Medvedev vira sobre Thiem e conquista o título do ATP Finals, em Londres

Daniil Medvedev chegou mesmo. Neste domingo, o russo de 24 anos confirmou seu nome como um dos melhores do tênis na atualidade, ao conquistar o título do ATP Finals, torneio que reuniu na O2 Arena, em Londres, os oito melhores tenistas da temporada.

Na decisão, o Medvedev fez um jogo equilibrado diante de Dominic Thiem e precisou virar a partida diante do austríaco, com parciais de 4/6 7/6(2) e 6/4.

“Foi a vitória mais difícil da minha vida porque Dominic é um jogador muito difícil de enfrentar. Acho que hoje ele deu seu melhor, estava muito perto de vencer o segundo set (e o jogo). Eu consegui ficar no jogo. Senti que estava muito cansado no terceiro set, com certeza, mas senti que ele começou a desperdiçar algumas bolas, começou a correr mais devagar, pois estava cansado.” disse o russo, que encerra o ano como o nº 4 do mundo.

Já Thiem fecha 2020 como nº 3 do ranking da ATP, que tem Novak Djokovic na liderança e Rafael Nadal na segunda posição.

Roger Federer, Stefanos Tsitsipas, Alexander Zverev, Andrey Rublev, Diego Schwartzman e Matteo Berrettini completam o top-10.

 

Melo e Kubot perdem a 2ª e são eliminados do Finals. Soares e Pavic buscam mais uma vitória na 4ª feira

O jogo entre o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukas Kubot diante dos alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies abriu nesta terça-feira (17) a segunda rodada do Grupo Mike Bryan do ATP Finals. Krawietz e Mies marcaram 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 7/6 (7-5), em 1h22min, e Melo e Kubot, com a combinação de resultados do grupo, estão eliminados na primeira fase, mesmo com um jogo a ser disputado.

A terceira e última rodada do grupo será nesta quinta-feira (19), quando Melo e Kubot enfrentam Koolhof e Mektic.

“Hoje eles começaram bem, dominaram o primeiro set. No segundo conseguimos entrar em jogo, tivemos algumas poucas chances. Porém, eles foram melhores no geral”, afirmou Marcelo

Nesta quarta-feira, quem entra em quadra pela segunda vez em busca da segunda vitória é Bruno Soares, ao lado de Mate Pavic. O brasileiro e o croata enfrentarão a dupla do espanhol Marcel Granollers e do argentino Horacio Zeballos, que venceram Peers/Venus na estreia. “Vai ser pedreira, mas não dá para esperar outra coisa aqui no Finals, é só porrada. São dois caras que já sabemos o que esperar, fizemos dois confrontos duríssimos contra eles neste ano, no US Open e em Roma. Agora é tentar jogar com a nossa agressividade e fazer o nosso jogo”, disse o mineiro.

Na primeira fase, os oito times são separados em dois grupos, onde os quatro times se enfrentam. São três partidas e as duas melhores duplas de cada grupo avançam para as semifinais. Bruno, que disputa o Finals pela sexta vez, já foi semifinalista no torneio em quatro ocasiões. Aos 38 anos, o mineiro, que é dono de 33 títulos, e nesta temporada conquistou o US Open e foi vice de Roland Garros, vai em busca de superar o seu melhor resultado no campeonato e trazer um título inédito para casa. Outro objetivo é terminar a temporada como a melhor dupla de 2020.

Nadal começa neste domingo caminhada rumo ao 1º título do ATP Finals. Melo também joga

Vai começar neste domingo a disputa do ATP Finals, torneio que reúne na O2 Arena, em Londres, os oito melhores tenistas da temporada.

E logo na primeira partida, o austríaco Dominic Thiem medirá forças diante do grego Stefanos Tsitsipas, em jogo que abre as disputas de simples da competição.

Mais tarde, o espanhol Rafael Nadal, que ainda busca seu primeiro título do Finals, joga contra o russo Andrey Rublev.

“Podemos encontrar desculpas ou razões, mas, no final do dia, os números são os números”, disse Nadal. “Penso que joguei menos em quadras indoor (as mesmas do torneio londrino) do que nas outras superfícies, sem dúvida… As quadras cobertas não têm sido as superfícies ideais para o meu jogo de ténis desde o início da minha carreira.” admitiu, para completar em seguida:

“Acho que consegui jogar um pouco melhor nos últimos anos em quadras cobertas do que no início da minha carreira no tênis, sem dúvida, mas [esses são] os números. Eu não posso dizer algo diferente. Espero mudar isso esta semana.” completou.

Vale destacar que dois brasileiros estão no Finals, na chave de duplas, sendo que o primeiro, Marcelo Melo, já estreia neste domingo, ao lado do polonês Lukasz Kubot, diante do norte-americano Rajeev Ram e do britânico Joe Salisbury. Melo fará sua oitava participação seguida (desde 2013) no Finals, recordista entre os brasileiros, a quarta ao lado de Kubot, que jogou em seis temporadas. Nos sete anos em que já participou do torneio, foi duas vezes vice-campeão – em 2014 com o croata Ivan Dodig e, em 2017, com o parceiro polonês. No ano passado, Melo e Kubot foram semifinalistas.

 

Tsitsipas vence Thiem de virada e o ATP Finals tem um campeão inédito pelo 4º ano seguido

A nova geração chegou de vez! Stefanos Tsitsipas, neste domingo, confirmou mais isso ao conquistar o título do ATP Finas, torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada na O2 Arena, em Londres.

Com uma grande vitória sobre o austríaco Dominic Thiem, de virada, ele conquistou o principal título da sua carreira, sem esconder a felicidade com o desempenho na partida:

“Não tenho ideia de como joguei tão bem no segundo set. Não faço ideia. Acho que minha mente estava tão à vontade e não estava pensando em muita coisa, o que levou a um desempenho tão bom no segundo set, quebrando-o duas vezes. Foi praticamente um excelente cenário pra mim.”

Essa foi a quarta vez seguida que um tenista ganha o Finals pela primeira vez na carreira, com Tsitsipas repetindo os feitos de Andy Murray (2016), Grigor Dimitrov (2017) e Alexander Zverev (2018).

Foto: Glyn KIRK/AFP

 

Nadal vira mais uma vez, mas é eliminado do Finals depois da vitória de Zverev sobre Medvedev

Mesmo duas vitórias não foram suficientes para levar Rafael Nadal à semifinal do ATP Finals, torneio que reúne na O2 Arena, em Londres, os oito melhores tenistas da temporada.

Depois da virada sobre Daniil Medvedev, no jogo anterior, o espanhol precisou virar mais uma vez, desta vez contra o grego Stefanos Tsitsipas, triunfando com parciais de 6/7(4) 6/4 e 7/5.

Porém, com a vitória de Alexander Zverev sobre Medvedev na sequência, a vaga outra vaga na semi do grupo ficou com o alemão, que passou junto ao grego Tsitsipas.

As semis serão disputadas neste sábado. Primeiro, por volta das 11h de Brasília, Tsitispas encara o suíço Roger Federer.

Depois, por volta das 17h, Zverev terá pela frente o austríaco Dominic Thiem.

Vale lembrar que a eliminação de Djokovic, também na primeira fase, garantiu Nadal como nº 1 do mundo até o final da temporada.

 

 

Melo e Kubot buscam vaga na decisão do ATP Finals neste sábado

O ATP Finals dá início a sua etapa decisiva. Após a realização, desde o dia 10, da fase de grupos, as quatro duplas classificadas disputam neste sábado (16) as semifinais do torneio, na O2 Arena, em Londres, na Inglaterra. O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot vão em busca da vaga na final às 15h (horário de Brasília), enfrentando os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut (7), com transmissão do SporTV3.  No outro jogo, às 9h (horário de Brasília), estarão na quadra o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus (5) diante dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah (1). A decisão do título será neste domingo às 12h30 (horário de Brasília).

Marcelo busca a terceira final no torneio e a conquista do primeiro título: foi vice-campeão em 2017, com Kubot, e em 2015, com o croata Ivan Dodig. Esta é sua sétima participação seguida no Finals – desde 2013 -, recordista entre os brasileiros -, a terceira ao lado do parceiro polonês (2017, 2018 e 2019).

“Vamos com tudo nesta semifinal, depois de um jogo duríssimo para garantir a classificação. Tivemos um dia para recuperar. Agora, mais uma partida que deve ser decidida nos detalhes, contando novamente com o apoio da torcida, que foi impressionante no jogo anterior, bastante brasileiros, uma energia muito boa”, afirma Melo.

Melo e Kubot garantiram lugar na semifinal na quinta-feira (14) ao vencer o norte-americano Rajeev Ram (EUA) e o britânico Joe Salisbury (4), somando duas vitórias – ambas de virada – nos três jogos e ficando com a segunda colocação do Grupo Jonas Bjorkman – Klaasen e Venus terminaram em primeiro. No Grupo Max Mirnyi, Herbert e Mahut em primeiro, com Cabal e Farah em segundo. Na rodada desta sexta-feira (15), os franceses venceram o holandês Jean-Julian Rojer e o romeno Horia Tecau (6) por 2 sets a 0 – 6/3 e 7/6 (7-4). Os colombianos derrotaram os alemães Kevin Krawietz e Andreas Mies (3) também por 2 a 0 – 7/6 (9-7) e 6/2.

Nadal é superado por Zverev na estreia do Finals. Federer tem jogo decisivo na terça-feira

Rafael Nadal fez suspense, foi dúvida, resolveu entrar em quadra no ATP Finals, mas esteve longe do seu melhor e foi superado na primeira rodada do torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada.

Diante do alemão Alexander Zverev, Nadal não teve muitas chances, foi vencido com relativa tranquilidade e ficou mais distante do único grande título que falta em sua coleção.

Mais cedo, abrindo o grupo Andre Agassi, Stefanos Tsitsipas não tomou conhecimento da excelente fase do russo Daniil Medvedev e venceu também em sets diretos, com parciais de 7/6(5) e 6/4.

Nesta terça-feira, Roger Federer, depois de perder na primeira rodada, terá um jogo decisivo pela frente diante do italiano Matteo Berrettini, enquanto Novak Djokovic disputa a liderança do grupo contra o austríaco Dominic Thiem.

 

Melo e Kubot estreiam com vitória de virada no ATP Finals, em Londres

Com uma vitória de virada, neste domingo (10), o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot deram o primeiro passo na edição 2019 do ATP Finals, em Londres, na Inglaterra. Na rodada inicial do Grupo Jonas Bjorkman, Melo e Kubot – que jogam como segunda melhor dupla classificada do torneio – estrearam derrotando o croata Ivan Dodig e o eslovaco Filip Polasek (8) por 2 sets a 1, parciais de 4/6, 6/4 e 10-5, em 1h40min. A segunda rodada do grupo está marcada para esta terça-feira (12).

“Foi um belo jogo de tênis. Muito alto nível desde o início. Começamos com break na frente, aí eles aproveitaram dois ou três vacilos para quebrar de volta e depois jogaram muito bem até o final do primeiro set. O importante para nós foi começar muito bem o segundo, mostrando que estávamos firmes no jogo ainda, iniciando com a quebra no primeiro game. E especialmente, também, o final do segundo set. Fechamos muito bem, muito sólidos e aí acabou dando mais confiança para jogar o match tie-break. Foi um jogo realmente muito bom, uma bela estreia contra um time que vem jogando muito bem”, explicou Melo.

No primeiro set, Melo e Kubot quebraram no sétimo game, 4/3, mas os adversários devolveram e igualaram em 4/4. Com novo break, no décimo game, Dodig e Polasek ganharam a série por 6/4. Melo e Kubot iniciaram o segundo set com tudo para empatar o jogo. E quebraram logo no game inicial, abrindo na sequência 2/0 e administrando a vantagem. No nono game, tiveram a chance de quebrar novamente e fechar, mas os adversários salvaram o break. Em seguida, devolveram o 6/4, levando a decisão para o match tie-break. Com domínio desde o começo, Melo e Kubot marcaram 10-5 para comemorar a primeira vitória no ATP Finals.

Na outra partida deste domingo, o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus (5) ganharam do norte-americano Rajeev Ram (EUA) e do britânico Joe Salisbury (4) por 2 a 0 (6/3 e 6/4).

O ATP Finals reúne as oito melhores duplas da temporada. Na primeira fase, elas são divididas em dois grupos, jogando todas contra todos dentro dele. As duas melhores de cada um disputam as semifinais, no sábado (16). A decisão do título será no domingo (17).

Marcelo faz a sua sétima participação seguida (desde 2013) no Finals, recordista entre os brasileiros, a terceira ao lado do parceiro polonês (2017, 2018 e 2019). Foi duas vezes vice-campeão: com Kubot em 2017 e com Dodig – adversário nesta estreia – em 2015.

Foto: Peter Staples / ATP Tour

Thiem supera Federer e coloca o suíço em dificuldade para ir à semi do ATP Finals

Depois da vitória de Novak Djokovic, Roger Federer entrou em quadra como favorito contra Dominic Thiem, pela primeira rodada do ATP Finals, mas as coisas não saíram como planejado pelo suíço.

Um dos favoritos ao título do torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada, Federer não teve o seu melhor desempenho e, pela quinta vez na carreira, perdeu para o austríaco, dessa vez com um duplo 7/5.

Agora, se quiser a classificação para a semifinal, vai ter que lutar e jogar muito contra Berrettini e Djokovic.

Nesta segunda-feira será a primeira rodada do grupo Andre Agassi, com a primeira partida sendo disputada às 11h de Brasília, entre o russo Daniil Medvedev e o grego Stefanos Tsitsipas.

Mais tarde, por volta das 17h, Rafael Nadal, que teve sua participação em dúvida até os últimos dias, terá pela frente o alemão Alexander Zverev.

 

Djokovic não dá chances, vence Berrettini com tranquilidade e começa bem no ATP Finals

Foram disputados neste domingo os primeiros jogos do ATP Finals, torneio que reúne na O2 Arena, em Londres, os melhores tenistas da temporada.

Abrindo o torneio, nas duplas e inaugurando o grupo Jonas Bjorkman, o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michel Venus venceram os norte-americanos Rajeev Ram e Joe Salisbury, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4.

Depois, pela primeira rodada do grupo Bjorn Borg, que ainda conta com Roger Federer e Dominic Thiem, Novak Djokovic não tomou conhecimento do italiano Matteo Berrettini, venceu por 6/2 e 6/1 e largou muito bem no torneio.

Federer e Thiem ainda se enfrentam neste domingo.