Melo e Kubot vencem surpreendente dupla e chegam à final do US Open

Marcelo Melo está na grande final do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro, em Nova York, nos Estados Unidos.

Nesta quinta-feira, o mineiro e o polonês Lukasz Kubot superaram a surpreendente dupla formada pelo moldavo Radu Albot e o tunisiano Malek Jaziri, que vinha de vitória sobre Bruno Soares e Jamie Murray, com parciais de 7/6(3) 3/6 e 6/3.

Essa será a quarta final de Grand Slam do mineiro, que vai em busca do 3º título, depois do triunfo em Wimbledon, no ano passado, já com Kubot, e de Roland Garros, em 2015, quando jogava ao lado do croata Ivan Dodig.

Na final, Melo e Kubot aguardam os vencedores da partida entre os norte-americanos Mike Bryan e Jack Sock e os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah.

Foto: USTA/Pete Staples

Melo e Kubot vão à semi do US Open e podem enfrentar Soares e Murray

O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot conquistaram nesta terça-feira (4) vaga na semifinal do US Open, o melhor resultado da dupla no torneio e, também, nos Grand Slam desta temporada. Cabeças de chave número 7, Melo e Kubot derrotaram os norte-americanos Austin Krajicek e Tennys Sandgren por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/2, em 1h17min, jogo válido pelas quartas de final.

Esta é a terceira vez que Marcelo chega à semifinal do US Open – antes foi semifinalista em 2013 e 2014, ambos com o croata Ivan Dodig, repetindo assim, ao lado de Kubot, suas melhores campanhas no Grand Slam norte-americano.

Agora, poderá ter pela frente na próxima rodada o também mineiro Bruno Soares que, ao lado do britânico Jamie Murray (cabeças 4), enfrenta Radu Albot (Moldávia) e Malek Jaziri (Tunísia) pelas quartas  de final, nesta quarta-feira (5).

“Foi um bom jogo. Conseguimos colocar em prática o plano que tínhamos pensado. Estamos melhorando a cada partida e estou muito feliz por chegar à semifinal. Agora é aproveitar o dia de descanso e pensar na recuperação física. Agradeço a torcida dos brasileiros que nos apoiaram”, disse Melo.

Melo e Kubot batem franceses e estão nas 4ªs do US Open. Soares joga nesta 2ª feira

Marcelo Melo e Lukasz Kubot garantiram neste domingo (2) vaga nas quartas de final do US Open. Cabeças de chave número 7 do Grand Slam, em Nova Iorque (EUA), Melo e Kubot venceram os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut – cabeças 9 – por 2 sets a 1, parciais de 7/5, 2/6 e 6/3, após 2h12min de jogo pelas oitavas de final. Agora, a dupla enfrentará os norte-americanos Austin Krajicek e Tennys Sandgren, em busca de um lugar na semifinal. Krajicek e Sandgren derrotaram o croata Nikola Mektic e o austríaco Jurgen Melzer por 2 a 0 (6/3 e 6/4).

“Foi um jogo emocionante. Nossa principal vitória do ano. Os treinos e a dedicação são importantes para viver momentos como o de hoje”, disse Melo.

Um final de semana de vitórias para Melo e Kubot. No sábado (1), derrotaram o indiano Divij Sharan e o neozelandês Artem Sitak e, neste domingo, voltaram à quadra para ganhar da dupla francesa e avançar no último Grand Slam da temporada.

Desde o início do US Open, Melo e Kubot vem mostrando muita confiança e impondo seu jogo para garantir as vitórias. E neste domingo não foi diferente. No primeiro set, após muito equilíbrio, conseguiram a quebra no 12ª game para vencer por 7/5. A segunda série começou com um break dos adversários, que acabaram empatando o jogo ao marcar 6/2. Mas Melo e Kubot, mais uma vez, não se abalaram e foram em busca do resultado no terceiro set, quebrando no quarto game, abrindo na sequência 4/1 para fechar em 6/3, no quarto match point, após um game muito disputado.

Nesta segunda-feira, quem entra em quadra pra buscar uma vaga nas quartas de final é Bruno Soares, ao lado do britânico Jamie Murray. Os dois terão pela frente os holandeses Robin Haase e Matwe Middelkoop.

Foto: USTA/Pete Staples

Bruno Soares e Marcelo Melo chegam às oitavas do US Open. Demoliner perde

Bruno Soares e Jamie Murray estão nas oitavas de final do US Open, o último Grand Slam da temporada que está sendo disputado em Nova York. Neste sábado em Flushing Meadows, eles derrotaram a dupla de Marcus Daniell, da Nova Zelândia e de Wesley Koolhof, da Holanda, por 6/3 6/4. Na próxima rodada, em busca de vaga nas quartas de final, no domingo ou na segunda, eles enfrentam os holandeses Robin Haase e Matwe Middelkoop.

“Foi mais uma partida consistente. Ganhamos em dois sets, sem perder o saque e estamos felizes com o nosso desempenho aqui. O calor melhorou bem e está muito bom pra jogar. Temos que manter esse ritmo,”disse Bruno, que foi campeão com Murray em Nova York, há dois anos e venceu dois dos três torneios que disputou a caminho do US Open (Washington e Cincinnati).

Nas duplas mistas, Bruno foi superado ao lado da ucranina Elina Svitolina, perdendo para a chinesa Shuai Zhang e o australiano John Peers por duplo 6/3.

Marcelo Melo e Lukasz Kubot também chegaram às oitavas de final, derrotando o indiano Divij Sharan e o neozelandês Artem Sitak e estão nas oitavas de final do US Open. Cabeças de chave número 7 do Grand Slam, em Nova Iorque (EUA), Melo e Kubot terão como próximos adversários da dupla serão os franceses Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut – cabeças 9 -, que venceram os italianos Simone Bolelli e Fabio Fognini por 2 a 0 (7/5 e 6/3).

“Hoje conseguimos jogar muito bem na maior parte do jogo. Tivemos um pouquinho de queda de rendimento no segundo set, quando acabamos dando uma quebra para eles. Mas depois recuperamos e mantivemos firme até o fim”, disse Melo.

“Uma importante vitória e agora é tirar tudo de bom que fizemos nesse jogo, melhorar o que não fizemos de tão bom, para a próxima rodada contra os franceses, um jogo muito duro, uma dupla que joga muito bem e que está junto há muito tempo. Temos de estar bem afiados e prontos, com muita confiança para poder, quem sabe, passar mais uma rodada para frente”, completou.

Quem não conseguiu passar pela segunda rodada foi Marcelo Demoliner, com o mexicano Santiago Gonzalez. Os dois foram superados pelos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah por 6/4 e 7/6(5).

Foto: USTA/Mike Lawrence

Melo e Kubot enfrentam Soares e Murray neste sábado, em Cincinnati

A partida pelas quartas de final do Masters 1000 de Cincinnati colocará frente a frente pela primeira vez nesta temporada os mineiros Marcelo Melo e Bruno Soares.

Neste sábado (18), Melo e o polonês Lukasz Kubot – cabeças de chave número 5 – enfrentam Bruno e o britânico Jamie Murray – cabeças 4 -, em busca da vaga na semifinal do torneio, nos Estados Unidos. No ano passado foram cinco jogos entre os dois, com três vitórias de Melo e Kubot – nos Masters 1000 de Paris, Miami e Indian Wells. Bruno e Murray ganharam no ATP Finals e no Masters 1000 de Cincinnati.

Bye na primeira rodada, Melo e Kubot  estrearam vencendo, na quinta-feira (16), pelas oitavas de final, o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus. “Ficamos muito felizes com a maneira como jogamos. Deu muita confiança começar o torneio assim”, afirmou Melo.

Melo e Kubot perdem na estreia em Washington e seguem para o Masters 1000 de Toronto

Marcelo Melo e Lukasz Kubot – cabeças de chave número 3 – foram derrotados nesta quarta-feira (1), na primeira rodada do ATP 500 de Washington, nos Estados Unidos. Vice-campeões no ano passado, Melo e Kubot pararam na estreia diante do croata Ivan Dodig e do japonês Ben McLachlan, que marcaram 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em 1h24min. Agora, seguem para o Canadá, onde disputam o Masters 1000 de Toronto, na próxima semana, segundo torneio preparatório para o US Open, no final de agosto.

“Tivemos uma estreia difícil, contra uma dupla experiente. Iniciamos bem a partida e chegamos a ficar na frente, mas eles reagiram e ganharam o primeiro set. No segundo, o equilíbrio se manteve com chances para os dois lados e novamente eles aproveitaram melhor no fim da série. Agora vamos focar em Toronto para buscar um bom resultado”, explicou Marcelo, que tem o patrocínio de Centauro, BMG e Itambé, com apoio da Confederação Brasileira de Tênis.

O Masters 1000 de Toronto será disputado entre os dias 6 e 12 de agosto, e, na sequência, de volta aos Estados Unidos, Melo e Kubot jogam mais um Masters 1000, em Cincinnati, de 12 a 18. Junto com o de Washington, esses torneios antecedem e servem de preparação para o US Open, último Grand Slam do ano, que será realizado entre 27 de agosto e 9 de setembro, em Nova Iorque.

Melo começa bem a luta pelo bi em Wimbledon. Demoliner também vence. Soares joga na sexta

O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot estrearam com vitória em Wimbledon, dando o primeiro passo na defesa do título do tradicional torneio em Londres, na Inglaterra. Os atuais campeões derrotaram, pela primeira rodada do Grand Slam, os britânicos Luke Bambridge e Jonny O’Mara por 3 sets a 0, parciais de 6/4, 6/3 e 7/5, em 1h36min. A partida foi interrompido na quarta-feira (4) por causa da chuva, no terceiro set, após 1h22min de disputa, e reiniciada nesta quinta-feira (5), quando Melo e Kubot garantiram a vitória em 14 minutos.

Assim, a estreia foi em dois dias. Na quarta-feira, no primeiro set, Melo e Kubot quebraram no quarto game e chegaram a abrir 4/1. Os adversários devolveram o break no sétimo game, empatando na sequência em 4/4. Mas, com nova quebra, fecharam em 6/4. Na segunda série, o break veio no sexto game – 4/2 -, com vitória em 6/3 para abrir 2 a 0 na partida. Aí o jogo parou no oitavo game do terceiro set, em 40/40, quando Melo e Kubot tinham o saque e Bambridge e O’Mara venciam por 4/3. Nesta quinta-feira, eles voltaram à quadra e fecharam o terceiro set. Para vencer, conseguiram um break no décimo primeiro game, marcando 6/5, e confirmaram, na sequência, para fazer 7/5.

“Jogamos muito bem ontem (quarta). Voltamos muito bem hoje também. Por mais que estivesse 40 iguais, era um momento de nervosismo, sabendo que um break ali poderia já custar o set. Conseguimos manter a calma e jogar bem os pontos importantes. E quebrar, para terminar o set, o que foi também bom para nós, já que devemos voltar a jogar amanhã (sexta), não é certeza ainda. Foi bom passar por esse teste, de ter parado o jogo, de ter voltado. Jogamos bem os dois dias e estamos muito felizes com a estreia”, disse Melo.

Melo e Kubot jogam como cabeças de chave número 2 e, pela segunda rodada, vão enfrentar o israelense Jonathan Erlich e o polonês Marcin Mattkowski, que venceram os franceses Jonathan Eysseric/Hugo Nys por 3 a 0 – 7/6(7-5), 7/6 (7-4) e 7/6 (10-8), em dia e horário a serem confirmados. “Temos um jogo muito duro agora pela frente, contra o Mattkowski e o Erlich, dois duplistas que jogam bem. Então temos de entrar bem preparados de novo, para ter chance de passar para a terceira rodada”, completa.

Quem também estreou com uma vitória tranquila foi Marcelo Demoliner, que vem embalado pelo seu primeiro título de ATP, na cidade de Antalya, na Turquia.

Jogando novamente ao lado do mexicano Santiago Gonzalez, ele passou pela parceria formada pelo romeno Marius Copil e o grego Stefanos Tsitsipas, com parciais de 6/4 6/4 e 6/2.

Na segunda rodada, seus adversários serão o britânico Dominic Inglot e o croata Franco Skugor, cabeças de chave nº 15.

A sexta-feira vai marcar a estreia do Bruno Soares, que forma sua parceria com o britânico Jamie Murray, sendo cabeças de chave nº 5. Os dois encaram o italiano Paolo Lorenzi e o espanhol Albert Ramos.

Foto: AELTC/Adam Warner

Melo e Kubot são bicampeões do ATP 500 de Halle, na grama, no 30º título do mineiro

A dupla Marcelo Melo e Lukasz Kubot, cabeça de chave número 1, é campeã do ATP 500 de Halle. Pelo segundo ano consecutivo, Melo e Kubot comemoraram na grama na Alemanha. Para conquistar o bi, eles derrotaram neste domingo (24) os irmãos alemães Alexander “Sascha” Zverev e Mischa Zverev por 2 sets a 0, parciais de 7/6 (7-1) e 6/4, em 1h27min, repetindo a final de 2017. Foi o segundo título da dupla na temporada 2018 – antes venceram o ATP 250 de Sidney, na Austrália – e o décimo jogando juntos, em 14 finais disputadas. E Melo chega a 30 na carreira, recordista brasileiro. Quatro deles na grama, com este e três no ano passado – S-Hertogenbosch, Halle e Wimbledon.

Agora, todas as atenções se voltam para Wimbledon, Grand Slam que será realizado a partir do dia 2 de julho, em Londres, na Inglaterra, onde Melo e Kubot foram campeões em 2017, uma conquista inédita.

A final em Halle reuniu as mesmas duplas do ano passado e colocou mais uma vez frente a frente dois grandes amigos no circuito: Melo e Sascha. Um buscando o bi, o outro tentando conquistar o título perdido na temporada 2017. E mais uma vez, a festa foi de Melo e Kubot.

A dupla encerrou uma semana em que mostrou muita confiança, com duas viradas para avançar no torneio, e jogando muito bem em todas as partidas. Agora, após dois torneios preparatórios na grama – na Holanda, chegando às semifinais, e na Alemanha, com o título – treinarão visando a estreia em Wimbledon, onde defendem a inédita conquista.

“Foi realmente muito bom. Começamos com chance logo no início, não conseguimos, aí eles passaram um break a frente. Mas mantivemos a calma para pegar, logo depois, o break de volta. No tie break fomos bem superiores, jogamos muito bem, o que deu confiança para o segundo set. Jogamos bem de novo, como tínhamos de jogar, muito sólidos e isso foi muito bom. Aproveitamos a confiança do torneio inteiro para essa final”, disse Melo.

Agora, Wimbledon. “Eu e o Lukasz ficamos muito felizes com o desempenho na grama. Isso dá muita confiança para começar bem Wimbledon, a primeira rodada, jogar tranquilo, sabendo que estamos em nosso alto nível novamente e isso é muito bom. Então vamos chegar lá com confiança, pensando jogo a jogo, especialmente na primeira rodada”, completou.

Melo e Kubot vencem de virada e estão na final do ATP 500 de Halle

Muito equilíbrio, mais uma virada e a dupla Marcelo Melo e Lukasz Kubot, cabeça de chave número 1, está na final do ATP 500 de Halle, na Alemanha. Pela semifinal, nesta sexta-feira (22), Melo e Kubot venceram o croata Ivan Dodig e o norte-americano Rajeev Ram – cabeças 4 – por 2 sets a 1, parciais de 6-7 (5-7), 6/3 e 12-10, em 1h40min, repetindo o que já haviam feito nas quartas de final, mas desta vez tendo de superar um match tie break bem mais difícil. Campeões do ano passado, eles chegam, assim, pelo segundo ano consecutivo à decisão, indo em busca do bi neste domingo (24).

Na final em Halle, Melo e Kubot vão enfrentar os vencedores da partida entre os alemães Alexander e Mischa Zverev e Nikola Mektic (Croácia)/Alexander Peya (Áustria) – cabeças de chave 2 -, que jogam a outra semifinal, neste sábado (23).

Assim como na partida anterior, diante do bielorusso Max Mirnyi e do austríaco Philipp Osvald, Melo e Kubot perderam o primeiro set no tie-break e voltaram com tudo para a segunda série, abrindo 3-0 – com uma quebra no segundo game – e vencendo por 6/3. Mas, diante de Dodig – que já foi parceiro de Marcelo – e Ram, o match tie break que definiu o jogo foi muito mais equilibrado, com as duas duplas tendo chances de fechar a partida. Antes de garantir a vitória, saindo de 7-9 para 12-10, Melo e Kubot salvaram dois match points.

“Estou muito feliz. Fizemos um grande jogo, passando para a final. Segundo ano que jogamos aqui, ano passado fomos campeões e agora temos a chance de defender o título. Temos jogado muito bem durante a semana, hoje foi o nosso melhor jogo. Conseguimos salvar dois match points, contra o Ivan e o Rajeev Ram, dois excelentes jogadores. Estamos com muita confiança. Tinha várias brasileiros torcendo por nós aqui. Valeu pela torcida dos presentes e dos que sempre mandam mensagem”, disse Melo.

Marcelo Melo e Lukasz Kubot estreiam com vitória no ATP 500 de Halle

Marcelo Melo e Lukasz Kubot, cabeças de chave número 1 e campeões no ano passado, venceram o israelense Jonathan Erlich e o norte-americano Nicholas Monroe e estão nas quartas de final do ATP 500 de Halle, na Alemanha.

Em sua estreia no torneio, nesta quarta-feira (20), Melo e Kubot confirmaram o favoritismo, dominaram a partida e marcaram 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/4, em 1h09min. Este é o segundo torneio preparatório na grama da dupla para Wimbledon, Grand Slam que será realizado de 2 a 15 de julho, em Londres, na Inglaterra.

Agora, em busca de um lugar na semifinal em Halle, Melo e Kubot vão enfrentar o bielorusso Max Mirnyi e o austríaco Philipp Osvald, que eliminaram o polonês Marcin Matkowiski e o holandês Matwe Middelkoop por 2 a 0, parciais de 7/5 e 7/6 (7-4).

“Hoje fizemos um excelente jogo. Tivemos várias chances durante o primeiro e o segundo set e conseguimos aproveitar algumas delas. Depois sacamos para fechar o jogo, não conseguimos, mas mantivemos a calma e fechamos, quebrando de novo. Foi uma bela estreia. Gostamos muito de jogar aqui. Vamos continuar tentando fazer da mesma maneira, sendo agressivo, jogando como tem de jogar, que temos boas chances de dar mais um passo, na próxima rodada, nas quartas de final”, afirmou Melo.