Brasil sai atrás na Davis, mas empolga

O primeiro dia de Copa Davis, a Copa do Mundo do Tênis, terminou com a Austrália na frente do placar, mas a equipe mostrou que tem força para crescer na competição, independente do confronto em Adelaide, no sul do país da Oceania. A equipe da casa venceu os dois jogos de simples na sexta-feira, com as vitórias de Jordan Thompson e John Millman sobre Thiago Monteiro e Thiado Wild, respectivamente. Mas o duelo segue em aberto com as três partidas previstas para este sábado, a partir das 12h.

O primeiro duelo programado no Memorial Drive Tennis Club é entre a parceria formada por Marcelo Demoliner e Felipe Meligeni contra James Duckworth e John Peers. O capitão de cada time pode mudar a escalação até uma hora antes do início. O Brasil precisa da vitória neste jogo para se manter com chances na quarta partida, entre Thiago Monteiro e John Millman. A quinta partida programada é entre Thiago Wild e Jordan Thompson.

Nesta sexta-feira, Thiago Monteiro (82º do ranking da ATP) foi o primeiro a entrar em quadra para o jogo contra Jordan Thompson (63º). O brasileiro fez um jogo bastante equilibrado com Thompson, que contou com a força da torcida para fechar em duplo 6/4.

No segundo confronto, Thiago Wild (113º) mostrou toda confiança obtida após o título do ATP 250 de Santiago e teve um começo avassalador contra John Millman (43º). Ele chegou a abrir 5 a 2 no primeiro set antes de uma torcedora australiana precisar de atendimento médico por causa de um infarto, paralisando a partida em cerca de 30 minutos. Depois da pausa, o australiano conseguiu equiliberar o confronto para vencer por 4/6, 7/6 e 6/2.

“O Thiago Wild estava muito bem, mas a paralisação deu tempo para o Millman pensar no que fazer. Ele conseguiu aumentar o seu nível. Estou bem orgulhoso de nosso time, eles deram 100% em quadra. Não é como gostaríamos de estar, com 2 a 0 atrás, mas vejo um bom futuro para o nosso time. Ainda não está acabado. Temos três jogos neste sábado e vamos ver o que acontece”, destaca Jaime Oncins, capitão do time brasileiro.

“Eu tive minhas chances. Não diria que ele teve sorte, mas certamente ele conseguiu aumentar a sua intensidade, começou a sacar melhor e não errou mais nenhuma bola no terceiro set. Foi uma partida especial para mim, mas, no final, preciso tratar como apenas mais um jogo”, completa Thiago Wild.

O vencedor do confronto entre Brasil e Austrália vai se classificar para o Madrid Finals, em novembro, onde estarão as melhores equipes do planeta. O duelo é em melhor de cinco partidas, sendo necessárias três vitórias para obter a classificação. Os jogos são transmitidos pela DAZN, serviço online de streaming.

França supera a Austrália e é campeã da Fed Cup

A França é a campeã da Fed Cup de 2019, derrotando a Austrália por 3-2 na RAC Arena, em Perth. Neste domingo a equipe francesa conquistou o que era a versão feminina da Copa Davis, pela terceira vez na história, depois que Caroline Garcia e Kristina Mladenovic garantiram a vitória na partida final de duplas, com uma vitória por 6/4 6/3 sobre Ashleigh Barty e Samantha Stosur.

Mladenovic foi o grande nome do confronto. No primeiro dia havia vencido Tomljanovic e neste domingo derrotou a número um do mundo Ahsleigh Barty, no primeiro jogo do dia. Parmentier perdeu para Tomljanovic e o jogo acabou indo para a dupla decisiva.

Como finalistas de 2019, a França e a Austrália se classificaram direto para o novo formato da Fed Cup de 2020 em Budapeste, de 14 a 19 de abril.

 

Resultados em Perth

Kristina Mladenovic (FRA) d. Ajla Tomljanovic (AUS) 6-1 6-1

Ashleigh Barty (AUS) d. Caroline Garcia (FRA) 6-0 6-0

Kristina Mladenovic (FRA) d. Ashleigh Barty (AUS) 2-6 6-4 7-6(1)

Ajla Tomljanovic (FRA) d. Pauline Parmentier (FRA) 6-4 7-5

Caroline Garcia/Kristina Mladenovic (FRA) d. Ashleigh Barty/Samantha Stosur (AUS) 6-4 6-3

Foto – Divulgação ITF Jon Gellweiler

Franceses e australianos vencem duplas e ficam mais perto da final da Copa Davis

França e Austrália ficaram mais perto da final da Copa Davis, principal competição entre países do tênis mundial, que tem semifinais disputadas neste final de semana.

No saibro de Lille, os franceses fizeram a festa da torcida da casa, com a confirmação do favoritismo da forte dupla formada por Pierre-Hugues Herbert e Nicolas Mahut, que venceram os sérvios Filip Krajinovic e Nenaz Zimonjic, por 3×0.

Agora, uma vitória de Jo-Wilfried Tsonga sobre Dusan Lajovic, no primeiro jogo do domingo, dá a vaga na decisão aos franceses. Se Lajovic vencer, os sérvios entram no quinto jogo com Laslo Djere diante de Lucas Pouille.

Já os australianos, jogando fora de casa, no saibro de Bruxelas, garantiram a virada no confronto com a dupla formada por John Peers e Jordan Thompson, que não deram chances aos locais Ruben Bemelmans e Arthur De Greef, vencendo por 3×0.

No domingo, David Goffin e Nick fazem o jogo que pode ser decisivo. Se a vitória for do belga, Steve Darcis tentará a virada pro time da casa contra John Millman.

Tudo igual nas semis da Davis depois do 1º dia: Bélgica x Austrália e França x Sérvia

Tudo igual no primeiro dia dos dois confrontos das semifinais da Copa Davis, principal competição entre países do tênis.

Nesta sexta-feira, jogando no saibro coberto do Palais 12, em Bruxelas, os belgas começaram bem o dia, com vitória de David Goffin, de virada, sobre John Millman, por 3×1.

Depois, Nick Kyrgios precisou ir ao quinto set pra superar Steve Darcis e deixar tudo igual no confronto.

No sábado, se não tiver alteração na escalação, Ruben Bemelmans e Arthur De Greef jogam pelo time da casa, enquanto John Peers e Jordan Thompson representam os visitantes.

No saibro de Lille, na França, em um confronto sem Novak Djkovic,, que só volta a jogar no ano que vem, o primeiro dia também acabou empatado.

No primeiro jogo, Dusan Lajovic deu o ponto aos sérvios, vencendo Lucas Pouille por 3×1, enquanto Jo-Wilfried Tsonga bateu Laslo Djere por 3×0 pra deixar tudo igual.

A forte dupla francesa formada Pierre-Hugues Herber e Nicolas Mahut são favoritos no sábado contra Filip Krajinovic e o experiente Nenad Zimonjic.

Austrália e França garantem vitória na Davis. Itália abre 2×0 sobre Argentina

Lorenzi - Davis peqJá estão definidos os resultados de alguns confrontos da primeira rodada da Copa Davis, que está sendo disputada neste final de semana.

O primeiro time a garantir a vitória foi a Austrália, que teve Sam Groth e John Peers confirmando o terceiro e decisivo ponto nas duplas contra os tchecos Jan Satral e Jiri Vesely.

A França também garantiu sua vitória no confronto contra o Japão, com o triunfo de Pierre-Hugues Hebert e Nicolas Mahut sobre Yuichi Sugita e Yasutaka Uchiyama por 3 a 0.

A Itália está muito perto de vencer a atual campeã argentina fora de casa, depois das vitórias de Paolo Lorenzi e Andreas Seppi sobre Guido Pella e Carlos Berlocq, respectivamente, assim como a Sérvia, que abriu vantagem de 2 a 0 sobre a Rússia no primeiro dia.

Os norte-americanos também estão com vantagem de 2 a 0 sobre a suíça sem Federer e Wawrinka, enquanto a desfalcada empata com a Espanha sem Nadal, em casa.