Wawrinka joga muito pra vencer Medvedev em 5 sets, chegar às quartas do Australian Open e encara Zverev

Em um grande jogo de cinco sets, Stan Wawrinka bateu o então favorito russo Daniil Medvedev e chegou às quartas de final do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada.

Na madrugada desta segunda-feira, no horário de Brasília, o suíço mostrou alguns de seus momentos de genialidade, agressivo, intenso, que deixaram o consistente adversário desnorteado.

Depois de um primeiro set de nível elevadíssimo, Wawrinka viu Medvedev crescer, virar a partida e ficar próximo da virada. Porém, voltou a jogar seu melhor tênis pra levar o 4º set no tiebrak e se impôs na parcial decisiva pra vencer por 6/2 2/6 4/6 7/6(2) e 6/2.

Agora, por uma vaga na semifinal em Melbourne, o suíço terá pela frente o alemão Alexander Zverev, que bateu o russo Andrey Rublev com mais facilidade que o esperado, por 3×0.

 

 

Wawrinka bate Seppi em 5 sets e vai à 3ª rodada do Australian Open. Nadal vence Delbonis

O 4º dia do Australian Open foi mais um no qual os favoritos avançaram e garantiram vaga na 3ª rodada do primeiro Grand Slam da temporada.

O dia começou com o russo Daniil Medvedev precisando de apenas três sets pra bater o espanhol Pedro Martinez, assim como o letão Ernests Gulbis, que passou pelo esloveno Aljaz Bedene.

Quem sofreu bem mais foi o austríaco Dominic Thiem, que teve que ir ao 5º set diante do empolgado local Alex Bolt, que vendeu caro sua eliminação, confirmada depois de uma virada do favorito.

Alexander Zverev também foi bem e venceu o bielorrusso Egor Gerasimov por 3×0, enquanto Nick Kyrgios passou pelo francês Gilles Simon por 3×1.

Rafael Nadal só teve trabalho no 2º set, quando precisou jogar um tiebreak contra o argentino Federico Delbonis. No mais, não enfrentou grandes dificuldades e venceu por 3×0.

Também já na manhã desta quinta-feira, no horário de Brasília, Stan Wawrinka não jogou seu melhor tênis, mas lutou muito pra bater o italiano Andrea Seppi.

O suíço se viu em muita dificuldade no 5º set, com quebra abaixo, mas ficou na partida, usou muito sua força mental e um aumento do número de erros do italiano pra virar a parcial e fechar a partida com 6/4.

 

Nadal, Medvedev e Zverev confirmam o favoritismo na estreia em Melbourne. Monteiro perde pra Isner em jogo equlibrado

Rafael Nadal não teve grandes dificuldades pra confirmar seu imenso favoritismo e estrear com vitória no Australian Open.

Na madrugada desta terça-feira, de Brasília, o espanhol não jogou seu melhor tênis, mas não foi ameaçado pelo boliviano Hugo Dellien e venceu por 6/2 6/3 e 6/0, garantindo vaga para enfrentar na segunda rodada o argentino Federico Delbonis.

Outro favorito que também precisou de apenas três sets na primeira partida foi Alexander Zverev, que bateu o italiano Marco Cecchinato, assim como o australiano Nick Kyrgios, que passou por outro italiano, Lorenzo Sonego.

Daniil Medvedev, como esperado, fez um belo jogo diante do norte-americano Francis Tiafoe, que acabou com vitória do russo por 3×1, mesmo placar do triunfo de Stan Wawrinka sobre o bósnio Damir Dzumhur.

Uma surpresa do dia foi a vitória do muito habilidoso mas nem sempre comprometido Ernests Gulbis. O letão aproveitou a fase não tão boa do jovem canadense Felix Auger-Aliassime pra vencer por 3×1.

Já na manhã de terça, Thiago Monteiro entrou em quadra pra um desafio diante do norte-americano John Isner. Porém, não deixou a desejar, equilibrou todos os sets, teve suas chances de vencer, mas acabou perdendo por 3×1, em quatro tiebreaks.

 

Medvedev bate Wawrinka, vai à semi do US Open e garante sua melhor campanha em Slam na carreira

É bom mesmo esse russo! Daniil Medvedev jogou contra Stan Wawrinka, contra a torcida nova-iorquina, mas manteve sua excelente forma para triunfar e garantir vaga na semifinal do US Open.

Depois de provocar a torcida nos últimos jogos, Medvedev não se intimidou e, mesmo aparentemente sentindo alguma lesão que limitava seu saque, se impôs, salvou set point na primeira parcial e garantiu sua melhor campanha em Grand Slam com uma vitória por 7/6(6) 6/3 3/6 e 6/1.

Depois do jogo, em um tom mais político, ele chegou a pedir desculpas e a agradecer o público que acompanhou a partida.

Além disso, ele garantiu uma vaga no ATP Finals neste ano e, pela primeira vez na carreira, vai disputar o torneio que reúne os oito melhores tenistas da temporada.

 

 

Wawrinka não dá chances, vê Djokovic abandonar e enfrenta Medvedev nas quartas do US Open

Com grande expectativa, Novak Djokovic e Stan Wawrinka se enfrentaram neste domingo, no jogo que fechou a programação do Arthur Ashe Stadium, pelas ooitavas de final do US Open.

Em um primeiro set de alto nível, o suíço sacou melhor, salvou break points, aproveitou melhor suas chances e fechou por 6/4.

Na segunda parcial, o sérvio parecia equilibrar as ações e até chegou a abrir 4/1, mas viu Wawrinka reagir, com golpes pesados na esquerda do nº 1 do mundo, devolvendo a quebra e conseguindo mais uma, sacando pra fechar em 7/5.

Antes do terceiro set, Djokovic chegou a pedir atendimento e tratamento no ombro esquerdo, local em que enfrentou problemas na partida diante do argentino Juan Ignacio Londero, na segunda rodada.

Chegou a jogar bem por dois games, mas teve o saque quebrado no 3º com uma dupla falta e desistiu em seguida.

Wawrinka terá pela frente o polêmico russo Daniil Medvedev, que precisou de quatro sets pra bater o alemão Dominik Koepfer, se destacando mais por um conjunto de provocações ao público de Nova Iorque, que não o perdoa pela atitude grosseira com um boleiro, no jogo anterior.

 

Opelka elimina Wawrinka em jogo de 5 sets. Djokovic avança. Federer e Nadal jogam na 5ª em Londres

Começou nesta quarta-feira a segunda rodada de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama londrina.

Em uma das principais surpresas do dia, o norte-americano Reilly Opelka foi responsável pela eliminação do suíço Stan Wawrinka, em uma longa partida de 5 sets, que acabou com 8/6 na parcial decisiva.

Em uma grande virada, depois de ficar dois sets abaixo, o espanhol Fernando Verdasco bateu o local Kyle Edmund, enquanto o russo Karen Khachanov precisou de 4 parciais pra superar o espanhol Feliciano Lopez.

Dos favoritos, nenhuma surpresa, com Novak Djokovic passando tranquilamente pelo norte-americano Denis Kudla e Kevin Anderson anotando 3×1 sobre Janko Tipsarevic.

Nesta quinta-feira, Kei Nishikori abre a programação da quadra central na partida diante do local Cameron Norrie. No mesmo local, um pouco mais tarde, o esperando confronto entre Rafael Nadal e Nick Kyrgios.

Roger Federer vai jogar a segunda rodada na quadra 1, enfrentando outro jogador da casa, Jay Clarke.

 

Djokovic abre Wimbledon nesta 2ª feira. Wawrinka encara belga e Zverev joga contra tcheco

Vai começar nesta segunda-feira a chave principal de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Atual campeão,, Novak Djokovic vai ter mais uma vez a honra de abrir a programação da quadra central do torneio, em uma partida interessante contra o alemão Philipp Kohlschreiber, que já o venceu uma vez neste ano, no Masters 1000 de Indian Wells.

Na mesma quadra, Kyle Edmund terá a torcida da casa diante do espanhol Jaume Munar, enquanto Alexander Zverev terá o favoritismo contra o tcheco Jiri Vesely, já na quadra 1.

Na quadra 2 o destaque fica por conta de Stan Wawrinka, que encara o belga Ruben Bemelmans, e da partida do grego Stefanos Tsitsipas contra o italiano Thomas Fabbiano.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

 

 

Wawrinka vence confronto de 5 horas contra Tsitsipas e encara Federer nas quartas de Roland Garros

O domingo em Roland Garros foi do suíço. Não aquele mais famoso, é verdade, mas de Stan Wawrinka, que lutou por mais de 5 horas pra chegar às quartas de final do segundo Grand Slam da temporada.

Mesmo com Roger Federer em ação no dia, que não teve muito trabalho pra superar o argentino Leonardo Mayer por 3×0, Wawrinka tomou todas as atenções em um confronto histórico e de alto nível com o jovem grego Stefanos Tsitisipas.

Depois de muita luta, técnica e pontos plásticos e disputados, o suíço salvou alguns break points importantíssimos no 5º set e levou a melhor, com um 8/6 na parcial decisiva.

O detalhe é que o ponto decisivo, quando o grego sacava em 6/7, foi em um slice defensivo de Wawrinka, que Tsitsipas fez um golpe de vista. Depois da conferência do árbitro de cadeira, estava definido: game, set, match Wawrinka!

Agora, vem o aguardando confronto contra o seu compatriota mais famoso. Aliás, vale destacar que Wawrinka foi justamente o último jogador a vencer Federer em Roland Garros, em 2015. Naquela ocasião, o atual nº 28 do mundo venceu por 3×0, nas quartas, antes de rumar para o título.

Quem também entrou em quadra pra vencer com tranquilidade foi Rafael Nadal, que anotou 6/2 6/3 e 6/3 sobre o argentino Juan Ignacio Londero.

Seu adversário ainda será definido nesta segunda-feira, já que o jogo entre Kei Nishikori e Benoit Paire não foi definido, sendo interrompido por falta de luz natural quando o japonês vencia por 2 sets a 1.

Quatro jogos definem nesta segunda-feira as outras duas partidas de quartas de final, começando com Novak Djokovic, que joga contra o alemão Jan-Lennard Struff na quadra Philippe-Chatrier, mesmo local da aguardada partida entre Dominic Thiem e Gael Monfils.

Na Suzanne-Lenglen, Fabio Fognini e Alexander Zverev prometem outro belo jogo, enquanto Juan Martin Del Potro terá pela frente o russo Karen Khachanov.

 

Djokovic e Wawrinka estreiam nesta 3ª feira em Monte Carlo. Sérvio vai em busca do tri

Amanhã é dia de muito tênis e de favoritos em quadra no Masters 1000 de Monte Carlo, primeiro Masters 1000 disputado no saibro na temporada.

Abrindo a programação, logo às 6hs, de Brasília,  Jo-Wilfried Tsonga terá pela frente o norte-americano Taylor Fritz, no mesmo horário da partida entre a jovem estrela canadense Felix Auger-Aliassime contra o argentino Juan Ignacio Londero.

Cabeça de chave nº 7 do torneio, o croata Marin Cilic terá pela frente o argentino Guido Pella, enquanto Stan Wawrinka deve fazer um bom jogo contra o saibrista italiano Marco Cecchinato.

Também nesta terça-feira, Novak Djokovic começa sua campanha  logo diante de Philipp Kolschreiber, responsável pela sua eliminação no Masters 1000 de Indian Wells, há poucos dias. Vale lembrar que o sérvio já foi campeão do torneio em 2013 e 2015.

O nº 1 do mundo entrou em quadra nesta segunda-feira, pela chave de duplas, ao lado do seu irmão Marko. Os dois foram eliminados pelos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, com parciais de 6/1 e 6/3.

Kohlschreiber surpreende e elimina Djokovic em Indian Wells. Federer bate Wawrinka

Ficou para esta terça-feira a principal zebra do Masters 1000 de Indian Wells, primeiro Masters 1000 da temporada, que é disputado no piso duro norte-americano.

O nº 1 do mundo e principal favorito ao título, Novak Djokovic, foi surpreendido pelo alemão Philipp Kohlschreiber, que triunfou em sets diretos, com um duplo 6/4, pra garantir sua vaga nas oitavas de final.

Seu adversário nesta quarta será o francês Gael Monfils, que vem de vitória sobre o espanhol Albert Ramos.

Rafael Nadal não teve grandes problemas pra passar pela terceira rodada, vencendo o argentino Diego Schwartzman por 6/3 e 6/1, e agora terá pela frente o sérvio Filip Krajinovic.

No confronto mais aguardado do dia, Roger Federer se impôs diante do compatriota Stan Wawrinka e venceu por 6/3 e 6/4, garantindo sua vaga para encarar o britânico Kyle Edmund, valendo vaga nas quartas de final.