Zé Pereira e Thiago Monteiro jogam por vaga na semi do SP Challenger

O paulista João ‘Feijão’ Souza parou nas oitavas de final do São Paulo Challenger de Tênis, ao perder nesta quinta-feira para o norte-americano Ernesto Escobedo, por 6/4, 2/6 e 7/5. O cearense Thiago Monteiro e o pernambucano José Pereira disputam as quartas de final nesta sexta, no Clube Paineiras do Morumby, com entrada gratuita para o público.

Zé Pereira e Thiago Monteiro jogam por vaga na semi do SP Challenger

“Não encontrei muito o tempo do saque, a altura da bola. Joguei muito com o segundo serviço e isso facilitou para ele. Estava com o jogo na mão, tive 2/0, vantagem para 3/0. O jogo estava ganho, ele estava totalmente fora. Não soube aproveitar a chance quando a intensidade dele caiu”, lamentou Feijão.

Feijão chegou a ter quebra de vantagem em três oportunidades no set decisivo, mas Escobedo acabou prevalecendo no final. “Ele teve os méritos dele, jogou bem nos últimos games. É um jogador perigoso, arrisca o tempo inteiro e dá pouco ritmo”, afirmou o paulista.

Aos 19 anos, Escobedo se impressionou com a empolgada torcida no Paineiras. “Este jogo foi muito intenso, do primeiro ao último ponto. Ele é um ótimo jogador, não sei como consegui. Estou sem palavras. Havia tantas pessoas gritando e torcendo. Parecia Copa Davis”, comentou o norte-americano, que encara o argentino Marcelo Arevalo não antes das 16h desta sexta.

O primeiro jogo da rodada será entre o argentino Juan Ignacio Londero e o chileno Gonzalo Lama, às 11h30. Em seguida, o cearense Thiago Monteiro busca a semifinal em confronto com o italiano Marco Bortolotti.

Não antes de 18h, o pernambucano José Pereira enfrentará Christian Lindell, sueco nascido no Rio de Janeiro. Cabeça de chave 7 do torneio, Lindell passou pelo paulista Marcelo Zormann com parciais de 6/3 e 7/5. O triunfo colocará o jogador no qualifying de Roland Garros. “Estava com isso a semana inteira na cabeça, de conseguir me classificar. No torneio do ano passado eu furei o quali (em Paris), então queria muito voltar”, comentou.

“Foi um jogo com muita tensão envolvida, mas consegui jogar bem. No início foi muito nervoso, nos primeiros três games, mas foi importante ter saído na frente”, acrescentou Lindell, que é o atual vice-campeão do São Paulo Challenger de Tênis.

Em seis confrontos com Pereira, Lindell levou a melhor em quatro. “O Zé é um cara que joga muito bem, a gente se conhece desde moleque. Mas agora estou sem pressão, então pretendo jogar ainda melhor. Será um jogo duro independente disso”, completou o sueco.

 

Foto: Joao Pires/JUMP

Zé Pereira e vence e está nas 4as no Challenger de Campinas

O pernambucano José Pereira surpreendeu o argentino Facundo Arguello nesta quarta-feira, pela segunda rodada do Campeonato Internacional de Tênis de Campinas, apresentado pelo Itaú. O jogador de 23 anos eliminou o cabeça de chave 3 da competição com parciais de 7/5 e 6/3, na Sociedade Hípica, e está nas quartas de final.

De volta às quadras após três meses afastado, Pereira comemorou o resultado positivo logo no primeiro torneio em seu retorno. “Quando você volta de uma lesão, nunca sabe o que vai acontecer. Eu esperava jogar mais torneios para voltar ao ritmo e vim para cá sem expectativa de ganhar jogos, mas sim de me sentir bem na quadra. Está dando certo”, comentou o pernambucano.

Arguello teve uma quebra de vantagem no primeiro set, mas Pereira conseguiu virar a parcial. “Eu fiquei bem tranquilo e ele oscilou bastante. Jogava bem, mas reclamava quando perdia um ponto. Percebi que ele tinha altos e baixos e decidi ficar estável, porque o ritmo dele iria cair. Voltei no jogo e fui firme do começo ao fim”, analisou. Pereira enfrentará outro argentino de peso nas quartas: Guido Andreozzi, cabeça de chave 5 em Campinas, que passou pelo compatriota Andrea Collarini por 6/2 e 6/3.

Número 1 do Brasil, Teliana Pereira já voltou para Curitiba, mas deixou muitos conselhos com o irmão em Campinas. “Ela me deu uns toques nos treinos, não consegue ficar fora da quadra (risos). Ela entra e diz para eu fazer isso e aquilo. Fiquei muito feliz que ela veio, me mandou mensagem hoje, falando que viu o jogo pela internet. É muito bom ter as dicas dela”, contou Zé Pereira.

Além de Arguello, outro cabeça de chave foi vencido: o português Gastão Elias perdeu para o eslovaco Ivo Klec por 6/4 e 7/5, pela primeira rodada. O adversário de Klec na segunda fase será o italiano Federico Gaio.

CAIO SILVA VENCE A PRIMEIRA EM CHALLENGER

O santista Caio Silva também conseguiu uma grande vitória nesta quarta, ainda pela primeira rodada. O jogador de 22 anos derrotou Christian Lindell, número 2 da Suécia, com parciais de 6/1, 3/6 e 6/4. Este foi o primeiro triunfo de Silva no circuito Challenger. O santista perdeu na última rodada do quali, mas entrou no torneio como lucky-loser, devido à desistência de Rogério Dutra Silva por lesão.

“Eu fiquei parado por um tempo, estava sem apoio e não conseguia jogar os torneios. Agora voltei e é muito bom ter a segunda chance aqui, porque eu perdi na final do quali, tendo match-point. Agarrei esta nova oportunidade, coloquei toda a minha vontade em quadra e consegui vencer”, afirmou Silva, que terá pela frente o francês Gianni Mina.

Silva acredita que Lindell teve altos e baixos nesta quarta. “Quebrei o saque dele no início por causa de alguns erros bobos. Acho que no começo ele não estava tão focado. Depois encarei três break-points e consegui confirmar. Isso deu uma quebrada na cabeça dele e abri duas quebras. Ele começou a pensar no segundo set. É um cara muito guerreiro, conseguiu a vantagem e sacou bem até fechar. Já no terceiro, eu conquistei a quebra no início e, no final, foi mais a emoção do que a razão”, analisou Silva, que encara o francês Gianni Mina nesta quinta-feira.

CAMPINEIROS ESTÃO NAS QUARTAS DE FINAL DE DUPLAS

Os campineiros Guilherme Scarpelli e Henrique Mello avançaram para as quartas de final do torneio de duplas em Campinas. Eles contaram com a desistência do francês Axel Michon, que ainda sente dores no punho e enfrentaria os brasileiros junto ao argentino Renzo Olivo.

Desta forma, Scarpelli conquistará 15 pontos e debutará no ranking mundial da ATP na próxima segunda-feira. Os adversários dos campineiros nas quartas sairão do confronto entre as duplas Martin Alund/Facundo Arguello e Andrea Collarini/Gonzalo Lama.

O Campeonato Internacional de Tênis de Campinas é apresentado pelo Itaú, tem o copatrocínio da Tetra Pak®, Raízen, Stella Artois, PUC-Campinas, Teleperformance, Optimum Nutrition (ON), Azul – Transportador Oficial. O torneio tem o apoios de mídia do SporTV, EPTV, Época, Nova Brasil FM e Correio Popular, e apoios da Prefeitura de Campinas, Sociedade Hípica de Campinas, Instituto Proa, Sonne, Federação Paulista de Tênis e ATP Challenger Tour. A realização do torneio é feita pelo Instituto Sports.

Campeonato Internacional de Tênis de Campinas
Premiação: US$ 40 mil + hospedagem
Período: de 13 a 21 de setembro de 2014
Local: Sociedade Hípica de Campinas
Rua Buriti, s/n (Estrada dos Sousas)
Jardim das Palmeiras – Campinas/ SP