Djokovic passa tranquilamente por Garin e está nas 4ªs de Wimbledon. Fucsovics bate Rublev em 5 sets

Novak Djokovic garantiu sua vaga nas quartas de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Nesta segunda-feira, o sérvio número 1 do mundo venceu com tranquilidade o chileno Christian Garin, em sets diretos, com parciais de 6/2 6/4 e 6/2, continuando firme sua caminhada em busca do hexacampeonato do torneio.

Para continuar avançando, Djokovic vai ter que passar pelo húngaro Marton Fucsovics, nº 48 do ranking, que conseguiu uma ótima virada diante do russo Andrey Rublev, vencendo o 5º set por 6/3. Os dois já se enfrentaram duas vezes ao longo da carreira. A primeira no US Open de 2018 e a segunda no ATP de Doha, no ano seguinte. Em ambas, o número 1 do mundo venceu, mas sempre cedendo um set.

Outro que precisou virar no 5º set pra conseguir sua classificação para as quartas foi o russo Karen Kachanov, que superou o norte-americano Sebastian Korda, com 10/8 na parcial decisiva.

Agora, ele terá pela frente o canadense Denis Shapovalov, que precisou de apenas três sets para superar o espanhol Roberto Bautista-Agut.

Foto: AELTC/David Gray

Tsitsipas supera Rublev e conquista em Monte Carlo o seu 1º Masters 1000

O grego Stefanos Tsitispas rompeu uma barreira importante da carreira ao conquistar, neste domingo, seu primeiro título de Masters 1000, em Monte Carlo, disputado no saibro.

Na grande final, Tsitsipas deu poucas chances e fez um jogo bem menos do que se esperava contra o russo Andrey Rublev, dominando do início ao fim e vencendo em sets diretos, com um duplo 6/3.

“Tive uma semana incrível em Monte Carlo. Não consigo descrever meus sentimentos agora. Estou dominado por tantas emoções diferentes. É incrível que eu seja capaz de estar no lugar em que estou. Ambos merecíamos estar na final. Nós fizemos uma partida incrível e um show incrível” disse o grego, completando em seguida: “Eu consideraria como a melhor semana da minha vida até agora.”

Ao longo da semana, aproveitando as eliminações de Novak Djokovic e Rafael Nadal nas oitavas e quartas de final, respectivamente, Tsitsipas passou, em sequência, por Karatsev, Garin, Davidovich Fokina e Evans, antes da decisão diante de Rublev.

Rublev e Tsitsipas confirmam o favoritismo e decidem o Masters 1000 de Monte Carlo

Neste sábado, ambos eram favoritos. Com Rafael Nadal – desde as quartas – e Novak Djokovic – desde as oitavas – fora do caminho, Stefanos Tsitsipas confirmaram o favoritismo, venceram seus jogos e vão disputar o título do primeiro Masters 1000 no saibro da temporada.

Vindo de uma grande vitória sobre Rafael Nadal, na sexta-feira, Rublev começou muito bem sua partida diante do surpreendente Casper Ruud, fechando logo o 1º set e conseguindo quebra de vantagem no 2º.

Depois, viu o norueguês reagir, chegando a abrir 4/2 e saque. Porém, a vantagem não foi mantida e Rublev foi buscar a virada na parcial, fechando o jogo por 6/3 e 7/5.

Já Tsitsipas teve ainda menos trabalho. Com um jogo muito adaptado ao saibro, sabendo manter a agressividade, mas também toda a variação que o piso exige, o grego anotou uma boa vitória sobre o britânico Daniel Evans, com parciais de 6/2 e 6/1.

Rublev e Tsitsipas possuem um histórico de confronto direto muito equilibrado, com oito jogos disputados e quatro vitórias pra cada lado. No saibro, foram duas partidas, ambas em 2020, com o russo vencendo em Hamburgo e o grego triunfando em Roland Garros.

Tsitsipas consegue virada absurda sobre Nadal e faz semi do Australian Open contra Medvedev

Algo muito, muito improvável, aconteceu nesta quarta-feira em Melbourne, em jogo que definiu o último semifinalista da chave masculina do primeiro Grand Slam da temporada.

Rafael Nadal entrou em quadra com favoritismo para enfrentar Stefanos Tsitsipas. Por mais que o talento do que grego seja sempre considerada uma ameaça a ser respeitada, os jogos sólidos do espanhol desde o início do torneio deixava a partida com uma cara de mais facilidade que o normal.

E isso se aprofundou depois dos dois primeiros sets. Por mais que Nadal não tenha tido facilidade pra confirmar seus primeiros games, sua experiência valeu muito nos pontos mais decisivos dos games e facilmente ele abriu 2×0.

A partir do terceiro set, tudo mudou de figura, com Tsitsipas mais agressivo e o espanhol variando pouco, não conseguindo tirar o grego da zona de conforto. Com isso, Tsitsipas foi ganhando confiança e levou a parcial no tiebreak. Uma quebra solitária de vantagem no 4º levou o jogo ao 5º. E, quando tudo parecia mostrar que um tiebreak definiria a vaga na semi, Nadal teve o saque quebrado no 5/5. No último game, a última esperança foi um break point, não aproveitado pelo espanhol. Na sequência, Tsitsipas confirmou um feito incrível, com parciais de 3/6 2/6 7/6(4) 6/4 e 7/5. Apenas ele, Fabio Fognini e Roger Federer viraram um jogo sobre Nadal depois de dois sets abaixo.

Na semifinal, seu adversário não será uma surpresa. O russo Daniil Medvedev teve resistência do compatriota Andrey Rublev apenas no 1º set. Depois, deslanchou e fechou a partida com parciais de 7/5 6/3 e 6/2.

Tsitsipas e Medvedev já se enfrentaram seis vezes no circuito, com ampla vantagem do russo, que venceu cinco confrontos. Porém, no mais recente, triunfo do grego, no ATP Finals de 2019.

Foto: Peter Staples/ATP Tour

 

Nadal passa por Fognini com tranquilidade e encara Tsitsipas nas 4ªs em Melbourne. Djokovic x Zverev na 3ª feira

A chave masculina do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, estava cheia de expectativas para o 8º dia, mas que não foram devidamente correspondidas, com jogos abaixo do esperado e com pouco equilíbrio.

Havia, por exemplo, um Rafael Nadal x Fabio Fognini muito esperado, já que o italiano costuma elevar seu nível e equilibrar partidas contra o espanhol, mas não foi isso que se viu.

Jogando muito bem taticamente e com um adversário pouco inspirado, Nadal confirmou com folga seu favoritismo, vencendo em sets diretos, com parciais de 6/3 6/4 e 6/2.

Agora, nas quartas de final, ele terá um confronto que promete ser bem duro diante do grego Stefanos Tsitsipas, que nem precisou entrar em quadra – uma das frustrações da noite –  diante do italiano Matteo Berrettini, vencendo por W.O.

Outro abandono foi do norueguês Casper Ruud, que saiu de quadra depois de perder os dois primeiros sets para o russo Andrey Rublev, que agora será o adversário do compatriota Daniil Medvedev, que venceu tranquilamente o norte-americano Mackenzie McDonald em sets diretos.

Os dois primeiros jogos válidos pelas quartas serão disputados na madrugada de segunda para terça-feira, no horário de Brasília, sendo o primeiro entre o búlgaro Grigor Dimitrov e o surpreendente qualifier russo Aslan Karatsev.

Depois, já na manhã de terça-feira, noite em Melbourne, Novak Djokovic tenta mais uma vez superar as questões físicas, mas deve ter muito trabalho diante do alemão Alexander Zverev.

 

Thiago Monteiro estreia com vitória no Australian Open e encara Rublev na 2ª rodada

Thiago Monteiro estreou com vitória no Australian Open. Nesta segunda-feira, o cearense superou o eslovaco Andrej Martin, 103º do mundo, por 7/6(6) 6/1  6/2.  A vitória também marca a primeira partida vencida pelo brasileiro na chave principal do Grand Slam australiano em sua carreira.

“Foi uma ótima vitória, joguei firme e muito consistente. Menos no primeiro set, que o adversário teve um bom game de devolução, arriscou e quebrou quando eu saqueo pro set. Mas me mantive forte mentalmente no tie-break e salvei dois set points, o que foi muito importante depois. Me deu confiança e consegui me soltar nos sets seguintes. Estou muito feliz pela primeira vitória aqui na Austrália, é sempre bom conseguir vitórias em Slams”, disse Thiago, satisfeito com o desempenho na estreia.

Na próxima rodada, Thiago enfrentará o russo Andrey Rublev, atual número 8 do ranking. O jovem de 23 anos superou o alemão Yannick Hanfmann na estreia também em sets diretos e será o próximo adversário do brasileiro em Melbourne. Os tenistas já se enfrentaram uma vez, no qualifying do challenger de Munique em 2019, disputado no saibro, com vitória de Monteiro em dois sets a um.

Além de simples, Monteiro também está na disputa de duplas. Ao lado do australiano John Millman, o brasileiro disputará a sua primeira chave de duplas de Grand Slam da carreira. “Foi o Millman que me convidou para jogar duplas, a gente tinha um ranking bom para entrar. É muito bom conseguir jogar, é mais jogo e mais ritmo. Me sinto muito bem fisicamente, então será uma experiência boa”, finalizou Thiago, contente com a oportunidade.

Outra boa notícia desta última segunda-feira para Thiago foi que o tenista número um do Brasil ganhou nove posições no ranking após a campanha no ATP 250 de Melbourne. Chegando até a semi, Monteiro somou pontos e voltou a atingir a 74ª posição, igualando o melhor ranking de sua carreira.

Medvedev, Rublev e Nadal não perdem set na estreia do Australian Open

Alguns dos principais favoritos ao título da chave masculina passaram com tranquilidade pela primeira rodada no segundo dia do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Rafael Nadal, que esteve com dores nas costas nos últimos dias, mostrou boa forma ao passar pelo sérvio Laslo Djere em sets diretos, com parciais de 6/3 6/4 e 6/1.

Outro que não perdeu set na primeira partida foi o russo Daniil Medvedev, que superou  o canadense Vasek Pospisil, assim como seu compatriota Andrey Rublev, que bateu o alemão Yannick Hanfmann, também por 3×0.

Uma surpresa do dia foi a eliminação do espanhol Roberto Bautista Agut, nº 13 do mundo, que perdeu de virada para o moldavo Radu Albot, por 3×1.

Rublev joga muito e elimina Kyrgios em NY. Cilic vence Isner e Zverev passa por Bedene

No fechamento da rodada noturna deste sábado, no US Open, Andrey Rublev voltou a mostrar um grande tênis pra garantir sua vaga nas oitavas de final do quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova Iorque.

O russo elevou seu nível, mostrando toda agressividade do seu jogo pra bater o australiano Nick Kyrgios, com um surpreendente 3×0, com parciais de 7/6(5) 7/6(5) e 6/3.

Agora, ele vai jogar contra o italiano Matteo Berrettini, que viu o australiano Alexei Popyrin quase levar o jogo ao 5º set, mas reagiu antes pra fechar a partida no tiebreak do 4º set.

Outro que precisou de quatro sets foi o croata Marin Cilic, campeão de 2014, que eliminou o jogador da casa John Isner, assim como o alemão Alexander Zverev, que também anotou 3×1, sobre o esloveno Aljaz Bedene.

O argentino Diego Schwartzman faz mais uma grande campanha no piso duro, garantido vaga na segunda semana depois de não dar chances ao norte-americano Tennys Sandgren, vencendo por 3×0.

Quatro partidas de oitavas de final serão disputadas neste domingo, começando com Roger Federer, que abre a programação do Arthur Ashe Stadium contra o belga David Goffin.

No fechamento da programação, Novak Djokovic e Stan Wawrinka se enfrentam no jogo mais aguardado do dia, também no Ashe.

No Louis Armstrong, Daniil Medvedev tem o favoritismo contra o alemão Dominik Koepfer, e Grigor Dimitrov deve fazer um jogo equilibrado contra o australiano Alex De Minaur.

 

Tiafoe, Rublev, Tsitsipas e De Minaur vencem na estreia do Next Gen ATP Finals

Foi disputada nesta terça-feira a primeira rodada do Next Gen ATP Finals, torneio que reúne em Milão, na Itália, os oito melhores tenistas da temporada até 21 anos.

Em um formato diferente, disputado em cinco sets de quatro games, o grego Stefanos Tsitsipas levou a melhor no primeiro jogo do dia, vencendo o espanhol Jaume Munar por 3×1, pelo grupo A

Depois, pelo mesmo grupo, o norte-americano Francis Tiafoe venceu o polonês Hubert Hurkacz por 3×1.

Pelo Grupo B, o russo Andrey Rublev precisou de cinco sets pra bater o norte-americano Taylor Fritz, enquanto o australiano Alex De Minaur não teve grandes dificuldades pra bater o convidado local Liam Caruana por 3×0.

Nesta quarta-feira, pela segunda rodada, a primeira partida do Grupo A será entre Hurkacz e Munar. Mais tarde, Tstsipas encara Tiafoe.

Pelo Grupo B, Fritz joga contra Caruana, enquanto Rublev terá pela frente o australiano De Minaur.

Next Gen ATP Finals começa nesta 3ª feira com Tsitsipas, Rublev e De Minaur em quadra

Vai começar nesta terça-feira, em Milão, a segunda edição do Next Gen ATP Finals, que reúne os oito melhores tenistas da temporada até 21 anos de idade, que teve como primeiro campeão, no ano passado, o sul-coreano Hyeon Chung.

Pelo Grupo A, o grego Stefanos Tsitsipas encara o espanhol Jaume Munar, enquanto o norte-americano Taylor Fritz joga contra o russo Andrey Rublev.

Pelo Grupo B, o norte-americano Francis Tiafoe enfrenta o polonês Hubert Hurkacz, enquanto o australiano Alex De Minaur terá pela frente o convidado local Liam Caruana.

O alemão Alexander Zverev foi o tenista faixa etária que mais conquistou na temporada, mas vai disputar o ATP Finals por também ter se classificado. Outra ausência é do canadense Denis Shapovalov, terceiro maio pontuador, que desistiu por condições físicas.

Vale lembrar que no Next Gen ATP Finals, os tenistas se enfrentam dentro de cada grupo, com os dois melhores se classificando para as semifinais.

Foto: Dan Jamilton/USA Today Sports