Bruno Soares e Jamie Murray conquistam título do ATP 500 de Washington, 28º da carreira do mineiro

Bruno Soares e Jamie Murray conquistaram neste domingo o título do ATP 500 de Washington. Eles derrotaram o americano Mike Bryan e o francês Edouard Roger Vasselin, de virada, por 3/6 6/3 10-4, para conquistarem o segundo trofeu da temporada e o oitavo juntos. Para Bruno Soares, foi o 28o. título da carreira, em 55 finais disputadas.

“Tudo isso é muito legal. Foi uma baita semana pra gente. Começamos super bem a temporada de quadra rápida e agora com mais um ítulo de atp 500. Foi uma final duríssima. Começamos meio devagar, mas terminamos super bem, em um piso que a gente adora jogar. Tenho muita coisa positiva pra tirar daqui,” analisou o brasileiro.

Além da conquista em Washington, Bruno comemorou os números impressionantes da carreira. “Estou muito feliz com com o 28o. título e a final número 55. São números que eu nunca sonhei em alcançar. Estou mto feliz com tudo isso. Agora vamos correr pra Toronto. A gente não para. Vamos tentar manter esse embalo para o Masters 1000.”

Este foi o segundo trofeu da temporada para Bruno e Murray, que foram campeões no início do ano em Acapulco. Eles foram vice em Queen’s e Doha. A dupla segue agora para o Masters 1000 de Toronto e o de Cincinnatti, antes de chegarem a Nova York, para a disputa do último Grand Slam da temporada, o US Open, onde foram campeões 2 anos atrás. Há dois anos eles também foram campeões de outro Grand Slam, o Australian Open.

A conquista em Washington coloca Bruno novamente no top 10. Ele estava na 14a. posição.

Soares e Murray vencem mais uma e estão na final do ATP 500 de Washington

Bruno Soares e Jamie Murray decidem neste domingo, o título do ATP 500 de Washington. Depois de derrotarem Raven Klaasen e Michael Venus, neste sábado, por 7/5 7/6(2), eles tentam o segundo trofeu da temporada 2018, contra o vencedor do confronto entre Mike Bryan/Edouard Roger Vasselin x o ganhador do jogo entre Dodig/McLachlan e Kudla/Tiafoe. Esta será a 55a. final da carreira de Bruno Soares, que tem 27 títulos e 27 vice-campeonatos.

Campeões no início do ano em Acapulco (500) e vice em Queen’s (500) e Doha (250), com Murray, Bruno espera sair de Washington com o trofeu desta vez e aproveitar o embalo que começou na temporada de grama. “A temporada de saibro foi muito difícil pra gente. Depois que terminou o saibro veio muita coisa que a gente gosta de jogar. Jogamos super bem Queen’s (vice) e Wimbledon (quartas) e conseguimos voltar já com esse ritmo, em mais uma final de ATP 500. Vamos ver se a gente consegue ganhar agora, ao contrário de Queen’s.”

Esta também é a segunda vez que Bruno decide o título em Washington, tendo sido vice em 2008, com Kevin Ullyett.

O ATP 500 de Washington é o primeiro que Bruno e Murray disputam na temporada norte-americana, que culmina com o US Open, no fim de agosto. Há dois anos, em Nova York, Bruno e Murray conquistaram o segundo Grand Slam de duplas da carreira, depois de terem sido campeões do Australian Open, no início daquele mesmo 2016. De Washington eles seguem para Toronto e Cincinnati, antes de chegarem ao último Grand Slam do ano.

Bruno Soares e Jamie Murray jogam neste sábado a semifinal do ATP 500 de Washington

Bruno Soares e Jamie Murray disputam neste sábado, em Washington, uma vaga na final do ATP 500 local. Depois de derrotarem Divij Sharan e Artem Sitak, de virada, por 4/6 6/1 10-5, eles enfrentam Raven Klaasen e Michael Venus, de olho na decisão do primeiro torneio que disputam na temporada da América do Norte, que culminará com a disputa do US Open, no fim de agosto.

Em um torneio marcado pela chuva e atrasos, para Bruno Soares o que importa, apesar das diversas interrupções e incertezas nos horários de treinos e jogos é que estão jogando bem. “É uma semana em que o torneio está sofrendo bastante com a chuva. Tivemos paralisação de 5 horas no primeiro jogo, outra paralização agora, mas é algo que acontece com todos os jogadores e temos que estar preparados. O principal é que estamos jogando bem, ganhando as partidas no super tie-break. Amanhã temos uma semifinal de ATP 500 e vamos ver se conseguimos buscar uma final para iniciar com tudo essa gira do verão americano.”

Dez anos atrás, Bruno Soares foi vice-campeão do ATP de Washington, ao lado do parceiro sul-africano Kevin Ullyett. No ano passado ele e Murray foram semifinalistas do torneio.

Melo e Kubot perdem na estreia em Washington e seguem para o Masters 1000 de Toronto

Marcelo Melo e Lukasz Kubot – cabeças de chave número 3 – foram derrotados nesta quarta-feira (1), na primeira rodada do ATP 500 de Washington, nos Estados Unidos. Vice-campeões no ano passado, Melo e Kubot pararam na estreia diante do croata Ivan Dodig e do japonês Ben McLachlan, que marcaram 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em 1h24min. Agora, seguem para o Canadá, onde disputam o Masters 1000 de Toronto, na próxima semana, segundo torneio preparatório para o US Open, no final de agosto.

“Tivemos uma estreia difícil, contra uma dupla experiente. Iniciamos bem a partida e chegamos a ficar na frente, mas eles reagiram e ganharam o primeiro set. No segundo, o equilíbrio se manteve com chances para os dois lados e novamente eles aproveitaram melhor no fim da série. Agora vamos focar em Toronto para buscar um bom resultado”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.

O Masters 1000 de Toronto será disputado entre os dias 6 e 12 de agosto, e, na sequência, de volta aos Estados Unidos, Melo e Kubot jogam mais um Masters 1000, em Cincinnati, de 12 a 18. Junto com o de Washington, esses torneios antecedem e servem de preparação para o US Open, último Grand Slam do ano, que será realizado entre 27 de agosto e 9 de setembro, em Nova Iorque.

Melo e Soares conhecem primeiros adversários no ATP 500 de Washington

Os dois brasileiros na chave de duplas já conheceram seus adversários na primeira rodada do ATP 500 de Washington, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Cabeças de chave nº 3, Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot enfrentam na primeira rodada a parceria formada pelo croata Ivan Dodig e o neozelandês Bem McLachlan.

Já Bruno Soares e o britânico Jamie Murray são os cabeças 4 e adversários na estreia serão o russo Karen Khachanov e o francês Lucas Pouille, que bateram a dupla do mineiro nas quartas de final do ATP de Viena, no ano passado, no único confronto entre as duplas até o momento.

Depois de 17 vitórias e 3 títulos seguidos, Melo e Kubot perdem e ficam com o vice em Washington

Chegou ao fim a incrível sequência de 17 vitórias seguidas de Marcelo Melo e Lukasz Kubot, com o vice-campeonato do ATP 500 de Washington, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Neste domingo, o mineiro e o polonês foram superados pelo finlandês Henri Kontinen e o australiano John Peers, com parciais de 7/6(5) e 6/4.

Com isso, eles encerram uma ótima sequência, com três títulos na grama, que começou em ‘s-Hertogenbosch, na Holanda, passou por Halle e ainda teve o ótimo desfecho com a conquista de Wimbledon.

Mesmo com a derrota, Melo e Kubot seguem como dupla nº 1 do mundo na temporada, já garantidos no ATP Finals, em Londres, que reúne as oito melhores duplas da temporada.

Além disso, o brasileiro é o duplista nº 1 do mundo, com seu parceiro polonês ocupando a 4ª posição.

Melo e Kubot passam por irmãos Bryan e decidem Washington contra Kontinen/Peers

Marcelo Melo e Lukasz Kubot chegam a mais uma final em 2017. Neste domingo (6), no Rock Creek Park Tennis Center, em Washington, Melo e Kubot decidem o título do ATP 500 local, disputado no piso duro, diante do finlandês Henri Kontinen e do australiano John Peers, seus maiores rivais nesta temporada.

Neste sábado (5), pelas semifinais, eles derrotaram os irmãos Bryan, Bob e Mike, por 2 sets a 0, parciais de 7/6 (5) e 6/4, em 1h26min, garantindo lugar na decisão. Kontinen e Peers passaram pelo brasileiro Bruno Soares e o inglês Jamie Murray por 2 sets a 1, 6/7(7), 7/5 e 10/8.

A partida reunirá as duas melhores parcerias da temporada 2017 e os quatro primeiros colocados no ranking mundial individual de duplas. O brasileiro Marcelo Melo é o líder, seguido por Kontinen, por Peers e por seu parceiro, o polonês Kubot, que ocupa o quarto lugar. Juntos, Melo e Kubot lideram o ATP Doubles Team Race to London, que define as oito melhores parcerias de 2017, já classificados para disputar o ATP Finals, enquanto Kontinen e Peers estão na segunda colocação.

Será a quarta final seguida da dupla Melo e Kubot em 2017 – agora em piso duro –  e a sétima do ano. Eles estão invictos há 17 jogos. E vêm de uma sequência de três títulos na grama: na Holanda, na Alemanha e em Wimbledon. Nesta temporada, já venceram também em Miami (quadra rápida) e Madri (saibro), além de um vice-campeonato em Indian Wells (EUA).

Melo e Kubot disputam o Citi Open como cabeças de chave 2. Kontinen e Peers são cabeças 1. Assim, o jogo tem tudo para ser muito equilibrado. “Mais uma grande vitória, mais um jogo muito sólido. Foi muito importante ficar firme em todos os momentos, mesmo tendo chances perdidas no primeiro set. No segundo, conseguimos dominar desde o início. Jogamos contra aquela que é considerada por muitos como a melhor dupla da história, uma partida sempre muito difícil, em todos os aspectos, dois jogadores que erram muito pouco, mudam muito o jogo. Tivemos de jogar o nosso melhor mesmo para ganhar”, analisou Melo.

“Agora, esperamos fazer o mesmo na final, que é mais um jogo muito duro que teremos pela frente, contra Kontinen e Peers. Fizemos cinco sets com eles em Wimbledon. Ganharam duro na semifinal aqui do Bruno e do Jamie. Estamos muito bem preparados para fazer mais um belo jogo neste domingo”, completou.

Melo e Kubot chegam à 16ª vitória seguida e estão na semi em Washington

Marcelo Melo e Lukasz Kubot estão nas semifinais do ATP 500 de Washington, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Nesta sexta-feira , em partida válida pelas quartas de final, eles venceram o holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horia Tecau por 2 sets a 1, com parciais de 7/6(3), 4/6 e 10/7, em 1h39, comemorando sua 16ª vitória seguida na temporada. Agora, a dupla número 1 do mundo e cabeça de chave 2 do torneio enfrenta, em busca da vaga na decisão, os irmãos Bryan, Bob e Mike, cabeças 4, que venceram Rohan Bopanna (India)/Donald Young (EUA) por 2 sets a 0 (7/5 e 6/4). O jogo será neste sábado (5), no Grandstand 1 do Rock Creek Park Tennis Center, a partir das 17h (horário de Brasília).

A partida promete muito equilíbrio. Melo e Kubot são os líderes do ATP Doubles Team Race to London, que define as oito melhores parcerias de 2017, já classificados para disputar o ATP Finals, enquanto Bob e Mike ocupam a terceira colocação. No ranking mundial individual de duplas, Marcelo é o atual número 1, seu parceiro é o quarto do mundo e os irmãos Bryan dividem a sétima colocação.

Marcado para a quinta-feira (3) à noite, o jogo pelas quartas de final entre Melo/Kubot e Rojer/Tecau teve de ser transferido para esta sexta-feira em função das chuvas em Washington, que modificaram a programação do torneio.

Soares e Murray vencem em Washington e estão nas quartas de final

Depois de Marcelo Melo, Bruno Soares também estreou com vitória na chave de duplas do ATP 500 de Washington, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Nesta terça-feira, o mineiro e seu parceiro, o britânico Jamie Murray, bateram a dupla formada pelo norte-americano Steve Johnson e o francês Edouard Roger-Vasselin, com parciais de 7/6(8) e 6/1.

Nas quartas de final, eles terão pela frente o norte-americano Jamie Cerretani e o australiano Marc Polmans.

Melo e Lukas Kubot jogam as quartas contra o holandês Jean Julien Rojer e o romeno Horia Tecau.

Melo e Kubot vencem na estreia em Washington e chegam à 15ª vitória seguida

Marcelo Melo e Lukasz Kubot conquistaram, nesta segunda-feira (31) a 15ª vitória seguida nesta temporada, na estreia do ATP 500 de Washington, nos Estados Unidos, que é dsputado no piso duro.

Cabeças de chave nº 2, o mineiro Melo e o polonês derrotaram o sueco Robert Lindstedt e o austríaco Dominic Thiem por 2 sets a 0, com um duplo 7/5,em 1h30 de jogo. Nas quartas de final, eles terão pela frente os vencedores de Grigor Dimitrov (Bulgária)/Lucas Pouille (França) e Jean-Julien Rojer (Holanda) / Horia Tecau (Romênia).

Esta foi a primeira partida de Melo e Kubot depois da comemoração do inédito título de Wimbledon. Em Washington, eles deram início à preparação para o quarto e último Grand Slam deste ano, o US Open, no final de agosto. Marcelo joga como atual número 1 do ranking mundial individual de duplas. Kubot é quarto do mundo.

Melo e Kubot mostraram consistência ao longo da partida, pois mesmo perdendo o serviço, reagiram rápido, sem permitir que os adversários dominassem o placar. A partida confirmou o ótimo momento da dupla, que vem de uma invencibilidade de 14 jogos na grama, e mostrou o acerto dos treinos fortes realizados na Flórida, na semana passada, na adaptação ao piso duro, superfície dos próximos torneios.