US Open: Serena domina e decidirá final em Nova York

Um ano após se tornar mãe pela primeira vez e passar por graves complicações no pós parto, Serena Williams está na sua segunda final de Grand Slam consecutiva. Vice-campeã de Wimbledon em julho, ela decide no sábado o US Open, em busca do recorde e do seu 24o. título da categoria. Na noite de quinta-feira ela derrotou Anastasija Sevastova, da Letônia, por 6/3 6/0 para se garantir na sua 9a. final em Nova York e na 31a. da carreira.

“Um ano atrás, depois da Olympia nascer eu literalmente estava lutando pela minha vida, então sou muito agradecida cada vez que piso nesta quadra. Não importa o que acontecer, semifinal, final, eu sinto que já venci,” disse Serena, após a consistente vitória diante da tenista da Letônia.

No domingo, em que jogará pelo sétimo título no Arthur Ashe Stadium, Serena enfrentará a vencedora do jogo entre Madison Keys e Naomi Osaka.

Um dos maiores ícones culturais e esportivos do mundo, Serena afirmou que não imaginou que seria tão duro voltar a competir após a maternidade. O documentário produzido pela HBO mostra detalhes do dia a dia da super campeã, sofrendo com a falta de ritmo, o excesso de peso, a demanda muito maior do que estava acostumada de treinos para voltar ao nível competitivo e a luta interna entre o desejo de cuidar da criança e ter que trabalhar para vencer.

Neste US Open, Serena, que venceu o seu primeiro Grand Slam justamente nestas quadras quase 20 anos atrás (1999), conta que o diferencial foi a sua melhora física. É notável que todo o esforço que ela vem fazendo está sendo recompensado.

Diante de campeãs mais jovens, com ritmo de jogo e mais embalo do que Serena,36 anos, fala mais alto, além do talento e competência, a experiência, o amor pelo esporte e o desejo da vitória, acima de tudo.

Diana Gabanyi

Sevastova elimina Stephens e faz, em Nova York, sua 1ª semi de Slam, diante de Serena

Está definida a primeira semifinal da chave feminina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova York.

Nesta terça-feira, o dia começou com a letã Anastasija Sevastova surpreendendo a atual campeã Sloane Stephens, vencendo por 6/2 e 6/3 pra garantir pela primeira sua participação na semifinal de um Slam.

Por vaga na final, ela terá como adversária simplesmente Serena Williams, que até teve trabalho no início do jogo, mas depois se impôs diante da tcheca Karolina Pliskova, anotando 6/4 e 6/3.

Campeã do US Open em seis oportunidades, Serena assume agora o favoritismo pra buscar o hepta enquanto a letã, logicamente, busca seu primeiro título de um dos quatro maiores torneios da temporada. Será o primeiro confronto entre elas.

A outra semi será definida nesta quarta, com os outros dois jogos das quartas de final. Primeiro, a japonesa Naomi Osaka terá uma grande chance diante da ucraniana Lesia Tsurenko, enquanto a experiente e embalada Carla Suarez Navarro, que vem de vitória sobre Maria Sharapova, encara a norte-americana Madison Keys.

Foto: Cynthia Lum

Pliskova e Serena vencem e se enfrentam nas 4ªs do US Open. Sharapova busca vaga na 2ª feira

As primeiras partidas das oitavas de final foram disputadas neste domingo, quando foram conhecidas as primeiras quadrifinalistas da chave feminina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada.

Na primeira partida do dia, Karolina Pliskova conseguiu uma firme vitória sobre a australiana Ashleigh Barty, por duplo 6/4. Nas quartas, terá pela frente a norte-americana Serena Williams, que começou bem, levou um susto, mas depois venceu a estoniana Kaia Kanepi por 6/0 4/6 e 6/3.

Quem também aplicou um pneu no dia foi a letã Anatasija Sevastova, que anotou 6/3 1/6 e 6/0 sobre a ucraniana Elina Svitolina, se classificando pra enfrentar a local Sloane Stephens, que bateu a belga Elise Mertens por duplo 6/3.

As oitavas de final da chave feminina continuam nesta segunda-feira, com mais 4 jogos, começando pelo confronto entre Madison Keys, vice-campeã do ano passado, e Dominika Cibulkova, abrindo a programação do Arthur Ashe Stadium, mesmo local da partida entre Maria Sharapova e Carla Suarez Navarro, que iniciam a rodada noturna.

No Louis Armstrong, a bielorrussa Aryna Sabalenka joga contra a japonesa Naomi Osaka, enquanto a ucraniana Lesia Tsurenko enfrenta a tcheca Marketa Vondrousova na Grandstand.

Serena volta a vencer Venus. Stephens bate Azarenka. Sharapova enfrenta Ostapenko neste sábado

Em mais um histórico confronto, que marcou o 30º jogo entre as irmãs Williams, Serena levou a melhor sobre Venus e chegou às oitavas de final do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada.

Foi até mais fácil do que o esperado, em sets diretos, com um placar de 6/1 e 6/2, garantindo vaga pra encarar a estoniana Kaia Kanepi, que passou pela sueca Rebecca Peterson por 2×0.

A atual campeã, Sloane Stephens, não deu muitas chances para a bielorrussa Victoria Azarenka e venceu por 6/3 e 6/4, enquanto Elina Svitolina bateu a chinesa Qiang Wang por duplo 6/4.

A terceira rodada em Nova York continua neste sábado, com a local Madison Keys, vice-campeã no ano passado, enfrentando a sérvia Aleksandra Krunic na abertura do Arthur Ashe Stadium.

No mesmo local, Maria Sharapova abre a rodada noturna encarando a letã Jelena Ostapenko, enquanto a alemã Angelique Kerber, cabeça de chave nº 4, joga no Louis Armstrong diante da experiente eslovaca Dominika Cibulkova.

Destaque também para a partida entre Petra Kvitova e a embalada Aryna Sabalenka, que vem do título em New Haven, além do jogo entre a japonesa Naomi Osaka e a bielorrussa Aleksandra Sasnovich.

Foto: USTA/Pete Staples

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Sexta-feira em Nova York terá aguardado confronto entre Serena e Venus Williams

A sexta-feira promete jogos bem animados na chave feminina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova York, nos Estados Unidos.

Valendo vaga nas oitavas de final, a atual campeã Sloane Stephens terá pela frente a embalada Victoria Azarenka, abrindo a programação do Arthur Ashe Stadium.

Na mesma quadra, abrindo a rodada noturna, mais um aguardado confronto entre as irmãs Serena e Venus Williams, no que será o 30º jogo entre elas, com a irmã mais nova liderando o confronto direto por 17×12.

No Louis Armstrong, o destaque fica pra partida da tcheca Karolina Pliskova contra a norte-americana Sofia Kenin, enquanto a experiente russa Ekaterina Makarova encara a letã Anastasija Sevastova na Grandstand.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Foto: USTA/Daniel Shirey

Stephens, atual campeã, Halep e Serena estreiam nesta 2ª feira no US Open

Começa nesta segunda-feira a esperada chave principal feminina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova York, nos Estados Unidos.

No Arthur Ashe Stadium, a experiente local Venus Williams abre sua campanha contra outra jogadora com muita História nas quadras, a russa Svetlana Kuznetsova. No mesmo local, abrindo a rodada noturna, Serena Williams terá pela frente a polonesa Magda Linette.

A nº 1 do mundo Simona Halep foi escalada para jogar no Louis Armstrong diante da estoniana Kaia Kanepi. No mesmo local, a atual campeã Sloane Stephens, cabeça 3, joga contra a russa Evgeniya Rodina.

Vale destacar também a partida de Victoria Azarenka contra a eslovaca Viktoria Kuzmova, assim como o jogo de Elina Svitolina contra a local Sacha Vickery e o confronto entre a tcheca Karolina Pliskova e a cazaque Zarina Diyas.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Com grande atuação, Kerber vence Serena e conquista seu 1º título de Wimbledon

Em uma grande atuação tática, com poucos erros e muita eficiência, Angelique Kerber se tornou campeã de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Neste sábado, a alemã fez uma bela partida, segurou a agressividade de Serena Williams, e triunfou em sets diretos, com um duplo 6/3, chegando ao seu 3º título de Slam na carreira, depois dos troféus do Australian Open e do US Open de 2016.

“É um sonho que se tornou realidade.” Disse a alemã, que fez questão de valorizar e parabenizar sua adversária: “Serena, você é uma ótima pessoa, uma inspiração para todos nós seguirmos  e todos estão te vendo. Tenho certeza de que você terá seu próximo título Grand Slam em breve.”

“Parabéns por ter voltado. Eu sabia que tinha que jogar meu melhor tênis contra uma campeã como Serena. É sempre uma honra dividir uma quadra com ela. Eu aproveitei cada segundo aqui nas últimas duas semanas. Obrigado à minha família e amigos em casa, sem vocês eu não estaria aqui.” Concluiu.

Com o resultado, a alemã garantiu uma subida de 6 posições no ranking da WTA, indo do 10º ao 4º lugar, enquanto Serena, depois de longa parada após gravidez, sobe 153 postos, garantindo seu retorno ao top-30, com o 28º lugar.

Foto: AELTC/Florian Eisele

Serena bate Goerges e busca seu 8º título de Wimbledon em final contra Kerber

Está definida a grande final feminina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Nesta quinta-feira, a primeira a garantir sua vaga na decisão do próximo sábado foi a alemã Angelique Kerber, que controlou a agressividade da letã Jelena Ostapenko pra vencer por duplo 6/3, chegando à final do torneio londrino pela segunda vez na carreira.

“Eu estava tentando manter meu foco e jogando cada ponto, porque ela começou muito bem. Então eu estava apenas tentando encontrar o meu ritmo e arrisquei quando o tive” disse Kerber: “Estou muito orgulhosa de estar de volta à final de Wimbledon, especialmente depois do ano passado, onde as coisas não estavam como eu esperava, na verdade.” Completou.

Sua adversária será Serena Williams, justamente a jogadora que há derrotou na final há dois anos. Nesta quinta, a norte-americana também não perdeu sets diante da alemã Julia Goerges, vencendo por 6/2 e 6/4, elogiando sua oponente depois da partida:

“Eu achei que ela jogou muito bem. Eu nunca a vi jogar tão bem, e eu a vi jogar muito. Eu realmente gosto de vê-la jogar. Eu vejo todo o trabalho duro que ela vem fazendo, sendo consistente no passado, você sabe, 14 meses ou mais, isso ela realmente mostrou hoje, eu sinto que ela realmente trouxe isso.” Afirmou, antes de completar:

“Eu tive que melhorar meu nível porque eu a vi jogar muito e ela nunca jogou assim, com tão poucos erros não forçados, tantos winners, tão agressiva, se movendo tão bem.”

Serena e Kerber já se enfrentaram oito vezes ao longo da carreira e a vantagem é da norte-americana, que venceu seis partidas, sendo a mais recente na final de Wimbledon, em 2016, quando anotou 7/5 e 6/3.

Enquanto a alemã vai em busca do seu primeiro título de Slam na grama, Serena pode conquistar o seu oitavo título no tradicional torneio britânico.

Foto do banner: Cynthia Lum

Serena vira sobre Giorgi e encara Goerges na semi em Wimbledon. Ostapenko encara Kerber

Marcadas para próxima quinta-feira, foram definidas nesta terça-feira as semifinais da chave feminina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

A letã Jelena Ostapenko, campeã no saibro de Roland Garros no ano passado, impôs seu jogo agressivo contra a experiente eslovaca Dominika Cibulkova pra vencer em sets diretos, com parciais de 7/5 e 6/4.

Na semi, sua adversária será a alemã Angelique Kerber, que passou pela russa Daria Kasatkina por 6/3 e 7/5. As duas farão um confronto inédito.

Agora com status de favorita ao título, depois das eliminações das principais cabeças de chave, Serena Williams teve trabalho contra a italiana Camila Giorgi, vencendo de virada, com parciais de 3/6 6/3 e 6/4.

Por vaga na final, ela terá pela frente a alemã Julia Goerges, que também encarou três sets contra a holandesa Kiki Bertens, vencendo por 3/6 7/5 e 6/1.

Serena e Goerges já se enfrentaram três vezes, com três vitórias da norte-americana, sendo o mais recente na terceira rodada de Roland Garros deste ano.

Foto: Cynthia Lum/Icon Sportswire

Ostapenko, Serena e Kerber vencem e jogam 4ªs nesta 3ª. Pliskova é eliminada

Estão definidos os jogos de quartas de final da chave feminina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Nesta segunda-feira, a italiana Camila Giorgi garantiu sua vaga ao bater a russa Ekaterina Makarova em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/4, classificando-se para enfrentar nas quartas a norte-americana Serena Williams, que venceu a russa Evgeniya Rodina por duplo 6/2.

A alemã Angelique Kerber precisou de dois sets, sendo um tiebreak, pra passar pela suíça Belinda Bencic e agora terá pela frente a russa Darya Kasatkina, que virou sobre a belga Alison Van Uytvanck.

Outra alemã nas quartas será Julia Goerges, que impôs seu jogo agressivo sobre a croata Donna Vekic e agora enfrenta a holandesa Kiki Bertens, que deve ir com confiança depois de eliminar Karolina Pliskova por 6/3 e 7/6(1).

A última partida será entre a experiente eslovaca Dominika Cibulkova, que eliminou a taiwanesa Su-Wei Hsieh em dois sets, e a letã Jelena Ostapenko, que teve trabalho no primeiro set contra a bielorussa Aliaksandra Sasnovich, indo ao tiebreak, mas depois deslanchou e fechou com um pneu.

Todos os jogos das quartas serão disputados nesta terça-feira.

Foto: AELTC/Ben Queenborough