Karatsev vive conto de fadas, vira sobre Dimitrov e está na semi do Australian Open

O Australian Open tem uma belo conto e ele é de Aslan Karatsev. O russo, que precisou jogar o qualifying do torneio, está na semifinal do primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Melbourne.

Aos 27 anos e apenas o nº 114 do mundo – 111 é sua melhor marca na carreira até o momento – Karatsev superou mais uma vez. Não apenas mais um adversário, mas a expectativa da maioria. Talvez, dele mesmo.

Na madrugada desta terça-feira, no horário de Brasília, ele bateu o búlgaro Grigor Dimitrov, que vinha de belo triunfo sobre Dominic Thiem.

Semifinalista em 2017, Dimitrov começou muito bem o jogo, fechando o 1º set em 6/2, no que parecia ser o fim da linha para o russo do torneio. Aliás, assim como pareceu nas oitavas, quando Felix Auger-Aliassime abriu dois sets de vantagem sobre ele.

Porém, ainda não. Ainda não acabou o conto de fadas de Karatsev em Melbourne. Pena que o público não viu. Pelo menos, não em quadra. Não viu uma bela reação, uma baita vitória e uma histórica campanha. No fim, 2/6 6/4 6/1 e 6/2, mesmo sendo importante falar que Dimitrov, pelo menos a partir do terceiro set, não estava na sua melhor forma física, sentindo um problema nas costas.

Agora, Karatsev vai colhendo os louros da sua campanha. Vai se tornar top-50 do ranking e é um dos 4 russos com melhor retrospecto na História do torneio.

 

 

Dimitrov vence o favorito Thiem e encara surpreendente Karatsev nas quartas de final do Australian Open

Mais uma vez, Grigor Dimitrov surpreende no Australian Open e chega às rodadas finais, mesmo não sendo considerado um doa favoritos antes do início do primeiro Grand Slam da temporada.

Na madrugada deste domingo, no horário de Brasília, o búlgaro, atual nº 21 do mundo, não tomou  conhecimento do favoritismo de Dominic Thiem e venceu em sets diretos, com muita autoridade, com parciais de 6/4 6/4 e um sonoro pneu no 3º set, 6/0.

Com isso, ele fica perto de repetir seu melhor desempenho no Australian Open até o o momento, que foi a semifinal de 2017, quando perdeu em sets diretos para Rafael Nadal.

Nas quartas de final, Dimitrov já aparece como favorito, pois vai enfrentar uma surpresa maior ainda. Será o russo Aslan Karatsev, nº 114 da ATP e que precisou jogar o qualifying pra entrar na chave principal.

Karatsev não era favorito nas oitavas e ainda viu o jovem canadense Felix Auger-Aliassime abrir dois sets de vantagem. Porém, ele continuou lutando, se impôs nas parciais seguintes e confirmou uma grande virada, com parciais de 3/6 1/6 6/3 6/3 e 6/4.

 

Nadal bate Norrie e encontra Fognini nas oitavas do Australian Open. Thiem e Dimitrov se enfrentam no domingo

Rafael Nadal segue firme e conquistou sua terceira vitória em Melbourne, garantindo vaga nas oitavas de final do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro.

No primeiro dia do torneio sem a presença do público, seguindo as determinações de restrições do Estado de Victoria, Nadal entrou em quadra pra fechar a rodada noturna diante do britânico Cameron Norrie.

Mesmo equilibrando parciais, Norrie não teve muitas chances diante do jogo sólido do espanhol, que anotou 7/5 6/2 e 7/5. Agora, ele terá pela frente um velho conhecido. O italiano Fabio Fognini, que surpreendeu não só pela vitória sobre o australiano Alex De Minaur, mas pela forma: 3×0, com um belo tênis.

No mais, o dia foi sem grandes surpresas na chave, apesar do susto do russo Daniil Medvedev, que abriu 2×0 sobre Filip Krajinovic, viu o sérvio reagir, empatar, mas o favorito fechou a partida em grande estilo, com um pneu no set decisivo.

O italiano Matteo Berrettini venceu o russo Karen Khachanov em três tiebreaks, enquanto o russo Andrey Rublev eliminou o espanhol Feliciano Lopez, também em sets diretos. Stefanos Tsitsipas fez a mesma coisa na partida contra o sueco Mikael Ymer.

As oitavas de final serão disputadas a partir da noite deste sábado, no horário de Brasília, começando com a partida do jovem Felix Auger-Aliassime diante do qualifier russo Aslan Karatsev, que vem embalado pela vitória por 3×0 sobre o argentino Diego Schwartzman, além de ainda não ter perdido um único set na chave principal.

Na Rod Laver Arena, Dominic Thiem e Grigor Dimitrov devem fazer um belo jogo, enquanto o alemão Alexander Zverev tem o favoritismo diante do sérvio Dusan Lajovic, em partida que será realizada na Margaret Court.

Pra fechar, o suspense do dia. Depois de sofrer com dores na partida diante do norte-americano Taylor Fritz, Novak Djokovic cancelou o treino programado para esse sábado e ainda não se sabe se ele terá condições de entrar em quadra para enfrentar o canadense Milos Raonic.

 

 

 

Atual campeão, Djokovic abre sua campanha no 1º dia do Australian Open, em busca do 9º título

Na noite deste domingo, no horário de Brasília, vai ter início o Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro, em Melbourne.

Atual campeão, o sérvio Novak Djokovic vai em busca do seu 9º título do torneio, começando sua campanha diante do francês Jeremy Chardy, fechando a sessão noturna da Rod Laver Arena.

Destaque para o bom confronto entre dois jovens muito talentosos, com o canadense Denis Shapovalov encarando o italiano Jannik Sinner.

Vice campeão em 2020, o austríaco Dominic Thiem é o cabeça 3 da chave masculino e seu primeiro jogo será contra o cazaque Mikhail Kukushkin.

Vale destacar também a partida do alemão Alexander Zverev contra o norte-americano Marcos Giron, na Margaret Court, e o confronto do suíço Stan Wawrinka diante do português Pedro Sousa na quadra John Cain Arena, a terceira mais importante do complexo.

Outro confronto pra ficar de olho será entre o búlgaro Grigor Dimitrov, 18º favorito, e o croata Marin Cilic, que é um perigoso jogador “solto” na chave.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

 

Dimitrov vira sobre Federer, enfrenta Medvedev na semi e US Open terá estreante em final de Slam

Em uma grande atuação, Grigor Dimitrov eliminou Roger Federer e chegou pela primeira vez na carreira à semifinal do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova Iorque.

Na noite desta terça-feira, o búlgaro lembrou seus melhores tempos e foi buscar uma improvável virada diante do suíço. Improvável não apenas pela qualidade de tênis, mas que pelo que Federer vinha jogando nos últimos jogos e pelo que Dimitrov fez nas campanhas mais recentes.

Além disso, ainda tinha o histórico, totalmente favorável ao ex-nº 1 do mundo, que nunca havia perdido um confronto direto em sete partidas.

Depois de sair atrás e ficar perdendo por dois sets a um, Dimitrov, que é apenas o atual nº 78 do ranking da ATP, triunfou com parciais de 3/6 6/4 3/6 6/4 e 6/2.

“A única coisa que eu pensava era permanecer na partida. Apenas estou feliz.” disse ele, para completar em seguida, admitindo que Federer, ao final do jogo, não estava bem fisicamente: “No final, ele definitivamente não estava 100%. É melhor de cinco (sets), tudo pode acontecer.”

Agora, ele enfrenta outro estreante de Slam, já que encara o russo Daniil Medvedev, que mais cedo superou Stan Wawrinka, em quatro sets.

Os dois já se enfrentaram duas vezes, com uma vitória pra cada. Dimitrov, que já vai garantindo um retorno ao grupo dos 25 primeiros do ranking, venceu na grama de Queen’s, em 2017, enquanto Medvedev triunfou no piso duro de Washington, no mesmo ano.

Foto: Cynthia Lum

 

Federer bate Goffin cedendo apenas 4 games e encara Dimitrov nas 4ªs do US Open

Roger Federer voltou a jogar muito e conseguir chegar tranquilamente às quartas de final do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, disputado no piso duro de Nova Iorque, nos Estados Unidos.

Na tarde deste domingo, abrindo a programação do Arthur Ashe Stadium, o suíço só encontrou dificuldade no começou do jogo, quando viu David Goffin ter quebra de vantagem, liderando por 2/1.

Depois, Federer elevou muito seu nível, não perdeu mais games na parcial e cedeu apenas outros dois no jogo, fechando ao triunfo com parciais de 6/2 6/2 e 6/0.

Seu adversário será o búlgaro Grigor Dimitrov, que teve uma atuação acima da média diante do australiano Alex De Minaur e anotou uma bela vitória em sets diretos, com parciais de 7/5 6/3 e 6/4.

Vale destacar que os dois já se enfrentaram sete vezes, com o suíço vencendo todas as partidas, sendo a mais recente no ATP de Roterdã, no ano passado.

Wawrinka x Dimitrov é o jogão de 2ª feira no US Open. Nadal e Murray também estreiam

Começa nesta segunda-feira a chave principal masculina do US Open, quarto e último Grand Slam da temporada, que é disputado no piso duro.

Abrindo a programação do Arthur Ashe Stadium, logo aquele que deve ser o jogo mais aguardado da primeira rodada, entre o suíço Stan Wawrinka e o búlgaro Grigor Dimitrov, em um aguardado confronto de belos backhand’s de uma mão.

Encerrando a programação da principal quadra do complexo, Rafael Nadal, atual campeão, joga contra o compatriota David Ferrer.

No Louis Armstrong, o britânico Andy Murray, que ainda busca seu melhor ritmo, enfrenta o australiano James Duckworth, enquanto Juan Martin Del Potro terá pela frente o qualifier norte-americano Donald Young.

Vale destacar também dois jogos na Grandstand. O primeiro entre os norte-americanos John Isner e Bradley Klahn. E o segundo entre dois jovens e talentosos canadenses: Denis Shapovalov e Felix Auger-Aliassime.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Wawrinka surpreende Dimitrov em Wimbledon e Federer vence. Nadal e Djokovic na 3ª

Roger Federer confirmou o favoritismo e estreou com vitória em Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Nesta segunda-feira, o nº 2 do mundo se impôs diante do sérvio Dusan Lajovic, vencendo em sets diretos, com parciais de 6/1 6/3 e 6/4.

Também na quadra central, o suíço Stan Wawrinka, que ainda busca recuperação de lesão, surpreendeu o búlgaro Grigor Dimitrov e triunfou por 1/6 7/6(3) 7/6(5) e 6/3.

Milos Raonic também não deu chances e bateu o britânico Liam Broady por 3×0, assim como o croata Marin Cilic, que superou o japonês Yoshihito Nishioka.

No confronto francês, melhor pra Gael Monfils, que bateu Richard Gasquet com autoridade, com parciais de 7/6(6) 7/5 e 6/4.

Dois dos principais favoritos da chave estreiam nesta terça, com Rafael Nadal jogando na quadra central diante do israelense Dudi Sela, enquanto Novak Djokovic joga na quadra 1 contra o norte-americano Tennys Sandgren.

Vale destacar também a partida de Alexander Zverev contra o australiano James Duckworth, na quadra 2, enquanto Dominic Thiem enfrenta o experiente Marcos Baghdatis, no mesmo local.

Foto: AELTC/Florian Eisele

Federer abre Wimbledon nesta 2ª feira. Dimitrov e Wawrinka se enfrentam na quadra central

Começa nesta segunda-feira a chave masculina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama.

Abrindo a programação da quadra central, Roger Federer, atual campeão e que vai em busca do seu 9º título enfrenta o sérvio Dusan Lajovic.

No mesmo local, um dos jogos mais esperados da primeira rodada, entre o búlgaro Grigor Dimitrov e o suíço Stan Wawrinka, que ainda busca sua melhor forma.

Na quadra 2, destaque para o jogo do croata Marin Cilic com o japonês Yoshihito Nishioka, assim como a partida entre o norte-americano John Isner e o alemão Yannick Maden.

Vale destacar também a partida do sul-africano Kevin Anderson contra eslovaco Norbert Gombos, na quadra 12, enquanto o jovem grego Stafanos Tsitsipas encara o francês Gregoire Barrere.

Federer conhece 1º adversário em Wimbledon e Nadal joga contra Sela. Dimitrov x Wawrinka

Foi sorteada nesta sexta-feira a esperada chave masculina de Wimbledon, terceiro Grand Slam da temporada, disputado na grama de Londres, na Inglaterra.

Pelo ranking da grama, Roger Federer, mesmo sendo o atual nº 2 do mundo, é o cabeça de chave nº 1 e principal favorito ao título, e começa sua campanha contra o sérvio Dusan Lajovic.

Dessa forma, Rafael Nadal será o cabeça de chave nº 2 e seu primeiro adversário será o israelense Dudi Sela, enquanto o croata Marin Cilic, cabeça 3, joga contra o japonês Yoshihito Nishioka.

Cabeça de chave nº 4, o alemão Alexander Zverev enfrenta na estreia o australiano James Duckworth, Juan Martin Del Potro encara o alemão Peter Gojowczyk e Grigor Dimitrov, cabeça 6, faz um dos confrontos mais esperados da primeira rodada, contra o suíço Stan Wawrinka.

Fechando a lista dos oito principais favoritos, Dominic Thiem enfrenta o experiente cipriota Marcos Baghdatis, enquanto o sul-africano Kevin Anderson joga contra o eslovaco Norbert Gombos.

Foto: AELTC/Tim Clayton