Djokovic passa por Nishikori na estreia do Masters 1000 de Madri. Del Potro e Dimitrov na 3ª

Novak Djokovic estreou bem na chave do Masters 1000 de Madri, na Espanha, que é disputado no saibro.

Nesta segunda-feira, o sérvio bateu o japonês Kei Nishikori, em sets diretos, com parciais de 7/5 e 6/4, no jogo mais aguardado do dia.

Agora, o ex-nº 1 do mundo terá pela frente o britânico Kyle Edmund ou o russo Daniil Medvedev, que se enfrentam nesta terça-feira.

Também  nesta terça será a estreia do argentino Juan Martin Del Potro, que enfrenta o bósnio Damir Dzumhur, enquanto o canadense Milos Raonic faz um aguardado jogo contra Grigor Dimitrov.

Vale ficar de olho também na partida entre o jovem Denis Shapovalov e o francês Benoit Paire, além do jogo entre o uruguaio Pablo Cuevas e o norte-americano Jack Sock.

Nadal bate Nishikori e, sem perder set na semana, conquista seu 11º título em Monte Carlo

Rafael Nadal confirmou o favoritismo e conquistou o título do Masters 1000 de Monte Carlo, o primeiro Masters 1000 da temporada disputado no saibro.

Neste domingo, o espanhol conquistou o título em Monte Carlo pela 11ª vez na carreira, ao bater o japonês Kei Nishikori em sets diretos, com parciais de 6/3 e 6/2.

Nishikori chegou a dar trabalho na primeira parcial, quando quebrou o saque do espanhol, liderando por 2/1, mas logo o nº 1 do mundo se recuperou, se impôs e triunfou no primeiro grande torneio de saibro da temporada.

A semana do espanhol foi simplesmente avassaladora, com nenhum set perdido em cinco jogos disputados, sendo o 1º set da semi o que ele mais perdeu games, quando anotou 6/4 sobre Grigor Dimitrov.

Agora, Nadal vai jogar em casa, no ATP 500 de Barcelona, como cabeça de chave nº 1 e saindo de bye na primeira rodada, aguardando o vencedor da partida entre Andreas Haider-Maurer e Roberto Carballes Baena.

Nadal passa por Dimitrov e encara Nishikori na decisão em Monte Carlo

Está definida a grande final do Masters 1000 de Monte Carlo, primeiro Masters 1000 da temporada disputado no saibro.

Neste sábado, Rafael Nadal foi o primeiro a garantir sua vaga, ao bater o búlgaro Grigor Dimitrov, em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/1.

Em 15 participações no torneio, o espanhol nº 1 do mundo acumula incríveis 10 títulos, além de um vice campeonato, em 2013.

Seu adversário na decisão foi definido logo em seguida, quando o japonês Kei Nishikori virou sobre o alemão Alexander Zverev, com parciais de 3/6 6/3 e 6/4.

Nadal e Nishikori se enfrentam neste domingo pela 12ª vez e, por enquanto, o espanhol tem grande vantagem no confronto direto, com nove vitórias. Porém, no jogo mais recente entre eles, a vitória foi do japonês, que venceu a disputa pela medalha de bronze dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016.

Djokovic vence fácil na estreia em Monte Carlo. Nishikori vira sobre Berdych

Novak Djokovic estreou muito bem no Masters 1000 de Monte Carlo, o primeiro Masters 1000 da temporada disputado no saibro.

Depois de duas derrotas seguidas, nos Masters 1000 de Indian Wells e Miami, o sérvio não deu chances ao compatriota Dusan Lajovic, cedeu apenas dois games e venceu por 6/0 e 6/1.

Na segunda rodada, o cabeça de chave nº 9 terá pela frente o croata Borna Coric, que passou pelo francês Julien Benneteau por 6/2 e 6/3.

Quem também conseguiu uma boa vitória nesta segunda foi o japonês Kei Nishikori, que virou sobre o tcheco Tomas Berdych, vencendo por 4/6 6/2 e 6/1.

Milos Raonic teve mais dificuldades que o esperado, mas passou pelo convidado local Lucas Catarina por 3/6 6/2 e 6/3.

Nesta terça-feira, Grigor Dimitrov fará sua estreia no torneio, diante do francês Pierre-Hugues Herbert, enquanto Dominic Thiem, cabeça 5, encara o russo Andrey Rublev.

Foto: Valery Hache/AFP

Federer perde na estreia em Miami e será ultrapassado no ranking por Nadal. Del Potro x Nishikori no sábado

Definitivamente, não foi a estreia que Roger Federer esperava. O suíço está eliminado do Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos, que é disputado no piso duro.

Neste sábado, em partida válida pela segunda rodada do torneio, Federer até começou bem, mas levou a virada do australiano Thanasi Kokkinakis, que venceu por 3/6 6/3 e 7/6(4).

Com o resultado, o espanhol Rafael Nadal vai aparecer novamente como nº 1 do mundo na próxima atualização do ranking, ultrapassando o suíço.

Quem estreou bem foi o tcheco Tomas Berdych, que superou o japonês Yoshihito Nishioka em dois sets rápidos, assim como o canadense Denis Shapovalov, que eliminou o bósnio Damir Dzumhur.

Destaque também para a vitória de Nick Kyrgios sobre Dusan Lajovic, além do triunfo do sul-africano Kevin Anderson sobre o georgiano Nikola Basilashvili, ambas em sets diretos.

A terceira rodada começa neste domingo, com destaque para a partida entre o argentino Juan Martin Del Potro, embalado pelo título em Indian Wells, e o japonês Kei Nishikori.

Outra partida que deve ser interessante será o confronto de estilos entre o canadense Milos Raonic e o argentino Diego Schwartzman.

Murray, Wawrinka, Nishikori e Cilic nas 4ªs em Paris. Djokovic e Thiem se enfrentam na terça

Sem surpresas na segunda-feira da chave masculina de Roland Garros, segundo Grand Slam da temporada, disputado no saibro de Paris, na França.

No que poderia ser um jogo bem complicado, Andy Murray se impôs e bateu o jovem russo Karen Khachanov por 6/3 6/4 e 6/4 para garantir sua vaga nas quartas de final.

Seu adversário será o japonês Kei Nishikori, que levou um pneu no primeiro set, mas virou sobre o espanhol Fernando Verdasco, vencendo por 0/6 6/4 6/4 e 6/4.

Quem também precisou de apenas três sets foi Stan Wawrinka, que até deu chances, mas Gael Monfils não aproveitou. No fim, parciais de 7/5 7/6(7) e 6/2.

No último jogo do dia, Marin Cilic vencia o sul-africano Kevin Anderson por 6/3 e 3/0, quando o adversário abandonou sentindo uma lesão. Com isso, o croata será o adversário do suíço nas quartas.

Os dois primeiros semifinalistas serão conhecidos nesta terça-feira, com Rafael Nadal sendo bem favorito diante do compatriota Pablo Carreno Busta.

A outra partida é mais aguardada, colocando frente a frente, novamente, o austríaco Dominic Thiem, que vem fazendo um torneio bem consistente, contra Novak Djokovic, que vem de boa vitória sobre Albert Ramos.

Bellucci conquista grande vitória sobre Nishikori e encara Monteiro nas 8ªs do Rio Open

Bellucci 4 peqThomaz Bellucci conquistou uma grande e até surpreendente vitória, na noite desta terça-feira, na estreia do Rio Open, ATP 500 disputado no saibro do Jockey Club Brasileiro, na capital carioca.

Com atuação muito firme, se defendendo muito bem e errando pouco, o brasileiro bateu o japonês Kei Nishikori, nº 5 do mundo e cabeça de chave nº 1 do torneio, em sets diretos, com parciais de 6/4 e 6/3.

Bellucci contou com grande apoio da torcida, que o incentivou mesmo nos momentos de dificuldade, como no quarto game do 2º set, quando teve o saque quebrado depois de abrir 40/0. Mesmo assim, ele se manteve no jogo e, no quarto match point, confirmou o grande triunfo.

“A torcida foi maravilhosa hoje, como sempre quando jogo no Brasil. Só tenho a agradecer todo carinho. Joguei muito sólido hoje, me defendendo melhor que o de costume.” afiirmou.

Essa foi a segunda vitória de Bellucci sobre um top-5 ao longo da carreira. A outra foi no Masters 1000 de Madri, em 2011, quando bateu Andy Murray, então 4 do mundo, nas oitavas de final.

O japonês, que chegou ao Rio como uma das principais estrelas, volta pra casa depois de uma gira sul-americana que teve o vice campeonato do ATP 250 de Buenos Aires, mas uma campanha precoce no Rio de Janeiro, muito mais errático que o normal e mostrando um descontrole incomum, culminando na quebra de sua raquete quando perdeu a primeira parcial.

“As coisas não funcionaram tão bem hoje. As condições estavam diferentes de semana passada (em Buenos Aires). Foi difícil me adaptar. Foi uma das piores partidas minha nos últimos anos.” disse o japonês.

Nas oitavas de final, Bellucci terá pela frente o compatriota Thiago Monteiro, que bateu o português Gastão Elias mais cedo.

Terça-feira do Rio Open terá Nishikori x Bellucci, Thiem x Tipsarevic e estreias de Feijão e Monteiro

Nishikori 2 peqComo já era esperado, a terça-feira do Rio Open terá muitos grandes jogos válidos pela primeira rodada do ATP 500 disputado no saibro do Jocke Club Brasileiro, na capital carioca.

Abrindo a programação da quadra central, Thiago Monteiro busca reviver o grande momento do ano passado, quando bateu Jo-Wilfried Tsonga na estreia, enfrentando o português Gastão Elias.

O segundo jogo da quadra será logo um dos confrontos mais esperados da primeira rodada, entre o japonês Kei Nishikori, nº 5 do mundo e cabeça de chave nº 1, e o brasileiro Thomaz Bellucci, no que será o terceiro confronto direto entre eles, que está empatado até o momento.

No último jogo da programação, Dominic Thiem, cabeça 2 e semifinalista no ano passado, enfrenta o ex-top 10 Janko Tipsarevic.

Bons jogos também estão marcados para a quadra 1, como entre os experientes Fabio Fognini e Tommy Robredo, além da estreia de João Souza, o Feijão, diante do espanhol Pablo Carreno Busta. David Ferrer, campeão do torneio em 2015, encara o ucraniano Alexandr Dolgopolov, que vem embalado pelo título do ATP 250 de Buenos Aires.

Super terça do Rio Open tem duelo Nishikori x Bellucci e nomes como Ferrer, Thiem e Thiago Monteiro

Thiem peqOs fãs de tênis vão se deliciar com o cardápio oferecido no segundo dia de disputas do Rio Open apresentado pela Claro. A super terça vai ter o esperado duelo entre o japonês Kei Nishikori, número 5 do mundo, e o brasileiro Thomaz Bellucci, às 19h, na quadra Guga Kuerten, seguido pelo jogo entre o austríaco Dominic Thiem e o sérvio Janko Tipsarevic, além das partidas entre o espanhol David Ferrer e o ucraniano Alexandr Dolgopolov, o brasileiro Thiago Monteiro e o português Gastão Elias, o italiano Fabio Fognini e o espanhol Tommy Robredo, e o brasileiro João Souza, o Feijão, com o espanhol Pablo Carreno Busta. Os últimos ingressos estão à venda no www.tudus.com.br/riooopen e na bilheteria do Jockey.

Vice-campeão do US Open 2014 e medalha de bronze nas Olimpíadas do Rio, o maior tenista da história do Japão chegou na cidade nesta segunda-feira depois do vice-campeonato no ATP 250 de Buenos Aires, na Argentina. Dono de 11 títulos na carreira, dois deles no piso de saibro, Nishikori espera um confronto disputado com Bellucci. “Ele joga muito bem no saibro, é sua especialidade, então acho que vai ser difícil. Além de estar jogando em casa. Mas tenho evoluído no piso de saibro nos últimos anos, me sinto mais confortável, e estou animado de jogar aqui, um torneio no saibro, uma grande experiência para mim”, disse Nishikori, que faz sua primeira participação no Rio Open.

Em sua segunda visita ao Rio, Nishikori espera encontrar tempo para conhecer melhor a cidade. “É muito bom voltar para o Rio, no ano passado foi uma grande experiência conquistar a medalha olímpica aqui, mas não tive tempo de conhecer muito. Dessa vez quero aproveitar melhor”, disse o jogador. Perguntado na coletiva de imprensa se aproveitaria o carnaval, no final de semana, e se arriscaria um passos de samba, riu e brincou: “Se eu vencer o torneio, talvez”.

Bellucci, que terá o desafio de encarar o favorito ao título em uma estreia no Rio Open pela segunda vez – em 2015 foi o espanhol Rafael Nadal -, confia que pode surpreender. “Não é a melhor primeira rodada para jogar. Mas estou em casa, com o apoio da torcida, no piso que mais gosto, então é uma oportunidade boa de surpreender. Vou ter que variar muito as jogadas, não deixar ele confortável. Ele gosta de jogar perto da linha, entrando na quadra, então vou tentar levá-lo para longe da linha de fundo”, disse o 76º do mundo.

O ex-número 21 do ranking mundial e dono de quatro títulos na carreira enfrentou Nishikori em 2015, em Roland Garros, quando foi derrotado por 3 sets a 0. Nesta temporada, o canhoto tem como melhor resultado a semifinal do ATP 250 de Quito.

Thiago Monteiro, Feijão, e estrelas Ferrer, Thiem, Fognini e Robredo também estreiam

Sensação da edição passada do Rio Open, quando alcançou as oitavas de final, com direito a vitória sobre o francês Jo-Wilfried Tsonga, então 9º colocado do ranking mundial, o brasileiro Thiago Monteiro também estreia nesta terça. O adversário do cearense de 22 anos será o português Gastão Elias, 86º, às 16h30, na quadra central.

Segundo melhor brasileiro no ranking, na 85ª posição, o canhoto chega motivado após alcançar as quartas de final no ATP 250 de Buenos Aires, semana passada. O retrospecto é favorável ao brasileiro. Monteiro enfrentou Elias três vezes, em torneios da série Future, com duas vitórias do brasileiro. O último duelo foi em 2015, em Santiago, no Chile, com vitória do português.

A rodada desta terça promete ainda mais emoção. Estão confirmados os duelos do espanhol David Ferrer, campeão da edição 2015, enfrentará o ucraniano Alexandr Dolgopolov, vice em 2014 e que acaba de ser campeão do ATP 250 de Buenos Aires.

Ferrer, ex-número 3 do mundo, conhece muito bem Dolgopolov, ex-número 13. Foram 12 confrontos entre os dois, e Ferrer lidera com nove vitórias. Mas na primeira edição do Rio Open, em 2014, foi o ucraniano que venceu o espanhol na semifinal.

O vice-campeão de Roland Garros 2013 tem motivação extra em sua quarta participação no ATP 500. Ferrer está a quatro jogos da vitória número 700 da carreira, feito conquistado por 12 tenistas, sendo que apenas três deles estão em atividade – o suíço Roger Federer, o espanhol Rafael Nadal e o sérvio Novak Djokovic

Entre outro jogo desta terça, o austríaco Dominic Thiem, semifinalista no ano passado e um dos novos nomes do circuito, estreia contra o sérvio Janko Tipsarevic, ex-número 8 do mundo, na quadra central, após o jogo entre Nishikori e Bellucci.

Thiem, atual oitavo do mundo, foi semifinalista de Roland Garros no ano passado, e conquistou quatro títulos na temporada. Tipsarevic, que passou por quatro cirurgias nos últimos anos, tenta voltar a seus melhores dias. O campeão da Copa Davis com a Sérvia em 2010 recebeu convite da organização.

Quem também estreia nesta terça é o brasileiro João Souza, o Feijão, que enfrenta o espanhol Pablo Carreno Busta. Convidado pela organização, Feijão espera levantar a torcida nas arquibancadas assim como fez na edição 2015, quando alcançou as quartas de final. O rival desta terça vem crescendo no circuito. No ano passado, conquistou dois títulos, e nesta temporada deu o ponto final para a Espanha na vitória sobre a Croácia na Copa Davis, e foi semifinalista do ATP 250 de Buenos Aires.

O duelo entre espanhol Tommy Robredo e o italiano Fabio Fognini, também promete. Será a décima vez que eles se enfrentam. Robredo, ex-número 5, lidera a série com cinco vitórias, a última delas na primeira rodada do ATP 250 de Buenos Aires, na semana passada. Fognini tem como melhor participação no Rio Open o vice-campeonato em 2015.

Em chave com grandes jogos na 1ª rodada, Nishikori e Bellucci se enfrentam no Rio Open

Bellucci peqA primeira rodada do Rio Open apresentado pela Claro promete grandes confrontos e muita emoção nas quadras do Jockey Club Brasileiro. O sorteio realizado neste sábado, no Shopping Leblon, colocou o japonês Kei Nishikori, top 5 do mundo, para enfrentar o brasileiro Thomaz Bellucci, em jogo programado para a noite de terça-feira. O Rio Open vai de 20 a 26 de fevereiro e os ingressos estão à venda no www.tudus.com.br/riooopen.

Campeão da edição 2015, o espanhol David Ferrer jogará com o vice de 2014, o ucraniano Alexandr Dolgopolov. Em outra partida, o austríaco Dominic Thiem, número 8 do ranking mundial, terá pela frente o sérvio Janko Tipsarevic, ex-número 8 e que tenta voltar aos seus melhores dias depois de uma série de problemas físicos. A partida entre o espanhol Tommy Robredo e o italiano Fabio Fognini também promete muita emoção.

Dos outros brasileiros já garantidos na chave, o cearense Thiago Monteiro enfrentará o português Gastão Elias, o paulista João Souza, o Feijão, convidado pela organização, terá pela frente o espanhol Pablo Carreno Busta, e o também paulista Rogério Dutra Silva encara o jovem norueguês Casper Rudd, outro wild card. Já o uruguaio Pablo Cuevas, campeão da última edição do ATP 500 do Rio, o maior torneio de tênis da América do Sul, aguarda um jogador vindo do qualifying.

Bellucci já enfrentou Nishikori uma vez na carreira, em Roland Garros 2015, quando o japonês levou a melhor por 3 sets a 0. A partida de Thiago com Elias será a primeira entre eles, assim como de Rogerinho contra Ruud. Feijão tem retrospecto de uma vitória diante de Busta, no Brasil Open 2015. O espanhol vem evoluindo no circuito e vive boa fase. “Em ATP 500 já sabemos que a chave é dura, difícil, não tem como escolher adversário. Tenho prazer de jogar em casa, faço de tudo para usar o fator torcida a meu favor, e é isso que vou fazer na estreia”, disse Feijão.

Chave de duplas terá confrontos entre brasileiros

A dupla favorita ao título do Rio Open, formada pelo brasileiro Bruno Soares e pelo britânico Jamie Murray, estreia na competição contra a parceria formada pelo brasileiro Marcelo Demoliner e pelo neozelandês Marcus Daniell. Campeões de dois Grand Slams no ano passado, o Australian Open e o US Open, Bruno e Jamie buscam o título no Rio.

“Fizemos a melhor preparação possível, chegando cedo para nos adaptarmos ao saibro. Estamos bem confiantes. É uma pena enfrentarmos um brasileiro, porque a torcida vai se dividir, mas contamos com o apoio de todos para termos um caldeirão nos nossos jogos na quadra 1”, disse Bruno.

A dupla cabeça de chave número 2, formada por Marcelo Melo e pelo polonês Lukasz Kobut, estreia contra os brasileiros Feijão e Fabricio Neis. Já Bellucci e Thiago terão o desafio de encarar os bicampeões colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah. O brasileiro André Sá e Robredo estreiam contra os argentinos Andres Molteni e Diego Schwartzman. Já os italianos Fognini e Simone Bollelli, campeões do Australian Open 2015, pegam o chileno Julio Peralto e o argentino Horacio Zeballos.

AS CHAVES DE SIMPLES E DUPLAS estão disponíveis neste link – http://www.atpworldtour.com/en/scores/current/rio-de-janeiro/6932/draws

Lançamento do livro “Rio Open-3 anos”

Após o sorteio das chaves do torneio, Feijão e Bruno participaram do lançamento do livro “Rio Open-3 anos”, na Livraria Travessa. Os tenistas brasileiros deram autógrafos aos fãs no livro que comemora o sucesso do torneio nesses três anos de história.