Berlocq vence Monteiro e faz a final do Challenger do RJ contra espanhol Munar

Um duelo inédito, um confronto de gerações e 100% internacional. Essa será a final do Torneio Internacional Challenger de Tênis – Rio Tennis Classic, neste domingo, entre o experiente argentino Carlos Berlocq e o jovem espanhol Jaume Munar, a partir das 14h, na quadra central do Rio de Janeiro Country Club, em Ipanema. A entrada do público é gratuita e a decisão será transmitida ao vivo pela TV Brasil.

O jovem espanhol de 20 anos, que treina na Rafa Nadal Academy, foi o primeiro a se classificar para a decisão do último challenger da temporada. Nas semifinais, neste sábado, ele venceu o argentino Pedro Cachin, por 6/4 6/2. Munar busca seu segundo título do ATP Challenger Tour da temporada – foi campão do challenger da Segovia.

Na outra semifinal, o argentino Carlos Berlocq, cabeça de chave 4, ex-top 40 e atual 125o. do mundo, derrotou o cearense Thiago Monteiro, por 6/2 7/6(5), e faz sua primeira final da temporada.

“Foi a minha melhor partida da semana”, comemorou Berlocq, de 34 anos. “Sabia que seria um jogo duro, que teria que subir meu nível de jogo contra o Thiago e acabou saindo tudo como eu esperava. Surpreendi ele com a minha agressividade desde o início. Depois o segundo set foi mais equilibrado, estava para qualquer um dos dois, mas acho que hoje eu estava com um pouco mais de energia e concentrado, ele cometeu um pouco mais de erros”, explicou o argentino.

O brasileiro, que tinha a torcida a seu favor, lamentou a derrota: “O Berlocq se adaptou melhor às condições e começou melhor na partida. O segundo set foi mais equilibrado, mas ele teve seus méritos no tiebreak e mereceu ganhar. Infelizmente se tivesse sido mais contundente desde o início, a história teria sido diferente. Mesmo assim foi uma boa semana, tive três boas vitórias. Agora e descansar um pouco e focar na pré-temporada”.

Brasileiro é campeão de duplas

A dupla formada pelo argentino Maximo Gonzalez e o gaúcho Fabricio Neis conquistou o título de duplas do Torneio Internacional Challenger de Tênis – Ano 2 – Rio Tennis Classic. Na final, na tarde deste sábado, a parceria do brasileiro, cabeça de chave 3, surpreendeu e venceu, de virada, o salvadorenho Marcelo Arevalo e o mexicano Miguel Angel Reys-Varela, cabeças 2, por 5/7 6/4 10-4.

“O dia começou longo com dois jogos, semifinal e final. Tivemos uma boa vitória na semifinal contra o Fabiano (de Paula) e o (Marcelo) Demoliner e fomos com gás para a final. Foi o nosso terceiro título esse ano em cinco finais e estou muito feliz em fechar o ano com chave de ouro aqui no Rio”, afirmou Neis.

Serviço

Torneio Internacional Challenger de Tênis – Ano 2 – Rio Tennis Classic

Chave principal – 20 a 26 de novembro

Rio de Janeiro Country Club

Av. Vieira Souto, 650 – Ipanema

Entrada gratuita

Monteiro bate Rogerinho e vai à semi do Challenger do Rio de Janeiro. Clezar perde

O cearense Thiago Monteiro é o Brasil na semifinais do Torneio Internacional Challenger de Tênis – Rio Tennis Classic, que está sendo disputado no Rio de Janeiro Country Club, em Ipanema.

Em busca de uma vaga na final do torneio, que encerra o calendário 2017 da ATP, Monteiro enfrenta o argentino Carlos Berlocq, cabeça de chave 4 e 125o. do mundo, neste sábado, por volta das 14h30.

Abrindo a programação do dia, às 13h, na outra semifinal, o espanhol Jaume Munar, cabeça 8, enfrenta o argentino Pedro Cachin, a partir das 13h. As semifinais de simples e a final de duplas terão transmissão ao vivo pela TV Brasil e a entrada do público é gratuita.

Esse será o quinto confronto entre Monteiro e Berlocq, sendo que o retrospecto está empatado em 2 a 2. Confiante, o brasileiro quer aproveitar a oportunidade de jogar em casa e se garantir na final, mas sabe das dificuldades: “O Berlocq, como bom argentino, é catimbeiro, luta até o final. Sempre fizemos jogos duros, que foram para o terceiro set. Tenho que entrar em quadra com a mentalidade que vai ser um jogo longo, corrido, com bastante rallies e também definindo os ataques”.

Na disputa das quartas de final, nesta sexta-feira, Munar passou pelo argentino Andrea Collarini, por 6/2 6/3, enquanto Cachin derrotou o dominicano Jose Hernandez-Fernandez, por 7/5 6/1. O gaúcho Guilherme Clezar foi superado pelo argentino Carlos Berlocq, por 7/5 6/1.

No duelo nacional entre Monteiro e Rogério Dutra Silva, tenista número 1 do Brasil e principal favorito ao título, o cearense surpreendeu o paulista em dois sets diretos, por 7/6(4) 7/5, após 1h53min de partida, acompanhada por bom público no Country Club e pela tenista número 1 do Brasil, Beatriz Haddad Maia, namorada de Monteiro.

“Feliz por ter ganho de um jogador como o Rogerinho. É sempre um jogo complicado contra ele, já tinha perdido as últimas três partidas contra ele, então era um jogo que eu queria ganhar bastante. Foi um jogo duro, ele sacou para o set nos dois sets, eu consegui me manter tranquilo e voltar para o jogo as duas vezes, independente da desvantagem no placar”, observou Monteiro.

A chave de duplas será concluída neste sábado com a disputa das semifinais, a partir das 12h, e da final, às 17h.

Resultados desta sexta-feira:

[8] Jaume Munar (ESP) d. Andrea Collarini (ARG) – 6/2 6/3

Pedro Cachin (ARG) d. Jose Hernandez-Fernandez (DOM) – 6/2 6/0

[4] Carlos Berlocq (ARG) d. Guilherme Clezar (BRA) – 7/5 6/1

[5] Thiago Monteiro (BRA) d. [1] [WC] Rogério Dutra Silva (BRA) – 7/6(4) 7/5

[4] R. Arneodo (MON) / F. Romboli (BRA) d. F. Agamenone (ARG) / F. Arguello (ARG) – 6/2 6/4

[2] M. Arevalo (ESA) / M. Reyes-Varela (MEX) d. [WC] G. Klier (BRA) / C. Oliveira (BRA) – 6/3 6/2

Programação deste sábado:

Quadra central

13h

Pedro Cachin (ARG) vs [8] Jaume Munar (ESP)

[1] [WC] R. Dutra Silva (BRA) or [5] T. Monteiro (BRA) vs [4] Carlos Berlocq (ARG)

Não antes das 17h

[1] F. De Paula (BRA) / M. Demoliner (BRA) or vs [4] R. Arneodo (MON) / F. Romboli (BRA) or [2] M. Arevalo (ESA) / M. Reyes-Varela (MEX)

Quadra 1

12h

[4] R. Arneodo (MON) / F. Romboli (BRA) vs [2] M. Arevalo (ESA) / M. Reyes-Varela (MEX)

[1] F. De Paula (BRA) / M. Demoliner (BRA) vs [3] M. Gonzalez (ARG) / F. Neis (BRA) or G. Clezar (BRA) / G. Oliveira (POR)

Foto: Marcello Zambrana

Monteiro e Rogerinho se enfrentam nas 4ªs do Challenger do Rio. Clezar enfrenta Berlocq

Três brasileiros estão nas quartas de final do Challenger do Rio de Janeiro, que é disputado no saibro do Rio de Janeiro Country Club, em Ipanema.

Nesta quinta-feira, Thiago Monteiro precisou ganhar duas partidas pra garantir sua vaga. A primeira, sobre o experiente André Ghem, por 6/2 e 6/1. Depois, bateu o espanhol Roberto Carballes Baena, com parciais de 7/6(4) e 6/3.

Nesta sexta, seu adversário será o Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, que em dois jogos perdeu apenas dois games. Primeiro, anotou 6/2 e 6/0 sobre o austríaco Michael Linzer. Em seguida, venceu o 1º set contra Fabricio Neis por 6/0 e viu o adversário abandonar.

Guilherme Clezar já havia passado pela primeira rodada e nesta quinta superou o sueco Christian Lindell por 6/3 e 6/0, marcando encontro com o experiente argentino Carlos Berlocq nesta sexta.

O jovem brasileiro Thiago Wild chegou às oitavas, fez jogo contra o dominicano Jose Hernandez-Fernandez, mas sentiu uma lesão e desistiu quando perdia o 3º set por 3/0.

Clezar vira sobre português e Sakamoto bate experiente Gonzalez no Challenger do Rio

Dois brasileiros conseguiram boas vitórias, nesta terça-feira, na primeira rodada do Challenger do Rio de Janeiro, que é disputado no saibro do Rio de Janeiro Country Club.

O primeiro representante nacional a garantir vaga nas oitavas de final foi Pedro Sakamoto, que obteve uma boa vitória sobre o experiente argentino Maximo Gonzalez, em sets diretos, com um duplo 6/3.

Nas oitavas, Sakamoto terá pela frente mais um argentino e bem experiente, Carlos Berlocq, que vem de vitória sobre o colombiano Daniel Galan Riveros por duplo 6/4.

Os dois já se enfrentaram uma vez, no Challenger de Campinas, no ano passado, com vitória de Berlocq.

O outro brasileiro vencedor do dia foi Guilherme Clezar, que virou sobre o português Gonçalo Oliveira, triunfando por 3/6 6/3 e 6/3.

Seu próximo adversário será o sueco Christian Lindell, que passou pelo espanhol por Javier Marti. Clezar e Lindell já se enfrentaram cinco vezes, com quatro vitórias do brasileiro.

Foto: Marcello Zambrana

Challenger do Rio começa nesta 2ª, com Clezar, Fabiano de Paula e Demoliner em quadra

O gaúcho Guilherme Clezar abre a participação dos brasileiros na chave principal do Torneio Internacional Challenger de Tênis – Ano 2 – Rio Tennis Classic. Tenista número 4 do Brasil e 222o. do mundo, Clezar faz sua estreia, nesta segunda-feira, por volta das 15h, diante do português Gonçalo Oliveira, 211o. do mundo e cabeça de chave 7. O confronto é inédito.

“A expectativa é boa para essa estreia aqui. O Rio é uma cidade que gosto muito de jogar, sempre tive bons resultados aqui, fiz uma final em 2016 e estou motivado a terminar a temporada da melhor forma possível”, afirmou Clezar.

Destaque também para a estreia de Fabiano de Paula e Marcelo Demoliner na chave de duplas. Cabeças de chave 1, eles enfrentam André Ghem e Eduardo Russi Assumpção, convidados da organização, não antes das 18h. Demoliner é o atual 35o. do mundo em duplas e foi vice-campeão do ATP 500 de Viena, ao lado do norte-americano Sam Querrey, no final de outubro.

Neste domingo foi definido o qualifying, que classificou mais dois brasileiros para a chave principal, os gaúchos Fabricio Neis e André Ghem, além do espanhol Roberto Carballes Baena e do monegasco Romain Arneodo.

Resultados finais do quali:

[8] Fabricio Neis (BRA) d. [2] Peter. Nagy (HUN) – 3/6 7/6(4) 7/6(3)

[3] André Ghem (BRA) d. [WC] Fabiano de Paula (BRA) – 6/2 6/2

[1] Roberto Carballes Baena (ESP) d. [6] Camilo Ugo Carabelli (ARG) – 6/1 2/1 – ret

[7] Romain Arneodo (MON) d. [4] Fernando Romboli (BRA) – 6/0 3/2 – ret

Programação desta segunda-feira:

Quadra central

12h

[8] Jaume Munar (ESP) vs Federico Coria (ARG)

Juan Ignacio Londero (ARG) vs Hernan Casanova (ARG)

Guilherme Clezar (BRA) vs [7] Gonçalo Oliveira (POR)

Não antes das 18h

[1] F. De Paula (BRA) / M. Demoliner (BRA) vs [WC] A. Ghem (BRA) / E. Russi Assumpcao (BRA)

Não antes das 19h30

Juan Marti (ESP) vs Christian Lindell (SWE)

Quadra 1

15h

Hernandez-Fernandez (DOM) / J. Souza (BRA) vs P. Cachin (ARG) / J. Sorgi (BRA)

[WC] P. Sakamoto (BRA) / T. Seyboth Wild (BRA) vs [4] R. Arneodo (MON) / F. Romboli (BRA)

Serviço

Torneio Internacional Challenger de Tênis – Ano 2 – Rio Tennis Classic

Chave principal – 20 a 26 de novembro

Rio de Janeiro Country Club

Av. Vieira Souto, 650 – Ipanema

Entrada gratuita

Começa neste sábado o qualifying do Challenger do Rio de Janeiro

Seis jogos abrem, neste sábado, a disputa do qualifying do Torneio Internacional Challenger de Tênis – Ano 2 – Rio Tennis Classic, que classificará os últimos quatro tenistas para a chave principal do torneio, que distribui uma premiação de US$ 50 mil e pontos importantes para o ranking da ATP.

A rodada deste sábado tem início às 11h, no Rio de Janeiro Country Club, em Ipanema. Confira a programação:

Quadra 1

11h

[WC] J. Velloso (BRA) vs [6] C. Ugo Carabelli (ARG)

[4] F. Romboli (BRA) vs [WC] O. Junior (BRA)

[WC] G. Klier (BRA) vs [5] F. De Paula (BRA)

Quadra 3

11h

[WC] F. Muzzi (BRA) vs [7] R. Arneodo (MON)

[3] A. Ghem (BRA) vs [WC] C. Kligerman (BRA)

[WC] G. Hime (BRA) vs [8] F. Neis (BRA)

Serviço

Torneio Internacional Challenger de Tênis – Ano 2 – Rio Tennis Classic

Qualifying – 18 a 20 de novembro

Chave principal – 20 a 26 de novembro

Rio de Janeiro Country Club

Av. Vieira Souto, 650 – Ipanema

Thiago Wild recebe 1o. convite para o Challenger de Rio de Janeiro

Campeão de simples e duplas do Future de Antalya, na Turquia, no domingo, seus primeiros títulos profissionais da carreira, o paranaense Thiago Wild recebeu mais uma boa notícia nesta segunda-feira. A jovem promessa do tênis brasileiro ganhou o primeiro wild card (convite) para a chave principal do Torneio Internacional Challenger de Tênis – Ano 2 – Rio Tennis Classic, que será disputado de 20 a 26 deste mês, no Rio de Janeiro Country Club, em Ipanema.

Aos 17 anos, Wild, que faz parte da equipe Tennis Route do Rio de Janeiro, dá nessa temporada os primeiros passos rumo à profissionalização. E nessa fase de transição tem obtidos bons resultados. No juvenil fez quartas de final em Roland Garros e foi campeão em Santa Croce (Itália). Este ano conquistou seu primeiro ponto na ATP. Antes do título deste domingo, ele havia sido finalista, há duas semanas, em outro future na Turquia.

Wild disputa pela primeira vez a chave principal de um challenger, com premiação de US$ 50 mil + hospedagem. “É mais uma semana que vou jogar, como estou no início de minha carreira profissional, jogar um challenger que dá alta pontuação é bem importante para o ranking que tenho, qualquer ponto a mais faz diferença, é muito bom ver que as pessoas acreditam em mim, no meu potencial, com esse convite, com mensagens nas redes sociais e isso me motiva cada vez mais a trabalhar tudo. Estou muito feliz”, afirmou ele, que no ranking divulgado nesta segunda-feira aparece na 809a. posição, mas ainda não foram computados os pontos obtidos com o título na Turquia.

Wild se junta a Thomaz Bellucci, Thiago Monteiro, Guilherme Clezar, João Souza e João Pedro Sorgi, todos inscritos na chave principal do torneio. Além dos brasileiros, tenistas da Argentina, El Salvador, Hungria, Portugal, Colômbia, Chile, Áustria. Espanha, Eslovênia e Rússia vão brigar pelo título.

Bagnis vence Clezar na final do Challenger do Rio de Janeiro. Ghem vence nas duplas com português Elias

Bagnis - Challenger do Rio de Janeiro peqDepois de encarar rodada tripla no sábado, Facundo Bagnis provou estar fisicamente no auge ao conquistar a primeira edição do ATP Challenger Vivo Tennis Cup. O argentino mostrou garra e talento para superar o cansaço, forte calor do Rio de Janeiro e Guilherme Clezar, em grande semana, na vitória por 6/4 4/6 6/2. O troféu de campeão premia Bagnis com US$ 7.200,00 e 80 pontos no ranking, que a partir desta segunda-feira lhe posicionará novamente no seleto grupo dos 100 melhores tenistas do mundo.

“Aguentei bem fisicamente até o último momento. O Guilherme estava em uma semana incrível, fico muito contente por este título que me coloca de volta ao top 100. Espero que desta vez eu permaneça por mais tempo entre os melhores e siga cada vez melhor”, afirma Bagnis, que já foi 90o do mundo em 2015. O tenista de Rosário chegou ao Rio de Janeiro após uma maratona de jogos em Buenos Aires, onde foi o grande destaque ao erguer como campeão os troféus de simples e duplas. No Rio, o canhoto parou apenas nas semifinais de duplas, jogando com Maximo Gonzalez.

IS TV – ENTREVISTA COM FACUNDO BAGNIS: https://youtu.be/PbsFYTkJyaM

Após a partida, Clezar agradeceu a grande torcida que compareceu ao Clube Marapendi para a decisão. “Vocês me deram forças para eu conseguir ir para o terceiro set, joguei por vocês”, disse, valorizando o belo desempenho no Rio. “Não joguei muito bem o terceiro set, senti um pouco o desgaste dos jogos e não estava com a energia muito alta. Mas tenho que reconhecer que foi uma grande semana e é sempre gratificante jogar no Brasil”, finalizou o brasileiro, que se aproxima do seu melhor ranking (153o) ao escalar para a 169a posição na ATP.

EM QUADRA
No primeiro set, Bagnis começou de forma agressiva, quebrando Clezar logo no primeiro game do jogo e não cedendo quebras de saque para o brasileiro. O cenário mudou de lado na segunda parcial, quando Clezar passou a dominar as trocas de bola e buscar winners, levando a disputa para o terceiro set após dupla falta de Bagnis que manteve-se fisicamente melhor nos momentos decisivos, vencendo em sequência os quatro últimos games da decisão

CAMPANHA DE BAGNIS – VIVO TENNIS CUP
1ª rodada: d. Marcelo Arevalo (ESA) 6/4 6/1
Oitavas-de-final: d. Christian Lindell (SUE) 6/3 3/6 6/1
Quartas-de-final: d. Gastão Elias (POR) 6/2 5/7 7/5
Semifinal: d. Thiago Monteiro (BRA) 6/3 3/6 6/3
Final d. Guilherme Clezar (BRA) 6/4 4/6 6/2

Nas duplas, o ATP Challenger Vivo Tennis Cup chegou ao fim com a vitória da parceria formada pelo brasileiro André Ghem e o português Gastão Elias. A parceria derrotou na final os cabeças 4 da chave, Jonathan Eysseric, da França, e o mexicano Miguel Reyes-Varela com parciais de 6/4 7/6 (2)

“O título veio em boa hora, venho jogando bem nessas últimas semanas, mas não estava ganhando. Então essa conquista me traz motivação para o resto da temporada”, disse o gaúcho que se nas próximas semanas se prepara para disputar os ATPs Rio Open e Brasil Open.

DESAFIO DE CAMPEÕES VIVO
Dois grandes nomes do tênis brasileiro Ricardo Mello, ex-top 50, e Thiago Alves se enfrentaram antes da decisão do ATP Challenger Vivo Tennis Cup, no desafio dos campeões, uma oportunidade para o público rever tenistas que foram destaques do tênis mundial. Quem chegou mais cedo neste domingo no Clube Marapedi acompanhou uma grande partida, que foi vencida pelo ex-top 100, Thiago Alves, por 5/7 6/1 10-5.

Clezar elimina ex-top 50 e decide título com argentino no Challenger do Rio de Janeiro

Clezar - Challenger do Rio de Janeiro peqPelo quinto ano consecutivo, Guilherme Clezar está em uma decisão ATP Challenger Tour. Com 23 anos, o tenista número 4 do País vai em busca neste domingo do seu terceiro título no circuito em duelo com o argentino Facundo Bagnis, 109o do ranking. A decisão do ATP Challenger Vivo Tennis Cup acontece neste domingo, às 11h30, e terá entrada gratuita no Clube Marapendi, na Barra da Tijuca. O público também poderá acompanhar a grande final com transmissão ao vivo do SporTV 3.

Clezar repetiu na semifinal a mesma performance consistente das três rodadas anteriores. Desta vez o gaúcho bateu o espanhol Ruben Ramirez Hidalgo, 38 anos, que no segundo set sentiu o desgaste de jogar sob forte calor do Rio de Janeiro e em rodada dupla, com duplo 6/3. Ao final da partida, o brasileiro comemorou a grande atuação e explicou sobre sua melhora de atitude em quadra.

“Desde o ano passado, quando perdi um jogo para o Lorenzi (em setembro, na Colômbia), em que joguei com uma energia ruim, percebi que era hora de mudar. Assim que saí da quadra, conversei com meu treinador (Pablo Fuente) e decidi que depois daquela semana eu iria buscar alguma coisa diferente em quadra. Não é uma coisa que se melhora de um dia para o outro, mas estou conseguindo evoluir”, afirma Clezar, 183o colocado na ATP, que joga a decisão sem sequer perder um set ao longo da semana.

Bagnis entra nesta decisão embalado por 15 vitórias consecutivas, entre duplas e simples. Campeão na semana passada em Buenos Aires, o argentino frustrou a torcida que aguardava uma final 100% brasileira, um fato que não ocorre desde 2011 no circuito ATP Challenger. Bagnis venceu Monteiro com 6/3 3/6 6/3. Caso o argentino fique com título no Rio, ele deve entrar para o top 100.

Apesar da derrota na semifinal, o jovem cearense ficou feliz com o desempenho durante o torneio. “Foi uma semana muito boa para mim, quero agradecer a organização pelo convite que recebi aqui no Rio. Eu tenho me preparado bastante, tenho jogado bem neste início de ano. Infelizmente hoje não consegui sair com a vitória para termos uma final brasileira. O Facundo Bagnis foi muito firme e mereceu a vitória. Agora sigo treinando e me preparando para os próximos desafios”, comentou Monteiro.

RETROSPECTO
Esta será a terceira vez que Clezar e Bagnis ficam frente a frente em uma final de ATP Challenger. O brasileiro guarda boas lembranças do título em Campinas/SP, quando o próprio Clezar diz ter jogado o seu melhor nível de tênis. Por outro, em 2015, o argentino empatou a série de finais com título em Santiago, no Chile. No geral, retrospecto é de 5 vitórias para Bagnis em 8 encontros.

DESAFIO DOS CAMPEÕES VIVO
Antes da decisão do ATP Challenger, as 10h, o público poderá assistir ao duelo entre dois grandes nomes do tênis nacional: Ricardo Mello, ex-top 50 do mundo, e Thiago Alves, top 100, jogam na prévia da final de simples. O domingo ainda terá a decisão da chave de duplas, protagonizada pelo brasileiro André Ghem e por seu parceiro português, Gastão Elias. Eles aguardam os vencedores entre Jonathan Eysseric (FRA)/Miguel Reyes-Varela (MEX) e Facundo Bagnis(ARG)/Máximo Gonzalez (ARG).

#VivoTennisCup
Site: www.institutosports.com.br
Redes Sociais: Facebook (/institutosports); Twitter (@institutosports); Instagram (institutosports); Youtube (/institutosports), Periscope (@institutosports)
Jogos na Internet: new.livestream.com/atp
Jogos na TV: SporTV transmite final ao vivo

VIVO TENNIS CUP
ATP Challenger – US$ 50 mil em premiação
Período: de 16 a 24 de janeiro de 2016
Local: Clube Marapendi
Endereço: Avenida das Américas, 3979 – Barra da Tijuca – Rio de Janeiro/RJ
Entrada Gratuita

Foto: João Pires/Fotojump