Monteiro, Bellucci e Clezar entram em quadra nesta segunda no Challenger de Lima

Três brasileiros estreiam nesta segunda-feira no Challenger de Lima, no Peru, que é disputado no saibro.

Primeiro a entrar em quadra, Guilherme Clezar terá pela frente um amplo favoritismo contra o japonês Kento Tagashira, jogador que não está no ranking da ATP.

Mais tarde, Thiago Monteiro enfrenta o experiente colombiano Santiago Giraldo. Os dois já se enfrentaram três vezes, com duas vitórias do brasileiro.

Fechando a rodada, Thomaz Bellucci entra em quadra diante do dominicano José Hernandez, em confronto que será inédito.

Bellucci, Monteiro e Rogerinho conhecem adversários de estreia em Santo Domingo. Feijão vence no quali

Três brasileiros estão garantidos na chave principal do Challenger de Santo Domingo, na República Dominicana, que é disputado no saibro.

Depois de chegar à semifinal do Challenger de Campinas, quando perdeu para o argentino Federico Delbonis, Thiago Monteiro terá como primeiro adversário o local Jose Hernandez, que já o venceu em dois dos três confrontos anteriores.

Thomaz Bellucci joga na primeira rodada contra o croata Nino Sedarusic, nº 223 do mundo, em confronto que será inédito, enquanto Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, terá pela frente o espanhol Mario Vilella Martinez, também em confronto inédito.

João Souza, o Feijão, está no quali, e venceu a primeira rodada contra o argentino Renzo Olivo por 6/4 e 6/2. Neste domingo, já a segunda rodada diante do italiano Ricardo Bellotti.

Foto: João Pires/Fotojump

Monteiro elimina Bellucci e encara Delbonis por vaga na final em Campinas. Wild perde pra Bagnis

O brasileiro Thiago Monteiro alcançou pela primeira vez a semifinal do Campeonato Internacional de Tênis, apresentado pelo Santander e Ministério do Esporte, após eliminar Thomaz Bellucci nesta sexta-feira (05/10) no ATP Challenger de US$ 50 mil. Neste sábado, não antes das 13h, o cearense de 24 anos busca a primeira final da temporada contra o argentino Federico Delbonis, cabeça de chave 2, na Sociedade Hípica de Campinas. A entrada é gratuita.

Monteiro, cabeça de chave 4 e 115º, derrotou Bellucci de virada, por 6/2 2/6 6/1. Esta é a melhor campanha do cearense no evento, em sua sexta participação. “Foi um jogo um pouco estranho. Hoje as condições estão bem diferentes, com frio e vento. Acho que o Thomaz começou muito bem e firme, mas no final do primeiro set comecei a impor meu jogo e a sacar melhor. Estou muito feliz com essa vitória, minha primeira semifinal aqui em Campinas. Contra o Delbonis será um jogo bem duro, minha última semifinal foi contra ele, perdi em dois sets, mas aqui tenho o apoio da torcida e as condições estão favoráveis”, comenta o cearense, que enfrentou Delbonis, 91º, há duas semanas na semifinal do ATP Challenger de Biella e foi superado por 6/2 6/3.

A surpreendente campanha de Thiago Wild em Campinas chegou ao fim. Apesar de todo o apoio da torcida, o paranaense de 18 anos, que entrou no evento com um convite, foi superado pelo cabeça de chave 6, Facundo Bagnis, 139º, por 7/6(3) 6/7(4) 6/3, depois de 3h17. Após alcançar as quartas de final de um ATP Challenger pela primeira vez, Wild deve figurar na posição 408º da ATP, ultrapassando seu melhor ranking, na 453ª colocação.

Na semifinal, Bagnis abre a rodada deste sábado, às 11h, contra Christian Garin, cabeça de chave 8 e 141º, que foi o primeiro tenista a se classificar entre os quatro melhores jogadores do torneio. O chileno de 22 anos venceu hoje o uruguaio Martin Cuevas, por 6/4 6/3. Com os pontos obtidos em Campinas, o campeão juvenil de Roland Garros em 2013, ficará bem próximo do melhor ranking da carreira, por volta da 138ª colocação. Bagnis venceu os dois confrontos com Christian Garin.

Romboli avança à final de duplas

O brasileiro Fernando Romboli avançou à decisão de duplas ao lado do parceiro argentino Franco Agamenone. Nesta sexta-feira, os cabeças de chave 1 venceram Caio Silva e Thales Turini, por 7/6(3) 6/3. Agora, Romboli e Agamenone enfrentam o boliviano Hugo Dellien e o argentino Guillermo Duran. Com os pontos obtidos em Campinas, Romboli, atual 111º, que já venceu um título de ATP Challenger esse ano, pode chegar ao melhor ranking da carreira novamente, na posição 106º. A final de duplas deste sábado será não antes das 15h.

Foto: João Pires/Fotojump

Bellucci salva match point e encara Monteiro nas quartas em Campinas

Thomaz Bellucci é o terceiro brasileiro garantido nas quartas de final do Campeonato Internacional de Tênis, apresentado pelo Santander e Ministério do Esporte. Nesta quinta-feira (04/10), o paulista de Tietê salvou um match point para derrotar o chileno Marcelo Barrios Vera, na Sociedade Hípica de Campinas. Agora, Bellucci duela com o cearense Thiago Monteiro, cabeça de chave 4, por vaga na semifinal da competição, nesta sexta-feira, não antes das 18h. A entrada é gratuita.

Em duelo de quase três horas (2h53), Bellucci, 262º, superou Barrios Vera, 303º, com parciais de 7/5 4/6 7/6(0). Inicialmente a partida estava prevista para acontecer nesta quarta-feira, mas foi adiada devido ao mau tempo. “A torcida me apoiou bastante, foi um jogo bem difícil e longo, a vitória foi mais no coração do que no jogo mesmo. Acho que hoje não consegui fazer um bom jogo, tive muitos altos e baixos, salvei um match point no 4/5, mas estou contente pelo resultado final. Sei que preciso melhorar para a próxima rodada se quiser avançar para a semifinal”, disse Bellucci, que já foi 21º do mundo. Monteiro, 115º, lidera os confrontos diretos com Bellucci com duas vitórias.

Felipe Meligeni Alves lutou mas acabou superado por Carlos Berlocq, por 6/3 7/6(2) nas oitavas de final. O próximo adversário do argentino será Rogério Dutra Silva ou Federico Delbonis, que se enfrentam ainda hoje.

Nas duplas, os brasileiros Caio Silva e Thales Turini avançaram à semifinal sem precisar entrar em quadra, após a desistência dos argentinos Facundo Bagnis e Carlos Berlocq. Bagnis sofreu uma lesão no músculo iliopsoas. Nesta sexta-feira, às 12h, Silva e Turini enfrentam o argentino Franco Agamenone e o carioca Fernando Romboli por vaga na final.

Bellucci vence argentino na estreia do Challenger de Campinas

Thomaz Bellucci chegou às oitavas de final do Campeonato Internacional de Tênis, apresentado pelo Santander e Ministério do Esporte. O paulista de Tietê fechou a rodada desta segunda-feira (01/10) do ATP Challenger com vitória em cima do argentino Juan Ignacio Londero, cabeça de chave 5, na primeira rodada da chave principal. A entrada é gratuita na Sociedade Hípica de Campinas.

Em sua primeira participação no evento, Bellucci, 262º, contou com o apoio da torcida para derrotar Londero, com parciais de 6/4 6/3. Seu próximo adversário será o chileno Marcelo Barrios Vera, 303º, num confronto inédito. “Foi uma estreia difícil. Acho que fiz um bom jogo hoje, comecei um pouco nervoso, mas fui me soltando ao longo da partida. Foi muito legal que a torcida inteira compareceu, um clima incrível para jogar, acho que isso me deu uma motivação extra. Na próxima rodada, vou ter que variar bem as jogadas como fiz hoje. Também vou precisar sacar bem, acho que aqui em Campinas isso é importante para avançar na chave”, disse Bellucci.

Thomaz Bellucci confirma calendário para reta final da temporada, começando por Campinas

O tenista paulista Thomaz Bellucci iniciará em Campinas, a partir da próxima semana, seu calendário para a reta final da temporada 2018. O ex-top 30 do ranking mundial participará da gira latina de Challengers, com torneios disputados no saibro, nos próximos dois meses.

Após o ATP Challenger de Campinas, realizado entre 1 e 8 de outubro na Sociedade Hípica, Bellucci jogará em Santo Domingo, na República Dominicana. Após uma semana de descanso, o paulista vai a Lima (Peru), Guayaquil (Equador), Montevidéu (Uruguai) e Buenos Aires (Argentina). Para o Challenger do Rio de Janeiro, entre 19 e 25 de novembro, Bellucci ainda não definiu sua participação.

“Será minha primeira vez neste Challenger de Campinas e estou bem animado para reencontrar a torcida brasileira. Não é toda hora que nós, tenistas brasileiros, temos a chance de jogar em casa e especialmente agora que eu passo mais tempo fora do país, se torna ainda mais especial,”, afirmou Bellucci.

Atual 266 do ranking mundial, Bellucci recuperou 45 posições no último mês. Sua campanha de maior destaque foi a semifinal em Genova, na Itália, um dos torneios de maior premiação do circuito Challenger.

Monteiro e Bellucci perdem em Challengers europeus. Rogerinho joga quartas nesta 6ª, na Polônia

Os dois brasileiros que entraram em quadra nesta quinta-feira, por Challengers europeus, foram eliminados nas oitavas de final.

No Challenger de Banja Luka, na Bósnia, Thomaz Bellucci teve muitas chances diante do lituano Laurinas Grigelis, depois de vencer o primeiro set e liderar o segundo e o terceiro com quebra de saque de vantagem, mas acabou levando a virada por 2/6 7/6(5) e 6/3.

No Challenger de Szczecin, na Polônia, Thiago Monteiro não resistiu ao jogo agressivo do alemão Rudolf Molleker e perdeu em sets diretos, com parciais de 6/3 e 7/5.

Quem está nas quartas de final do torneio polonês é Rogério Dutra Silva, o Rogerinho, que nesta sexta encara o argentino Facundo Arguello, buscando vaga na semifinal.

Bellucci começa bem em Challenger na Bósnia. Monteiro vence na Polônia

Depois da boa campanha na semana passada, quando parou na semifinal do Challenger de Gênova, Thomaz Bellucci começou bem sua caminhada no Challenger de Banja Luka, na Bósnia, que é disputado no saibro.

Nesta terça-feira, o brasileiro passou pela primeira rodada ao superar o argentino Pedro Cachin, em sets diretos, com parciais de 7/6(2) e 6/1, garantindo vaga nas oitavas de final.

Seu próximo adversário será o lituano Laurinas Grigelis, nº 259 do mundo, em confronto que será inédito.

No Challenger de Szczenin, na Polônia, Thiago Monteiro também passou pela estreia, vencendo com facilidade o eslovaco Alex Molcan, com parciais de 6/0 e 6/2. Nas oitavas, o brasileiro encara o alemão Rudolf Molleker, nº 232 da ATP, no que será o primeiro jogo entre eles.

Vale lembrar que Rogério Dutra Silva também está nas oitavas do Challenger polonês, depois de vencer na segunda-feira o local Pawel Cias por 7/5 e 6/3. Agora, o brasileiro terá pela frente o italiano Simone Bolelli. Os dois já se enfrentaram duas vezes, ambas no saibro, com uma vitória pra cada lado.

Bellucci vence favorito Klizan e avança às quartas em Genova

O tenista brasileiro Thomaz Bellucci avançou nesta quinta-feira às quartas-de-final do Challenger de Genova, na Itália, com premiação de 127 mil Euros. Bellucci, que entrou na chave principal de lucky loser, derrotou o cabeça-de-chave 1, o eslovaco Martin Klizan 71o. colocado no ranking mundial, de virada, salvando match point, por 3/6 7/5 4/0 e desistência do adversário. O brasileiro volta a jogar nesta sexta, em busca de vaga na semifinal, contra o chileno Christian Garin (158o.).

“Foi um jogo bem duro. Tive bem perto de perder no segundo set, mas consegui salvar match point. Acho que o meu mérito hoje foi continuar lutando e não desistir, acreditando até o último ponto. Não fiz uma grande partida, mas no terceiro set consegui subir o meu nível e ele sentiu a chance perdida de ganhar o jogo. Depois daquele game do match point o jogo foi outro e consegui dominar bastante, jogar sólido, cometer poucos erros e ele acabou errando bastante. É bom ganhar de um cara top 100, um grande jogador que é o Klizan e seguimos na luta,” disse Bellucci, atual 311o. no ranking mundial.

Thomaz Bellucci e André Sá encerram parceria de quase um ano

Quase um ano depois de terem iniciado uma parceria inédita, Thomaz Bellucci e o técnico André Sá, decidiram encerrar o trabalho em conjunto.

Durante um ano a dupla se dividiu entre Santa Catarina, São Paulo, Bradenton e o circuito mundial. No entanto, com as mudanças que ocorreram na carreira de ambos, os dois chegaram à conclusão de que a “dupla” não estava sendo efetiva. André Sá, que reside em Blumenau, se tornou consultor da ITF e Bellucci, se mudou de São Paulo para Bradenton.

“Foi muito bem ter o André ao meu lado durante todo esse tempo. Sempre admirei o André como pessoa e jogador e aprendi muito com ele. Mas, essa minha mudança de base para Bradenton e os outros compromissos do André, no longo prazo, acabaram dificultando estarmos juntos o tempo todo e nesse momento preciso de alguém que fique mais próximo de mim,” analisou Bellucci.

Para André Sá, fica a primeira experiência como técnico e ainda uma maior paixão pelo tênis. “Foi a minha primeira experiência como treinador, com muitos desafios e eu fiquei fascinado. Acho que aumentou ainda mais o meu amor pelo tênis. Gostei muito da experiência e não descarto continuar nessa linha. Trabalhamos duro juntos, demos o nosso melhor e vou seguir na torcida pelo Thomaz.”

Bellucci que já estaria sem André Sá nesta semana, manterá o trabalho que já vem fazendo há um ano com o espanhol German Lopez, em Bradenton e está decidindo junto ao empresário Marcio Torres, um outro treinador para integrar a equipe. Nesta quinta-feira, na Itália onde disputa o Challenger de Genova ele enfrenta o eslovaco Martin Klizan, em busca de uma vaga nas quartas-de-final da competição.