Público já pode adquirir ingressos para 7ª edição do Rio Open, maior torneio da América do Sul

O primeiro saque do Rio Open apresentado pela Claro começou para o público geral nesta segunda-feira, dia 2, com a abertura oficial da venda de ingressos para o maior torneio de tênis da América do Sul e único da ATP no Brasil. Com valores a partir de R$ 30, os ingressos podem ser adquiridos no site www.tudus.com.br/rioopen a partir das 12h, no horário de Brasília. A sétima edição do Rio Open apresentado pela Claro acontece de 15 e 23 de fevereiro de 2020, no Jockey Club Brasileiro.

“A relação da Claro com o Rio Open consolida uma história de sucesso, de resultados e de grandes expectativas. É um orgulho para a Claro renovar a parceria por mais dois anos, com a certeza de que iremos apresentar o próximo novo nas edições que estão por vir, e nesta sétima edição, fãs do tênis contarão mais uma vez com a nossa infraestrutura de telecomunicações de última geração”, comemora Paulo Cesar Teixeira, CEO da Claro.

O tênis é a atração principal, mas também há muitas outras opções de entretenimento, numa estrutura comparável à de grandes eventos do circuito mundial. O Rio Open conta com uma área interativa de aproximadamente 10 mil m², o Leblon Boulevard, que oferece opções de stands, lojas, entretenimento e gastronomia, além das ativações dos patrocinadores com opções para torcedores de todas as idades.

Na Praça Rio Open os fãs podem assistir aos jogos em um telão gigante para não perder um ponto sequer. E, seguindo a tendência dos grandes torneios do circuito, o Rio Open tem uma loja de produtos oficiais — a La Boutique. O evento terá ainda um Espaço Arte e performances musicais nos intervalos das partidas.

“O Rio Open entrou definitivamente para o calendário dos grandes eventos do Rio de Janeiro. A cada edição, além de trazer alguns dos principais tenistas do mundo, incorporamos novas experiências para o público. Queremos superar expectativas e surpreender sempre. Quem vier aa próxima edição do Rio Open pode ter a certeza de que vai viver momentos inesquecíveis com tênis de alto nível, gastronomia de qualidade, música boa e arte para encantar o olhar”, adianta Marcia Casz, diretora geral do Rio Open.

A edição de 2020 terá três tipos de pacotes comercializados: Primeira Rodada (segunda e terça) por R$ 173, Segunda Rodada (quarta e quinta) por R$ 263 e Finals (sábado e domingo) por R$ 668. Eles contemplam os ingressos do setor lateral e são limitados.

Para marcar a data, a organização do torneio promoveu na manhã desta segunda-feira, no Rio de Janeiro, o primeiro evento aberto ao público, o Momento Inesquecível Rio Open. Os tenistas Bruno Soares e Thiago Monteiro participaram de uma interação com o público e crianças de projetos sociais apoiados pelo torneio e do Núcleo Esportivo Rio Open (NERO). A ação aconteceu nas quadras da Lagoa Rodrigo de Freitas, um verdadeiro cartão postal da cidade.

“O Rio Open é um dos mais belos torneios do circuito e é um prazer jogar nessa Cidade Maravilhosa, já no aquecimento para o ATP 500. É um privilégio a gente poder jogar um torneio desses em casa e um objetivo passar dessa semi,” disse Bruno Soares, que disputou a semifinal de todas as edições do torneio.

Para Thiago Monteiro, atual 89º. no ranking mundial, o Rio Open é um marco na carreira. “Foi aqui no Rio que eu consegui um dos maiores resultados da minha carreira, ganhando do Tsonga e com certeza ter jogado em casa fez uma diferença enorme. Agora, mais experiente, espero poder voltar a ter um bom resultado e vou levar comigo a inspiração desse dia para a quadra em fevereiro.”

Esportivamente o torneio também é conhecido pelo seu alto nível. É o primeiro ATP World Tour 500 da história do Brasil e integra o seleto grupo de 13 torneios denominados ATP 500, sendo um dos 22 mais importantes do calendário da ATP e único que ocorre no país. Isso o credencia como o maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro e um dos únicos torneios ATP 500 de saibro no mundo. Para a edição de 2020 já estão confirmados o austríaco Dominic Thiem, quarto colocado do ranking mundial; o italiano Matteo Berrettini, Top 10 no ranking; o croata Borna Coric, grande nome da nova geração da ATP e o argentino Diego Schwartzman, 14o. colocado na ATP e campeão do Rio Open em 2018. Os brasileiros campeões de Grand Slam, Marcelo Melo e Bruno Soares e Thiago Monteiro, número um do Brasil, também já garantiram a participação. Promessa de belas disputas na Cidade Maravilhosa.

“O Rio Open está para o tênis do Rio assim como o Rock in Rio está para a música. É o maior evento de tênis da América Latina. O impacto no desenvolvimento do esporte no nosso estado é incomensurável. Os apaixonados pelo tênis vivem dias de euforia vendo de perto grandes nomes do tênis. Estimula atletas e outros profissionais. As crianças podem ver, se espelhar em seus ídolos e sonhar um dia estar ali também.  O Rio Open é parte importante da história do tênis no Brasil”, diz Mauro Farias, presidente do ICT.

Secretário de Estado de Esporte, Lazer e Juventude, Felipe Bornier, também comentou sobre a importância do evento.

“O Rio Open é um evento extraordinário que já entrou no calendário de Esportes do Estado do Rio de Janeiro. Conhecido por trazer grandes atletas do mundo inteiro para a nossa cidade, o maior torneio de tênis da América do Sul é, também, mais uma grande oportunidade de mostrar para o mundo o que nós temos de melhor, atraindo investimento, desenvolvendo capital humano e gerando renda. Trazer grandes eventos para o Rio é a meta do Governo”,

PROGRAMAÇÃO RIO OPEN 2020

O Rio Open começa no dia 15 com o qualifying e no dia 17 tem início a chave principal, com a Grande Final acontecendo no dia 25 de fevereiro.

A programação para a chave principal contará com duas sessões de segunda-feira a quinta-feira: Sessão 1, com início às 16h30; e Sessão Noite, a partir de 19h. Já de sexta-feira a domingo, o torneio terá sessão única. A sessão 1 será composta pelo 1º jogo da Quadra Central e mais todos os jogos das quadras externas. A sessão noite será formada pelos jogos que começam a partir de 19h na Quadra Central, além dos jogos nas quadras externas. Vale destacar que qualquer ingresso dá acesso ao complexo que será montado no Jockey Club Brasileiro, não importa a sessão.

Foto: Divulgação Peter Wrede

 

DAZN anuncia transmissão exclusiva da Copa Davis e lançamento de série original com o tenista Bruno Soares

O DAZN, primeiro serviço de streaming de esportes ao vivo e sob demanda do mundo, promete presentear os apaixonados por tênis no Brasil. E o presente é duplo, assim como a especialidade de Bruno Soares – melhor tenista brasileiro na categoria. A plataforma anuncia a cobertura da Copa Davis para as temporadas de 2019, 2020 e 2021, e o lançamento da série original “Bruno Soares: Vida em Dupla”.

A edição de 2019 da Copa Davis tem um novo formato de fase final e 18 equipes divididas em grupos, disputando o título do torneio em uma única cidade-sede, Madri, que recebe a competição entre os dias 18 e 24 de novembro. Os assinantes do DAZN poderão acompanhar todos os principais jogos do torneio, com Conrado Giulietti e Guga Roman narrando e comentando as partidas da quadra central. Além disso, os jogos e atividades das quadras paralelas também terão cobertura DAZN, com comentários em inglês.

O DAZN apresenta também uma série que tem Bruno Soares como protagonista em um conteúdo original dividido em seis episódios que destacam a rotina do tenista brasileiro. “Bruno Soares: Vida em Dupla” estará disponível na plataforma a partir do dia 17. “Sabemos que o público de uma maneira geral não tem muito acesso à intimidade dos atletas. Então, tivemos a ideia de produzir um documentário nesta linha. É a primeira vez que os fãs terão a oportunidade de conhecer o Bruno, de uma forma completa, fora das quadras”, afirmou o atleta. “Fechar uma parceria com o DAZN foi incrível. Estou muito feliz por protagonizar a primeira série voltada aos bastidores do tênis lançada pela plataforma no país, juntamente com um dos maiores torneios do mundo, a Copa Davis. Estou ansioso, minha expectativa é muito positiva. Espero que os fãs gostem”, finalizou.

“Os fãs de tênis que já acompanham o WTA no DAZN agora terão mais oportunidades de assistir tênis na plataforma. Estamos felizes por oferecer conteúdo de qualidade aos nossos assinantes, o que é uma absoluta prioridade para nós. O tênis é um dos esportes mais queridos do torcedor brasileiro e tenho certeza que tanto a Copa Davis como a série com o Bruno Soares, que trata da sua relação íntima com a família e com o esporte, vão agradar o público”, afirma Sérgio Floris – VP de Direitos, Parcerias e Conteúdo Original do DAZN no Brasil.

Os episódios da série “Bruno Soares: Vida em Dupla” serão disponibilizados diariamente no DAZN a partir do dia 17 de novembro. Já a Copa Davis, estreia na plataforma no dia 18, segunda-feira.

Para mais informações sobre o DAZN no Brasil acesse: http://www.dazn.com

Bruno Soares e Mate Pavic vencem semi em Estocolmo e disputam segunda final seguida

O tenista brasileiro Bruno Soares e o croata Mate Pavic disputam neste domingo a segunda final seguida e a segunda como dupla. Neste sábado, no ATP 250 de Estocolmo. eles derrotaram os favoritos ao título, Jean Julien Roger e Horia Tecau, por 6/2 7/5 e enfrentam Edouard Roger Vasselin e Henri Kontinen na decisão. Campeão em Xangai na semana passada e dos ATPs de Sidney e Stuttgart no primeiro semestre, Bruno joga pelo quarto título de 2019.

“Estamos tendo mais uma grande semana, com três baita vitórias em dois sets. Conseguimos trazer toda a confiança que adquirimos em Xangai e estamos muito firmes dentro de quadra. O ano da dupla já é outro com essa confiança. As coisas acontecem com mais fluidez e o mais importante é surfar essa onda e tentar capitalizar o máximo possível,” disse o mineiro que começou a jogar com Pavic na segunda parte da temporada.

Para Bruno esta será a 62a. final da carreira, onde tem 32 trofeus e 29 vice-campeonatos. O brasileiro tenta também o terceiro título em Estocolmo, tendo sido campeão com Kevin Ullyett e com Marcelo Melo.

Soares e Pavic vencem colombianos e vão à semi em Shangai. Melo e Kubot triunfam e garantem vaga no ATP Finals

O brasileiro Bruno Soares e o croata Mate Pavic avançaram às semifinais do Masters 1000 de Xangai, na China, nesta sexta-feira. A dupla derrotou os líderes do ranking e campeões de Wimbledon e do US Open, os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, por 6/4 6/2.

 

Soares tentará sua quarta final em 2019, primeira com Pavic. “Foi um jogaço da nossa parte, atuamos super bem. Foi uma vitória que veio em boa hora para ajudar a consolidar o que eu vinha falando, que a gente estava jogando em um nível alto”, afirmou o mineiro.

 

Em busca da final, Soares enfrenta seu ex-parceiro Jamie Murray, que joga ao lado do também britânico Neal Skupski. “Essa é minha segunda semifinal de Masters 1000 com o Pavic, fizemos também em Cincinnati. Tomara que a gente consiga ir ainda mais longe dessa vez”, completou.

A vaga na semifinal foi de muita comemoração para o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot na China. Com a vitória diante do croata Ivan Dodig e do eslovaco Filip Polasek, nas quartas de final, os atuais campeões deram mais um passo na defesa do título conquistado no ano passado. E o resultado classificou a dupla para o torneio que encerra a temporada, entre os dias 10 e 17 de novembro, em Londres, na Inglaterra, reunindo as oito melhores parcerias de 2019. Marcelo estará no Finals pela sétima vez seguida (desde 2013), recordista entre os brasileiros – a terceira ao lado de Kubot (2017, 2018 e 2019).

Melo e Kubot são a segunda dupla a se classificar para esta edição do ATP Finals, na O2 Arena, na capital inglesa. Até então tinham garantido vaga apenas os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah. Marcelo foi duas vezes vice-campeão no Finals, com Kubot em 2017 e com Ivan Dodig em 2014. O polonês estará em sua sexta participação (2009, 2010, 2014, 2017, 2018 e 2019).

Na decisão do ATP 500 de Beijing, Melo e Kubot já tinham enfrentado Dodig e Polasek na China, quando foram vice-campeões. Em Xangai, a chance do novo confronto. Desta vez, vencendo. Cabeças de chave número 2, ganharam por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/6 (7-2), em 1h39min, a sétima vitória seguida no torneio – quatro no ano passado e três em 2019 – e a 40ª nesta temporada.

Na madrugada deste sábado (12), valendo vaga na terceira final seguida em Xangai (além do título em 2018, foram vice-campeões em 2017), Melo e Kubot enfrentarão os franceses Nicolas Mahut e Edouard Roger-Vasselin – cabeças seis -, que venceram nas quartas de final o norte-americano Rajeev Ram e o britânico Joe Salisbury por 2 a 1 – 6/3, 3/6 e 18-16. O jogo será às 2h30 (horário de Brasília), abrindo a programação da quadra central.

“Hoje fizemos mais um belo jogo. Acho que foi bem diferente de Beijing. Conseguimos colocar nosso jogo em prática desde o começo. Estávamos nos sentindo muito bem. As condições mais rápidas aqui também ajudaram bastante. Fizemos alguns ajustes, comparado à final, e acabou dando muito certo”, explicou Melo.

“Estamos muito felizes de passar à semifinal e também com essa vitória ficamos sabendo que classificamos para o Finals. Então, duplamente feliz hoje e vamos com tudo amanhã (sábado) na semi”, comemorou Marcelo.

Bruno Soares e Marcelo Melo buscam quartas do Masters 1000 de Shangai, nesta sexta-feira.

Marcelo Melo e Lukasz Kubot conquistaram nesta quinta-feira (10) a segunda vitória no Masters 1000 de Xangai e estão nas quartas de final na China. Os atuais campeões derrotaram o indiano Rohan Bopanna e o canadense Denis Shapovalov por 2 sets a 1, parciais de 6/4, 3/6 e 10-7, em 1h27min. A dupla – que joga como cabeça de chave número 2 – já ganhou desde 2018 seis vezes seguidas em Xangai – quatro com o título no ano passado e duas nesta edição 2019.

Em busca de um lugar na semifinal, Melo e Kubot enfrentam na madrugada desta sexta-feira (11), por volta das 4h30 (horário de Brasília), o croata Ivan Dodig e o eslovaco Filip Polasek, na repetição da final do ATP 500 de Beijing, no dia 6, quando foram vice-campeões. Dodig e Polasek venceram nas oitavas de final de Xangai, nesta quinta-feira, o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau (cabeças 7) também por 2 a 1 – 7/6 (7-3), 6/7 (4-7) e 10-7. Jogando juntos, Melo e Dodig conquistaram o título do Masters 1000 em 2013.

“Hoje foi mais um jogão. Nós fizemos um excelente primeiro set. Conseguimos abrir um break no segundo. Eles recuperaram, passaram a jogar muito bem também. E aí no match tie-break fomos superiores. Quase todos os pontos foram de alto nível”, analisou Melo.

“Ficamos felizes. Tivemos um começo muito bom, depois eles passaram a jogar muito bem e acabamos definindo no match tie-break. Agora jogamos novamente contra o Dodig e o Polasek. Vamos montar a estratégia de novo, ir para cima, para ver se desta vez conseguimos a vitória”, completou Marcelo.

Já Bruno Soares e o croata Mate Pavic terão pela frente a forte dupla colombiana formada por Sebastian Cabal e Robert Farah.

 

Melo e Kubot avançam para as oitavas de final do Masters 1000 de Shangai. Soares e Pavic garantem vaga nas quartas

Marcelo Melo e Lukasz Kubot estrearam com vitória nesta quarta-feira (9) no Masters 1000 de Xangai, garantindo vaga nas oitavas de final. A dupla, atual campeã e que joga como cabeça de chave número 2 na China, confirmou seu favoritismo e derrotou o croata Borna Coric e o chinês Runhao Hua – que receberam wild card – marcando 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em 1h16min.

Na próxima rodada, em busca de um lugar nas quartas de final, Melo e Kubot enfrentarão o indiano Rohan Bopanna e o canadense Denis Shapovalov. O jogo será na madrugada desta quinta-feira (10), às 3h (horário de Brasília).

“Jogamos bem. Foi um jogo muito estranho, pois estávamos ganhando de 5 a 1 no segundo set e eles acabaram buscando dois breaks. Conseguimos quebrar depois e fechar no meu saque. Estava tudo sob controle, eles começaram de repente a jogar muito bem. Mas, como sempre falamos, é uma estreia, chegamos de última hora. Pelas condições foi muito bom. E agora é melhorar para a próxima rodada. Temos um jogo duro diante do Bopanna e do Shapovalov”, explicou Melo.

No primeiro set, Melo e Kubot conseguiram a quebra no terceiro game, 2/1, abrindo depois 3/1 e administrando a vantagem para sair na frente no jogo, ao marcar 6/4. A segunda série começou e continuou com ainda mais domínio da dupla. Com um break logo no game inicial e mais um no quinto, os cabeças de chave número 2 chegaram a 5/1. Quando tudo parecia caminhar para o final do jogo, os adversários reagiram e, com duas quebras, empataram em 5/5. Aí Melo e Kubot recuperaram o controle da partida: quebraram mais uma vez, 6/5, e fecharam em 7/5 para seguir na defesa do título em Xangai.

Foi o primeiro passo em busca do bicampeonato da dupla em Xangai e do quarto título de Marcelo no torneio. Com Kubot, foi campeão em 2018 e vice em 2017, conquistando o Masters 1000 mais duas vezes: em 2013 (com o croata Ivan Dodig) e em 2015 (com o sul-africano Raven Klaasen).

Melo e Kubot estreiam na madrugada de 4ª feira no Masters 1000 de Shangai. Soares e Pavic buscam vaga nas quartas

A edição 2019 do Masters 1000 de Xangai começa na madrugada desta quarta-feira (9), à 1h30 (horário de Brasília), para Marcelo Melo e Lukasz Kubot. A dupla, que joga como cabeça de chave número 2 na China, estreia diante do croata Borna Coric e do chinês Runhao Hua – que receberam wild card -, iniciando a defesa do título comemorado no ano passado. Xangai, aliás, é um torneio muito especial para Marcelo. Com Kubot, foi campeão em 2018 e vice em 2017, conquistando o Masters 1000 mais duas vezes: em 2013 (com o croata Ivan Dodig) e em 2015 (com o sul-africano Raven Klaasen). Um histórico de três títulos, um vice e momentos que marcaram a carreira.

“É um torneio mais que especial para mim. Aqui conquistei o meu primeiro Masters Series, em 2013 e, em 2017, o vice me ajudou a chegar a número 1 do mundo”, afirma Melo.

No domingo (6), Melo e Kubot foram vice-campeões do ATP 500 de Beijing, o primeiro dos dois torneios na China, seguindo então para Xangai, treinando para essa estreia. “Foi uma bela semana em Beijing, ganhamos bons jogos, jogamos bem e agora é ir com tudo aqui em Xangai, tentando defender o título”, completa Marcelo.

O ATP 500 de Beijing foi o primeiro de quatro torneios da dupla nessa etapa final da temporada: jogarão agora o Masters 1000 de Xangai e depois, até o final do mês, o ATP 500 de Viena, na Áustria, e o Masters 1000 de Paris.

Entre os objetivos, a busca pela classificação para o ATP Finals, que pode vir já em Xangai. O torneio reúne as oito melhores parcerias de 2019, em novembro, no encerramento do ano, em Londres, na Inglaterra.

Melo e Kubot estão em segundo lugar na Corrida para Londres, com 3.745 pontos, atrás apenas dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, com 8.030 – única parceria já classificada. No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa a sexta colocação, com 5.170 pontos. Kubot é o quinto, com 5.350.

Já na manhã de quarta-feira, no horário de Brasília, Bruno Soares jogará as oitavss de final do torneio, ao lado do croata Mate Pavic.

Os dois terão pela frente a parceria formada pelo polonês Hurbert Hurkacz e o francês Benoit Paire.

Soares estreia em Tóquio vencendo dupla de Djokovic. Melo joga nesta terça em Pequim

Bruno Soares estreou com vitória no ATP 500 de Tóquio, no Japão, que é disputado no piso duro e que abre a temporada asiática.

Na madrugada nesta segunda-feira, horário de Brasília, o mineiro e o croata Mate Pavic superaram a parceria formada pelos sérvios Novak Djokovic e Filip Krajinovic, em jogo equilibrado e que foi definido com parciais de 6/2 4/6 e 10/4.

Agora, nas quartas de final, os dois terão pela frente o britânico Dominic Inglot e o norte-americano Austin Krajicek.

Nesta terça-feira, Marcelo Melo fará sua estreia no ATP 500 de Pequim, na China, também disputado no saibro, ao lado do polonês Lukasz Kubot. Os dois enfrentarão os britânicos Kyle Edmund e Daniel Evans.

Bruno Soares embarca para última gira da temporada, na Ásia

O tenista brasileiro Bruno Soares viaja nesta quinta-feira para a última gira da temporada do circuito mundial. Ao lado do croata Mate Pavic ele disputará uma série de cinco torneios, começando na Ásia em Tóquio e Xangai e depois indo para a Europa, jogando Estocolmo, Viena e Paris.

“O grande objetivo dessa última gira do ano é embalar esse entrosamento e fazer bons resultados. Não defendi os pontos que tinha no verão americano, então agora é recuperar e tentar somar, para terminar o ano da melhor forma possível. Não temos praticamente chances de jogar Londres, mas acredito muito no potencial da nossa dupla. Temos 2 Masters 1000, 2 ATPs 500 e um 250 pela frente, com muito pontos que podemos somar para então fazer um bom planejamento para o ano que vem,” contou o brasileiro que iniciou a parceria com o croata no meio da temporada.

Calendário

30.09 – ATP 500 Tóquio

06.10 – Masters 1000 Xangai

14.10 – ATP 250 Estocolmo

21.10 – ATP 500 Viena

28.10 – Masters 1000 Paris

Com vitória dos mineiros e de Thiago Monteiro, Brasil vence Barbados na Copa Davis em Criciúma

A festa foi brasileira neste fim de semana de Copa Davis. Em Criciúma, na Sociedade Recreativa Mampituba, os donos da casa comemoram a vitória por 3 a 1 no confronto contra Barbados. O encontro entre as duas equipes terminou neste sábado com as vitórias de Marcelo Melo/Bruno Soares nas duplas e de Thiago Monteiro no jogo de simples. O triunfo leva o Brasil ao próximo degrau da Copa Davis, em março do ano que vem, quando jogará o Qualifiers em busca de um lugar no Madrid Finals, em novembro.

Na partida de duplas, os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares fizeram valer toda a experiência de Copa Davis e de circuito internacional para superar o duelo contra os barbadianos Darian King e Haydn Lewis. A parceria brasileira contou com a força da torcida para ganhar o primeiro jogo do dia por 7/6(4) e 7/5, em 1h43min de duelo.

“É sempre um sentimento especial defender as cores do país, jogar a Copa Davis é sempre uma grande honra, ainda mais dentro de casa. Toda vez que jogamos no Brasil, a torcida sempre lotou e para nós essa energia faz toda a diferença”, destacou Bruno Soares. “Nós sabemos da importância do jogo de duplas, sabemos o valor que tem. Entramos bem preparados para este jogo e, nos momentos cruciais, a gente conseguiu sobressair por toda essa experiência que a gente tem de anos no circuito”, completou Melo.

Depois de 30 minutos de descanso, Darian King voltou à quadra central do Mampituba para enfrentar Thiago Monteiro. O número 1 do Brasil dominou o primeiro set e fechou a parcial por 6/4. Apesar da melhora de Darian no set seguinte, o cearense foi preciso nos momentos cruciais e levou a parcial no tie-break, fechando em 7/6(4).

“Eu sabia que seria um jogo duro. O King é um atleta com experiência em Copa Davis. Aproveitei bastante o apoio da torcida, que compareceu em peso hoje, para contornar a situação adversa no segundo set. Conquistar a vitória foi uma felicidade muito grande. A gente trabalhou bem duro durante toda a semana e merecia essa vitória”, afirmou Thiago Monteiro.

A primeira participação de Jaime Oncins como capitão do time brasileiro terminou com vitória. O atual treinador da equipe defendeu o país na competição por 11 anos, chegando às semifinais do Grupo Mundial em duas ocasiões, 1992 e 2000, e começou com o pé direito o trabalho como líder do grupo.

“Desde o dia que chegamos aqui, todo mundo entendeu o que precisava ser feito nos treinamentos até o dia dos jogos. Ontem, o dia foi como esperado, com partidas duras. Copa Davis é assim mesmo, jogos decididos em cima de detalhes. A avaliação é a melhor possível. Todo mundo cumpriu com seu papel e estão todos de parabéns”, avaliou Jaime Oncins.

Os confrontos da Copa Davis começaram na sexta-feira, com duas partidas de simples. No jogo de estreia, Darian King superou João Menezes por 2 sets a 1: 3/6, 6/4 e 6/2. Depois, Thiago Monteiro deixou tudo igual com o triunfo sobre Haydn Lewis por duplo 6/2.

RESULTADOS DOS JOGOS
Sexta-feira
Darian King d. João Menezes por 3/6, 6/4 e 6/2
Thiago Monteiro d. Haydn Lewis por 6/2 e 6/2
Sábado
Marcelo Melo/Bruno Soares d. Darian King/Haydn Lewis por 7/6(4) e 7/5
Thiago Monteiro d. Darian King por 6/4 e 7/6 (6)