Campinas recebe pelo oitavo ano consecutivo estrelas do circuito ATP Challenger

Desde 2011, Campinas é destaque no calendário profissional com a disputa do Campeonato Internacional de Tênis, apresentado pelo Santander e Ministério do Esporte. O tradicional evento integra o circuito ATP Challenger e acontecerá entre 29 de setembro e 7 de outubro, na Sociedade Hípica, com entrada gratuita. A competição totaliza US$ 50 mil em prêmios (equivalente a R$ 208 mil), oferece hospedagem aos jogadores e contabiliza pontos para o ranking mundial da ATP (Associação dos Tenistas Profissionais).

Como faz parte da tradição do evento, o Campeonato Internacional de Tênis costuma atrair destaques e revelar grandes nomes para o circuito. Os argentinos Diego Schwartzman, atual campeão do Rio Open e top 15 do mundo, Guido Pella, 62º do ranking, por exemplo, fazem parte da galeria de vencedores do torneio. O saibro campineiro também já recebeu as principais estrelas do tênis nacional, como os três brasileiros mais bem posicionados atualmente na ATP: Thiago Monteiro, Rogério Dutra Silva e Guilherme Clezar, este campeão em 2013.

“O ATP Challenger de Campinas se consolidou no calendário internacional do tênis e atualmente é considerado o segundo torneio mais tradicional do País e o terceiro em grandiosidade, atrás apenas do Rio Open e Brasil Open. A cada edição realizada, o público cresce e o torneio atrai melhores tenistas para a chave em função das referências positivas que os próprios jogadores e a ATP compartilham sobre este evento”, disse Danilo Marcelino, atual presidente do Instituto Sports e diretor do Campeonato Internacional de Tênis.

Nesta quarta-feira, a ATP e o Instituto Sports irão anunciar a lista oficial com os nomes dos 22 jogadores inscritos, enquanto nas próximas semanas que antecedem a competição o público conhecerá os quatro tenistas contemplados com wild cards (convites) para a chave principal.

Em 2019, Novas Regras

Esta será a última vez que o torneio acontecerá no formato de nove dias, sendo dois deles neste ano (29 e 30/09) dedicados exclusivamente ao qualifying. A partir da próxima temporada, em virtude das novas regras estabelecidas pela ATP para todos os Challengers, o quali será reduzido de 32 para 4 tenistas – havendo somente dois jogos nesta fase -, a chave principal aumentará seu número de vagas de 32 para 48, e toda a programação do torneio será realizada em sete dias.

Para saber mais a respeito das novas regras do circuito ATP Challenger, acesse o site da ATP (em inglês).

Quadro de Campeões – ATP Challenger de Campinas

2017 – Gastão Elias (POR)

2016 – Facundo Bagnis (ARG)

2015 – Facundo Arguello (ARG)

2014 – Diego Schwartzman (ARG)

2013 – Guilherme Clezar (BRA)

2012 – Guido Pella (ARG)

2011 – Maximo Gonzalez (ARG)

Foto: João Pires/Fotojump

Santos sedia 5ª edição do Campeonato Internacional de Tênis, com Monteiro, Feijão e Rogerinho

Monteiro - Santos peqPelo 5o ano consecutivo, a cidade de Santos recebe o Campeonato Internacional de Tênis, ATP Challenger com premiação total de US$ 50 mil. O evento acontece de 17 a 25 de setembro no Tênis Clube de Santos, com entrada gratuita para o público.

São esperados tenistas de 15 países, incluindo a disputa do qualifying que será disputado entre nos dias 17 e 18 , a partir das 10 horas. O público fã de tênis terá a oportunidade de ver grandes nomes do tênis internacional e, entre os brasileiros, o principal destaque será Thiago Monteiro, que em 2016 surpreendeu o circuito internacional vencendo jogadores como o francês Jo-Wilfried Tsonga, então 9o colocado no ranking da ATP, o top 50 Nicolás Almagro(ESP) e mais recentemente, no Masters 1000 de Cincinnati, eliminou Ivan Dodig, croata 76o do ranking.
“Optei por jogar challengers na América do Sul, porque essa gira me dá a oportunidade de somar pontos e garantir um bom ranking para jogar o Australian Open e os ATPs do começo do ano que vem. As opções de jogar ATPs agora eram na maioria na Ásia, e alguns para jogar qualy no piso duro, longe, então a melhor opções pra mim seria por aqui mesmo. Já joguei umas duas ou três vezes em Santos, gosto de jogar lá, nível do mar, praia, similar ao Rio de Janeiro onde vivo e treino. Grande chance de fazer uma boa campanha”, disse Monteiro que ontem foi convocado para integrar pela primeira vez a equipe brasileira da Copa Davis.

Outros brasileiros na chave principal são João Olavo Souza, o Feijão, campeão da 1a edição em 2011, Rogério Dutra Silva, André Ghem e Fabiano de Paula.

O principal favorito é o argentino Facundo Bagnis, 90o do ranking mundial. Mas também teremos a presença de outro tenista da Argentina, Máximo González, atual campeão do Santos ATP Challenger.

O torneio integra o circuito Challenger da ATP, que até o momento já realizou 121 torneios em 45 países.

Foto: João Pires/ Fotojump