Wawrinka x Dimitrov é o jogão de 2ª feira no US Open. Nadal e Murray também estreiam

Começa nesta segunda-feira a chave principal masculina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, que é disputado no piso duro.

Abrindo a programação do Arthur Ashe Stadium, logo aquele que deve ser o jogo mais aguardado da primeira rodada, entre o suíço Stan Wawrinka e o búlgaro Grigor Dimitrov, em um aguardado confronto de belos backhand’s de uma mão.

Encerrando a programação da principal quadra do complexo, Rafael Nadal, atual campeão, joga contra o compatriota David Ferrer.

No Louis Armstrong, o britânico Andy Murray, que ainda busca seu melhor ritmo, enfrenta o australiano James Duckworth, enquanto Juan Martin Del Potro terá pela frente o qualifier norte-americano Donald Young.

Vale destacar também dois jogos na Grandstand. O primeiro entre os norte-americanos John Isner e Bradley Klahn. E o segundo entre dois jovens e talentosos canadenses: Denis Shapovalov e Felix Auger-Aliassime.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Murray é superado na estreia em Cincinnati. Djokovic e Wawrinka vencem. Federer joga na 3ª

Depois da boa campanha no ATP de Washington, quando chegou às quartas de final, Andy Murray foi superado na primeira rodada do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Nesta segunda-feira, o britânico, que busca voltar ao seu melhor desempenho físico e técnico, entrou em quadra para enfrentar o agressivo Lucas Pouille, chegou a vencer um set, mas perdeu por 6/1 1/6 e 6/4.

O japonês Kei Nishikori não deu chances ao jovem russo Andrey Rublev, vencendo por 7/5 e 6/3, enquanto Denis Shapovalov foi ao terceiro set pra bater o norte-americano Francis Tiafoe.

No confronto entre dois sacadores da casa, melhor pra Sam Querrey contra John Isner, no tiebreak do terceiro set, e o suíço Stan Wawrinka, que também busca sua melhor forma, bateu o consistente argentino Diego Schwartzman por 6/2 4/6 6/3.

No final do dia, Novak Djokovic teve algum trabalho, mas conseguiu bater o norte-americano em sets diretos, com parciais de 6/4 e 7/6(4).

A terça-feira vai marcar a estreia do suíço Roger Federer, encarando o alemão Peter Gojowcyzk na segunda rodada.

O grego Stefanos Tsitsipas, que vem do vice em Toronto, enfrenta o belga David Goffin, enquanto o canadense Milos Raonic joga contra o sérvio Dusan Lajovic.

Segundo jornal britânico, Murray pode operar quadril e adiar retorno às quadras

Andy Murray, ao que parece, não vem encontrando facilidade na sua recuperação física e pode, inclusive, adiar seu retorno às quadras em alguns meses.

Segundo o jornal britânico “The Times”, Murray vem sentindo muitas dores no quadril durante a pré-temporada e, com isso, não está descartada uma intervenção cirúrgica no local, fazendo-o adiar sua volta em aproximadamente seis meses.

O britânico não joga oficialmente desde as quartas de final de Wimbledon deste ano, quando perdeu para Sam Querrey e, por enquanto, sua programação indica que ele jogará o ATP 250 de Brisbane, na Austrália, na primeira semana de 2018.

Porém, há alguns dias, ele modificou seus planos inicias, deixando de continuar sua pré-temporada em Miami e voltando à Londres, diferentemente do que havia divulgado, que seria a ida da cidade norte-americana direto para a Austrália.

Nadal, Federer, Djokovic e Murray definem seus primeiros torneios da temporada 2018

Os principais jogadores já definiram seus torneios de estreia na temporada 2018, com alguns jogando , inclusive, o tradicional torneio exibição de Mubadala, no final deste ano.

Esse é o caso de Rafael Nadal, que fez isso nos últimos anos. E já com possível adversário de estreia, que será o compatriota Pablo Carreno Busta ou o suíço Stan Wawrinka.

Depois disso, o nº 1 do mundo fará seu primeiro e único torneio oficial antes do Australin Open, em Brisbane, também na Austrália, na primeira semana do ano. Será sua segunda participação no torneio e na primeira, neste ano, parou nas quartas, diante de Milos Raonic.

Roger Federer não jogará nenhum torneio oficial antes do primeiro Slam da temporada, mas estará presente na Copa Hopman, no início do ano, assim como fez neste ano. Outro jogador do top 5 que vai jogar será o alemão Alexander Zverev.

Campeão do ATP Finals e atual nº 3 do mundo, o búlgaro Grigor Dimitrov vai tentar defender o seu título no ATP de Brisbane.

O austríaco Dominic Thiem estará em quadra no torneio exibição de Mubadala. Depois, joga o ATP de Pune, na primeira semana de 2018, que substitui o ATP de Chennai. Em seguida, joga o torneio exibição de Kooyong.

Outro que confirmou presença em Mubadala é Novak Djokovic, que volta de longo tempo se recuperando de lesão. Depois, antes do Australian Open, o sérvio joga o ATP de Doha, onde foi campeão em 2017.

Andy Murray, que também se recupera de lesão, vai jogar na primeira semana de 2018, no ATP de Brisbane. Depois, segue para Melbourne.

Nadal começa busca pelo tri do US Open enfrentando sérvio. Federer encara Tiafoe

Saiu nesta sexta-feira a chave principal do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro, em Nova York, nos Estados Unidos.

Novamente nº 1 do mundo e na condição de principal favorito da chave, Rafael Nadal terá pela frente na primeira rodada o sérvio Dusan Lajovic. O espanhol, que vai em busca do tricampeonato, venceu o único confronto entre eles até o momento, na oitavas de final de Roland Garro, em 2014.

Cabeça de chave nº 2, mas sem grandes resultados recentes e vindo de lesão, Andy Murray joga a primeira rodada contra o local Tennys Sandgren.

Roger Federer, que pode encarar Nadal na semi, estreia contra o jovem norte-americano Francis Tiafoe, enquanto o alemão Alexander Zverev, cabeça de chave nº 4 e um dos principais favoritos, pelo que vem jogando, aguarda um qualifier, assim como o búlgaro Grigor Dimitrov.

Bom confronto entre o croata Marin Cilic e o francês Gilles Simon; Dominic Thiem encara o australiano Alex De Minaur e fechando os 8 principais favoritos, Jo-Wilfried Tsonga terá pela frente o romeno Marius Copil.

Para conferir a chave completa, clique aqui.

Querrey supera Murray em 5 sets e encara Cilic na semi em Wimbledon. Federer enfrenta Berdych

Semifinais definidas também na chave masculina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, que é disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Nesta quarta-feira, a principal surpresa do dia foi a eliminação do nº 1 do mundo, Andy Murray, que não resistiu aos fortes saques do norte-americano Sam Querrey.

O britânico até começou bem, mas acabou levando a virada de Querrey, que venceu por 3/6 6/4 6/7(4) 6/1 e 6/1, chegando à semifinal de um Slam pela primeira vez na carreira.

Seu adversário também foi definido em um jogo de cinco sets, no qual Marin Cilic levou a melhor sobre Gilles Muller. Também de virada, o croata venceu por 3/6 7/6(5) 7/5 5/7 e 6/1.

Roger Federer confirmou o favoritismo e o status de favorito ao bater o canadense Milos Raonic, triunfando em sets diretos, com mais dificuldades apenas na terceira parcial. No fim, anotou 6/4 6/2 e 7/6(4).

Tomas Berdych garantiu sua vaga para enfrentar o suíço depois que viu Novak Djokovic abandonar a partida das quartas de final, depois que o tcheco já vencia por 7/6(2) e 2/0.

Foto: AELTC/Eddie Keogh

Murray busca 4ªs em Wimbledon nesta 2ª. Federer encara Dimitrov; Nadal x Muller

Segunda-feira cheia em Wimbledon, com todos os jogos da chave masculina do terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Na quadra central, Andy Murray segue em busca do tricampeonato e tem o favoritismo diante do francês Benoit Paire, no segundo jogo da programação.

Na sequência, Roger Federer faz no mesmo local um confronto que pode ser interessante contra o búlgaro Grigor Dimitrov.

Os outros dois principais favoritos jogam na quadra 1. Primeiro, Rafael Nadal, encarando o sacador luxemburguês Gilles Muller. Depois, Novak Djokovic enfrenta o francês Adrian Mannarino.

Destaque também para a partida entre Milos Raonic e o alemão Mischa Zverev, além do confronto entre Dominic Thiem e Tomas Berdych.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Em dia de recordes, Federer passa fácil pela estreia em Wimbledon. Djokovic também vence

A terça-feira foi de recordes alcançados por Roger Federer, no 2º dia de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

O suíço, heptacampeão do torneio, passou fácil pela estreia, pois vencia o ucraniano Alexandr Dolgopolov por 6/3 e 3/0 quando viu o adversário abandonar, mas ainda deu tempo de chegar à mais uma importante marca: 10.000 aces, se tornando apenas o terceiro jogador a chegar ao número desde que a ATP começou a contar, em 1991. Os outros foram os croatas Ivo Karlovic e Goran Ivanisevic.

Outro recorde batido por Federer foi a de vitórias em Wimbledon, chegando à 85ª e se isolando na liderança, que antes era dividida com o norte-americano Jimmy Conors.

Quem também economizou energia na primeira rodada foi Novak Djokovic, que vencia o eslovaco Martin Klizan por 6/3 e 2/0, quando o adversário também desistiu.

Milos Raonic precisou de dois tiebreaks, mas bateu o alemão Jan-Lennard Struff em sets diretos, com parciais de 7/6(5) 6/2 e 7/6(4), enquanto Juan Martin Del Potro precisou de 4 sets contra o jovem australiano Thanasi Kokkinakis, vencendo por 6/3 3/6 7/6(2) e 6/4.

A segunda rodada começa nesta quarta-feira, com Andy Murray jogando na quadra central contra o alemão Dustin Brown, mesmo local da partida entre Rafael Nadal e o norte-americano Donald Young.

Na quadra 1, Kei Nishikori joga contra o ucraniano Sergiy Stakhovsky, enquanto Marin Cilic, que vem em boa fase, encara o alemão Florian Mayer na quadra 2.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Nadal e Murray vencem em Wimbledon. Wawrinka perde na estreia. Federer e Djokovic na 3ª

Já aconteceu no primeiro dia a primeira surpresa da chave masculina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Nesta segunda-feira, Stan Wawrinka, cabeça de chave nº 5 perdeu logo na estreia para o russo Daniil Medvedev, com parciais de 6/4 3/6 6/4 6/1 e viu ser adiada a possibilidade de conquistar o único Slam que lhe falta.

Andy Murray abriu bem a quadra central, perdendo apenas sets games e vencendo o cazaue Alexander Bublik por 6/1 6/4 e 6/2.

Outro que venceu com tranquilidade foi Rafael Nadal, que anotou 6/1 6/3 e 6/2 sobre o australiano John Milmann, enquanto Marin Cilic passou por Philipp Kohlschreiber por 6/4 6/2 e 6/3.

A terça-feira terá a primeira rodada da outra parte da chave, com Novak Djokovic jogando na quadra central contra o eslovaco Martin Klizan.

Também na quadra central, Roger Federer encara o ucraniano Alexandr Dolgopolov, enquanto Milos Raonic joga contra Jan-Lennard Struff na quadra 1, mesmo local da estreia de Dominic Thiem diante de Vasek Pospisil.

Juan Martin Del Potro terá pela frente o jovem australiano Thanasi Kokkinakis e Tomas Berdych encara o francês Jeremy Chardy.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Segunda-feira em Wimbledon tem Murray, Wawrinka, Rogerinho e Monteiro em quadra

Andy Murray começa nesta segunda-feira a sua campanha em busca do tricampeonato de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Atual campeão, o britânico abre a programação da quadra central, como é tradição, enfrentando o cazaque Alexander Bublik.

Também na quadra central, Stan Wawrinka, cabeça de chave nº 5, joga contra o russo Daniil Medvedev, enquanto Rafael Nadal encara o australiano John Millman na quadra 1.

Outro top -10 em ação nesta segunda-feira é Kei Nishikori, que estreia contra o italiano Marco Cecchinato; e Marin Cilic, cabeça de chave nº 7, enfrenta o alemão Philipp Kohlschreiber.

Jo-Wilfried Tsonga enfrenta o britânico Cameron Norrie e Nick Kyrgios terá pela frente o francês Pierre-Hugues Herbert.

Dos três brasileiros na chave, dois jogam nesta segunda. Thiago Monteiro faz o primeiro jogo da quadra 16 contra o australiano Andrew Wittington e Rogério Dutra Silva joga contra o francês Benoit Paire, no primeiro jogo da quadra 4.

Para conferir a programação completa, clique aqui.