Primeiro dia de Roland Garros tem surpresa com eliminação de Thiem. Zverev vira em 5 sets. Federer estreia na 2ª feira

Roland Garros já começou com uma baita surpresa na chave masculina, com a eliminação de um dos grandes nomes da chave e candidato ao título.

Dominic Thiem, finalista das edições de 2018 e 2019, foi superado logo na estréia do segundo Grand Slam da temporada e depois de começar muito bem sua partida diante de Pablo Andujar.

O austríaco abriu dois sets a zero e parecia caminhar bem para uma vitória com certa tranqüilidade, mas viu o espanhol reagir e construir uma grande vitória com parciais de 4/6 5/7 5/3 6/4 e 6/4. O número 4 do mundo está fora da chave.

Quem também quase foi eliminado foi o Alexander Zverev, que ficou dois sets atrás do compatriota Oscar Otte, mas buscou a recuperação e triunfou em cinco sets.

Stefanos Tsitsipas não teve muita dificuldade para passar pelo experiente Jeremy Chardy em três sets, assim como o espanhol Pablo Carreno Busta, que superou o eslovaco Norbert Gombos, também por 3×0.

A segunda-feira será o dia da estréia de Roger Federer, que vai fazer o terceiro jogo da quadra Philipp-Chatrier, enfrentando o uzbeque Denis Istomin. Um pouco antes, na mesma quadra, Daniil Medvedev encara o cazaque Alexander Bublik.

Thiem, Tsitsipas e Zverev jogam neste domingo em Roland Garros

A chave principal de Roland Garros começa neste domingo e já com alguns bons jogos na chave masculina.

Um dos favoritos ao título, o austríaco Dominic Thiem entra como cabeça de chave nº 4 e tem pela frente o experiente espanhol Pablo Andujar, atual nº 68 do mundo, no segundo jogo da quadra Philippe-Chatrier.

Outro cabeça de chave que entra em ação logo no primeiro dia do torneio é Alexander Zverev, 6º favorito, que enfrenta o qualifier e compatriota Oscar Otte.

Destaque também para a partida entre o grego Stefanos Tsitsipas contra o local Jeremy Chardy, fechando a programação da principal quadra de Roland Garros.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Foto: Cédric Lecocq/FFT

Zverev surpreende Nadal e faz semi de Madri contra Thiem

O sábado vai ser de semifinais do Masters 1000 de Madri, na Espanha, torneio que é disputado no saibro.

Nesta sexta-feira, uma surpresa nas quartas de final foi a eliminação de Rafael Nadal, que tinha o favoritismo diante de Alexander Zverev.

Com um duplo 6/4, o alemão conseguiu sua primeira vitória sobre Nadal no saibro, além de ser o seu 3º triunfo em oito partidas diante do espanhol.

Agora, por vaga na final, Zverev terá pela frente o austríaco Dominic Thiem, que passou de virada pelo norte-americano John Isner, com parciais de 3/6 6 /3 e 6/4.

Em 10 confrontos anteriores entre eles, Thiem saiu vitorioso em 8 oportunidades, inclusive em 4 dos 5 jogos disputados no saibro.

Na outra semifinal, o jovem norueguês Casper Rudd encara o local Matteo Berrettini, tentando manter a vantagem do confronto direto entre eles, que está 2×1 para Ruud.

Nadal bate Norrie e encontra Fognini nas oitavas do Australian Open. Thiem e Dimitrov se enfrentam no domingo

Rafael Nadal segue firme e conquistou sua terceira vitória em Melbourne, garantindo vaga nas oitavas de final do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro.

No primeiro dia do torneio sem a presença do público, seguindo as determinações de restrições do Estado de Victoria, Nadal entrou em quadra pra fechar a rodada noturna diante do britânico Cameron Norrie.

Mesmo equilibrando parciais, Norrie não teve muitas chances diante do jogo sólido do espanhol, que anotou 7/5 6/2 e 7/5. Agora, ele terá pela frente um velho conhecido. O italiano Fabio Fognini, que surpreendeu não só pela vitória sobre o australiano Alex De Minaur, mas pela forma: 3×0, com um belo tênis.

No mais, o dia foi sem grandes surpresas na chave, apesar do susto do russo Daniil Medvedev, que abriu 2×0 sobre Filip Krajinovic, viu o sérvio reagir, empatar, mas o favorito fechou a partida em grande estilo, com um pneu no set decisivo.

O italiano Matteo Berrettini venceu o russo Karen Khachanov em três tiebreaks, enquanto o russo Andrey Rublev eliminou o espanhol Feliciano Lopez, também em sets diretos. Stefanos Tsitsipas fez a mesma coisa na partida contra o sueco Mikael Ymer.

As oitavas de final serão disputadas a partir da noite deste sábado, no horário de Brasília, começando com a partida do jovem Felix Auger-Aliassime diante do qualifier russo Aslan Karatsev, que vem embalado pela vitória por 3×0 sobre o argentino Diego Schwartzman, além de ainda não ter perdido um único set na chave principal.

Na Rod Laver Arena, Dominic Thiem e Grigor Dimitrov devem fazer um belo jogo, enquanto o alemão Alexander Zverev tem o favoritismo diante do sérvio Dusan Lajovic, em partida que será realizada na Margaret Court.

Pra fechar, o suspense do dia. Depois de sofrer com dores na partida diante do norte-americano Taylor Fritz, Novak Djokovic cancelou o treino programado para esse sábado e ainda não se sabe se ele terá condições de entrar em quadra para enfrentar o canadense Milos Raonic.

 

 

 

No 1º dia do Australian Open, Wawrinka, Thiem e Zverev confirmam o favoritismo e vencem

Em um 1º dia sem grandes surpresas, os favoritos avançaram com tranquilidade para a 2ª rodada do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Quem levou um susto foi o alemão Alexander Zverev, que perdeu a primeira parcial para o norte-americano Marcos Giron, no tiebreak, precisou de outro no 2º, mas se impôs na sequência e venceu por 3×1.

Dominic Thiem até teve que jogar um tiebreak no 1º set contra o cazaque Mikhail Kukushkin, mas foi o maior trabalho que teve pra superar sua estreia por 3×0.

O espanhol Pablo Carreno Busta, que poderia ter tido um confronto bem mais equilibrado, venceu o japonês Kei Nishikori por 3×0. Mesmo placar do triunfo de Stan Wawrinka, campeão do torneio em 2014, sobre português Pedro Sousa:

“Estava me sentindo bem. Acho que foi uma grande partida para a primeira fase”, disse Wawrinka. “(Estava) jogando boas bolas, estava jogando agressivo, me sentindo melhor do que na semana passada. Portanto, estou melhorando e feliz por passar.” completou o suíço.

Outro jogo que poderia e até prometia ser mais longo, mas não foi, foi a vitória de Grigor Dimitrov sobre Marin Cilic, também em sets diretos.

 

Medvedev vira sobre Thiem e conquista o título do ATP Finals, em Londres

Daniil Medvedev chegou mesmo. Neste domingo, o russo de 24 anos confirmou seu nome como um dos melhores do tênis na atualidade, ao conquistar o título do ATP Finals, torneio que reuniu na O2 Arena, em Londres, os oito melhores tenistas da temporada.

Na decisão, o Medvedev fez um jogo equilibrado diante de Dominic Thiem e precisou virar a partida diante do austríaco, com parciais de 4/6 7/6(2) e 6/4.

“Foi a vitória mais difícil da minha vida porque Dominic é um jogador muito difícil de enfrentar. Acho que hoje ele deu seu melhor, estava muito perto de vencer o segundo set (e o jogo). Eu consegui ficar no jogo. Senti que estava muito cansado no terceiro set, com certeza, mas senti que ele começou a desperdiçar algumas bolas, começou a correr mais devagar, pois estava cansado.” disse o russo, que encerra o ano como o nº 4 do mundo.

Já Thiem fecha 2020 como nº 3 do ranking da ATP, que tem Novak Djokovic na liderança e Rafael Nadal na segunda posição.

Roger Federer, Stefanos Tsitsipas, Alexander Zverev, Andrey Rublev, Diego Schwartzman e Matteo Berrettini completam o top-10.

 

Nadal, Thiem e Khachanov passam pela estreia em RG. Medvedev e Auger-Aliassime são eliminados

A terça-feira foi movimentada na chave masculina de Roland Garros, disputado no saibro de Paris, na França, em uma edição bem modificada, não apenas em virtude da Codid-19, mas também da presença de um teto retrátil na quadra Philippe Chartrier.

A principal surpresa do dia, que nem foi tanta assim, pelo histórico, foi a eliminação do russo Daniil Medvedev, cabeça de chave nº 4, que perdeu para o húngaro Marton Fucsovics por 3×1, sendo a sua 4ª eliminação em primeira rodada de Roland Garros nos últimos 4 anos.

Outra surpresa foi a vitória de Yoshihito Nishioka sobre o Felix Auger-Aliassime, principalmente pela forma que foi, por 3×0.

Dominic Thiem e Karen Khachanov não tiveram problemas e superaram em sets diretos Marin Cilic e Kamil Majchrzak, respectivamente, assim como Rafael Nadal, favorito ao título, que bateu o bielorrusso Egor Gerasimov.

A terça-feira vai marcar a estreia de Novak Djokovic, que tem todo o favoritismo diante do sueco Mikael Ymer. Também é o dia da estreia de Thiago Monteiro, que joga contra o georgiano Nikoloz Basilashvilli.

Stefanos Tsitsipas também é favorito diante do bom espanhol Jaume Munar, enquanto o italiano Matteo Berrettini enfrenta o canadense Vasek Pospsil

 

 

Thiem sai atrás, busca a virada sobre Zverev em 5 sets e é campeão do US Open

Dominic Thiem bateu Alexander Zverev e conquistou neste domingo o título do US Open, Grand Slam disputado no piso duro de Nova York e, neste ano, sem a presença do público.

A final começou de uma forma pouco esperada pela maioria do público e, talvez, até pelos poucos jogadores envolvidos.

Vindo de uma semana acima do nível, o austríaco Dominic Thiem não se encontrou na primeira parcial, viu Alexander Zverev conseguir duas quebras de saque e fechar por 6/2.

O ritmo se manteve na parcial seguinte, com o alemão aproveitando melhor os momentos decisivos e fechando por 6/4, abrindo dois sets a zero. O título foi ficando ainda mais perto, principalmente com a quebra de saque obtida no 3º set, mas o austríaco se manteve no jogo. Em um game longo, devolveu a quebra, e com Zverev sacando pressionado, anotou 6/4.

Thiem levou pro 5º set depois de fechar a 4ª parcial por 6/3 e começou muito bem o 5º, quebrando o saque do adversário. Porém, com uma dupla falta, possibilitou a devolução da quebra.

Depois disso, o que se viu foi um Zverev muito lutador, que não tinha os golpes mais potentes, mas tinha muita vontade e mental pra ganhar os pontos importantes dos games, checando a sacar pro título em 5/3.

Thiem não desistiu. Devolveu a quebra e teve o saque em 6/5. Também não aproveitou. O nervosimo era grande dos dois lados, já que a chance do maior título da carreira de ambos se aproximava. E ao mesmo tempo se distanciava. No fim, nada mais justo que um tiebreak pra decidir. E deu Thiem. No terceito match-point, vitória na parcial por 7/6(6). Enfim, essa geração rompe e venceu seu primeiro Grand Slam.

Em dia de eliminação de Murray, Thiem, Medvedev e Berretini garantem vaga na 3ª rodada do US Open

Em um dia marcado pela chuva, o US Open teve nesta quinta-feira o seu 4º dia de jogos, com vitórias dos principais favoritos e uma esperada eliminação de Andy Murray na segunda rodada.

O britânico não fez frente ao jovem canadense Felix Auger-Aliassime, sendo superado na 2ª rodada por 3×0.

O italiano Matteo Berretini só teve trabalho no tiebreak do 3º set diante do francês Ugo Humbert, vencendo por 3×0, assim como o russo Daniil Medvedev, que passou pelo australiano Cristopher O’Connell.

O cabeça 2 Dominic Thiem também garantiu sua vaga na 3ª rodada ao bater o indiano Sumit Nagal por 3×0 e o croata Marin Cilic precisou de 4 parciais pra bater o eslovaco Norbert Gombos.

No duelo de sacadores canadenses, melhor pra Vasek Pospsil, que superou Milos Raonic por 3×1.

A terceira rodada começa nesta quinta-feira, com destaque para Stefanos Tsitsipas encarando o croata Borna Coric, além do nº 1 do mundo Novak Djokovic, que encara o alemão Jan-Leonnard Struff.

Djokovic e Thiem, principais favoritos, conhecem primeiros adversários no US Open

Saiu nesta quinta-feira a chave do US Open, Grand Slam disputado no piso duro da cidade de Nova Iorque, nos Estados Unidos, que neste ano terá uma dinâmica diferente em virtude da pandemia do novo coronavírus.

O nº 1 do mundo, Novak Djokovic, terá pela frente o bósnio Damir Dzumhur. Será o terceiro confronto entre eles e o sérvio venceu os dois anteriores.

Com a ausência de Rafael Nadal, Dominic Thiem será o cabeça de chave nº 2 e terá como primeiro adversário o espanhol Jaume Munar. Os dois já se enfrentaram três vezes, com três vitórias de Thiem.

O russo Daniil Medvedev, 3º favorito da chave, encara o argentino Federico Delbonis, enquanto Stefanos Tsitsipas joga contra o espanhol Albert Ramos Vinolas.

Vale destacar também o bom confronto de Alexander Zverev diante do sul-africano Kevin Anderson, além da partida do italiano Matteo Berrettini enfrenta o japonês Go Soeda.

Outro jogo interessante será entre o belga David Goffin, cabeça 7, e o norte-americano Reilly Opelka. Pra fechar os principais favoritos da chave, Roberto Bautista Agut terá pela frente o norte-americano Tennys Sandgren.