Menezes, Monteiro e duplas do Brasil entram em quadra no primeiro dia do tênis nas Olimpíadas

O tênis brasileiro começa na noite desta sexta-feira, horário de Brasília, sua caminhada em busca de uma sonhada medalha nas Olimpíadas de Tóquio, no Japão.

Logo no segundo jogo da quadra 6, que deve começar por volta da 00h30min, horário de Brasília, Thiago Monteiro terá pela frente o alemão Jan-Lennard Struff, nº 48 do mundo.

Os dois já se enfrentaram três vezes no circuito, sendo que essa será a primeira vez em uma quadra rápidas. As outras foram no saibro e o brasileiro venceu duas partidas.

Um pouco mais tarde, já na madrugada de sábado, João Menezes terá um desafio muito duro e inédito pela frente, já que encara o croata Marin Cilic.

Ainda no primeiro dia de disputa, a dupla feminina do Brasil, formada por Luisa Stefani e Laura Pigossi estreia contra as canadenses Gabriela Dabrowski e Sharon Fichman, enquanto Marcelo Melo e Marcelo Demoliner desafiarão os favoritos croatas Mate Pavic e Nikola Mektic.

Foto: Gaspar Nobrega/Divulgação

Menezes, Wild e Meligeni estreiam nesta segunda-feira no quali de Wimbledon

Três brasileiros entram em quadra nesta segunda-feira, pela primeira rodada do qualifying de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

O mineiro João Menezes – número 3 do Brasil e 206 do mundo – terá como adversário o britânico Jack Pinnington Jones, 18 anos, que recebeu wild card., em confronto que será inédito.

“Agora, foco neste quali em Wimbledon. Depois, voltarei ao Brasil, passando alguns dias em Uberaba, antes da disputa dos Jogos de Tóquio”, afirma Menezes.

Em outro jogo inédito, Thiago Wild terá pela frente o experiente alemão Tobias Kamke, nº 240 do ranking da ATP.

O outro brasileiro a entrar em quadra nesta segunda é Felipe Meligeni, que joga contra o argentino Francisco Cerundolo. Os dois já se enfrentaram quatro vezes, todas no saibro, com três vitórias do jogador argentino.

Felipe Meligeni e João Menezes vencem mais uma e estão na rodada final do quali de Roland Garros

Com muita confiança, João Menezes avançou nesta quarta-feira (26) para a rodada final do qualifying de Roland Garros. O mineiro – número 3 do Brasil e 210 do mundo – conquistou a segunda das três vitórias que precisa para disputar o Grand Slam, em Paris, na França. Menezes derrotou o canadense Steven Diez – 189 do ranking – por 2 sets a 0, parciais de 6/3 e 6/0, em 1h16min. Agora, busca a vaga na chave principal diante do espanhol Carlos Taberner (137 do mundo), que passou pelo italiano Thomas Fabbiano: 6/2 e 6/0.

“Hoje foi um jogo mais complicado do que aparentou ser. O primeiro set foi bem duro. Sai quebrando, aí perdi o saque. Depois disso, quando quebrei de volta e saquei 3/2, 15/40, foi um game muito importante, pois se volta igual 3/3, ia estar aberto. Outro game chave foi o do 1 a 0 no segundo set, saquei 0/40, consegui salvar o game e deslanchei. A partir daí, joguei muito bem, muito sólido, saquei e devolvi muito bem principalmente”, explicou Menezes, que tem o patrocínio de BRB e apoio de Fila, Wilson e Shopping Uberaba.

No primeiro set, Menezes quebrou logo no primeiro game e viu o canadense devolver em seguida. Salvou break points e, com nova quebra, no quinto game, fez 3/2 e abriu na sequência 4/2. Com mais um break, marcou 6/3 para sair na frente na partida. No segundo, depois de salvar três break points no game inicial, quebrou em seguida e dominou o set, fechando em 6/0, com mais dois breaks.

Felipe Meligeni teve muito mais trabalho e precisou ir ao tiebreak do terceiro para superar o croata Borna Gojo e garantir sua vaga na última fase do qualifying em Paris.

O brasileiro começou muito bem, venceu o primeiro set por 6/3 e teve quebra de saque de vantagem na segunda parcial, mas viu o adversário reagir, empatar e levar o set decisivo para o tiebreak, quando Meligeni se impôs pra confirmar sua vitória com parciais de 6/3 6/7(4) e 7/6(3).

Agora, por vaga na chave principal, ele terá pela frente o alemão Maximilian Marterer, nº 214 do mundo, em confronto que será inédito.

Wild, Meligeni e Menezes estreiam nesta segunda-feira no quali de Roland Garros

Três brasileiros estreiam nesta segunda-feira no qualifying de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada, disputado no saibro de Paris, na França.

Thiago Wild é o cabeça de chave nº 13 do quali e terá pela frente o experiente Viktor Troick, nº 205 do mundo, em confronto que será inédito.

Felipe Meligeni também vai enfrentar um jogador experiente e será o tcheco Lukas Rosol, ex-top 30 e que ocupa atualmente a 185ª colocação do ranking da ATP, em outro confronto inédito.

Em mais um jogo inédito, João Menezes estreia diante do sueco Elias Ymer, nº 193 do mundo.

“Vim para Paris depois de jogar na Itália, tendo alguns dias de treino antes desta estreia no quali de Roland Garros”, afirma Menezes, que foi medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, em 2019, garantindo vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio, com início marcado para julho deste ano.

João Menezes vence mais uma e joga quartas de final de simples e duplas nesta quinta na Itália

O mineiro João Menezes avançou para as quartas de final de simples do Challenger de Biella, na Itália. Nesta quarta-feira (5), o tenista mineiro – número 3 do Brasil e 199 do mundo – derrotou o sérvio Hamad Medjedovic – 775 do mundo – por 2 sets a 1, parciais de 7/5, 2/6 e 6/4, em um jogo muito disputado, com 2h34min. Nesta quinta-feira (6), volta à quadra central em busca da vaga na semifinal. O adversário será o peruano Juan Pablo Varillas, cabeça de chave 7 e número 150 do ranking, em partida por volta das 9h (horário de Brasília). Na estreia, na terça-feira (4), ganhou do português Pedro Sousa, cabeça de chave 1.

Menezes disputará também, duplas nesta quinta-feira, pelas quartas de final. Ao lado do parceiro belga Kimmer Coppejans, enfrentará os franceses Sadio Doumbia e Fabien Reboul – cabeças 4 -, na quadra 4, a partir das 13h (horário de Brasília).

“Foi um jogo muito duro, não saquei bem, mas felizmente consegui enxergar taticamente o que eu tinha de fazer e ser mais inteligente. Com o passar da partida, foi anoitecendo, ficando mais frio e a quadra muito mais lenta. Então, eu encurtei um pouco a bola. No terceiro, acho que ele sentiu um pouquinho fisicamente. Consegui quebrar o saque dele e depois saquei de forma inteligente no último game para ganhar. Estou bastante feliz”, explicou Menezes, que tem o patrocínio de BRB e apoio de Fila, Wilson e Shopping Uberaba. 

Um primeiro set com sete quebras de serviços, em que um tenista devolvia na sequência o break sofrido. Menezes teve a chance de fechar no 5/4, mas o adversário salvou o set-point, quebrou e deixou tudo igual. Em seguida, o mineiro conseguiu novo break e sacou para confirmar e vencer por 7/5. No segundo set, o sérvio abriu 2 a 0. Menezes devolveu a quebra. Mas, o adversário, com mais dois breaks, no quarto e no oitavo e último game, ganhou por 6/2, após Menezes salvar dois set-points. No set decisivo, nova sequência de quebras. Primeiro de Menezes, que o sérvio devolveu na sequência. E, em seguida, mais um break do mineiro, no sétimo game, marcando 4/3. Daí para frente, Menezes manteve a vantagem, para fechar em 6/4 e chegar às quartas de final.

Wild passa pela estreia do quali do Masters 1000 Miami. Menezes leva virada

Uma vitória e uma derrota. Assim foi o desempenho brasileiro no primeiro dia do qualifying do Masters 1000 de Miami, disputado no piso duro, nos Estados Unidos.

Primeiro a entrar em quadra, Thiago Wild não deu muitas chances ao jovem norte-americano Toby Kodat e venceu em sets diretos, com um duplo 6/3.

Nesta terça-feira, Wild terá pela frente na segunda rodada o norte-americano Mitchell Krueger, nº 204 do ranking da ATP, em confronto que será inédito.

Depois, João Menezes teve uma grande oportunidade de avançar pelo menos uma rodada, mas levou a virada do experiente italiano Paolo Lorenzi, que viu o brasileiro levar o 1º set e ter quebra de vantagem no 2º, mas não desistiu até vencer com parciais de 3/6 7/6(5) e 6/1.

 

Meligeni vence mais uma e está na final do quali em Santiago. Bellucci, Menezes e Sakamoto perdem

Felipe Meligeni Rodrigues é um único brasileiro vivo no qualifying do ATP 250 de Santiago, no Chile, torneio que é disputado no saibro.

Neste domingo, o brasileiro lutou muito pra superar o espanhol Mario Vilella Martinez, de virada, com parciais de 3/6 7/6(5) e 7/6(3).

Agora, na rodada final e valendo vaga na chave principal, Meligeni enfrenta nesta segunda-feira o peruano Juan Pablo Varillas, nº 169 do mundo. Os dois já se enfrentaram duas vezes, com duas vitórias do peruano.

Thomaz Bellucci se despediu do ATP 250 de Santiago. Após dois meses fora do circuito, o paulista lutou, mas foi superado na segunda rodada do qualifying pelo argentino Nicolas Kicker por 6/0 6/4.

“No primeiro set eu praticamente não joguei. Acho que o fato de ter estado muito tempo sem competir pesou um pouco, acabei cometendo um erro atrás do outro. Ele é um jogador com um volume muito maior que o adversário de ontem. No segundo set eu equilibrei um pouco mais, mas mesmo assim não estava sentindo muito bem a bola. O Kicker jogando o tempo todo na frente acaba ficando mais fácil para ele também”, disse Thomaz, consciente dos erros cometidos.

Este foi o primeiro torneio de Bellucci desde o ATP 250 de Delray Beach, nos Estados Unidos, que foi disputado no início de janeiro. O brasileiro permanecerá na cidade, onde jogará o challenger de Santiago, com início na semana do dia 15. “Agora é aproveitar esses dias para treinar e ganhar mais ritmo de jogo para semana que vem”, finalizou.

O mineiro João Menezes foi superado depois de um jogo de 2h20 de duração pelo argentino Sebastian Baez (257 do ranking mundial), com parciais de 7/6 (8-6), 2/6 e 6/2 e seguir no quali. A próxima disputa de Menezes – número 3 do Brasil e 201 do mundo – será também o Challenger de Santiago.

“Joguei diante de um adversário que vem muito confiante e que apresentou muito bom nível. Eu tive dois set points no primeiro set e ele jogou com uma intensidade melhor do que a minha. No segundo, fui superior durante todo o tempo, sem dar chances, jogando mais agressivo. E, no terceiro, teve um game muito duro, no 1/1, no saque dele, e a partir dai ele se manteve mais sólido durante o resto do jogo”, explicou Menezes.

Outro brasileiro que perdeu na segunda rodada do quali foi Pedro Sakamoto, que não resistiu ao local Alejandro Tabilo, que venceu por 7/6(0) e 6/4.

Bellucci, Menezes, Meligeni e Sakamoto vencem na estreia do quali do ATP de Santiago

De volta às quadras, Thomaz Bellucci estreou com vitória no qualifying do ATP 250 de Santiago. O brasileiro encarou o marroquino Elliot Benchetrit, o número 234 do mundo, e venceu num duplo 6/2, em 1h16 de duração.

Sem competir desde a primeira semana do ano, no ATP 250 de Delray Beach, Bellucci voltou em ação nesta semana e explicou a ausência. “Realmente foi bastante tempo sem competir. Não porque eu queria, mas pelas restrições de viagens”, disse o paulista. “Hoje foi um bom jogo, consegui me manter consistente e o adversário acabou cometendo muitos erros. Agora é manter o foco e o bom nível para os próximos jogos. Uma sequência de jogos seria importante para retomar o ritmo de jogo o mais rápido possível”, finalizou.

Na próxima rodada, Thomaz enfrentará o vencedor do duelo entre o português João Domingues, cabeça de chave 4 e 188º do ranking, e o argentino Nicolas Kicker, ex-78 do mundo. O brasileiro precisa de mais duas vitórias para entrar na chave principal do torneio do qual já foi campeão em 2010.

João Menezes avançou com uma fácil vitória sobre o chileno Michel Vernier – que recebeu wild card -, marcando 2 sets a 0, parciais de 6/2 e 6/3, em apenas uma hora de jogo. Menezes – número 3 do Brasil e 201 do mundo – enfrentará neste domingo o argentino Sebastian Baez (257 do ranking).

“Hoje foi um jogo muito bom. Consegui sacar e devolver muito bem. Fiz uma partida muito sólida. Comandei o início dos pontos e consegui ser mais agressivo”, explicou Menezes.

Outros dois brasileiros venceram neste sábado e um deles foi Felipe Meligeni Rodrigues, que passou pelo compatriota Guilherme Clezar, com parciais de 6/4 e 6/2.

Em outro confronto nacional, Pedro Sakamoto levou a melhor sobre Rafael Matos, vencendo em sets diretos por 6/3 e 6/1.

Já Orlando Luz foi superado em três sets pelo argentino Sebastian Baez, com parciais de 6/2 6/7(5) e 6/2.

 

Menezes estreia contra turco no Challenger de Antalya. Wild aguarda qualifier. Meligeni busca vaga na chave

Saiu a chave do Challenger de Antalya, na Turquia, que será disputado no saibro, com o qualifying começando neste domingo.

João Menezes terá pela frente um atleta da casa na primeira rodada, já que enfrenta o turco Cem Ikel, convidado pela organização e nº 219 do mundo, em confronto que será inédito.

Outro brasileiro confirmado na chave é Thiago Wild, que aguarda um adversário que sairá do quali. Vale lembrar que Wild, cabeça de chave nº 3, está em uma fase muito ruim, com 9 derrotas seguidas, e busca uma recuperação.

Quem está no quali é Felipe Meligeni, que entra em quadra neste domingo diante do croata Duje Ajdukovic, nº 321 do ranking da ATP, no que será o primeiro confronto entre eles.

 

Menezes garante vaga em Istambul e enfrenta o principal favorito do torneio nesta terça-feira

O mineiro João Menezes está na chave principal do Challenger de Istambul. Nesta segunda-feira (18), venceu o seu segundo jogo no qualifying, marcando 2 sets a 0, parciais de 7/6 (8-6) e 6/2, em 1h55min, diante do dominicano Roberto Cid Subervi (231 do mundo). Cabeça de chave 8 no quali, assim como na estreia, no domingo (17), Menezes – número 3 do Brasil e 193 do ranking mundial – confirmou o favoritismo para garantir a vaga.

Agora, Menezes terá pela frente o principal favorito do torneio, o colombiano Daniel Elahi Galan, cabeça de chave 1 em Istambul e número 115 do mundo. O jogo será nesta terça-feira (19), às 4h (horário de Brasília). Os dois já se enfrentaram em Futures, com uma vitória cada. O challenger na Turquia será disputado até domingo (24), em quadras duras e cobertas.

“Estou me ajustando cada vez mais aos jogos, me soltando cada vez mais. E essas duas partidas do quali foram muito importantes para conseguir ritmo. A impressão que fica é boa e espero amanhã fazer um bom jogo contra o Galan, que é o cabeça 1”, afirmou Menezes.

“No jogo de hoje, eu não comecei muito bem, ele quebrou, saiu na frente, mas aí virei e o set se manteve sem mais quebras. Na definição do tie-break, fiz dois pontos sensacionais, numa passada de slice e, depois, numa aproximação de slice matando o voleio. E venci o primeiro set. No segundo, consegui me impor mais, devolvi bem melhor o saque e poderia ter definido até com mais folga”, completou.