Primeiro dia de Roland Garros terá estreias de Stephens, Kerber e jogo entre Svitolina e Venus

Roland Garros começa neste domingo, já com bons jogos abrindo a chave feminina do segundo Grand Slam da temporada, disputado no saibro de Paris.

Logo na abertura da quadra Philippe-Chatrier, a alemã Angelique Kerber, 5ª favorita da chave, faz sua estreia diante da russa Anastasia Potapova.

Mais tarde, fechando a programação da mesma quadra, a tcheca Karolina Pliskova, embalada pelo título em Roma, encara a norte-americana Madison Brengle.

Na Suzzane-Lengle, o destaque fica para o jogo da norte-americana Sloane Stephens contra a japonesa Misaki Doi, enquanto na nova quadra Simonne-Mathieu serão disputadas as partidas de Garbine Muguruza, contra a norte-americana Taylor Townsend, e de Elina Svitolina contra a experiente Venus Williams, o que deve ser uma boa partida.

Foto: Julien Crosnier/FFT

Para conferir toda a programação do domingo, clique aqui.

Azarenka leva virada de alemã na estreia do Australian Open. Serena e Venus vencem

Mesmo não sendo uma cabeça de chave, a principal surpresa do segundo dia da chave feminina do Australian Open foi a eliminação de uma bicampeã do torneio e ex-nº 1 do mundo.

A bielorrussa Victoria Azarenka, que atualmente é apenas a 53 do mundo, até começou bem, mas acabou levando a virada da alemã Laura Siegmund, nº 110 da WTA, com parciais de 6/7(5) 6/4 e 6/2.

Quem não teve problemas pra garantir sua vaga na segunda rodada foi Serena Williams, que precisou de menos de 50 minutos pra bater a alemã Tatjana Maria por 6/0 e 6/2.

A norte-americana deve fazer um confronto interessante com a canadense Eugenie Bouchard, que passou pela convidada chinesa Shuai Peng, com parciais de 6/1 e 6/2.

Outra favorita que também não teve muito trabalho foi a ucraniana Elina Svitolina, que anotou 6/1 e 6/2 sobre a qualifier suíça Viktorija Golubic, enquanto a experiente Venus Williams teve que buscar a virada diante da romena Mihaela Burnzanescu, com parciais de 6/7(3) 7/6(3) e 6/2.

Foto: Luke Hemer/Tennis Australia

Serena volta a vencer Venus. Stephens bate Azarenka. Sharapova enfrenta Ostapenko neste sábado

Em mais um histórico confronto, que marcou o 30º jogo entre as irmãs Williams, Serena levou a melhor sobre Venus e chegou às oitavas de final do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada.

Foi até mais fácil do que o esperado, em sets diretos, com um placar de 6/1 e 6/2, garantindo vaga pra encarar a estoniana Kaia Kanepi, que passou pela sueca Rebecca Peterson por 2×0.

A atual campeã, Sloane Stephens, não deu muitas chances para a bielorrussa Victoria Azarenka e venceu por 6/3 e 6/4, enquanto Elina Svitolina bateu a chinesa Qiang Wang por duplo 6/4.

A terceira rodada em Nova York continua neste sábado, com a local Madison Keys, vice-campeã no ano passado, enfrentando a sérvia Aleksandra Krunic na abertura do Arthur Ashe Stadium.

No mesmo local, Maria Sharapova abre a rodada noturna encarando a letã Jelena Ostapenko, enquanto a alemã Angelique Kerber, cabeça de chave nº 4, joga no Louis Armstrong diante da experiente eslovaca Dominika Cibulkova.

Destaque também para a partida entre Petra Kvitova e a embalada Aryna Sabalenka, que vem do título em New Haven, além do jogo entre a japonesa Naomi Osaka e a bielorrussa Aleksandra Sasnovich.

Foto: USTA/Pete Staples

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Sexta-feira em Nova York terá aguardado confronto entre Serena e Venus Williams

A sexta-feira promete jogos bem animados na chave feminina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova York, nos Estados Unidos.

Valendo vaga nas oitavas de final, a atual campeã Sloane Stephens terá pela frente a embalada Victoria Azarenka, abrindo a programação do Arthur Ashe Stadium.

Na mesma quadra, abrindo a rodada noturna, mais um aguardado confronto entre as irmãs Serena e Venus Williams, no que será o 30º jogo entre elas, com a irmã mais nova liderando o confronto direto por 17×12.

No Louis Armstrong, o destaque fica pra partida da tcheca Karolina Pliskova contra a norte-americana Sofia Kenin, enquanto a experiente russa Ekaterina Makarova encara a letã Anastasija Sevastova na Grandstand.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Foto: USTA/Daniel Shirey

Logo no 1º dia do US Open, Halep é eliminada. Venus vence duelo de veteranas com Kuznetsova

E foi com uma grande surpresa que começou a chave feminina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro, em Nova York.

Logo nesta segunda-feira, no primeiro dia de jogos, a nº 1 do mundo Simona Halep foi eliminada pela estoniana Kaia Kanepi, em sets diretos e sem ter muitas chances, com parciais de 6/2 e 6/4.

Um pouco mais tarde, em confronto de veteranas, a local Venus Williams levou a melhor sobre a russa Svetlana Kuznetsova, vencendo depois de três sets.

Garbine Muguruza não deu muitas chances para a chinesa Shuai Zhang, cedendo apenas três games e vencendo por 6/3 e 6/0, enquanto a tcheca Karolina Pliskova teve mais trabalho diante da cazaque Zarina Diyas, vencendo por 6/4 e 7/6(4).

Outra que precisou de apenas dois sets foi a atual campeã, Sloane Stephens, que bateu a russa Evgenyia Rodina por 6/1 e 7/5.

Foto do texto: USTA/Pete Staples

Foto do banner: USTA/Darren Carroll

Serena bate Mladenovic em Londres. Venus e Keys são favoritas eliminadas do dia

A sexta-feira marcou jogos da terceira rodada de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama, em Londres, na Inglaterra.

Na quadra central, a norte-americana Serena Williams teve dois sets duros pra superar a francesa Kristina Mladenovic, em sets diretos, com parciais de 7/5 e 7/6(2).

Mais uma cabeça de chave perdeu nesta sexta, a irmã de Serena, Venus, que foi eliminada pela holandesa Kiki Bertens por 6/2 6/7(5) e 8/6, enquanto a tcheca Karolina Pliskova precisou virar sobre a romena Mihaela Buzarnescu, com parciais de 3/6 7/6(3) e 6/1.

Madison Keys, 10ª favorita da chave, também jogou 3 sets, mas perdeu para a russa Evgeniya Rodina por 7/5 5/7 e 6/4.

A terceira rodada continua neste sábado, com a nº 1 do mundo Simona Halep buscando vaga nas oitavas de final, enfrentando a taiwanesa Su-Wei Hsieh na quadra 1, enquanto a alemã Angelique Kerber terá a oportunidade de jogar na quadra central contra a japonesa Naomi Osaka.

Foto: AELTC/Ben Solomon

Wozniacki é eliminada por Makarova em Wimbledon. Serena e Venus vencem

No complemento da segunda rodada, a quarta-feira teve uma surpresa na chave feminina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Cabeça de chave nº 2, a dinamarquesa Caroline Wozniacki lutou muito, chegou a ver a russa Ekaterina Makarova abrir vantagem no 3º set e perder chances antes de triunfar com um 7/5 na parcial decisiva.

Outra cabeça de chave que não chegou à terceira rodada foi a polonesa Agnieszka Radwanska, superada pela tcheca Lucie Safarova por 7/5 e 6/4.

Na quadra central, a tcheca Karolina Pliskova fez valer sua condição de cabeça de chave nº 7 ao bater a bielorrussa Victoria Azarenka em dois sets, com um duplo 6/3.

No mesmo local, Serena Williams também não encontro dificuldades pra garantir sua vaga na 3ª rodada, vencendo a búlgara Viktoryia Kuzmova por 6/1 e 6/4.

Sua irmã mais velha, Venus, teve bem mais trabalho pra superar a romena Alexandra Dulgheru, de virada, com parciais de 4/6 6/0 e 6/1.

Foto: AELTC/Tim Clayton

Venus e atual campeã perdem na estreia em Paris. Kvitova e Sharapova jogam na 2ª feira

Primeiro dia de jogos e surpresas interessante na chave feminina de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada, disputado no saibro.

Atual campeã e cabeça de chave nº 5, a letã Jelena Ostapenko perdeu logo na primeira rodada, sendo superada pela ucraniana Kateryna Kozmova por 7/5 e 6/3.

Quem também perdeu logo neste domingo foi a experiente Venus Williams, eliminada pela chinesa Qiang Wang por 2×0. A britânica Johanna Konta chegou a vencer um set, mas perdeu para a estoniana Annet Kontaveit por 2×1.

Elina Svitolina confirmou o seu favoritismo diante da australiana Ajla Tomljanovic, vencendo por 2×0, assim como a norte-americana Sloane Stephens, que bateu a holandesa Arantxa Rus por 6/2 e 6/0.

Na segunda-feira, Petra Kvitova abre a programação da quadra Philippe-Chatrier, encarando a paraguaia Veronica Cepede Royg, mesmo local da partida entre Caroline Wozniacki e a norte-americana Danielle Collins.

Na Suzanne-Lenglen, destaque para o jogo da local Kristina Mladenovic contra a alemã Andrea Petkovic, enquanto Maria Sharapova faz sua estreia no torneio na mesma quadra, diante da holandesa Richel Hogenkamp.

Roland Garros começa no domingo com atual campeã Ostapenko, Svitolina e Venus em quadra

Vai começar a chave principal feminina de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada, disputado no saibro parisiense.

Atual campeã, a letã Jelena Ostapenko vai fechar a programação da quadra Philippe-Chatrier, enfrentando a ucraniana Kateryna Kozlova.

Na mesma quadra, mais cedo, a local Alize Cornet faz um confronto contra a experiente Sara Errani, que já foi vice campeã do torneio.

Na Suzanne-Lenglen, a ucraniana Elina Svitolina, cabeça de chave nº 4, joga contra a australiana Ajla Tomljanovic, enquanto a experiente Venus Williams enfrenta a chinesa Qiang Wang.

Vale destacar também a estreia da italiana Francesca Schiavone, campeã de 2010, que passou o quali e joga na quadra 3 contra a eslovaca Viktoria Kuzmova.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Danielle Collins, surpresa do Miami Open, foi uma jogadora de sucesso no tênis universitário

Na noite desta segunda-feira, a norte-americana Danielle Collins entra em quadra pro jogo mais importante da sua carreira até o momento, encarando a experiente compatriota Venus Williams, em busca de uma vaga na semifinal do WTA Premier de Miami.

Ao longo da semana, a jovem de 24 anos surpreendeu jogadoras como Coco Vandeweghe e Monica Puig, colocando-se definitivamente como mais um talento do tênis norte-americano.

Por enquanto, ela vai subindo 27 postos do ranking da WTA, superando sua melhor marca, que é a atual 93ª posição, entrando no grupo das 70 melhores do mundo.

Porém, nem tudo é surpresa na carreira de Danielle, que fez uma carreira bem sólida e vitoriosa no circuito universitário norte-americano. Graduada em Estudos de Mídia, em 2016, pela Universidade da Virgínia – depois de começar seus estudos na Universidade da Flórida, mas não se adaptar aos treinadores – a natural de São Petersburgo, na Flórida, foi bicampeã do circuito universitário do país, sendo apenas a sétima mulher a conseguir tal feito.

Inclusive, o bicampeonato, em 2016, rendeu um convite para a chave principal do US Open, quando perdeu na primeira rodada para a russa Evgeniya Rodina.

A História de Danielle Collins é só mais um exemplo, entre tantos, dos benefícios que podem ser oriundos de um circuito cada vez mais concorrido e de alto nível, como é o universitário dos Estados Unidos.

A Tennis View, ao longo de todos os seus anos de existência, já mostrou exemplos práticos de brasileiros que foram para os Estados Unidos e não se arrependeram, além dos conhecidos casos de norte-americanos como John Isner, Bob Bryan e James Blake, que se tornaram ótimos profissionais depois desta experiência.

Quando Venus Williams, sua adversária desta quarta, venceu Wimbledon pela primeira vez, Danielle Collins tinha apenas 6 anos de idade, mas ela garante que não quer deixar nada atrapalhar a sua semana mais brilhante na carreira. Como ela mesmo disse após a vitória sobre Puig, nas oitavas: “Este é o meu momento”.