Carreno Busta bate Anderson pela 1ª vez e encara Zverev na semi em Miami. Del Potro e Isner se enfrentam

Está definido o primeiro semifinalista do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Na tarde desta quinta-feira, o espanhol Pablo Carreno Busta conseguiu uma bela virada sobre  o sul-africano Kevin Anderson, garantindo sua vaga depois de fechar o jogo com parciais de 6/4 7/5 e 7/6(6).

Esse é o melhor resultado do espanhol no torneio, já que até neste ano sua melhor campanha em Miami havia sido a segunda rodada, no ano passado.

Além disso, Carreno Busta conseguiu sua primeira vitória sobre Anderson, exatamente no 6º confronto entre eles.

No outro jogo do dia, em confronto da nova geração, melhor para o alemão Alexander Zverev, que passou pelo croata Borna Coric, em sets diretos, com um duplo 6/4.

Além de Zverev e Carreno Busta, que vão se enfrentar pela primeira vez na carreira, a outra semifinal também será disputada nesta sexta-feira.

Com nove confrontos diretos, o argentino Juan Martin Del Potro e o norte-americano John Isner entram em quadra por vaga na final. Vale lembrar que Del Potro vem muito embalado, com os títulos seguidos do ATP 50 de Acapulco e do Masters 1000 de Indian Wells.

Verdasco elimina Kokkinakis e encara Carreno Busta nas 8ªs em Miami. Kyrgios vence

Estão definidos mais conhecidos alguns classificados para as oitavas de final do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Nesta segunda-feira, o espanhol Pablo Carreno Busta garantiu sua vaga ao bater o norte-americano Steve Johnson por duplo 6/4. Agora, ele terá pela frente o espanhol Fernando Verdasco, que eliminou Thanasi Kokkinakis no tiebreak do terceiro set.

O jovem canadense Denis Shapovalov eliminou outro representante local, ao passar por Sam Querrey, também em três sets, enquanto Nick Kyrgios anotou duplo 6/3 sobre o italiano Fabio Fognini.

No início da noite, o sul-africano impôs seu forte saque diante do russo Karen Khachanov, vencendo de virada por 4/6 6/2 e 6/3.

ATP divulga lista completa do Rio Open 2018 com 3 top 10, além de Monfils e Verdasco

A ATP divulgou nesta quarta-feira a lista completa com os tenistas que disputarão a chave principal do Rio Open apresentado pela Claro, entre os dias 19 e 25 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro. A lista é encabeçada, pela 2a. vez na história do torneio, por três tenista do grupo dos top 10, incluindo o atual campeão Dominic Thiem (5o.); Marin Cilic (6o.) e Pablo Carreño Busta (10º). O francês Gael Monfils, requisitadíssimo pelo público, o espanhol Fernando Verdasco e o britânico Kyle Edmund, confirmaram presença no maior torneio da América do Sul pela primeira vez.  Os finalistas de todas as edições do ATP 500, Alexander Dolgopolov, Fabio Fognini , Guido Pella, além de Carreño Busta, também voltarão ao Rio. Os ingressos para o principal evento de esporte olímpico do país estão à venda em www.tudus.com.br/rioopen.

Novidade no Rio Open, Marin Cilic chegará ao Jockey Club Brasileiro como um dos favoritos ao título. O campeão do US Open 2014 terá Dominic Thiem, campeão do ano passado e Carreño Busta, o vice, como seus principais adversários. Gael Monfils (39º), que vem ao torneio pela primeira vez e no sábado conquistou o 7º título da carreira, no ATP de Doha, será outro grande nome na luta pelo título inédito do Rio Open, ao lado dos experientes Verdasco(40º) e Fognini (27º), um dos favoritos da torcida carioca, e do campeão de 2015, Pablo Cuevas. Sem falar, em Albert Ramos Vinolas (22º), vice-campeão em Monte Carlo no ano passado e em Diego Schwartzmann (26º), um dos tenistas que mais subiu no ranking no ano passado.

A sensação britânica Kyle Edmund, também promete ser um das grandes atrações do Rio Open em 2018. O britânico  que começou a temporada com a semifinal do ATP de Brisbane, joga o maior torneio da América do Sul pela primeira vez na carreira em busca de bons resultados também no saibro. Os argentinos Guido Pella, Leonardo Mayer, Horacio Zeballos e Federico Delbonis; o italiano Paolo Lorenzi; o sérvio Dusan Lajovic; o esloveno Aljaz Bedene; o espanhol Guillermo Garcia Lopez; checo Jiri Vesely; o  alemão Cedrik Marcel Stebe; dominicano Victor Estrella Burgos e o americano austríaco Andreas Haider Maurer, completam a lista.

Com apenas 23 dos 32 jogadores confirmados, a chave ficará completa após a definição dos 4 tenistas do Rio Open qualifying, 4 convidados da organização do evento, sendo um desses reservado pra tenistas da lista A+ da ATP e uma vaga de special exempt. Os brasileiros terão a oportunidade de entrar na chave principal através da fase classificatória ou de convites do Rio Open.

“Para o Rio Open é muito importante continuarmos a trazer tenistas do top 10 e é um compromisso nosso desde a primeira edição. É a segunda vez que conseguimos trazer 3, com um campeão de Grand Slam entre eles e além disso temos uma série de nomes conhecidos do público e que gostam de fazer um espetáculo. É o caso do Monfils, do Verdasco, do Fognini, sem falar no Edmund que é um cara novo e vem para cá pela primeira vez também. Temos umas das listas mais diversas destes cinco anos do Rio Open, com estilos de jogos para todos os gostos,” disse Luiz Carvalho, diretor do Rio Open.

 

Dominc Thiem  (AUT) – 5º

Marin Cilic  (CRO) – 6º

Pablo Carrenõ Busta (ESP) – 10º

Albert Ramos Viñolas (ESP) – 22º

Diego Schwartzmann (ARG) – 26º

Fabio Fognini (ITA) – 27º

Pablo Cuevas (URU) – 33º

Alexander Dolgopolov (URK) – 37º

Gael Monfils (FRA) – 39º

Fernando Verdasco (ESP) – 40º

Paolo Lorenzi (ITA) – 45º

Kyle Edmund (GBR) – 49º

Aljaz Bedene (SLO) – 51º

Leonardo Mayer (ARG) – 52º

Guido Pella (ARG) – 56º

Andreas Haider-Maurer (AUT) – 63º *

Jiri Vesely (CZE) – 64º

Horacio Zeballos (ARG) – 56º

Federico Delbonis (ARG) – 67º

Guillermo Garcia Lopez (ESP) – 70º

Dusan Lajovic (SRB) – 75º

Victor Estrella Burgos (DOM) – 81º

Cedrik-Marcel Stebe (GER) – 83º

Rio Open confirma Carreno Busta como 3º top 10 para a edição 2018 e anuncia venda de ingressos

Nesta terça-feira, 5 de dezembro, a IMM, promotora do Rio Open apresentado pela Claro, maior torneio de tênis da América do Sul, anunciou a presença de um terceiro top 10 na disputa. Pablo Carreño Busta, 10º na ATP, se junta a Marin Cilic, 6o, Dominic Thiem 5º, que volta para defender o seu título no saibro carioca e ao francês Gael Monfils na disputa pelo título do ATP 500, de 19 a 25 de fevereiro, no Jockey Club Brasileiro. No evento de lançamento oficial do Rio Open, que reuniu patrocinadores e atletas como Thiago Monteiro e Marcelo Demoliner, foi também anunciada a venda de ingressos da edição 2018 do torneio. Os valores variam entre R$ 30 e R$ 550, e as entradas poderão ser adquiridas a partir das 10h do dia 15 de dezembro, no site www.tudus.com.br/rioopen. Já nesta terça-feira, 12h, começou a pré-venda.

“É uma grande satisfação contar com 3 jogadores top 10, além do  Monfils, no ano em que comemoramos a 5ª edição do Rio Open. Para 2018 conseguimos inovar e trazer dois tenistas que nunca disputaram torneios ATP no Brasil. Além dos nossos dois últimos finalistas, o Thiem e o Carreño Busta, que fizeram uma grande temporada, os fãs também poderão ver de perto o Cilic, um campeão de Grand Slam, além do Monfils que é um showman”,  declara Luiz Procópio Carvalho, Diretor do Rio Open.

Com três títulos conquistados na carreira, o jovem espanhol Pablo Carreño Busta fez de 2017 o seu melhor ano. Após disputar a final do Rio Open, Busta atingiu resultados inéditos, fazendo semifinal no US Open, além de quartas em Roland Garros. O ótimo desempenho na temporada foi coroado com a participação no ATP Finals, em Londres, e o melhor ranking de sua carreira, terminando o ano como o décimo melhor tenista do mundo.

“Estou muito feliz em jogar no Rio novamente. Alcançar a minha primeira final de ATP 500 no Rio esse ano meu deu confiança para chegar no Top 10 e fazer a melhor temporada da minha carreira. Espero poder voltar ainda mais forte ano que vem e lutar pelo título,” disse Carreño Busta.

Já consolidado no grupo dos melhores tenistas do mundo e atual campeão do Rio Open, Thiem tem duas semifinais de Grand Slam no currículo, ambas em Roland Garros, nos últimos dois anos. O austríaco levantou oito troféus no circuito mundial em 13 finais, marca notável para um tenista com menos de 24 anos, além de ter sido vice-campeão do Masters 1000 de Madri, em maio. Thiem fechou a temporada como número 5 do mundo após disputar o ATP Finals pela segunda vez consecutiva.

A edição de 2018 do Rio Open apresentado pela Claro também terá a estreia de dois grandes jogadores do circuito mundial: o croata Marin Cilic, sexto colocado no ranking mundial e campeão do US Open em 2014, e o francês Gael Monfils, ex-número 6 do mundo.

Cilic venceu 17 torneios no circuito mundial em incríveis 30 finais. Sua campanha no Grand Slam norte-americano há três anos foi incontestável, com direito a vitória diante de Roger Federer na semifinal, por 3 a 0. O croata voltou a uma decisão de Slam neste ano, sendo vice-campeão em Wimbledon. Aos 29 anos, Cilic também tem um título de Masters 1000, conquistado em Cincinnati em 2016, e disputou neste ano seu terceiro ATP Finals, torneio que reúne os oito melhores do ano.

Monfils conquistou seis troféus na carreira, já foi vice-campeão de três Masters 1000 e semifinalista em Roland Garros (2008) e no US Open (2016). Seu melhor momento na temporada foi a decisão no torneio de Eastbourne, na Inglaterra. Com seu estilo de jogo versátil, Monfils, atual número 46 na ATP, tem um bom desempenho em todas as superfícies e adora jogar com o público.

Vale ressaltar que o Rio Open é o primeiro ATP World Tour 500 da história do Brasil e integra o seleto grupo de 13 torneios denominados ATP 500, sendo um dos 22 mais importantes do calendário da ATP . Isso o credencia como o maior evento esportivo anual do Rio de Janeiro e um dos únicos torneios ATP 500 de saibro no mundo.

Venda de ingressos

“O Rio Open apresentado pela Claro terá ingressos à venda a partir do dia 15 de dezembro às 10h pelo site www.tudus.com.br/rioopen. As vendas serão feitas online e não haverá cobrança de taxa de conveniência. O pagamento poderá ser feito com cartões de crédito Visa, Mastercard, Elo e Diners com parcelamento em até 4 vezes sem juros. Nas compras acima de 3 sessões, será oferecido desconto de 10% no valor total.”

 

Carreno Busta e Anderson vencem e se enfrentam na 1ª semi de ambos em um Slam

Pablo Carreno Busta ratificou a boa fase e garantiu vaga na semifinal do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro, em Nova York, nos Estados Unidos.

Na tarde desta terça-feira, o espanhol superou o confronto com o também surpreendente argentino Diego Schwartzman, com parciais de 6/4 6/4 e 6/2, chegando à semifinal de um Slam pela primeira vez na carreira.

Seu adversário foi definido no jogo que encerrou a programação do Arthur Ashe Stadium, que acabou com vitória do sul-africano Kevin Anderson sobre o norte-americano Sam Querrey, com parciais de 7/6(5) 6/7(9) 6/3 e 7/6(7), que também chega à sua primeira semi de um dos quatro maiores torneios da temporada.

Nesta quarta-feira, dois jogos definem os outros dois semifinalistas, que podem confirmar a partida entre Rafael Nadal e Roger Federer. O espanhol joga contra o russo Andrey Rublev, enquanto o suíço terá pela frente o argentino Juan Martin Del Potro.

Foto: USTA/Garrett Ellwood

Feijão perde para espanhol Carreno Busta nas oitavas do Brasil Open

Feijão 2 peqOs principais favoritos ao título do Torneio Aberto do Brasil – ATP 250 – Brasil Open 2017 seguem firmes na competição e estão garantidos nas quartas de final. Cabeça de chave 1, o espanhol Pablo Carreño Busta estreou com vitória sobre o paulista João “Feijão” Souza por 6/4 e 6/2 nesta quinta-feira, no Esporte Clube Pinheiros.

Carreño Busta, atualmente no melhor ranking da carreira, 23º, tentará atingir a terceira semifinal consecutiva no circuito e vem de final no Rio de Janeiro. “Jogar contra o João aqui em São Paulo sempre é complicado. As pessoas torcem muito e, somando isso à altitude, que faz o saque dele andar muito, é complicado. Mas estou jogando bem, com muita confiança. Talvez tenha desconcentrado um pouco entre o 5/2 e 5/4 no primeiro set, mas no geral fiz um bom jogo”, afirmou o espanhol de 25 anos.

Feijão também destacou a boa forma de Carreño Busta após o jogo: “Minhas bolas saíram um pouquinho e ele está confiante, vem de final, fez cinco jogos semana passada, melhor ranking da carreira. É aquele jogo que nem tem muito o que falar, é dar parabéns e todos os méritos para ele. Não errou nada, sacou super bem, me deu poucos pontos de graça. O cara não é 23 do mundo à toa”.

Carreño Busta joga não antes das 18h30 de sexta-feira contra o italiano Fabio Fognini, que superou o compatriota Alessandro Giannessi em dois tiebreaks, 7/6(1) e 7/6(3). “Aqui a bola anda muito. É difícil quebrar o saque do adversário. Tive uma chance no primeiro set, saquei em 5/4, mas não confirmei. Estou lutando com o que tenho. Não estou em minha forma perfeita, mas dei um passinho a mais”, comentou o jogador de 29 anos, que venceu pela primeira vez duas seguidas no ano. “O Brasil me dá sorte”, brincou.

Campeão das duas últimas edições do Brasil Open, o uruguaio Pablo Cuevas teve uma estreia tranquila diante do argentino Facundo Bagnis, duplo 6/2. “Eu me senti bem na quadra, devolvi bem. Aqui o saque vem muito rápido e quebrar o adversário quatro vezes é bastante. Fiquei contente com isso”, avaliou o 33º do ranking. Cuevas encara nas quartas de final, por volta das 20h de sexta-feira, o vencedor do confronto entre o argentino Diego Schwartzman e o austríaco Gerald Melzer.

A rodada de sexta-feira também terá outros dois jogos valendo vagas nas semifinais: o argentino Federico Delbonis duela com o português João Sousa às 12h30 e, a seguir, o espanhol Albert Ramos-Viñolas busca a vitória contra o argentino Guido Pella.

Dominic Thiem vence Carreno Busta e é campeão do Rio Open 2017

Thiem 9 peqDominic Thiem é o grande campeão do Rio Open 2017, quarta edição do ATP 500 disputado nas quadras de saibro do Jockey Club Brasileiro, na capital carioca.

Neste domingo, na final contra o espanhol Pablo Carreno Busta, o austríaco conseguiu uma bela vitória, em sets diretos, com parciais de 7/5 e 6/4, depois de dominar a maior parte do jogo.

Esse foi o oitavo título da carreira do jogador de 23 anos, que conquistou seu primeiro troféu nesta temporada. Em todo o torneio na capital carioca, ele não perdeu um único set, recebendo o troféu das mãos de Gustavo Kuerten:

“Estou muito feliz. Melhor sentimento. Joguei muito bem, principalmente na semi e na final. É uma honra jogar na frente de um dos maiores campeões do saibro”, afirmou, deixando na sequência uma pista de que pretende voltar a jogar o torneio em 2018:

“Vi um pouco do carnaval perto do hotel, é incrível. Talvez eu volte no ano que vem sem jogar torneio antes e aproveite mais o Rio.” completou.

Já o espanhol Pablo Carreno Busta encerrou uma ótima semana, sendo vice campeão de simples depois de ficar com o título da chave de duplas, ao lado do uruguaio Pablo Cuevas:

“Tenho que estar contente por essa semana, sendo campeão de duplas e fazer final em simples. Creio que estou no melhor momento da minha carreira, tanto tecnicamente, quanto mentalmente.”, completou o espanhol que, com o resultado,

Apesar da vitória, Thiem vai perder uma posição no ranking desta segunda-feira, pois vão cair os pontos referentes ao ATP 500 de Acapulco, no ano passado, quando ele foi campeão.

Carreño Busta e Cuevas conquistam o título da chave de duplas do Rio Open

Carreno Busta e Cuevas peqDepois de jogar a semifinal de simples, Carreño Busta descansou 1h30 e disputou a final das duplas com seu parceiro, o uruguaio Pablo Cuevas. Responsáveis pela eliminação dos cabeças de chave número 1, o brasileiro Bruno Soares e o britânico Jamie Murray, eles derrotaram na decisão os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, duas vezes campeões no Rio (2014 e 2016), por 6/4, 5/7 e 10/8, para conquistar o título do Rio Open. A dupla campeã recebeu premiação de R$ 293.880.

Foi o terceiro título de Carreño Busta em duplas – no ano passado venceu em Pequim e em Quito com outros parceiros. Já Cuevas, campeão da chave de simples do Rio Open no ano passado, chegou a seu sexto título de duplas. Destaque para a conquista de Roland Garros-2008 em parceria com o peruano Luis Horna.

Nesta temporada, já haviam jogado juntos na semana passada, em Buenos Aires, quando foram semifinalistas. “Vamos jogar juntos na semana que vem de novo, e sempre que tivermos oportunidade de jogar vamos tentar”, disse Carreño Busta.

RESULTADOS SÁBADO:
Dominic Thiem (AUT) 2 x 0 Albert Ramos Vinolas (ESP) – 6/1 e 6/4
Pablo Carreño Busta (ESP) 2 x 1 Casper Ruud (NOR) – 2/6, 7/5 e 6/0
Pablo Carreño Busta (ESP)/Pablo Cuevas (URU) 2 x 1 Juan Sebastian Cabal (COL)/Robert Farah (COL) – 6/4, 5/7 e 10/8

CAMPEÕES CHAVE DE DUPLAS DO RIO OPEN:
2017 – Pablo Carreño Busta (ESP)/Pablo Cuevas (URU)
2016 – Juan Sebastian Cabal (COL)/Robert Farah (COL)
2015 – Philipp Oswaldo (AUT)/Martin Klizan (SVK)
2014 – Juan Sebastian Cabal (COL)/Robert Farah (COL)

Carreno Busta salva match point, vence Ruud de virada e faz final do Rio Open contra Thiem

Carreno Busta 3 peqDefinida a grande final da chave de simples do Rio Open, ATP 500 disputo no saibro do Jockey Club Brasileiro, na capital carioca.

Neste sábado, o austríaco Dominic Thiem confirmou o favoritismo de cabeça de chave nº 2 e bateu com tranquilidade o espanhol Albert Ramos-Vinolas, em sets diretos, com parciais de 6/1 e 6/4.

Logo depois, o jovem norueguês Casper Ruud, convidado do torneio, começou muito bem a partida contra Pablo Carreno Busta, chegou a perder um match point no 2º set, mas perdeu de virada. O espanhol triunfou com parciais de 2/6 7/5 e 6/0.

Thiem e Carreno Busta já se enfrentaram cinco vezes ao longo da carreira, com quatro vitórias do nº 8 do mundo. No saibro, vantagem de 3 a 1 pra Thiem, sendo a mais recente no ATP de Buenos Aires do ano passado.

Pablo Cuevas busca bicampeonato do Brasil Open contra espanhol Carreno Busta

Cuevas 2 peqA decisão do Torneio Aberto Internacional de Tênis do Brasil – Brasil Open 2016 terá o uruguaio Pablo Cuevas em busca do bicampeonato da competição contra o espanhol Pablo Carreño Busta, estreante em finais de simples na ATP. A grande final será às 14h deste domingo, no Esporte Clube Pinheiros, em São Paulo, com transmissão da TV Bandeirantes, do Bandsports e do SporTV 3.

Cuevas derrotou o sérvio Dusan Lajovic com parciais de 6/3 e 6/4, e tentará seu segundo título consecutivo em São Paulo, uma semana após ser campeão no Rio de Janeiro. O tenista de 30 anos já soma oito vitórias consecutivas. “Estou jogando um pouco mais agressivo e estou muito tranquilo em quadra, mesmo quando as coisas não dão certo”, analisou o finalista.

Lajovic chegou a ter uma quebra de vantagem no segundo set da semifinal, mas Cuevas a devolveu logo em seguida e deslanchou para a vitória. “Nós dois estávamos muito atentos ao que o outro estava fazendo e muito conservadores. Houve muitos erros dos dois lados. Foi muito importante quando quebrei o saque dele. A chave foi esperar e aproveitar os seus erros”, afirmou o uruguaio.

Esta será a sexta final da carreira de Cuevas, em busca do quinto título, todos no saibro. Seu histórico é favorável contra Carreño Busta: duas vitórias em três jogos. “Tenho mais um jogo para encerrar a gira sul-americana e vou dar o meu melhor para terminar de forma espetacular”, garantiu o número 27 do ranking, atual oitavo colocado na corrida para o ATP Finals.

Principal nome da nova geração espanhola, Carreño Busta passou pelo compatriota Iñigo Cervantes por duplo 6/1 em 52 minutos. “Estou muito feliz. Já havia feito duas semifinais e agora venci. Fico muito contente por estar na final, mas principalmente por fazer isso jogando muito bem”, disse o jogador de 24 anos, que enfrentou apenas compatriotas durante a campanha. Um título colocaria Carreño Busta no top 50 do ranking.

O finalista esteve bem perto da eliminação na estreia, quando perdia por 6/0 e 3/0 para Albert Ramos-Viñolas. “O primeiro jogo foi muito complicado. Estive no Rio até domingo para final de duplas e as condições aqui são diferentes, tem altitude. Consegui virar o jogo, mas não foi fácil começar perdendo por 9/0, principalmente contra Albert. Venci, fui subindo meu nível e joguei muito bem nessas últimas partidas”, analisou Carreño Busta.

Carreño Busta também disputa final de duplas

Pablo Carreño Busta terá a chance de fazer uma “dobradinha” em São Paulo, já que também disputará a final de duplas neste domingo, não antes das 16h. O espanhol e seu compatriota David Marrero venceram o eslovaco Andrej Martin e o chileno Hans Podlipnik-Castillo por 6/3, 3/6 e 10-6 e estão em uma final pela segunda semana consecutiva, já que foram vice-campeões no Rio.

A dupla espanhola enfrentará o chileno Julio Peralta e o argentino Horacio Zeballos, que levaram a melhor contra Guillermo Duran e Andres Molteni, algozes de Bruno Soares e Marcelo Melo na semifinal, por 6/1 e 6/4.

Resultados 27/2 (sábado):
Pablo Carreño Busta (ESP) d. Iñigo Cervantes (ESP), 6/1 6/1
[2] Pablo Cuevas (URU) d. Dusan Lajovic (SRB), 6/3 6/4
Duplas:
Julio Peralta (CHI)/Horacio Zeballos (ARG) d. Guillermo Duran/Andres Molteni (ARG), 6/1 6/4
Pablo Carreño Busta/David Marrero (ESP) d. Andrej Martin (SVK)/Hans Podlipnik-Castillo (CHI), 6/3 3/6 10-6

Programação 28/2 (domingo):
14h – Final de simples: Pablo Carreño Busta (ESP) vs [2] Pablo Cuevas (URU)
Não antes de 16h – Final de duplas: Pablo Carreño Busta/David Marrero (ESP) vs Julio Peralta (CHI)/Horacio Zeballos (ARG)