Medvedev bate Wawrinka, vai à semi do US Open e garante sua melhor campanha em Slam na carreira

É bom mesmo esse russo! Daniil Medvedev jogou contra Stan Wawrinka, contra a torcida nova-iorquina, mas manteve sua excelente forma para triunfar e garantir vaga na semifinal do US Open.

Depois de provocar a torcida nos últimos jogos, Medvedev não se intimidou e, mesmo aparentemente sentindo alguma lesão que limitava seu saque, se impôs, salvou set point na primeira parcial e garantiu sua melhor campanha em Grand Slam com uma vitória por 7/6(6) 6/3 3/6 e 6/1.

Depois do jogo, em um tom mais político, ele chegou a pedir desculpas e a agradecer o público que acompanhou a partida.

Além disso, ele garantiu uma vaga no ATP Finals neste ano e, pela primeira vez na carreira, vai disputar o torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada.

 

 

Wawrinka não dá chances, vê Djokovic abandonar e enfrenta Medvedev nas quartas do US Open

Com grande expectativa, Novak Djokovic e Stan Wawrinka se enfrentaram neste domingo, no jogo que fechou a programação do Arthur Ashe Stadium, pelas ooitavas de final do US Open.

Em um primeiro set de alto nível, o suíço sacou melhor, salvou break points, aproveitou melhor suas chances e fechou por 6/4.

Na segunda parcial, o sérvio parecia equilibrar as ações e até chegou a abrir 4/1, mas viu Wawrinka reagir, com golpes pesados na esquerda do nº 1 do mundo, devolvendo a quebra e conseguindo mais uma, sacando pra fechar em 7/5.

Antes do terceiro set, Djokovic chegou a pedir atendimento e tratamento no ombro esquerdo, local em que enfrentou problemas na partida diante do argentino Juan Ignacio Londero, na segunda rodada.

Chegou a jogar bem por dois games, mas teve o saque quebrado no 3º com uma dupla falta e desistiu em seguida.

Wawrinka terá pela frente o polêmico russo Daniil Medvedev, que precisou de quatro sets pra bater o alemão Dominik Koepfer, se destacando mais por um conjunto de provocações ao público de Nova Iorque, que não o perdoa pela atitude grosseira com um boleiro, no jogo anterior.

 

Opelka elimina Wawrinka em jogo de 5 sets. Djokovic avança. Federer e Nadal jogam na 5ª em Londres

Começou nesta quarta-feira a segunda rodada de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama londrina.

Em uma das principais surpresas do dia, o norte-americano Reilly Opelka foi responsável pela eliminação do suíço Stan Wawrinka, em uma longa partida de 5 sets, que acabou com 8/6 na parcial decisiva.

Em uma grande virada, depois de ficar dois sets abaixo, o espanhol Fernando Verdasco bateu o local Kyle Edmund, enquanto o russo Karen Khachanov precisou de 4 parciais pra superar o espanhol Feliciano Lopez.

Dos favoritos, nenhuma surpresa, com Novak Djokovic passando tranquilamente pelo norte-americano Denis Kudla e Kevin Anderson anotando 3×1 sobre Janko Tipsarevic.

Nesta quinta-feira, Kei Nishikori abre a programação da quadra central na partida diante do local Cameron Norrie. No mesmo local, um pouco mais tarde, o esperando confronto entre Rafael Nadal e Nick Kyrgios.

Roger Federer vai jogar a segunda rodada na quadra 1, enfrentando outro jogador da casa, Jay Clarke.

 

Djokovic abre Wimbledon nesta 2ª feira. Wawrinka encara belga e Zverev joga contra tcheco

Vai começar nesta segunda-feira a chave principal de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Atual campeão,, Novak Djokovic vai ter mais uma vez a honra de abrir a programação da quadra central do torneio, em uma partida interessante contra o alemão Philipp Kohlschreiber, que já o venceu uma vez neste ano, no Masters 1000 de Indian Wells.

Na mesma quadra, Kyle Edmund terá a torcida da casa diante do espanhol Jaume Munar, enquanto Alexander Zverev terá o favoritismo contra o tcheco Jiri Vesely, já na quadra 1.

Na quadra 2 o destaque fica por conta de Stan Wawrinka, que encara o belga Ruben Bemelmans, e da partida do grego Stefanos Tsitsipas contra o italiano Thomas Fabbiano.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

 

 

Wawrinka vence confronto de 5 horas contra Tsitsipas e encara Federer nas quartas de Roland Garros

O domingo em Roland Garros foi do suíço. Não aquele mais famoso, é verdade, mas de Stan Wawrinka, que lutou por mais de 5 horas pra chegar às quartas de final do segundo Grand Slam da temporada.

Mesmo com Roger Federer em ação no dia, que não teve muito trabalho pra superar o argentino Leonardo Mayer por 3×0, Wawrinka tomou todas as atenções em um confronto histórico e de alto nível com o jovem grego Stefanos Tsitisipas.

Depois de muita luta, técnica e pontos plásticos e disputados, o suíço salvou alguns break points importantíssimos no 5º set e levou a melhor, com um 8/6 na parcial decisiva.

O detalhe é que o ponto decisivo, quando o grego sacava em 6/7, foi em um slice defensivo de Wawrinka, que Tsitsipas fez um golpe de vista. Depois da conferência do árbitro de cadeira, estava definido: game, set, match Wawrinka!

Agora, vem o aguardando confronto contra o seu compatriota mais famoso. Aliás, vale destacar que Wawrinka foi justamente o último jogador a vencer Federer em Roland Garros, em 2015. Naquela ocasião, o atual nº 28 do mundo venceu por 3×0, nas quartas, antes de rumar para o título.

Quem também entrou em quadra pra vencer com tranquilidade foi Rafael Nadal, que anotou 6/2 6/3 e 6/3 sobre o argentino Juan Ignacio Londero.

Seu adversário ainda será definido nesta segunda-feira, já que o jogo entre Kei Nishikori e Benoit Paire não foi definido, sendo interrompido por falta de luz natural quando o japonês vencia por 2 sets a 1.

Quatro jogos definem nesta segunda-feira as outras duas partidas de quartas de final, começando com Novak Djokovic, que joga contra o alemão Jan-Lennard Struff na quadra Philippe-Chatrier, mesmo local da aguardada partida entre Dominic Thiem e Gael Monfils.

Na Suzanne-Lenglen, Fabio Fognini e Alexander Zverev prometem outro belo jogo, enquanto Juan Martin Del Potro terá pela frente o russo Karen Khachanov.

 

Djokovic e Wawrinka estreiam nesta 3ª feira em Monte Carlo. Sérvio vai em busca do tri

Amanhã é dia de muito tênis e de favoritos em quadra no Masters 1000 de Monte Carlo, primeiro Masters 1000 disputado no saibro na temporada.

Abrindo a programação, logo às 6hs, de Brasília,  Jo-Wilfried Tsonga terá pela frente o norte-americano Taylor Fritz, no mesmo horário da partida entre a jovem estrela canadense Felix Auger-Aliassime contra o argentino Juan Ignacio Londero.

Cabeça de chave nº 7 do torneio, o croata Marin Cilic terá pela frente o argentino Guido Pella, enquanto Stan Wawrinka deve fazer um bom jogo contra o saibrista italiano Marco Cecchinato.

Também nesta terça-feira, Novak Djokovic começa sua campanha  logo diante de Philipp Kolschreiber, responsável pela sua eliminação no Masters 1000 de Indian Wells, há poucos dias. Vale lembrar que o sérvio já foi campeão do torneio em 2013 e 2015.

O nº 1 do mundo entrou em quadra nesta segunda-feira, pela chave de duplas, ao lado do seu irmão Marko. Os dois foram eliminados pelos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, com parciais de 6/1 e 6/3.

Kohlschreiber surpreende e elimina Djokovic em Indian Wells. Federer bate Wawrinka

Ficou para esta terça-feira a principal zebra do Masters 1000 de Indian Wells, primeiro Masters 1000 da temporada, que é disputado no piso duro norte-americano.

O nº 1 do mundo e principal favorito ao título, Novak Djokovic, foi surpreendido pelo alemão Philipp Kohlschreiber, que triunfou em sets diretos, com um duplo 6/4, pra garantir sua vaga nas oitavas de final.

Seu adversário nesta quarta será o francês Gael Monfils, que vem de vitória sobre o espanhol Albert Ramos.

Rafael Nadal não teve grandes problemas pra passar pela terceira rodada, vencendo o argentino Diego Schwartzman por 6/3 e 6/1, e agora terá pela frente o sérvio Filip Krajinovic.

No confronto mais aguardado do dia, Roger Federer se impôs diante do compatriota Stan Wawrinka e venceu por 6/3 e 6/4, garantindo sua vaga para encarar o britânico Kyle Edmund, valendo vaga nas quartas de final.

Terça-feira em Indian Wells terá aguardado confronto entre Wawrinka e Federer

A terça-feira será cheia com jogos da terceira rodada do Masters 1000 de Indian Wells, primeiro Masters 1000 da temporada, disputado no piso duro norte-americano.

Em um belo confronto de gerações, o croata Marin Cilic terá pela frente o canadense Denis Shapovalov, jovem talentoso que vem de vitória sobre o norte-americano Steve Johnson.

Um pouco depois, por volta das 16:30hs, de Brasília, Rafael Nadal tem todo o favoritismo diante do argentino Diego Schwartzman, enquanto Andrey Rublev fará um confronto Next Gen russo contra Karen Khachanov.

Por volta das 22hs de Brasília, o jogo mais esperado do dia, entre os suíços Roger Federer e Stan Wawrinka, que já se enfrentaram 26 vezes, com 23 vitórias do ex-nº 1 do mundo, sendo a mais recente no Masters 1000 de Cincinnati, no ano passado.

Foto: Sport Vision/Chryslène Caillaud

Djokovic estreia neste sábado em Indian Wells. Wawrinka vira na estreia e Lopez elimina Berdych

Será neste sábado a estreia de Novak Djokovic no Masters 1000 de Indian Wells, primeiro Masters 1000 da temporada, disputado no piso duro norte-americano.

O nº 1 do mundo tem todo favoritismo diante do local Bjorn Fratangelo, nº 128 do mundo, que vem de vitória sobre o sueco Elias Ymer.

O único confronto entre eles até o momento foi justamente em Indian Wells, em 2016, quando Fratangelo chegou a tirar um set do sérvio antes de levar a virada.

O sábado também será o dia da estreia do alemão Alexander Zverev, cabeça 3, que terá pela frente o eslovaco Martin Klizan, enquanto austríaco Dominic Thiem, cabeça 7, faz sua primeira partida no torneio diante do australiano Jordan Thompson.

Na sexta-feira, Stan Wawrinka mostrou capacidade de recuperação ao virar sua partida diante do britânico Daniel Evans, enquanto Feliciano Lopez usou sua experiência pra bater Tomas Berdych em dois tiebreaks.

Foto: USA TODAY Sports

Cabeça 7, Thiem é eliminado em Melbourne. Nishikori supera Karlovic em 5 sets e Raonic bate Wawrinka

O 4º dia do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, foi o primeiro que teve a programação um pouco afetada pela chuva, mas nada que pudesse cancelar jogos.

Na chave masculina, um dos principais cabeças de chave foi eliminado, já na manhã que quinta-feira, horário de Brasília. Dominic Thiem, 7º favorito, que lutou por 5 sets na primeira rodada contra Benoit Paire, não resistiu ao jovem  australiano Alexei Poyprin, que vencia por 7/5 7/5 e 2/0, quando viu o austríaco abandonar a partida.

Em um confronto de muito saque, Milos Raonic levou a melhor sobre Stan Wawrinka, depois de 4 sets e 4 tiebreaks.

Outro jogo com parciais bem equilibrada foi o que deu a vitória de Kei NIshikori sobre o croata Ivo Karlovic, decidido apenas no match-tiebreak do 5º set. O japonês já disputou 10 sets em 2 jogos.

Cabeça de chave 24, o sul-coreano Hyeon Chung foi superado pelo francês Pierre-Hugues Herbert por 3×1, enquanto Fabio Fognini e Borna Corica precisaram de apenas três parciais nas vitórias sobre Leonardo Mayer e Marton Fucsovics, respectivamente.