Nadal conquista seu 33º título de Masters 1000 ao vencer Tsitsipas na final em Toronto

Rafael Nadal não cansa de fazer História e escreveu mais um capítulo no Masters 1000 de Toronto, no Canadá, que é disputado no piso duro.

Neste domingo, o espanhol conquistou o título do torneio canadense, ao bater o grego Stefanos Tsitsipas, em sets diretos, com parciais de 6/2 e 7/6(4).

“Se você me dissesse isso há duas semanas, eu não teria acreditado. É uma ótima maneira de começar a temporada difícil. Vencer em Toronto é muito importante. Você não vence o Masters 1000 com muita frequência. É uma vitória muito importante para mim e estou muito feliz.”

Com o triunfo, o espanhol, mesmo afirmando que não se vence um Masters 1000 com muita frequência, conquistou um torneio deste nível pela 33ª vez na carreira.

Na temporada, Nadal tem um incrível retrospecto de 41 vitórias e 5 derrotas, acumulando os títulos do Masters 1000 de Monte Carlo, Barcelona, Roma, Roland Garros e Wimbledon, além de Toronto.

Nadal vira sobre Cilic e encara jovem russo na semi em Toronto. Anderson enfrenta Tsitsipas

Com uma vitória na raça, Rafael Nadal conseguiu uma grande virada pra ir à semifinal do Masters 1000 de Toronto, no Canadá, que é disputado no piso duro.

Na noite desta sexta-feira, o espanhol viu o croata Marin Cilic começar muito bem a partida, agressivo, conseguindo duas quebras de saque e fechando o 1º set por 6/2.

Depois, o espanhol elevou o nível, viu o seu adversário cometer mais erros e virou o jogo, vencendo com parciais de 2/6 6/4 e 6/4.

Agora, por uma vaga na final, o nº 1 do mundo terá pela frente o russo Karen Khachanov, que surpreende com sua melhor campanha em um Masters 1000, depois de bater o holandês Robin Haase por 6/3 e 6/1.

Na outra semi deste sábado, o sul-africano Kevin Anderson, que vem de boa vitória sobre o búlgaro Grigor Dimitrov por duplo 6/2, enfrenta o grego Stefanos Tsitsipas, que salvou match points na virada sobre o alemão Alexander Zverev, com parciais de 3/6 7/6(11) e 6/4.

Djokovic e Nadal confirmam o favoritismo e chegam às oitavas do Masters 1000 de Toronto

Embalado depois do título de Wimbledon, Novak Djokovic confirmou seu favoritismo e chegou à segunda vitória no Masters 1000 de Toronto, no Canadá, que é disputado no piso duro.

Nesta quarta-feira, o sérvio confirmou seu favoritismo e não teve grandes dificuldades pra bater o local Peter Polansky, em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4, garantindo vaga nas oitavas de final para enfrentar o grego Stefanos Tsitsipas, que bateu o austríaco Dominic Thiem por 6/3 e 7/6(6).

Rafael Nadal também confirmou o favoritismo e venceu o francês Benoit Paire por 6/2 e 6/3, enquanto o alemão Alexander Zverev anotou duplo 6/4 sobre o norte-americano Bradley Klahn.

O jovem local Denis Shapovalov também venceu, superando o italiano Fabio Fognini por 6/3 e 7/5, e o outro jogador da casa, Milos Raonic, foi superado pelo francês Francis Tiafoe por 7/6(4) 4/6 e 6/1.

Foto: Peter Staples/ATP World Tour

Melo e Dodig vencem Soares/Murray e são campeões do Masters 1000 de Toronto

TORONTO, CANADA - July 14 : Sullinger/DeRozan Press Conferences on July 14, 2016 at the Real Sports Bar & Grill in Toronto, Ontario, Canada. NOTE TO USER: User expressly acknowledges and agrees that, by downloading and or using this Photograph, user is consenting to the terms and conditions of the Getty Images License Agreement. Mandatory Copyright Notice: Copyright 2016 NBAE (Photo by Ron Turenne/NBAE via Getty Images)

Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig foram campeões do Masters 1000 de Toronto. Neste domingo, eles venceram a decisão contra a dupla do também brasileiro Bruno Soares e do britânico Jamie Murray, por duplo 6/4. Os dois brasileiros agora focam as suas atenções nos Jogos Olímpicos em que jogarão juntos.

Esse foi o quarto título de Masters 1000 da carreira de Melo, que chega embalado para as Olimpíadas do Rio de Janeiro.

“Foi uma grande semana para mim e para o Marcelo. Foi importante fazer vários jogos aqui, pegar ritmo e confiança para chegar no Rio bem,” disse Bruno.

A dupla olímpica viaja na noite de segunda-feira e chega na terça no Rio. Em Londres, há quatro anos, os dois foram quadrifinalistas perdendo para os franceses Jo-WIlfried Tsonga e Michael Llodra.

Depois do Rio2016, Bruno Soares volta ao circuito em Cincinnatti onde retoma a parceria com Murray, iniciada em janeiro. Desde então, a dupla conquistou o Australian Open, o ATP de Sydney e foi vice-campeã dos Masters 1000 de Monte Carlo e Toronto.

Esta final no Canadá foi a 44a. da carreira de Bruno Soares que agora tem 22 trofeus e 22 vice-campeonatos.

Soares e Murray vencem canadenses e decidem Masters 1000 de Toronto contra Melo e Dodig

Soares e Murray - Toronto peqBruno Soares e Jamie Murray estão na final do Masters 1000 de Toronto, no Canadá. Neste sábado, eles derrotaram a dupla da casa, formada por Daniel Nestor e Vasek Pospisil, por 6/4 6/9(5) 10-7 e decidem o título no domingo contra o também brasileiro (e parceiro olímpico) Marcelo Melo e o croata Ivan Dodig, que venceram os romenos Florin Mergea e Horia Tecau por 6/4 e 6/3.

“É uma semana muito especial pra gente. Primeiro como parceiro do Jamie, mais uma final de Masters 1000, aqui no Canadá que é um lugar marcante para mim, jogando super bem, começando bem a temporada de quadra rápida,” disse Bruno, que tem outros dois títulos de Masters 1000 na carreira, ambos conquistados no Canadá em 2013 e 2014, com Alexander Peya.

Bruno comemora também o fato de enfrentar o parceiro mineiro, e olímpico Marcelo Melo e acredita que a disputa só aumentará a confiança de ambos para as olimpíadas.
“É muito legal enfrentar o Marcelo em mais uma final de Masters 1000. Esse resultado vem em uma semana muito importante pra gente, para chegarmos com confiança nas Olimpíadas. Domingo nós somos rivais, mas domingo à tarde já somos parceiros em um busca de um objetivo maior para as nossas carreiras. É muito legal chegar com essa energia positiva, essa confiança e determinação, para levar tudo para o Rio. Independente do resultado, isso vai ser muito positivo para gente. Nós dois estamos jogando em um alto nível.”

Neste domingo Bruno Soares terá a chance de conquistar o 3o. Masters 1000 da carreira, e o terceiro título da temporada. Os outros foram conquistados também com Jamie Murray, no Australian Open e no ATP de Sidney. Esta será a 44a final da carreira e Bruno joga em busca da marca de 23 títulos no circuito.

Soares/Melo e Melo/Dodig estão na semi em Toronto, que pode ter final brasileira

Soares e Murray na final peqBruno Soares e Jamie Murray avançaram nesta sexta à semifinal do Masters 1000 de Toronto. Eles venceram, de virada, a parceria formada por Rajeev Ram e Raven Klaasen por 6/3 5/7 10-4 e enfrentam neste sábado a dupla canadense formada por Daniel Nestor e Vasek Pospisil.

“Foi uma grande vitória. O jogo era complicado. Eles jogaram super bem e dominaram a maior parte do jogo. Mas, continuamos mantendo o nosso saque e no fim do segundo set jogamos um belo game para quebrar e o super tie break foi excelente,” contou Bruno.

Já na semifinal, ele tenta avançar à sua terceira decisão no Masters 1000 canadense, tendo sido campeão em 2013 e 2014 (ambas com Alexander Peya), uma vez em Montreal e outra em Toronto, já que os torneios alternam de sede anualmente.
“Mais uma semi aqui no Canadá, lugar que tem sido de grandes resultados para mim especialmente. Espero que a gente possa seguir adiante.”

Outro brasileiro que chegou à semi em Toronto foi Marcelo Melo, que ao lado do croata Ivan Dodig, venceu o filandês Henri Kontinen e o australiano John Peers, com parciais de 3/6 6/4 e 10/8.

Seus adversários por um lugar na final serão os romenos Florin Mergea e Horia Tecau.

 

Com vitórias de Melo/Dodig e Soares/Peya, final de duplas em Toronto será brasileira

Soares e Peya -  Valência 2 peqA final de duplas do Masters 1000 de Toronto, disputado em piso duro, será brasileira.

Neste sábado, Marcelo Melo e Ivan Dodig conquistaram a vaga derrotando o croata Marin Cilic e o mexicano Santiago Gonzalez por 2 sets 0, com parciais de 6/3 e 6/2.

“Conseguimos imprimir um ritmo forte do início ao fim. Hoje jogamos da maneira que estamos acostumados”, afirma o mineiro.

O torneio canadense é o segundo disputado pela parceria após o retorno de Dodig, que sofreu uma lesão nas costas no final de maio. Neste ano, o brasileiro o croata foram vice-campeões do Masters 1000 de Monte Carlo.

Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya passaram pela experiente parceria formada pelo canadense Daniel Nestor e o sérvio Nenad Zimonjic, triunfando em sets diretos, com parciais de 6/4 e 7/6(8).

Soares e Peya defendem o título do Masters 1000 canadense, já que no ano passado eles foram campeões em Montreal, vencendo os britânicos Andy Murray e Coling Fleming na decisão.

Melo e Dodig vencem de virada e estão na semi de Montreal. Soares e Peya também triunfam

O mineiro Melo - Monte Carlo peqMarcelo Melo e o croata Ivan Dodig superaram de virada os espanhóis Marcel Granollers e Marc Lopez por 2 sets a 1, com parciais de 4/6, 6/4 e 10/8, e estão na semifinal do Masters 1000 de Toronto, que é disputado em piso duro.

“Cada jogo que passa nos aproximamos do ritmo ideal como dupla. Hoje fizemos um belo jogo, conseguimos manter o foco e lutar até o fim”, afirma Melo.

Com o resultado, o brasileiro e o croata encaram a parceria formada pelo também croata Marin Cilic e o mexicano Santiago Gonzalez, que derrotaram os irmãos Bryan na primeira fase e depois os franceses Richard Gasquet e Jo-Wilfried Tsonga. “Conheço o Cilic, pois já formamos parceria em algumas oportunidades. Teremos mais um jogo duro pela frente, pois eles ganharam dos Bryan e mostraram força”, comenta.

Bruno Soares e o austríaco Alexander Peya também garantiram nesta sexta uma vaga na semifinal do torneio canadense.

Eles venceram a parceria formada pelo holandês Jean-Julien Rojer e o romeno Horica Tecau, com parciais de 7/6(4) e 6/4.