Ivanovic, ela também iniciou a revolução sérvia no circuito

Ivanovic: ela também iniciou a revolução sérvia no circuito
Quando pensamos em tênis sérvio hoje em dia, a primeira pessoa que vem à mente é Novak Djokovic. No entanto, Ana Ivanovic, que ontem anunciou a sua aposentadoria do tênis profissional, também iniciou a revolução sérvia com ele.

Em uma época em que o tênis feminino além das Irmãs Williams, era dominado pelas russas, surgiu Ana Ivanovic, que passou pela guerra tanto quanto Novak e treinava jogando em uma piscina sem água.

Em 2005 conquistou o seu primeiro título na WTA, em Canberra. Mas o sucesso veio mesmo em 2007 e em 2008.
Em 2007 chegou à final de Roland Garros pela primeira vez e em 2008, enquanto Novak erguia o trofeu de campeão do Australian Open, Ivanovic ficava com o vice-campeonato, para poucos meses depois ganhar o Grand Slam que deu fama a Monica Seles, a tenista que cresceu idolatrando: Roland Garros.

Dali para frente, Ivanovic levou o tênis sérvio para outra patamar, seguida de perto por Jelena Jankovic, sua compatriota e não tão amiga assim.

Foi uma época em que só se falava em Sérvia no circuito. Ana, Novak e Jelena estavam em todos os lugares. A história da guerra era impactante – e ainda é. Eles eram convidados e compareciam a recepções em embaixadas sérvias e falavam da nação tão prejudicada pela guerra com um amor profundo, que talvez nós que nunca tivemos que nos esconder de bombardeios, nunca saibamos o que seja.

Foi há quase uma década, mas lembro perfeitamente da final de Roland Garros. Estava lá, ainda cumprindo meu papel de assessora do Guga, que fazia a sua despedida do circuito profissional e escrevendo para a nossa Tennis View impressa. Assisti a semi e a final e a imagem que mais ficou daquela decisão em Paris contra Dinara Safina foi a frustração da russa. A confiança de Ivanovic era tamanha que Safina só se abaixava para o lado e batia a raquete na Philipe Chatrier. Não conseguia fazer nada.

Ana ganhou. Seu sorriso encantou. Ela logo se tornou número um do mundo, apenas uma de 21 mulheres na história da WTA a alcançarem tal feito. Muitos questionaram o seu jogo como pouco versátil e nada impressionante, mas foi o suficiente para que ela dominasse o circuito por um curto período.
Veio a fama, muita fama para uma nação sofrida e para uma WTA que busca tenistas como ela – jovens, bonitas, educadas, com boas histórias, guerreiras e campeãs – quem não buscaria?
Mas, Ana não soube lidar com a fama. Ela não cansa de dizer que na época, aos 20 anos de idade, devia ter tido uma equipe mais experiente ao seu redor. Claro que ajudaria, sem dúvida, mas acima da experiência, o bom senso e o foco no atleta, no tenista, pensando na longevidade e não apenas em resultados imediatos são o que mais contam.
Até mesmo o agente mais experiente pode oferecer diversos tipos de negócios, capas de revistas para fotografar – é o papel dele oferecer de tudo / um conselho sempre vai bem – mas a decisão final é sempre da tenista junto com o seu time mais próximo.
Uma pena naquela época.

Mas, Ivanovic apesar de ter se perdido um pouco, ainda conseguiu voltar e fez de 2015 uma ótima temporada. Derrotou Serena Williams ao longo do ano e voltou ao top 10. Fruto de muito trabalho e horas se recuperando de pequenas lesões.
Veio 2016 e a temporada não foi boa. Foram muitas derrotas e raras vitórias.  O ranking foi para o 63o. lugar e para quem já reinou e conquistou 15 trofeus, ser apenas uma figurante entre as tops já não era mais suficiente.

screen-shot-2016-12-29-at-4-18-27-pm screen-shot-2016-12-29-at-4-18-36-pm

Obrigada Ana por nossas lindas capas da Tennis View, ótimas entrevistas e um sorriso que não ficava apenas na frente das câmeras, mas de trás delas também.

“Foi uma decisão difícil, mas há muita coisa para comemorar”, disse Ivanovic, em uma transmissão ao vivo pelo Facebook, alegando que os problemas físicos não permitiram que ela continuasse no esporte: “Não posso jogar se não puder atuar em alto nível e não consigo mais jogar assim. Então, é hora de seguir em frente.”

Casada com o jogador de futebol alemão Bastian Schweinsteiger, fora das quadras ela é embaixadora do UNICEF desde 2007, função a qual pretende se dedicar mais a partir de agora, assim como a propagação do esporte e da vida saudável, se mostrando disposta, inclusive, a trabalhar com moda e beleza.

“Vivi meus sonhos e quero ajudar outras pessoas a realizarem os delas. Não fiquem tristes, sejam otimistas. Agradeço a todos que me ajudaram a ter uma vida maravilhosa”, finalizou.

Diana Gabanyi e Filipe Lima Alves

Foto de Cynthia Lum

Muguruza tem trabalho, mas vence na estreia em Wimbledon. Ivanovic perde. Serena joga 3ª

Depois do título em Roland Garros, a espanhola Garbine Muguruza estreou com vitória em Wimbledon, na Inglaterra, terceito Grand Slam da temporada, disputado na grama.

Nesta segunda-feira, a nº 2 do mundo enfrentou dificuldades e precisou de três sets para bater a italiana Camila Giorgi, com parciais de 6/2 5/7 e 6/4.

AELTC/Jed Leicester . 27 June 2016

Campeã do Australiana Open deste ano, a alemã Angelique Kerber teve menos trabalho contra a britânica Laura Robson e venceu por duplo 6/2, enquanto Simona Halep anotou 6/4 e 6/1 sobre Anna Karolina Schmiedlova.

Na principal surpresa do dia, a ex-nº 1 do mundo Ana Ivanovic perdeu para a russa Ekaterina Alexandrova por 6/2 e 7/5.

Destaque também para a vitória de Venus Williams sobre a croata Donna Vekic por 7/6(3) e 6/4, e do triunfo de Madison Key sobre Laura Siegemund por 6/3 e 6/1.

A terça-feira será o dia da estreia de Serena Williams, atual campeã e que busca seu primeiro título de Slam da temporada. A nº 1 do mundo encara a suíça Amra Sadikovic na primeira partida da quadra central.

Cabeça de chave nº 3, Agnieszka Radwanska terá pela frente a ucraniana Kateryna Kozlova, enquanto  Roberta Vinci joga contra a norte-americana Alison Riske.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Em domingo com chuva em Paris, Kvitova passa por estreia. Muguruza e Halep estreiam segunda

Kvitova peqCom a chuva que caiu em Paris neste domingo, apenas cinco jogos da chave feminina de Roland Garros foram completados.

A principal favorita a vencer foi a tcheca Petra Kvitova, que precisou de três sets para bater a montenegrina Danka Kovinic, com parciais de 6/2 4/6 e 7/5.

A russa Anastasia Pavlyuchenova cedeu apenas dois games diante da espanhola Sara Sorribes Tomo, vencendo por 6/2 e 6/0, enquanto tcheca Lucie Safavora também perdeu apenas dois games, batendo a russa Vitalia Diatchenko por 6/0 e 6/2.

A segunda-feira será o dia da estreia da polonesa Agnieszka Radwanska, segunda favorita da chave, que encara a sérvia Bojana Jovanovski no terceiro jogo da Philipp-Chatrier, principal quadra do torneio.

Cabeça de chave nº 4 e uma das candidatas a surpresa, a espanhola Garbine Muguruza abre a programação da quadra Suzanne Lenglen contra a eslovaca Anna Karolina Schmiedlova.

Destaque também para a estreia da romena Simona Halep contra a japonesa Não Hibino, além do confronto entre a sérvia Ana Ivanovic e a francesa Oceane Dodin.

Ivanovic supera Teliana na 2ª rodada do Miami Open

Teliana 2 peqTeliana Pereira foi eliminada nesta quinta-feira do WTA Premier de Miami. Ela perdeu para Ana Ivanovic, 17a. colocada no ranking mundial e ex-número 1, por 6/3 6/0. Foi a primeira vez que a brasileira jogou o Miami Open direto na chave principal e venceu uma rodada antes de ser superada pela sérvia Ivanovic.

” A Ivanovic é uma grande jogadora. Em Indian Wells não joguei bem. Em San Antonio foi um pouco melhor e aqui melhorou mais, mas é claro que com jogadoras assim, um vacilo ou outro, e o fato dela ter começado muito na frente ficou muito complicado, ela ficou bem agressiva. No 1o. set consegui jogar, por um pouco tempo, em um bom nível e senti que estou melhorando. É sempre bom jogar contra meninas assim, que já foram número um do mundo, para você ver o que tem que melhorar, ou não. Foi uma boa experiência,” contou Teliana.

Depois de ter jogado esta série de torneios na quadra rápida, Teliana disputará agora dois torneios no saibro, os WTAs de Charleston (04/04) e o de Bogotá (11/04), onde conquistou seu primeiro título, no ano passado.

“Não comecei o ano da maneira que eu queria. Praticamente só joguei na quadra rápida que é um pouco mais difícil para mim. As vitórias não vieram, mas sei no que estou melhorando, com um pouco de evolução. Espero que o ano melhore, especialmente agora que começa o saibro.”

Teliana vence Bia Haddad na estreia em Miami e encara Ivanovic na 2ª rodada

 

Teliana Pereira estreou com vitória na chave principal do Miami Open, nesta 3a. feira. Ela derrotou a também brasileira Beatriz Haddad Maia, por 7/6(2) 6/1 e marcou a primeira vitória na competição e a primeira da temporada em um torneio da WTA.

Teliana vence Bia Maia em duelo nacional na estreia do Miami Open

“Foi muito bom e especial jogar nessa quadra – Grandstand – abrindo um torneio como esse, contra a Bia e com a Paulinha – Paula Capulo – de árbitra e muito brasileiro assistindo. Foi um momento histórico em Miami,” disse Teliana, que enfrentou a amiga Bia Maia pela primeira vez.

“Eu tentei focar como se fosse mais um jogo, fazer o meu melhor, procurando me impor e sempre tentando ser positiva. Depois do primeiro set consegui me soltar bem mais.”

Esta é a primeira vez que Teliana, 50a na WTA, joga a chave principal do Premier de Miami.

A próxima adversária da pernambucana radicada em Curitiba é a sérvia Ana Ivanovic, atual 17a. colocada no ranking mundial e campeã de Roland Garros em 2008.

“É uma grande jogadora, agressiva e joga abrindo a quadra. Hoje já começo a focar nessa partida. Quero buscar a vitória e dar o meu melhor.”

Kerber e Azarenka confirmam o favoritismo e estão nas oitavas do Australian Open. Keys vira sobre Ivanovic

Kerber peqForam definidos os últimos confrontos as oitavas de final do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro.

Na primeira partida do dia na Rod Laver Arena, um surpresa, com a eliminação da espanhola Garbine Muguruza, que foi superada pela tcheca Barbora Strycova em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/2.

Na sequência, Victoria Azarenka confirmou o favoritismo diante da japonesa Naomi Osaka, vencendo por duplo 6/1, e joga contra Strycova nas oitavas.

Outro confronto definindo foi entre a alemã Angelique Kerber, que venceu a norte-americana Madison Brengle por 6/1 6/3, e a sua compatriota Annika Beck, que passou por Laura Siegemund, também da Alemanha, por 6/0 e 6/4.

A britânica Johanna Konta venceu a tcheca Denisa Allertova por duplo 6/2 e encara nas oitavas a russa Ekaterina Makarova, que bateu a tcheca Karolina Pliskova por 6/3 e 6/2.

No jogo mais equilibrado do dia, a norte-americana Madison Keys superou a sérvia Ana Ivanovic, de virada, com parciais de 4/6 6/4 e 6/4. Sua adversária por vaga nas quartas será a chinesa Shuai Zhang, que anotou 6/1 e 6/3 sobre a norte-americana Varvara Lepchenko.

Para conferir todos os resultados do dia, clique aqui.

Foto: Luke Hemer/Tennis Australia

Sexto dia do Australian Open tem Muguruza, Azarenka, Kerber e Ivanovic buscando oitavas

Muguruza 1 peqOs últimos confrontos  das oitavas de final da chave feminina do Australian Open serão definidos a partir da noite desta sexta-feira, horário de Brasília, no sexto dia de jogos do primeiro Grand Slam da temporada.

No primeiro jogo da Rod Laver Arena, a espanhola Garbine Muguruza enfrenta a tcheca Barbora Strycova, enquanto a bielorrussa Victoria Azarenka joga na sequência contra a surpreendente qualifier japonesa Naomi Osaka.

Madison Keys e Ana Ivanovic se enfrentam no primeiro jogo da sessão noturna da mesma quadra, enquanto Ekaterina Makarova e Karolina Pliskova jogam na Margaret Court.

Angelique Kerber encara Madison Brengle, Varvara Lepchenko joga contra Shuai Zhang e Johanna Konta enfrenta Denisa Allertova.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Foto: Ben Solomon/Tennis Australia

Azarenka vence com autoridade no Australian Open. Ivanovic e Muguruza chegam à 3ª rodada

Azarenka peqAs principais favoritas acabaram vencendo no quarto dia de jogos da chave feminina do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro.

A sérvia Ana Ivanovic começou o dia na Rod Laver Arena vencendo Anastasija Sevastova, da Letônia, com um duplo 6/3.

Em seguida, Garbine Muguruza perdeu a mesma quantidade de games diante da belga Kirsten Flipkens, conseguindo a vitória com parciais de 6/4 e 6/2.

Depois de anotar uma bicicleta na primeira rodada, Victoria Azarenka venceu mais uma vez com autoridade e superou a montenegrina Danka Kovinic por 6/1 e 6/2, enquanto a norte-americana Madison Keys passou pela cazaque Yaroslava Shvedova de virada, com parciais de 6/7(4) 6/3 e 6/3.

A japonesa Naomi Osaka foi responsável pela eliminação da ucraniana Elina Svitolina, cabeça de chave nº 18, com um duplo 6/4, enquanto a sérvia Jelena Jankovic, ex-nº 1 do mundo e cabeça 19, perdeu para a alemã Laura Siegemund por 6/3 6/7(6) e 7/6(2).

Angelique Kerber também confirmou o favoritismo contra Alexandra Dulgheru, anotando 6/2 e 6/4, e Karolina Pliskova venceu Julia Goerges por 7/6(5) e 6/1.

Para conferir todos os resultados do dia, clique aqui.

Foto: Jason Lockett/Tennis Australia

Ivanovic, Muguruza e Azarenka buscam 3ª rodada no 4º dia do Australian Open

Ivanovic peqA partir da noite desta quarta-feira, horário de Brasília, será finalizada a segunda rodada da chave feminina do Australian Open, primeiro Grand Slam da temporada, disputado no piso duro.

Quem abre a programação da Rod Laver Arena é sérvia Ana Ivanovic, cabeça de chave nº 20 e ex-nº 1 do mundo, que encara Anastasija Sevastova, da Letônia.

Em seguida, a espanhola Garbine Muguruza joga contra a belga Kirsten Flipkens, enquanto a tcheca Karolina Pliskova enfrenta a alemã Julia Goerges.

Victoria Azarenka, que não perdeu games a estreia, joga contra a montenegrina Danka Kovinic, Madison Keys enfrenta a cazaque Yaroslava Shvedova, e Angelique Kerber terá pela frente a romena Alexandra Dulgheru.

Para conferir a programação completa, clique aqui.

Foto: Theo Karanikos/Tennis Australia

Primeiro dia do US Open tem eliminações de Ivanovic e Pliskova. Venus e Serena vencem

TENNIS: AUG 31 US OpenA chave feminina do US Open, quarto Grand Slam da temporada, já teve uma surpresa nesta segunda-feira, no primeiro dia de disputa, com a eliminação da sérvia Ana Ivanovic.

A ex-nº 1 do mundo perdeu para a eslovaca Dominika Cibulkova, com parciais de 6/3 3/6 e 6/3.

A norte-americana Serena Williams, que busca o título para completar o Grand Slam, vencendo os quatro maiores torneios da temporada, vencia Vitalia Diatchenko por 6/0 e 2/0 quando a russa se retirou. Sua irmã Venus teve trabalho e precisou de três parciais para bater a porto-riquenha Monica Puig, com parciais de 6/4 6/7(7) e 6/3.

Destaque também para a vitória da norte-americana Anna Tatishvili sobre a tcheca Karolina Pliskova, cabeça de chave nº 8, por 6/2 e 6/1, e para o triunfo da polonesa Agnieszka Radwanska sobre a tcheca Katerina Siniakova por 6/2 e 6/3.

Para conferir todos os resultados desta segunda-feira, clique aqui.

Foto: Cynthia Lum