Wild, Clezar, Luz, Meligeni e Sakamoto jogam o Olimpía Tennis Classic

Os brasileiros Thiago Wild, Guilherme Clezar, Pedro Sakamoto, Orlando Luz e Felipe Meligeni estão confirmados no Torneio Internacional de Tênis – Olímpia Tennis Classic, que será disputado entre os dias 16 e 22 de março, no Thermas dos Laranjais, em Olímpia (interior de São Paulo).

A lista divulgada pela ATP (Associação dos Tenistas Profissionais) ainda conta com tenistas de mais dez países – Chile, Kazaquistão, Argentina, França, Alemanha, Tunísia, República Dominicana, Itália, Suécia e Peru.

Os principais favoritos da chave principal serão o chileno Alejandro Tabilo (166o), o cazaque Dmitry Popko (167o), o brasileiro Thiago Wild (182o), os argentinos Andrea Collarini (200o), Juan Pablo Ficovich (203o) e Facundo Mena (219o), o francês Elliot Benchetrit (207o) e o alemão Daniel Altmaier (216o).

Completam a chave mais seis jogadores que sairão do qualifying, disputado nos dias 16 e 17 de março, e três convidados (wild card).

O Olímpia Tennis Classic é um torneio ATP Challenger 50, que distribiu uma premiação total de US$ 35 mil e pontos no ranking mundial da ATP.

Confira a lista de inscritos:

Alejandro Tabilo (CHI) – 166o

Dmitry Popko (KAZ) – 167o

Thiago Seyboth Wild (BRA) – 182o

Andrea Collarini (ARG) – 200o

Juan Pablo Ficovich (ARG) – 203o

Elliot Benchetrit (FRA) – 207o

Daniel Altmaier (GER) – 216o

Facundo Mena (ARG) – 219o

Francisco Cerundolo (ARG) – 245o

Malek Jaziri (TUN) – 260o

Guilherme Clezar (BRA) – 270o

Pedro Sakamoto (BRA) – 284o

José Hernandez-Fernandez (DOM) – 289o

Andrea Vavassori (ITA) – 293o

Renzo Olivo (ARG) – 297o

Marcelo Tomas Barrios Vera (CHI) – 300o

Orlando Luz (BRA) – 304o

Christian Lindell (SWE) – 322o

Nicolas Alvarez (PER) – 329o

Tomas Martin Etcheverry (ARG) – 330o

Felipe Meligeni Rodrigues Alves (BRA) – 341o

Facundo Arguello (ARG) – 342o

Jules Okala (FRA) – 344o

Wild Cards – 3

Qualifiers – 6

Serviço

Torneio Internacional de Tênis – Olímpia Tennis Classic

Thermas dos Laranjais de Olímpia – Av. Aurora Forti Neves, 1.123 – Centro

Qualifying

16 e 17 de março

Chave principal

16 a 22 de março

Entrada gratuita

 

Foto – Thiago Wild

Joao Pires/Fotojump

Melo e Kubot perdem nas quartas do ATP de Adelaide. Soares e Pavic são superados na estreia em Auckland

Depois de iniciar a temporada em Adelaide, foco agora no Australian Open, primeiro Grand Slam de 2020. Marcelo Melo e Lukasz Kubot seguem nesta quinta-feira (16) para Melbourne após a disputa do ATP 250 de Adelaide. A dupla – cabeça de chave número 2 – parou nas quartas de final do torneio preparatório para o Grand Slam na Austrália. Na madrugada desta quarta-feira (15), o argentino Maximo Gonzalez e o francês Fabrice Martin marcaram 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em 1h29min. O Australian Open será realizado a partir desta segunda-feira (20) até o dia 2 de fevereiro.

“Hoje não deu por aqui. Eles jogaram um pouco melhor que a gente. Mas, o jogo não foi muito bom. Estava ventando muito. Foi um jogo de quem soube lidar um pouquinho mais. Acabaram ganhando um ponto ou outro mais decisivo”, explicou Melo.

“Importante agora é focar em Melbourne. Estamos viajando amanhã (quinta). Fazer uma boa preparação lá para ir com tudo no primeiro Grand Slam do ano”, completou.

No primeiro set, a partir do segundo game, uma sequência de quebras, até o empate em 3 a 3, com as duas duplas passando a manter os seus serviços. Aí, no décimo e último game, Gonzalez e Martin conseguiram novo break para marcar 6/4, após 40 minutos, e sair na frente. Os adversários voltaram a quebrar no início da segunda série, abrindo 2 a 0, mas Melo e Kubot devolveram, deixando tudo igual, na sequência, em 2 a 2, em busca da reação. O jogo seguiu equilibrado até o décimo segundo e último game do set, quando com novo break Gonzalez e Martin fecharam em 7/5.

No ATP 250 de Auckland, na Nova Zelândia, também disputado no piso duro, Bruno Soares e o croata Mate Pavic foram superados na estreia pela dupla formada pelo dinamarquês Frederik Nielsen e o alemão Tim Puetz, em jogo equilibrado que acabou com parciais de 6/7(5) 6/3 e 10/7.

Melo e Kubot iniciam temporada com vitória e estão nas quartas de final em Adelaide. Demoliner perde na estreia

A temporada 2020 começou com vitória para o mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot na Austrália. Na madrugada desta segunda-feira (13), a dupla – cabeça de chave número 2 – garantiu vaga nas quartas de final do ATP 250 de Adelaide ao derrotar o sul-africano Raven Klaasen e o austríaco Oliver Marach por 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 6/4, em 1h13min, jogo válido pela primeira rodada. Os próximos adversários, em busca de um lugar na semifinal, serão o argentino Maximo Gonzalez e o francês Fabrice Martin, que ganharam dos australianos Alex Bolt e Alexei Popyrin também por 2 a 0 (6/4 e 6/3).

“Começamos novamente uma temporada. Jogamos muito bem, especialmente por ser o meu primeiro jogo com o Lukasz do ano. Ele já havia disputado a ATP Cup. Ficamos muito felizes da maneira como jogamos. Agora é aproveitar mais um jogo para estar pronto para o Australian Open, que é nosso principal objetivo. Foi muito bom. É continuar assim”, analisou Marcelo, patrocinado por Centauro, BMG, Itambé e Taroii, com apoio da Volvo, Orfeu Cafés Especiais, VOSS e Confederação Brasileira de Tênis.

O primeiro set teve o domínio de Melo e Kubot. Com duas quebras, no terceiro e no quinto games, abriram 5/1, não dando chances de reação a Klaasen e Marach, vencendo a série por 6/2, em 30 minutos. O segundo set foi mais equilibrado. Os adversários conseguiram o break no quarto game, fazendo 3/1, mas Melo e Kubot reagiram em seguida, devolvendo a quebra, 3/2, empatando e buscando mais um break, desta vez no nono game, para marcar 5/4 e fechar, na sequência, em 6/4, comemorando a primeira vitória na temporada 2020.

Este é o primeiro dos dois torneios na Austrália, preparatório para o Australian Open, Grand Slam que será disputado na próxima semana, a partir do dia 20.

Também em Adelaide, Marcelo Demoliner foi superado na estreia, ao lado do holandês Matwe Middelkoop. Os dois perderam para os britânicos Jamie Murray e Neal Skupski, com parciais de 6/3 4/6 e 10/4.

 

Melo e Kubot estreiam na noite deste domingo no ATP 250 de Adelaide, iniciando a temporada 2020

Marcelo Melo e Lukasz Kubot dão início, na noite deste domingo (12), à temporada 2020. Por volta das 23h (horário de Brasília), a dupla  – cabeça de chave número 2 -entra na quadra para a estreia no ATP 250 de Adelaide, diante do sul-africano Raven Klaasen e do austríaco Oliver Marach, valendo vaga nas quartas de final.

É o primeiro dos dois torneios na Austrália, preparatório para o Australian Open, Grand Slam que será disputado na sequência, a partir do dia 20. Melo e Kubot treinaram durante a semana em Adelaide e, agora, vão em busca da primeira vitória no ano.

“Vamos com tudo nesta primeira rodada aqui em Adelaide, dando início a nova temporada”, afirma Marcelo.

O mineiro Melo e o polonês Kubot fecharam 2019 como a segunda melhor parceria do mundo, com 5.000 pontos – atrás apenas dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah (8.500).

Já no ranking mundial individual de duplas, ficaram entre os top ten na temporada passada: Marcelo em sétimo, com 4.910 pontos, pela sétima vez consecutiva entre os 10 melhores do ano. Kubot, na sexta colocação, com 5.090. Marcelo encerrou 2018 como nono do mundo, foi primeiro em 2017 e 2015, oitavo em 2016 e sexto colocado em 2013 e 2014.

Marcelo Melo inicia temporada 2020 no ATP 250 de Adelaide, preparatório para o Australian Open

Uma pré-temporada em Saddlebrook, em Tampa, na Flórida (EUA), neste mês de dezembro, já de olho em 2020, foi a etapa inicial da programação do mineiro Marcelo Melo visando os torneios do próximo ano, ao lado do parceiro polonês Lukasz Kubot. As disputas começam em janeiro, na Austrália: de 12 a 18, estarão no ATP 250 de Adelaide, preparatório para o primeiro Grand Slam da temporada. O Australian Open será realizado na sequência, entre os dias 20 de janeiro e 3 de fevereiro. A viagem de Marcelo para a Austrália está marcada para após as festas de fim de ano.

“Foram dias de muito treino, uma pré-temporada com tudo, visando 2020 e esses torneios na Austrália, com Adelaide e o Grand Slam”, disse Melo.

Marcelo volta a disputar o Australian Open após não jogar na Austrália, no início deste ano, por causa de uma lesão nas costas. Em 2018, Melo e Kubot chegaram até as quartas de final. E vai em busca de um título inédito – já foi campeão nos Grand Slam de Wimbledon e Roland Garros.

A temporada 2019 terminou em novembro, no ATP Finals, em Londres, na Inglaterra. Na sequência, Marcelo teve alguns dias de descanso e, logo depois, a programação de treinos e torneios visando o próximo ano. Em 2020, aliás, já confirmou sua participação no Rio Open, no Rio de Janeiro, de 16 a 23 de fevereiro.

Melo e Kubot fecharam 2019 como a segunda melhor parceria do mundo, com 5.000 pontos – atrás apenas dos colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah (8.500). Já no ranking mundial individual de duplas, ficaram entre os top ten: Marcelo em sétimo, com 4.910 pontos, pela sétima vez consecutiva entre os 10 melhores do ano. Kubot, na sexta colocação, com 5.090. Marcelo encerrou 2018 como nono do mundo, ficou em primeiro em 2017 e 2015, oitavo em 2016 e sexto colocado em 2013 e 2014.

“Terminar como a dupla número 2 do mundo, nós dois top ten, tudo isso traz muita confiança para o ano que vem. Agora é ir com tudo em 2020”, garante Marcelo.