Tsitsipas vence Thiem de virada e o ATP Finals tem um campeão inédito pelo 4º ano seguido

A nova geração chegou de vez! Stefanos Tsitsipas, neste domingo, confirmou mais isso ao conquistar o título do ATP Finas, torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada na O2 Arena, em Londres.

Com uma grande vitória sobre o austríaco Dominic Thiem, de virada, ele conquistou o principal título da sua carreira, sem esconder a felicidade com o desempenho na partida:

“Não tenho ideia de como joguei tão bem no segundo set. Não faço ideia. Acho que minha mente estava tão à vontade e não estava pensando em muita coisa, o que levou a um desempenho tão bom no segundo set, quebrando-o duas vezes. Foi praticamente um excelente cenário pra mim.”

Essa foi a quarta vez seguida que um tenista ganha o Finals pela primeira vez na carreira, com Tsitsipas repetindo os feitos de Andy Murray (2016), Grigor Dimitrov (2017) e Alexander Zverev (2018).

Foto: Glyn KIRK/AFP

 

Nadal vira mais uma vez, mas é eliminado do Finals depois da vitória de Zverev sobre Medvedev

Mesmo duas vitórias não foram suficientes para levar Rafael Nadal à semifinal do ATP Finals, torneio que reúne na O2 Arena, em Londres, os oito melhores tenistas da temporada.

Depois da virada sobre Daniil Medvedev, no jogo anterior, o espanhol precisou virar mais uma vez, desta vez contra o grego Stefanos Tsitsipas, triunfando com parciais de 6/7(4) 6/4 e 7/5.

Porém, com a vitória de Alexander Zverev sobre Medvedev na sequência, a vaga outra vaga na semi do grupo ficou com o alemão, que passou junto ao grego Tsitsipas.

As semis serão disputadas neste sábado. Primeiro, por volta das 11h de Brasília, Tsitispas encara o suíço Roger Federer.

Depois, por volta das 17h, Zverev terá pela frente o austríaco Dominic Thiem.

Vale lembrar que a eliminação de Djokovic, também na primeira fase, garantiu Nadal como nº 1 do mundo até o final da temporada.

 

 

Melo e Kubot buscam vaga na decisão do ATP Finals neste sábado

O ATP Finals dá início a sua etapa decisiva. Após a realização, desde o dia 10, da fase de grupos, as quatro duplas classificadas disputam neste sábado (16) as semifinais do torneio, na O2 Arena, em Londres, na Inglaterra. O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot vão em busca da vaga na final às 15h (horário de Brasília), enfrentando os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut (7), com transmissão do SporTV3.  No outro jogo, às 9h (horário de Brasília), estarão na quadra o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus (5) diante dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah (1). A decisão do título será neste domingo às 12h30 (horário de Brasília).

Marcelo busca a terceira final no torneio e a conquista do primeiro título: foi vice-campeão em 2017, com Kubot, e em 2015, com o croata Ivan Dodig. Esta é sua sétima participação seguida no Finals – desde 2013 -, recordista entre os brasileiros -, a terceira ao lado do parceiro polonês (2017, 2018 e 2019).

“Vamos com tudo nesta semifinal, depois de um jogo duríssimo para garantir a classificação. Tivemos um dia para recuperar. Agora, mais uma partida que deve ser decidida nos detalhes, contando novamente com o apoio da torcida, que foi impressionante no jogo anterior, bastante brasileiros, uma energia muito boa”, afirma Melo.

Melo e Kubot garantiram lugar na semifinal na quinta-feira (14) ao vencer o norte-americano Rajeev Ram (EUA) e o britânico Joe Salisbury (4), somando duas vitórias – ambas de virada – nos três jogos e ficando com a segunda colocação do Grupo Jonas Bjorkman – Klaasen e Venus terminaram em primeiro. No Grupo Max Mirnyi, Herbert e Mahut em primeiro, com Cabal e Farah em segundo. Na rodada desta sexta-feira (15), os franceses venceram o holandês Jean-Julian Rojer e o romeno Horia Tecau (6) por 2 sets a 0 – 6/3 e 7/6 (7-4). Os colombianos derrotaram os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies (3) também por 2 a 0 – 7/6 (9-7) e 6/2.

Nadal é superado por Zverev na estreia do Finals. Federer tem jogo decisivo na terça-feira

Rafael Nadal fez suspense, foi dúvida, resolveu entrar em quadra no ATP Finals, mas esteve longe do seu melhor e foi superado na primeira rodada do torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada.

Diante do alemão Alexander Zverev, Nadal não teve muitas chances, foi vencido com relativa tranquilidade e ficou mais distante do único grande título que falta em sua coleção.

Mais cedo, abrindo o grupo Andre Agassi, Stefanos Tsitsipas não tomou conhecimento da excelente fase do russo Daniil Medvedev e venceu também em sets diretos, com parciais de 7/6(5) e 6/4.

Nesta terça-feira, Roger Federer, depois de perder na primeira rodada, terá um jogo decisivo pela frente diante do italiano Matteo Berrettini, enquanto Novak Djokovic disputa a liderança do grupo contra o austríaco Dominic Thiem.

 

Melo e Kubot estreiam com vitória de virada no ATP Finals, em Londres

Com uma vitória de virada, neste domingo (10), o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot deram o primeiro passo na edição 2019 do ATP Finals, em Londres, na Inglaterra. Na rodada inicial do Grupo Jonas Bjorkman, Melo e Kubot – que jogam como segunda melhor dupla classificada do torneio – estrearam derrotando o croata Ivan Dodig e o eslovaco Filip Polasek (8) por 2 sets a 1, parciais de 4/6, 6/4 e 10-5, em 1h40min. A segunda rodada do grupo está marcada para esta terça-feira (12).

“Foi um belo jogo de tênis. Muito alto nível desde o início. Começamos com break na frente, aí eles aproveitaram dois ou três vacilos para quebrar de volta e depois jogaram muito bem até o final do primeiro set. O importante para nós foi começar muito bem o segundo, mostrando que estávamos firmes no jogo ainda, iniciando com a quebra no primeiro game. E especialmente, também, o final do segundo set. Fechamos muito bem, muito sólidos e aí acabou dando mais confiança para jogar o match tie-break. Foi um jogo realmente muito bom, uma bela estreia contra um time que vem jogando muito bem”, explicou Melo.

No primeiro set, Melo e Kubot quebraram no sétimo game, 4/3, mas os adversários devolveram e igualaram em 4/4. Com novo break, no décimo game, Dodig e Polasek ganharam a série por 6/4. Melo e Kubot iniciaram o segundo set com tudo para empatar o jogo. E quebraram logo no game inicial, abrindo na sequência 2/0 e administrando a vantagem. No nono game, tiveram a chance de quebrar novamente e fechar, mas os adversários salvaram o break. Em seguida, devolveram o 6/4, levando a decisão para o match tie-break. Com domínio desde o começo, Melo e Kubot marcaram 10-5 para comemorar a primeira vitória no ATP Finals.

Na outra partida deste domingo, o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus (5) ganharam do norte-americano Rajeev Ram (EUA) e do britânico Joe Salisbury (4) por 2 a 0 (6/3 e 6/4).

O ATP Finals reúne as oito melhores duplas da temporada. Na primeira fase, elas são divididas em dois grupos, jogando todas contra todos dentro dele. As duas melhores de cada um disputam as semifinais, no sábado (16). A decisão do título será no domingo (17).

Marcelo faz a sua sétima participação seguida (desde 2013) no Finals, recordista entre os brasileiros, a terceira ao lado do parceiro polonês (2017, 2018 e 2019). Foi duas vezes vice-campeão: com Kubot em 2017 e com Dodig – adversário nesta estreia – em 2015.

Foto: Peter Staples / ATP Tour

Thiem supera Federer e coloca o suíço em dificuldade para ir à semi do ATP Finals

Depois da vitória de Novak Djokovic, Roger Federer entrou em quadra como favorito contra Dominic Thiem, pela primeira rodada do ATP Finals, mas as coisas não saíram como planejado pelo suíço.

Um dos favoritos ao título do torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada, Federer não teve o seu melhor desempenho e, pela quinta vez na carreira, perdeu para o austríaco, dessa vez com um duplo 7/5.

Agora, se quiser a classificação para a semifinal, vai ter que lutar e jogar muito contra Berrettini e Djokovic.

Nesta segunda-feira será a primeira rodada do grupo Andre Agassi, com a primeira partida sendo disputada às 11h de Brasília, entre o russo Daniil Medvedev e o grego Stefanos Tsitsipas.

Mais tarde, por volta das 17h, Rafael Nadal, que teve sua participação em dúvida até os últimos dias, terá pela frente o alemão Alexander Zverev.

 

Djokovic não dá chances, vence Berrettini com tranquilidade e começa bem no ATP Finals

Foram disputados neste domingo os primeiros jogos do ATP Finals, torneio que reúne na O2 Arena, em Londres, os melhores tenistas da temporada.

Abrindo o torneio, nas duplas e inaugurando o grupo Jonas Bjorkman, o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michel Venus venceram os norte-americanos Rajeev Ram e Joe Salisbury, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4.

Depois, pela primeira rodada do grupo Bjorn Borg, que ainda conta com Roger Federer e Dominic Thiem, Novak Djokovic não tomou conhecimento do italiano Matteo Berrettini, venceu por 6/2 e 6/1 e largou muito bem no torneio.

Federer e Thiem ainda se enfrentam neste domingo.

Guga é homenageado no ATP Finals, em Londres

Há quase 18 anos Gustavo Kuerten entrava para a história ao vencer, em Lisboa, dois grandes tenistas (Pete Sampras e Andre Agassi) no torneio que reúne os melhores jogadores do ano e conquistar o topo do ranking no tênis profissional.

Hoje Guga marcou presença no atual ATP World Tour Finals para ser homenageado e participar da cerimônia de premiação, logo após a vitória de Alexander Zverev que venceu Novak Djokovic,  líder do grupo Guga Kuerten na competição.

Guga participou de eventos organizados pela ATP para celebrar os campeões de década de 2000, durante todo o fim de semana.”É sempre muito gratificante relembrar toda a minha trajetória. Mas, essa homenagem é um grande incentivo, uma inspiração, para que a gente possa continuar trabalhando, com muita determinação, para transformar o tênis brasileiro”, declarou Guga.

Zverev elimina Federer e decide o ATP Finals contra Djokovic, que bateu Anderson

Alexander Zverev frustou os planos da maior parte da torcida e garantiu sua vaga na decisão do ATP Finals, torneio que reúne na O2 Arena, em Londres, na Inglaterra, os oito melhores tenistas da temporada.

Na primeira semifinal deste sábado, o alemão se impôs diante de Roger Federer, venceu em sets diretos, com parciais de 7/5 e 7/6(5), e garantiu sua vaga.

No tiebreak, Zverev pediu a repetição de um ponto no meio da troca de bola depois de ver uma bola cair das mãos de um boleiro – legítimo pelas regras – e acabou ganhando uma grande vaia do público, que torcia pelo suíço.

Na grande final deste domingo, seu adversário será Novak Djokovic, que não deu muitas chances ao não tomar conhecimento do saque do sul-africano Kevin Anderson, vencendo por duplo 6/2.

Djokovic e Zverev já se enfrentaram quatro vezes ao longo da carreira, com duas vitórias pra cada lado, sendo o mais recente justamente na primeira fase deste Finals, com triunfo do sérvio por 6/4 e 6/1.

Bruno Soares e Jamie Murray encerram boa temporada com a semifinal do ATP Finals

O tenista brasileiro Bruno Soares encerrou mais uma temporada de títulos e bons resultados neste sábado, ao parar nas semifinais do ATP Finals com o britânico Jamie Murray diante dos americanos Mike Bryan e Jack Sock, com parciais de 3/6, 6/4 e 4-10.

“Realmente foi um jogaço hoje. Todo mundo afiado e jogando bem, foi decidido nos detalhes. No primeiro set, os dois pontos decisivos caíram para eles. O segundo set foi parecido, bem próximo e caiu para nós. No match-tiebreak deu tudo certo para eles, jogaram muito”, avaliou Soares, campeão de cinco Grand Slams em duplas masculinas e mistas.

Em 2018, Soares e Murray foram campeões em Acapulco, Washington e Cincinnati e vices em Doha, Queen’s e Xangai. A dupla atingiu as semifinais do Finals nos três anos da parceria, que continua em 2019.

“Estou feliz com mais uma bela temporada, mais um bom Finals. Agora estou oficialmente de férias, vou descansar e começar a preparação para o ano que vem. Começamos a temporada em Doha de novo”, declarou Soares.

Soares e Murray foram campeões do Australian Open e do US Open em 2016 e já venceram nove títulos juntos, três em cada ano de parceria.