Cabeça 7, Thiem é eliminado em Melbourne. Nishikori supera Karlovic em 5 sets e Raonic bate Wawrinka

O 4º dia do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, foi o primeiro que teve a programação um pouco afetada pela chuva, mas nada que pudesse cancelar jogos.

Na chave masculina, um dos principais cabeças de chave foi eliminado, já na manhã que quinta-feira, horário de Brasília. Dominic Thiem, 7º favorito, que lutou por 5 sets na primeira rodada contra Benoit Paire, não resistiu ao jovem  australiano Alexei Poyprin, que vencia por 7/5 7/5 e 2/0, quando viu o austríaco abandonar a partida.

Em um confronto de muito saque, Milos Raonic levou a melhor sobre Stan Wawrinka, depois de 4 sets e 4 tiebreaks.

Outro jogo com parciais bem equilibrada foi o que deu a vitória de Kei NIshikori sobre o croata Ivo Karlovic, decidido apenas no match-tiebreak do 5º set. O japonês já disputou 10 sets em 2 jogos.

Cabeça de chave 24, o sul-coreano Hyeon Chung foi superado pelo francês Pierre-Hugues Herbert por 3×1, enquanto Fabio Fognini e Borna Corica precisaram de apenas três parciais nas vitórias sobre Leonardo Mayer e Marton Fucsovics, respectivamente.

Em dia de desistências, Nishikori, Wawrinka e Fognini chegam à 2ª rodada em Melbourne

No segundo dia do Australian Open, a zebra passeou e por pouco fez a festa na estreia de Kei Nishikori no primeiro Grand Slam da temporada.

O japonês começou mal o jogo e viu o polonês Kamil Majzhrzak abrir 2 sets a 0, mas ficar praticamente sem condições de jogar em seguida, com grande desgaste físico, talvez efeito também dos três jogos do qualifying.

Com isso, Nishikori aproveitou, perdeu apenas mais dois games e viu o adversário abandonar a partida quando perdia por 3/0 no 5º set.

Em menos de duas horas, Alexander Zverev impôs seu favoritismo diante do esloveno Aljaz Bedene e venceu por 6/1 6/4 e 6/1, enquanto Borna Coric anotou 6/1 6/4 e 6/4 sobre o belga Steve Darcis.

Cabeça de chave nº 12, o italiano Fabio Fognini vencia o qualifier espanhol Jaume Munar por 2 sets a 0 e 3/1 no 3º, quando também viu o adversário desistir.

Outro que abandonou foi o letão Ernests Gulbis, que chegou a vencer o 1º set contra Stan Wawrinka, mas parou no 2º, assim como o australiano Thanasi Kokkinakis, que havia vencido a primeira parcial contra o japonês Taro Daniel.

Foto: Ben Solomon/Tennis Australia

Wawrinka bate francês na 2ª rodada em Nova York. Thiem vai ao 5º set pra passar por Johnson

Alguns dos principais favoritos ratificaram a condição e, nos primeiros jogos desta quarta-feira, garantiram vaga na 3ª rodada do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro, em Nova York.

Quem passou sufoco foi o austríaco Dominic Thiem, que precisou ir ao 5º set pra bater de virada o norte-americano Steve Johnson, depois de mais de 3h30min de jogo.

Stan Wawrinka chegou a perder um set para o francês Ugo Humbert, mas se impôs e garantiu sua vaga ao vencer por 3×1.

Milos Raonic não teve grandes dificuldades diante do francês Gilles Simon, anotando 6/3 6/4 e 6/4, enquanto o russo Daniil Medvedev venceu o confronto da nova geração contra o grego Stefanos Tsitsipas, com parciais de 6/4 6/3 3/6 e 6/3.

Foto: USTA/Andrew Ong

Federer vira sobre Wawrinka e encontra Goffin na semi em Cincinnati. Djokovic encara Cilic

Depois do atraso na programação gerado pela chuva ao longo da semana, foram definidos os semifinalistas do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Novak Djokovic garantiu sua vaga ao ter o canadense Milos Raonic, depois de três duros sets, com parciais de 7/5 4/6 3 6/3. Na semi deste sábado, seu adversário será o croata Marin Cilic, que precisou de duas parciais pra superar o espanhol Pablo Carreno Busta por 7/6(7) e 6/4.

Na partida que fechou a noite de sexta-feira, Roger Federer teve muito trabalho diante do compatriota Stan Wawrinka, jogou dois tiebreaks e venceu por 6/7(2) 7/6(6) e 6/2.

Agora, por vaga na final, terá pela frente o belga David Goffin, que também jogou dois tiebreaks contra o argentino Juan Martin Del Potro, vencendo por 7/6(5) e 7/6(4).

Federer tem estreia tranquila em Cincinnati. Djokovic joga na 4ª, dia de Wawrinka x Nishikori

A terça-feira foi marcada pela estreia de Roger Federer no Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Campeão do torneio em sete oportunidades, o suíço estreou já na segunda rodada, batendo o alemão Peter Gojowczyk em sets diretos, com um duplo 6/4. Agora, seu adversário será o argentino Leonardo Mayer. Em duas partidas entre eles, foram duas vitórias de Federer.

Também nesta terça, o belga David Goffin superou o embalado grego Stefanos Tsitsipas em dois sets, assim como fez Milos Raonic diante do sérvio Dusan Lajovic.

No fim do dia, Denis Shapovalov teve dois sets duros, mas conseguiu vencer o britânico Kyle Edmund por 6/4 e7/5.

Nesta quarta-feira, Novak Djokovic entra em quadra novamente pra enfrentar o francês Adrian Mannarino, com todo o favoritismo pro sérvio, enquanto Stan Wawrinka faz um aguardado confronto contra Kei Nishikori.

Destaque também para o jogo de Alexander Zverev contra o holandês Robin Haase, e a partida do irmão mais velho do alemão, Mischa, contra o búlgaro Grigor Dimitrov. Além disso, Juan Martin Del Potro fecha a programação do dia encarando o jovem sul-coreano Hyeon Chung.

Wawrinka surpreende Dimitrov em Wimbledon e Federer vence. Nadal e Djokovic na 3ª

Roger Federer confirmou o favoritismo e estreou com vitória em Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Nesta segunda-feira, o nº 2 do mundo se impôs diante do sérvio Dusan Lajovic, vencendo em sets diretos, com parciais de 6/1 6/3 e 6/4.

Também na quadra central, o suíço Stan Wawrinka, que ainda busca recuperação de lesão, surpreendeu o búlgaro Grigor Dimitrov e triunfou por 1/6 7/6(3) 7/6(5) e 6/3.

Milos Raonic também não deu chances e bateu o britânico Liam Broady por 3×0, assim como o croata Marin Cilic, que superou o japonês Yoshihito Nishioka.

No confronto francês, melhor pra Gael Monfils, que bateu Richard Gasquet com autoridade, com parciais de 7/6(6) 7/5 e 6/4.

Dois dos principais favoritos da chave estreiam nesta terça, com Rafael Nadal jogando na quadra central diante do israelense Dudi Sela, enquanto Novak Djokovic joga na quadra 1 contra o norte-americano Tennys Sandgren.

Vale destacar também a partida de Alexander Zverev contra o australiano James Duckworth, na quadra 2, enquanto Dominic Thiem enfrenta o experiente Marcos Baghdatis, no mesmo local.

Foto: AELTC/Florian Eisele

Federer abre Wimbledon nesta 2ª feira. Dimitrov e Wawrinka se enfrentam na quadra central

Começa nesta segunda-feira a chave masculina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama.

Abrindo a programação da quadra central, Roger Federer, atual campeão e que vai em busca do seu 9º título enfrenta o sérvio Dusan Lajovic.

No mesmo local, um dos jogos mais esperados da primeira rodada, entre o búlgaro Grigor Dimitrov e o suíço Stan Wawrinka, que ainda busca sua melhor forma.

Na quadra 2, destaque para o jogo do croata Marin Cilic com o japonês Yoshihito Nishioka, assim como a partida entre o norte-americano John Isner e o alemão Yannick Maden.

Vale destacar também a partida do sul-africano Kevin Anderson contra eslovaco Norbert Gombos, na quadra 12, enquanto o jovem grego Stafanos Tsitsipas encara o francês Gregoire Barrere.

Federer conhece 1º adversário em Wimbledon e Nadal joga contra Sela. Dimitrov x Wawrinka

Foi sorteada nesta sexta-feira a esperada chave masculina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Pelo ranking da grama, Roger Federer, mesmo sendo o atual nº 2 do mundo, é o cabeça de chave nº 1 e principal favorito ao título, e começa sua campanha contra o sérvio Dusan Lajovic.

Dessa forma, Rafael Nadal será o cabeça de chave nº 2 e seu primeiro adversário será o israelense Dudi Sela, enquanto o croata Marin Cilic, cabeça 3, joga contra o japonês Yoshihito Nishioka.

Cabeça de chave nº 4, o alemão Alexander Zverev enfrenta na estreia o australiano James Duckworth, Juan Martin Del Potro encara o alemão Peter Gojowczyk e Grigor Dimitrov, cabeça 6, faz um dos confrontos mais esperados da primeira rodada, contra o suíço Stan Wawrinka.

Fechando a lista dos oito principais favoritos, Dominic Thiem enfrenta o experiente cipriota Marcos Baghdatis, enquanto o sul-africano Kevin Anderson joga contra o eslovaco Norbert Gombos.

Foto: AELTC/Tim Clayton

Vice em 2017, Wawrinka é eliminado na estreia em Paris. Nadal tem jogo interrompido

Em dia de chuva em Paris, algumas surpresas passearam nesta segunda-feira na chave masculina de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada.

Novak Djokovic fez sets equilibrados, precisou virar parciais, mas superou o brasileiro Rogério Dutra Silva, em sets diretos, com parciais de 6/3 6/4 e 6/4.

Stan Wawrinka, que foi vice-campeão no ano passado, não teve o mesmo desempenho, fez um jogo longo, mas acabou superado pelo espanhol Guillermo Garcia-Lopez por 3×2, enquanto o francês Richard Gasquet conseguiu uma vitória tranquila diante do italiano Andreas Seppi, perdendo apenas quatro games.

Dominic Thiem também não teve grandes dificuldades pra passar pelo bielorrusso Ilya Ivashka por 3×0. Nos confronto norte-americano, melhor pra Sam Querrey sobre Francis Tiafoe, em sets diretos.

Rafael Nadal venceu os dois primeiros sets contra Simone Bolleli, perdia o 3º por 3/0 e teve seu jogo interrompido pela chuva.

A partida do espanhol será concluída nesta terça-feira, assim como a partida do croata Marin Cilic contra o australiano James Duckworth, que abrem a programação da quadra Philppe-Chatrier.

No mesmo local, Tomas Berdych faz sua primeira partida do torneio, mas não deve ter vida fácil contra o francês Jeremy Chardy.

Na Suzanne-Lenglen, destaque pra partida entre o jovem canadense Denis Shapovalov contra o australiano John Millman, e pro jogo entre o argentino Juan Martin Del Potro e o francês Nicolas Mahut.

Djokovic vence duelo contra Monfils em Melbourne. Del Potro e Federer triunfam. Wawrinka perde

No seu primeiro grande teste depois do seu longo período se recuperando de lesão, Novak Djokovic reagiu bem e chegou à terceira rodada do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Na madrugada desta quinta-feira, o sérvio saiu atrás, mas conseguiu uma boa vitória sobre o francês Gael Monfils, com parciais de 4/6 6/3 6/1 e 6/3.

Destaque também para a virada do austríaco Dominic Thiem sobre o norte-americano, depois de perder os dois primeiros sets, confirmando sua vitória com um 6/3 na quinta parcial.

Quem também precisou de quatro sets pra garantir sua vaga na terceira rodada foi o argentino Juan Martin Del Potro, que passou pelo jovem russo Karen Khachanov, assim como o italiano Fabio Fognini, que bateu o russo Evgeny Donskoy, também por 3×1.

Outro que venceu por 3×1 foi Tomas Berdych, superando o espanhol Guillermo Garcia-Lopez, enquanto a surpresa do dia foi a eliminação do belga David Goffin diante do experiente francês Julien Benneteau, que também anotou 3×1.

Já na manhã de quinta-feira, horário de Brasília, Alexander Zverev venceu o compatriota Peter Gojowczyk por 3×1 e marcou para a 3ª rodada um bom confronto contra o sul-coreano Hyeon Chung, que bateu o russo Daniil Medvedev por 3×0.

Roger Federer segue sem perder set no torneio, depois de bater o alemão Jan-Lennard Struff por 3×0, fechando a rodada, enquanto seu compatriota, Stan Wawrinka, mostrou que está longe de suas melhores condições ao ser superado pelo norte-americano Tennys Sandgren, também por 3×0.

A terceira rodada começa nesta quinta-feira, com o bom confronto entre Grigor Dimitrov e o jovem Andrey Rublev, que fazem o 3º jogo da Rod Laver Arena. Depois, quem o local Nick Kyrgios e Jo-Wilfried se enfrentam em outra aguardada partida.

Na Margaret Court, o nº 1 do mundo Rafael Nadal tem todo o favoritismo contra o bósnio Damir Dzumhur, enquanto Marin Cilic joga contra o norte-americano Ryan Harrison na Hisense Arena.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Foto: Ben Solomon/Tennis Australia