Thiem sai atrás, busca a virada sobre Zverev em 5 sets e é campeão do US Open

Dominic Thiem bateu Alexander Zverev e conquistou neste domingo o título do US Open, Grand Slam disputado no piso duro de Nova York e, neste ano, sem a presença do público.

A final começou de uma forma pouco esperada pela maioria do público e, talvez, até pelos poucos jogadores envolvidos.

Vindo de uma semana acima do nível, o austríaco Dominic Thiem não se encontrou na primeira parcial, viu Alexander Zverev conseguir duas quebras de saque e fechar por 6/2.

O ritmo se manteve na parcial seguinte, com o alemão aproveitando melhor os momentos decisivos e fechando por 6/4, abrindo dois sets a zero. O título foi ficando ainda mais perto, principalmente com a quebra de saque obtida no 3º set, mas o austríaco se manteve no jogo. Em um game longo, devolveu a quebra, e com Zverev sacando pressionado, anotou 6/4.

Thiem levou pro 5º set depois de fechar a 4ª parcial por 6/3 e começou muito bem o 5º, quebrando o saque do adversário. Porém, com uma dupla falta, possibilitou a devolução da quebra.

Depois disso, o que se viu foi um Zverev muito lutador, que não tinha os golpes mais potentes, mas tinha muita vontade e mental pra ganhar os pontos importantes dos games, checando a sacar pro título em 5/3.

Thiem não desistiu. Devolveu a quebra e teve o saque em 6/5. Também não aproveitou. O nervosimo era grande dos dois lados, já que a chance do maior título da carreira de ambos se aproximava. E ao mesmo tempo se distanciava. No fim, nada mais justo que um tiebreak pra decidir. E deu Thiem. No terceito match-point, vitória na parcial por 7/6(6). Enfim, essa geração rompe e venceu seu primeiro Grand Slam.

Carreno Busta supera Shapovalov em 5 sets e repete semi do US Open. Espanhol encara Zverev

Já está definida a primeira semifinal do US Open, Grand Slam disputado no piso duro de Nova York e, neste ano, sem a presença do público.

E nesta terça-feira, um grande jogo marcou a vitória de Pablo Carreno Busta sobre o canadense Shapovalov, em cinco sets e mais de cinco horas de partida.

Assim, o espanhol, que chegou a levar um pneu no 4º set, repete sua campanha de 2017 em Nova York. Na ocasião, ele foi superado de virada pelo sul-africano Kevin Anderson.

Seu adversário na semifinal também foi definido desta terça e será o alemão Alexander Zverev, que saiu atrás, chegou a ter quebra de saque de desvantagem na segunda parcial, mas venceu por 3×1 o croata Borna Coric.

Conhecido por não ir tão bem nos Slam, Zverev faz sua melhor campanha no US Open, superando as oitavas de final do ano passado.

Os dois já se enfrentaram duas vezes, com duas vitórias do alemão, ambas em 2018, sendo uma no Masters 1000 de Miami e outra em uma exibição na grama.

Mais dois jogos definem nesta quarta-feira os outros dois semifinalistas. Primeiro, o bom confronto entre os russos Andrey Rublev e Daniil Medvedev. Depois, a partida entre o austríaco Dominic Thiem, maior favorito da chave, e o australiano Alex De Minaur.

Foto: Simon Bruty/USTA

Nadal, Medvedev e Zverev confirmam o favoritismo na estreia em Melbourne. Monteiro perde pra Isner em jogo equlibrado

Rafael Nadal não teve grandes dificuldades pra confirmar seu imenso favoritismo e estrear com vitória no Australian Open.

Na madrugada desta terça-feira, de Brasília, o espanhol não jogou seu melhor tênis, mas não foi ameaçado pelo boliviano Hugo Dellien e venceu por 6/2 6/3 e 6/0, garantindo vaga para enfrentar na segunda rodada o argentino Federico Delbonis.

Outro favorito que também precisou de apenas três sets na primeira partida foi Alexander Zverev, que bateu o italiano Marco Cecchinato, assim como o australiano Nick Kyrgios, que passou por outro italiano, Lorenzo Sonego.

Daniil Medvedev, como esperado, fez um belo jogo diante do norte-americano Francis Tiafoe, que acabou com vitória do russo por 3×1, mesmo placar do triunfo de Stan Wawrinka sobre o bósnio Damir Dzumhur.

Uma surpresa do dia foi a vitória do muito habilidoso mas nem sempre comprometido Ernests Gulbis. O letão aproveitou a fase não tão boa do jovem canadense Felix Auger-Aliassime pra vencer por 3×1.

Já na manhã de terça, Thiago Monteiro entrou em quadra pra um desafio diante do norte-americano John Isner. Porém, não deixou a desejar, equilibrou todos os sets, teve suas chances de vencer, mas acabou perdendo por 3×1, em quatro tiebreaks.

 

Medvedev se impõe sobre Zverev e conquista em Shangai seu 2º título de Masters 1000

O russo Daniil Medvedev conseguiu mais um incrível resultado e se conquistou o título do Masters 1000 de Shangai, na China, que é disputado no piso duro.

Na manhã deste domingo, ele garantiu seu segundo Masters 1000 da carreira ao bater com autoridade o alemão Alexander Zverev, em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/1.

“É incrível ganhar em Shangai, acho que é um dos mais prestigiados Masters 1000 do circuito.” disse Medvedev, completando em seguida: “Especialmente nos últimos 10 anos, houve apenas três jogadores que conseguiram vencer este torneio, por isso é realmente especial ter minha foto no corredor (de campeões) nos próximos anos.”

Medvedev ratifica que é um dos jogadores em melhor fase em todo o circuito, inclusive ficando com o vice do US Open, recentemente.

 

 

Tsitsipas vira sobre Djokovic e Zverev bate Federer nas quartas do Masters 1000 de Shangai

Os dois principais favoritos foram superados pela nova geração na fase de quartas de final do Masters 1000 de Shangai, na China, que é disputado no piso duro.

Primeiro, o grego Stefanos Tsitsipas conseguiu uma bela virada sobre o sérvio Novak Djokovic, nº 1 do mundo, vencendo com parciais de 3/6 7/5 e 6/3.

Depois foi a vez de Alexander Zverev, que chegou a perder chances antes de eliminar o suíço Roger Federer por 6/3 6/7(7) e 6/3.

O adversário do alemão será o italiano Matteo Berrettini, que bateu o austríaco Dominic Thiem por 7/6(8) e 6/4.

Já o grego terá pela frente o russo Daniil Medvedev, que segue em boa fase depois do vice do US Open e que passou pelo italiano Fabio Fognini por 6/3 e 7/6(4).

 

Federer vence nas duplas com Zverev e Time Europa abre vantagem no 1º dia da Laver Cup

Começou nesta sexta-feira a Laver Cup, competição amistosa que é disputada em Genebra, na Suíça, por alguns dos principais jogadores do mundo, incluindo a dupla Roger Federer, anfitrião, e Rafael Nadal.

Divididos em dois grupos, Time Europa e Time Mundo, as principais estrelas ficaram de fora dos jogos de simples, mas serviram como técnicos, fazendo a equipe representante da Europa abrir vantagem na abertura.

Na primeira partida do dia, Dominic Thiem garantiu a primeira vitória do time ao bater o canadense Denis Shapovalov, com 13/11 no match-tiebreak.

Depois, Jack Sock garantiu o empate ao vencer Fabio Fognini por 6/1 e 7/6(3), enquanto Stefanos Tsitsipas colocou o time europeu novamente à frente ao bater o norte-americano Taylor Fritz, com 10/7 no 3º set.

Federer entrou em ação no jogo de duplas do dia, ao lado de Alexander Zverev. Os dois anotaram 6/3 e 7/5 sobre Shapovalov e Sock. Com isso, a sua equipe saiu vencendo o primeiro dia por 3×1.

No sábado, Zverev abre o dia enfrentando o norte-americano John Isner, enquanto Federer joga sua primeira partida de simples na sequência, enfrentando o australiano Nick Kyrgios.

Na rodada noturna, Rafael Nadal vai encarar o saque pesado de Milos Raonic, e depois joga duplas com Tsitsipas, contra Kyrgios e Sock.

 

 

 

 

Zverev e Tsitsipas são surpreendidos na estreia em Wimbledon. Djokovic vence. Federer e Nadal jogam na 3ª

Duas decepções na chave masculina de Wimbledon, logo no primeiro dia do terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Cabeça de chave nº 6, Alexander Zverev segue fazendo jus ao seu histórico de não ir bem nos grandes torneios e dessa vez foi superado na primeira rodada pelo tcheco Jiri Vesely, por 3×1.

A outra grande surpresa do dia foi a derrota do grego Stefanos Tsitsipas, que perdeu para o italiano Thomas Fabbiano em 5 sets.

Novak Djokovic estreou de forma tranquila, vencendo o alemão Philipp Kohlschreiber por 3×0, enquanto Stan Wawrinka cedeu apenas 7 games ao belga Ruben Bemelmans, vencendo por 6/3 6/2 e 6/2.

A terça-feira será o dia da estreia de Roger Federer, que encara o jovem sul-africano Lloyd Harris, na quadra central.

Rafael Nadal joga na quadra 1 contra o japonês Yuchi Sugita, enquanto Dominic Thiem estreia na quadra 2 diante do norte-americano Sam Querrey.

 

Djokovic abre Wimbledon nesta 2ª feira. Wawrinka encara belga e Zverev joga contra tcheco

Vai começar nesta segunda-feira a chave principal de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Atual campeão,, Novak Djokovic vai ter mais uma vez a honra de abrir a programação da quadra central do torneio, em uma partida interessante contra o alemão Philipp Kohlschreiber, que já o venceu uma vez neste ano, no Masters 1000 de Indian Wells.

Na mesma quadra, Kyle Edmund terá a torcida da casa diante do espanhol Jaume Munar, enquanto Alexander Zverev terá o favoritismo contra o tcheco Jiri Vesely, já na quadra 1.

Na quadra 2 o destaque fica por conta de Stan Wawrinka, que encara o belga Ruben Bemelmans, e da partida do grego Stefanos Tsitsipas contra o italiano Thomas Fabbiano.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

 

 

Em dia de tranquilidade pra Djokovic e Thiem, Zverev vai ao 5º set, mas bate Lajovic em Paris

Em um dia de batalhas longas, foram definidos os últimos classificados para as oitavas de final da chave masculina de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada, disputado no saibro de Paris.

Pela segunda vez no torneio, o alemão Alxander Zverev teve que ir ao 5º set pra conseguir uma vitória e dessa vez foi contra o sérvio Dusan Lajovic. Nas oitavas, ele não deve ter facildiade diante de Fabio Fognini, que precisou de 4 sets pra bater o espanhol Roberto Bautista-Agut.

Em uma batalha de mais de 4h de jogo, o alemão Jan-Lennard Struff eliminou o croata Borna Coric, com 11/9 no 5º set, enquanto Stefanos Tsitsipas anotou 3×1 sobre o sérvio Filip Krajinovic.

Juan Martin Del Potro e Gael Monfils não tiveram problemas e venceram Jordan Thompson e Antonie Hoang, respectivamente, por 3×0.

Novak Djokovic segue com seu favoritismo e dessa vez não deu brechas o italiano Salvatore Caruso, vencendo por 3×0, enquanto Dominic Thiem precisou se impor diante de Pablo Cuevas pra vencer por 3×1.

Thiem joga na Philippe-Chatrier nesta 5ª feira. Djokovic e Zverev também buscam 3ª rodada

A chave masculina de Roland Garros continua nesta quinta-feira, com o complemento da segunda rodada do segundo Grand Slam da temporada, disputado no saibro de Paris, na França.

Dominic Thiem, depois de perder um set na estreia, vai em busca de vaga na terceira rodada e praisos vai ter que superar o cazaque Alexander Bublik, na primeira partida do dia na Philipp-Chatrier.

Novak Djokovic vai jogar na quadra Suzanne-Lenglen, com todo o favoritismo diante do suíço Henri Laaksonen. No mesmo local, está marcado um confronto francês entrte Gael Monfils e Adrian Mannarino.

Cabeça de chave nº 5 e vindo de um jogo de cinco sets, Alexander Zverev terá pela frente o sueco Mikael Ymer, em partida marcada para a nova quadra Simonne-Mathieu, mesmo local da partida entre o argentino Juan Martin Del Potro e o japonês Yoshihito Nishioka.