Roland Garros começa neste domingo com a volta de Federer ao saibro francês

Começa neste domingo o segundo Grand Slam da temporada, aquele mais especial pros brasileiros, no saibro parisiense. Um torneio de Roland Garros renovado, com quadra nova, com Roger Federer de volta.

Aliás, o suíço já estreia neste domingo, na quadra principal do complexo, a Philippe-Chatrier, diante do italiano Lorenzo Sonego. Se a expectativa por um título ainda não é das maiores, não dá pra negar que os bons jogos recentes de Federer na terra batida animam pra uma possível boa campanha.

Outro bom de saibro que estreia no primeiro dia do torneio é o grego Stefanos Tsitsipas, cabeça de chave nº 6, que encara o alemão Maximilian Marterer, na mesma quadra do jogo do Federer.

Na quadra Suzzane-Lenglen, Kei Nishikori joga contra o francês Quentin Halys, enquanto Marin Cilic enfrenta o italiano Thomas Fabbiano.

A nova quadra Simonne-Mathieu fica pra estreia do italiano Marco Cecchinnato neste domingo. O semifinalista do ano passado é o cabeça de chave nº 16 e terá pela frente o francês Nicolas Mahut, e David Goffin joga contra o lituano Ricardas Berankis.

Para conferir toda a programação do dia, clique aqui.

Djokovic salva match-point e vai à semi em Roma. Federer desiste e não entra em quadra

Depois da chuva da quarta-feira e da intensa rodada da quinta, o Masters 1000 de Roma conheceu nesta sexta-feira os seus semifinalistas.

Uma frustração do dia foi a desistência de Roger Federer, que nem chegou a entrar em quadra contra o grego Stefanos Tsitsipas, que garantiu sua vaga na semi.

Seu avdersário será o espanhol Rafael Nadal, que teve mais uma atuação muito sólida na semana, dessa vez contra o compatriota Fernando Verdasco, vencendo por 6/4 e 6/0.

Na grande partida do dia, Novak Djokovic chegou a salvar match-points diante do argentino Juan Martin Del Potro, mas foi buscar a virada com parciais de 4/6 7/6(6) e 6/4, e agora terá pela frente o argentino Diego Schwartzman, que eliminou o japonês Kei Nishikori por 6/4 e 6/2.

Federer bate Isner e se torna tetracampeão do Masters 1000 de Miami

Roger Federer. Maior da História? Discussão longa e sem sentido se podemos investir o nosso tempo com outras coisas, como admirar os passos desse gênio pelas quadras do mundo.

Neste domingo, quem teve esse privilégio foi o público presente no belo Hard Rock Stadium, na grande final do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos.

Uma decisão até um pouco “sem graça”, é verdade, mas muito proporcionada pelo nível absurdo do suíço que, sem pena, aplicou um 6/1 e 6/4 sobre o local John Isner, que não conseguiu o feito de defender o título, como já era esperado.

Com isso, além de chegar ao tetracampeonato do torneio e 101ª conquista da carreira, ele se torna o único tenista da temporada a conquistar pelo menos dois títulos, com o triunfo do ATP 500 de Dubai.

Roger Federer. Quase inadjetivável. Que prazer que temos, mesmo à distância, ao acompanhar esse Falcão do tênis, que joga com a leveza de um canário. Que satisfação imaginar seus passos e a sutileza dos seus golpes no saibro novamente. Em breve? Torçamos!

Isner segue na defesa do título em Miami e encara Federer na decisão deste domingo

Roger Federer está em mais uma final de Masters 1000, dessa em Miami, mais um torneio disputado no piso duro norte-americano.

Nesta sexta-feira, o suíço garantiu sua vaga na decisão ao superar sem grandes sustos o sul-jovem canadense Denis Shapovalov, com as parciais de 6/0 e 6/4:

“Eu gostei. Penso que joguei muito bem. Tive que fazer isso, pois quando deixa o Denis jogar, ele fica no jogo e pode complicar o jogo. Estou muito feliz pela forma que joguei.” disse o suíço.

Na final deste domingo, ele terá pela frente o norte-americano John Isner, que luta para defender o título do ano passado.

Pra garantir um lugar na decisão, ele passou pelo jovem canadense Félix Auger-Aliassime, com parciais de 7/6(3) e 7/6(4).

Federer e Isner já se enfrentaram sete vezes na carreira, em torneios oficiais, com cinco vitórias do ex-nº 1 do mundo. Além disso, jogaram na Laver Cup do ano passado, com vitória do europeu no match-tiebreak.

Ferrer consegue incrível virada sobre Zverev em Miami. Federer sofre, mas também avança

O sábado foi especial no Masters 1000 de Miami, com uma vitória surpreendente de um dos jogadores mais queridos e respeitados do circuito, que faz sua turnê de despedida.

O espanhol David Ferrer, que já foi nº 3 do mundo, anotou uma bela virada sobre o alemão Alexander Zverev, atual nº 3 da ATP, com parciais de 2/6 7/5 e 6/3, garantindo sua vaga na terceira rodada do torneio norte-americano.

Agora, seu adversário será o local Francis Tiafoe, em confronto que será inédito.

Outra surpresa quase aconteceu na partida de Roger Federer, que começou atrás do moldavo Radu Albot. Porém, o suíço também conseguiu a virada, fechando a partida com parciais de 4/6 7/5 e 6/3. Na terceira rodada, não vai acontecer novamente o confronto suíço contra Stan Wawrinka, que foi eliminado em três sets pelo sérvio Filip Krajinovic.

Neste domingo, destaque para o início da terceira rodada com Novak Djokovoic em quadra, enfrentando o argentino Federico Delbonis. Além disso, destaque para o confronto entre Milos Raonic e Kyle Edmund, e para a partida latina entre Fabio Fognini e Roberto Bautista Agut.

Thiem vira sobre Federer e conquista em Indian Wells o seu 1º título de Masters 1000

Foto de Cynthia Lum

Dominic Thiem conquistou, enfim, um título de Masters 1000, ao triunfar na decisão de Indian Wells, nos Estados Unidos, neste domingo.

O austríaco começou o jogo vendo Roger Federer dominar as ações, sendo muito agressivo e dando poucas chances nos seus games de serviço pra fechar a primeira parcial em 6/3.

Depois, Thiem foi equilibrando a partida, se sentindo mais à vontade e empatando a partida com um 6/3 no 2º set.

No set decisivo, poucas chances pros dois lados, até que Thiem teve que jogar um 0/30 no 4/4, salvando break point e vendo uma chance no 11º game. Aproveitou, quebrou e fechou a partida na sequência, comemorando sua primeira conquista deste nível.

“É irreal”, disse Thiem. “É um prazer competir contra o Roger nesta grande final. Perdi minhas duas últimas finais do Masters 1000 (ambas no saibro de Madri), mas ganhei essa e parece um Grand Slam.”

Com o resultado, Thiem sai do 8º posto do ranking e passa a ser o novo nº 4 do mundo, ocupando o lugar justamente de Federer.

“Eu tive que me acostumar com o jogo de Roger. No primeiro set, ele estava jogando de forma incrível. Foi completamente diferente dos meus oponentes antes dele. Eu estava lutando para trabalhar o meu caminho para o jogo. Eu tive que lutar para salvar esses break points no começo do segundo set. Foi uma partida muito boa até o final e eu tive que lutar para servir.” concluiu o austríaco.

Kohlschreiber surpreende e elimina Djokovic em Indian Wells. Federer bate Wawrinka

Ficou para esta terça-feira a principal zebra do Masters 1000 de Indian Wells, primeiro Masters 1000 da temporada, que é disputado no piso duro norte-americano.

O nº 1 do mundo e principal favorito ao título, Novak Djokovic, foi surpreendido pelo alemão Philipp Kohlschreiber, que triunfou em sets diretos, com um duplo 6/4, pra garantir sua vaga nas oitavas de final.

Seu adversário nesta quarta será o francês Gael Monfils, que vem de vitória sobre o espanhol Albert Ramos.

Rafael Nadal não teve grandes problemas pra passar pela terceira rodada, vencendo o argentino Diego Schwartzman por 6/3 e 6/1, e agora terá pela frente o sérvio Filip Krajinovic.

No confronto mais aguardado do dia, Roger Federer se impôs diante do compatriota Stan Wawrinka e venceu por 6/3 e 6/4, garantindo sua vaga para encarar o britânico Kyle Edmund, valendo vaga nas quartas de final.

Terça-feira em Indian Wells terá aguardado confronto entre Wawrinka e Federer

A terça-feira será cheia com jogos da terceira rodada do Masters 1000 de Indian Wells, primeiro Masters 1000 da temporada, disputado no piso duro norte-americano.

Em um belo confronto de gerações, o croata Marin Cilic terá pela frente o canadense Denis Shapovalov, jovem talentoso que vem de vitória sobre o norte-americano Steve Johnson.

Um pouco depois, por volta das 16:30hs, de Brasília, Rafael Nadal tem todo o favoritismo diante do argentino Diego Schwartzman, enquanto Andrey Rublev fará um confronto Next Gen russo contra Karen Khachanov.

Por volta das 22hs de Brasília, o jogo mais esperado do dia, entre os suíços Roger Federer e Stan Wawrinka, que já se enfrentaram 26 vezes, com 23 vitórias do ex-nº 1 do mundo, sendo a mais recente no Masters 1000 de Cincinnati, no ano passado.

Foto: Sport Vision/Chryslène Caillaud

Nadal e Federer avançam sem sustos às oitavas em Melbourne. Berdych bate Schwartzman

A 3ª rodada do Australian Open começou sem sustos para as grandes estrelas, Roger Federer e Rafael Nadal, que chegaram tranquilamente às oitavas de final do primeiro Grand Slam da temporada.

Em um jogo cercado de expectativa, principalmente pelo bom momento do local Alex De Minaur, Rafael Nadal se impôs diante do jovem australiano, que teve bons momentos, correu muito, lutou muito, mas não conseguiu fazer mais do que 7 games.

No fim, vitória do espanhol por 6/1 6/2 e 6/4, e vaga pra encarar nas oitavas o tcheco Tomas Berdych, que bateu o argentino Diego Schwartzman, de virada, por 3×1.

Federer também não teve muito trabalho diante da força dos golpes do norte-americano Taylor Fritz e também precisou de apenas três sets pra avançar para as oitavas.

Agora ele dever ter um desafio um pouco maior diante do grego Stefanos Tsistipas, que foi ao 5º set diante do georgiano Nikoloz Basilashvli.

O búlgaro Grigor Dimitrov precisou jogar um tiebreak contra o italiano Thomas Fabbiano, mas esse foi seu maior trabalho na partida vencida por 3×0, enquanto o norte-americano Francis Tiafoe, que vinha do embalo de eliminar Kevin Anderson, venceu o italiano Andreas Seppi, por 3×1.

Foto: Ben Solomon/Tennis Australia

3º dia do Australian Open terá Federer na sessão diurna e Nadal fechando a noturna

Começa na noite desta terça-feira, no horário de Brasília, a segunda rodada do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Roger Federer vai voltar a jogar na Rod Laver Arena, mas dessa vez, na sessão diurna, não antes da 1h da madrugada de quarta no Brasil, diante do britânico Daniel Evans.

No mesmo local, fechando a rodada noturna, Rafael Nadal vai fazer seu segundo jogo no torneio diante do local Matthew Ebden.

Na Margaret Court, Kevin Anderson deve fazer um jogo interessante com o norte-americano Francis Tiafoe, enquanto jovem local Alex De Minaur encara o suíço Henri Laaksonen.

Na Melbourne Arena, o destaque é para o jogo do croata Marin Cilic, cabeça 6, que enfrenta o norte-americano Mackenzie McDonald, além da partida do espanhol Roberto Bautista-Agut contra o australiano John Millman.

Outro bom jogo da rodada deve ser entre o francês Gael Monfils e o norte-americano Taylor Fritz, por volta de 1h da madrugada, no horário de Brasília.

Na quadra 3, confronto de dois belos backhands de uma mão, entre Grigor Dimitrov e Pablo Cuevas, e o grego Stefanos Tsitsipas joga contra o experiente sérvio Viktor Troicki.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Foto: Ben Solomon/Tennis Australia