Demoliner e Gonzalez perdem para franceses e ficam com o vice do ATP 250 da Antuérpia

Marcelo Demoliner ficou com o vice-campeonato do ATP 250 da Antuérpia, na Bélgica, torneio que é disputado no piso duro.

Neste domingo, Demoliner e o parceiro, o mexicano Santiago Gonzalez, perderam na final diante dos franceses Edouard Vasselin e Nicolas Mahut por 6/4 e 7/5: “Semana positiva, feliz por estar em mais uma final de ATP e de volta ao circuito”, disse Demoliner, que ficou semanas parado por lesão na perna.

Demoliner, que tem título este ano na grama do ATP de Antalya, na Turquia, segue para a disputa do forte challenger de Brest, na França, que começa nesta segunda-feira, atuando ao lado do britânico Luke Bambridge. A dupla enfrenta o francês Hugo Nuys e o britânico Jonny O´Mara.

Demoliner e mexicano Gonzalez vão à final do ATP 250 da Antuérpia

Marcelo Demoliner está na decisão do ATP 250 da Antuérpia, na Bélgica, torneio que é disputado no piso duro.

Atual 67º do mundo no ranking mundial, Demoliner e o parceiro, o mexicano Santiago Gonzalez, superaram na semifinal os espanhóis Gerard e Marcel Granollers por 2 sets a 0 com parciais de 6/3 6/4 após 59 minutos de duração.

“Jogamos super bem, estamos devolvendo e sacando super bem, energia boa em quadra, aproveitando os momentos importantes, está indo muito a nosso favor, e feliz por estar competindo bem de novo, ganhando sempre melhor, falta uma para completar o bom ritmo dessa semana, feliz em estar de volta”, disse Demoliner que voltou semana passada com título no Challenger de Barcelona, na Espanha, após semanas parado com problemas na perna.

O gaúcho de Caxias do Sul vai decidir o troféu somente no domingo contra a dupla vencedores do jogo entre Divij Sharan (Índia)/Artem Sitak (Nova Zelândia) e Edouard Vasselin/Nicolas Mahut (França).

Soares e Melo passam pela estreia nas duplas do US Open, que tem 3 brasileiros na 2ª rodada

O tenista brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray estrearam com vitória na disputa do US Open, o último Grand Slam da temporada. Eles derrotaram a dupla do argentino Guido Pella e do espanhol Albert Ramos Vinolas, por 6/2 6/3.

“Foi uma estreia muito boa. Jogamos super bem, mantendo o ritmo de Toronto, Washington e Cincinnati, com muita determinação. Estou muito feliz,” disse Bruno que foi campeão com Murray em dois (Washington e Cincinnati) desses três torneios antes de chegar a Nova York, onde contam com grande apoio da torcida do Brasil. “A torcida brasileira como sempre apareceu e fez barulho. É muito bacana o clima aqui. Nesse calor sei que não está fácil acompanhar os jogos direto, mas o público compareceu e é sempre muito bom jogar com a casa cheia.”

Na próxima rodada, Bruno e Murray, que foram campeões do US Open há dois anos, enfrentam na próxima rodada Marcus Daniell, da Nova Zelândia e Wesley Koolhof.

Marcelo Melo e Lukasz Kubot derrotaram o mexicano Hans Hach Verdugo e o sueco Andreas Siljestrom por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 7/6 (7-2), em 1h25min. Verdugo e Siljestrom substituíram o canadense Vasek Pospisil e o espanhol Fernando Verdasco, que desistiram da chave. Os próximos adversários de Melo e Kubot – cabeças de chave número 7 – no Grand Slam serão o indiano Divij Sharan e o neozelandês Artem Sitak, em jogo com dia e horário a serem definidos.

Vale lembrar que o Brasil terá três representantes na segunda rodada da chave de duplas, já que Marcelo Demoliner, que joga ao lado do mexicano Santiago Gonzalez, jogará contra os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah.

Demoliner vence na estreia do US Open. Bruno Soares e Marcelo Melo jogam na 5ª feira

Teve vitória brasileira no 3º dia do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova York, nos Estados Unidos.

Nesta quarta-feira, o primeiro duplista a entrar em quadra no torneio foi Marcelo Demoliner, que joga ao lado do mexicano Santiago Gonzalez. Os dois bateram na primeira rodada os franceses Hugo Nys e Benoit Paire, em sets diretos, com parciais de 7/5 e 7/6(2).

A quinta-feira será a vez da estreia dos outros dois brasileiros na chave. Bruno Soares joga no seu Grand Slam de mais sucesso, onde tem 3 títulos – um de duplas, com o atual parceiro Jamie Murray e dois de duplas mistas. Ele e Murray enfrentam a parceria do argentino Guido Pella e do espanhol Albert Ramos Vinolas.

Cabeças de chave 4 e campeões de dois dos torneios que disputaram antes de chegarem a Nova York – Washington e Cincinnati – Bruno e Murray começam a disputa com a expectativa alta. “Cada vez que entramos para jogar um Grand Slam a expectativa é sempre boa. A gente joga para poder disputar esses maiores torneios e brigar pelos títulos. Dessa vez estamos com a confiança muito em alta depois de ganhar Washington e Cincinnati e em especial para mim, o US Open é marcante e sempre me trouxe muitas alegrias. Estamos em uma semana de muito calor, não tem nada fácil, mas descansamos, treinamos bem esses dias e estamos prontos para começar,” disse o brasileiro, que foi campeão de duplas com Murray há dois anos em Nova York.

Nas duplas mistas, em que foi campeão com Ekaterina Makarova (2012) e com Sania Mirza, (2014), Soares jogará pela primeira vez com a ucraniana Elina Svitolina. “Decidimos jogar em cima da hora  – a Makarova vai se preservar – e estamos empolgados. Vai ser a nossa primeira vez juntos. “ O primeiro confronto é contra os checos Roman Jevaby e Lucie Hradecka.

Marcelo Melo e Lukasz Kubot, dupla cabeça de chave número 7, enfrenta pela primeira rodada do US Open, em Nova Iorque (EUA), o canadense Vasek Pospisil e o espanhol Fernando Verdasco.

Após jogarem quatro torneios preparatórios (Washington, Toronto, Cincinnati e Winston-Salem), na sequência em quadra rápida para o US Open, Melo e Kubot chegaram a Nova Iorque focados em um bom resultado no Grand Slam.

“Estou aqui desde o final da semana passada, treinando para esta estreia, com muito foco e determinação em busca de um bom resultado”, disse Melo.

 

Melo, que defendia o título, e Demoliner perdem na 2ª rodada de Wimbledon

Além da estreia vitoriosa de Bruno Soares, ao lado de Jamie Murray, o dia brasileiro não foi muito bom em Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Atuais campeões e em busca da defesa do título, Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot fizeram jogo equilibrado, mas foram superados na segunda rodada pelo israelense Johanthan Erlich e o polonês Marcin Matkowski, com parciais de 6/7(5) 6/4 7/6(4) e 7/6(8).

Outro brasileiro derrotado em um jogo duro foi Marcelo Demoliner, que joga ao lado do mexicano Santiago Gonzalez. Os dois fizeram um longo e duro jogo de cinco sets contra o britânico Dominic Inglot e o croata Franco Skugor, que venceram por 6/3 4/6 7/6(5) 2/6 e 6/2.

Melo começa bem a luta pelo bi em Wimbledon. Demoliner também vence. Soares joga na sexta

O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot estrearam com vitória em Wimbledon, dando o primeiro passo na defesa do título do tradicional torneio em Londres, na Inglaterra. Os atuais campeões derrotaram, pela primeira rodada do Grand Slam, os britânicos Luke Bambridge e Jonny O’Mara por 3 sets a 0, parciais de 6/4, 6/3 e 7/5, em 1h36min. A partida foi interrompido na quarta-feira (4) por causa da chuva, no terceiro set, após 1h22min de disputa, e reiniciada nesta quinta-feira (5), quando Melo e Kubot garantiram a vitória em 14 minutos.

Assim, a estreia foi em dois dias. Na quarta-feira, no primeiro set, Melo e Kubot quebraram no quarto game e chegaram a abrir 4/1. Os adversários devolveram o break no sétimo game, empatando na sequência em 4/4. Mas, com nova quebra, fecharam em 6/4. Na segunda série, o break veio no sexto game – 4/2 -, com vitória em 6/3 para abrir 2 a 0 na partida. Aí o jogo parou no oitavo game do terceiro set, em 40/40, quando Melo e Kubot tinham o saque e Bambridge e O’Mara venciam por 4/3. Nesta quinta-feira, eles voltaram à quadra e fecharam o terceiro set. Para vencer, conseguiram um break no décimo primeiro game, marcando 6/5, e confirmaram, na sequência, para fazer 7/5.

“Jogamos muito bem ontem (quarta). Voltamos muito bem hoje também. Por mais que estivesse 40 iguais, era um momento de nervosismo, sabendo que um break ali poderia já custar o set. Conseguimos manter a calma e jogar bem os pontos importantes. E quebrar, para terminar o set, o que foi também bom para nós, já que devemos voltar a jogar amanhã (sexta), não é certeza ainda. Foi bom passar por esse teste, de ter parado o jogo, de ter voltado. Jogamos bem os dois dias e estamos muito felizes com a estreia”, disse Melo.

Melo e Kubot jogam como cabeças de chave número 2 e, pela segunda rodada, vão enfrentar o israelense Jonathan Erlich e o polonês Marcin Mattkowski, que venceram os franceses Jonathan Eysseric/Hugo Nys por 3 a 0 – 7/6(7-5), 7/6 (7-4) e 7/6 (10-8), em dia e horário a serem confirmados. “Temos um jogo muito duro agora pela frente, contra o Mattkowski e o Erlich, dois duplistas que jogam bem. Então temos de entrar bem preparados de novo, para ter chance de passar para a terceira rodada”, completa.

Quem também estreou com uma vitória tranquila foi Marcelo Demoliner, que vem embalado pelo seu primeiro título de ATP, na cidade de Antalya, na Turquia.

Jogando novamente ao lado do mexicano Santiago Gonzalez, ele passou pela parceria formada pelo romeno Marius Copil e o grego Stefanos Tsitsipas, com parciais de 6/4 6/4 e 6/2.

Na segunda rodada, seus adversários serão o britânico Dominic Inglot e o croata Franco Skugor, cabeças de chave nº 15.

A sexta-feira vai marcar a estreia do Bruno Soares, que forma sua parceria com o britânico Jamie Murray, sendo cabeças de chave nº 5. Os dois encaram o italiano Paolo Lorenzi e o espanhol Albert Ramos.

Foto: AELTC/Adam Warner

Melo, que defende o título, Soares e Demoliner conhecem primeiros adversários em Wimbledon

Três brasileiros estão garantidos na chave de duplas de Wimbledon, na Inglaterra, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama.

Cabeças de chave nº 2 e atuais campeões, Marcelo Melo e Lukasz Kubot não devem ter vida fácil diante dos britânicos Luke Bambridge e Johnny O’Mara.

Ao passo que o mineiro e o polonês conquistaram o ATP 500 de Halle, há alguns dias, os donos da casa ficaram com o título do ATP 250 de Eastbourne, nesta sexta-feira.

Bruno Soares e o britânico Jamie Murray, que ficam com o vice na grama de Quenn’s, recentemente, devem ter uma estreia mais tranquila contra o italiano Paolo Lorenzi e o espanhol Albert Ramos.

Enquanto isso, Marcelo Demoliner, que acabou de entrar pro grupo dos campeões de ATP, com o triunfo em Antalya, repete a parceria com o mexicano Santiago Gonzalez em Londres, jogando a primeira rodada contra o romeno Marius Copil e o grego Stafanos Tsitsipas.

Demoliner conquista em Antalya seu 1º título de ATP e segue confiante para Wimbledon

Marcelo Demoliner, enfim, conquistou seu primeiro título de ATP na carreira, ao ser campeão do ATP 250 de Antalya, na Turquia, que é disputado na grama.

Nesta sexta-feira, o brasileiro e o mexicano Santiago Gonzalez fizeram um jogo equilibrado contra os holandeses Sander Arends e Matwe Middelkoop, vencendo com parciais de 7/5 6/7(6) e 10/8.

Com isso, Demoliner conquistou seu primeiro título em um torneio deste porte depois de seis finais, com 6 vice-campeonatos.

Agora, o brasileiro dará atenção ao terceiro Grand Slam da temporada, Wimbledon, no qual jogará novamente com Gonzalez, enfrentando na primeira rodada o romeno Marius Copil e o grego Stafanos Tsitsipas.

Soares e Melo são eliminados de Roland Garros. Demoliner segue nas duplas mistas

Os dois duplistas brasileiros que seguiam na chave foram eliminados, neste sábado, em Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada, disputado no saibro.

Primeiro, Bruno Soares e o britânico Jaime Murray fizeram um jogo muito equilibrado, mas perderam em três parciais para o argentino Maximo Gonzalez e o chileno Nicolas Jarry, com parciais de 6/4 5/7 e 6/4, em partida válida pela segunda rodada.

“Foi mais um jogo que deixamos escapar. A gente teve mais chances e jogou melhor. No terceiro set a gente estava em um momento muito bom e acabaram escapando alguns break points. O jogo de hoje resume mais uma vez a nossa temporade saibro: frustrante,” analisou Bruno. “Agora é esfriar a cabeça, encerrar o ciclo do saibro e voltar com tudo para a grama, com outro estilo, outra gira e vir de cabeça fresca e preparado.”

Depois, Marcelo Melo e Lukasz Kubot entraram em quadra já pelas oitavas, mas não tiveram muitas chances diante do indiano Rohan Bopanna e o francês Edouard Roger-Vasselin, que triunfaram por 6/4 e 7/6(1).

O Brasil segue no torneio nas duplas mistas, com Marcelo Demoliner, que forma parceria com a espanhola Maria José Martina Sanchez.

Na primeira rodada, eles passaram pelo britânico Jamie Murray e a tcheca Katerina Siniakova, com parciais de 6/2 4/6 e 10/5. Nas oitavas, ainda em data indefinida, eles terão pela frente os britânicos Dominic Inglot e Johanna Konta.

Marcelo Melo e Marcelo Demoliner estreiam com vitória nas duplas em Roland Garros

Marcelo Melo e Lukasz Kubot estrearam com vitória nesta quarta-feira em Roland Garros, segundo Grand Slam do ano, que está sendo disputado em Paris, na França. Cabeças de chave número 1 na capital francesa, Melo e Kubot confirmaram o favoritismo e derrotaram o italiano Marco Cecchinato e o húngaro Marton Fucsovics, por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 7/5, em1h24min, em partida válida pela primeira rodada.

Agora enfrentam os vencedores do jogo entre os espanhóis Roberto Carballes Baena/Guillermo Garcia-Lopez e os italianos Simone Bolelli/Fabio Fognini.

“Eu estou muito feliz com a vitória. Acho que jogamos muito bem, por ser uma primeira rodada de Grand Slam. Normalmente a estreia é um pouco mais nervosa, mas como eu tinha falado antes, viemos treinando e jogando muito bem, o que foi importante para conseguirmos o resultado de hoje. Foi muito duro, tivemos de sair de algumas situações complicadas, mas aproveitamos as chances de estar na frente do jogo” disse Melo.

“Foi muito bom começar desse jeito. Agora é aprimorar algumas pequenas coisas que não deram certo e poderíamos ter feito melhor para a próxima rodada, que com certeza vai ser mais um jogo difícil, mas estamos bem preparados e felizes com essa estreia”, completou.

Outro brasileiro que estreou com vitória na chave de duplas foi Marcelo Demoliner, que forma parceria com o mexicano Santigo Gonzalez.

Os dois tiveram que jogar três tiebreaks e eliminaram o tcheco Romain Jebavy e o bielorusso Andrei Vasilevski, com parciais de 7/6(5) 6/7(8) e 7/6(2). Agora, na segunda rodada, eles terão pela frente os espanhóis Marc e Feliciano Lopez.