Rublev joga muito e elimina Kyrgios em NY. Cilic vence Isner e Zverev passa por Bedene

No fechamento da rodada noturna deste sábado, no US Open, Andrey Rublev voltou a mostrar um grande tênis pra garantir sua vaga nas oitavas de final do quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova Iorque.

O russo elevou seu nível, mostrando toda agressividade do seu jogo pra bater o australiano Nick Kyrgios, com um surpreendente 3×0, com parciais de 7/6(5) 7/6(5) e 6/3.

Agora, ele vai jogar contra o italiano Matteo Berrettini, que viu o australiano Alexei Popyrin quase levar o jogo ao 5º set, mas reagiu antes pra fechar a partida no tiebreak do 4º set.

Outro que precisou de quatro sets foi o croata Marin Cilic, campeão de 2014, que eliminou o jogador da casa John Isner, assim como o alemão Alexander Zverev, que também anotou 3×1, sobre o esloveno Aljaz Bedene.

O argentino Diego Schwartzman faz mais uma grande campanha no piso duro, garantido vaga na segunda semana depois de não dar chances ao norte-americano Tennys Sandgren, vencendo por 3×0.

Quatro partidas de oitavas de final serão disputadas neste domingo, começando com Roger Federer, que abre a programação do Arthur Ashe Stadium contra o belga David Goffin.

No fechamento da programação, Novak Djokovic e Stan Wawrinka se enfrentam no jogo mais aguardado do dia, também no Ashe.

No Louis Armstrong, Daniil Medvedev tem o favoritismo contra o alemão Dominik Koepfer, e Grigor Dimitrov deve fazer um jogo equilibrado contra o australiano Alex De Minaur.

 

Tiafoe elimina Anderson na 2ª rodada do Australian Open. Federer e Cilic vencem

Aconteceu na madrugada desta quarta-feira, horário de Brasília, a primeira grande zebra da chave masculina do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

E ficou por conta da eliminação do sul-africano Kevin Anderson, cabeça de chave nº 5, que vive grande fase, sendo o atual vice-campeão de Wimbledon e campeão do ATP de Pune, na primeira semana da atual temporada.

O nº 6 do mundo acabou perdendo de virada para o norte-americano Francis Tiafoe, em quatro sets, com parciais de 4/6 6/4 6/4 e 7/5.

Quem teve trabalho, mas venceu, foi o croata Marin Cilic, que precisou de quatro parciais pra bater o norte-americano Mackenzie McDonald por 7/5 6/7(9) 6/4 e 6/4.

Tomas Berdych cedeu apenas 7 games ao holandês Robin Haase e avançou em 3 sets, enquanto o grego Stefanos Tsitsipas anotou 3×1 sobre o experiente sérvio Viktor Troicki.

Fechando a sessão diurna da Rod Laver Arena, Roger Federer não teve vida fácil diante do britânico Daniel Evans e precisou de dois tiebreaks antes de confirmar seu favoritismo com parciais de 7/6(5) 7/6(3) e 6/3.

Cilic confirma o ponto decisivo sobre a França e o bi da Croácia na Copa Davis

Depois do belo desempenho na sexta-feira, a Croácia confirmou neste domingo o título da Copa Davis, principal conflito entre países do tênis.

No saibro indoor de Lille, na França, os donos da casa até renovaram as esperanças com a vitória nas duplas, no sábado, mas Marin Cilic tratou de encerrar o confronto na primeira partida do domingo.

A equipe da casa alterou seu jogador para o primeiro jogo do dia, colocando Lucas Pouille no lugar do experiente Jeremy Chardy, mas mesmo assim não foi o suficiente. O tênis sólido de Cilic foi responsável por uma vitória em sets diretos, com parciais de 7/6(3) 6/3 e 6/3, confirmando o segundo título dos croatas na História da competição.

“Não é todo dia que você se torna um campeão mundial”, disse Cilic. “Para nós, é um sonho que se torna realidade. Nós somos tão apaixonados, você pode ver que os fãs estão se divertindo. Eu sinto que na Croácia isso vai ser incrível também.” concluiu.

Vale notar que, jogando com o apoio de mais de 20 mil torcedores, a França buscava seu 11º título, na última edição da Copa Davis no atual formato.

Djokovic controla o saque de Isner e vence a 1ª no Finals. Zverev bate Cilic

Foi finalizada nesta segunda-feira a primeira rodada do ATP Finals, torneio que reúne na

O2 Arena, em Londres, os oito melhores jogadores da temporada.

No domingo, os primeiros jogos marcaram a vitória de Kevin Anderson sobre Dominic Thiem, com parciais de 6/3 e 7/6(10), enquanto o japonês Kei Nishikori surpreendeu o suíço Roger Federer anotar 7/6(4) e 6/3.

Nesta segunda, no primeiro jogo do dia, o alemão Alexander Zverev também precisou de apenas dois sets pra vencer na estreia a partida contra o croata Marin Cilic, com parciais de 7/6(5) e 7/6(1).

No último jogo do dia, Novak Djokovic controlou bem o forte saque do norte-americano John Isner e venceu também em dois sets, com parciais de 6/4 e 6/3.

“Estou me sentindo fisicamente e mentalmente. Obviamente, o bom deste torneio é que você tem dia de folga entre as partidas, e é garantido que você jogará três partidas no grupo” disse o sérvio, já expondo sua expectativa para a partida contra Zverev, na quarta-feira:

“Jogar contra Zverev, que também teve uma vitória em sets diretos hoje, me faz ficar ansioso para isso. Deve ser um ótimo jogo” completou.

Na terça-feira, será disputada a segunda rodada do grupo Lleyton Hewitt, com Anderson enfrentando Nishikori e Federer encarando o austríaco Thiem.

Foto: Peter Staples/ATP World Tour

Cilic vai ao 5º set pra bater jovem australiano em Nova York. Federer vence Kyrgios

A terceira rodada do US Open, que começou na sexta-feira, continuou neste sábado, com a definição dos últimos classificados para as oitavas de final do quarto e último Grand Slam da temporada.

Roger Federer deu um show em quadra diante de Nick Kyrgios pra vencer em três sets, com parciais de 6/4 6/1 e 7/5, garantindo sua vaga nas oitavas de final pra encarar o australiano John Millman, que vem de vitória sobre Mikhail Kukushkin.

David Goffin precisou de apenas três sets pra bater o alemão Jan-Lennard Struff, enquanto Kei Nishikori precisou de quatro parciais pra bater o argentino Diego Schwartzman.

Na rodada noturna, Novak Djokovic não deu chances ao francês Richard Gasquet e anotou 6/2 6/3 e 6/3, enquanto Marin Cilic saiu dois sets abaixo e teve que buscar a virada diante do jovem australiano Alex De Minaur.

As oitavas de final começam neste domingo, com quatro partidas e Rafael Nadal abrindo a programação do Arthur Ashe Stadium diante do georgiano Nikoloz Basilashvili, enquanto a rodada noturna da mesma quadra terá o confronto entre Juan Martin Del Potro e Borna Coric.

No Louis Armstrong, Kevin Anderson encara o austríaco Dominic Thiem, enquanto John Isner faz um duelo de sacadores com Milos Raonic.

Foto: USTA/Andrew Ong

 

Federer vira sobre Wawrinka e encontra Goffin na semi em Cincinnati. Djokovic encara Cilic

Depois do atraso na programação gerado pela chuva ao longo da semana, foram definidos os semifinalistas do Masters 1000 de Cincinnati, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Novak Djokovic garantiu sua vaga ao ter o canadense Milos Raonic, depois de três duros sets, com parciais de 7/5 4/6 3 6/3. Na semi deste sábado, seu adversário será o croata Marin Cilic, que precisou de duas parciais pra superar o espanhol Pablo Carreno Busta por 7/6(7) e 6/4.

Na partida que fechou a noite de sexta-feira, Roger Federer teve muito trabalho diante do compatriota Stan Wawrinka, jogou dois tiebreaks e venceu por 6/7(2) 7/6(6) e 6/2.

Agora, por vaga na final, terá pela frente o belga David Goffin, que também jogou dois tiebreaks contra o argentino Juan Martin Del Potro, vencendo por 7/6(5) e 7/6(4).

Nadal vira sobre Cilic e encara jovem russo na semi em Toronto. Anderson enfrenta Tsitsipas

Com uma vitória na raça, Rafael Nadal conseguiu uma grande virada pra ir à semifinal do Masters 1000 de Toronto, no Canadá, que é disputado no piso duro.

Na noite desta sexta-feira, o espanhol viu o croata Marin Cilic começar muito bem a partida, agressivo, conseguindo duas quebras de saque e fechando o 1º set por 6/2.

Depois, o espanhol elevou o nível, viu o seu adversário cometer mais erros e virou o jogo, vencendo com parciais de 2/6 6/4 e 6/4.

Agora, por uma vaga na final, o nº 1 do mundo terá pela frente o russo Karen Khachanov, que surpreende com sua melhor campanha em um Masters 1000, depois de bater o holandês Robin Haase por 6/3 e 6/1.

Na outra semi deste sábado, o sul-africano Kevin Anderson, que vem de boa vitória sobre o búlgaro Grigor Dimitrov por duplo 6/2, enfrenta o grego Stefanos Tsitsipas, que salvou match points na virada sobre o alemão Alexander Zverev, com parciais de 3/6 7/6(11) e 6/4.

Nadal e Djokovic passam pela 2ª rodada em Wimbledon. Cilic perde para Pella

Se teve surpresa na chave feminina, também na masculina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Depois de ver seu jogo interrompido na quarta-feira, quando vencia por 2×0, o croata Marin Cilic, vice-campeão no ano passado e cabeça de chave nº 3, levou uma incrível virada do argentino Guido Pella, que triunfou com um 7/5 no 5º set.

Rafael Nadal, que não faz uma boa campanha em Wimbledon há algum tempo, segue sua caminhada sem perder set, dessa vez batendo o cazaque Mikhail Kukushkin.

Juan Martin Del Potro confirmou sua condição de cabeça de chave nº 5 e passou pelo espanhol Feliciano Lopez, enquanto Novak Djokovic perdeu apenas seis games para o argentino Horacio Zeballos, garantindo sua vaga na 3ª rodada.

Depois de eliminar o búlgaro Grigor Dimitrov na estreia, Stan Wawrinka completou sua partida interrompida na quarta, sendo eliminado pelo italiano Thomas Fabbiano em três sets, depois de ter set points com saque na 1ª e na 3ª parcial.

Foto: Cynthia Lum/Icon Sportswire

Coric surpreende Federeer e fica com o título do ATP 500 de Halle. Cilic vira sobre Djokovic em Quenn’s

Neste domingo, Roger Federer foi surpreendido na decisão do ATP 500 de Halle, na Alemanha, disputado na grama, seu piso favorito.

O responsável pela zebra foi o croata Borna Coric, que não deixou a condição de favorito do suíço o assustar, fez um jogo equilibrado e venceu por 7/6(3) 3/6 e 6/2.

Vale destacar que, no primeiro set, Federer chegou a desperdiçar set points, inclusive com o saque, no tiebreak, antes de Coric conseguir a virada.

Com isso, Federer voltará ao nº 2 do ranking da ATP na próxima segunda-feira, já que Rafael Nadal retomará o posto. Além disso, ele vai adiar a possibilidade de conquistar o 100º título da sua carreira em Wimbledon, já que poderia chegar, em Halle, ao 99º.

No ATP 500 de Quenn’s, em Londres, també, disputado na grama, Novak Djokovic começou muito bem diante de Marin Cilic, venceu o primeiro set, mas acabou levando a virada, perdendo por 5/7 7/6(4) e 6/3.

Foto: Gerry Weber Open

5º dia de Roland Garros teve atuação firme de Nadal e triunfos de Thiem e Cilic

Foram disputados nesta quinta-feira jogos válidos pela segunda rodada da chave masculina de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada.

A principal surpresa do dia, mesmo não sendo a eliminação de um grande favorito, foi a derrota do canadense Denis Shapovalov para o alemão Maximilian Marterer, de virada, em quatro sets. Agora, ele vai enfrentar Jurgen Zoop e, por incrível que pareça, um deles estará nas oitavas de final de Roland Garros.

O croata Marin Cilic também precisou de quatro sets para passar pelo polonês Hubert HUrkacz, assim como Richard Gasquet diante do tunisiano Malek Jaziri.

O adversário do francês na terceira rodada será um velho conhecido, Rafael Nadal, que teve uma atuação muito melhor do que na estreia e venceu o argentino Guido Pella por 6/2 6/1 e 6/1.

Juan Martin Del Potro não teve grandes dificuldades pra vencer Julien Benneteau por 3×0, e ainda viu o francês disputar seu último jogo, pelo menos de simples, no torneio.

Fabio Fognini também anotou 3×0 sobre o sueco Elias Ymer e, completando jogo interrompido na quarta-feira, Dominic Thiem confirmou a vitória diante do grego Stefanos Tsitsipas.

Já pela terceira rodada, nesta sexta-feira, Alexander Zverev, que vem de jogo de cinco sets, abre a programação da Philippe-Chatrier contra o bósnino Damir Dzumhur. No mesmo local, o francês Lucas Pouille encara o russo Karen Khachanov.

Na Suzanne-Lenglen, o destaque é pro bom jogo que deve ser entre o belga David Goffin e o francês Gael Monfils, além de Novak Djokovic contra o espanhol Roberto Bautista-Agut.