da quadra 3, às 22hs desta sexta-feira, horário de Brasília.

Já Marcelo Demoliner e o dinamarquês Frederik Nielsen terão pela frente a dupla cabeça de chave nº 10, formada pelo britânico Dominic Inglot e o croata Franco Skugor.

A partida, terceira da programação da quadra 8, deve começar por volta de 1h da madrugada de sábado, horário de Brasília.

Na chave juvenil, o dia será de estreia para Natan Rodrigues, de 16 anos e nº 37 do ranking juvenil na ITF. O brasileiro terá um adversário difícil pela frente, já que encara o cabeça de chave nº 7, o tcheco Dalibor Svrcina, nº 11 do mundo.

Nas duplas mistas, Soares jogará com a americana Nicole Melichar, formando a dupla cabeça de chave 2. Ela é número 14 do mundo nas duplas. “Mais uma vez a (Ekaterina) Makarova estava em dúvida se jogaria ou não. Não quis esperar e fechei com a Melichar. A Makarova até me chamou depois mas era tarde demais”, contou o tenista, que tem três títulos de Slam nas mistas. Soares e Melichar estreiam contra os romenos Irina Begu e Horia Tecau.

Soares e Demoliner são os brasileiros na chave e conhecem adversários da estreia no Australian Open

Foi sorteada neste domingo a chave de duplas do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, que é disputado no piso duro de Melbourne.

Vale destacar que Marcelo Melo, sempre um dos principais nomes do duplas do Brasil, não vai jogar o torneio, pois está se recuperando de uma lesão.

Com isso, Bruno Soares segue sendo o principal nome nacional, jogando ao lado do seu parceiro britânico Jamie Murray.

Embalados pelo título do ATP 250 de Sydney, no último sábado, os dois foram a dupla cabeça de chave nº 3 e terão pela frente na primeira rodada o tcheco Roman Jebavy e o argentino Andres Molteni.

O outro brasileiro na chave é Marcelo Demoliner, que também vem de título, no Challenger de Canberra, também na Austrália, quando levantou o troféu com o francês Hugo Nys.

Em Melbourne, o brasileiro joga com o dinamarquês Frederik Nielsen. Porém, não devem ter uma estreia fácil contra os espanhóis Marcel e Gerard Granolles.

Bruno Soares e Jamie Murray conquistam o título do ATP de Sydney, 10º título da dupla

O tenista brasileiro Bruno Soares conquistou neste sábado o primeiro título da temporada 2019, ao lado do escocês Jamie Murray, no ATP 250 de Sidney. Eles derrotaram a dupla favorita ao título dos colombianos Robert Farah e Juan Sebastian Cabal, por 6/4 6/3 para erguerem o 10o. trofeu da dupla e o 30o. da carreira do mineiro.

Esta foi a terceira decisão que Bruno e Murray jogaram em Sidney, tendo sido campeões em 2016, ano em que conquistaram o Australian Open e vices em 2017.

“Sidney tem sido solidária com a gente. Foi a nossa terceira final, com dois títulos agora. A semana foi muito boa pra gente, com mais um título na minha carreira, somando agora 30 e o 10o. também com o Jamie. Uma excelente maneira de iniciar a temporada. Pegamos confiança e ritmo de volta, com a melhor preparação possível para Melbourne. Vamos para lá tendo feito muitos jogos e confiantes. Vamos descansar um pouco e já começar a preparação para o Grand Slam,” disse o mineiro.

 

Soares e Murray vencem britânicos e encaram colombianos na decisão do ATP de Sydney

Bruno Soares e Jamie Murray estão na final do ATP 250 de Sydney, na Austrália, que é disputado no piso duro e que serve como última preparação pra o Australian Open.

Na madrugada desta sexta-feira, horário de Brasília, o mineiro e seu parceiro britânico superaram um difícil confronto diante dos britânicos Ken e Neal Skupski, com parciais de 7/6(4) 5/7 e 10/7.

Na grande decisão, seus adversários serão velhos conhecidos, os colombianos Juan Sebastian Cabal e Rober Farah.

As duas duplas já se enfrentaram sete vezes no circuito e Soares e Murray levam vantagem no confronto direto, com cinco vitórias, inclusive no confronto mais recente, no ATP Finals do ano passado.

Soares e Murray vencem no ATP de Sydney e jogam na madrugada de 4ª por vaga na semi

Depois de começar a temporada com derrota em Doha, Bruno Soares conseguiu uma boa vitória na primeira rodada do ATP 250 de Sydney, na Austrália, que é disputado no piso duro.

Na noite desta segunda-feira, ele e o seu parceiro, o britânico Jamie Murray, mostraram seu favoritismo diante do mexicano Santiago Gonzalez e do paquistanês Aisam Ul-Haq Qreshi, vencendo por duplo 6/4.

Na madrugada desta quarta-feira, horário de Brasília, eles entrarão em quadra buscando vaga na semifinal. Seus adversários serão o croata Ivan Dodig e o francês Edouard Roger-Vasselin.

Bruno Soares já está em Doha para início da sua 19ª temporada como profissional

Aos 36 anos de idade e ocupando a sétima posição no ranking mundial, o tenista brasileiro Bruno Soares inicia na próxima semana, em Doha, no Catar, sua 19ª temporada como profissional. O mineiro, que já está treinando no Kalifa Stadium para a disputa do 1o. ATP de 2019, repetirá pelo quarto ano seguido a dupla com o britânico Jamie Murray. Em 2016, eles venceram o Australian Open e o US Open juntos.

“Ao mesmo tempo que é muito bom a gente ter essa longevidade, porque significa que estamos jogando bem, não é fácil. O nosso dia a dia é puxado, é uma rotina intensa, lidamos com todas as dificuldades do esporte, além da frustração de derrotas e de alguns resultados. Mas isso faz parte. Mas termos chegado ao quarto ano juntos mostra que os resultados foram bons e que sabemos do nosso potencial. Já ganhamos muitos torneios importantes e já terminamos um ano como a melhor dupla do mundo (2016)”, disse Soares.

Em 2018, Soares e Murray venceram três títulos: o Masters 1000 de Cincinnati e os ATP 500 de Washington e Acapulco. Eles também alcançaram as semifinais do ATP Finals de Londres.

A dupla será cabeça de chave 2 em Doha e estreia contra a parceria do húngaro Marton Fucsovics com o argentino Guido Pella. Soares e Murray foram vice-campeões do ATP 250 do Catar em 2018. Na segunda semana da temporada, eles partem para Sydney, na Austrália, antes de jogarem o Australian Open em Melbourne e depois o Rio Open.

“A preparação para o Australian Open foi muito boa. Esse ano a gente fez metade em Belo Horizonte e metade em Miami. Consegui treinar com muita gente. Fiz bons treinos com o Jamie e com os Bryan, além de outros jogadores que estavam lá. Foi uma das minhas melhores pré-temporadas. O mais difícil nesses primeiros dias é acostumar com o fuso horário”, comentou o mineiro,”já em Doha.

Apesar dos desafios físicos que um tenista de 36 anos enfrenta, Soares está mais confiante do que nunca em seu desempenho na quadra. “Os últimos anos foram os melhores da minha carreira e eu continuo evoluindo ainda mais, jogando melhor que no ano anterior. O grande desafio agora é ter uma longevidade grande. Meu planejamento é jogar mais quatro anos, porque quero chegar aos 40 anos jogando. Mas não é uma tarefa fácil a de equilibrar o corpo, apesar de estar me sentindo cada vez melhor ‘tenisticamente'”, completou.