Bia é superada na semi em Bogotá

A tenista paulista Beatriz Haddad Maia encerrou neste sábado sua participação no WTA de Bogotá, após cinco vitórias seguidas (dois no qualifying e três na chave principal).

Bia foi superada nas semifinais pela jovem norte-americana Amanda Anisimova, de 17 anos e 76o do mundo, por 2 sets a 1, parciais de 4/6 7/6(2) 6/2, após 2h38min de confronto.

“Apesar da derrota hoje, fiz uma boa semana aqui em Bogotá, com uma boa sequência de jogos. Não foi do jeito que eu esperava, mas bola pra frente, vou seguir trabalhando”, disse a tenista número 1 do Brasil e 165o. do mundo.

 

Bia disputa vaga na final do WTA de Bogotá

A tenista paulista Beatriz Haddad Maia  disputa neste sábado uma vaga na final do WTA de Bogotá.

Nesta sexta-feira, Bia venceu de virada a espanhola Sara Sorribes Tormo, cabeça de chave 7 do torneio e 79o do mundo, por 6/7(6) 6/2 6/3, em 2h44min de partida, e alcançou a sua quinta vitória consecutiva no torneio colombiano (duas no qualifying e as restantes na chave principal).

“A Sara é uma das poucas amigas que tenho no circuito, foi um jogo um pouco emocional. Ela consegue se safar de tudo, dá bola alta, dá slice, drop, tem muita variedade de jogo. Eu senti um pouco de nervosismo no primeiro set, acabei ficando um pouco ansiosa e errei um pouco mais do que deveria, mas depois eu relaxei, fiquei mais solta e consegui controlar as minhas emoções”, afirmou Bia, 165o do mundo.

Bia chega à sua segunda semifinal da carreira em WTA. A primeira delas foi em Seul, em 2017, quando a brasileira fez a final do torneio coreano, mas foi parada pela letã Jelena Ostapenko, então top 10.

A próxima adversária de Bia, neste sábado, será jovem norte-americana Amanda Anisimova, de 17 anos e 76o do mundo, que derrotou a colombiana Maria Camila Osorio Serrano, também de 17anos, por 6/2 1/6 6/3, nas quartas de final.

“É uma menina nova que joga muito bem e está tendo um ano fantástico no circuito (fez oitavas de final do Australian Open e quartas em Auckland). Vou entrar em quadra e fazer o meu jogo. Estou confiante e feliz, já é meu sexto jogo aqui, estou vindo de boas semanas e contente com o que venho apresentando em quadra”, finalizou.

Paulinha é superada na semi em Bogotá

Paula Gonçalves terminou a semana no WTA de Bogotá com um lugar garantido entre as top 200 do ranking mundial. A brasileira encerrou a surpreendente campanha neste sábado, ao perder para a espanhola Silvia Soler Espinosa,por 2 sets a 1, parciais de 6/4 6/7(2) 6/2.

Paulinha é superada na semi e Cé é vice de duplas

A campineira, que no Rio Open, chegou às quartas de um WTA pela 1a. vez, nesta semana na Colômbia foi mais longe, com a semi.

Outra brasileira que surpreendeu em Bogotá foi Gabriela Cé, vice-campeã de duplas, ao lado da venezuelana Andrea Gamiz.Elas perderam para Lara Arrubarrena e para Tatijana Maria, por 6/2 4/6 10-8, na primeira final de WTA que Cé disputou.

Teliana é eliminada na estreia em Bogotá

Teliana Pereira foi eliminada nesta terça-feira, na estreia do WTA de Bogotá. A brasileira, cabeça-de-chave 2 e campeã do torneio no ano passado, perdeu para a argentina Catalina Pella, que veio do qualifying, por 3/6 6/3 7/6(3).

Teliana é eliminada na estreia em Bogotá
“Não estou tendo o ano que gostaria. Mas, já passei por situações bem mais difíceis do que esta na minha vida. Quero voltar para casa, descansar, encontrar a minha família e recuperar as energias,” disse Teliana.

O próximo compromisso da brasileira é o WTA de Rabat, no Marrocos, no dia 25 de abril.

Teliana entra direto na chave principal do WTA de Bogotá

A tenista número um do Brasil, Teliana Pereira, entrou direto na chave principal do WTA de Bogotá, que começa na segunda-feira. Atual 162a. do ranking mundial, a tenista esperava a desistência de uma jogadora para entrar na chave, mas acabou se beneficiando de uma regra da WTA, que deixa sempre uma vaga para uma tenista top 20 poder se inscrever na última hora. Como não houve inscrição, Teliana conseguiu entrar na chave, sem precisar disputar o qualifying.
Teliana Pereira entra direto na chave do WTA de Bogotá
Ela disputa o WTA colombiano, da série Internacional, com premiação de US$ 250 mil, pela quarta vez na carreira, com o melhor resultado sendo a semifinal em 2013. No ano passado ela perdeu na estreia para a espanhola Lourdes Dominguez Lino.

Mas, antes de chegar a Bogotá, ela ainda compete no Challenger de Medellin (U$ 50 + H), em que está nas quartas-de-final e enfrenta na noite desta sexta a tenista austríaca Patricia Mayer Achleitner (153a. na WTA).

O Challenger de Medellin é o primeiro de uma série de seis torneios que a tenista brasileira disputa no saibro. Depois ela segue para Bogotá,  Marrakesh, Cagnes Sur Mer, Saint Gaudens e Roland Garros.